Tag jovens talentos

Foi dada a largada para o Programa Global Scholars da Cargill

A 5ª edição do Programa Global Scholars, desenvolvido pela Cargill, teve início entre os dias 21 a 24 de agosto, em evento que marca o primeiro encontro dos estudantes selecionados e seus mentores. O encontro contou com uma cerimônia de premiação dos alunos de nove universidades brasileiras que demonstraram excelente desempenho acadêmico e potencial de liderança e receberão apoio financeiro e mentoria pelos próximos dois anos.

Além do valor de 2,5 mil dólares para auxiliar com quaisquer despesas relacionadas à vida acadêmica, os estudantes terão a oportunidade de vivenciar a experiência de liderança por meio de seminários, eventos de networking e um programa de mentoria com executivos da Cargill. Para participar, os alunos matriculados entre o segundo e sexto semestre letivo apresentaram uma média global acima de 7,5 e proficiência na língua inglesa.

João Marco Barros, aluno da Universidade de São Paulo (USP), foi um dos estudantes que tinha esse perfil e agora está participando do Programa Global Scholars. “Posso dizer que os seminários e a convivência com os outros nove estudantes têm agregado muito para minha vida. Entendi que ser líder é encontrar o equilíbrio entre se preocupar com o próximo e ao mesmo tempo atingir objetivos e metas. Certamente sairei dessa experiência muito mais preparado para enfrentar qualquer tipo de desafio”, afirma.

Do mesmo modo, a mentoria também é um dos grandes diferenciais na preparação para o mercado de trabalho. Essa foi uma das inspirações da Luana Rosa de Souza, da Universidade Federal do Paraná, “Quero me tornar uma embaixadora de tudo o que eu aprender aqui e espalhar o conhecimento que adquirir. O acesso a esse tipo de preparação e orientação com executivos de tanta qualidade me diferencia desde já”.

De acordo com Letícia Souza, gerente industrial da unidade de Rio Verde da Cargill, essa troca de experiências de crescimento pessoal e profissional é importante tanto para o aluno quanto para os mentores da Cargill. “No início ser uma mentora parece uma tarefa complicada, já que o conflito de gerações é evidente. Eles são ansiosos, inquietos, querem respostas rápidas e tem muita sede de aprendizado. Com o tempo você vai percebendo que são essas características que os tornam diferentes dos demais e é muito bom poder contribuir com quem tem esse perfil”, finaliza.

Tags, , , ,

Ondas de carreiras promissoras geram armadilhas para jovens na escolha da profissão

Letícia Andrade, Coordenadora de RH da Luandre no Rio de Janeiro, onde atua há mais de cinco anos, faz um alerta sobre a moda das “profissões do momento” que podem levar jovens a decisões equivocadas na escolha da carreira. “No Rio de Janeiro, houve um boom de offshores há 6, 7 anos e era comum ver jovens fazendo o curso de tecnólogo em engenharia de segurança no trabalho para poder se colocar nessas empresas. Além da vantagem de um mercado em expansão, o tempo de estudo era menor. O que se viu depois do “Petrolão”, porém, foi o fechamento dessas empresas e uma debandada de estudantes desses cursos, de forma que quem escolheu a formação de olho apenas no mercado sofreu um grande revés”, explica Letícia.

Por conta de exemplos como esse, as especialistas em colocação profissional aconselham fugir das “ondas do momento”. O mesmo vale para as tais profissões tradicionais, caso o fator de desempate seja apenas o tal do “ganhar bem”.

“O melhor salário é dos profissionais que se destacam”, afirma Larissa Gonçalves, Coordenadora de RH da Luandre, em Jundiaí. “Claro que é importante para o jovem se informar sobre as possibilidades do mercado, se há espaço em sua cidade, em seu país, para exercer a carreira escolhida, mas ele nunca deve bater o martelo mirando apenas isso porque há crise para qualquer setor. O mais importante é estar convicto do caminho profissional que se quer trilhar e o que o fará feliz e realizado”, comenta.

Apesar da visão da especialista em carreiras, o Censo da Educação Superior, divulgado todos os anos pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) confirma que apenas 10 profissões, de uma imensa gama de opções oferecidas em diversas faculdades pelo país, correspondem a quase metade da procura dos recém-saídos do Ensino Médio, ou seja, carreiras tradicionais como direito, engenharia, medicina, administração e pedagogia são as escolhas de 48,3% de todos os estudantes matriculados em um curso de graduação presencial em 2015.

