Archive maio 2012

Palestra – Inovação e os benefícios fiscais às empresas

Empresas que promovem inovação em produtos ou processos produtivos podem acessar benefícios fiscais conferidos pela Receita Federal.
Esse é o tema da palestra que o advogado da área tributária do escritório Peixoto e Cury Advogados, Glaucio Pellegrino Grottoli, ministrará na Fundação Fritz Muller, em Blumenau (SC), no próximo dia 31 de maio. O especialista alerta que muitas organizações desconhecem como pleitear os benefícios. O evento, que terá como público os empresários da região, falará sobre a Lei nº 11.196/05 que instituiu o benefício, bem como analisará a Instrução Normativa da Receita Federal 1.187/2011 que, recentemente, regulamentou o aproveitamento. Os incentivos vão desde a redução da base de cálculo do Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) para as empresas que investem em inovação tecnológica de seus produtos e processos produtivos até a compra de ativos com desconto de IPI, desde que destinados à pesquisa e desenvolvimento tecnológico.

Serviço
Data: 31 de maio
Horário: das 8h às 10h30
Local: Fundação Fritz Muller – Blumenau (SC)
Inscrições gratuitas: ili@furb.br ou (47) 9103-1732

Setor vinícola brasileiro pode ter maior produtividade

O Kaizen Institute Portugal, em parceria com consultores brasileiros do Kaizen Brasil, estão trabalhando na melhoria de processos do Aveleda, um dos maiores produtores de vinho portugueses. O objetivo é implementar um efetivo programa de excelência e melhoria em diversos setores da empresa, de forma a alcançar melhores resultados para o negócio, oferecendo um atendimento premium para seus clientes.

A reorganização começou agora em 2012 e fundamenta-se na metodologia Kaizen, onde o foco é a busca da melhoria contínua, ou seja, atualizar e renovar processos que gerem ganhos reais e que possam se sustentar ao longo do tempo.

Este programa irá aumentar a eficiência nas linhas de produção da Aveleda, além de otimizar espaços e procedimentos, com um melhor uso dos recursos físicos e humanos. A meta é aumentar em até 20% a produtividade da empresa. Só com as primeiras iniciativas da filosofia Kaizen na empresa, já se pode prever uma redução do excedente de estoques na ordem dos 30%.

Além disso, o projeto prevê ainda diminuir em 10% os consumos de energia, água e gás, contribuindo para a redução de custos e para a sustentabilidade ambiental da empresa.

Brasil tem forte potencial nesse segmento

No Brasil, as perspectivas par o setor, neste ano de 2012, são bastante otimistas. No começo do ano, o governo anunciou medidas de proteção para conter as crescentes importações de vinho e, com a boa safra de uvas projetada pelos agricultores para este ano, tudo indica que o vinho nacional poderá conquistar bom espaço entre os consumidores dentro e for do país.

Com boa gestão e um programa que priorize a redução de perdas, o setor terá mais chances de vencer a competitividade externa e aproveitar o bom momento.

Tags, , ,

Cataratas e outras maravilhas vão promover ações para vender roteiro turístico integrado

Os representantes das sete maravilhas mundiais da natureza, reunidos neste domingo em Puerto Iguazú, Argentina, e em Foz do Iguaçu, no Brasil, decidiram trabalhar em conjunto na promoção turística, para fazer dos sete destinos uma marca global. De início, cada uma das maravilhas irá incorporar à sua publicidade as imagens de todas as demais, enquanto se estuda a criação de um roteiro turístico integrado.

A decisão foi tomada em congresso de representantes de todas as maravilhas naturais, que, além das Cataratas do Iguaçu (Brasil e Argentina), incluem a Amazônia, a ilha de Jeju, na Coreia do Sul, o rio subterrâneo de Puerto Princesa, nas Filipinas, a baía de Halong, no Vietnã, o Parque Natural de Komodo, na Indonésia, e a Montanha da Mesa, na África do Sul. Leia mais…

Tags, , , , ,

Curitiba Offshore Center promove Encontro de Empresas dia 31 de maio

Evento que acontece no CITS- Centro Internacional de Tecnologia de Software- vai reunir grupo criado para incentivar a internacionalização de empresas de tecnologia do Paraná. O Curitiba Offshore busca novos participantes entre empresas ligadas aos Arranjos Produtivos Locais de Software.

