Tag monitoramento

Hitachi anuncia seu novo software de análise de vídeo

imagem_release_871876

A Hitachi Insight Group, que é responsável por conduzir as iniciativas globais unificadas da Internet das coisas (IoT, ou internet of things) e a estratégia de direcionamento ao mercado (GTM, ou go-to-market) para a Hitachi, Ltd. (TSE:6501), anunciou hoje um novo software de análise de vídeo que tem a finalidade de aperfeiçoar e expandir seu portfólio de soluções para Smart City (cidades inteligentes) e Public Safety (segurança pública). O Hitachi Video Analytics (HVA) combina visão computacional e análises avançadas, a fim de extrair percepções ricas e gerar alertas em tempo real, que podem oferecer a cidades, aeroportos, campi, agências de transporte e empresas os seguintes recursos:

Inteligência operacional e de negócios: contagem de pessoas, detecção de filas, análise de atividades, contagem direcional e aprimoramento de imagens proporcionam percepções que ajudam as cidades e outras organizações a melhorarem suas operações e as experiências dos clientes. Também ajudam a proteger a privacidade individual, o que auxilia na redução de seus riscos e de sua responsabilidade.

Gerenciamento mais inteligente de transportes, tráfego e estacionamento: contagem de veículos, análise de tráfego, detecção de espaço em estacionamentos e reconhecimento de placas de licenciamento ajudam as cidades e as companhias a melhorarem o tráfego e o estacionamento para moradores, profissionais que viajam e clientes.

Segurança pública mais eficiente: detecção de intrusão, detecção de objetos perdidos, reconhecimento facial e alertas de adulteração de câmeras oferecem um multiplicador de forças para departamentos de segurança pública, a fim de ajudar a manter seguras as pessoas e as propriedades.

“As cidades e organizações que procuram se beneficiar totalmente com a transformação digital precisam de visibilidade em diversas percepções de dados. E à medida que ataques e desastres naturais em áreas públicas e privadas continuam a aumentar, a segurança se torna uma prioridade principal. Embora recursos de vídeo sejam uma oportunidade significativa de aumentar a eficiência operacional, garantir a segurança e servir como um multiplicador de forças para as municipalidades e as equipes de segurança e de cumprimento das leis, a proliferação do uso de tecnologias de vídeo continua a aumentar as preocupações referentes à privacidade”, comentou Ruthbea Yesner Clarke, diretora global para estratégias destinadas a cidades inteligentes da IDC. “Com sua pilha de vídeos integral, a Hitachi está ajudando as companhias dos setores público e privado a utilizarem melhor o pleno potencial de seu patrimônio em vídeo”.

O HVA impulsiona o potencial de análise de vídeo oferecendo um recurso de proteção de privacidade que pode ser utilizado em conjunto com todos os seus robustos alertas e percepções. Com esta preocupação reduzida, o HVA pode ajudar os clientes a utilizarem melhor seus dados de vídeo proporcionando inteligência crítica que pode aprimorar as operações e proteger melhor as pessoas e os ativos. Cidades, aeroportos, sistemas de transporte, campi, fabricantes e varejistas são exemplos de todos os tipos de organizações que podem se beneficiar da poderosa solução de análise de vídeo da Hitachi.

Por exemplo, aeroportos podem utilizar o HVA para auxiliar a garantir a segurança de viajantes e também detectar longas filas e otimizar os profissionais nos postos de segurança ou melhorar os processos de controle de passaportes na alfândega. Como resultado, os passageiros podem ser liberados mais rapidamente e aproveitar seu tempo fazendo compras, jantando ou se divertindo nas atrações dos terminais. Os varejistas também podem tirar proveito do HVA para obter de suas propriedades físicas o mesmo nível de percepção acionável que é obtido de seus websites; percepção esta que poderá ajudá-los a entender de onde os visitantes estão vindo, como eles aproveitam seu tempo em lojas e quais promoções ou colocações de produtos ajudam a aumentar as vendas. E as cidades podem utilizar o HVA para aprimorar a segurança, a eficiência operacional e a transparência, ao mesmo tempo em que oferece melhores serviços públicos por meio de medidas — tais como tráfego de transeuntes combinado com análise de tráfego em áreas no centro das cidades — que podem ajudar as companhias locais a tomarem decisões melhores sobre como posicionar suas lojas e fazer negócios.

