Tag provedores de internet

ABRINT debate linhas de crédito e compartilhamento de postes no 8º Congresso RTI de Provedores de Internet

A ABRINT, Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações, participará do 8° Congresso RTI de Provedores de Internet, que acontece nos dias 8 e 9 de agosto no Centro de Eventos – Ribeirão Shopping, em Ribeirão Preto (SP). O evento mostrará as últimas novidades do setor e abordará temas como 4G LTE, Fibra Óptica, GPON, Segurança, Infraestrutura, Gestão para Provedores, Regulamentação, Internet das Coisas (IoT), Wireless, Cabeamento, entre outros, em seu congresso e palestras. A feira é gratuita e a inscrição pode ser realizada pelo link.

Basílio Perez, presidente da associação, mediará dois painéis. O primeiro deles, “Linhas de Crédito”, mostrará como captar linhas de crédito para compra de equipamentos e fibra óptica com os recursos do BNDES e Finep. Na apresentação “Compartilhamento de Postes”, Basílio estará acompanhado de representantes da CPFL Paulista, Anatel, Aneel e Coinfra de Bauru, e discutirá sobre a ocupação das redes urbanas e os preços dos postes, além de esclarecer dúvidas dos provedores.

“Os provedores precisam de recursos para investirem em suas redes. Conseguir crédito no mercado em condições competitivas é essencial para o desenvolvimento deles. Outro ponto importante para discussão é a ocupação dos postes nos centros urbanos. Com a rápida expansão dos provedores regionais, é importante estar informado sobre as regras, fiscalização e os resultados dos despachos recentes da Comissão de Arbitragem da Anatel e Aneel para mediar os conflitos”, comenta Basílio.

8º Congresso RTI de Provedores de Internet

Data: dias 8 e 9 de agosto
Local: Centro de Eventos – Ribeirão Shopping
Endereço: Av. Cel. Fernando Ferreira Leite, 1540, Jardim Nova Alianca, Ribeirão Preto – SP
Inscrição: Pelo link

Tags, , , ,

Abranet quer aumentar 10 vezes a capacidade de banda larga dos provedores

Entidade lançou o projeto Brasil Conectado a 100Gbits, que possibilitará aos provedores terem acesso a equipamentos de 100Gb por um custo menor.

Em busca da melhoria da competitividade dos seus associados, a Associação Brasileira de Internet (Abranet) acaba de lançar o projeto “Brasil Conectado a 100 Gigabits” por meio de uma parceriacom as empresasJuniper e Wztech. O objetivo é oferecer condições e preços especiais na aquisição de equipamentos de 100 Gb, com tecnologia de ponta, para alavancar a qualidade da infraestrutura brasileira da rede de internet.

Segundo o presidente da Abranet, Eduardo Parajo, hoje a maioria dos provedores trabalha com conexões de 10 Gb. “O passo mais natural seria migrar para conexões de 40 Gb, mas a relação de custo benefício, no médio prazo, é superior com os equipamentos de 100 Gb”, ressalta. “Apostamos nessa parceria para promover um salto tecnológico entre os provedores”, acrescenta.

Segundo ele, os provedores estão investindo cada vez mais em backbones para atender o aumento da demanda por banda larga. “Há uma necessidade premente de dar maior fluidez ao volume de dados cada vez maior que trafega pela internet”, afirma. Além disso, com 100 Gb, os provedores poderão começar a oferecer e explorar serviços que hoje os usuários de internet não têm, como manager service e IPTV de qualidade.

A Abranet também vem trabalhando para aliviar outros gargalos do setor, como a questão dos meios de pagamento dos serviços de internet, que geram custossignificativos e muita burocracia aos provedores. “Acabamos de fechar uma parceria com a PagSeguro com taxas reduzidas e condições melhores aos nossos associados”, conta Parajo.

O Brasil conta hoje com mais de 100 mil empresas (acesso, conectividade, serviços de TI, aplicativos e conteúdo) no setor. Em 2016, o faturamento delas foi de cerca de R$ 139 bilhões. Em 2015, essa receita correspondeu a 1,51% do faturamento total das empresas brasileiras. Em termos do Produto Interno Bruto, foram gerados R$ 160 bilhões em 2015, o que representou 2,7% do PIB nacional.

Tags, , , ,

Fortaleza sedia Congresso de Provedores e Data Centers

Nos dias 5 e 6 de abril o Nordeste será palco de um megaevento na área de tecnologia: o 6° Congresso RTI de Provedores de Internet e o 8° Congresso RTI de Data Centers, que acontecerão simultaneamente no Hotel Praia Centro & Convenções, em Fortaleza, CE. Importante ponto de tráfego de dados entre a América Latina e o resto do mundo, a capital cearense está se tornando um hub de telecomunicações, com a chegada de cabos submarinos vindos dos EUA, Europa e África e a construção de grandes data centers na região, abrindo um enorme potencial de investimentos no mercado de tecnologia.

