Free Electrons abre inscrições para startups em todo o mundo

Free Electrons abre inscrições para startups em todo o mundo

A EDP, empresa que atua em toda a cadeia do setor elétrico brasileiro, e mais cinco empresas globais de energia estão à procura de startups que possam contribuir para um planeta mais sustentável por meio de ideias e soluções inovadoras para a transição energética. Para isso, abrem as inscrições para a 7ª edição do Free Electrons, maior programa mundial de inovação no setor de energia elétrica.
 

Como um programa global de inovação aberta, o Free Electrons tem como objetivo o desenvolvimento de projetos e negócios entre startups e agentes da indústria, pensando em encontrar soluções que contribuam para a transição energética por meio de áreas como as energias renováveis, redes inteligentes, gestão de energia, mobilidade sustentável, armazenamento de energia, flexibilidade, hidrogênio verde e descarbonização.


Para a EDP, a inovação aberta e colaborativa em conjunto com agentes do setor tem sido uma prioridade para poder desenvolver tecnologias e soluções necessárias para acelerar transição energética. As startups selecionadas para a edição de 2023 terão acesso às várias unidades de negócio do grupo EDP, que está presente em 29 mercados, além do contato com equipes especializadas a fim de testar as suas soluções. O programa também representa uma oportunidade de aperfeiçoar a estratégia empresarial.


Os resultados das edições anteriores demonstram o sucesso e impacto do Free Electrons e o seu impacto nos negócios da EDP. Em cinco anos, a empresa já investiu mais de 37 milhões de euros em projetos-piloto e negócios com startups que participaram do programa.


Cronograma

Após as candidaturas, começa o processo de seleção, que vai até 28 de fevereiro, quando um grupo de startups será convidado a participar de um pitch online a ser realizado em 13 de março. Este evento determinará a lista de startups que se juntarão presencialmente ao módulo Bootcamp, em Dublin, na Irlanda, a partir de 15 de maio. Neste módulo de quatro dias, os projetos selecionados apresentarão as suas soluções e equipes à EDP e demais empresas parceiras, que decidirão quem seguirá para a fase seguinte do programa. Após o Bootcamp, as startups escolhidas estarão em dois módulos de quatro dias: um em Sydney, na Austrália (a partir de 24 de julho), e o módulo final a ser confirmado na China ou na Índia (a partir de 16 de outubro).


Os finalistas recebem orientação e apoio de especialistas do setor e contam ainda com oportunidades de networking. O maior valor do programa, no entanto, é a oportunidade de as startups testarem as suas soluções e potencial de mercado por meio dos milhões de clientes de cada uma das empresas de energia que promovem o Free Electrons. Além disso, a estrutura única do Free Electrons permite que os parceiros cooperem entre si em projetos-piloto, e que as startups tenham a possibilidade de criar projetos conjuntos e, assim, escalar mais rapidamente a ideia de negócio.


Alex Zorniger, VP de Desenvolvimento Empresarial da Power to Hydrogen, vencedora do Free Electrons em 2022, valoriza a iniciativa. “Recomendamos o Free Electrons a qualquer startup que tenha soluções prontas a serem desenvolvidas para o futuro das redes de energia limpa. As utilities dedicam um grande esforço ao programa, o que significa que estão motivadas a desenvolver pilotos com cada empresa que consiga vingar na fase de seleção”, comentou.


Criado em 2017, o Free Electrons é um programa liderado por um consórcio formado por empresas parceiras de todo o mundo, unidas pelo propósito comum de transformar o setor energético e criar soluções disruptivas e inovadoras para uma transição energética mais limpa e eficiente. As utilities parceiras que participam dessa edição são: American Electric Power (EUA), CLP Power (Hong Kong), E.ON (Alemanha), EDP (Portugal), ESB – Energy for Generations (Irlanda), Origin Energy (Austrália). A gestão do programa é realizada pela consultoria de inovação Beta-i.

As startups interessadas podem se candidatar até 28 de janeiro pelo site freeelectrons.

Comments are closed