Brasil sedia final do Free Electrons, maior programa de inovação colaborativa do setor de energia

Brasil sedia final do Free Electrons, maior programa de inovação colaborativa do setor de energia

A grande final da sexta edição do Free Electrons, maior programa de inovação colaborativa do mundo na área de energia, acontece em São Paulo (SP), no próximo dia 20 de outubro, com organização da EDP, empresa que atua em todos os segmentos do setor elétrico. As 15 startups selecionadas no programa têm colaborado nos últimos meses com seis empresas líderes em âmbito global para o desenvolvimento de soluções com impacto na indústria. O vencedor será o projeto com maior potencial de implementação real no mercado. 

As 15 startups finalistas são: Blink Energy (EUA), BrainBox AI (Canadá), DCSix Technologies (Irlanda), DeepVolt (Tunísia), Elexsys (Austrália), Gaiascope (Estados Unidos da América), Ionate Limited (Reino Unido), IND Technology (Austrália), LEBO Robotics (Japão), NanoLock Security (EUA), Power to Hydrogen (EUA), a Rated Power (Espanha), a Sawatch Labs (EUA), a Simerse AI (EUA) e a SmartHelio (Suíça). 

Criado em 2017, o Free Electrons é liderado por um consórcio global composto por empresas parceiras, dos vários continentes, que se juntaram por um propósito comum de transformar o setor de energia e criar soluções disruptivas e inovadoras, promovendo uma transição energética limpa e mais eficiente. Fazem parte da lista: a EDP, a American Electric Power, a Origin Energy, a ESB, a E.ON e a CLP Power — companhias que durante o projeto trabalharam ao lado das startups para desenvolver soluções disruptivas. 

O Free Electrons 2022 recebeu mais de 500 candidaturas de 70 países e, após a fase inicial, 60 startups, de nove países, foram selecionadas para participar em discussões preliminares com as empresas parceiras, visando estabelecer uma conexão efetiva de suas soluções aos desafios. Houve, então, um processo de colaboração para que, em conjunto, empresas e startups criassem os seus projetos e desenvolvessem a sua proposta de valor. Isso culminou na última fase, correspondente à negociação e definição de estratégias para a aplicação dos projetos. 

“Durante o evento, teremos apresentações de soluções inovadoras relacionadas à transição energética e a outros desafios e oportunidades do setor elétrico, o que está totalmente relacionado com a atuação da EDP no mundo e, também, no Brasil. A realização da final do Free Electrons no país demonstra o potencial do ecossistema de startups local, que é robusto, mas tem muitas oportunidades de desenvolvimento e fomento, principalmente das energy techs, com esse cenário de transformação do setor”, destaca Andrea Salinas, diretora de Inovação e Venture Capital da EDP no Brasil.

O evento final é o último dos três módulos de encontros presenciais que ocorreram ao longo do programa entre as empresas parceiras e as startups selecionadas. Após os eventos realizados em Chicago e em São Francisco, as 15 finalistas terão agora dois momentos no Brasil. O primeiro será a última sessão de trabalho entre os empreendedores e os parceiros, para alinhar os projetos piloto do programa. 

Já o Open Day permitirá que as startups façam o seu pitch à comunidade Free Electrons e revelem o trabalho que desenvolveram desde o início da jornada, para que depois seja escolhida a vencedora. Este momento é aberto ao público e contará ainda com diversas palestras e painéis de debate com participação das entidades parceiras. 

Ao longo de seis edições, o Free Electrons já recebeu mais de 3.200 candidaturas, de 85 nacionalidades diferentes, que levaram à criação de mais de 150 projetos pilotos inovadores. Por meio deste trabalho, a iniciativa gerou mais de 80 milhões de euros.


 

Comments are closed