Tag plataforma online

Supermercado Now lança aplicativo para melhorar experiência de compra de seus usuários

O Supemercado Now, maior plataforma de supermercado online, anuncia o lançamento de seu aplicativo, que tem o objetivo de melhorar a experiência de compra dos usuários. Disponível em Android e iOS, o app permite que os consumidores realizem suas compras com apenas alguns cliques e recebam seus produtos de forma rápida e prática, com dia e hora marcada, ou dentro de duas horas.

Com uma interface fácil e dinâmica, o aplicativo da Supermercado Now proporciona aos usuários uma nova experiência e praticidade ao permitir que eles tenham acesso, de acordo com a sua geolocalização, aos produtos em destaque, promoções e lançamentos de todos os supermercados parceiros.

“Buscamos sempre inovar e atender da melhor forma possível nossos clientes. Acredito que por meio do aplicativo, os usuários terão mais comodidade e facilidade para efetuar suas compras, além de se comunicar melhor com o personal shopper. Queremos concentrar todas as informações necessárias na palma da mão dos nossos usuários e proporcionar uma nova forma de acesso aos produtos”, explica Marco Zolet, CEO e sócio-fundador da Supermercado Now.

Para a criação do app, a Supermercado Now buscou entender o perfil dos compradores para desenvolver um layout que pudesse contemplar todas as necessidades de seus usuários, como acesso rápido as categorias, forma de pagamento, entre outros, com uma navegação mais fácil e intuitiva.

“Alguns estudos nos mostraram que, em compras de alta recorrência como as de supermercado, o aplicativo facilita ainda mais o acesso a recompra, aumenta o engajamento do cliente com a solução e traz um novo canal de comunicação operacional e comercial. Com esse lançamento, nossa expectativa é alcançar um crescimento de 35% na frequência de compras e 70% nas compras por dispositivos móveis nos próximos quatro meses”, finaliza Zolet.

Tags, , , , ,

Great Place to Work lança plataforma digital de serviços e informação

A expertise de mais de 20 anos de Great Place to Work na condução de pesquisas e consultorias para identificar as melhores e mais eficazes práticas de gestão agora chega ao ambiente digital. GPTW Connect é novo produto da consultoria: uma plataforma online de transformação do trabalho que aproxima empresas e pessoas de seus propósitos.

A novidade estará online a partir do dia 16/8 no endereço: http://www.gptw.com.br//pesquisa-e-benchmark/gptw-connect.htm

A plataforma pode ser acessada por qualquer empresa e neste primeiro momento, empresas de até 100 colaboradores, contarão com serviços específicos. A solução traz serviços e funcionalidades como pesquisa de clima, participação nos rankings GPTW de forma mais ágil e intuitiva, benchmark de práticas e cases de gestão das melhores empresas para trabalhar no Brasil.

Estruturada em três modalidades de assinatura, GPTW Connect oferece desde as informações sobre as práticas e cultura profissional das empresas que compõem o ranking GPTW à possibilidade mais complexas como a aplicação de pesquisas de clima e até prioridade na participação dos eventos GPTW. Os valores de assinatura começam em R$ 675 mensais.

Aspiração: ingressar no ranking GPTW

Para Ruy Shiozawa, presidente do GPTW, a nova plataforma é ideal para auxiliar empresas que desejam se tornar melhores empresas para trabalhar, mas sentem que é necessário superar alguns “gaps” no processo. “Se tornar uma empresa melhor para trabalhar é um recurso valioso e que contribui diretamente para os resultados da organização”, afirma.

A primeira versão da plataforma foi lançada ontem, juntamente com o resultado da pesquisa anual que aponta as melhores empresas para trabalhar no levantamento GPTW.

