Pesquisa aponta aumento do otimismo dos executivos de finanças com a economia

Pesquisa aponta aumento do otimismo dos executivos de finanças com a economia

Estudo realizado pelo IBEF-SP e Saint Paul com CFOs de grandes empresas do país é referente ao quarto trimestre de 2021

O otimismo dos executivos de finanças das principais empresas do país com a perspectiva da economia teve ligeira alta. Foi o que apontou o Índice de Confiança do CFO (iCFO) referente ao quarto trimestre de 2021, realizado em parceria entre o Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças de São Paulo (IBEF-SP) e a Saint Paul Escola de Negócios. O iCFO chegou a 136,2 pontos, superior ao índice de 133,5 registrado no terceiro trimestre do ano passado. A escala de pontuações do iCFO vai de 20 a 180, sendo 100 pontos o nível que representa a neutralidade das expectativas dos CFOs com relação aos próximos 12 meses.

O índice é dividido em três componentes: iCFOm (macroeconomia); iCFOs (setor em que atua) e iCFOe (referente ao segmento da empresa do executivo). O índice que representa a confiança em relação à macroeconomia foi o que apresentou pior resultado, com uma variação negativa de 9,6 pontos percentuais com relação ao trimestre passado, chegando a 126,4. Já os resultados do iCFOs e do iCFOe apresentaram uma recuperação dos níveis de otimismo, alcançando respectivamente 140,0 e 142,3 pontos, num patamar próximo ao alcançado nos dois primeiros trimestres de 2021.

“Os resultados da pesquisa deixam claro que houve uma melhora na confiança dos executivos de finanças em relação ao setor e o segmento da empresa em que atuam. No entanto, o índice que envolve a macroeconomia teve queda, especialmente pelo câmbio e a alta de juros”, explicou a presidente do IBEF-SP e sócia da PwC, Luciana Medeiros

As principais preocupações indicadas pelos CFOs foram: a demanda do mercado interno, a inflação – que nos relatórios iniciais do ano não figurava entre as dez principais preocupações, e no trimestre passado estava na sexta posição – e o custo dos insumos, ainda reflexo da escassez em alguns ramos de atividade.

Para José Cláudio Securato, presidente da Saint Paul Escola de Negócios e presidente do Conselho de Administração do IBEF-SP, a pesquisa indica um cenário de incerteza para a recuperação da economia nos próximos meses.

“O índice do quarto trimestre é superior ao resultado do período anterior, o que é uma boa notícia. Mas observamos que ainda há muitas dúvidas e uma grande expectativa com relação aos indicadores macroeconômicos”.

Clique aqui e confira a pesquisa na íntegra.

Comments are closed