5 passos para colocar sua loja em um marketplace

5 passos para colocar sua loja em um marketplace

Colocar sua loja em um marketplace pode trazer inúmeras oportunidades. Desde uma maior exposição da sua marca até um aumento considerável nas vendas. No enanto, este processo precisa ser feito corretamente, a fim de evitar dores de cabeça.

Foi pensando nisso que preparamos este artigo. Aqui, você aprenderá o passo a passo para colocar seu negócio em uma plataforma de marketplace e começar a vender na internet.

Continue com a leitura e descubra, em 5 passos práticos, como colocar sua empresa em um marketplace. Tenho certeza que eles irão te ajudar muito a alcançar o sucesso na sua jornada.

Passo a passo como colocar a sua loja em um marketplace

Colocar a sua loja na internet é uma excelente maneira de impulsionar as suas vendas. Afinal, o comportamento do consumidor está mudando e as compras online estão ganhando cada vez mais espaço.

Pesquisas mostram que somente em 2021 as vendas pela internet movimentaram R$ 161 bilhões e, para 2022 espera-se um aumento de 9%.

Como você pode perceber, a internet está repleta de oportunidades para a sua loja faturar mais. Se você quer começar a vender nesse meio, os marketplaces são uma ótima solução, já que seu produto poderá aparecer nas lojas mais acessadas do país, como Magalu e Amazon.

Agora, chega de papo e vamos ao que interessa! A seguir, você encontra os 5 passos para colocar sua loja nos marketplaces, vamos lá?

1. Defina as plataformas de Marketplace

O primeiro passo para que você possa colocar sua loja em um marketplace, é definir quais plataformas você deseja aparecer.

Nesta etapa, existem dois caminhos que você pode seguir: contratar um programador e desenvolver, do zero, a sua plataforma, ou então utilizar uma já pronta.

Optando pela segunda opção, você gasta menos dinheiro e pode utilizar estes recursos em outras áreas da empresa. Além de conseguir criar sua loja virtual de forma muito mais rápida e fácil.

Lembre-se que os marketplaces costumam cobrar algumas taxas. Normalmente sua cobrança inicia no momento em que você começa a vender. Assim você não precisa se preocupar com custos antecipadamente.

Essas cobranças costumam ser um percentual do valor das vendas, como uma espécie de comissão, podendo variar de 9,5% até 30%. Portanto, fique atento!

Exemplos de Marketplace

Atualmente, existem diversas plataformas de marketplace para você utilizar. Dentre as mais conhecidas estão:

  • B2W – Americanas, Submarino e Shoptime;
  • Cnova – Casas Bahia, Ponto Frio, Cdiscount e Extra;
  • Walmart;
  • Mercado Livre;
  • Magazine Luiza.

Para que sua loja tenha uma maior visibilidade, é importante optar por mais de uma plataforma de marketplace em sua estratégia.

2. Organize suas documentações e cadastro de produto

Agora que você já sabe em quais marketplaces quer ver seus produtos, chegou a hora de organizar as documentações. A grande maioria das plataformas solicitam que o cadastro seja feito com o CNPJ. Além disso, outros documentos podem ser exigidos neste processo.

Mas não se assuste. Após o cadastro, a plataforma envia a lista exata dos documentos e a maior parte deles podem ser retirados pela internet, de forma gratuita.

Após a aprovação da sua loja, é o momento de cadastrar seus produtos na plataforma de marketplace. Quanto mais completo for este cadastro, maiores as suas chances de realizar vendas. Veja alguns exemplos de informações a serem cadastradas:

  • Imagens dos produtos;
  • Um título que chame atenção;
  • Descrição detalhada do produto, incluindo tamanho, peso, medidas e os benefícios (uma boa descrição faz toda diferença na hora de vender);
  • Política de frete;
  • E claro, o preço, formas de pagamento e parcelamento.

3. Busque ferramentas para te auxiliar

Para que você possa gerenciar de forma rápida e eficaz as vendas realizadas, é fundamental contar com um sistema de gestão especialista em marketplaces, como a Omie.

Assim você realiza o gerenciamento de todas as suas vendas em um único sistema e sem burocracia, otimizando e automatizando todo o seu processo de forma simples, intuitiva e eficiente.

Tenha ainda um controle financeiro completo, gestão de estoque e uma inteligência artificial no que diz respeito aos tributos. Dessa forma, suas notas fiscais serão emitidas sempre com os tributos corretos para as operações realizadas pela sua empresa, de acordo com cada produto e suas particularidades, sem esforço.

4. Ofereça atendimento

Muitas plataformas de marketplace oferecem um atendimento ao consumidor mais básico e geral. Contudo, é muito importante que você tenha um canal aberto para poder tirar todas as dúvidas dos possíveis clientes e fornecer um atendimento mais especializado.

Dessa forma, as pessoas sentem uma maior confiança na sua marca, melhorando as vendas como consequência. Existem ainda outras vantagens nesse atendimento especializado, como:

  • Fidelização do cliente;
  • Melhores negociações;
  • Maior nível de satisfação.

Existem alguns canais de atendimento que podem facilitar ainda mais seu contato com os clientes. Você não precisa utilizar todos, mas é importante dispor de um ou dois para agilizar a comunicação.

  • Página de perguntas e respostas, as tradicionais FAQ;
  • Chat online;
  • E-mail e/ou exclusivo para este canal;
  • Autoatendimento;
  • Telefone.

5. Divulgue em todos os canais

Para que a sua marca e seus produtos tenham uma maior visibilidade na internet, é importante estar presente nos grandes marketplaces brasileiros. Assim, as suas chances de fechar vendas e conquistar novos clientes são ainda maiores.

Depois de fechar a venda, que tal enviar junto ao produto um cartão da sua loja convidando-o para conhecer outros produtos? Dessa forma o cliente fica conhecendo um pouco mais sobre você e sua marca.

Isso pode parecer uma tática antiga, mas ainda funciona muito bem! Principalmente acompanhado de um mimo e uma embalagem cheirosa. Isso faz toda a diferença.

Não esqueça de convidá-lo para seguir as redes sociais da sua loja. Esse canal é importantíssimo para se aproximar ainda mais dos seus clientes e manter um bom relacionamento.

Falando em relacionamento, lembre-se de incluir o e-mail do novo cliente em sua base de contatos. Logo, ele poderá receber novidades em primeira mão e realizar novas compras.

Vamos começar a vender?

Agora que você já sabe como colocar a sua loja em um marketplace, chegou a hora de arregaçar as mangas e começar a vender. Seguindo estes passos tenho certeza que o processo será mais tranquilo e com muito sucesso

Comments are closed