Tag it services

Projeto da Resource gera economia de R$ 1,35 milhão para o governo da Bahia

Nos nove primeiros meses de 2017, o governo do Estado da Bahia economizou R$ 1,35 milhão em sua folha de pagamento graças à entrega da primeira etapa do projeto RH Bahia, desenvolvido e implementado pela Resource, uma das principais e mais bem-sucedidas multinacionais brasileiras de serviços de TI e Integração Digital. O montante representa uma redução mensal de 0,8% no valor bruto médio da folha de pagamento de oito empresas públicas e sociedades de economia do Estado onde o novo sistema foi implementado e que está em uso desde janeiro.

“A implantação é um exemplo claro de como estamos qualificando o gasto com pessoal de modo a viabilizar o investimento em políticas de gestão de pessoal cada vez mais efetivas”, defende Edelvino Góes, Secretário de Administração do Estado, ao explicar que a redução nas despesas com a folha é consequência de um novo padrão de confiabilidade e precisão no processamento dos dados proporcionado pela nova tecnologia.

“O RH Bahia e a automatização dos processos têm nos proporcionado um novo padrão de confiabilidade, pois conseguimos identificar e corrigir muito mais rapidamente eventuais erros e inconsistências”, afirma Adriano Tambone, Superintendente de RH da Secretaria de Administração da Bahia. O executivo cita como exemplo a correção de registros que resultavam em ganhos indevidos de remuneração e falhas relacionadas ao cálculo do adicional por tempo de serviço. “Como cada autarquia tinha a sua própria metodologia, era comum encontrarmos informações equivocadas”, explica Tambone.

“Esse projeto possui diversas particularidades importantes. Para a Resource, significa um grande passo em sua atuação no setor público, para a SAP o pioneirismo da implementação do módulo HCM em um projeto dessa magnitude na área de Recursos Humanos e, para o governo da Bahia, representa o ineditismo da modernização desse setor”, afirma Marcus Piombo, Vice-Presidente de Operações da Resource. Outro diferencial apontado pelo executivo está relacionado às vantagens da automatização dos processos e à centralização na solução, que acaba liberando os servidores para atividades mais estratégicas. “A integração em uma mesma ferramenta gera agilidade e transparência a todas as áreas de atuação da política de Recursos Humanos do Estado, beneficiando diretamente a gestão do gasto público”, diz Piombo.

RH Bahia

O projeto, pioneiro na administração pública brasileira, moderniza a gestão de Recursos Humanos do Estado por meio do módulo Human Capital Management (HCM) do SAP e é uma iniciativa da Secretaria de Administração do Estado da Bahia (Saeb) em parceria com a Companhia de Processamento de Dados do Estado (Prodeb).

A próxima etapa do projeto abrange todos os órgãos da administração pública, autarquias e fundações, com o RH Bahia operando em 417 municípios e em 31 mil locais de trabalho, auxiliando 270 mil servidores de todo o Estado. A estimativa do governo da Bahia é gerar uma redução na folha de pagamento de aproximadamente R$ 7 milhões ao mês – cerca de R$ 90 milhões ao ano. A iniciativa tem como objetivo ainda eliminar o uso do papel em mais de 90% das ações, o que representa uma economia de R$ 4,5 milhões.

Além da qualificação do gasto com pessoal, o RH Bahia trará diversos outros benefícios para a administração pública. Mais de 90% dos processos serão automatizados, o governo baiano contará com mais rapidez para acesso a informações gerenciais, aprimoramento da gestão dos servidores etc. O software permite ainda acesso on-line facilitado a busca e envio de informações, vantagens e benefícios. “A população está cada vez mais exigente em relação aos serviços prestados por órgãos públicos. Investimentos em soluções de tecnologia apresentam-se como excelentes alternativas e é isso que estamos implementando no Governo da Bahia”, completa o Vice-Presidente de Operações da Resource.

Dada a importância e magnitude do projeto – para garantir a implantação do sistema em 53 órgãos, autarquias e fundações do Estado –, uma equipe composta por 100 profissionais atua diretamente em seu desenvolvimento e implementação. A rotina envolve desde o esforço em desenhar, configurar e desenvolver os processos de RH do Estado para customização do SAP até mobilizações e treinamentos para os servidores se familiarizarem com a nova tecnologia.

Tags, , , , , , , ,

IoT: a necessidade de Data Centers preparados para essa revolução

Por Daniel Magalhães, Diretor de Tecnologia da Sonda Ativas

A Internet das Coisas (IoT – Internet of Things) é uma revolução tecnológica que tem como objetivo conectar itens usados no dia a dia à web, causando contínua interação entre objetos e pessoas.

Cada vez mais surgem produtos como eletrodomésticos, meios de transporte e até mesmo maçanetas de porta conectadas à Internet e a outros dispositivos como computadores e smartphones. A ideia é que o mundo físico e o digital se unifiquem, por meio de dispositivos que se comunicam, sendo vantajoso tanto para usuários quanto para as empresas que se tornam mais competitivas e atrativas. Para isso, não é possível pensar em revolução da IoT sem pensar em infraestrutura de Data Center.

De modo geral, a IoT conecta ativos remotos e fornece um fluxo de dados entre o recurso e os sistemas de gerenciamento centralizados. Esses ativos podem ser integrados aos processos organizacionais novos e existentes para fornecer informações sobre o status, localização, funcionalidade e assim por diante.

As empresas podem se utilizar da IoT para diversos fins, como manutenção, design e marketing de produto, logística, manutenção de frota, otimização do atendimento e gestão de carteira de clientes. As informações em tempo real permitem uma compreensão mais exata, cooperando para decisões assertivas, permitindo redução de custos, otimização de processos, aumento de eficiência e produtividade.

O fato é que as implementações de IoT geram grandes quantidades de dados que precisam ser processados e analisados em tempo real, aumentando a proporção das cargas de trabalho de Datas Centers e gerando aos fornecedores novos desafios de segurança, dados, gerenciamento, armazenamento, servidores e rede. Os gerentes de Data Center precisarão implementar gestão de capacidade voltada para no futuro atenderem proativamente as prioridades comerciais associadas à IoT.

De acordo com pesquisas, a capacidade instalada de provedores de Data Center consumida pelas cargas de trabalho da IoT vai aumentar cerca de 750% até 2019. Os investimentos em plataformas hospedadas em centros de dados serão fundamentais para cumprir a promessa de Internet das Coisas em qualquer hora, lugar e a partir de qualquer modelo de conectividade.