Tags, , ,

Gizmodo: INPI não dará patentes para software no Brasil, diz diretor do instituto

O INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial) abriu uma consulta pública sobre patentes que envolvem programas de computador. A medida atraiu diversas críticas, por supostamente abrir espaço para criar patentes de software no Brasil. Veremos por aqui disputas de patente de software, como nos EUA? Não segundo Julio Castelo Branco, diretor de patentes do INPI.

Já argumentamos que software não deveria ser patenteado, e lembramos como isto é basicamente restrito aos EUA – a União Europeia, assim como o Brasil, proíbe a concessão de patentes de software.

Contra a consulta pública do INPI, se manifestaram entidades como a Software Livre Brasil, o CCSL-USP (Centro de Competência em Software Livre da Universidade de São Paulo), e até mesmo o PT (Partido dos Trabalhadores) e o político José Dirceu. Uma análise recente da USP e FGV/RJ condena a consulta pública, e entende que as diretrizes do INPI pretendem introduzir a patente de software no Brasil.

Nesta entrevista, Julio Castelo Branco deixa claro que o INPI não vai criar patentes de software no Brasil: “nem passa por discussão hoje esse tipo de problema no INPI”. A reação inicial negativa foi, segundo ele, “de forma precipitada e desinformada”. A consulta pública se trata apenas de inovações implementadas por programas de computador, onde o equipamento com software inovador recebe a patente – o software, não. O objetivo, diz Julio, “é legitimar uma ação que antes era de conhecimento exclusivo do INPI”, e é a primeira de várias: até mesmo as diretrizes gerais do INPI serão colocadas para discussão.

Leia a seguir para saber por que o INPI pode guardar código-fonte de software, qual o impacto da consulta pública e como serão os próximos passos da análise de patentes no Brasil. Veja a página com a entrevista…

Fecomercio de SP acredita que não há motivo para o mercado ficar alarmado com o aumento da inadimplência

O recorde de inadimplência nos financiamentos de veículos não preocupa a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) e, na opinião da entidade, tampouco deveria ser motivo de alarme para o mercado. A FecomercioSP acredita que antes de passar a exigir mais garantias, ou seja, subir os custos dos empréstimos, as instituições financeiras deveriam olhar para dentro, uma vez que as elevadas taxas de juros e, principalmente, o excessivo spread bancário são causas do aumento da inadimplência.

A Assessoria Técnica da FecomercioSP explica que a taxa de juros cobrada pelos bancos para esta modalidade de financiamento é de 26,6% ao ano (a.a.), sendo que dentro desta taxa está embutido um spread – a diferença entre o custo de captação dos recursos pela instituição financeira e o que ela cobra do cliente – de 17,1% a.a., o que é mais do que suficiente para suportar tal inadimplência. Considerando que os financiamentos de automóveis têm saldo de R$ 178 bilhões, somente de spread, as instituições financeiras recebem cerca de R$ 30 bilhões, ou três vezes o valor devido pelos inadimplentes, R$ 10,5 bilhões (5,9% do total movimentado pelo setor).

Assim, as taxas de juros praticadas atualmente constituem, na realidade, um fator indutor da inadimplência ao manterem uma taxa de risco muito superior à realidade. A FecomercioSP lembra, ainda, que apesar do sistema financeiro manter um spread médio capaz de suportar uma inadimplência de 11%, o recorde histórico é de apenas 8,54%. Número alcançado em 2009, no pior momento da crise internacional.

