Economia de energia: hábitos e fatos interessantes para evitar desperdício

Economia de energia: hábitos e fatos interessantes para evitar desperdício

Como parte da comemoração do Dia Mundial da Economia de Energia, a Vestas, empresa líder mundial em projeto, fabricação, venda, instalação e manutenção de turbinas eólicas, reafirma mais uma vez seu compromisso de cuidar do meio ambiente por meio de práticas responsáveis no uso da energia tanto em residências quanto em espaços industriais.


Para a Vestas, que no início deste ano foi nomeada pela consultoria Corporate Knights como a empresa mais sustentável do mundo, que permite e permitirá ambientes sustentáveis baseados em fontes renováveis como a energia eólica; tem como missão contribuir para uma parte fundamental do processo pelo qual os países podem alcançar a independência energética, fomentar a descarbonização das matrizes energéticas e, consequentemente, a diminuição das emissões de gases de efeito estufa.

  • Nos países do cone sul, onde a primavera e o verão estão chegando, a temperatura ideal para um ar-condicionado está entre 21°C e 24°C.
  • Em alguns países da América Central e do Norte, a estação do outono e inverno está chegando, portanto a temperatura máxima para aquecedores e ar-condicionado com opção de calor deve ser de 25°C.
  • Os fogões de indução consomem menos luz do que os fogões de cerâmica de vidro. Um bom sistema de isolamento e controle de temperatura nas casas é essencial, pois pode levar a uma economia de energia de 20-30%.
  • O ar-condicionado consome muito mais energia do que um ventilador (até 90% mais). É preciso saber que os ventiladores não esfriam o ar, eles apenas o circulam. Algumas vezes, é aconselhável deixar as janelas abertas se estiver em um local ao ar livre. Na cidade, é sempre recomendável manter as janelas fechadas, seja usando um ventilador ou um ar-condicionado.
  • Evite o consumo fantasma desligando equipamentos e dispositivos que não requerem energia permanentemente: rádios, microondas, TVs, máquinas de lavar, consoles de videogame, aspiradores de pó sem fio, entre outros. Manter estes itens desconectados pode representar uma quantidade considerável de energia economizada na conta mensal.
  • Um carregador conectado, mesmo que não esteja a um telefone celular, tablet, computador ou outro dispositivo, utiliza cerca de 0,0002 kWh, o que pode não parecer muito, mas na quantidade acumulada diariamente é.
  • Um computador conectado, mas desligado em modo stand-by consome cerca de 0,5 kWh. Isso pode ser cerca de 10% da energia consumida em um ano.
  • O refrigerador (250-500 kWh) e a máquina de lavar roupa (255 kWh) são os aparelhos que são os maiores consumidores de energia. As máquinas de lavar com opção de secadora integrada têm altas taxas de consumo de energia.
  • Programas curtos de máquinas de lavar usam mais eletricidade do que programas mais longos, pois embora o aparelho funcione por menos tempo, mais água quente é consumida e mais pressão é necessária para tirar a sujeira da roupa e depois no ciclo de centrifugação.
  • Não é apenas o tamanho de um refrigerador que importa se ele consome mais ou menos energia. Geladeiras nas quais o freezer/congelador está na parte superior consomem 10% a 15% menos eletricidade do que os modelos com o freezer na lateral ou na parte inferior.
  • Os fornos modernos não precisam de mais de 20 minutos para pré-aquecer. Se você não quiser deixar o ar quente escapar, o forno nunca deve ser aberto, pois além de demorar mais para cozinhar e usar mais eletricidade, o cozimento pode se tornar irregular.
  • Carregar ao máximo a máquina de lavar roupa e a máquina de lavar louça a fim de otimizar seu uso de eletricidade e água. Se não for necessária água muito quente, a lavagem a 40º ao invés de 60º economiza até 55%, em média, nas contas de eletricidade.
  • As luzes LED consomem menos energia do que as luzes de “baixa energia”. Elas também têm uma vida útil muito mais longa.
  • O consumo de um aquecedor elétrico de água de cerca de 150 litros (constantemente ligado) pode ser de aproximadamente 8,4 kWh por semana, apenas para manter a temperatura da água. A melhor opção é ligá-lo quando ele for usado.
  • Embora todos saibamos, o hábito de apagar as luzes em espaços onde elas não estão sendo usadas é uma das ações de economia de energia mais simples, mas mais significativas. Da mesma forma, desligar a TV quando ela não está sendo assistida ajuda a reduzir a energia sem que nos demos conta disso.

Mas como ler os rótulos de eficiência energética dos eletrodomésticos?
 

Para descobrir o consumo de energia de forma rápida e fácil, você deve olhar para uma caixa na forma de um adesivo. Possui uma barra colorida – em degraus – com letras em ordem alfabética onde cada degrau representa um nível de eficiência energética. Quanto maior o nível de eficiência, menor o consumo de energia, mantendo o mesmo desempenho.

– Maior eficiência = cor VERDE + letra “A”.

– Menor eficiência = cor VERMELHA + letra “G”.
 

Os novos aparelhos incorporam um código QR em suas etiquetas para fornecer informações sobre a eficiência energética do aparelho e dados de interesse para o melhor uso do aparelho.

O compromisso de cuidar do meio ambiente e do uso adequado de nossos recursos energéticos começa conosco e em nossas casas.

Comments are closed