Gama Academy e McKinsey lançam programa gratuito de desenvolvimento exclusivo para mulheres

Gama Academy e McKinsey lançam programa gratuito de desenvolvimento exclusivo para mulheres

Com 60 bolsas disponíveis, o programa Mulheres em Cloud está com as inscrições abertas até 22 de agosto e deve contratar algumas das participantes ao final do curso

A McKinsey & Company, uma das principais consultorias do mundo, em parceria com a Gama Academy, edtech que emprega mais desenvolvedores no Brasil, anuncia o lançamento do Mulheres em Cloud, seu novo projeto de formação que visa atrair, selecionar e capacitar profissionais mulheres em desenvolvimento Cloud e DevOps no Brasil. Destinado exclusivamente para mulheres, o programa ofertará 60 bolsas de treinamento e, ao final, deverá contratar algumas das profissionais participantes do curso.

Com inscrições abertas até o dia 22 de agosto, o projeto é gratuito e tem carga horária de 140 horas. As aulas acontecerão no período noturno, durante toda a semana, e aos sábados pela manhã, entre os meses de agosto e outubro, no formato online. Além disso, todas as participantes receberão certificado. 

Para Guilherme Junqueira, CEO da Gama Academy, o projeto proporcionará aos profissionais uma imersão profunda e rica em diversos conteúdos sobre desenvolvimento por meio de desafios práticos e teóricos. “Contamos com diversos profissionais do mercado em nosso time de docentes e isso nos permite ensinar todo o conteúdo teórico de forma didática e efetiva, mas, sobretudo, mostrar aos alunos os principais desafios e necessidades do mercado”, explica. “Estamos muito felizes em desenvolver esse projeto em parceria com a McKinsey & Company e poder contribuir com a formação de novas desenvolvedoras. Em um momento que o mercado demanda por talentos altamente qualificados, apoiar na formação de profissionais com um modelo de ensino reconhecido é uma missão desafiadora e que nos orgulha muito”, acrescenta. 

Para participar do Mulheres em Cloud, é preciso residir em São Paulo e Região, ter experiência prática ou teórica na área de tecnologia e ensino superior completo ou com conclusão prevista para 2022. Vale lembrar que o ensino superior não precisa ser, necessariamente, em tecnologia. Mais informações podem ser obtidas por meio da página de inscrição, neste link

Comments are closed