A FecomercioSP reafirma que as taxas de juros praticadas hoje são abusivas e injustificáveis, principalmente frente aos bons indicadores de emprego e renda. Essas taxas ao serem mantidas estão restringindo a disseminação de crédito que alavancaria o consumo e, consequentemente, o nível da atividade interna.

Tags

Impostômetro da Associação Comercial de SP alcança R$ 600 bilhões na madrugada de segunda-feira (28), às 00h30

Na comparação com 2011, este ano os R$ 600 bilhões serão alcançados três dias mais cedo

O Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) alcançará nesta segunda-feira (28), às 00h30, R$ 600 bilhões em impostos federais, estaduais e municipais pagos por todos os brasileiros desde o 1º dia do ano.

Em todo o ano passado o painel totalizou R$ 1,5 trilhão, um recorde histórico desde a sua criação, em 2005. Esse ano a previsão é para que ele chegue, pelo menos, a R$1,6 trilhão.

O presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), Rogério Amato, acredita que mesmo com a desaceleração do crescimento dos impostos, os Governos ainda continuam arrecadando mais dinheiro do que o necessário para melhorar os serviços públicos. “O crescimento constante da arrecadação significa que o Estado está drenando dinheiro das empresas e dos cidadãos que poderia ir para o consumo das famílias e para os investimentos na melhoria da produção de bens e serviços. Por isso mesmo, embora reduzir impostos setoriais seja uma decisão positiva, ainda que paliativa, é preciso pensar também em reduzir os gastos dos Governos, para que sobre dinheiro para investir na infraestrutura nacional e reduzir o Custo Brasil, sem o que jamais seremos competitivos na guerra comercial que se trava hoje no mundo globalizado.”

Histórico: O “Impostômetro” foi inaugurado em 20 de abril de 2005. Em 13 de setembro de 2011 o novo portal do Impostômetro (www.impostometro.com.br) foi colocado no ar. Nele é possível ver o quanto o País, os estados e os municípios estão arrecadando em impostos.

Pelo hotsite www.horadeagir.com.br cada cidadão pode deixar sua opinião por meio de comentários e vídeos. Pode também pressionar os deputado federais – com o envio de mensagens por meio de um link – para colocarem em votação e aprovarem o projeto de lei 1472/2007, que determina que o valor dos impostos seja discriminado nas notas fiscais.

Fonte: Associação Comercial de São Paulo

Tags,

Paraná faz parceria com região italiana da Toscana para intercâmbio de tecnologia

Os governos do Paraná e da região da Toscana, na Itália, assinaram nesta quinta-feira carta de intenções para intercâmbio cultural, acadêmico e empresarial. Segundo a proposta apresentada pelo governo da Toscana, durante três meses a estrutura governamental e acadêmica daquela região vai estar à disposição de brasileiros, numa espécie de etapa piloto da parceria.

O secretário da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Alípio Leal, disse que as três principais áreas para o intercâmbio serão tecnologia e inovação, biomedicina (vacinas) e energias inteligentes (smart grid). O chefe da comissão italiana, Gianfranco Simoncini, secretário para Atividades Econômicas, Emprego e Capacitação da Toscana, disse que a crise européia fez aumentar a necessidade de encontrar parceiros no exterior. O governo regional está em busca de intercâmbio de conhecimento e tecnologia e quer criar as bases para a aproximação comercial e acadêmica.

Um das regiões paranaenses que o secretário pretende beneficiar com a parceria é o litoral, onde se desenvolve o projeto Costa das Energias Verdes e há muitas áreas de proteção ambiental. “O desenvolvimento de energias renováveis e limpas é um dos grandes desafios do momento”, salientou. No litoral já se estuda o uso dessas energias, especialmente geradas por biomassa, eólica e fotovoltaica.

