ABINC anuncia vencedores do Prêmio IoT 2022

ABINC anuncia vencedores do Prêmio IoT 2022

A premiação busca apoiar iniciativas que estimulem o uso da Internet das Coisas em diversas áreas da sociedade. As categorias premiadas são estudantes, startups, empresas consolidadas e soluções para governos/infraestrutura

A Associação Brasileira de Internet das Coisas (ABINC) anunciou, nesta quinta-feira, 20, os vencedores do Prêmio IoT 2022. A premiação realizada durante a Futurecom 2022 visou reconhecer as melhores iniciativas que estimularam o uso da IoT em diversas áreas da sociedade, com foco em obter ganhos de produtividade, eficiência e redução de custos em seus negócios e operações.

“O reconhecimento tem como propósito incentivar a divulgação de soluções desse ecossistema, bem como apoiar aqueles que desenvolvem tecnologias e aplicações para o mercado e promover a divulgação de casos reais e resultados”, explica Paulo Spaccaquerche, presidente da ABINC.

Neste ano, as instituições premiadas são: a Universidade de Fortaleza (Unifor) na categoria Estudantes; a GreenBug na categoria Startups; a CAS Tecnologia na categoria Empresas Consolidadas; e a Celepar (Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná). Também foram anunciadas duas iniciativas premiadas de 2021, sendo a Sigmais como a melhor iniciativa na categoria de Inovação; e a Laager na categoria de Melhoria Operacional.

Todas as categorias exigiram critérios para avaliação que vão desde a facilidade de aplicabilidade do projeto até o grau de inovação. De acordo com o presidente da ABINC, o regulamento da premiação foi modificado em relação aos anos anteriores. “O que diferenciou foi a ampliação das categorias, que passaram de duas para quatro. Buscamos expandir para dar maior enfoque à eficiência operacional e aos ganhos financeiros que as soluções de inovações apresentam”, ressalta.

Projetos que aplicam tecnologia de IoT para lidar com os desafios de negócios ou da sociedade em geral, no qual já tenham sido observados resultados efetivos pelos projetos, foram os principais pontos considerados nesta edição do prêmio.

Todos os vencedores foram premiados com um ano de filiação na ABINC. Os vencedores da categoria ‘Estudantes’ passam a ter o direito de participar do comitê de escolha; e ‘Startups’ ganharão benefícios no valor de R$ 2 mil. Já ‘Empresas consolidadas’ e ‘Soluções para governo e infraestrutura’, passam a ser filiados na categoria Basic, no valor de R$ 5 mil, com todos os benefícios definidos. Além disso, os vencedores de todas as categorias ganharam dois ingressos full, no valor de mil euros, para o IoT World Congress, em Barcelona, que será realizado nos dias 31 de janeiro a 02 de fevereiro de 2023.

Confira a lista dos premiados de 2022:

Categoria ‘Estudantes’: Universidade de Fortaleza (Unifor).

Categoria ‘Startups’: Greenbug.

Categoria ‘Empresas consolidadas’: CAS Tecnologia.

Categoria ‘Soluções para governo e infraestrutura’: Celepar – Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná.

Confira a lista dos premiados de 2021:

Categoria ‘Inovação’: Sigmais.

Categoria ‘Melhoria Operacional’: Laager.

Conheça as iniciativas premiadas de 2022

CAS Tecnologia: Projeto Bacia do Rio Formoso. A primeira Bacia Hídrica do Brasil a utilizar tecnologia IoT com monitoramento de vazão 24h por dia. A CAS Tecnologia e Universidade Federal de Tocantins desenvolveram um projeto de sustentabilidade na Bacia do Rio Formoso que e visa monitorar captação de água nos rios para irrigação e para atender as normas regulatórias do estado.

CELEPAR: desenvolveu um projeto para o CEMEPAR com o objetivo de validar uma escalável capaz de coletar e monitorar informações através de dispositivos IoT, pois a coleta manual ou em um ambiente grande dificultava o controle das informações, conforme as recomendações da ANVISA, além de não permitir o acesso às informações em tempo real. A solução proporciona a eficácia no controle da temperatura do ambiente para a preservação dos medicamentos. A coleta das informações ocorre através de sensores dispostos no galpão e nas três câmaras frias e a visualização é feita em painéis que mostram as temperaturas em tempo real e notifica os gestores em casos de problema.

Unifor: O OCARIoT (Obesity Caring Solution) é uma tecnologia de enfrentamento à obesidade infantil, na qual a Unifor, através do Núcleo de aplicação em Tecnologia e Informação (NATI), assume a coordenação. O projeto é financiado pela União Europeia, através de uma rede nacional de pesquisa ligada ao Ministério da Ciência e da Tecnologia, que envolve Portugal, Espanha, Grécia e Brasil. O objetivo principal do OCARIoT é promover a melhoria dos distúrbios alimentares e físicos, e a prevenção da obesidade em crianças entre 9 a 12 anos.

GreenBug: dispositivo com o conceito de IoT e com inteligência artificial embarcada para monitorar os sons da natureza. Dessa forma, é possível gerar alertas sobre indícios de desmatamento, anomalias e ameaças no meio ambiente. Permite  também o monitoramento da biodiversidade, como quantos animais estão voltando para determinada região, se o projeto de recuperação de paisagem está funcionando, as melhores práticas do manejo da floresta, entre outros.

Comments are closed