Gartner anuncia que receita mundial de semicondutores cresceu apenas 1,1% em 2022

Gartner anuncia que receita mundial de semicondutores cresceu apenas 1,1% em 2022

O Gartner, líder mundial em pesquisa e aconselhamento para empresas, anuncia que a receita mundial de semicondutores aumentou apenas 1,1% em 2022, totalizando US$ 601,7 bilhões, contra US$ 595 bilhões registrados em 2021. Segundo pesquisa mundial, a receita combinada dos 25 principais fornecedores de semicondutores aumentou 2,8% em 2022 e eles, juntos, representam 77,5% mercado.

“O ano de 2022 começou com a falta de semicondutores, gerando atrasos, prazos de entrega estendidos e preços crescentes que reduziram a produção de equipamentos eletrônicos de muitos setores. Como resultado, os fabricantes começaram a se proteger da escassez armazenando mais chips”, afirma Andrew Norwood, Vice-Presidente e Analista do Gartner.

Para ele, porém, a segunda metade do ano foi marcada por muitas mudanças no cenário global. “A economia global começou a desacelerar sob a pressão da alta inflação, aumento das taxas de juros, maiores custos de energia e bloqueios contínuos por causa da nova onda de COVID-19 na China, questões que impactaram muitas cadeias de suprimentos globais. Os consumidores também começaram a consumir menos, fazendo com que a demanda por PCs e smartphones sofresse e, em seguida, as empresas também começaram a reduzir os gastos em antecipação a uma eventual recessão global, o que impactou o crescimento geral do setor de semicondutores”, diz o analista. 

A Samsung manteve o primeiro lugar do ranking global de fornecedores, embora a receita da companhia tenha caído 10,4% em 2022, principalmente devido a quedas nas vendas de memórias e flash NAND. A Intel manteve a segunda posição com 9,7% de participação de mercado. A empresa foi impactada pelo declínio do setor de PCs para consumidores e pela forte concorrência em seus principais negócios de processadores x86, fazendo com que sua receita caísse 19,5%.

Ranking – 10 principais fornecedores mundiais de semicondutores por receita.

Análise Gartner para o ano de 2022, em bilhões de dólares

Ranking 2022Ranking 2021FornecedorReceita 2022Participação de mercado 2022 (%)Receita 2021Crescimento 2021-2022(%)
11Samsung65,510,973,1-10,4
22Intel58,39,772,5-19,5
33SK Hynix36,26,037,1-2,6
45Qualcomm34,75,827,028,3
54Micron Technologies27,54,628,6-3,7
66Broadcom23,84,018,726,7
710AMD23,23,916,242,9
88Texas Instruments18,83,117,28,9
97MediaTek18,23,017,63,5
1011Apple17,52,914,520.4
  Outros277,546,1271,72,1
  Mercado Total601,6100594,91,1

Fonte: Gartner (Janeiro de 2023)

Receita com memórias caiu 10% em 2022 — O segmento de memórias, que representou cerca de 25% das vendas de semicondutores em 2022, foi a categoria de dispositivos com pior performance, registrando uma queda de 10% na receita. Em meados de 2022, o mercado de chips de memória já mostrava sinais de um colapso significativo em sua demanda, quando os fornecedores de equipamentos eletrônicos começaram a esgotar seus estoques. As condições agora pioraram a ponto da maioria das empresas de memória anunciarem reduções de gastos de capital para 2023, e algumas cortarem a produção para diminuir os níveis de estoque e tentar trazer os negócios de volta ao equilíbrio.

Receita do setor sem chips de memória aumentou 5% em 2022 — A receita geral de semicondutores sem os chips de memória cresceu 5,3% em 2022, mas o desempenho variou muito entre as diferentes categorias de dispositivos. O crescimento mais forte veio do setor analógico com um aumento de 19%, seguido de perto pelos dispositivos discretos, com um aumento de 15% em relação a 2021. O crescimento tanto para analógico como para discreto foi impulsionado pela forte demanda dos mercados automotivo e industrial, sustentado por tendências de aumento na eletrificação de veículos, automação industrial e transição energética.

Comments are closed