Tag Qualcomm

Qualcomm traz o 5G para a realidade na Futurecom 2019

A Qualcomm participa da Futurecom 2019 mostrando como o 5G transformará a vida das pessoas, das casas, das cidades e das indústrias. Como empresa inovadora e líder no desenvolvimento de tecnologias sem fio e fundamentais como o 5G, a Qualcomm trará especialistas de diferentes áreas da empresa e demonstrações 5G que mostrarão o poder do novo padrão de telecomunicação, oferecendo uma visão do benefício econômico de US $ 13,2 trilhões que irá criar até 2035.

“Temos um papel de liderança no desenvolvimento da tecnologia 5G no mundo. Durante a Futurecom, vamos mostrar as inúmeras oportunidades de negócios, aplicações, melhorias e o avanço econômico que o 5G poderá trazer para o Brasil e para a América Latina”, diz Rafael Steinhauser, vice presidente sênior e presidente da Qualcomm para America Latina.

Executivos internacionais

Este ano, executivos C-Level da empresa estarão presentes no evento para keynotes e paineis, como Penny Baldwin, Chief Marketing Officer da Qualcomm, e Rafael Steinhauser, presidente da Qualcomm para America Latina. Outros executivos sêniors participarão de paineis e palestras.

Demonstrações:

Cubo 5G

A Qualcomm é a empresa que lidera o mundo no caminho do 5G e, na Futurecom, o visitante poderá entrar no Cubo 5G, que conta a história dos avanços promovidos em 3G, 4G e 5G, mostrando o que estará disponível em um futuro próximo. Os vídeos demonstram o futuro conectado ao 5G que em breve será realidade, com alguns casos de uso como: comercialização de smartphones 2019, fábricas conectadas (IoT), IA no dispositivo, realidade virtual imersiva, C-V2X, jogos para vários jogadores móveis, Always Connected PCs, compras e socialização em smartphones.

5G, Realidade Virtual e Robótica na Indústria 4.0

A Qualcomm, em parceria com a Bosch, irá destacar como a tecnologia 5G pode ser aplicada no setor industrial. Os visitantes irão vivenciar como é interagir com um robô através de recursos de realidade virtual e conectividade 5G para trazer mais eficiência e segurança em tarefas típicas de uma fábrica.

Segundo Julio Monteiro, diretor Industrial da Bosch, os sistemas fabris estão em constante evolução e sua complexidade aumenta cada vez mais, especialmente por conta da integração das máquinas e processos com a inteligência artificial, o que demandará melhor conectividade e agilidade no tempo de respostas entres as ações executadas nas linhas de produção, por exemplo. “Será um ponto crítico para o setor se a velocidade de conexão não acompanhar o desenvolvimento industrial. Assim, a tecnologia 5G é um avanço para quebrar essa barreira e refletirá em maior produtividade e melhoria nos processos e produtos para a área da manufatura”, afirma o executivo.

Smartphones e Dispositivos 5G

Alguns dos primeiros dispositivos 5G do mundo estarão ao alcance dos visitantes no estande da Qualcomm. Equipado com a plataforma móvel Qualcomm Snapdragon, Xiaomi, One Plus, LG e Inseego CPE estarão em exibição.

Espelho Inteligente e Snapdragon SiP

O Snapdragon SiP, tecnologia que está sendo introduzida no Brasil pela Qualcomm e que já equipa smartphones por aqui, estará também em destaque no estande. No contexto de uma casa conectada, a Qualcomm mostra o espelho inteligente, desenvolvido com o Snapdragon SiP. Com base em reconhecimento facial e sensores, ele pode ativar alarmes, câmeras de segurança, temperatura ambiente e muito mais.

Smartphone Gamer oferece experiências imersivas

Os visitantes poderão experimentar jogos totalmente imersivos com o recém-lançado Asus Republic of Gamers (ROG) Phone II, o primeiro e único smartphone gamer do mercado brasileiro. O ROG Phone II se baseia no design inovador e focado nas necessidades dos gamers do ROG Phone de primeira geração e eleva o desempenho a um nível épico com a plataforma móvel Qualcomm® Snapdragon ™ 855 Plus

Varejo inteligente

Trazendo a inteligência para a arquitetura de computação heterogênea, com baixo consumo de energia IA no dispositivo, as soluções Qualcomm® IoT Industrial fornecem os recursos de conectividade, inteligência, eficiência de energia e segurança multimodo necessários para criar experiências de varejo da próxima geração.

