Tag mps.br

WAMPS 2018 analisará o impacto das metodologias ágeis e da segurança na qualidade do desenvolvimento de software

Estão abertas as inscrições para a 14ª edição do tradicional Workshop Anual do MPS (WAMPS 2018), que este ano será realizado no dia 24 de agosto em Maringá, no Paraná, como parte da programação do TICNOVA 2018.

O WAMPS 2018 reunirá avaliadores, implementadores e sênior advisors, empreendedores, startups e demais profissionais ligados ao MPS.BR, programa da Softex que conta com o apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). O MPS.BR tem por objetivo melhorar a capacidade de desenvolvimento de software, serviços e as práticas de gestão de RH na indústria de TIC utilizando um modelo adequado à realidade e às necessidades das empresas nacionais.

Com 143 avaliações MPS Software e MPS Serviços realizadas desde 2004, o Paraná é o estado que ocupa a primeira posição no ranking nacional. A liderança paranaense é resultado do trabalho contínuo realizado pelo setor de Tecnologia da Informação no estado e executado pelos agentes regionais da Softex – Cenetic, Software by Maringá e Senai Londrina – com o apoio da Assespro-Paraná e do Sebrae.

Segundo Rafaela Campos, presidente da Software by Maringá, entidade que reúne mais de 100 empresas de TI, startups e profissionais autônomos e que atua como agente Softex, a realização do Workshop Anual do MPS (WAMPS 2018) durante a 6ª edição do TICNOVA, um dos maiores eventos de tecnologia e inovação do sul do país, é de extrema importância para o ecossistema crescente de TI na região.

“Atualmente Maringá é a segunda cidade com o maior número de certificações MPS.BR do Brasil, só perdendo para São Paulo. Queremos que cada vez mais empresas adotem esses processos e se tornem cada vez mais competitivas, ganhando escala global. Mas, além da certificação, as práticas de gestão que são implantadas permitem que a empresa cresça de forma mais estruturada, previsível e segura”, finaliza Rafaela.

Lançado há 14 anos, o MPS.BR é o único programa brasileiro de avaliações de qualidade voltado para setor de TIC. Contempla hoje três modelos de referência – software, serviços e recursos humanos – e conta com 18 instituições implementadoras. Os três modelos do MPS contabilizam um total de 831 avaliações e mais de 6.400 pessoas capacitadas.

Para Diônes Lima, vice-presidente executivo da Softex, “o Programa MPS.BR tem sido importante na melhoria da capacidade de desenvolvimento de software, serviços e gestão de pessoas nas empresas de TI; e também no fomento da competitividade das empresas do setor”.

“Metodologias Ágeis: Desafios e Lições Aprendidas” é um dos temas em debate durante o evento. Trata-se uma alternativa ao modelo tradicional de construção de aplicações tecnológicas usadas para agilizar o trabalho dos desenvolvedores e proporcionar a melhoria contínua dos processos por meio da aproximação e da maior colaboração entre o time de desenvolvimento com os experts de negócios, gerando benefícios como redução de riscos e erros, melhoria da qualidade do produto final, maior produtividade, agilidade na tomada de decisões e no time-to-market.

Destaque também para a palestra “Não há qualidade sem segurança”. Na oportunidade, serão abordados os principais conceitos do desenvolvimento seguro de software e apresentados números comprovando que cuidar da segurança desde início do processo reduz o custo total de desenvolvimento e manutenção de sistemas.

A grade de palestras inclui ainda uma avaliação sobre a integração de processos de melhoria e gestão com MPS Serviços e ISO 20.000 e uma análise sobre a questão da qualidade em gestão de pessoas, software e serviços como fator de excelência e sucesso.

Para informações adicionais, inscrições e acesso à programação completa do WAMPS 2018 visite http://wamps.softex.br/

Tags, , , , , , ,

Melhoria e padronização do software brasileiro será um dos temas do TICNOVA 2018

O TICNOVA 2018, considerado o maior evento de tecnologia e inovação do Sul do país, promovido pela Software by Maringá, será palco do XIV WAMPS – Workshop Anual do MPS, que trata da utilização e evolução tanto do Modelo MPS quanto do Programa MPS. BR – Melhoria de Processo do Software Brasileiro, promovido pela Softex. O workshop, que acontecerá no dia 24 de agosto, reunirá representantes da indústria, academia e governo, envolvidos e interessados na utilização e evolução dos modelos MPS.

A escolha por Maringá não foi em vão. Atualmente Maringá é a segunda cidade com o maior número de certificações MPS.BR do Brasil, só perdendo para São Paulo.

O TICNOVA, em sua 6ª edição, será realizado entre os dias 23 e 26 de agosto, no Sebrae Maringá, reunindo empresários, profissionais, professores, pesquisadores e acadêmicos do ecossistema de TI.