O HVA fornece avançadas metodologias analíticas e recursos únicos para a abrangente pilha de monitoramento e segurança de vídeo, da Hitachi, que melhora a experiência do usuário, proporciona dados de vídeo de melhor qualidade para análises e ajuda a proteger a privacidade. Estes recursos incluem:

Detector de objetos: a maioria das soluções de análise de vídeo disponíveis atualmente avalia somente pixels de vídeo ou fornece uma metodologia simples, que pode resultar na obtenção de altas taxas de falsos positivos. Por outro lado, a tecnologia de Detector de Objetos, do HVA, oferece reconstrução em 4-D de imagens de vídeo bidimensionais utilizando partículas, perspectiva, velocidade, desvio de caminho e viagem por distâncias, visando aumentar a previsão e reduzir drasticamente o número de incidentes de falsos positivos — mesmo no caso de visibilidade ruim devido a mau tempo.

Análise com base em cenários: assegura que cada módulo analítico utilize um algoritmo personalizado para o mecanismo analítico, a fim de aumentar o desempenho e a precisão na redução do risco de incidentes de falsos positivos.

Protetor de privacidade: cidades, agências governamentais e corporações privativas dividem uma preocupação em comum referente à privacidade de seus constituintes e clientes ao utilizar tecnologias de segurança e monitoramento de vídeo. Para resolver isto, o HVA oferece proteção de identidade automatizada e aprimorada. Muitas tecnologias hoje fornecem somente a capacidade de pixelar rostos, o que ainda pode revelar informações pessoalmente identificáveis (PII, ou personally identifiable information), como roupas ou áreas do corpo. O recurso Protetor de Privacidade, do HVA, detecta e protege automaticamente figuras humanas inteiras. Além disso, rastreia e registra todo o acesso a dados de vídeo para ajudar na compatibilidade com a transparência e a combater o mau uso. Este recurso também pode ser crucial para organizações como hospitais e escolas, onde a privacidade de pacientes e menores de idade é vital, e a proteção de PII em dados de vídeo pode ajudar a reduzir riscos e responsabilidades.

Aprimorador de vídeo: filtra interferências como chuva e neve, que podem afetar negativamente a resolução do vídeo, a fim de proporcionar imagens mais nítidas, compatibilidade com monitoramento de vídeo de alta qualidade e análises mais precisas.

Monitor de saúde de câmera: oferece detecção automática de danos ou adulterações de câmeras. O monitor de saúde de câmera, do HVA, enviará um alerta, caso surjam problemas, para garantir que valiosos dados de vídeo sejam mantidos pelo maior tempo possível.

O HVA é a mais recente adição ao portfólio de soluções para Smart City (cidades inteligentes) e Public Safety (segurança pública), da Hitachi, e tem como base o amplo conhecimento da companhia referente à internet das coisas (IoT) e a tecnologias de vídeo. O HVA integra e amplia a Plataforma de Gerenciamento de Vídeo da Hitachi (VMP): um poderoso dispositivo de armazenamento virtualizado, operações em rede e computação, que oferece alta disponibilidade, tolerância a falhas, e escalabilidade simples e econômica. Ela também pode ser utilizada com a Hitachi Visualization Suite, que integra dados da internet das coisas (IoT) a partir de câmeras de vídeo e outros sistemas e sensores distintos para proporcionar uma visão unificada com base em mapas para maior conscientização de situações. Juntas, estas soluções formam uma abrangente pilha de vídeos projetada para ajudar os clientes corporativos e governamentais da Hitachi a captarem maior valor e melhor percepção de dados de vídeo visando aumentar a eficiência operacional, aprimorar as experiências dos clientes e elevar o nível de segurança.

“O vídeo é uma ferramenta efetiva para manter pessoas e propriedades seguras, mas atualmente ainda é uma fonte muito subtilizada para a segurança operacional, pública e de negócios. Em um mundo no qual as câmeras de segurança são fundamentais e as implementações estão crescendo exponencialmente, nossos clientes querem obter maior valor e percepção de seus ambientes de vídeo”, afirmou Mark Jules, vice-presidente do setor de soluções para segurança pública e cidades inteligentes, no Hitachi Insight Group. “O Hitachi Video Analytics é uma solução inteligente para as organizações do setor público e privado extraírem ricas percepções operacionais e de segurança a partir de dados de vídeo, ao mesmo tempo em que ajuda a preservar a privacidade de seus clientes, funcionários, e os cidadãos que eles protegem. Com este avanço em nosso portfólio para cidades inteligentes e segurança pública, a Hitachi está definindo um nível mais elevado para a inovação que desafia a indústria a evoluir e oferecer maior valor aos seus clientes”.

Disponibilidade

Atualmente, o HVA está amplamente disponível por intermédio da Hitachi e de parceiros selecionados, na América do Norte e do Sul, no Reino Unido e em todos os países da região Ásia-Pacífico, excluindo o Japão. A Hitachi irá expandir sua disponibilidade para mais mercados na Europa, no Oriente Médio e na África, ainda neste ano.

Para obter mais informações sobre o Hitachi Video Analytics e o Hitachi Video Management Platform, acesse o site: https://www.hitachiinsightgroup.com/en-us/smart-cities.html#video-security-and-analytics.

