Tag planos de saúde

Agência Nacional de Saúde Suplementar promove Hackathon

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) vai promover uma maratona de programação – evento conhecido como Hackathon – a fim de desenvolver aplicativos para celulares e tablets para o setor de planos de saúde. A ideia é usar a tecnologia digital para criar soluções úteis e inovadoras, aumentando a transparência na divulgação das informações públicas do setor.

Poderão participar da maratona especialistas em informática, programadores, desenvolvedores e inventores em geral. Eles deverão criar aplicativos relacionados a temas previamente definidos pela ANS. Os quatro primeiros colocados receberão prêmios em dinheiro no valor de R$ 5 mil a R$ 15 mil. Os direitos de propriedade intelectual dos aplicativos vencedores serão cedidos exclusivamente à ANS.

“O Hackathon é uma iniciativa que tem sido bastante utilizada no mundo dos negócios para promover a cultura da inovação. Inspirados nessa ideia, vamos realizar o 1º Hackathon ANS como uma forma criativa de utilizar as redes de informação e os dispositivos móveis para contribuir para a inovação em saúde. O objetivo é aumentar a transparência da informação na saúde suplementar e desenvolver aplicativos que sejam úteis aos beneficiários de planos de saúde e ao setor como um todo”, explica a diretora de Desenvolvimento Setorial da ANS, Martha Oliveira. “Além disso, o evento é uma forma e mobilizar a sociedade em busca de uma melhor compreensão e solução dos problemas relacionados aos planos de saúde”, completa a diretora.

Editais – Para realizar o evento, a ANS publicará dois editais de chamamento, um direcionado às organizações que desejem colaborar com a iniciativa, mediante a assinatura de um acordo de cooperação, e outro destinado aos profissionais que irão participar da maratona. Veja mais detalhes:

Organizações colaboradoras: O edital para habilitação de organizações da sociedade civil que quiserem colaborar para a organização e a realização do evento está disponível a partir desta terça-feira (27/09). Podem participar do processo seletivo as instituições que possuam todas as características definidas na Lei n° 13.019/14. Essas organizações terão até o dia 10/10 para enviar à ANS os documentos solicitados.

Confira aqui o edital

Profissionais participantes da maratona: O edital para inscrição dos profissionais interessados em participar da maratona será divulgado no dia 31/10. O documento também detalhará a data de realização do Hackathon e o regulamento geral do evento.

Sobre o Hackathon – O termo Hackathon é resultado da combinação das palavras “hack” (programar de forma excepcional) e “marathon” (maratona). Esse tipo de evento reúne programadores, designers e outros profissionais ligados ao desenvolvimento de software para uma maratona de programação, cujo objetivo é desenvolver um software que atenda a um fim específico ou projetos livres que sejam inovadores e utilizáveis.

Nesses eventos, os participantes têm a oportunidade de concorrer a prêmios, conhecer outros profissionais da área, fazer networking, participar de um projeto colaborativo em um ambiente específico de programação.

Fonte: http://www.ans.gov.br/aans/noticias-ans/participacao-da-sociedade/3518-1-hackathon-ans#sthash.NeOEnLwN.dpuf

Tags, , , , , , ,

Como aumentar eficiência na gestão de operadoras de planos de saúde?

Alinhar a administração comercial à estratégia da operadora e a adotar softwares de gestão são dois indicadores que ajudam a eliminar gargalos e aumentar a eficiência das empresas

A crise financeira que assola grandes operadoras de planos de saúde impôs às empresas desse segmento atenção redobrada à necessidade de uma gestão eficiente. Controle e padronização de tarefas, acompanhamento em tempo real de beneficiários e médicos e um sistema informatizado que permita gerenciar melhor os processos tornaram-se rotinas essenciais para a administração dos planos de saúde.

“Para manter-se competitiva no atual cenário econômico, uma operadora de planos de saúde precisa rever o desenvolvimento das atividades mais simples, do dia a dia, que envolvem pessoas, processos e informações, como também alinhar melhor a sua gestão comercial à estratégia da companhia. Feita esta lição de casa, o próximo passo é adotar um sistema informatizado ou inovar o sistema de gestão com o suporte de uma tecnologia robusta, capaz de atender toda as operações. Estes são os primeiros passos no caminho para uma gestão eficiente”, explica Fausto Bacchi, diretor comercial e de marketing da Objective Solutions.

Quatro pontos são essenciais para a excelência do trabalho das operadoras de planos de saúde: Primeiro, o desenvolvimento de ações específicas de acordo com os tipos de contratos dos beneficiários e corpo médicos; padronização de processos para uma gestão mais fluida das demandas administrativas e assistenciais; adoção de um sistema informatizado capaz de agilizar as operações diárias e, por fim, alinhar a qualidade do serviço de acordo com as exigências da Agência Nacional de Saúde Suplementar-ANS.

O que buscam as operadoras de saúde? Dar a melhor assistência possível aos seus beneficiários, mas também conquistar uma grande carteira de clientes e ser capaz de manter sustentável a arquitetura do negócio. “As novas tecnologias estão no mercado para ajudá-las neste objetivo. Softwares de gestão trazem ganho de produtividade, encurtam o caminho para maior segurança e eficiência”, acrescenta.

A Objective Solutions, empresa do Objective Group, holding dedicada a investimentos no setor de tecnologia da informação, realizou uma sondagem na área da saúde para entender as necessidades deste mercado e como poderia entregar tecnologia de ponta às operadoras de plano de saúde. Foram mapeadas mais de 40 empresas nacionais que podem se beneficiar de soluções arrojadas para incrementar a gestão e garantir, assim, a entrega de um serviço de maior qualidade aos seus clientes. Soluções que otimizam a gestão comercial e o atendimento aos beneficiários.

Para atender esta demanda, a empresa oferta sete diferentes soluções ao mercado, mas o executivo destaca três: “O NG Billing e NG CRM automatizam os processos da esteira de faturamento e atendimento e dão o suporte necessário para que as empresas sigam os padrões da ANS. O desenvolvimento de software sob demanda reforça a necessidade de automatizar e integrar os processos e sistemas administrativos, frente aos inúmeros projetos de desenvolvimento realizados simultaneamente e gerenciados através de metodologias ágeis. Eles fazem com que o cliente, por exemplo, não precise aguardar meses para visualizar um progresso. Mas é através do Big Data Analytics que as operadoras de saúde terão os melhores recursos para trabalhar de forma preditiva com visão 360º, com análise de conteúdos que utilizam dados históricos para insights futuros, além de segurança da informação”, conclui.

Tags, , ,