Tag Mobility Services

Navita obtém economia de R$ 31 milhões com auditoria para os clientes

A Navita, líder em mobilidade e gestão de Telecom, obteve economia de R$ 31 milhões com o serviço de gestão e auditoria, para seus clientes em 2016. Além disso, a empresa resgatou para estas empresas quase R$ 15 milhões com a contestação de valores cobrados indevidamente nas faturas.

A auditoria é um das etapas do processo de gestão de gastos com Telecom (TEM – Telecom Expense Management),que permite um controle das contas, garantindo que a empresa não pague mais que o contratado. Pagamentos indevidos podem representar um percentual alto da fatura. Alguns clientes da Navita chegaram a alcançar redução de 50% na fatura depois de implantando o processo de auditoria e análise de contrato.

Durante o período, a Navita analisou mais de 84 mil linhas, que somaram mais de R$ 300 milhões em contas telefônicas. Do total, foram auditados R$ 215 milhões e uma taxa de sucesso superior a 80% dos processos de contestação.

Além de identificar os erros de cobrança por parte da operadora, a auditoria também fornece subsídios para análises que permitem uma melhor gestão do uso. Por exemplo, identifica linhas que possuem pacote de dados e não o utiliza, linhas sem utilização, necessidade de contratar ou cancelar pacotes etc.

Somente o ano passado, foi identificado mais de R$ 1.20 milhão de gastos com: cobilling (quando se faz ligações de longa distância utilizando uma operadora diferente da definida em contrato); ligações a cobrar; interatividade; multas e compras avulsas. O processo de auditoria foi responsável ainda por identificar quase R$ 4milhões de gastos com pacotes de voz e dados que foram comprados e não utilizados no período.

Despesas essas, que poderiam ser evitadas ou reduzidas com um processo adequado de gestão. Por meio de uma avaliação criteriosa, o gestor poderá traçar ações de conscientização com o público interno ou mesmo rever os contratos atuais para ajustar às reais necessidades da empresa (com a contratação, alteração ou cancelamento de serviços e pacotes).

O diretor de serviços da Navita, Maurício Yamamura, reforça a importância da auditoria para permitir uma análise estratégica da telefonia da empresa.

“No dia a dia corporativo muitas despesas acabam somando valores altos no budget das empresas pela ausência de uma análise aprofundada e acompanhamento das reais necessidades das equipes. A gestão eficiente possibilita ao gestor tomar decisões mais estratégicas. Mais do que reduzir custos, visa trazer visibilidade para os gastos com telefonia e, por que não dizer também, ganho financeiro ao otimizar os contratos e realizar contratações mais acertadas”, explica Maurício Yamamura.

Para auxiliar as empresas a implantarem um processo de auditoria eficiente, a Navita elaborou um guia especial sobre auditoria e contestação com 12 recomendações para identificar os principais vilões da fatura e reduzir custos com telefonia. O material está disponível para download gratuito no site da empresa.

A Navita é uma empresa brasileira especialista em soluções para gerenciamento de dispositivos móveis (MDM) e gestão de custos de telecom (TEM). Com clientes em vários países, é parceira de fabricantes de smartphones e tablets, além das principais operadoras, no Brasil, Europa e América Latina. A Navita é considerada Cool Vendor pelo Gartner, líder e mais inovadora em EMM pela Frost & Sullivan em 2014 e 2015. Como parceira da Telefônica, é apontada no quadrante mágico do Gartner para Managed Mobility Services.

Tags, , , ,

A aliança Renault-Nissan irá lançar, nos próximos quatro anos, mais de 10 veículos com a tecnologia de condução autónoma

Aliança confirma o lançamento de uma gama de veículos com capacidades de condução autónoma que será comercializada, até 2020, nos Estados-Unidos, Europa, Japão e China. Esta tecnologia será instalada em modelos de grande volume e a preços acessíveis.

Para além disso, a Aliança Renault-Nissan irá lançar uma série de aplicações de conectividade que facilitarão o acesso dos passageiros às suas atividades profissionais, de lazer ou redes sociais.

“A Aliança Renault-Nissan está comprometida com o atingimento de um duplo objetivo “zero emissões e zero fatalidades””, declarou Carlos Ghosn Presidente-Diretor Geral da Aliança no Centro de Pesquisa da Renault-Nissan em Silicon Valley. “É por isto que estamos a desenvolver automóveis, destinados ao grande público de três continentes, equipados com sistemas de condução autónoma e com uma maior conectividade”.