A IoT em breve se tornará o motor de expansão de Data Centers, acelerando a transição da infraestrutura tradicional para Nuvem e movimentando de forma ainda mais acelerada a evolução desse segmento.

Tags, , , ,

ServiceAide busca parceiros em toda a América Latina

A ServiceAide, multinacional fornecedora de soluções de gerenciamento de serviços de TI, anuncia, após sua chegada na América Latina em 2017, a expansão de suas operações e já busca estabelecer novas parcerias por toda região.

Com um planejamento pioneiro entre suas filiais, a ServiceAide Latam estabeleceu uma estratégia latino-americana de vendas 100% por meio de canais, propondo aos seus parceiros a oportunidade de vender serviços associados, tais como treinamento, implementação e administração da solução para seus clientes finais.

“Já estabelecemos parcerias em alguns dos principais países da América Latina, entre eles México, Colômbia, Argentina, Chile, Peru, Equador e Venezuela. Começamos no mês de junho uma operação da ServiceAide também no Peru, por ser uma posição central na América Latina, para suportar os países de língua espanhola”, explica Daniel Sasajima, que está à frente da região e assume o cargo de diretor geral para a América Latina da ServiceAide.

A empresa possui atualmente oito canais no Brasil, que majoritariamente seguem o modelo MSP (Provedor de Serviços Gerenciados), mas o objetivo da empresa para o primeiro ano de operação no País é dobrar este número e conquistar também parceiros com diferentes perfis: operadoras, ISPs e revendas em geral. Já na América Latina, a companhia possui 15 canais e a meta também é dobrar este número com parceiros MSPs e revendas. Hoje, a ServiceAide já provê suporte em língua portuguesa para atendimento exclusivo ao Brasil e hispânica para suporte aos demais países.

Em relação às prioridades geográficas, a companhia no Brasil dá destaque as regiões Sul, Sudeste e Nordeste, e, nos demais países latino americanos, a ServiceAide procura firmar novas parcerias na Colômbia, Chile, Peru, Argentina, Equador e México.

A ServiceAide quer consolidar sua relação com seus canais e, para isso, dá início a uma série de treinamentos in loco (onde os canais estão) e provê também ferramentas de capacitação à distância. “Ao mesmo tempo que temos uma solução altamente escalável, com capacidade para atender grandes operações de TI, nossa arquitetura Hyper-SaaS nos permite oferecer a solução por um custo atrativo também para pequenas operações, com a mesma alta performance e disponibilidade”, explica Sasajima.

Tags, ,

SONDA anuncia estratégia de computação cognitiva para Utilities

A SONDA, maior companhia latino-americana de soluções e serviços de tecnologia, anuncia a sua estratégia para o uso da computação cognitiva no setor de utilities. Focada inicialmente em empresas ligadas à distribuição de energia, a iniciativa é voltada para a automação do processo de atendimento ao cliente, como também para aprimorar as soluções já tradicionais destinadas a este mercado.

A proposta visa aplicar os conceitos da computação cognitiva em serviços mais recorrentes de atendimento ao público, tais como emissão de segunda via de boleto, pedido de ligação, medição de tensão, religação e alteração de data de vencimento. “São demandas mais latentes e que utilizam algo que está um pouco mais maduro na cognição, que é a conversação ou linguagem natural, como alguns fabricantes chamam”, explica Richard Natal, diretor responsável pelas iniciativas de cognição para Utilities da SONDA.

Além de apoiar o mercado de Utilities rumo à evolução digital, a SONDA quer promover os benefícios trazidos pela inteligência artificial sob a perspectiva de redução de custos, de diminuição de erros e de previsibilidade de resultados. “As concessionárias estão de olho em soluções que incentivam a economia financeira no setor de atendimento por conta dos altos custos gerados nesta área”, completa Natal.

Para se ter ideia, segundo o relatório do Information Services Group (IS), a RPA Robótica de Processos (RPA) tem permitido que empresas executem processos de negócios de cinco a dez vezes mais rápidos, utilizando 37% a menos os recursos, em média. Este impacto positivo impulsiona o setor e a estimativa é que até 2050, 80% das atividades realizadas por humanos sejam automatizadas. A SONDA ressalta que a sua iniciativa não subsistiu totalmente a mão de obra humana nos processos, mas isenta as pessoas de realizarem trabalhos repetitivos, além de criar novas necessidades na relação homem-máquina e, consequentemente, novos postos e funções de trabalho.

A nova frente contempla parte do plano de investimento da SONDA para seu crescimento orgânico, que representa US$ 280 milhões dos US$ 790 milhões anunciados para o biênio de 2016 a 2018.

Somente o núcleo de Utilities da Sonda compreende o atendimento de mais de 12 milhões de unidades consumidoras, o que representa aproximadamente 48 milhões de habitantes, um número que a habilita desenvolver produtos aderentes às necessidades de mercado em virtude de seu amplo conhecimento do setor.

Tags, ,

T-Systems Brasil e FIAP anunciam parceria para o Innovation Challenge 2017

A T-Systems Brasil, provedora alemã com amplo portfólio digital de soluções e serviços de TI, acaba de anunciar uma parceria com a FIAP, um dos centros de excelência em tecnologia mais respeitados do País. A ação vai alavancar a edição 2017 do Innovation Challenge, iniciativa que desafia os alunos da instituição a desenvolverem novas soluções para o mercado.

Com o objetivo de oferecer aos estudantes uma experiência diferenciada, o Innovation Challenge é, na prática, um programa de empreendedorismo e inovação. Os participantes formarão equipes e competirão em um desafio no qual deverão criar ideias e soluções e concorrer ao prêmio de melhor projeto de inovação do ano letivo.

Para a edição deste ano, a T-Systems apresentou o desafio Smart Factory aos cerca de 250 alunos do 1º ano dos cursos de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Divididos em grupos de cinco pessoas, eles deverão desenvolver um software que simule um processo de produção industrial, desde a entrada do pedido até a chegada do produto ao estoque, passando pela escolha dos fornecedores e pela fabricação.

“Todo o processo terá que ser apresentado em um portal acessível por qualquer dispositivo. Eles deverão utilizar o conceito de mobilidade”, explica Luis Fernando Tadei, head de Digital Transformation da T-Systems Brasil. Ele lembra que os projetos serão avaliados seguindo os critérios de lógica, desenvolvimento e integração com ambientes SAP e não-SAP e que, para a apresentação do desafio, executivos da T-Systems realizaram quatro reuniões com os estudantes ao longo do mês de maio.