O formato da sexta edição do TICNOVA acompanhará o dos anos anteriores: haverá uma palestra especial na abertura do evento no dia 23/08, e durante os três seguintes, conteúdos voltados para empresas, startups e profissionais (desenvolvedores), além de trilhas específicas para facilitar a participação de todos:

24/08 – Sexta:
Empresas e temas empresariais
WAMPS
Trilha Economia Criativa

25/08 – Sábado:
Profissionais (desenvolvedores)

26/08 – Domingo:
Startups

Desafio TICNOVA

Resolver problemas da cidade de Maringá, com o apoio da prefeitura, para gerar soluções para segurança pública, é o pano de fundo do Desafio TICNOVA, uma competição na qual as empresas podem apresentar os projetos e uma banca examinadora fará a avaliação, definindo a equipe vencedora.

No ano passado, o TICNOVA teve formato de Hackaton e contou com 23 participantes distribuídos em nove equipes competiram para criar uma tecnologia que permitisse a entrega de medicamentos por meio de drones, concorrendo a um prêmio de R$ 5 mil, além de R$ 95 mil para investir na viabilização do projeto.

Tags, , , , , , , ,

Paraná assume liderança nacional em número de empresas com certificação MPS.BR

Das 277 avaliações válidas do programa MPS.BR (Melhoria de Processos do Software), 48 são do Paraná, o que coloca o estado como líder nacional em número de empresas certificadas pela Softex – Agência para Promoção da Excelência do Software Brasileiro. Os números, atualizados nesta semana, mostram São Paulo na segunda colocação com 45 empresas certificadas e o Rio Grande do Sul, em terceiro, com 34.

A liderança paranaense vem de um trabalho contínuo feito pelo setor de Tecnologia da Informação no estado, liderado pela Assespro-Paraná e o Sebrae e executado pelos agentes regionais da Softex.

Outro fato importante é a distribuição de empresas certificadas em diversas cidades paranaenses, que compõem os seis Arranjos Produtivos Locais de TI do Paraná, com destaque para Curitiba e Londrina (dez certificações cada), Região Oeste com sete e Maringá com cinco MPS-BR e vice-líder nacional em certificações CMMI, de nível internacional.

A associação Software by Maringá (SbM) é Agente Softex na região Noroeste do Paraná. O presidente da entidade, Edney Mossambani, diz que “o MPS.BR estimula as boas práticas da engenharia de software e as necessidades de negócio da indústria de software nacional”. O desempenho dos maringaenses já rendeu elogios do vice-presidente da Softex Fabian Petrait: “eu considero um diferencial ótimo a coesão e a união que existem entre as entidades da cidade. Isso traz resultados consideráveis, garante o desenvolvimento da indústria local, melhora o RH disponível e incentiva os jovens a seguir uma carreira em TI”.

Rosmar Luz, do Senai de Londrina, afirma que “as implementações desse programa de qualidade melhoram os produtos e serviços ofertados pelas empresas tanto no desenvolvimento de software como no atendimento e relacionamento com clientes e fornecedores. E as empresas participantes conseguem um posicionamento melhor no mercado”.

Curitiba trabalha para voltar a contar com um agente Softex na capital do Paraná. Dia 30 de novembro, os empresários do Arranjo Produtivo Local de Software e da Central de Negócios de TI vão realizar um evento para recepcionar dirigentes da Agência, que vão conhecer o potencial das empresas de base tecnológica da cidade e região metropolitana. O empresário Jandir Bianco Júnior explica que “várias entidades empresariais, instituições públicas e universidades já enviaram cartas de apoio confirmando a importância do setor de TI.” Jandir completa: “além do MPS.BR, outros programas oferecidos pela Softex para empresas já maduras e startups são muito importantes e Curitiba não pode correr o risco de um retrocesso por não contar com um agente local”.

No início de dezembro, Curitiba também sedia o WAMPS 2015 – Workshop Anual do MPS, que permite a colaboradores e organizações compartilhar e dar visibilidade tanto a resultados de pesquisa quanto experiências práticas relacionados com a melhoria de processos de software e de serviços que possam se mostrar relevantes no contexto do Modelo MPS. O evento acontece na sede do Sebrae Paraná. Saiba mais em http://www.softex.br/mpsbr/wamps-2015/

Fonte: Curitiba IT

Tags, , , , ,

Dez empresas com selo MPS.BR estão na lista do Great Place to Work

Dez das melhores empresas para se trabalhar no ramo de Tecnologia da Informação no Brasil possuem o selo de qualidade (Melhoria de Processos do Software Brasileiro), emitido pela Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (Softex). A lista foi divulgada pela Great Place to Work, que também avalia companhias nos setores de Comunicação, Empreendedores Endeavor, Franquias, Melhores Práticas, Saúde e Varejo.

O ranking é elaborado anualmente para analisar empresas que possuam a partir de 50 funcionários, produzam HW, SW ou Serviços de Tecnologia da Informação ou Telecomunicações. Dextra, Radix, Metadados Assessoria e Sistemas Ltda, Elotech Informatica e Sistemas Ltda, IVIA, Lumis, Ifactory Solutions, Shift Consultoria e Sistemas, ETEG Tecnologia e BHS figuraram na lista das 100 melhores empresas de TI para se trabalhar em 2015. As empresas têm em comum o fato de também constarem no cadastro do Programa MPS.BR.