Além de mostrar a vocação da cidade para um ambiente de inovação, o evento tem o objetivo de promover o intercâmbio de informações técnicas e comerciais fundamentais para as empresas de base tecnológica ou que dependem da Internet para o sucesso dos seus negócios. Os congressos devem reunir mais de 400 profissionais, a maioria provedores de Internet do Ceará e estados vizinhos, além de gerentes de TI e data centers de grandes empresas da região, como bancos, órgãos públicos e indústrias.

Destaques

No dia 5 de abril, na parte da tarde, a abertura do evento terá dois destaques: o Secretário de Telecomunicações do Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, André Müller Borges, que apresentará as iniciativas do Governo Federal para promover a inclusão digital no Brasil, e o Secretário Mosiah Torgan, da Secretaria do Desenvolvimento Econômico de Fortaleza, que mostrará como a cidade está se tornando hub internacional de telecomunicações e serviços de nuvem e os incentivos governamentais nesse sentido.

Haverá ainda um painel de debates sobre os cabos submarinos que chegam em Fortaleza, com a participação das operadoras internacionais Angola Cables, Globenet e Telxius, do Grupo Telefonica. As operadoras apresentarão seus planos de investimentos e como a chegada dos cabos submarinos pode melhorar a conectividade para as empresas brasileiras de Internet e data centers e fomentar o mercado de tecnologia no Nordeste.

No encerramento do primeiro dia haverá uma palestra especial apresentada por Marcos Pontes, o primeiro e único astronauta brasileiro a ir ao espaço. Ele contará sua história de vida, desde a infância pobre na periferia de Bauru, no interior de São Paulo, passando pelo treinamento de astronauta e as emoções ao ver a Terra do espaço.

Segundo dia do congresso

No dia 6 de abril serão apresentadas as palestras com temas mais específicos dos mercados de provedores e data centers, com a participação de empresas locais como Etice – Empresa de Tecnologia da Informação do Ceará, e operadoras Brisanet e Wirelink. Mas também haverá palestras de especialistas de São Paulo, caso da palestra da Netflix.

O evento contará ainda com uma feira paralela com 40 empresas, fabricantes de cabos ópticos, sistemas de energia, software e outros equipamentos para a infraestrutura de redes e data centers. Serão realizados dois minicursos sobre projeto e instalação de fibra óptica, voltados para os técnicos das empresas.

A grade completa pode ser acessada no site www.arandanet.com.br.

Mercado de provedores de Internet

Em sua sexta edição, o Congresso de Provedores é realizado desde 2013 em diferentes cidades do país: começou em São Paulo, mas depois foi levado para Recife (PE), Natal (RN) e Belo Horizonte (MG), devido à característica regional desse mercado. Em todas as edições, sempre reuniu um grande número de participantes (mais de 400) e empresas na feira paralela.

Trata-se de um setor que desconhece crise. A Brisanet, por exemplo, empresa com sede em Pereiro, a 300 km de Fortaleza, festeja números excelentes, com a expansão da clientela e também dos funcionários. A rede de fibra óptica administrada pela Brisanet chega hoje a 18.000 quilômetros em 32 cidades. São 50.000 clientes, que se somam aos 25.000 do sistema via rádio. O plano é dobrar o número de municípios atendidos nos próximos anos, alcançando a Paraíba e Pernambuco. A empresa, fundada em 1997, foi concebida e desenvolvida por José Roberto Nogueira, empreendedor cearense, que foi tema de reportagem da Revista Veja em dezembro. O congresso terá uma palestra sobre rede de fibra da Brisanet, onde os participantes poderão conhecer de perto o trabalho realizado pela empresa.

O setor de provedores de Internet, que cresceu 30% no último ano, já atende 3 milhões de assinantes e corresponde a 15% do mercado brasileiro de banda larga fixa. As empresas somam mais de 5000 no país e crescem três vezes mais rápido do que as teles. Cabe a eles a democratização das conexões nas pequenas cidades do interior e zonas rurais do país.

Um dos grandes desafios do setor é a implantação da fibra óptica. O país tem cerca de 26 milhões de assinantes de banda larga, dos quais apenas 3% são conectados por fibra. Para atingir o patamar equivalente a 12,5 milhões de residências é necessário investir R$ 9 bilhões. A expansão seria realizada pelos pequenos e médios provedores, que têm maior facilidade e interesse em chegar a localidades às quais as grandes operadoras não vão.

