Brasileiros sonham em trabalhar numa grande empresa, de maneira remota e ter acesso a um plano de saúde, revela Page Outsourcing

Brasileiros sonham em trabalhar numa grande empresa, de maneira remota e ter acesso a um plano de saúde, revela Page Outsourcing

Investimento na carreira, visão clara da estratégia e agilidade na tomada de decisão também determinam escolhas


Mesmo com o crescimento vertiginoso do segmento de startups, profissionais brasileiros reforçam a busca por vagas que tragam segurança: sonham em trabalhar numa grande empresa, de forma remota e com acesso a plano de saúde.

É o que revela uma pesquisa sobre o emprego dos sonhos realizada na América Latina pela Page Outsourcing, dedicada à execução de projetos exclusivos de RPO, programas de talentos (estágio e trainee) e contratação de profissionais em grande volume, parte do PageGroup no Brasil.

“Os resultados demonstram que o momento de pandemia direciona a busca dos candidatos por vagas que ofereçam segurança financeira, proteção física com o home office e assistência de saúde para eventuais emergências ainda na pandemia. O investimento na carreira também está em primeiro lugar para os candidatos. No entanto, é importante observar os motivos elencados por quem sonha em trabalhar em companhias menores, com uma visão clara das estratégias e a agilidade na tomada de decisões”, afirma Ricardo Ribas, diretor da Page Outsourcing para a América Latina.

A pesquisa, realizada de 20 de dezembro a 21 de fevereiro, contou com as respostas de 6,3 mil profissionais de seis países — Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México e Per -. que se candidataram a uma vaga de emprego por meio do website da companhia. A enquete abordou cinco temas relacionados a carreira, mercado de trabalho, novas oportunidades de emprego, remuneração e benefícios, entre outros.

Grandes empresas

Quase metade dos brasileiros entrevistados (48,9%) querem trabalhar em uma grande empresa. Médias e pequenas somam outros 45,5% e as startups, embora protagonizem um grande crescimento nos mercados nacional e internacional, são objetivo de apenas 5,5% dos profissionais. A situação é semelhante nos outros países, cujos candidatos procuram mais pelas grandes empresas e não passam dos 7,3% na preferência por startups. “As grandes empresas atraem muitos candidatos, mas temos notado também um maior interesse por startups”, diz Ribas.

Para oferecerem o ‘emprego dos sonhos’, as grandes companhias devem observar as cinco principais vantagens consideradas pelos candidatos: melhores oportunidades de promoção e carreira (47,9%), oportunidades e treinamento e desenvolvimento profissional (39,8%), visão clara de estratégias e resultados (34,4%), possibilidade de mobilidade nacional ou internacional (26,7%) e uma organização mais bem estruturada (26,3%).

O Brasil lidera a busca por vagas fixas de trabalho, com 89,6% dos candidatos, seguido por Chile e México. Os brasileiros também buscam contratos temporários (41,3%) e oportunidades freelance (21,1%).

Home office

De forma geral, 66,3% estão procurando por um trabalho que permita trabalhar remotamente, de forma parcial ou integral. O ideal para 33,3% dos candidatos seria uma semana com dois dias de trabalho remoto e 19,8% optam pelo teletrabalho permanente.

No entanto, a convivência no escritório ainda possui fatores importantes, segundo os entrevistados: facilitar a troca de informações com os colegas (63,4%), participar de reuniões presenciais (54,4%) e manter os laços e momentos de convivência com os colegas (52,4%) — a conversa na hora do café, tendências repetidas entre os candidatos de outros países.

Benefícios

Treinamento desenvolvimento de carreira (79,6%) e plano de saúde são os dois benefícios mais cobiçados pelos candidatos (77%), seguidos por programas de poupança e participação em ações (56,4%), vale-refeição, vale-transporte, cartões de presente e desconto (49,5%) e seguro de vida (30,3%). Essa ordem de prioridade também se verifica entre os candidatos de outros países na pesquisa.

Autonomia e agilidade

Profissionais do Brasil que preferem pequenas empresas elencam como vantagens a facilidade e a agilidade na tomada de decisões (40,3%), a autonomia para realizar as tarefas (35,6%) e uma visão mais clara das estratégias e dos resultados (35,6%).

Por sua vez, as médias atraem os candidatos por melhores chances de promoção e desenvolvimento da carreira (37,1%) e repetem os fatores de autonomia (34,2%) e visão da estratégia (31,7%).

Busca de emprego

Para a busca de trabalho, os candidatos no Brasil utilizam sites de recrutamento (26,1%), networking (24,3%) e anúncios em redes sociais (21,7%). As cinco carreiras com mais candidatos na pesquisa são Engenharia (15,3%), Gerente Geral (13,1%), Recursos Humanos (9,7%), Finanças/Contabilidade (8,2%) e Cadeia de suprimentos (6,4%).

Comments are closed