Tag Juantxo Guibelalde Folch

everis debate a Internet das Coisas na Futurecom 2016

Além de marcar presença na Futurecom 2016, que acontece de hoje (17) a quinta-feira (20/10), no estande do Grupo NTT, a everis, multinacional de consultoria que oferece soluções de estratégia e de negócios, do grupo NTT DATA, também participa de importantes painéis de discussão ao longo do evento.

Nesta segunda (17/10), às 11h30, Juantxo Guibelalde Folch, sócio da empresa, será um dos debatedores do painel que abordará um dos mais promissores mercados na área da tecnologia: a Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês). De acordo com Folch, as aplicações baseadas em IoT vão gerar muitas oportunidades, além de transformar diferentes setores em todo o mundo.

Estima-se que o mercado global de IoT alcance a cifra de US$ 1,7 trilhão em 2020. No Brasil, esse cenário não é diferente. A previsão, para esse mesmo período, é que a área movimente US$ 7 bilhões, quando o número de equipamentos ou wearables conectados deverá atingir a marca de 400 milhões no País.

Intitulado “IoT: Impacto nas Redes e Estratégias de Monetização”, o painel durante a Futurecom abordará estratégias de tecnologia, investimentos, operação e gestão necessários para que a infraestrutura de rede consiga suportar com qualidade o alto crescimento de dispositivos conectados e para que haja novas alternativas para a rentabilização dos serviços.

O sócio da everis explica que os usos e aplicações da IoT são os mais diversos e, neste momento, no Brasil, representa a próxima evolução da Internet, com potencial de impactar significativamente e positivamente diferentes indústrias. Entre os exemplos estão os mercados de seguros, com inovações que envolvem a utilização de robôs, wearables, drones, carros e casas inteligentes; finanças, por meio do monitoramento de produtos, serviços financeiros e de clientes; de manufatura, em que sensores, dispositivos e máquinas cada vez mais se conectarão à Internet, transformando dados desorganizados em insights de negócios; e, ainda, na evolução dos serviços de estrutura das cidades, proporcionando mais segurança e qualidade de vida às pessoas.

No entanto, o Brasil possui grandes desafios para alavancar definitivamente a área de IoT. Entre eles está a qualidade das redes, uma infraestrutura desafiadora e com alto custo de implantação e manutenção. “Com dimensões continentais, o País ainda apresenta grandes desafios relacionados à cobertura e se vê diante da crescente necessidade de redes de acesso que suporte todo esse novo ecossistema de IoT. Atualmente, o Brasil conta com 168 milhões de smartphones em uso. Nos próximos dois anos, estima-se que serão 236 milhões. E os smartphones representam somente uma parte uma parte deste ecossistema. Diante desse contexto e em função das necessidades de consumo e volume de dados, amplitude da cobertura e distâncias territoriais, é preciso fazer uso de distintas tecnologias combinadas como GSM, 3G, 4G, RF, até hoje limitadas e que precisam ser estabelecidas nas cidades e nos campos brasileiros”, afirma Folch.

A everis estabeleceu uma linha estratégica de negócios, chamada everis_IoT, que agrega toda a sua oferta smart e aborda diferentes campos da Internet das Coisas, como Digital Life, Utilities, Logística, Indústria 4.0 e Smarticities. Para isso, conta com uma equipe qualificada e especializada em IoT/M2M para atuar no desenvolvimento de soluções, além de um ecossistema de mais de 30 parceiros tecnológicos para hardwares e soluções baseado na filosofia open-innovation, somando mais de 681 mil dispositivos conectados.

Folck é engenheiro de telecomunicações, graduado em administração e negócios. Sua carreira de mais de 20 anos tem sido intimamente ligada ao mundo das telecomunicações. Entre 2003 e 2007, mudou-se para o Brasil para ser o CEO da everis no País. De 2014 a 2015, também foi vice-presidente da Associação Espanhola de Empresas de Eletrônica, Tecnologia da Informação, Telecomunicações e Conteúdo Digital (AMETIC). Atualmente, é sócio da everis_ IoT.

Tags, , , ,