O programa foi criado no início dos anos 2000 para aumentar a maturidade dos processos de software nas empresas brasileiras, pois as empresas favoreciam a certificação ISO 9000, genérica, em detrimento de outras normas e modelos especificamente voltadas para a melhoria de processos de software.

A certificação é direcionada a melhoria da capacidade de desenvolvimento de software e serviços nas empresas nacionais, além de impulsionar a competitividade para a indústria nacional. O cadastro conta com 683 avaliações publicadas desde setembro de 2005, incluindo oito no exterior.

“Além do aumento da qualidade de software nas empresas, a pesquisa ‘MPS Cidadão’, com foco nos impactos socioeconômicos do MPS-SW no Brasil, conduzida pela Softex de Nov2014-Mai2015, e apresentada em primeira mão em forma de artigo no último dia 18 de agosto, no XIV Simpósio Brasileiro de Qualidade de Software (SBQS 2015) em Manaus/AM, mostra que os resultados são favoráveis para todas as variáveis selecionadas para análise (empregos de nível superior e salário médio, inovação, dispêndios de P&D, apoio do governo etc), o que indica contribuições expressivas deste modelo do ponto de vista dos patrocinadores de avaliações vigentes”, comenta o gestor do programa Nelson Franco.

Adequado, tanto sob o ponto de vista técnico como de custos, à realidade das companhias de TI de qualquer porte, públicas e privadas, o selo se baseia nas normas ISO/IEC 12207 e ISO/IEC 15504 e é compatível com o CMMI.

Desenvolvido pela Softex, o programa tem apoio do Ministério da Ciência e Tecnologia, da FINEP e do Banco Interamericano de Desenvolvimento e de universidades. Um dos objetivos do programa é replicar o modelo na América Latina, já iniciado na Argentina, Colômbia, México, Peru e Uruguai, e com resultados apresentados em congressos internacionais.

A Softex é parceira do Congresso Mundial de Tecnologia da Informação – WCIT. Além de contribuir com a experiência do certificado, a Associação apoia a rodada de negócios, que abrirá as portas do mercado brasileiro para a exportação de produtos e serviços em TI.

O Congresso ocorrerá nos dias 3,4 e 5 de outubro de 2016, em Brasília. Será a primeira edição na América do Sul, o que representa oportunidade inédita para a indústria de TI fechar negócios, parcerias, receber investimentos e promover a inovação brasileira para o mundo.

Fonte: Softex e WCIT

Tags, , ,

Cafetec em Curitiba: Sebrae detalha Programa de TI e Senai apresenta ofertas para certificações mps.br

Aconteceu no Sebrae, em Curitiba, o primeiro Cafetec voltado para empresas do Arranjo Produtivo Local de Software. O evento é uma das novidades do Programa de TI da instituição para o desenvolvimento do setor na capital e região metropolitana. Em um café da manhã voltado para networking e apresentação de conteúdo e oportunidades para o setor, os empresários conheceram o trabalho do Senai Paraná em certificações importantes para empresas de software como o mps.br. Veja reportagem do programa de tv Valor Agregado.

Tags, , , ,

Tree Tools agora é MPS-BR, nível F

A Fábrica de Software da Tree Tools alcançou neste mês de julho de 2012 a avaliação Nível F do MPS-BR. Esta conquista representa um grande avanço na qualificação desta unidade de desenvolvimento de software.
O MPS-BR é uma iniciativa brasileira lançada em dezembro de 2003, coordenada pela SOFTEX – Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro que segue modelos e normas internacionais e está em conformidade com as Normas Internacionais ISO/IEC 12207 e ISO/IEC 15504, compatível com o modelo CMMI, é baseado nas melhores práticas da engenharia de software e é adequado à realidade das empresas brasileiras.
Agora são 6 as áreas de processos que estão incorporadas no TTP – Tree Tools Process. São elas: Gerência de Projetos, Gerência de Requisitos, Gerência de Portfólio de Projetos, Gerência de Configuração, Garantia da Qualidade e Medição. Cada uma contribui em determinado aspecto na qualidade do nosso processo de desenvolvimento de software e consequentemente do software produzido.

Tags, , ,

PARANÁ FORMA NOVO GRUPO DE EMPRESAS PARA CERTIFICAÇÃO MPS.BR

ESTADO DO PARANÁ VAI PRATICAMENTE DOBRAR O NÚMERO DE EMPRESAS QUE CONTAM COM PROGRAMA DE MELHORIA DE PROCESSOS DO SOFTWARE BRASILEIRO. O PROJETO É EXECUTADO PELO CITS – CENTRO INTERNACIONAL DE TECNOLOGIA DE SOFTWARE E TEM APOIO DO SEBRAE-PR E SOFTEX. ACOMPANHE A REPORTAGEM EM VÍDEO.

http://www.youtube.com/watch?v=ddOqzmo0kj8

Tags, , ,

CONHEÇA TRABALHO DE CERTIFICAÇÃO DE EMPRESAS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DE CURITIBA

CITS – mpsbr from GILBERTO CAMPOS on Vimeo.

Veja o trabalho de certificação de empresas de tecnologia da informação de Curitiba.

Tags, , , , ,