AmericaNet e CommScope levam Wi-Fi público a milhões de pessoas em São Paulo

AmericaNet e CommScope levam Wi-Fi público a milhões de pessoas em São Paulo

A cidade de São José dos Campos, no Estado de São Paulo, e que será a primeira cidade inteligente brasileira certificada pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), ganhou cerca de 700 pontos de acesso para a conexão pública à internet em 2021. Essa infraestrutura foi implementada pela provedora de serviços AmericaNet, que adotou soluções da CommScope RUCKUS para levar a internet gratuita a mais de 200 mil pessoas todos os meses.

“São José dos Campos é hoje o mais importante projeto de smart city do Brasil, com uso de alta tecnologia para áreas como educação, segurança e administração pública”, explica Eduardo Vale, CTO da AmericaNet.  Entre os equipamentos utilizados no projeto estão antenas integradas, controladores virtuais SmartZone e access points Wi-Fi modelo RUCKUS T310 em ambientes externos, e Ruckus R510 (maior densidade) e R310 (menor densidade), em ambientes internos.

Além dos pontos de acesso Wi-Fi da CommScope RUCKUS, a AmericaNet leva a interconexão com a internet através de sua rede aos principais centros urbanos do estado, juntamente com a infraestrutura necessária para a interconexão e estabilidade energética.

“A CommScope RUCKUS contribui com o time da AmericaNet com soluções para controle, gestão e análise de dados do ambiente de Wi-Fi, que simplificam a operação em larga escala e melhoram o desempenho como um todo da solução, além de fornecerem dados essenciais para a operação da rede e para os gestores públicos”, explica Gustavo Barros, gerente de soluções de Entreprise RUCKUS da CommScope.

A parceria entre AmericaNet e CommScope começou em 2017 e inclui outros grandes projetos, como o Wi-Fi Livre SP realizado na capital de São Paulo, uma das maiores iniciativas de internet pública da América Latina, em locais como centros culturais, praças, bibliotecas, áreas turísticas, estações de trens e parques, como o Ibirapuera. Esse projeto de peso serviu como base para a estrutura adotada depois em São José dos Campos. 

No projeto de São Paulo, iniciado em 2019 e concluído em 2020, foram utilizados 1.200 APs RUCKUs, instalados em cerca de 600 hotspots espalhados pela cidade de São Paulo, atendendo a mais de dois milhões de pessoas por mês.  “Fizemos uma pesquisa de satisfação com 14.884 respostas. O resultado mostra que o serviço tem aprovação de 84,49% dos usuários, dos quais 80% classificam o sinal como ótimo”, afirma Laís Maria Ribeiro Hilario, supervisora do programa na secretaria municipal de inovação e tecnologia de São Paulo.

No caso de São José dos Campos, o município será o primeiro no Brasil a ser certificado pela ABNT como Cidade Inteligente, de acordo com três normas internacionais, sendo que apenas 79 cidades no mundo possuem essa certificação. Esse processo de certificação está sendo desenvolvido pela ABNT em associação com o Parque Tecnológico de São José dos Campos e faz parte do projeto piloto de certificação, que terá a metodologia testada e ajustada nos próximos meses.

Para o projeto de cidade inteligente de São Jose dos Campos, a AmericaNet implementou toda uma infraestrutura de câmeras com analytics (tecnologia que analisa automaticamente vídeos e identifica eventos de segurança, por exemplo), redes MPLS (para arquivos de multimídia), internet de alta velocidade,  Wi-Fi nas escolas e Wi-Fi outdoor.

Para a população (e particularmente para as camadas com menor poder aquisitivo) o acesso ao Wi-Fi público de qualidade e com alta velocidade é um bem de grande necessidade. Pesquisa do IBGE divulgada em 2020 mostrou que uma em cada quatro pessoas no país não tinha acesso à internet, o equivalente a mais de quatro vezes a população de Portugal.

De acordo com Gustavo Barros, na retomada da normalidade pós-pandemia, a oferta de acesso ao Wi-Fi público terá um impacto ainda mais positivo e deverá ganhar atenção especial dos prefeitos que tomaram posse em 2020, por se tratar de uma necessidade objetiva das populações. “Com a crescente demanda por teleducação e negócios digitais, um número cada vez maior de cidades adotará o serviço de Wi-Fi público”, diz Barros.

Comments are closed