Eliminatórias

Apresentado o desafio, os alunos da FIAP poderão desenvolver seus projetos entre os meses de junho e outubro. Tadei e Fernando Vidoi, gerente de inovação da T-Systems Brasil, serão os responsáveis pelo acompanhamento do todo o processo de criação das soluções apresentadas. Parte desse processo envolve a realização de encontros mensais com os grupos, que receberão mentoria dos executivos. “O objetivo destes encontros é tirar dúvidas, trocar ideias e dar foco aos projetos”, explica Tadei.

Entre os dias 23 e 25 de outubro, serão eleitos os 10 melhores projetos e, no dia 26 de outubro, uma banca formada por gestores da T-Systems Brasil irá analisar os finalistas, anunciando os três melhores. Nesta fase, o grupo vencedor receberá bolsas de estágio para seus integrantes, válidas a partir do início de 2018. Já as equipes que ficarem em segundo e terceiro lugar ganharão camisetas e mochilas, respectivamente.

Para Rita de Cássia Rodrigues, coordenadora de graduação da FIAP, o Innovation Challenge é uma oportunidade de interação entre os alunos da instituição e o mercado. “De um lado, o desafio estimula a transferência de cultura entre os jovens e as empresas e, de outro, estas têm acesso a novos talentos”, afirma.

Ao final do processo, os três melhores projetos serão premiados no FIAP Next, festival de tecnologia realizado anualmente pela FIAP, e também serão submetidos a análise de investidores, onde poderão participar do Startup One, onde os projetos se transformam em startups. O grupo vencedor recebe bolsas de estudo, para um curso de empreendedorismo, no Babson College (EUA).

Tags, , , , ,

Qualityware reestrutura gestão, volta a crescer e ganha novos mercados em IT services

Verona

A crise econômica afetou muitas empresas, que acabaram reduzindo seus investimentos em tecnologia da informação. Houve uma mudança muito grande no tipo de demanda do mercado, com projetos menores, apenas para manutenção do ambiente. Esse compasso de espera foi devastador, principalmente para o segmento de infraestrutura de TI.

Para superar a crise e voltar a crescer, a Qualityware reavaliou processos internos, habilidades, capacidades e competências e decidiu buscar, no mercado, um profissional capaz de gerar as mudanças necessárias para que a empresa mantivesse sua posição de liderança em infraestrutura e crescesse nas ofertas de IT Services.

Após algumas avaliações, com o aval dos sócios, foi contratado Luís Antônio Verona como CEO para realizar as transformações necessárias na gestão da empresa.

A entrada do novo executivo permitiu que os sócios e diretores focassem no que sabem fazer de melhor: atendimento aos clientes e criação de soluções realmente alinhadas com suas necessidades.

“A entrada do Verona permitiu que eu cuidasse da área comercial de forma mais eficaz. Minha atenção, agora, está totalmente voltada ao negócio”, afirma Bruno Perboni, Diretor Comercial.

Marcelo Piuma, Diretor de Marketing, explica que acumulava atividades das áreas comercial também. “Agora, tenho atuado somente no marketing, criando um ambiente de atendimento realmente diferenciado para nossos clientes”, comemora.

“O Verona tem nos trazido novas ideias e melhorado muito nossos processos internos, permitindo que sejamos mais ágeis e eficazes na resposta às necessidades de nossos clientes”, completa Cassio Cardoso, Diretor de Operações.

Os resultados já começaram a aparecer: O 1o trimestre da Qualityware, em 2017, foi o melhor em 2 anos. Esse resultado veio da soma de alguns fatores: grandes clientes privados voltaram com seus investimentos, houve uma retomada consistente das contratações pelo mercado público e novos clientes foram conquistados.

A Qualityware apresenta um novo conceito no atendimento que é “vender tranquilidade”. Esse reposicionamento tem se mostrado muito alinhado com o mercado, que deseja soluções tecnológicas que tragam estabilidade, segurança e tranquilidade para suas operações.

Outra grande transformação foi a criação da área de P&D com a tarefa de buscar e desenvolver soluções inovadoras, focadas na transformação digital que atinge praticamente todas as empresas. Devido aos grandes clientes na área industrial, a Qualityware tem investido em pesquisa para soluções de IoT, primordial para a nova revolução industrial, a chamada Indústria 4.0.

Luís Antônio Verona afirma que a Qualityware tem um grande potencial para ser referência nacional, não só em infraestrutura de TI como também em IT Services. “Aceitei o desafio por realmente acreditar que a equipe tem toda a competência para isso, só precisamos organizar alguns fluxos que,antes, não estavam totalmente alinhados ao novo posicionamento por não existir uma pessoa focada nessa transformação. Esse é meu objetivo”, explica o CEO.

Tags, , , , ,

Engineering do Brasil busca ampliar sua atuação no mercado brasileiro em 2017

A Engineering – multinacional italiana fornecedora de soluções e serviços de TI, está entre as maiores empresas de TI na Europa e sendo um player global, quer ampliar a sua participação no mercado brasileiro. Atuando fortemente em Business Integration, Consultoria, Softwares e Outsourcing, tem presença consolidada em todos os mercados verticais e opera principalmente em cinco unidades de negócios: Telecomunicações, Indústria & Serviços, Finanças, Administração Pública & Saúde e Transporte & Trânsito. Possui expertise tecnológica, profundo conhecimento dos processos, forte relacionamento com o cliente, criando assim, soluções personalizadas e aderentes às necessidades. Está presente em países como Argentina, Espanha, Bélgica, Noruega, Alemanha, EUA e Sérvia.

No Brasil desde 2008, a Engineering é referência em competência de negócios e visão integrada de tecnologias e soluções. Com projetos em mais de 150 grandes clientes e mais de 600 funcionários, a empresa possui escritórios nas principais cidades do Brasil: Belo Horizonte, Curitiba, Rio de Janeiro, São Paulo, Santo André e Vitória, além de uma filial na capital Argentina, Buenos Aires.

Atendendo a grandes organizações empresariais, órgãos governamentais, prefeituras, gigantes da telecomunicação, empresas do setor privado, indústrias automobilísticas e grandes fornecedoras de água e energia, a Engineering do Brasil trabalha em um modelo de negócio que cria valores tangíveis ao longo de toda sua cadeia de fornecimento.

