Tag Senior

Senior contrata nova Gerente Nacional de Canais

Referência em tecnologia empresarial no Brasil, a Senior anuncia a contratação de Fernanda Jordão para o cargo de Gerente Nacional de Canais. Com mais de dez anos de carreira na área de vendas e forte experiência com vendas indiretas – Canais, Parcerias e Alianças – em empresas de software brasileiras e multinacionais, a executiva atuou dentre outras empresas de tecnologia, na Thomson Reuters, onde apoiou o crescimento e desenvolvimento de Canais de Vendas da companhia.

Graduada em Administração de Empresas e Comércio Exterior (Mackenzie, SP), Fernanda fez um curso em Planejamento Estratégico pela Universidade de Berkeley (EUA), antes mesmo do Silicon Valley e a explosão tecnológica na Califórnia ser reconhecida aqui no Brasil. Além disso, recentemente concluiu MBA Internacional pela FIA USP, com extensão em Inovação na Universidade de Vanderbilt (EUA) e realizou visitas técnicas em grandes empresas como Netflix, Google e Coursera, no Silicon Valley.

Com perfil empreendedor, experiência em criação e reestruturação de áreas, processos e escalabilidade de negócios do segmento de Tecnologia, Fernanda morou durante dois anos na Alemanha e, na Senior, tem o desafio de fortalecer os atuais e captar novos Canais de Distribuição da companhia, assegurando desta forma a cobertura de mercado da empresa por meio de vendas indiretas.

Com experiência em construção de equipe e liderança, Fernanda traz para a Senior sua expertise no desenvolvimento de equipe comerciais, interação diária com as áreas-chaves de parceiros e internas das empresas que passou, como desenvolvimento, tecnologia, produtos e marketing. Além disso, tem forte atuação no planejamento, gerenciamento e execução de estratégias para prover informações relevantes para o crescimento do negócio que atua, assim como o engajamento de parceiros neste mesmo crescimento, através de sessões de inovação e capacitações diversas.

Tags, , , ,

Senior oferece mais de 70 vagas em 13 cidades

A Senior, uma das maiores desenvolvedoras de tecnologia para gestão empresarial do Brasil, anuncia mais de 70 vagas para a contratação de colaboradores e parceiros comerciais. As oportunidades disponíveis são para trabalhar na sede da empresa, em Blumenau (SC), e filiais de São Paulo, Indaiatuba (SP), Umuarama (PR), Cuiabá (MT), Porto Alegre (RS), Brasília (DF), Campo Grande (MS), Curitiba (PR), Joinville (SC), Mogi das Cruzes (SP), Ribeirão Preto (SP) e Uberlândia (MG).

Podem se candidatar profissionais graduados que buscam ambiente colaborativo, evolução na carreira, e desenvolvimento pessoal e profissional, que tenham interesse em atuar em projetos de desenvolvimento de sistemas nas áreas de PMO, Sistemas, Gestão Empresarial, Gestão de Pessoas, Acesso e Segurança, Serviços, Mercado e Tecnologia.

Os interessados devem cadastrar seu currículo na área de Carreiras no site da empresa, que oferece mais informações sobre o perfil de cada oportunidade.

“Vamos completar 30 anos em maio e estamos sempre trabalhando para ampliar nossa presença de mercado, expandindo nossos negócios. Atualmente, a empresa conta com 1,3 mil colaboradores e buscamos profissionais de perfis arrojados, estratégicos e analíticos”, afirma Georgette Heineck, Coordenadora de Talent Acquisition & Performance da Senior.