Sobre GPTW Connect

GPTW Connect é uma plataforma online de transformação do trabalho que aproxima empresas e pessoas de seus propósitos através de gestão e conhecimento.
Visite: http://www.gptw.com.br//pesquisa-e-benchmark/gptw-connect.htm

Tags, , , , ,

AOL reúne soluções de publicidade para plataforma mobile

O crescimento exponencial da utilização das plataformas móveis para consumo de informações, de mídia e como ferramenta de comunicação é um fenômeno global e o Brasil acompanha essa tendência. De olho no potencial de conexão das marcas com os consumidores, a AOL traz ao mercado a plataforma de mobile, que comercializa inventário mobile e oferece soluções focadas no uso crescente dos smartphones como principal acesso à web. Por estar sempre atenta às novidades e entender a jornada do consumidor, a empresa oferece no momento certo soluções de publicidade devidamente segmentada.

Dados da GSMA, a entidade que reúne a comunidade global de mobile, dão conta de que a média mundial de consumo de mobile é de três horas por dia e 84% deste tempo é em aplicativos, sendo que 22% é em redes sociais e 68% em aplicativos de notícias, games, entretenimento. De acordo com este mesmo estudo, os consumidores olham para as telas de seus smartphones 220 vezes por dia. Essa realidade torna crítico para as marcas, seus gestores e agências encontrarem formas de se engajar com essa audiência.

A AOL está presente em 70 mil aplicativos internacionais que também estão disponíveis no País. Tal presença alavanca o potencial de soluções que a empresa começa a oferecer agora para o mercado nacional. A plataforma ajuda a entender os hábitos e a jornada dos consumidores, e assim definir o target mais apropriado. Ainda por meio dos laboratórios de criação é possível trabalhar com agencias e clientes para trazer uma experiência rica para a marca, onde o engajamento do consumidor é muito maior, tudo pensado no ambiente mobile.

“Os smartphones hoje já são o principal meio de consumo de mídia para diversos públicos e esse cenário só tende a crescer. As soluções da AOL possibilitam que as marcas alcancem essas pessoas de forma mais assertiva e ofereçam formatos e possibilidades de campanhas pensadas exclusivamente para essa mídia. Isso aumenta e muito a eficácia das ações de comunicação, pois tudo é pensado para o ecossistema mobile”, afirma Marcos Swarowsky, diretor geral da empresa no Brasil.

A solução veio junto à aquisição da startup Millennial Media pela AOL, em setembro do ano passado. A empresa já detinha amplo conhecimento, tecnologia avançada e grande alcance de inventários mobile que foram impulsionados ainda mais pela força que a AOL passou a ter após ter sido adquirida pela Verizon, a maior companhia de telecomunicações dos Estados Unidos, no início de 2015.

Marcas como Netshoes, Mercado Livre, Hotmilhas, Danone Activia, Ford, Volkswagen, Expedia, NET, Colgate e Avon foram os primeiros clientes da AOL a adquirirem pacotes de mídia voltados exclusivamente para o ambiente mobile.

Um dos exemplos de sucesso é a campanha mais recente da Avon, #SintaNaPele, criada pela Mutato e a i-Cherry. Com o objetivo de divulgar o novo BB Cream Matte Avon ColorTrend, a marca reforçou seu posicionamento pró-diversidade e empoderamento com a mensagem de que o produto é “para todEs”. Para garantir que a mensagem chegasse a mais pessoas, a Avon contou com a AOL e seu time de Creative Services, equipe de criação exclusiva de AOL Mobile, que auxiliou criativamente definição dos três formatos customizados para a campanha. A recomendação envolveu interação em touch, vídeos e movimento – um formato novo em que o usuário tem que balançar o celular para interagir com o produto. Todas foram usadas de forma a potencializar a missão de entregar a mensagem da melhor maneira possível, levando em conta o momento e a abordagem mais adequados para o target. “A contribuição da AOL na estratégia de mídia foi fundamental para potencializar nossa mensagem, que viralizou e virou assunto na vida das pessoas” declara Rafaella Gobara, gerente de marketing digital da Avon.