Entre seus principais projetos estão a implementação de ERP, Soluções Fiscais, VAS, WFM (Work Force Management), soluções para o ramo de Telecomunicações, Energia & Utilities, Mobilidade Urbana & Trânsito, Soluções Paperless para gestão de documentos e Automação Industrial – Indústria 4.0 e Internet das Coisas, entre outras.

Desde janeiro de 2016, a Engineering do Brasil está sob novo comando, com o italiano Filippo Di Cesare. “Por oferecer uma ampla gama de soluções em softwares e serviços, somos a melhor escolha para as empresas que desejam entender e se destacar na era da Transformação Digital. Mais do que fornecedores, nós atuamos como parceiros, que conhecem no detalhe o negócio do cliente, e com o domínio da tecnologia, podemos planejar e desenvolver uma estratégia de TI que seja altamente eficaz em atender as necessidades do cliente. ”, explica o presidente.

Como uma forma de aumentar a visibilidade da marca e torná-la mais próxima do público, a Engineering do Brasil participará de três dos principais encontros de tecnologia do país: o IT Forum +, em agosto; o SAP Forum Brasil, em setembro; o IT Forum Expo, em novembro; entre outros.

“Vivemos um momento único na nossa história, com a TI sendo responsável por levar a inovação para todos os patamares das empresas e entendemos nosso papel de fornecedor de soluções tecnológicas inovadoras, como uma grande responsabilidade. A interação que temos com os nossos clientes, nos permite participar de sua jornada digital, contribuindo para que continuem líderes de seus segmentos no futuro, e aproveitem todas as oportunidades que a evolução tecnológica pode trazer para o seu negócio”, comenta o presidente.

Tags, , , , , ,

SONDA anuncia diretoria executiva especialista de vendas

Para reforçar a presença de seu portfolio de soluções em projetos especializados nas plataformas Fiscais, SAP, Cisco e Dell, a SONDA, maior companhia latino-americana de soluções e serviços de tecnologia, anuncia a nova diretoria executiva especialista de vendas.

A estratégia de intensificar a especialização da SONDA em soluções faz parte do plano desenvolvido pelo vice-presidente de vendas da companhia, Jorge Toda, que tem como um dos objetivos levar a melhor solução e custo benefício ao cliente por meio do vasto portfólio.

Para ampliar as vendas de soluções SAP, a integradora anuncia a contratação de Manuel Bueno Gomez (Manolo), que assume a diretoria para ampliar os projetos da desenvolvedora com foco nas tecnologias S4 Hana e TDF (Tax Declaration Framework).

Em projetos de infraestrutura, a SONDA está nomeando José Camargo, que atua desde 2004 na operação e tem como foco posicionar a integradora em projetos de rede de dados, WiFi, Colaboração, Telecom e Data Center.

Para o reforço nas vendas de soluções fiscais, quem fica a cargo da diretoria comercial é Denilson Ianaconi, que assume a posição para promover uma venda especialista e consultiva, alavancando a presença das tecnologias proprietárias tanto na base de clientes, quanto em novos mercados, o que inclui expandir regionalmente a estratégia.

“Queremos focar no atendimento à necessidade de cada organização e, para isso, aproveitaremos o potencial conhecimento da indústria de software, que faz parte de nosso portfolio, assim como a expertise da nossa área de desenvolvimento. A premissa é agregar valor ao cliente e manter uma relação de longo prazo”, finaliza Toda.

Tags, , , ,

Algar Tech implanta Programa de Ética e Compliance

Com o objetivo de reforçar a transparência, a integridade e o compromisso com todos os stakeholders e a sociedade, a Algar Tech, multinacional brasileira que oferece soluções de Gestão de Clientes e Gestão de Serviços de TIC, implantou um Programa de Ética e Compliance. Além de assegurar o cumprimento de todas as imposições dos órgãos de regulamentação, as práticas visam garantir a conformidade dos processos e fluxos de trabalho, a devida execução das políticas internas e a aderência ao Código de Conduta da companhia.

O Programa contempla as melhores práticas de ética e compliance e abrange todas as esferas – trabalhista, fiscal, contábil, financeira, ambiental, jurídica, previdenciária – nos países onde a Algar Tech estiver presente. A estruturação considera três aspectos: prevenção (código de conduta, comunicação, capacitação, análise de riscos, etc.); detecção (ouvidoria e autorias interna e externa); e reação (remediação, planos de ação e melhorias).

De acordo com a ouvidora da Algar Tech, Lucia Farias, o cenário legal no Brasil e na América Latina, em especial a Lei Anticorrupção – que pune empresas e seus colaboradores por atos de corrupção contra a administração pública –, serve como alicerce para as empresas que pretendem garantir a solidez nos relacionamentos e perenidade nos negócios. Porém, é necessário que a companhia efetivamente execute somente negócios e relacionamentos éticos, para assegurar o cumprimento das normas estabelecidas.

“Estamos investindo maciçamente em comunicação e cursos, para que o programa seja efetivamente incorporado à cultura da empresa. Além disso, vamos incentivar que as denúncias de irregularidades sejam sempre registradas na Ouvidoria, para que tudo fique consolidado em compliance e possa haver visão globalizada, facilitando a governabilidade”, afirmou Farias.

Os cursos sobre o Código de Conduta, Segurança da Informação e a Política de Gestão de Consequência são aplicados na modalidade a distância. “O EAD facilita o alcance e possibilita que o curso seja bastante interativo. Com essa dinâmica, conseguimos fazer a gestão de todo o processo, incluindo a necessidade de reciclagem depois de algum tempo de conclusão”, destacou a ouvidora.

Mapeamento e mitigação de riscos

Ainda segundo Faria, o Programa de Ética e Compliance vai possibilitar que seja realizado um mapeamento de riscos na Algar Tech. Vamos englobar não somente incidentes relacionados à corrupção, mas também riscos financeiros, de infraestrutura e assédio moral, etc. Assim, poderemos mitigá-los e agir preventivamente”, concluiu.

Tags, , ,

Resource anuncia novo Diretor Regional para o Nordeste

A Resource, uma das principais e mais bem-sucedidas empresas brasileiras de serviços de TI, anuncia Fernando Perez como novo Diretor Regional para o Nordeste. O executivo, que possui mais de 25 anos de experiência no mercado de TI, assume o cargo com o objetivo de ampliar os bons resultados que a companhia vem registrando na região, principalmente nos Estados onde a Resource possui escritórios: Bahia, Pernambuco e Ceará. Em 2016, a Resource Nordeste registrou 10% de aumento em seu faturamento e a meta para este ano é crescer pelo menos três vezes mais.

