Desenvolve SP reduz taxas do crédito para inovação e projetos ESG

Desenvolve SP reduz taxas do crédito para inovação e projetos ESG

Agência de fomento redireciona sua política de atuação e reduz spread para inovação e projetos ESG

A agência de fomento Desenvolve SP reduziu o spread nos juros de várias de suas linhas de crédito destinadas aos setores público e privado. A medida atende à estratégia do Desenvolve SP de apoiar com taxas mais favorecidas os empreendimentos voltados para a inovação e para a sustentabilidade.

O presidente do Desenvolve SP, Sergio Gusmão Suchodolski, afirma que a medida visa também contribuir para a retomada da economia e proporcionar o crédito mais barato para as micro, pequenas e médias empresas do estado de São Paulo. As novas taxas serão válidas para toda safra de contratos originada até 31 de dezembro deste ano, e revisadas periodicamente.

“Neste momento de retomada da atividade econômica é fundamental que as instituições financeiras de desenvolvimento adotem medidas para contribuir com esse movimento. O Desenvolve SP é um banco de última milha, ou seja, estamos na ponta desse processo e queremos proporcionar condições para que os empreendedores voltem a crescer, gerando emprego e renda com sustentabilidade”.

Um bom exemplo da importância dada pelo Desenvolve SP a um ambiente de empreendimentos voltado para a inovação é a redução na Linha Incentivo à Tecnologia (LIT), que financia projetos de até R$ 30 milhões para o desenvolvimento e a transferência de tecnologia, criação de novos produtos, processos ou serviços, investimentos em infraestrutura, pesquisa e desenvolvimento. A taxa caiu de 7% ao ano + Selic, para apenas 0,50% ao ano (o que representa 0,04% ao mês) + Selic.

Já as taxas da linha ESG caíram de 6,5% ao ano + Selic para 2% a 4% ao ano) + Selic, o que representa taxa a partir de 0,17% ao mês acrescida da Selic. A linha ESG financia projetos sustentáveis que promovam a redução de emissões de gases de efeito estufa, a geração de energias renováveis e a eficiência energética. Desde o início da crise sanitária, em março de 2020, até junho deste ano, foram financiados R$ 273,5 milhões para projetos sustentáveis.

A linha Financiamento ao Investimento Paulista (FIP), destinada ao investimento no aumento da capacidade produtiva e otimização de processos industriais para pequenas e médias empresas paulistas, teve as taxas reduzidas de 7% ao ano + Selic para juros de 4% a 6,5% ao ano + Selic. Ou seja, o Desenvolve SP aplicará juros a partir de 0,33% ao mês acrescido da taxa Selic.

Já as linhas de crédito para capital de giro com recursos próprios da agência de fomento tiveram as taxas médias de 11% ao ano + Selic, reduzidas para 9% ao ano (0,75% ao mês) + Selic. A linha de capital de giro é utilizada para dar fôlego ao caixa das empresas e manter os negócios em funcionamento. Mais informações no site ou através do canal Fale Conosco (11) 3123-0464 em caso de dúvidas.  

Comments are closed