Mercado Livre se descola do mercado e cresce 19% na Black Friday 2022

Mercado Livre se descola do mercado e cresce 19% na Black Friday 2022

O Mercado Livre registrou a melhor Black Friday de sua história. Considerando a semana promocional de segunda (21/11) a domingo (27/11), o maior e-commerce do Brasil atingiu um aumento de 19% em vendas brutas, com crescimento acima da expectativa da companhia nas principais categorias. Consumer Electronics e Moda foram os destaques do período, confirmando a hipótese de que o campeonato mundial de futebol transformaria as dinâmicas de consumo na Black Friday. Enquanto as vendas de produtos eletrônicos seguem como vocação natural da data, o setor de moda ganhou relevância pela busca por vestuário das cores do Brasil, somando-se ao amadurecimento do setor no e-commerce brasileiro. 

Embora essas categorias tenham sido destaque em todo o comércio eletrônico brasileiro, a performance do Mercado Livre se descolou do mercado, que sofreu queda de 23%, durante a sexta-feira (25), em relação a 2021, segundo análise da NielsenIQ|Ebit. No mesmo dia, o avanço do Mercado Livre foi de 10%. O grande destaque, no entanto, foi o fim de semana, que registrou um incremento acima dos 30%. 

“Essa Black Friday exemplifica bem porque o Mercado Livre tem mantido um crescimento de vendas com rentabilidade ao longo dos últimos trimestres, apesar do desassossego do mercado. Com este olhar de longo prazo, começamos a participar de datas promocionais há pouco mais de 2 anos e seguimos melhorando a cada edição. O sucesso da nossa Black Friday em 2022 acontece pela ótima integração do nosso ecossistema e sinergia com os vendedores da plataforma, o que nos permite hoje ter um mix de categorias e produtos muito ajustáveis ao momento do mercado e à necessidade dos consumidores”, destaca Fernando Yunes, Vice Presidente Sênior e líder do Mercado Livre no Brasil. 

“A constante experiência positiva de compra aumenta a recorrência e se mostra ainda mais efetiva em datas marco do varejo, como a Black Friday. Cumprimos nossa promessa e, hoje, 90% de todos os produtos vendidos em Full já foram entregues a nossos consumidores” complementa Yunes.

Mercado Pago também se descola e Pix ganha destaque 

O Mercado Pago, banco digital do Mercado Livre, também registrou crescimento acima do mercado nesta Black Friday. As vendas brutas, somando varejo online e físico, atingiram um aumento de 38%, acima do registrado pelo mercado segundo o Índice Cielo do Varejo Ampliado – ICVA. Os dados consideram a semana promocional de segunda (21.11) a domingo (27.11) em comparação com o mesmo período do ano passado.

O uso do Pix seguiu crescendo aceleradamente nas vendas online durante essa semana. Também de domingo (20.11) a domingo (27.11), o volume de transações desse meio de pagamento em lojas online (fora da plataforma do Mercado Livre) cresceu 52% comparado ao mesmo período do ano anterior. 

As categorias que se destacaram no volume de transações online via Pix foram Eletroeletrônicos, Serviços, Moda, Saúde & Bem-estar e Tiqueteira (turismo, eventos e entretenimento), respectivamente. 

“A categoria moda, uma das mais buscadas nesta Black Friday, representou alta de 49% de vendas com Pix nesta semana”, analisa Daniel Davanço, diretor sênior de pagamentos para empresas no Mercado Pago. “Enxergamos nesses dados a união de dois importantes destaques desta edição do evento: aumento do interesse dos consumidores por itens de moda e acessórios e crescimento da relevância do meio de pagamento instantâneo”, completa Davanço.

Comments are closed