“Estou muito entusiasmado em fazer parte dessa equipe nessa nova etapa em minha carreira. A Resource é uma grande integradora brasileira líder em transformação digital com inúmeros diferenciais, entre eles um amplo e diversificado portfólio e expertise no mercado de tecnologia como um todo, além de contar com um escritório no Vale do Silício. Espero ampliar ainda mais o desempenho da empresa localmente”, afirma Fernando Perez.

Além de ser responsável pela elevação dos resultados, o executivo irá liderar a equipe em grandes contratos que a Resource possui. Em Salvador, por exemplo, a companhia acaba de entregar a primeira fase do projeto RH Bahia, em uma iniciativa pioneira e inovadora do Governo do Estado. A solução da SAP – módulo HCM (Human Capital Management) – que a empresa implementou na Secretaria de Administração do Estado da Bahia (Saeb) tem como objetivo profissionalizar e modernizar a gestão de Recursos Humanos, proporcionando mais agilidade, segurança e transparência para aproximadamente 250 mil servidores públicos.

No Ceará, vale destacar a fábrica de software e as atividades que a multinacional realiza desde 2015 no Banco do Nordeste. “Quero levar para o mercado nordestino este perfil digital que a Resource tem, ou seja, mostrar nossa capacidade de inovação e transformação digital utilizando tecnologias como portais, aplicativos móveis, CRM, Analitycs e ‘Automation as a Service’ (com BringTo)”, diz o executivo. “Também incluí no meu planejamento a organização e apoio a eventos locais junto às comunidades de TI, além de ações de marketing com parceiros”, completa Perez.

Com MBA em Formação de Consultores em TI pela Universidade Salvador (Unifacs) e pós-graduação em Sistemas Distribuídos pela Universidade Católica do Salvador, Perez é bacharel em Informática pela Universidade Federal da Bahia. Ao longo de seus 25 anos de experiência, o executivo já ocupou cargos de liderança estratégica em outras empresas de Tecnologia da Informação como CPM Braxis CapGemini e Solutis Tecnologias, tendo atuado em diferentes mercados como região Nordeste e os estados de Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Tags, ,

T-Systems Brasil vai ampliar data center próprio em 2017

A T-Systems, provedora alemã com amplo portfólio digital de soluções e serviços de TI, com destaque no Brasil em consultoria SAP, desenvolvimento e sustentação de sistemas/AMS, plataforma cloud privada e IoT, vai ampliar o seu data center localizado em Barueri (São Paulo) em 2017. O movimento, que vai contar com investimentos de R$ 20 milhões, tem o objetivo de manter os índices de crescimento da base de clientes cloud da companhia.

Ideval Munhoz, presidente da T-Systems Brasil, lembra que 2016 foi um ano de aprendizado e que, apesar da instabilidade, os resultados conquistados pela empresa foram positivos. “O primeiro trimestre foi de incertezas, mas depois do terceiro trimestre, o mercado corporativo começou efetivamente a enxergar um horizonte”, afirma. Com isso, muitos projetos foram reavaliados ou retomados, fazendo com que diversos contratos fossem concretizados no final do ano. “Isso não ocorreu no mesmo volume de 2015, mas o quarto trimestre foi o melhor do ano, além de trazer uma série de novos negócios que serão fechados este ano”, revela.

Munhoz ressalta que a grande maioria destes contratos sãodirecionados para a plataforma em nuvem da T-Systems, resultado dos investimentos feitos pela companhia ao longo dos últimos anos. “Outro grande movimento, e que também depende de nosso data center, é para a plataforma SAP que temos hoje, já com várias implementações concluídas”, afirma.

Data center

Para atender ao crescimento desta demanda, a T-Systems Brasil segue ampliando seu data center, o T-Center. Localizado em Barueri (SP), o data center conta hoje com 1.800 metros quadrados. Guilherme Barreiro, executivo responsável por Data Center e Cloud na T-Systems do Brasil e na região Américas, lembra que ele foi construído de forma modular. “Os primeiros 600 metros quadrados foram entregues em 2011 e as salas seguintes foram entregues de acordo com o crescimento da demanda”, diz, lembrando que os últimos 600 metros quadrados foram entregues em maio de 2016.

Para chegar ao status atual, o T-Center vem recebendo investimentos constantes. Foram R$ 50 milhões para sua criação, em 2011. “No ano passado foram investidos R$ 25 milhões em sua ampliação e, para este ano, estão previstos mais R$ 20 milhões”, revela Barreiro. Ao todo, o data center atende hoje mais de 50 clientes, todos empresas. Neste grupo, há clientes globais da companhia, como BAT, Shell e Thyssengroup e outros locais, como Qualicorp, Kroton, Líder Magazine, Casa&Vídeo e Grupo ABC.

O T-Center tem certificação tier III desde 2011 e conta com todas as suas camadas de segurança certificadas pela Kroll. “Além de todo o investimento na expansão, nos últimos dois anos investimos cerca de R$ 10 milhões na melhoria de itens como segurança e eficiência energética. Com tudo isso, nosso business plan para os próximos quatro anos já prevê a análise de futuras possibilidades de expansão”, revela Barreiro.

Posicionamento

A expansão é parte importante da estratégia da T-Systems Brasil, que vem se posicionando para ajudar seus clientes na chamada transformação digital. “Somos hoje fortes parceiros de nossos clientes em projetos onde se definem novas arquiteturas de sistemas e na implementação destas soluções”, lembra Munhoz. Para o presidente da T-Systems Brasil, o grande desafio enfrentado pelas empresas brasileiras hoje é definir quando e como utilizar a arquitetura cloud. “Nosso papel é trabalhar como efetivo integrador para ajuda-los lá na frente e por isso nos preparamos para sermos o fornecedor que vai integrar todas as suas áreas de negócios, porque esta transformação não envolve apenas uma área ou solução”, lembra.

Com este cenário, Munhoz acredita que, em 2017, a T-Systems deve superar as previsões de analistas, atingindo média de crescimento de dois dígitos no Brasil. “Isso em função de empresas que precisam buscar competitividade, revisar e otimizar processos e buscar o efetivo benefício da tecnologia em seus negócios apoiando nossos clientes na Transformação Digital”, conclui.