Casas inteligentes e conectadas com Wi-Fi-6 e redes Mesh

Com as tecnologias desenvolvidas para o novo padrão Wi-Fi 6 e redes mesh (malha que gerencia automaticamente o sinal dos dispositivos), a Qualcomm mostrará como construir uma casa inteligente conectando vários dispositivos que podem ser controlados, por exemplo, por um assistente pessoal.

A rede doméstica é como se fosse um herói desconhecido, servindo obedientemente a mídia e as informações que alimentam nossas vidas conectadas. À medida que as pessoas transmitem, navegam, baixam e jogam jogos em todos os cantos da casa, a Qualcomm está inventando as mudanças que definirão a próxima geração de experiências conectadas em casa. As soluções de Wi-Fi 6 da empresa estão dando vida a próxima era da conectividade. Em quase todas as categorias de produtos conectados sem fio, estão estabelecendo uma referência para desempenho e diferenciação de recursos, buscando o potencial máximo do Wi-Fi 6. Na Futurecom, tdos poderão experimentar uma das melhores soluções Wi-Fi da indústria disponíveis atualmente.

Hoje, as expectativas dos consumidores estão centradas na voz para interagir e controlar muitos dos dispositivos conectados em casa. Para atender a essa expectativa, a Qualcomm Technologies está direcionando a interface do usuário de voz para sua plataforma mesh.

C-V2X

À medida em que as tecnologias automotivas continuam a avançar e os carros se tornam cada vez mais autônomos, o suporte global e o momento em torno do desenvolvimento das tecnologias C-V2X continuam a crescer com um nível sem precedentes de colaboração entre as indústrias automotiva e de telecomunicações.

As plataformas automotivas Qualcomm® Snapdragon ™ estão ajudando as montadoras a redefinir o cockpit digital do carro e as experiências de carros conectados. Elas apresentam hardware e software de alto desempenho, além de conectividade avançada, incluindo o C-V2X – ajudando os carros a se conectarem, à estrada e praticamente a tudo o que está à sua volta.

IoT

Diversos dispositivos de Internet das Coisas, equipados com tecnologia da Qualcomm estarão no stand.

Além das demonstrações no estande, a Qualcomm também terá um espaço na Área de IoT do evento para exibir soluções tecnológicas aplicáveis a dispositivos de Internet das Coisas. Casos de uso com os seguintes parceiros estarão à mostra:

Realidade Virtual – Messper
Ambiente imersivo multiplataforma em realidade virtual que permite o compartilhamento de arquivos. O software tem como foco o mercado de educação e treinamento a distância, além de ser uma poderosa ferramenta de vendas e demostração de produtos, permitindo que empresas apresentem seus produtos aos clientes em formato 3D.

Gerenciamento de dispositivos – Telit:
Sistema de gerenciamento completo de dispositivos conectados em tempo real e na nuvem, com sensores embutidos para fornecer uma demonstração técnica e visual, incluindo sensor de luz, acelerômetro, giroscópio, sensor de luminosidade, temperatura, consumo de energia, entre outros, em um kit que funciona em Android e iOS.

Sistema de tráfego e Automação Industrial – IoT Reference Center
O Qualcomm IoT Reference Center é ambiente voltado para o desenvolvimento de soluções tecnológicas inovadoras e formação de profissionais e gestores interessados na criação de projetos IoT. Dentre eles, destacam-se o sitema de monitoramento de tráfego, com reconhecimento das placas dos veículos em tempo real; e a automação industrial, onde uma impressora 3D é equipada com sensores de monitoramento que otimizam o seu funcionamento.

Reconhecimento de imagens e inteligência artificial – Thundersoft
Kit de inteligência artificial baseado na plataforma móvel Qualcomm Snapdragon 845, que rodas aplicativos de câmera inteligente para reconhecimento de objetos.