INVESTIMENTOS – A assinatura da carta de intenções abre grandes possibilidades para investimentos italianos. Alípio Leal disse à comitiva italiana que, hoje, a melhor oportunidade de investimento no Brasil está no Paraná. Segundo ele, o Governo do Estado está criando um ambiente propício para receber investimentos e realizar intercâmbios, num esforço conjunto com o Sebrae, a Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) e a Federação da Agricultura do Paraná (Faep).

O secretário também destacou a parceria com a Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (Assespro), no esforço para fazer do Paraná o maior parque tecnológico virtual do Brasil, incluindo o desenvolvimento de uma plataforma com todas as informações sobre o Estado.

Fonte: Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná

Tags, , ,

Gartner anuncia que mercado mundial de outsourcing de TI cresceu 7,8% em 2011

De acordo com o Gartner, líder mundial em pesquisa e aconselhamento sobre tecnologia, o faturamento mundial de outsourcing de TI (ITO) totalizou US$ 246,6 bilhões em 2011, o que representa um aumento de 7,8% com relação a 2010, quando o faturamento foi de US$ 228,7 bilhões. Os provedores de serviços sediados na Índia e os de serviços baseados na nuvem apresentaram as maiores taxas de crescimento em 2011. Mais detalhes sobre a pesquisa serão apresentados na Conferência Gartner Outsourcing & Parcerias Estratégicas, que acontece dias 5 e 6 de junho, em São Paulo.

“A canibalização do faturamento resultante da adoção de serviços industrializados e, frequentemente, dos baseados na nuvem pelos clientes traz, como risco, ofuscar as oportunidades de crescimento para os fornecedores de ITO que estão sobrecarregados com o outsourcing de infraestrutura”, diz Bryan Britz, diretor de pesquisas do Gartner. “As estratégias vão variar, pois os clientes tendem a buscar estratégias de nuvens híbridas, exigindo que os provedores forneçam algumas ofertas que pesem mais ou menos nos ativos – e que resultarão na variação das trajetórias de crescimento entre os concorrentes nos próximos anos”, afirma.

A IBM manteve a primeira posição, com um crescimento de 7,8%, sendo que seu faturamento correspondeu a 10,9% do total do mercado de ITO (veja a tabela abaixo). A IBM foi classificada em primeiro lugar em todas as regiões. A HP cresceu abaixo da concorrência, mas manteve a segunda posição mundial em participação no segmento, com 6,1%. A Fujitsu, auxiliada por ganhos cambiais, ultrapassou a CSC e se posicionou em terceiro lugar em participação no mercado mundial.

Quarenta e três fornecedores registraram faturamento de US$ 1 bilhão ou mais em 2011. Juntos, cresceram 9,5% durante 2011, excluindo os fornecedores sediados na Índia, os centrados na nuvem e aqueles que realizaram aquisições significativas durante o ano. O grupo restante de grandes fornecedores de ITO cresceu apenas 6,5% durante 2011.
“Para muitos dos principais provedores do mercado de ITO, o resultado do faturamento de 2011 mostra como se tornou desafiador simplesmente manter uma posição no mercado, quanto mais ganhar participação. Este desafio se tornará mais intenso nos próximos anos para os fornecedores que não se adequarem a essas forças”, afirma Britz. “Os desafios deverão estimular a consolidação para aumentar o crescimento, trazendo riscos para os consolidadores, pois as aquisições têm sido um desafio para o mercado de serviços de TI”, diz

Mais informações podem ser encontradas no relatório “Market Share Analysis: IT Outsourcing Services Worldwide, 2011”: http://www.gartner.com/resId=2000015

Luiz Eduardo Sebastiani é o novo Chefe da Casa Civil do Governo do Paraná

com informações da Agência de Notícias do Paraná

O governador Beto Richa deu posse aos novos secretários da Casa Civil, Luiz Eduardo Sebastiani, e da Administração e Previdência, Jorge Sebastião de Bem, em solenidade realizada no Palácio Iguaçu nesta terça-feira (22/05). Sebastiani substitui o deputado estadual Durval Amaral, que deixa o secretariado para assumir uma cadeira de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE). O novo secretário da Administração e Previdência, Jorge de Bem, era diretor-geral da pasta. Na mesma cerimônia, o suplente de deputado estadual Guto Silva foi nomeado sub-chefe da Casa Civil.