Confira a lista completa:

Executivo Técnico de Negócios I – Blumenau (SC)

Técnico de Testes II – Blumenau (SC)

Arquiteto de Soluções I – Blumenau (SC)

Programador de Sistemas II – Blumenau (SC)

Programador de Sistemas III – Blumenau (SC)

Analista de Sistemas I – Blumenau (SC)

Programador de Sistemas III – Blumenau (SC)

Programador de Sistemas II – Blumenau (SC)

Programador de Sistemas II – Blumenau (SC)

Analista de Negócios II – Blumenau (SC)

Programador de Sistemas II – Blumenau (SC)

Projetista I – Blumenau (SC)

Técnico de Testes II – Blumenau (SC)

Programador de Sistemas II – Blumenau (SC)

Arquiteto de Soluções II – Blumenau (SC)

Analista de Sistemas II – Blumenau (SC)

Programador de Sistemas II – Blumenau (SC)

Analista de Suporte I – Blumenau (SC)

Técnico de Testes II – Blumenau (SC)

Coordenador de Desenvolvimento – Blumenau (SC)

Inside Sales Coordinator – Blumenau (SC)

Assistente de Administração de Contratos I – Blumenau (SC)

Assistente de Faturamento II – Blumenau (SC)

Programador de Sistemas II – Blumenau (SC)

Vendedor Interno – Blumenau (SC)

Arquiteto de Soluções I – Blumenau (SC)

Projetista I – Blumenau (SC)

Assistente de Administração de Serviços – Blumenau (SC)

Analista de Negócios II – Blumenau (SC)

Analista de Negócios II – Blumenau (SC)

Coordenador de Compras – Blumenau (SC)

Técnico de Suporte I – Blumenau (SC)

Analista de Negócios III – Blumenau (SC)

Analista de Testes I – Blumenau (SC)

Analista de Educação Corporativa – Blumenau (SC)

Programador de Sistemas III – Blumenau (SC)

Analista de Marketing I – Blumenau (SC)

Programador de Sistemas II – Blumenau (SC)

Assistente Administrativo II – Blumenau (SC)

Assistente de CRM I – Blumenau (SC)

Assistente de CRM I – Blumenau (SC)

Assistente de CRM I – Blumenau (SC)

Assistente de CRM I – Blumenau (SC)

Analista de Sistemas III – Brasília (DF)

Analista de Sistemas II – Brasília (DF)

Executivo de Contas – Novos Negócios I – Campo Grande (MS)

Executivo de Contas – Base Instalação II – Cuiabá (MT)

Gerente de Projetos – Serv. I – Cuiabá (MT)

Executivo de Contas – Novos Negócios II – Curitiba (PR)

Projetista I – Indaiatuba (SP)

Executivo de Contas – Novos Negócios I – Indaiatuba (SP)

Vendedor Interno – Indaiatuba (SP)

Analista de Projetos I – Indaiatuba (SP)

Executivo de Contas – Novos Negócios I – Indaiatuba (SP)

Executivo de Contas – Novos Negócios – Joinville (SC)

Programador de Sistemas II – Joinville (SC)

Analista de Administração Pessoal I – Mogi das Cruzes (SP)

Executivo de Contas – Novos Negócios II – Porto Alegre (RS)

Gerente de Projetos – Serv. I – Porto Alegre (RS)

Coordenador de Vendas – Porto Alegre (RS)

Gerente de Projetos – Serv. II – Porto Alegre (RS)

Executivo de Contas – Base Instal. I – Porto Alegre (RS)

Executivo Técnico de Negócios II – Porto Alegre (RS)

Programador de Sistemas II – Ribeirão Preto (SP)

Analista de Programação de Sistemas II – São Paulo (SP)

Analista de Marketing I – São Paulo (SP)

Coordenador de Vendas – São Paulo (SP)

Arquiteto de Soluções II – São Paulo (SP)

Assistente de Administração de Pessoal – São Paulo (SP)

Executivo de Contas – Novos Negócios I – Uberlândia (MG)

Executivo de Contas – Base Instal. II – Umuarama (PR)

Técnico de Suporte I – Umuarama (PR)

Tags, , , , , ,

TI brasileira participa do MWC 2018

Com os objetivos de gerar novos negócios e também mapear tendências e inovação em Internet das Coisas (IoT), o Brasil estará presente uma vez mais ao Mobile World Congress (MWC). O maior encontro mundial da indústria móvel começou ontem (25) em Barcelona, na Espanha, e prossegue até a próxima quinta-feira, 1º de março.