Painéis

29/10 – 11:20 – 12:40

Sala Industry leaders’ gathering

Painel Premium: Como a tecnologia afeta a sociedade e melhora a vida

Penny Baldwin – Chief Marketing Officer

29/10 – 11:20 – 12:40

Sala Xperience

Painel: Novas competências para a força de trabalho da IoT

Fred Vieira – Gerente Sênior de Engenharia de Software

29/10 – 12:00 – 12:30

Sala Digital Ecosystem

Always on Always Connected PC

Hélio Oyama – Diretor de Gerencimento de Produtos

29/10 – 14:20 – 15:40

Sala Xperience

Painel: Transformando modelos de negócios para explorar melhor as oportunidades com a IoT

José Palazzi – Diretor de Vendas em IoT para a América Latina

29/10 – 16:20 – 17:30

Sala Future is Smart

Painel: Muito além de uma conexão ultrarrápida: 5G como catalisador para novos modelos de negócios

Douglas Benitez – Diretor de desenvolvimento de negócios

30/10 – 11:20 – 12:40

Sala Hyperconnected

Painel Espectro 5G: harmonização e compartilhamento de espectro em andamento para 5G

Francisco Soares – Diretor de Relações Governamentais

Tags, ,

Soros, Goldman Sachs e Qualcomm investem R$ 66 milhões na startup brasileira CargoX

A CargoX, empresa de tecnologia que oferece serviços de carga para empresas, anunciou hoje uma rodada de investimento Série C para acelerar o seu desenvolvimento de tecnologia. Goldman Sachs é o investidor líder dessa rodada, que tem a participação de Soros Fund Management, Qualcomm Ventures, braço de investimento da Qualcomm Incorporated, e novos investimentos da Agility Logistics, Valor Capital Group e Oscar Salazar (co-fundador da Uber). Esse investimento Série C segue as rodadas de Série A e B onde a empresa levantou um valor total de R$ 46 milhões, levando o total de investimentos a R$ 112 milhões.

A CargoX (http://www.cargox.com.br) foi lançada em março de 2016, durante a principal crise econômica e política da história do Brasil. Em pouco mais de um ano, por meio de uma combinação de tecnologia de ponta e excelência em Data Science, a CargoX diminuiu a ociosidade dos caminhões para diminuir os custos de transporte e melhorar os fretes. A empresa se tornou um dos maiores prestadores de serviço de transporte rodoviário (em faturamento) em um mercado de mais de US$ 100 bilhões e está crescendo mais de 500% ao ano nesse segundo ano de operação.

“O frete é um dos maiores motores em qualquer economia e isso é especialmente evidente no Brasil, que conta com o terceiro maior mercado de transporte rodoviário do mundo, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e da China. A CargoX teve um crescimento expressivo e estamos animados em aumentar nosso investimento para acelerar ainda mais o seu desenvolvimento”, explica Hillel Moerman, co-Head do Goldman Sachs Private Capital.

“A CargoX alcançou um nível de tecnologia que nos permitiu operar como uma empresa de transporte sem precedentes. Nós desenvolvemos uma plataforma com uma rede de milhares de motoristas autônomos, o que nos permite coletar dados em tempo real, gerando mais eficiência, diminuindo a ociosidade dos caminhões e criando uma reputação positiva no mercado nacional”, conta Federico Vega, CEO da CargoX. “A nova rodada de investimentos vai nos permitir escalar o nosso negócio no Brasil e globalmente para revolucionar o transporte de cargas. Ela também mostra confiança no nosso modelo de inovação, que nos permite ser um agente de disrupção em um dos maiores e mais tradicionais setores da nossa economia”.

“Nós ficamos impressionados com o time da CargoX e a plataforma de logística que eles criaram e que está mudando a forma como as pessoas enxergam a indústria de transportes. A solução da empresa ajuda a melhorar a eficiência dos negócios e reduzir o custo de transportes para toda a economia”, diz Carlos Kokron, Vice Presidente da Qualcomm Ventures na América Latina.”Temos orgulho de investir na CargoX e esperamos ajudá-los a acelerar a transição para caminhões conectados, o que vai trazer ainda mais eficiência para a sua plataforma e seus parceiros”.