Richa disse que a Casa Civil é a secretaria mais importante do governo, pelo seu papel de integração e articulação entre as diversas áreas do Executivo, e que não teve dúvida ao convidar Luiz Eduardo Sebastiani. “Sebastiani é uma pessoa humilde, muito educada e que tem toda a capacidade para articular as questões políticas do governo”, disse o governador. Acompanhe entrevista de Luiz Eduardo Sebastiani para o Valor Agregado.

Tags, , , ,

EURO IT Tecnologia comemora sucesso do Blog das Locadoras

Especializada em sistemas de gestão para locadoras de veículos , a Euro IT amplia o alcance no setor depois de criar o Blog das Locadoras. Acompanhe depoimento de Julian Gritsch, da Euro IT.

Tags, , , , ,

Câmara dos Deputados promove Seminário sobre Marco Civil da Internet

O Marco Civil da Internet é considerado uma Constituição da rede no Brasil e está em análise na Câmara Federal. A Comissão que trata do assunto realiza uma série de seminários, em vários estados, para debater assuntos como legislação,liberdade de expressão, direitos dos internautas, propriedade intelectual. Acompanhe como foi o evento realizado na Assembleia Legislativa do Paraná.

Tags

TI lidera o ranking de fusões e aquisições no Brasil

Com um crescimento de 22,75% em relação ao mesmo período em 2011, o segmento de Tecnologia da Informação foi o que mais realizou fusões e aquisições no primeiro trimestre deste ano no Brasil. Entre janeiro e março de 2012, foram anotadas 27 transações, contra 22 no mesmo período do ano passado. Os dados constam da Pesquisa de Fusões e Aquisições realizada trimestralmente pela KPMG e que identifica as 42 áreas que mais realizaram transações no país.

O setor de TI vem registrando um movimento crescente no número de transações relativas a fusões e aquisições e, desde 2008 se mantém na posição de líder. O segmento representou 13% de todos os 204 negócios apresentados no relatório recente da KPMG.

Para o coordenador da pesquisa, sócio da KPMG no Brasil, Luis Motta, a área esteve aquecida tanto interna quanto externamente. “Foram 10 transações domésticas e 15 envolvendo empresas estrangeiras comprando no Brasil. Isso mostra que esse é um setor que permanece bastante aquecido e tem sido objeto de diversos investimentos por empresas locais e estrangeiras”.

Segundo Frank Meylan, também sócio da KPMG do setor de TI, o mercado brasileiro, tanto de empresas quanto de consumidores finais, tem mantido o segmento aquecido. “As empresas brasileiras têm aumentado anecessidade de equipamentos, softwares e serviços de TI em função do crescimento da economia e do poder aquisitivo dos consumidores que se mostram cada vez mais demandadores de dispositivos móveis para conexão com Internet. A proliferação de lojas virtuais, redes sociais e disponibilidade de serviços por meio da Web, como o e-Gov, entretenimento, notícias, etc demonstra que a quantidade de usuários e o tempo médio de conexão tem aumentado e volume denegócios crescido significativamente no país. Esse bom momentoincentiva toda a cadeia em torno do desenvolvimento e operação desses serviços como fábricas de software, provedores de datacenters, empresas de Telecom, fornecedores de equipamentos, despertando o interesse de estrangeiros de investir no país”.

Sobre a Pesquisa
A Pesquisa de Fusões e Aquisições da KPMG no Brasil é realizada trimestralmente e apura as operações de fusões e aquisições efetivamente concluídas e divulgadas envolvendo empresas no presente no país.