Em mais uma ação do Brasil IT+, iniciativa de cooperação desenvolvida pela Softex e pela Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), 17 empresas de software e serviços de tecnologia da informação estarão presentes ao evento pelo quinto ano consecutivo.

“O MWC projetará para o mundo a proposta de valor das soluções móveis desenvolvidas no Brasil e que estão totalmente aderentes às últimas tendências em BI, Big Data e inteligência artificial, pilares da revolução tecnológica d IoT”, destaca Ruben Delgado, presidente da Softex. Ele acompanhará a delegação nacional e também o Secretário de Política de Informática do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Thiago Camargo.

Os visitantes do estande Brasil IT + encontrarão um portfólio robusto e diversificado integrado por soluções de segurança e criptografia produtos de conteúdo para operadoras e plataformas de mídia digital. O espaço contempla sala de reuniões para encontros formais e um longe para encontros casuais e apresentações rápidas.

Irão compor o pavilhão brasileiro no MWC 2018 BRQ, Bwtech, Certisign, Control Informática, EiTV, EveryTI, Icaro Tech, MT4, MC1, Navita, RocketChat, Senior, Sikur, Tokenlab, Vortigo, W5 e a Wavy, recentemente criada pelo Grupo Movile.

“Projetamos cerca de U$ 30 milhões em negócios para empresas participantes nos próximos 12 meses, o que representa um retorno de 80 vezes sobre o investimento aportado pelos envolvidos nesta ação do Brasil IT+”, conclui o presidente da Softex.

Reuniões de negócios já estão pré-agendadas com players globais que visitarão o estande. A agenda contempla também visitas à Qualcomm e à operadora de telefonia francesa Orange e a apresentação de conteúdos da Oracle, Ericson e Banco do Brasil, além de representantes do MCTIC e do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) explicando o Plano Nacional de IoT.

Considerado o principal encontro mundial da indústria de comunicação móvel, o MWC recebeu no ano passado mais de 108 mil visitantes e tem confirmada a participação de 2.300 expositores de 40 países.

Brasil IT+ no Mobile World Congress

Data: 25 de fevereiro a 1 de março
Local: Fira Gran Via – Av. Joan Carles I, 64 – Barcelona
Estande: Hall 8.1 E11

Tags, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Brasil participará da Mobile World Congress 2017

A Softex, em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) através do Brasil IT+, leva uma delegação de 16 empresas para participar do Mobile World Congress (MWC) 2017, o encontro mundial da indústria de mobilidade, que acontecerá de 27 de fevereiro a 02 de março em Barcelona – Espanha.

Há anos o evento reúne a comunidade global de líderes e as maiores empresas do segmento de tecnologia e telecomunicações. A expectativa dos organizadores é receber mais de 100 mil visitantes e mais de 2.200 organizações. Os executivos levam desses quatro dias de feira internacional as últimas tendências, avanços tecnológicos e as melhores práticas inovadoras necessárias para construir as futuras estratégias de TI.

A delegação do Brasil será representada pelas empresas: BWTECH, EiTV, Icaro Tech, Navita, Reddrummer, Sikur, Tokenlab, Vortigo, W5 Soluções, BRQ, Every TI, FH Cosultoria, Muxi, NEKIT, Senior e Stefanini.

Com um diversificado portfólio voltado para as necessidades e desafios de negócios em variadas indústrias e geografias, juntas as empresas ofertarão consultoria em TI, soluções empresariais móveis, desenvolvimento de apps, segurança e criptografia, sistema de controle de acesso, sistema de suporte a operações (OSS), gestão de dispositivos móveis (MDM) , gestão de custos de telecom (TEM), soluções para pagamentos, plataforma para mídia digital, análise e visualização dinâmica de dados, dashboards cognitivos e, é claro, não poderia faltar, internet das coisas (IOT).

Ruben Delgado, Presidente da Softex, estará presente no evento e comenta: “Devido às mudanças que estão ocorrendo ao redor do mundo, a participação Brasileira no Mobile World Congress deste ano é estratégica, cada dia mais os países estão se posicionando no que se refere a tecnologia de comunicação e o Brasil não fica de fora. A participação além de estratégica é obrigatória pois é uma vitrine de apresentação da nossa tecnologia para o mundo na maior feira do segmento, onde todos os países estarão presentes e nós estaremos lá.”