Zero emissões e zero fatalidades

A Aliança Renault -Nissan é o líder incontestado nos veículos zero emissões, com cerca de 300,000 veículos elétricos vendidos desde a venda do primeiro Nissan LEAF, na região de San Francisco Bay, em Dezembro de 2010.

A segurança e a eficiência dos automóveis da Aliança Renault-Nissan aumentaram de forma radical. O número de acidentes graves ou mortais a bordo de um Nissan baixou, no Japão, 61% nos últimos 20 anos; do mesmo modo na Renault estes indicadores diminuíram 80%, em França, nos últimos 15 anos.

A condução autónoma deverá permitir reduzir o fator de erro humano que está na origem de cerca de 90% dos acidentes mortais.

Os primeiros modelos equipados com um sistema de delegação parcial da condução “manutenção na via” chegarão ao Mercado ainda em 2016. Com esta funcionalidade o automóvel controla automaticamente a sua posição numa via, em autoestrada ou numa fila de trânsito. Os primeiros modelos da Aliança equipados com um sistema de delegação parcial da condução “mudança de via”, que assegura a gestão automática dos perigos e permite a mudança de via em autoestrada, aparecerão em 2018. O ano de 2020 será o ano de lançamento do modo “Gestão autónoma das intersecções” através do qual o automóvel poderá andar em cidade sem qualquer intervenção do condutor.

A aliança irá lançar, no decorrer de 2016, uma nova aplicação para aparelhos móveis que permitirá a interação à distância com o automóvel. No próximo ano será lançado o “Sistema Multimédia da Aliança” que irá oferecer novas funcionalidades multimédia e de navegação, que otimizará a integração com os smartphones e permitirá a atualização, em tempo real, das cartografias. Em 2018 a plataforma da Aliança “Conectividade & Internet das Coisas”, irá acolher um “Assistente Pessoal Virtual” para os clientes particulares e profissionais.

Todas as tecnologias da Aliança relativas à condução autónoma estarão disponíveis como opção.

Convergir para ganhar

Em 2014 a Aliança Renault-Nissan fez convergir as divisões de engenharia das duas empresas. Os engenheiros da Renault e da Nissan trabalham em conjunto de forma a evitar a duplicação do desenvolvimento das novas tecnologias. As tecnologias desenvolvidas em comum são colocadas à disposição de cada uma das empresas que as utilizam em função das necessidades manifestadas pelos seus clientes.

Os engenheiros da Renault e da Nissan desenvolveram um “kit de tecnologias” que inclui aplicações de hardware e software. Os responsáveis de produto das várias marcas da Aliança têm à sua disposição e podem escolher integrar estas aplicações nos seus modelos. A parceria entre a Renault e a Nissan no desenvolvimento de tecnologias de ponta permite uma maior eficácia, reduzir os custos e oferecer aos seus clientes automóveis com um maior valor acrescentado.

A Aliança Renault-Nissan dispõe de um orçamento, para pesquisa e desenvolvimento, de cerca de 5 mil milhões de dólares (US). O quarto maior grupo automóvel mundial, que vende um em cada dez automóveis vendidos no mundo, tem centros de pesquisa em Atsugi, Japão; Guyancourt, França; Farmington Hills, Michigan; e Sunnyvale, Califórnia, ambos nos Estados-Unidos. A Renault-Nissan dispõe de centros de engenharia na Índia, Brasil, Roménia, Turquia e China, entre outros.

A Aliança anuncia também a nomeação de Ogi Redzic que será responsável pelas áreas de conectividade e serviços de mobilidade a bordo enquanto Alliance Senior Vice-President, Connected Vehicles and Mobility Services.

Ogi Redzic junta-se à Aliança depois de ter ocupado postos na Nokia, NAVTEQ, Motorola e na cyberPIXIE, uma startup do sector das comunicações wireless. Mais recentemente ocupava o posto de Senior Vice-President, Automotive na Nokia HERE. Ogi Redzic, que assume funções de imediato, ficará sedeado em Paris com a supervisão de equipas em França e no Japão.

Tags, , , ,