A situação não é nova, em 1993, uma pesquisa sobre escolha de profissões realizada pela Associação de Escolas Particulares mostrava que os estudantes pré-vestibulares preferiam as profissões tradicionais e o mesmo se deu em 1999, segundo levantamento da USP. Aliás, desde a criação do vestibular, em 1977, estes são os cursos mais procurados no Brasil. Um dos poucos pontos fora da curva foi a procura por cursos de Comunicação Social, como jornalismo, no anos 80 e 90, depois da obrigatoriedade do diploma para essa área.

E por que os jovens brasileiros preferem não arriscar na escolha da carreira que, a princípio, será sua provedora de renda no futuro? De acordo com Letícia Andrade há um pragmatismo notório no jovem em busca do primeiro emprego: “percebemos essa preocupação financeira sim, sem dúvida”.

Mas afinal, o que levar em consideração na definição da carreira?

Jovens podem se frustrar ao definirem suas carreiras baseadas em movimentos de mercado não tão consolidados e vislumbrando apenas retornos financeiros. Larissa enfatiza que a escolha não deve ser baseada apenas nestes dois pontos, e que esta é uma decisão que depende principalmente de outros fatores fundamentais. “Analisar o mercado e o quanto cada profissão remunera não deve ser negligenciado, mas estes são fatores que estão longe de ser determinantes para escolha de uma carreira. Avaliar o que o jovem gostaria de ser, de fazer, e a atividade que ele sente que tem maior aptidão para exercer é primordial”, afirma.

O que também pode ajudar os jovens é saber que uma decisão neste momento não é necessariamente definitiva e nem coloca tudo a perder. O amadurecimento profissional faz com que descubram novos caminhos. Não é difícil encontrar quem iniciou sua vida profissional em um função e, em determinado momento, mudou o curso de sua carreira para se sentir mais realizado.

Tags, , , , , , ,

SAP abre inscrições para programa global de treinamento para jovens talentos

As inscrições para o programa de formação e capacitação gratuita de jovens talentos da SAP estão abertas. O SAP´s Young Professional é voltado para graduados nas áreas de tecnologia, engenharia e administração, com até três anos de formados, e que não estejam empregados.

O programa tem duração de três meses e ocorre em São Paulo. Serão duas turmas com 25 selecionados, cada. A primeira terá início em julho e a outra em setembro/outubro. As inscrições vão até 29 de julho ou até que as 50 vagas sejam preenchidas. Os interessados podem se inscrever acessando este link, onde há também mais informações sobre os requisitos para a participação do processo seletivo.

O conteúdo do Young Professional abrange a capacitação em habilidades pessoais e de negócios, além de prover conhecimento sobre tecnologias em nuvem. A agenda inclui, ainda, oficinas de desenvolvimento de competências, como Design Thinking, além de ensinar técnicas de vendas, negociação e habilidades de apresentação e comunicação. A programação também conta com a apresentação de experiências práticas através de exercícios simulados sobre o ciclo de vida de um projeto.

Coordenado pelo SAP Training and Development Institute (SAP TDI), uma organização da SAP que nasceu há quatro anos, em Dubai, a iniciativa já qualificou mais de 760 jovens no Oriente Médio e no norte da África.

Tags, , ,

SAP traz para o Brasil programa global de treinamento para jovens talentos

A SAP traz para o Brasil o programa Young Professional, voltado para a formação e capacitação gratuita de jovens talentos. Coordenado pelo SAP Training and Development Institute (SAP TDI), uma organização da SAP que nasceu há quatro anos, em Dubai, o programa já qualificou mais de 760 jovens graduados no Oriente Médio e no norte da África. A iniciativa também oferece suporte para que os jovens desenvolvam seu potencial como empreendedores.

No Brasil, o programa ocorre em São Paulo e haverá duas turmas. A primeira terá início em julho e a outra em setembro/outubro. Poderão se inscrever apenas estudantes brasileiros com graduação completa (até três anos de formados) e que não estejam empregados. O número de vagas é limitado (25 por turma) e as aulas são gratuitas.

“Queremos proporcionar aos jovens profissionais, com curso superior, treinamentos especiais que vão auxiliá-los a se destacarem no mercado e capacitá-los para que apoiem a Economia Digital no Brasil”, afirma Cristina Palmaka, presidente da SAP Brasil.

O conteúdo do Young Professional abrange a capacitação em habilidades pessoais e de negócios, além de prover conhecimento sobre tecnologias SAP como Analytics, SAP HANA e aplicações em nuvem. A agenda inclui oficinas de desenvolvimento de competências, como Design Thinking, além de ensinar técnicas de vendas, negociação e habilidades de apresentação e comunicação. A programação também conta com a apresentação de experiências práticas através de exercícios simulados sobre o ciclo de vida de um projeto.