Tags, ,

Stefanini anuncia novo CEO para as regiões da América do Norte e Ásica-Pacífico

A Stefanini anuncia Spencer Gracias como o novo CEO para América do Norte e Ásia-Pacífico. O executivo atuou em empresas como Whirpool, CPFL, TV Globo, General Motors, ABN Amro, Santander, entre outras, contribuindo para o crescimento de todas elas por meio da tecnologia. Sua experiência inclui a implementação de processos globais para infraestrutura distribuída, ambientes de aplicativos e governança.

Baseado em Detroit, Michigan, na sede da Stefanini na América do Norte, Spencer Gracias tem como missão implementar um plano estratégico que reforce o objetivo da Stefanini de atuar como agente de transformação digital para os clientes. “Queremos estreitar cada vez mais a relação com nossos clientes, compreendendo seus principais desafios para atuar em parceria, oferecendo soluções que atendam os seus objetivos de negócios”, disse Gracias.

Antenada às principais tendências tecnológicas, a Stefanini construiu uma oferta robusta para promover a transformação digital de seus clientes, incluindo eficiência operacional, Internet das Coisas (IoT) e a computação em nuvem. “Por meio de uma forte parceria, somos capazes de reconhecer as dores do cliente e demonstrar como a tecnologia pode ajudá-los”, destaca no novo CEO para América do Norte e Ásia Pacífico.

Estratégia de crescimento

No mês passado, a Stefanini anunciou investimentos na América do Norte e na Ásia-Pacífico com o objetivo de crescer 25% nessas regiões até 2020. Para alcançar essa meta, a empresa está investindo em soluções que ajudarão os clientes a promover a transformação digital em suas companhias.

“Estou certo de que Spencer Gracias tem capacidade, experiência e energia para colocar em prática esse plano de crescimento”, disse Marco Stefanini, fundador e CEO global da Stefanini. Para ajudar seus clientes no processo de transformação digital, a Stefanini reúne as últimas novidades em inteligência cognitiva, plataformas de fidelização de clientes, robótica e BPO, entre outras. Todas as soluções da Stefanini podem ser conectadas, garantindo uma oferta inovadora que eleva o nível de excelência com redução de custos.

Mudanças físicas também estão ocorrendo em vários escritórios. A previsão é de que a nova sede da Stefanini em Detroit seja inagurada até o final do primeiro semestre deste ano. A mudança de escritório faz parte da estratégia global de crescimento da multinacional brasileira, presente atualmente em 39 países.

A nova sede da Stefanini em Detroit contará com o primeiro Inovation Center da companhia nos Estados Unidos, reiterando sua cultura de inovação, além de trazer uma série de benefícios para seus funcionários, parcerios e comunidade.

“A América do Norte é o maior mercado consumidor de tecnologia no mundo e um dos grandes promotores da inovação. Desde que iniciamos nossa atuação nos Estados Unidos, em 2001, trabalhamos para ampliar nossas operações locais, o que inclui a possibilidade de adquirir uma empresa que esteja alinhada com nossa estratégia de criar uma presença mais forte na era digital”, complementa Marco Stefanini.

Tags, , , , ,

T-Systems é líder europeia em serviços gerenciados

A T-Systems, provedora alemã com amplo portfólio digital de soluções e serviços de TI, acaba de ser reconhecida pelo Gartner como líder no mercado europeu de serviços gerenciados para ambientes de trabalho. Este foi o primeiro quadrante mágico organizado pelo instituto de pesquisas para este segmento e a T-Systems foi reconhecida por conta da solução Dynamic Workplace que oferece, entre outros serviços, áreas de trabalho a partir da nuvem.

Para organizar o quadrante, o Garner estudou e comparou as ofertas em nuvem de 15 diferentes fornecedores, incluindo o suporte oferecido. “Este resultado confirma nossa estratégia. Vamos continuar reforçando nossa oferta, que ajuda as empresas a trabalharem com mais eficiência e produtividade”, afirma Stefan Bucher, head da divisão de TI da T-Systems International.

O executivo lembra que, com o uso do Dynamic Workplace, os clientes podem adicionar novos funcionários à infraestrutura de TI, definindo de forma rápida seus papeis e níveis de autorização. Com o uso da solução, as empresas podem obter áreas de trabalho a partir da nuvem da T-Systems com o toque de um botão. De acordo com Bucher, as empresas usuários se beneficiam não apenas do modelo de pagamento por uso, mas também de serviços de desktop modernos e atualizados graças a entrega centralizada de dados e software, reduzindo custos de TI e esforçoas de gerenciamento.

Os serviços oferecidos pela plataforma Dynamic Workplace suportam uma grande gama de demandas, como migrações, integração com o legado, conceito de BYOD e soluções específicas de proteção. A T-Systems também provê o Office 365 a partir de seu próprio data center, na Alemanha.

Além disso, todos os serviços podem ser utilizados em diversos equipamentos, isso porque os dados e programas estão disponíveis em todo o lugar, todo o tempo, em notebooks, smartphones e tablets.

A T-Systems garante ainda a máxima segurança de seus data centers na Alemanha. Os clientes podem definir, por exemplo, que aplicativos e dados podem ser acessados, dependendo do equipamento e da metodologia de acesso que eles utilizem.

Tags, , ,

Dimension Data lança serviços de nuvem gerenciada para Microsoft

A Dimension Data, multinacional focada em serviços de tecnologia da informação e provedora de soluções de planejamento, anuncia o lançamento dos Serviços de Nuvem Gerenciada para Microsoft. A nova oferta oferece às organizações um serviço gerenciado baseado na nuvem para Microsoft Exchange, SharePoint, Skype para Negócios e Office 365, implementados na nuvem pública, on-premise, em uma nuvem privada ou como modelo híbrido. Combinado com seus serviços de planejamento e implementação, a Dimension Data agora provê aos seus clientes um serviço gerenciado completo fim a fim, com os benefícios adicionais de atender às necessidades específicas de segurança e de compliance dos clientes.

Com base em estatísticas apresentadas durante a conferência dos resultados do Q3 de 2016 da Microsoft, há mais de 70 milhões de usuários ativos mensais do Microsoft Office 365. Além disso, o *Microsoft Office 365 é uma das soluções de tecnologia com crescimento mais rápido no setor corporativo atualmente.