O Brasil também será representado pelo ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, que fará a abertura oficial do estande do Brasil, no dia 27 de fevereiro às 18h.

Gilberto Kassab comenta que participar do GSMA Mobile World Congress, principal evento de tecnologia móvel do mundo, é muito importante para o ministro responsável pelas políticas públicas e as diretrizes de telecomunicações, inovações e tecnologia, pois esse “mundo” vai muito além do celular, e tem ganho importância, força e proporção cada vez maiores na vida das pessoas. “Estamos atentos aos avanços tecnológicos ao ponto de estarmos elaborando um Plano Nacional de Internet das Coisas (IoT), o qual, aproveitaremos a MWC, para apresentar alguns pontos já definidos desta regulamentação e discuti-los, inclusive com um foco social. No evento aproveitaremos para prestigiar o espaço da Softex, que neste cenário de conectividade, é essencial para o crescimento das empresas brasileiras de software e serviços de TI nos mercados nacional e internacional, especialmente por ser num setor tão competitivo e importante para o desenvolvimento econômico e social do país” completa o ministro.

A Softex prevê gerar USD 30 milhões de dólares em negócios em 12 meses, para o Brasil em mais de 100 reuniões de negócios que ocorrerão no evento, muitas delas já agendadas com players globais que visitarão o estande do Brasil.

Brasil no Mobile World Congress

Local: Fira Gran Via – Av. Joan Carles I, 64 – Barcelona
Estande: Hall 8.1 – estande E33

Tags, , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Senior abre inscrições para programa voltado à aceleração de startups

Inscrições para o Inove Senior podem ser feitas pelo site do programa, que neste ano inclui empresas tanto de software quanto de hardware

A partir desta segunda-feira (8/8), a Senior – especializada na oferta de software para gestão empresarial – abre as inscrições para o Inove Senior, programa de aceleração de startups que acontece pelo segundo ano consecutivo, e que prevê investimento de até R$ 500 mil para as companhias finalistas.

As startups interessadas em participar do programa podem inscrever-se até 30/9, pelo site http://www.inovesenior.com.br/. A edição deste ano do Inove Senior está aberta para empresas de software e de hardware, assim como negócios que explorem novas demandas das organizações como IoT (Internet das coisas), Big Data, Inteligência Artificial, entre outros. Além disso, a iniciativa traz uma novidade em relação ao ano anterior: uma etapa de pré-aceleração.

“Um dos desafios da nova edição é inserir dentro do processo a participação de investidores-anjo atuantes no ecossistema do empreendedorismo”, explica o gerente de Inovação da Senior, Cacio Packer. “Dessa forma, cada ideia poderá ser validada por experts do mercado, que ainda têm condições de contribuir com seu conhecimento no apoio ao crescimento de cada startup”, finaliza.

Para participar do programa, as startups precisam preencher os seguintes requisitos: apresentar um MVP (Produto Mínimo Viável) validado; ter mais de um empreendedor dedicado à operação; disponibilidade para estar presente em Florianópolis durante as sessões de mentoria; e atuação no mercado corporativo, seja no modelo B2B (de negócios entre empresas) ou B2B2C (negócios entre empresas com foco no consumidor final). Outro ponto importante é que a startup não precisa, necessariamente, ser pessoa jurídica ou ter faturamento mínimo.

Fase de pré-aceleração

Uma novidade do Inove Senior é que, neste ano, o programa prevê uma etapa de pré-aceleração. Nesta fase, 10 das 20 startups pré-selecionadas, escolhidas por um comitê avaliador – composto por executivos da Senior e parceiros – participarão de atividades, durante um mês, que incluem entrevistas com empreendedores e uma avaliação detalhada do negócio.

Após essa fase, até 8 startups participarão do processo de aceleração, durante o qual serão divididas entre aceleração comercial ou aceleração de produto, de acordo com estágio e maturidade do negócio. Nesse momento, as empresas receberão orientações sobre modelos de negócios, validação de mercado, viabilidade do produto, força de vendas, acesso ao mercado e gestão.

