Estudo IBM: 49% dos CEOs da América Latina veem o CFO como parceiro essencial nos próximos 3 anos

Estudo IBM: 49% dos CEOs da América Latina veem o CFO como parceiro essencial nos próximos 3 anos

Ainda há um longo caminho a percorrer para que a economia se recupere aos níveis pré-pandemia. De fato, segundo a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL), a região da América Latina e Caribe desacelerará sua taxa de crescimento em 2022 para 2,1%, depois de crescer 6,2% em média no ano passado.
 

Diante deste panorama de rápidas mudanças e novos desafios, não é de estranhar que o papel do CFO seja cada vez mais relevante nas empresas. O Estudo Global de CFO 2021 da IBM, que entrevistou 2.000 diretores financeiros de 28 setores e 43 países, revela as expectativas de evolução para a função de CFO e descreve os fatores críticos de sucesso que permitirão que esses executivos aprimorem sua tomada de decisão.

Aqui estão as principais descobertas:

  • Papel do CFO é essencial agora, mais do que nunca:
    • 49% dos CEOs entrevistados na América Latina veem o CFO como o parceiro C-suite mais importante nos próximos 2-3 anos.
    • CEOs e CFOs estão alinhados nas principais prioridades de suas organizações. No Brasil, os CFOs destacaram aprimorar a eficiência (49%), oferecer melhor experiência ao cliente (37%) e trazer mais inovação em modelos de negócios (33%) no topo de suas listas de tarefas.
       
  • CFO é um guardião da estabilidade e também um agente de transformação:
    • No Brasil, mais da metade (52%) dos CFOs confirmou que desempenha um papel fundamental na transformação e agilidade em toda a empresa.
    • No entanto, suas responsabilidades vão além do orçamento e das finanças e abrangem a cultura corporativa: mais de 4 em cada 10 em todo o mundo dizem que têm a tarefa de nutrir uma cultura que abrace todas as ferramentas digitais.
       
  • IA e análises avançadas estão surgindo como componentes-chave para CFOs:
    • 56% dos CFOs no Brasil dizem que a tecnologia de IA foi implementada para planejar processos e analisar fluxos de trabalho inteligentes, galvanizando e orquestrando o planejamento e a gestão de desempenho.
    • Mais da metade dos executivos aqui no Brasil também relatam que a IA está sendo implementada em outros processos financeiros, como relatórios de gerenciamento/desempenho (54%), análise de rentabilidade/margem (52%) e previsão financeira (43%).

“Diante das mudanças do mercado e das pressões crescentes, a agilidade e transformação organizacional estão sendo priorizadas, elevando e evoluindo o papel do CFO. Sua posição é fundamental, não apenas como um guardião da estabilidade, bem como um conselheiro estratégico para líderes e defensor da transformação digital em toda a empresa”, disse Luis Eduardo Gaudio, LA CFO IBM Consulting Latin America. “Dentro da organização financeira da IBM, incentivamos uma cultura transparente e orientada por dados para que mais funcionários tenham acesso às informações de que precisam. Em nossa região, os CFOs cada vez mais veem o valor da IA ​​e da automação e estão acelerando suas implementações para ajudar suas equipes a serem mais eficientes e produtivos na tomada de decisões, o que lhes permitirá focar em tarefas de maior valor para o negócio”, acrescenta.

O CFO é um guardião da estabilidade, agilidade e transformação em toda a organização. Mesmo nesse cenário, o CFO está indo além de suas tarefas diárias de planejamento e finanças para promover uma cultura que abrace toda a transformação digital, incluindo o uso de IA e automação para melhorar o desempenho e a eficiência de sua equipe.

Comments are closed