Devido à significante limitação de rotas e a reduzida oferta de transporte aéreo e marítimo, a economia brasileira é fortemente dependente de caminhões, fazendo com que 75% de todo o frete brasileiro seja transportado por caminhões que operam com ociosidade em 40% do tempo. Com a CargoX sendo capaz de reduzir os custos de transporte eliminando pontos como a ociosidade, o impacto total na economia será significante.

Tags, , , , , ,

Claro, Ericsson e Qualcomm demonstram nova tecnologia para Internet das Coisas

A Claro, a Ericsson e a Qualcomm Technologies, uma subsidiaria da Qualcomm Incoporated, anunciam que completaram hoje uma demonstração pioneira fim-a-fim da tecnologia LTE IoT Cat-M1 (eMTC), desenvolvida para suportar aplicações no segmento de IoT – Internet das Coisas. Trata-se do primeiro teste público de Cat-M1 realizado em rede comercial na América do Sul.

A iniciativa ajudará na continuidade na liderança tecnológica em LTE IoT da Claro e da Embratel, preparando a operadora para desenvolver aplicações com uso da tecnologia Cat-M1 em sua rede.

No teste, foi utilizado o equipamento de telemedição de energia elétrica (RMT 5.0) da M2M Telemetria, que utiliza o módulo de conectividade Cat-M1 (ME910) da Telit, com o poder de conectividade do modem MDM9206 da Qualcomm Technologies e o produto da Ericsson Massive IoT Radio Access Network.

Outro teste foi realizado com uma solução de gerenciamento de frotas desenvolvida pela Ericsson, utilizando o módulo de conectividade Cat-M1 (BG-96) da Quectel, integrado com o mesmo modem de LTE IoT MDM9206 da Qualcomm Technologies. A Claro continuará testando outros dispositivos e aplicações para Cat-M1 em sua rede.

As três companhias pretendem trabalhar juntas em novos testes também no padrão LTE IoT Cat NB-1, que permite conexão de sensores com baixo consumo de banda, baixa latência e baixo consumo de energia. As novas tecnologias de IoT, como Cat-M1 e NB1, e a evolução das redes LTE até o 5G, definem uma base sólida para reduzir a complexidade e o consumo de energia na conexão massiva de dispositivos através de redes móveis, expandindo a cobertura e a diversidade de aplicações.

Entre as aplicações de IoT típicas com Cat-M1 incluem relógios inteligentes (smart watches) ou pulseiras fitness com serviços de comunicação de voz integrados, dispositivos de rastreamento de animais (pets), terminais de ponto de vendas (POS), máquinas de vendas (vending machines) e rastreamento de veículos com suporte a chamadas de emergência (carros conectados).

“As tecnologias Cat-M1 e NB-IoT provêm vantagens importantes em relação a conectividade de dispositivos com baixo custo, além de outras vantagens como maior tempo útil de bateria, cobertura estendida e suporte a novos casos de uso. Os testes pioneiros em conjunto com a Ericsson e a Qualcomm Technologies mostram que ambas empresas tem a habilidade de suportar novos serviços e tecnologias de IoT para a Claro e que estamos trazendo para o Brasil tudo de mais moderno que é desenvolvido nessas tecnologias”, diz André Sarcinelli, diretor de engenharia da Claro.

“Vamos expandir nossas ofertas de IoT para o mercado corporativo, garantindo conectividade com alta performance e capilaridade, sempre à frente nas novas tecnologias e modelos de negócio relacionados com dispositivos e sensores conectados”, diz Ney Acyr Rodrigues, Diretor de Negócios IoT da Embratel.

“Hoje, a maior parte da receita de IoT das operadoras é proveniente da conectividade machine-to-machine (M2M), mas nos próximos cinco anos esta receita virá de outras plataformas, aplicações e serviços. Este teste garante que a Claro Brasil possa capturar novas fontes de receitas e continuar entregando a melhor experiência a seus clientes. É importante que o mercado esteja atento ao fato de que o IoT muda a forma como trabalhamos e baseado em nossos estudos, acreditamos que o potencial seja de mais de 200 bilhões de reais até 2025”, analisa Eduardo Ricotta, presidente da Ericsson no Brasil.