Data centers

Realizado desde 2008 em São Paulo, neste ano o Congresso de Data Centers será realizado em Fortaleza devido ao potencial de investimentos na região Nordeste. Além do ambiente favorável do ponto de vista geográfico e político, o mercado de data centers continua crescendo de forma significativa, impulsionado pelas aplicações cada vez mais digitais. Atualmente cerca de 16 bilhões de dispositivos estão conectados no mundo e 90% das informações que temos hoje foram geradas nos últimos dois anos. Computação em nuvem, aplicativos, dispositivos móveis e redes sociais aumentam o volume de dados e demandam infraestruturas cada vez mais complexas, com grande capacidade de armazenamento, flexibilidade e rápido tempo de resposta.

O congresso mostrará como se preparar para as novas exigências que estão definindo os rumos do setor, levando os maiores especialistas para falar sobre computação em nuvem, colocation, segurança, IoT – Internet das Coisas e eficiência energética. Ao levar a iniciativa para o Ceará, o congresso contribui para fomentar mercados importantes, de grande potencial de crescimento, mas ainda fora do radar dos grandes eventos do setor, geralmente concentrados na capital paulista.

Mercado de data centers

Segundo um estudo da DatacenterDynamics, o mercado brasileiro de data centers deve movimentar US$ 11 bilhões em 2017, impulsionado por investimentos em novos equipamentos e soluções, migração para plataformas como o colocation e terceirização. Ainda de acordo com a pesquisa, o país concentra 45% de todos os centros de armazenamento de dados existentes na América Latina. Já o mercado de nuvem tem um potencial de US$ 250 bilhões no mundo, crescendo de 7% hoje para 46% em 2020, segundo o IDC, empresa de estudos de mercado.

Congressos Provedores de Internet e Data Centers 2017

Data: 5 e 6 de abril de 2017

Local: Praia Centro Hotel & Convenções

Endereço: Av. Monsenhor Tabosa, 740, Praia de Iracema, Fortaleza, CE

Horário: Dia 5 de abril das 14 às 18h; dia 6 das 9 às 18 horas

Organização: Aranda Eventos

Telefone: (11) 3824-5300

E-mail: info@arandaeditora.com.br

Web site: www.arandanet.com.br

Tags, , , ,

Rio de Janeiro recebe evento gratuito sobre mercado de provedores de internet

unnamed (1)

O setor de pequenos e médios provedores de internet cresceu e atende às localidades onde as grandes empresas não oferecem conexão de qualidade. Em busca de profissionalização e atentos às possibilidades de crescimento em 2017, os profissionais cariocas ou interessados em conhecer sobre o mercado de internet, poderão acompanhar as palestras promovidas pelo Future ISP Expedição, que acontece na Barra da Tijuca, no dia 21 de fevereiro.

A programação, conta com discussões sobre os principais temas do setor e abordam maneiras de fortalecer os negócios e o atendimento ao cliente, com a experiência de profissionais das principais empresas do Brasil. Nesta edição, o impacto da limitação da internet fixa será comentado e, além disso, haverá a oportunidade de conversar com os principais players do mercado e fechar negócios durante o evento – que será realizado no Hotel Windsor, das 8h30 às 17h30.

O Future ISP Expedição é gratuito e os interessados podem se inscrever no site e garantir a credencial antes que as vagas terminem. Para as empresas o evento é a oportunidade de entrar em contato com um público direcionado, composto majoritariamente por diretores, gerentes e coordenadores, através de cotas de patrocínio disponíveis.

A próxima edição do Future ISP Expedição acontece em Aracaju no dia 13 de abril e as inscrições já estão abertas. E em Maio, a 2° edição do Future ISP, maior evento nacional de provedores, volta a Pernambuco para três dias de formação, especialização e prêmios.

Future ISP Expedição
Dia: 21/02/2017
Horário: 8h30-17h30
Endereço: Hotel Windsor Barra da Tijuca Avenida Lúcio Costa, 5400, Barra da Tijuca
www.doity.com.br/expedicao-rj

Tags, ,

Abranet reforça a importância da participação dos Provedores de Internet na Futurecom

Estimativas conservadoras indicam que há pelo menos três mil empresas do segmento de provedores de Internet no País. Entretanto, na última edição do maior evento de TIC do País, a Futurecom, a presença dos provedores ainda foi tímida. Foram 125 empresas, representadas por 434 profissionais. Já entre as operadoras foram mais de 2.700 profissionais de um setor super concentrado, com poucos players. No total, o evento teve 14 mil participantes – a maioria de outros segmentos que buscam no evento bons negócios em TIC.