Ao término do curso, os participantes poderão obter certificação em um conjunto de soluções da SAP, e estarão formados como Consultores SAP Associados, o que lhes dará uma vantagem competitiva junto a clientes e parceiros da empresa. Os alunos formados, portanto, estarão preparados para ingressar nessas companhias que são parte do ecossistema da SAP, ou mesmo para empreenderem.
“Estamos empenhadas em trabalhar ao lado de instituições públicas e do setor privado para desenvolver a geração Millennials, que vai conduzir a economia da região. Acreditamos que a tecnologia pode transformar a vida de muitas pessoas no Brasil”, salienta Marita Mitschein, diretora executiva do SAP Training and Development Institute.

O processo seletivo será aberto em breve. O alvo são estudantes graduados em áreas como administração, engenharia e tecnologia.

Qualificar agora para crescer no futuro

Atualmente, uma em cada duas pessoas no planeta tem menos de 30 anos. A primeira geração “sempre conectada”, a Millennials, é que a tem a melhor formação educacional da história, mas ainda sofre com altas taxas de desemprego, de acordo com a Organização Internacional do Trabalho (OIT). Cerca de 20% dos jovens no Brasil, com idades entre 15 a 29 anos, não está na escola, no emprego, nem em treinamento. Algumas das principais dificuldades de emprego que os jovens enfrentam são a educação limitada e a falta de competências necessárias.

Em paralelo, todas as organizações estão se tornando cada vez mais dependentes de habilidades técnicas avançadas na emergente Economia Digital. Até 2020, os países enfrentarão a escassez de talentos qualificados e, segundo a McKinsey, será necessário um total de 40 milhões de profissionais altamente capacitados, especialmente em ciências, tecnologia, engenharia e matemática.

Tags, , , , , ,

TCS oferece treinamento em TI para estudantes universitários de São Paulo

A Tata Consultancy Services (TCS), empresa líder em serviços de TI, consultoria e soluções de negócios, anuncia o lançamento de um programa de desenvolvimento de jovens talentos. O projeto visa selecionar e treinar estudantes de cursos tecnólogos e de bacharelado nas áreas de TI e engenharia para o mercado de trabalho. O treinamento terá duração de 3 a 4 semanas, de segunda a sexta-feira, com 8 horas diárias, onde os estudantes passarão por aulas com líderes, gestores e especialistas de diversas áreas de TI. Os principais temas que serão abordados são: ERP, Lógica de Programação Orientada a Objetos, Desenvolvimento de Sistemas (Java e .Net), testes/QA e metodologias (RUP, UML, ITIL e Agile), além de Oracle e SAP, reconhecidas como demandas eminentes para o mercado de tecnologia.

Para participar os candidatos precisam estar cursando a partir do 3º ano ou do 5º semestre dos cursos exigidos, sendo imprescindível inglês avançado. O processo de seleção dos jovens terá 3 etapas. A primeira será a inscrição através do site do Vagas.com no link: http://www.vagas.com.br/v1329195, no período de 31/03 a 30/04, e contará com testes de português, inglês e raciocínio lógico. A segunda fase incluirá dinâmicas de grupo e redação na própria TCS, e a terceira e última será um painel de entrevista com executivos da companhia. Após a avaliação de todos os critérios serão selecionados os 30 finalistas que participação do projeto.

“Decidimos lançar este programa na TCS para melhorar a formação dos jovens que ainda estão nas universidades e escolas técnicas, agregando muito mais conhecimento ao seu currículo e capacitando-os para atenderem às necessidades do mercado, pois o setor está carente de profissionais qualificados”, revela Parameswaran R., Head de Recursos Humanos da TCS Brasil. Ainda de acordo com Parameswaran, há cursos especializados da área de TI que chegam a custar mais de 3 mil reais. “Esses jovens terão uma oportunidade única de serem treinados por especialistas com ampla experiência, sem pagar nada por isso, e com chances reais de conseguirem um emprego ao final do curso”, complementa o head de RH. Todos os participantes receberão um certificado.

Vale ressaltar que pelo segundo ano consecutivo a TCS foi certificada como Top Employer no Brasil e em toda a América Latina. O instituto certifica as empresas que possuem excelentes práticas de Recursos Humanos, que asseguram que os funcionários possam se desenvolver pessoal e profissionalmente.

Tags, , ,