Rafael Steinhauser, Latin America President, Qualcomm Technologies, disse: “LTE IoT e sua contínua evolução para o 5G dará suporte a massificação de IoT, que requer cobertura estendida e maior tempo útil de bateria, em comparação às soluções atuais baseadas em 2G/GSM e LTE. Nosso modem para IoT – MDM9206 multimodo LTE, desenhado para suportar LTE Cat-M1, NB-IoT (NB-1) e E-GPRS e bandas de RF globais, traz muitos avanços, melhorias e otimizações ao LTE como a redução da complexidade aos dispositivos de IoT, dispositivos de mais baixo custo e com suporte a anos de tempo útil de bateria, suportando assim as necessidades das operadoras e de seus clientes.

Tags, , , , , , ,

Futurecom celebra 50 anos do Inatel

Pres. da Telebrasil e CEO do grupo Algar, Luis Alexandre Garcia, Dir. do Inatel, prof. Marcelo de Oliveira Marques, Ministro das Comunicações, André Figueiredo Lima, e o chairman do Futurecom, Laudalio Veiga Filho

Pres. da Telebrasil e CEO do grupo Algar, Luis Alexandre Garcia, Dir. do Inatel, prof. Marcelo de Oliveira Marques, Ministro das Comunicações, André Figueiredo Lima, e o chairman do Futurecom, Laudalio Veiga Filho

A importância do Inatel para o setor de tecnologia foi celebrada durante o maior evento de telecomunicações, tecnologia da informação e internet na América Latina, o Futurecom, com a realização de homenagens e eventos especiais. O Instituto teve grande destaque na cerimônia de abertura, realizada no dia 26 de outubro, com a presença do diretor da instituição, o professor Marcelo de Oliveira Marques, na mesa oficial, ao lado das maiores autoridades do setor de telecomunicações e tecnologia do Brasil e da América Latina. “Foi uma honra representar toda a comunidade do Inatel em um evento de tamanha relevância para o setor de tecnologia. E a homenagem que recebemos coroa o trabalho e empenho de todos os nossos professores, colaboradores, alunos e ex-alunos, que representam tão bem o nome da nossa instituição no mercado”, afirmou Marcelo Marques.

O Inatel também recebeu uma placa comemorativa aos 50 anos, entregue pelo Ministro das Comunicações, André Peixoto Figueiredo Lima, pelo presidente da Telebrasil e CEO do grupo Algar, Luis Alexandre Garcia, e pelo chairman do Futurecom, Laudalio Veiga Filho, que parabenizou o Instituto durante seu pronunciamento. “Ao Inatel, a mais importante instituição de ensino privada do setor de tecnologia do Brasil, os nossos parabéns pela contribuição crescente nesses 50 anos formando milhares de engenheiros que contribuem para o progresso do setor”.

O Ministro das Comunicações visitou o stand do Inatel na feira e falou sobre a importância da instituição para o desenvolvimento das telecomunicações do Brasil e, especificamente, das pesquisas realizadas pelo Centro de Referência em Radiocomunicações (CRR) do Instituto, implantado este ano em parceria com o MiniCom, e que foram tema também da palestra do Inatel no Congresso do Futurecom. “O Inatel tem um papel importantíssimo e nós queremos que projetos como esse possam ser multiplicados para trazer mais exemplos de inovação tecnológica através da academia do nosso país”, afirmou André Figueiredo Lima.

O exemplo dessa integração do Inatel com o poder público, nas esferas municipal, estadual e federal, e com as empresas do setor foi tema de um painel especial realizado na noite de terça-feira, dia 27 de outubro, com a presença de grandes personalidades do setor de tecnologia – o Secretário de Telecomunicações do Ministério das Comunicações, Maximiliano Salvadori Martinhão, o Ecosystem Director da Qualcomm, Dário Dal Piaz, a Vice-presidente de Estratégia e Marketing para Ericsson da América Latina, Carla Belitardo, e o Vice-diretor do Inatel e Pró-diretor de Graduação, professor Carlos Nazareth Motta Marins, além do ex-aluno do Inatel e consultor Marcius Vitale, que mediou o painel.