A aceleração acontecerá durante o ano de 2017 e, ao final, até duas finalistas receberão o investimento de R$ 250 mil cada, além de tornarem-se uma Unidade de Negócios da Senior.

Primeiros resultados do Inove Senior

A primeira edição do Inove Senior selecionou três startups que receberam investimentos e se tornaram Unidades de Negócios da Senior.

Foram mais de 250 ideias inscritas e dez selecionados entraram na fase de aceleração, que contou com mais de 1.000 horas de mentoria, capacitação, consultoria, palestras, estudos de mercado, desenvolvimento de sistemas de informação, prototipação, aplicação de projetos-piloto, participação em eventos, brainstormings e muito aprendizado ao longo de nove meses.

Entre as empresas que participaram do Programa e hoje atuam como unidades de negócios da Senior estão:

CITRUM (citrum.com.br) – É uma plataforma de omini channel que une as necessidades do e-commerce com a loja física oferecendo soluções de e-commerce e automação de ponto de venda para permitir uma única experiência para o cliente.

CONTA MÍNIMA (contaminima.com.br) – Diminui os custos da gestão de telecomunicação; otimiza o uso dos recursos contratados junto às operadoras e realiza a auditoria das faturas – quase sempre gerando créditos junto às operadoras.

M2AGRO (m2agro.com.br) – Plataforma de planejamento agrícola que atua diretamente junto ao produtor rural organizando as atividades de campo, gerenciando seus custos e identificando oportunidades para expandir a produção.

Tags, , , , , , ,

Com aquisição da SOFtran, Senior investe em softwares para gerenciamento de transportes

Referência nacional no desenvolvimento de softwares para gestão, a Senior anuncia a aquisição da SOFtran, empresa reconhecida como uma das melhores soluções direcionadas a transporte de carga, logística e frotistas. A estratégia faz parte do planejamento estratégico da Senior de crescimento por meio de aquisições e completa o portfólio logístico da companhia.

A SOFtran fortalece os negócios da Senior ao permitir o fornecimento de sistemas de gestão em transporte cada vez mais integrados. “Ao complementar nossas soluções, podemos atender ainda mais as demandas de nossos clientes com projetos capazes de reduzir custos operacionais e promover o ganho de produtividade. A aquisição deverá, ainda, intensificar nossa presença em um dos segmentos mais exigentes do cenário nacional”, diz Carlênio Castelo Branco, CEO da Senior, reforçando o compromisso em manter os investimentos em pesquisa, desenvolvimento e inovação, assim como na gestão de pessoas e na qualidade das soluções.

A SOFtran deverá fechar o ano de 2015 com um faturamento de R$ 6 milhões e, de acordo com o executivo, a força e a capilaridade da Senior, com mais de 100 canais de distribuição em todo o território nacional, deverá fazer com que as soluções da SOFtran ganhem alcance e contribuam com a competitividade das empresas brasileiras.

No mercado há 21 anos, e com aproximadamente 70 colaboradores, a SOFftran está localizada em Joinville/SC, atende todo o território brasileiro e gerencia mais de 18 mil usuários online todos dias. A companhia atende os setores de carga fracionada, e-commerce, retalhista, química, granel, carga seca, e milk run. “Passamos a oferecer, dessa forma, soluções com redução de custos ainda mais fortes, sem comprometer processos em compliance. “Inclusive, esse é um ponto levado muito a sério por ambas as empresas. Todas as preocupações com as exigências legais podem ser tranquilamente delegadas aos sistemas, já configurados com as mais atuais orientações do Governo”, complementa o diretor de Marketing e Produto da Senior, Alencar Berwanger.

Segundo ele, deter a tecnologia para monitorar mais de 15 mil veículos em trânsito e emitir mais de 1,3 milhão de conhecimento de transporte por mês, aliado às soluções já oferecidas, coloca a Senior em uma posição de grande vantagem em relação a todos os demais fornecedores de softwares no segmento de transporte de cargas e logística. “Estamos aptos a atuar na gestão administrativa e em toda a cadeia de negócio dessas empresas, incluindo soluções em cloud computing e segurança da informação”, reforça Berwanger.

