Zippi recebe aporte de USD 16 milhões em Série A para escalar o primeiro meio de pagamento de crédito instantâneo do Brasil

Zippi recebe aporte de USD 16 milhões em Série A para escalar o primeiro meio de pagamento de crédito instantâneo do Brasil

Bruno Lucas, André Bernardes e Ludmila Pontremolez, sócios da Zippi

A Zippi, fintech fundada no MIT que atende microempreendedores e autônomos, acaba de receber um investimento Série A no valor de 16 milhões de dólares, representando 82 milhões de reais. A rodada foi liderada pelo fundo Tiger Global e acompanhada por Y Combinator, Volpe Capital, Rainfall Ventures, Globo Ventures, Hummingbird, Mantis, MSA Capital, Soma Capital e fundadores de empresas como Faire, Robinhood, Plaid, Creditas, Kavak, Cobli e GoJek. Com crescimento mensal acelerado de 78% desde o início do ano, a fintech pretende escalar a operação entre seis a dez vezes até o final do ano.
 

“É um passo importante na história da Zippi. O calibre dos investidores que trouxemos para essa rodada é reflexo da marca e produto que construímos até aqui. Além de grandes nomes institucionais, contamos também com o apoio de alguns dos empreendedores mais bem sucedidos dos EUA, América Latina e Ásia. E isso faz toda a diferença”, celebra André Bernardes, CEO da Zippi. “O crescimento do time de tecnologia é importante para o desenvolvimento do nosso negócio e aperfeiçoamento do produto. Temos dezenas de milhares de clientes, já recebemos mais de meio milhão de pedidos e estamos com uma longa fila de espera. Chegamos até aqui com um número enxuto de 26 pessoas, e agora o plano é dobrar o time até o fim do ano e investir em eficiência operacional para continuar acelerando o crescimento e eventualmente atender todos os microempreendedores do Brasil”, diz André.
 

Conheça a solução

A Zippi é um meio de pagamento de crédito instantâneo, que permite ao microempreendedor usar o PIX para comprar mercadorias para seu negócio, e pagar na semana seguinte. Com o capital de giro, os empreendedores e profissionais autônomos podem movimentar seus negócios de forma mais ágil. “O PIX revolucionou a economia informal brasileira. Os 23 milhões de microempreendedores do país adotaram o pagamento instantâneo como sua principal forma de receber e enviar dinheiro. O volume transacionado no PIX cresceu, exponencialmente, desde seu lançamento, e hoje no Brasil, já é 3 vezes maior do que o montante transacionado em cartões de crédito e débito combinados. Mais de dois terços da população adulta brasileira hoje usa o PIX. Foi essa mudança radical no comportamento do consumidor que nos inspirou a criar uma plataforma de pagamentos que permite que o pequeno empreendedor transacione o valor no crédito instantaneamente, sem depender do cartão de crédito”, explica André.

“PIX é um dos sistemas de pagamento que mais cresce no mundo. Ficamos impressionados com o calibre do time da Zippi e a tração do produto disruptivo que criaram. Estamos muito animados em apoiar a empresa em executar sua visão de escalar um meio de pagamento inovador para os milhões de microempreendedores brasileiros.” Afirma Alex Cook, sócio da Tiger Global.
 

Além disso, a solução oferece maior controle financeiro com um prazo de pagamento que acompanha o fluxo de caixa de sua clientela. “Nosso propósito é ajudar nossos clientes a prosperarem em suas profissões. Os produtos financeiros que existem hoje no mercado não foram feitos para a rotina de trabalho do microempreendedor. Essa carência por produtos que, de fato, endereçam as dores desses pequenos empreendedores tem um custo alto em suas vidas, e para a economia brasileira como um todo. Nós fundamos a Zippi para mudar essa realidade.”, conta André Bernardes, CEO da Zippi.

Comments are closed