Tags, , , , , ,

Mercado de frotas no Brasil: não basta proteger, é preciso monitorar

Por Edésio de Campos Horbylon Neto

Levando em conta as altas taxas de criminalidade e violência no Brasil, adquirir um veículo para compor uma frota ou mesmo com a finalidade de realizar atividades comerciais exige um critério imediato de adoção de medidas de segurança, uma vez que são altas as chances de um veículo ser furtado, avariado ou roubado no país, se forem considerados alguns dos últimos índices nacionais divulgados. Sabe-se que o número de casos de roubos de cargas aumenta mais a cada ano que passa, com maiores incidências nas áreas próximas aos grandes centros urbanos. No ano de 2012, por exemplo, a Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística registrou a maior marca de roubos de cargas dos últimos 15 anos. Outro dado alarmante é que a taxa desses furtos saltou de 2,5 mil em 1994 para 32,2 mil em 2013, atingindo um pico histórico conforme uma pesquisa recente da Associação Brasileira das Empresas de Gerenciamento de Risco e de Tecnologia de Rastreamento e Monitoramento.

Foi justamente pensando na precaução desse assombro que o Congresso Nacional criou há pouco tempo a Frente Parlamentar Mista de Combate ao Roubo de Cargas, presidida pelo deputado George Hilton (PRB-MG), e que envolve um grupo de 183 deputados e três senadores que pretendem intensificar a atuação do Congresso para acelerar a tramitação e aprovação de projetos de lei considerados prioritários para o enfrentamento desse tipo de crime. Os integrantes poderão agir como interlocutores junto ao poder executivo para solicitar a adoção de medidas que garantam mais proteção aos transportadores.

Sobre as tecnologias disponíveis para o mercado de monitoramento veicular, é possível segregá-las em quatro diferentes categorias: os rastreadores de automóveis, para segurança dos veículos e apoio à recuperação caso haja roubos; os rastreadores que unificam a segurança, logística e telemetria; os rastreadores que têm ênfase na logística e telemetria dos veículos; e os localizadores móveis, com o objetivo de apoiar o rastreador principal nas mercadorias de alta procura ou em solução à logística.

Contudo, as grandes inovações do segmento e que chamam a atenção são os produtos que têm como solução a telemetria, ou seja, utilizam o rastreador como meio de comunicação que engloba as mais diversas informações sobre o veículo, desde a otimização do uso, a redução de custos extras com manutenção ou combustível, até a prevenção de acidentes. Vale ressaltar que os produtos com base na radiofreqüência também são eficazes, uma vez que possibilitam a localização de veículos mesmo em ambientes fechados, como túneis, garagens ou subsolos.

O mais comum de acontecer no setor, no entanto, é a contratação de uma seguradora para a proteção da frota ou do veículo, apesar de existir atualmente no mercado uma alternativa muito mais eficiente, moderna e economicamente interessante: a aquisição de serviços de monitoramento e rastreamento veicular. Dessa forma, é possível monitorar em tempo real a localização exata da carga ou do veículo, privilegiando uma melhor gestão da frota.

No caso do monitoramento de uma frota, o ideal a ser feito é a adoção de um sistema de GPS e GPRS, que oferece soluções mais precisas, além da visualização de um mapa com a localização real do veículo. Inovador no mercado, o Siga Fácil é um dos lançamentos recentes da 3T Systems que oferece todas essas possibilidades. Homologado pela Anatel, o produto tem um sistema bastante simples de ser utilizado e, com a utilização de um chip pré-pago de qualquer operadora, uma mensagem SMS pode chegar ao interessado com as coordenadas e a última visualização real do veículo. A central de monitoramento fica disponível 24 horas e oferece suporte para bloqueio e recuperação do automóvel. Fato é que esse é um mercado em franca expansão e que permite monitorar veículos e frotas com baixo custo, além da facilidade do controle e acesso que pode acontecer remotamente, via celular.

Mas vale ressaltar que o mercado brasileiro, apesar de ter evoluído nos últimos anos, ainda não está maduro o suficiente e demanda amplo espaço para crescimento e melhorias, se comparado a países com as mesmas características e estatísticas de roubo, como é o caso, por exemplo, da África do Sul, onde o setor de rastreamento e monitoramento de veículos atinge quase 15% do total de veículos que circulam no país, enquanto no Brasil esse índice é de apenas 1,5%.

*Edésio de Campos Horbylon Neto é diretor superintendente da 3T Systems, do Grupo José Alves. Graduado em Direito pela Faculdade Anhanguera de Ciências Humanas, possui especialização MBA em Estratégias de Gestão em Marketing pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. O executivo acumula passagem na Autotrac, Texaco do Brasil e Xerox do Brasil.

Tags, , , , , , ,