Há cerca de um ano a Senior adquiriu a Sythex, líder em WMS (Warehouse Management System – ou gerenciamento de armazéns), por entender que logística é um dos mercados mais promissores no Brasil. A nova aquisição consolida a presença da companhia, tornando-a uma das mais completas fornecedora de softwares para o segmento. E os resultados do terceiro trimestre comprovam que a Senior está no caminho certo. A empresa apresentou crescimento de receita de 29% em relação ao mesmo período do ano passado, número que gerou um resultado de R$ 11 milhões. A margem EBITDA (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) no período foi de 24% e apresentou um crescimento de 95% frente o 3º trimestre de 2014.

Entre as melhores

Com os mais modernos certificados de qualidade do mercado, a SOFtran já foi eleita como uma das melhores para se trabalhar pelo instituto Great Place to Work e conta com seis clientes entre as 20 transportadoras mais lembradas do país, de acordo com o ranking Top do Transporte.

Sem divulgar o valor da operação, o presidente da companhia garante que esta aquisição deverá ajudar a Senior na conquista de uma nova gama de clientes. “Nossa responsabilidade é dar continuidade às soluções fornecidas com qualidade e pessoas engajadas, comprometidas e alinhadas aos valores de ambas as empresas”, acrescenta o CEO.

Além de alinhada aos segmentos estratégicos para os quais a Senior tem soluções aderentes, a escolha da SOFftran também considerou as grandes semelhanças entre as duas empresas. “Ambas as companhias contam com clientes que depositam grande confiança nas soluções oferecidas e no relacionamento praticado. Essas características são reforçadas pelo profundo conhecimento técnico das pessoas envolvidas nas soluções, assim como pelo forte investimento em pesquisa e desenvolvimento e na formação e aprimoramento das equipes”, afirma Castelo Branco.

“O mercado tem buscado soluções robustas que entreguem o prometido aliado à automação. É nesta linha que buscamos oferecer soluções cada vez mais completas e integradas dentro do que há de mais atual em processos de gestão”, conclui.

Tags, , , , , , ,

Senior inaugura novo espaço em Florianópolis para programa Inove

Especialmente desenhado para as atividades das startups, o espaço foi planejado para promover negócios e troca de ideias e experiências entre os profissionais. O projeto seguiu premissas como colaboração, interação, vivência em comunidade e inovação, assim como a manutenção da sinergia com o ambiente do Centro de Inovação da ACATE (CIA). “Buscamos uma expressão de design que se identificasse com a nova geração de empreendedores”, destaca Alencar Berwanger, diretor de Marketing e Produto da Senior.

Desde março, as startups do Inove Senior utilizam os espaços compartilhados do CIA; agora, essas empresas contam com esta sala exclusiva para as atividades de aceleração e mentoria. Além disso, as que não têm sede própria podem usar a sala como espaço de coworking. “Este é um investimento de longo prazo que poderá abrigar novas edições do Inove Senior e, ainda, servir como ambiente compartilhado para o desenvolvimento de projetos de P&D avançado da Senior”, acrescenta Berwanger.

Acelerando para o mercado

“No processo de aceleração das startups, diferentes assuntos são trabalhados. Já tratamos Design Thinking, Cultura Senior, formação de preço e discurso comercial. A próxima fase será a de negociação”, comenta o coordenador do Núcleo de Inovação da Senior, Anderson Torres.

Com expectativa de encerrar em novembro, o programa conta com oito empresas em processo de aceleração em três categorias distintas: as que ainda estão na fase de validação de conceito, as que iniciam o processo de levar o Minimum Viable Product (MVP) ao mercado – ou seja, um pré-produto com um conjunto mínimo de funcionalidades que permite uma ação e aprendizado sobre os clientes ou usuários, que serve para testar as demandas do mercado com relação ao produto – e, por fim, as startups que buscam escala para crescerem.