O rico debate expôs a importância da tríplice hélice – academia-empresa-governo – para o desenvolvimento tecnológico e econômico do país e os gargalos que precisam ser superados para que iniciativas como as que o Inatel tem com mais de duzentas empresas, e com o apoio do poder público, possam ser ampliadas e assim responder as necessidades da sociedade. “Por muito tempo se fez pesquisa no Brasil por ela própria, sem uma interação com o dia a dia das pessoas, das empresas. Isso traz resultado, mas a longo prazo. Nosso país não tem esse tempo todo. O melhor arranjo é sempre fazer pesquisa que tenha fundamento em alguma necessidade da sociedade. Isso o que o Inatel faz não é fácil de implementar no Brasil, mas traz resultado, gera emprego, renda, patentes”, disse Maximiliano Martinhão, que citou o exemplo do CRR que já está com dois pedidos de patentes encaminhados na área de fotônica.

O painel também destacou a necessidade do mercado de tecnologia por profissionais capacitados, com grande oferta de vagas em áreas específicas, e como as ações de parcerias como as do Inatel com a Ericsson e do Inatel e a Qualcomm, por exemplo, podem contribuir para a valorização do trabalho do profissional brasileiro. “As ações de PD&I desenvolvidas entre a Ericsson e o Inatel já foram exportadas para vários países da Europa, Américas e Ásia e que a intenção agora é exportar profissionais da América Latina para o mundo, afirmou a Vice-presidente de Estratégia e Marketing para Ericsson da América Latina, Carla Belitardo.

O diretor da Qualcomm, Dário Dal Piaz, explicou que o laboratório da Qualcomm com o Inatel iniciou os trabalhos, há cerca de quatro anos, com testes em aplicativos e atualmente desenvolve tecnologias que são utilizadas internacionalmente. “Hoje os aplicativos que a gente desenvolve junto com o Inatel tem milhões de usuários em telefones do mundo inteiro, fazem parte do portfólio global de oferta da Qualcomm”. Dal Piaz salientou que a excelência da formação que o Inatel oferece aos alunos contribui para os excelentes resultados em projetos da tríplice hélice. “O país tem deficiência de gente, de pesquisa, de conhecimento e precisamos de Instituto como o Inatel que ensina na prática. O aluno vê a tecnologia sendo aplicada e é chamado a participar dessa revolução”, completou Dário.

Tags, , , , , ,

Meus Pedidos recebe investimento dos fundos Monashees e Qualcomm

A Meus Pedidos, empresa de desenvolvimento de software para gestão de vendas para indústrias e representantes comerciais, acaba de receber aporte financeiro da Monashees Capital, venture capital líder em investimento em empresas de internet no Brasil, e da Qualcomm Incorporated, através do seu grupo de investimentos de capital de risco, a Qualcomm Ventures.

O investimento feito pela Monashees e pela Qualcomm será usado na expansão dos negócios da empresa, que chegar a 120 colaboradores (três vezes mais que o atual volume de profissionais) e aumentar o faturamento em 500% nos próximos 18 meses. No mercado desde 2011, o aplicativo da Meus Pedidos já foi utilizado por mais de 70 mil empresas, cuja produtividade aumentou, em média, 29%. A Meus Pedidos conseguiu conquistar estes resultados com recursos próprios de seus fundadores, numa prática conhecida como bootstrapping.

Segundo pesquisa interna realizada em abril deste ano, 75% dos clientes afirmam ter obtido um crescimento significativo nas vendas desde que começaram a usar o sistema. Os usuários conseguem economizar cerca de oito horas de trabalho por semana, o que equivale a 20% na redução de custos no fim do mês. Isso é possível graças à otimização de tempo proporcionada pelo uso de um sistema digital para emissão de pedidos.

O produto oferece a vantagem de colocar, na mesma plataforma, tanto representantes comerciais quanto distribuidores e indústrias. Isso agiliza o processo comercial de ponta a ponta, desde a organização da carteira de clientes e a emissão de pedidos feitas pelo representante até a mensuração dos resultados de vendas definidos pela indústria.

“Quando a indústria utiliza o Meus Pedidos, além de resolver o problema da gestão dos representantes e do controle dos pedidos, ela potencializa o seu time de vendedores, que tem acesso a uma ferramenta que os faz vender mais”, explica Tiago Brandes, co-fundador e CEO. O sistema Meus Pedidos atende diversos ramos da indústria, sendo que os mais comuns são alimentação/bebidas, produtos para casa & construção, além de manufatura têxtil.

Tags, , ,