Google encerra segunda edição do Startups Lab com Pitch Day

Google encerra segunda edição do Startups Lab com Pitch Day

Em agosto deste ano, o Google anunciou as 16 organizações selecionadas para a segunda edição do GNI Startups Lab, o programa de aceleração de empresas jornalísticas desenvolvido este ano em parceria com Echos e AJOR.

Pensando em contribuir com novas iniciativas para a indústria, criando modelos de negócios mais inclusivos e sustentáveis, as empresas que concluíram o programa receberam um financiamento bruto de US$ 20 mil, além de 16 semanas de mentoria, workshops e acompanhamento individual para a aceleração do negócio. Neste período, observamos a evolução de propostas inovadoras, que foram apresentadas para investidores durante um Pitch Day.

“Estamos muito contentes por finalizar mais uma edição da GNI Startups Lab apresentando os projetos para uma banca de investidores e vendo iniciativas tão relevantes ganhando forma, impactando de forma positiva a indústria de notícias. Este é mais um projeto que a Google News Initiative criou para fortalecer este ecossistema e avançar no nosso objetivo de tornar mais útil e acessível informações de qualidade para as pessoas. Para nós, é muito claro que o jornalismo é um parceiro indispensável para isso acontecer”, afirma Fabiana Zanni, Head de Ecossistemas e Associações, Parcerias de Notícias, América Latina do Google.

Durante o programa, as organizações selecionadas aprimoraram soluções para seus negócios em áreas que representam desafios da indústria, tais como: diversificação de fontes de receita, captação e engajamento de audiências, cobertura hiperlocal entre outros.

Conheça algumas das propostas criadas:

A organização Matinal, do Rio Grande do Sul, criou a Assinatura Amiga, com o objetivo de democratizar o acesso a informações locais de Porto Alegre. A dinâmica incentiva que assinantes paguem um valor a mais para possibilitar uma assinatura premium a alguém que não tenha condições de pagar. Além do propósito social, o serviço faz com que os conteúdos cheguem a mais pessoas e gere novas fontes de renda ao site.

“A lição mais preciosa que levamos do Startup Labs é que não há crescimento sem processo. Especialmente quando se trata de um negócio tão sensível e complexo como o jornalismo. O programa nos deu a oportunidade de conhecer e aplicar ferramentas inovadoras, focadas em remodelar o negócio sob a ótica de produto com melhoria contínua. Todo o planejamento de 2023 do Matinal foi reestruturado com o que aprendemos, e hoje temos muito mais tranquilidade em escolher e alcançar nossas metas”, compartilhou Filipe Speck, co-fundador da Matinal Jornalismo.

Já o Site Coreto, da Bahia, desenvolveu o FOLHETIM CORETO, uma newsletter quinzenal com notícias e dicas especiais da sua região, Poções-Bahia, e sua microrregião de Vitória da Conquista, apontadas pelo Atlas da Notícia (2021) como quase-desertos e desertos de notícia.

“O GNI Startups Lab foi uma experiência transformadora para a nossa organização. Por ser uma iniciativa recente, temos inúmeros desafios pela frente, e o programa nos ajudou a nos munir de conhecimento e ferramentas importantes para impactar o mercado e ser referência para nossa audiência. Esse programa possibilita que iniciativas de jornalismo que são essenciais para o fortalecimento das democracias consigam se colocar no mercado, se conectar com outras iniciativas e impactar o mundo”, diz Raquel Rocha, Diretora Executiva do site Coreto.

Demonstrando muita expertise no nicho em que atuam, o grupo da Ambiental Media, de São Paulo, criou a Loja de Dados, uma espaço que facilita o acesso às informações geradas por meio de análises e cruzamento de dados, que explicam e esclarecem contextos socioambientais do país. Nas redes sociais o grupo também criou séries de conteúdos curtos e visuais com formatos mais acessíveis e de fácil compreensão, para aumentar o alcance e engajamento da página.

“Para nós, a experiência foi extremamente proveitosa. Diria que passamos a “pensar produto”, o que foi a motivação fundamental da nossa inscrição no programa, que serviu para dar uma unidade maior aos nossos esforços. Antes, parecia não haver um direcionamento claro em algumas das nossas iniciativas e a busca por validação, entendimento da audiência, uso de indicadores para acompanhar o avanço das etapas, entre outros elementos, servem ao propósito de tornar os processos e objetivos mais claros e efetivos”, afirma Thiago Medaglia, fundador e editor da Ambiental Media.

Aceleração de negócios sustentáveis

O programa GNI Startups Lab é uma oportunidade única de trocas valiosas: os mentores direcionam pequenos e médios negócios da indústria de notícias, enquanto entendem mais sobre os desafios do mercado e, juntos, pensam em soluções para que este ecossistema siga evoluindo de forma sustentável, diversa e colaborativa.

“Estamos muito felizes com a parceria entre Google, Echos e Ajor no Startups Lab deste ano. O programa de aceleração é, sem dúvida, uma das formas mais eficientes de contribuir para o desenvolvimento e a segurança institucional de organizações de jornalismo digital no país. O conhecimento compartilhado pelos palestrantes e entre os participantes, combinado com a mentoria individualizada, ajudam a responder a demandas específicas que surgem ao longo do processo. Além disso, o sentimento de comunidade que se desenvolve entre as startups selecionadas é algo que nós, na Ajor, também valorizamos muito”, afirma Fernanda Giacomassi, Coordenadora de Comunicação da Ajor.

O programa, conduzido pela Echos, escola de design thinking, foi baseado em 4 pilares considerados indispensáveis para um negócio sustentável: Desenvolvimento de Produto, Crescimento e Marketing, Finanças e Investimento e Comunidade. Por meio deles, temas como consolidação de audiência, direcionamento estratégico, liderança, visibilidade de marca e viabilidade financeira são abordados nos encontros. Além disso, o objetivo é proporcionar trocas entre as equipes, fomentando um ambiente colaborativo de construção de narrativas e soluções.

“O programa de aceleração do GNI Startups Lab Brasil, tem um papel muito importante no fortalecimento e no futuro do ecossistema de notícias brasileiro. O que ficou ainda mais evidente após a apresentação do pitch das startups para os investidores. Acompanhamos 16 startups que estão gerando impacto positivo em todo o Brasil através do jornalismo independente. Defendendo os direitos LGBTI+, os direitos das mulheres, o meio ambiente, a checagem de fatos, as comunidades das periferias e transformando desertos de notícias em florestas de informação”, afirma Victor Lopes Mascarenhas, Design Manager da Echos.

Comments are closed