De acordo com Tony Walt, Executivo da área de Computação para Usuário Final da Dimension Data, para essas soluções de produtividade serem eficazes em um ambiente empresarial, elas precisam ser gerenciadas e suportadas. Entretanto, gerenciar a complexidade administrativa e extrair o valor total de cada uma das aplicações ao mesmo tempo é um desafio para os CIOs e para as empresas hoje em dia.

“Com a suíte de aplicações de produtividade na nuvem cheia de recursos tornando-se a base para as organizações migrarem para os negócios digitais, os Serviços de Nuvem Gerenciada da Dimension Data para Microsoft e a plataforma de gerenciamento de Software como um Serviço Cloud Control são um divisor de águas. Eles estão revolucionando a automação e o gerenciamento das mensagens e da colaboração corporativa da Microsoft. Os Serviços de Nuvem Gerenciada para Microsoft fornecem a tecnologia e os recursos necessários para planejar, implementar e gerir a suíte de mensagens e colaboração Microsoft, garantindo que a complexidade inerente a um ambiente integrado seja tratada perfeitamente, ao mesmo tempo que a flexibilidade para crescer e se adaptar à migração para a nuvem seja garantida”, disse Walt.

Os Serviços de Nuvem Gerenciada para Microsoft são uma solução que gerencia a automação e a gestão das aplicações de mensagens e de colaboração da Microsoft. Cloud Control?, a plataforma administrativa da Dimension Data, possibilita que representantes de help desk realizem tarefas para resolver problemas que normalmente exigiriam a escalação de administradores de segundo ou terceiro nível, entregando custos reduzidos e garantindo a satisfação do cliente.

Os Serviços de Nuvem Gerenciada para Microsoft baseiam-se na expertise da Dimension Data nas soluções de produtividade da Microsoft. A empresa implementou mais de 1 milhão de assinaturas do Office 365 globalmente, mais de 1,5 milhão de assinaturas Exchange on-premise e 2 milhões de assinaturas Exchange baseadas na nuvem. A Dimension Data também completou mais de 400 projetos de SharePoint e mais de 500 projetos de Skype para Negócios mundialmente.

“Nós combinamos mais de 25 anos de experiência na entrega de soluções e serviços gerenciados Microsoft com nossas próprias ferramentas de gestão e propriedade intelectual”, disse Phil Aldrich, Diretor da área de Computação para Usuário Final da Dimension Data. “Os Serviços de Nuvem Gerenciada para Microsoft fornecem aos nossos clientes o melhor dos dois mundos; entregando desempenho e gerenciamento corporativo para cargas de trabalho Microsoft com a flexibilidade e escalabilidade da nuvem.”

O serviço está sendo lançado globalmente para atender às necessidades da base mundial de clientes da Dimension Data. Clique aqui para mais informações.

*O “Office 365” da Microsoft refere-se a planos de assinatura que incluem acesso a aplicações Office, além de outros serviços de produtividade que são possibiltados pela internet (serviços de nuvem).

Tags, , , , , , ,

T-Systems desenvolve plataforma específica para desenvolvedores de software

A T-Systems, provedora alemã com amplo portfólio digital de soluções e serviços de TI, acaba de disponibilizar uma nova modalidade de sua ferramenta digital para desenvolvedores de software, a AppAgile. Trata-se de uma plataforma de desenvolvimento pronta para aplicações de negócio e data analytics baseada em nuvem, que agora será oferecida por meio da Microsoft Azure.

A AppAgile Azure Hybrid está disponível na Alemanha a partir da nuvem da Microsoft e, globalmente, como plataforma como serviço (PaaS) modular, oferecida a partir da plataforma Red Hat Open Shift.

A partir de sua nuvem na Alemanha, a Microsoft oferece serviços Azure para data centers daquele país, garantindo que os dados de clientes são processados e armazenados localmente. Nestes casos, o acesso aos dados é administrado pela T-Systems, de modo que o acesso externo aos dados só pode ser autorizado por ela ou pelos clientes.

A abordagem oferecida pela AppAgile Hybrid permite aos clientes combinar aplicações críticas com ofertas públicas em nuvem, sem abrir mão do controle total de seus dados. Para isso, tanto a AppAgile Azure Hybrid como a plataforma de serviços são oferecidos em um pacote de serviços gerenciados fim a fim, com um único acordo de nível de serviço (SLA).

A T-Systems desenvovleu a solução em parceria com a Red Hat e com a Microsoft. Esta combinação garante a criação de uma oferta global com máxima escalabilidade e disponibilidade. O foco da oferta é o mercado corporartivo, mais especificamwente as empresas que tenham desenvolvimento intenso de tecnologias disruptivas, como nuvem móvel, análise de dados ou internet das coisas. Nestes casos, as companhias podem utilizar as tecnologias em nuvem com segurança, combinando-as com seus próprioas processos de negócios.

AppAgile

A AppAgile é uma oferta de plataforma como serviço modular que combina platadformas de desenvolvimento técnico com aplicações de negócios na nuvem. Com a AppAgile, a T-Systems oferece serviços de middleware pré-configurados, como servidores de dados, servidores de aplicações e servidores web.

Estes recursos podems er acessados, utilizados e escalados em segundos. A plataforma coordena a operação de workloads Java e de bancos de dados e provê contâineres para o desenvolvimento de aplicações in-house e Ana;ytuics como serviço.

Tags, , , ,

SONDA anuncia novo diretor comercial para a área de Utilities

Com mais de 30 de anos de experiência no setor de energia, Miguel Sarmento chega à SONDA, maior companhia latino-americana de Tecnologia da Informação, para assumir a diretoria comercial da divisão de Utilities da integradora. O executivo ocupava a mesma posição na Axxiom, empresa de serviços de tecnologia para o setor elétrico, constituída pela Cemig e Light, onde permaneceu por oito anos.

Na SONDA, o objetivo de Sarmento é antecipar ao segmento de energia, saneamento e gás soluções e serviços que atendam às novas tendências. A primeira medida na sua gestão é reforçar o papel de provedora de ponta a ponta da SONDA em projetos de transformação digital nas concessionárias e distribuidoras atendidas ou não pela companhia. Para isso, o executivo aposta em conceitos como a Internet das Coisas (IoT), o Business Intelligence (BI), o Big Data, além das soluções tradicionais da SONDA, para sustentarem sua estratégia.