“Todas já concentram esforços em visitas e entrevistas com clientes da Senior. Enquanto as mais amadurecidas já traçam planos de vendas, as iniciantes validam as hipóteses em relação aos problemas reais que o empreendimento se propõe a resolver”, explica Torres. “A receptividade por parte dos clientes tem sido fantástica. Sabemos que as empresas se interessam por iniciativas de inovação em empreendedorismo e estamos levando isso ao mercado”, ressalta Berwanger.

CIA PRIMAVERA
Para Guilherme Bernard, presidente da Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (ACATE), a força do setor tecnológico na capital catarinense se sustenta na geração de empregos. “São 6 mil vagas ocupadas em Florianópolis, concentração maior do que a da cidade de São Paulo na proporção por habitantes. Hoje, Florianópolis já soma 600 empresas do setor que faturam R$ 1 bilhão por ano e cresceram 15% em 2014”, destaca. Em Santa Catarina, a área de tecnologia agrega 20 mil profissionais e, atualmente com cerca de 700 associados, a Acate espera para 2015 um crescimento de 20% para o setor.
Inaugurado neste primeiro trimestre, o Centro de Inovação ACATE (CIA) – Primavera abriga a sede da entidade, a incubadora MIDI Tecnológico e o Instituto Internacional de Inovação – i3, além de mais de 30 empresas de tecnologia que funcionam em áreas locadas do empreendimento de mais de 6 mil m2.

O programa Inove Senior contou com mais de 250 projetos inscritos. “Empresas nascentes dos mais variados níveis de maturidade se inscreveram. O maior volume de projetos se concentrou nos segmentos de Varejo (17), Serviços (15) e Gestão Empresarial (10)”, afirma Berwanger. As vencedoras foram anunciadas em março e os empreendimentos são inovadores tanto em termos de tecnologia como em modelos de negócios.

+ senior.com.br
Referência nacional no desenvolvimento de softwares para gestão, a Senior possui um dos mais completos portfólios para empresas de todos os portes e diversos segmentos com soluções em ERP, gestão de pessoas, acesso e segurança, de performance corporativa – como BI e Workflow – e um pacote completo de implantação, consultoria e suporte em TI; todas também disponíveis em Cloud Computing.

Fundada em 1988 em Blumenau (SC), a companhia possui 6 filiais (São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul e Pernambuco), 2 unidades de negócios nas áreas de segurança patrimonial e logística e cerca de 100 canais de distribuição em todo o Brasil.

O Inove Senior é um programa de aceleração corporativa que oferece aporte, know-how e acesso ao mercado para até 10 startups que demonstrem potencial econômico. A inciativa é da Senior, referencia nacional em sistemas para gestão empresarial. Conheça o programa e acompanhe novidades sobre inovação em www.inovesenior.com.br.

Tags, , , , , , , ,

Como o gerenciamento de projetos garante o sucesso dos negócios

Por Alex Sugiyama, George Silva e Marcelo Martins*

Intrínseca aos mais fortes, a adaptação é uma característica essencial às empresas que buscam sobreviver e crescer, maximizando a eficiência das suas operações com um gerenciamento adequado dos projetos para que promovam mudanças, agreguem valor e atinjam os benefícios e objetivos da organização. Uma empresa que consegue se adaptar constantemente é capaz de ajustar seu ponto de vista às oportunidades que surgem frente às dificuldades econômicas e tendências de mercado, por exemplo.

E para se adaptar, não basta a uma empresa ser flexível, criativa ou ter iniciativa. É preciso investir na prática do gerenciamento de projetos.

Para se ter uma ideia, a PricewaterhouseCoopers identificou que 97% dos entrevistados em sua pesquisa ‘Ideias e tendências: Práticas atuais de gestão de projetos, portfólio e programas’ consideram a gestão de projetos fundamental para o sucesso organizacional e o desempenho dos negócios, enquanto 94% afirmam que a gestão de projetos possibilita o crescimento dos negócios.

