Eletrônicos foram os produtos mais desejados no e-commerce brasileiro em 2022

Eletrônicos foram os produtos mais desejados no e-commerce brasileiro em 2022

Quase dois em cada três consumidores brasileiros optaram por comprar mais produtos online do que presencialmente em 2022, e estavam mais propensos a adquirir eletrônicos, de acordo com uma pesquisa realizada pela agência de comunicação Latam Intersect PR. Quase um quarto (21,2%) dos entrevistados brasileiros escolheram os eletrônicos como o tipo de produto que mais provavelmente comprariam online, seguido por 17,4% que preferem gastar com ‘beleza e cuidados pessoais’ e 17,1% que escolhem ‘itens para o lar’. 

“Os brasileiros são uns dos primeiros a adotar as tendências do comércio eletrônico na América Latina e, é claro, representam um dos maiores mercados globais, por isso é fascinante ver que tipo de produtos eles compraram em 2022, como eletrônicos, produtos de beleza e artigos para o lar”, comenta Gennady Bobkov, diretor da América Latina da  24TTL, desenvolvedora internacional de produtos de tecnologia para o varejo online. Ele adverte: “como dois em cada três consumidores brasileiros agora dizem que fazem mais compras online do que em qualquer outro lugar, é importante que as empresas brasileiras permaneçam um passo à frente e aprendam as lições de 2022 para aplicar em suas práticas de comércio eletrônico em 2023”, diz.

Bobkov prevê que duas tendências principais continuarão a desempenhar um papel importante em como as empresas podem capitalizar sobre o contingente cada vez mais virtual dos consumidores brasileiros que fazem suas compras enquanto usam seus computadores ou smartphones.

“Pela nossa experiência na 24TTL, ajudando empresas a se diferenciarem no competitivo mundo do comércio eletrônico, podemos ver que os consumidores brasileiros, como muitos latino-americanos, farão suas compras em grande parte por meio de marketplaces terceirizados – especialmente através do Mercado Livre, Amazon, Americanas e Magazine Luiza – e que 2023 também seja o fim da linha dos cookies de terceiros”, acrescenta Bobkov.

Ele continua: “embora esta pesquisa mostre um crescimento encorajador no que era recentemente uma indústria nascente, incluindo o fato surpreendente de que mais de um em cada dez (13%) consumidores brasileiros compra comida online com mais frequência, o grande desafio em 2023 é como as empresas de e-commerce podem continuar a abordar e manter clientes, especialmente em um mercado competitivo e com o inevitável fim da publicidade direcionada”.

Aproveitando as lições de 2022, a 24TTL acredita que as empresas brasileiras devem desenvolver o que chamam de ‘nova proximidade’ com seus clientes – inovar em tecnologia para fazer essa abordagem- e observar três fatores: o crescimento acelerado do comércio eletrônico no Brasil, o inegável domínio de marketplaces de terceiros no ecossistema de e-commerce e a eliminação gradual de cookies de terceiros – como uma oportunidade de ouro para se reposicionarem mais perto dos clientes, ajudando assim suas marcas e produtos a se destacarem em um mercado concorrido, muitas vezes em um site que não é próprio, onde são apenas uma das muitas empresas e produtos que disputam a atenção do cliente.

“Em nossa experiência, descobrimos que o conteúdo aprimorado – como vídeo, realidade aumentada e outras ferramentas virtuais – pode aumentar a intenção de compra dos clientes em 28%, aumentar o ROI do marketing de conteúdo em 34% e reduzir os retornos em 10%”, diz Alexey Chekhvalov, Diretor de Expansão da 24TTL. Ele conclui: “olhando para os resultados desta fascinante pesquisa em 2022, podemos comemorar o rápido crescimento do comércio eletrônico no Brasil, reconhecer os desafios do próximo ano e reunir tudo isso para criar uma ‘nova proximidade’ entre nossas marcas, produtos e clientes que transcende mercados e cookies de terceiros.”

Comments are closed