Do ponto de vista do interesse dos provedores de Internet, a Futurecom oferece diversas oportunidades de negócios, parcerias, além do networking entre associados. Entre os expositores, há empresas fornecedoras de equipamentos de rede, roteadores,switchs, gpon, rádios e fibra ótica.”São oportunidades que a maioria dos provedores de Internet perde ao não participar do evento”, afirma o presidente da Associação Brasileira de Internet (Abranet), Eduardo Parajo.

Por isso, a Abranet decidiu reforçar o estímulo para participação dos provedores no evento, disponibilizando mais ingressos com desconto para os provedores de Internet. Na Futurecom 2016, a Abranet também terá um estande com cerca de 250 m2, onde diversos associados também dividirão o espaço como expositores. “Será um dos maiores estandes do evento, um espaço propício para networking”, diz Parajo. Além da feira, haverá o já tradicional Congresso Internacional, em que aproximadamente 300 palestrantes discutirão os desafios do mercado em áreas como internet das coisas, cidades inteligentes, empresas conectadas, banda larga móvel e fixa, big data e analytics e as redes de nova geração 4G e 5G.

Dados da Futurecom mostram que, nas últimas edições, mais de 1.500 executivos visitaram o evento em busca de novas soluções tecnológicas e melhores oportunidades para a infraestrutura de TI e telecomunicações para as suas empresas. O evento tem participação efetiva de mais de metade das “1.000 Maiores Empresas do Valor”, com destaque para os profissionais responsáveis pelo gerenciamento e administração do TI nas empresas. “É neste público que reside o potencial de conhecer novos clientes e gerar leads para novos negócios”, resume Parajo.

Serviço: A Abranet oferece descontos de 50% do valor dos ingressos para seus associados, que podem ser adquiridos pelo telefone (11) 3078-3866 ou pelo site http://www.abranet.org.br/.

FONTE Abranet

Tags, , , ,

ABRINT comemora lançamento do Programa Brasil Inteligente para expansão da banda larga

A ABRINT, Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações, e seus cerca de 600 associados receberam positivamente o lançamento do plano Brasil Inteligente, a nova fase do Programa Nacional de Banda Larga (PNBL), anunciado nesta segunda-feira pelo Ministério das Comunicações. A criação de um fundo de aval partiu de uma iniciativa da ABRINT, que tem trabalhado junto a provedores regionais de todo o Brasil para levar a conexão de alta velocidade a diversas regiões.

A iniciativa inclui um fundo de aval desatinado à universalização do acesso à internet e ao aumento da velocidade média da banda larga fixa no Brasil, principalmente nas regiões mais carentes da tecnologia. O objetivo é garantir o acesso à banda larga de alta velocidade para 95% da população e levar a fibra óptica para 70% dos municípios, até 2018.

“Esse anúncio é uma grande conquista para a ABRINT e todos os provedores regionais do Brasil. Os investimentos dos provedores em fibra são crescentes, seja na rede de acesso ou de transporte. De acordo com dados do nosso último estudo, 216 novos municípios devem receber rede de transporte em fibra ótica até 2017 e esse apoio será essencial para atingirmos essa meta”, declara Erich Rodrigues, Presidente da ABRINT.

De acordo com um levantamento da associação, 1.284 municípios com menos de 100 mil habitantes foram beneficiados pela banda larga durante o ano de 2014, tendo acesso ao chamado triple play (TV, telefone e internet no mesmo pacote). Esses dados, que demonstram o cenário da inclusão digital no país, foram essenciais para a aprovação do fundo.

Como parte da estruturação do fundo de aval e da justificativa para investimentos deste porte, foram utilizados outros números do estudo, como o de 54% dos municípios brasileiros que são atendidos por redes de transporte. Esse tipo de informação foi um diferencial importante na avaliação feita pelo Governo, o Ministério das Comunicações e todo o setor a respeito do atual cenário da banda larga no Brasil, com objetivo de direcionar os investimentos e incentivos aos municípios, de fato, mais carentes.

Atualmente, há cerca de 2,2 mil provedores regionais ativos no país e praticamente todos os municípios têm ao menos um deles levando fibra ótica e fazendo cabeamento nas regiões mais remotas. É um mercado de extrema importância que precisa ser incluído digitalmente, com acesso a banda larga.

“Os provedores regionais têm um papel essencial nos investimentos para gerar a inclusão digital em todas as áreas do Brasil, que também precisam de uma internet rápida e de boa qualidade. O país não se desenvolverá integralmente se não houver universalização da banda larga e esse processo de inclusão passa, obrigatoriamente, pelos provedores regionais”, conclui Erich Rodrigues.

Tags, , , , , ,