Neste momento, surgem diversas questões: O que é o gerenciamento de projetos? Como as empresas aplicam o gerenciamento de projetos de forma prática e eficaz? Como e por onde começar uma iniciativa ou melhorar as técnicas de gestão? Qual o valor do gerenciamento de projetos para as organizações?

Após entender um projeto como uma reunião de esforços aplicados de forma integrada na busca de um objetivo bem definido – e segundo o Project Management Institute (PMI) como sendo “um esforço temporário para produzir um produto, serviço ou resultado único”, é preciso analisar o contexto geral da empresa considerando o segmento de atuação, áreas que mais requerem uma visão orientada a projetos e situação atual com base em metodologias e práticas conceituadas para então definir a aplicabilidade da gestão de projetos.

Setores como tecnologia, construção, telecomunicações e a indústria de forma geral, assim como áreas de tecnologia da informação e comunicações (TIC), pesquisa, desenvolvimento e engenharia, apresentam tradição no emprego de práticas de gerenciamento para o desenvolvimento e implantação de sistemas, obras de construção civil e bens de capital. Inclusive, o desenvolvimento de novos produtos e a revisão de processos organizacionais se enquadram como projetos nestas organizações.

Ao analisar o contexto geral de uma organização, identificamos o grau de maturidade desta empresa na utilização de técnicas de gestão de projetos. Dessa forma, em conjunto com a análise do contexto, é possível levantar questões relevantes para determinar os objetivos, os níveis a serem atingidos e o plano de ação para a consecução de resultados mensuráveis. Tradicionalmente, o grau de maturidade inicial caracteriza-se por reatividade, informalidade e ações esporádicas. Gradativamente, a prática passa a ser repetitiva, definida e gerenciada, apresentando organização, padronização e controle por meio de metas, indicadores e processos bem estabelecidos. O grau mais elevado é o otimizado e possui foco contínuo na melhoria e qualidade. Em função do contexto e características da organização, o atingimento de níveis mais altos e otimizados não realizará os benefícios esperados, sendo os níveis intermediários mais adequados.

As metodologias de mercado permitem avaliar o estágio da maturidade da organização com base em critérios assertivos e determinar, a partir do nível atual e pretendido, qual a abordagem mais adequada para o atingimento dos objetivos e sucesso pretendido com o gerenciamento de projetos. A combinação de abordagens tradicionais de boas práticas – como o Guia PMBOK® e a metodologia PRINCE2® – com novas metodologias ágeis – como Scrum e Extreme Programming (XP) – permitem obter respostas mais pontuais, como relevância, momento adequado e como aplicar, parcial ou completamente, determinada disciplina do gerenciamento de projetos.
Em nossa visão, integrado aos processos, é essencial considerar pessoas devidamente capacitadas e engajadas em uma estrutura organizacional, como um Escritório de Projetos, que promova a inserção da prática no dia-a-dia. Além disso, um suporte tecnológico que forneça ferramentas que automatizem e facilitem o fluxo de trabalho e acesso a informação é essencial.

Somente dessa forma é possível contribuir para que os projetos sigam um planejamento adequado e cumpram seus objetivos com escopo, cronograma, orçamento, padrões de qualidade e, consequentemente, realizem os benefícios de negócio. Afinal de contas, existem ferramentas e técnicas para executar projetos, além de conhecimento e experiência necessários. As aplicações destas técnicas têm relação direta com a garantia de obtenção das metas organizacionais. Neste cenário, o gerente de projetos é um dos poucos agentes envolvidos com visão global do projeto, sendo sua responsabilidade coordenar a equipe em busca dos melhores resultados. Daí sim, características como flexibilidade, criatividade e iniciativa, quando presentes nesses profissionais, representam diferenciais que agregam competitividade às organizações e as permitem não só se adaptar com confiança, mas crescer e evoluir, ganhando mercado, conquistando novos clientes e entregando soluções ainda mais eficientes.

*Alex Sugiyama é gerente de Produtos com foco em Serviços, George Silva é gerente de Projetos de Fusões e Aquisições e Marcelo Martins é gerente de PMO de Serviços na Senior, empresa referência no desenvolvimento de sistemas para gestão no Brasil.

Tags, , , ,