Segunda carreira 50+: Como fazer uma gestão de carreira para alcançar qualidade de vida?

Segunda carreira 50+: Como fazer uma gestão de carreira para alcançar qualidade de vida?

Os 50 anos de vida representam um marco muito importante para todas as pessoas, momento para rever o que se fez de melhor e para fazer novas escolhas ainda mais sábias para envelhecer com saúde e qualidade de vida. Rebeca Toyama, especialista em carreira, comenta sobre a procura do momento certo de escolher uma segunda carreira e traz 5 dicas para alinhar a transição de carreira com o propósito de vida e bem-estar financeiro.

Segundo uma pesquisa realizada pela Maturi, organização que visa a valorização de profissionais maduros, ouviu um pouco mais de mil pessoas com mais de 50 anos em São Paulo e descobriu que mais da metade foi demitida durante a pandemia. Para 67% dos entrevistados, o preconceito de idade piorou ao longo de 2020, porque as pessoas mais velhas são mais vulneráveis ao coronavírus.

Mesmo assim, de acordo com uma outra pesquisa da Maturi, apontou que 80% dos profissionais com mais de 50 anos aproveitaram o isolamento da pandemia para fazer cursos online. Sete em cada dez entrevistados dizem estar mais preparados para o uso das redes sociais para o trabalho.

Muitos entendem que a evolução das tecnologias é um obstáculo para se ter profissionais 50+ na equipe, mas não veem a capacidade de entrega de resultados por parte deles, pois muitos estão se reciclando e ainda trazem em sua bagagem muita experiência e maturidade nas escolhas e responsabilidades. Vale ainda ressaltar que o grupo tem um grande desafio também por conta do mercado não ter experiência ou estar preparado para absorver esse tipo de mão-de-obra.

“Após os 50 anos temos mais condição de manifestar nosso potencial, por conta de nossa experiência e maturidade. Além disso, essa experiência traz resiliência e autoconhecimento para suportar crises. Esses profissionais têm mais sensibilidade e conhecem caminhos para encontrar soluções, pois já testemunharam muitas decisões que deram certo e que falharam”, explica Rebeca Toyama, especialista em carreira.

Como escolher a segunda carreira e qual é o momento certo?

Para a especialista, não há um momento certo, o profissional deve estar atento com seu grau de satisfação com a proximidade ou afastamento de seu propósito, além de sua qualidade de vida e saúde psicológica.

Rebeca ainda comenta que não existe um modelo pronto, único e assertivo para todos, pois cada pessoa é diferente da outra, mas a palavra-chave para fazer uma transição de carreira é estratégia a médio e longo prazo, pois não se faz essa mudança de ciclo do dia para a noite, muito menos com ansiedade, cobrança e pressão.

“Tudo na vida tem um risco, então, uma transição de carreira em qualquer fase da vida traz riscos e desafios, mas também oportunidades, por isso é recomendado ter o auxílio de profissionais especializados em carreira. Porque uma transição bem planejada pode economizar tempo, dinheiro e energia, além de mais assertividade para alinhar a carreira e propósito nesse novo ciclo”, finaliza Rebeca.

Vale ainda salientar que mesmo diante de toda a dificuldade que os 50+ vem enfrentando, o varejo tem observado a oportunidade de evidenciar o público longevo trazendo a Silver Week, que será a mais nova data do varejo e tem com o objetivo de promover a visibilidade e a valorização do público sênior na economia brasileira.

A Silver Week 2022 é idealizada pelo Fórum de Longevidade Expo+Fórum, e será uma semana com conteúdo e ações voltadas para o público 50+. A primeira edição acontece entre os dias 29 de setembro a 09 de outubro.

Rebeca Toyama, especialista em carreira, dá 5 dicas para alinhar a transição de carreira com o propósito de vida:

1- Comece a planejar pelo menos 5 anos antes da sua virada para uma nova carreira, assim você terá tempo o suficiente para atualizar seus conhecimentos e criar uma nova identidade;

2- Faça um bom inventário de competências, ele deve conter o tudo que você aprendeu e realizou ao longo de sua vida, isso fortalece a autoconfiança e a autoestima;

3- Amplie seu networking conversando com jovens e profissionais de outras áreas, isso ajudará a encontrar novas oportunidades de atuação;

4- Fique atento às tendências, faça da tecnologia uma aliada, assim ficará mais fácil continuar contribuindo com a sociedade;

5- Invista em autoconhecimento para ter mais clareza de seu potencial e dessa forma aproximar sua carreira de seu propósito nesse novo momento.

Comments are closed