Sobre a KPMG
A KPMG é uma rede global de firmas independentes que prestam serviços profissionais de Audit, Tax e Advisory presente em 152 países, com 145.000 profissionais atuando em firmas-membro em todo o mundo. As firmas-membro darede KPMG são independentes entre si e afiliadas à KPMG International Cooperative (“KPMG International”), uma entidade suíça. Cada
firma-membro é uma entidade legal independente e separada e descreve-se como tal.
No Brasil, a empresa tem aproximadamente 4 mil profissionais distribuídos em 21 cidades de 12 Estados e Distrito Federal.

Tags, ,

Pesquisa do site vagas.com.br : aumento da oferta de empregos no 1º trimestre

As ofertas de trabalho cresceram em todos os níveis de ocupação, especialmente para os profissionais que atuam nas áreas de Vendas, Administração de Empresas e Economia. De acordo com o site de carreira vagas.com.br, utilizado por grandes empresas para selecionar profissionais para seus processos seletivos, foram anunciadas 25839 vagas nos três primeiros meses de 2012, o que representa um aumento de 37% em relação ao mesmo período de 2011.

O levantamento foi feito com base nas oportunidades de trabalho divulgadas no vagas.com.br pelas cerca de 1700 empresas que contam com a tecnologia VAGAS. O site de carreiras vagas.com.br é controlado pela VAGAS Tecnologia, responsável pela informatização da gestão de processos seletivos de 55 das 100 maiores companhias com atuação no mercado brasileiro, e conta com 65 milhões de currículos cadastrados em bancos exclusivos.

“Houve aumento da oferta de emprego em todos os níveis de atuação. Verificamos também que muitos destes profissionais foram alocados em áreas destinadas à prestação de serviços. Há uma boa quantidade de empresas direcionando investimentos para ampliar sua equipe de vendas, treinar novos talentos ou reforçar o quadro administrativo e financeiro. Estes dados mostram que muitas das contratações servirão para as empresas melhorar seu back office e oferecer um bom suporte à gestão”, explica Luís Testa, gerente comercial da VAGAS Tecnologia.

Sobre a Vagas Tecnologia

A VAGAS Tecnologia foi fundada em 1999. A companhia atua nacionalmente com foco no desenvolvimento e licenciamento do software VAGAS E-Partner, utilizado pelas empresas na gestão de seus processos seletivos.

Tags, ,

Detran Fácil reduz pela metade atendimentos presenciais

O sistema Detran Fácil, do Departamento de Trânsito do Paraná, completa um ano nesta sexta-feira (18), com mais de 93 mil processos recebidos e concluídos pela internet. A ferramenta reduziu pela metade o número de atendimentos realizados de forma presencial, diminuindo em até duas horas o tempo médio de espera nas unidades da autarquia em cidades como Curitiba, Londrina e Maringá.

Quem utiliza a internet, além de ganhar tempo, evita deslocamentos desnecessários. Pelo Detran Fácil é possível fazer, sem sair de casa, a segunda via da Carteira Nacional de Habilitação, CNH definitiva, segunda via do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) e emitir a Permissão Internacional para Dirigir (PID).

Por mês, desde maio de 2011, foram solicitados pelo Detran Fácil mais de 1,2 mil emissões da segunda via da CNH, 3,8 mil pedidos de CNH definitiva, 400 permissões internacionais para dirigir e 500 requisições para segunda via do CRLV.

“Este tipo de ferramenta digital aumenta a capacidade de prestação de serviços ao cidadão. Um dos principais objetivos neste processo de modernização do Detran é oferecer atendimento de qualidade, sem filas e sem incômodos desnecessários aos paranaenses”, destaca o diretor-geral do Departamento, Marcos Traad.