“Atualmente, há uma grande mudança do setor de saneamento focada em melhorar a gestão por meio da automação de processos com sistemas que geram menos perdas, porém maiores receitas, assim como no segmento de energia há uma atenção especial na adoção de tecnologias para análise (analytics). Queremos apoiar estes e outros mercados, como de iluminação pública e de gás, na melhor tecnologia para os seus negócios, seja em sistemas comerciais ou com ferramentas de on-site billing, por exemplo”, comenta o executivo.

Outro desafio de Sarmento é transpor o reconhecimento que a SONDA acumula no mercado de distribuição de energia, que soma 27 anos de atuação, detendo atualmente 25% do market share deste setor, para outras verticais de utilities que estão aderindo a movimentos de inovação, como saneamento, que vem buscando a melhoria em seus sistemas; distribuição de gás, que vem passando por uma revisão na regulação e deve gerar oportunidades a médio e longo prazos; e iluminação pública, na qual várias PPPs (Parcerias Público-Privada) estão em fase de definição tecnológica e iniciativas de IoT serão muito utilizadas.

“Hoje, somente na área de energia, atendemos mais de 16 milhões de unidades consumidoras, o que representa aproximadamente 40 milhões de habitantes, um saldo que também proporciona desenvolver produtos aderentes às necessidades não só no campo da energia elétrica, como em todo o universo de concessões e utilidades”, explica Sarmento, engenheiro eletrotécnico formado pelo Mackenzie e com passagens pela portuguesa EFACEC e pela alemã AEG.

Tags, , , ,

T-Systems Brasil e Engine fecham acordo de dez anos

A Engine, provedora nacional de soluções de gestão empresarial em nuvem, acaba de fechar uma parceria de dez anos com a T-Systems Brasil, provedora alemã de soluções e serviços de TI. Pelo acordo, as soluções da companhia brasileira passam a ser hospedadas no data center da T-Systems.

Especializada na oferta de software como serviço, principalmente soluções SAP, a Engine conta com um modelo que envolve investimento inicial zero, com rápida implementação e revisão de processos de negócio de seus clientes. Consolidada no mercado há mais de 6 anos, a companhia buscava agregar modernidade e condições comerciais mais flexíveis à sua oferta.

De acordo com Fábio Barnes, diretor-executivo da Engine, “a T-Systems é um dos principais parceiros SAP e nos fez uma oferta tecnológica que unia segurança e estabilidade”. O executivo conta que diferenciais como modernidade e segurança foram primordiais para a migração de provedor.

“A oferta é muito mais moderna e viável que a de outros data centers”, diz o executivo. Barnes lembra que, ao longo dos anos, a Engine sempre esteve atenta aos provedores de ponta de data centers e que, por isso, a decisão foi muito bem suportada.

Para fazer a migração dos clientes da Engine para o data center da T-Systems as duas empresas desenvolveram um projeto de quatro meses para a criação da infraestrutura. Durante este período, uma série de testes foi realizada, anulando a ocorrência de falhas. Barnes explica que a mudança começou numa sexta-feira, às 20h e que, no domingo, no mesmo horário, todos os clientes da Engine estavam operando dentro do data center da T-Systems.

O executivo ressalta que a migração permitiu reduzir custos e trouxe mais segurança e estabilidade. “Com isso, nossa oferta ficou ainda mais completa. Agora conseguimos oferecer disaster recovery, por exemplo, sem grandes impactos financeiros”, diz.

Para Ronaldo da Matta, Diretor de Vendas da T-Systems, com a parceria, a companhia alemã será o único hosting provider das soluções oferecidas pela Engine no Brasil. “A parceria é de longo prazo porque acreditamos no crescimento dos modelos que simplificam e geram acessibilidade principalmente a clientes médios e pequenos de soluções completas. O potencial deste mercado, principalmente neste momento econômico e fiscal enfrentado pelo País, é enorme e com a T-Systems acreditamos que a Engine ganha ainda mais força e potencializa sua capacidade de crescimento”, diz.

Tags, , , , , ,

Stefanini anuncia investimentos nos Estados Unidos e Ásia

A Stefanini, uma das mais importantes provedoras globais de soluções de negócios baseadas em tecnologia, anuncia novos investimentos na América do Norte a Ásia-Pacífico com o objetivo de crescer 25% até 2020 nas regiões. Para alcancar essa meta, a empresa está focando em uma oferta inovadora e reforçando sua atuação no processo de transformação digital nas empresas.

Atualmente, a companhia conta com uma estrutura robusta para implementar mudanças importantes para que os clientes se preparem para a era da Internet das Coisas e da Indústria 4.0. A base tecnológica desta revolução é a utilização dos sistemas ciberfísicos, internet das coisas e computação em nuvem, além de uma rede de informações em tempo real, para que os processos de produção se tornem cada vez mais eficientes, autônomos e customizáveis.

“Hoje, conseguimos montar um banco 100% digital para qualquer instituição, promover o engajamento dos clientes com campanhas de fidelização, oferecer uma assistente virtual capaz de compreender e processar solicitações via texto e voz de maneira rápida, eficiente e intuitiva, além de garantir mais eficiência operacional para as estruturas de backoffice”, destaca Marco Stefanini, CEO global do Grupo Stefanini.

Estratégias para América do Norte e Ásia-Pacífico

Com mudanças no direcionamento das operações na América do Norte e Ásia, vários escritórios também passarão por mudanças físicas em 2017, incluindo o headquarter para as duas regiões, localizado na área de Detroit.

No novo escritório, a Stefanini vai inaugurar o primeiro Global Innovation Center nos Estados Unidos, reforçando a cultura da inovação e trazendo muitos benefícios para funcionários, parceiros e a comunidade.

“A América do Norte é um dos maiores consumidorass de tecnologia e uma das maiores promotoras da inovação. Uma vez que estamos presentes nos Estados Unidos desde 2001, chegou a hora de atingirmos voos mais altos e ambiciosos na nossa operação no país, incluindo a possibilidade de aquisição de uma empresa que esteja alinhada com a nossa estratégia de fortalecermos a presença na área de Digital Solutions”, finaliza Stefanini.

A Stefanini está presente nos Estados Unidos há 15 anos, iniciando sua operação em Fort Lauderdale, Flórida. Hoje, a empresa também conta com escritórios em Southfield (Michigan), Atlanta (Georgia), Chicago (Illinois), Nova York (New York), Houston (Texas), Philadelphia (Pennsylvania), Richmond (Virginia) e Davenport (Iowa).

Tags, , , , ,