Tags, , , , ,

Novos nichos de apps O2O ganham força no Brasil

Captura de Tela 2016-07-26 às 23.59.01

Por Eder Leonidas

A evolução tecnológica está refletida no cotidiano da sociedade. Se pensarmos bem, há cinco anos poucas pessoas tinham vivenciado a experiência de pedir um táxi ou delivery de comida por meio de aplicativos. Hoje, a realidade é diferente: pelo menos 18% da população brasileira já solicitou um táxi através de um app móvel, de acordo com pesquisa realizada pelo Panorama Mobile Time/Opinion Box. Isso sem contar o Uber, que ganhou enorme popularidade nos últimos 12 meses. Outro levantamento idealizado recentemente pelo Ibope também aponta que 32% dos pedidos de comida no país já são efetuados de forma on-line.

As conquistas alcançadas pelas duas categorias de apps é fruto da praticidade oferecida durante o processo de solicitação dos serviços, permitindo que o usuário resolva a situação em poucos cliques e sem a necessidade de manter contato com atendentes, além da facilidade de efetuar o pagamento de forma on-line, caso seja o desejo do cliente. Sem dúvida, tais pilares foram fundamentais para que as plataformas caíssem de vez no gosto das pessoas e, consequentemente, seu uso tornasse trivial para essa parcela de consumidores.

Cientes do potencial de crescimento do mercado O2O – modelo de negócio que utiliza canais online para oferecer produtos e serviços offline – diversos empreendedores trabalham dia e noite para alçar suas inovações ao mesmo grau de importância conquistado pelos apps de táxi e delivery no Brasil. Nos últimos tempos, uma infinidade de aplicativos que busca solucionar os problemas do dia a dia das pessoas começaram a atingir certa relevância como, por exemplo, o Rapiddo, GetNinjas, Freelancer, entre outros.

A tendência é que o desenvolvimento do setor continue se consolidando nos próximos anos, uma vez que estudo da Associação Brasileira de Serviços Online para Offline (ABO2O) aponta projeção de mais de R$ 1 trilhão em transações nesses aplicativos até 2020. A expectativa pode ser explicada pelo fato de que até o momento serviços de lavanderias, impressão, reciclagem e cuidados para pets – já bastante maduros no mercado norte-americano – ainda não foram devidamente explorados pelas startups nacionais.

O grande desafio de todos os empreendedores que apostam no setor, no entanto, é possibilitar que os apps pouco a pouco façam parte da rotina e fundamentalmente sejam lembrados nos momentos em que as pessoas necessitam do serviço oferecido pela solução. Para isso, o primeiro passo a ser aplicado envolve a criação de uma rede de atendimento qualificada com a presença dos melhores parceiros ou profissionais liberais do mercado no aplicativo, dando a eles a autonomia necessária para determinar preços, prazos e forma de pagamento. Com esses pilares, a competitividade será aflorada e o maior beneficiado será o cliente. O segundo ponto, não menos importante que o anterior, trata-se das funcionalidades que as plataformas oferecem ao usuário. Interface lenta e layout não atrativos ou chamativo demais acabam afastando possíveis interessados logo na primeira utilização. Nesse caso, o recomendado é investir em aplicações simples e funcionais, que não exigem muitos cliques para finalizar a solicitação.

Um fato, porém, deve deixar as startups com a pulga atrás da orelha. Outro levantamento produzido pela ABO2O, em parceria com a empresa espanhola Netquest, revela que há pouca fidelidade do consumidor a marcas de apps mobile. Isso significa que o trabalho deve ser redobrado para que o aplicativo conquiste a simpatia das pessoas e seja o escolhido entre tantos que podem prestar o mesmo serviço.

Por isso, além de alinhar corretamente o planejamento estratégico de marketing para atingir o público-alvo de forma assertiva e ágil, é fundamental também que os canais de atendimento sejam 100% eficientes no auxílio aos clientes com eventuais dúvidas, questionamentos ou solicitações. Fechados todos esses pilares, certamente, o aplicativo estará pronto para atender perfeitamente a necessidade das pessoas e com a evolução do trabalho pouco a pouco alcançar o mesmo nível de relevância conquistado pelos principais apps de táxi e delivery.

Eder Leonidas é administrador de empresas, possui MBA em Gerenciamento de Projetos e é sócio-fundador do aplicativo GetHelp, marketplace de serviços como guincho e socorro mecânico aos motoristas que trafegam pelas principais rodovias do país.

Tags, , , , ,