Segundo ele, a meta para os próximos anos é permitir que um número cada vez maior de pessoas deixe de ir aos balcões para usar o Detran Fácil, via internet. “Além da facilidade para quem usa o sistema online, amplia-se a capacidade de atendimento nas unidades e postos. Usuários que antes aguardavam até uma hora para fazer serviços simples agora são atendidos em cerca de 20 minutos”, completa. Leia mais…

Tags, ,

Blog das Locadoras se consolida como referência nacional no setor de locação de automóveis

Criado pela Euro IT Tecnologia, o Blog das Locadoras agrega as principais informações sobre o setor de locação de veículos no Brasil. A publicação foi citada pelo Auto Rental News, portal internacional que cobre notícias do setor, como uma referência no país. Acompanhe entrevista com Julian Gritsch, diretor de Euro IT.

Tags, , , , ,

Participação de importados bate novo recorde

A participação dos produtos importados no mercado brasileiro de bens industriais continua crescendo e bate novo recorde. O coeficiente de penetração de importações, que considera tanto o consumo final das pessoas quanto o de insumos pela indústria, atingiu 22,2% no acumulado dos últimos quatro trimestres encerrados em março. Foi o maior valor da série iniciada em 1996. As informações são do estudo Coeficientes de Abertura Comercial, divulgado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) nesta quinta-feira, 17 de maio.

O coeficiente de penetração das importações está 0,3 ponto percentual acima do recorde anterior, de 21,9%, registrado no último trimestre de 2011. Segundo a pesquisa, realizada em parceria com a Fundação Centro de Estudos do Comércio Exterior (Funcex), com exceção do ano de 2009, o índice de participação de produtos importados no mercado brasileiro sobe desde 2003 e acumula crescimento superior a 10 pontos percentuais.

Na indústria de transformação, a participação de produtos importados na produção dobrou em uma década, atingindo também valor recorde. Passou de 10,5%, em 2002, para 21,1%, no acumulado em quatro trimestres até março último.

O economista da CNI Marcelo Azevedo diz que as novas medidas do Plano Brasil Maior, a redução da taxa de juros e a valorização cambial demoram para surtir efeito prático e, por isso, a participação dos importados continua crescendo. “Essas mudanças demoram a aparecer nos preços e na percepção dos consumidores na hora da compra”, explicou.

Exportações – Já o coeficiente de participação das exportações, que mostra a evolução da proporção das vendas externas no valor da produção industrial, atingiu 18,1% no acumulado dos últimos quatro trimestres encerrados em março último. Mesmo com aumento de 0,2 ponto percentual frente ao registrado em 2011, o índice está abaixo do teto histórico, de 20,4%, registrado em 2006.

Enquanto a participação das vendas para o exterior na indústria de transformação foi de 15,2% no acumulado de quatro trimestres encerrados em março, o coeficiente da indústria extrativa alcançou 72,3% no período.

Fonte: Confederação Nacional da Indústria

Tags

Portal Bem Paraná: em Curitiba, acesso à internet chega a 62% das casas

Curitiba é a terceira capital brasileira com o maior número de casas com computador e acesso à internet, como 62,71% dos domicílios e em 71,29% destas residências o acesso é de banda larga. À frente estão Vitória (68,41% e 80,55% em banda larga) e Florianópolis (67,67% dos quais 76,99% com banda larga). No ranking geral de acessos à internet aparece como a sexta cidade brasileira, atrás de São Caetano do Sul (SP) com 74,07%, Vitória com 68, 41%, Santos (SP) com 67,83%, Florianópolis (SC) com 67,67% e Niterói (RJ) com 62,72%.
Os números são da pesquisa Mapa da Inclusão Digital, divulgados ontem pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e Fundação Telefônica, e colocam a cidades citadas em larga vantagem em relação à média nacional, onde o índice é de apenas 33%. Esse número deixa o Brasil em 63º lugar no ranking de 154 países na avaliação do número de pessoas com acesso domiciliar à internet. Na Suécia, 97% dos domicílios estão conectados à rede.
O estudo utilizou dados do Censo 2010, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com o mapa, a cidade de São Caetano do Sul, no estado de São Paulo, apresenta o maior índice do país de acesso à internet em casa (69%). Já em Aroeiras, no Piauí, o percentual é igual a zero. Leia mais…