Tag HubSpot

Sua empresa está pronta para as transformações do marketing digital?

Por Rodrigo Souto, gerente de marketing da HubSpot para o Brasil

A adoção de tecnologia nos processos da maioria das empresas demonstra a evolução – constante e rápida – do marketing digital.

De acordo com um estudo da Forrest Research, 70% dos anunciantes devem empregar plataformas de dados para superar os gargalos de informação. Isso porque dados isolados de clientes inibem comunicações multicanais eficazes, e por isso, as plataformas estão ganhando popularidade como uma forma de conectar as informações dos clientes em vários sistemas.

Além disso, outra previsão indica que, em 2019, mais de 20% das plataformas vão contar com tecnologias como inteligência artificial para ajudar os profissionais de marketing a dimensionar os esforços de personalização, conhecer melhor o usuário e assim poder entregar conteúdo de uma marca/empresa de forma mais objetiva.

Independentemente do avanço da tecnologia, a humanização será sempre um diferencial que não pode ser deixado de lado, mas, sim, incorporado nessa nova maneira de “conversar” com o cliente. Neste processo, é fundamental se atentar a alguns pontos que, quando olhados de forma minuciosa e com certa cautela, permitem que a estratégia seja, de fato, a mais assertiva:

• Pessoas qualificadas – Para fazer a ponte entre os dados e desafios reais em toda jornada do cliente, é fundamental que seu time conte com pessoas qualificadas, com habilidades tanto para lidar com as tecnologias que estão à disposição, quanto para conversar com os clientes e oferecer o que buscam na hora certa – um pequeno desvio na comunicação e um cliente pode ser perdido;

• Profissionais antenados – No marketing digital, o conceito de funil passa por uma transformação. Vemos cada vez mais a ascensão do formato de “Flywheel”, modelo onde o foco é 100% no atendimento do cliente. Toda a experiência deve ser acompanhada e cada atividade durante seu percurso representa um insight e irá impactar nas demais ações, ajudando a desenhar uma estratégia toda a redor do cliente;

• Comunicação real time – o crescimento global do mercado de chatbots deverá ser a taxas anuais de 24% até 2025. Conversar com o cliente sempre foi necessário para entender a demanda. E colocar o cliente no centro da estratégia exije o investimento em tecnologias de conversação como lives, SMS e Messenger. Mas é importante sempre lembrar que o atendimento humanizado ainda é essencial em um dado momento da conversa para personalizar e contextualizar o envolvimento em várias escalas.

• Segurança – Por fim, mas não menos importante, é necessário enfatizar que com o alto volume de informações compartilhadas, as organizações devem trabalhar em conjunto com o departamento jurídico para avaliar suas próprias práticas de coleta, armazenamento e uso de dados, incluindo as maneiras como usam as ferramentas de marketing e vendas. Apesar de ser uma medida interna, isso impacta diretamente na vida do seu cliente e é, com certeza, um diferencial enorme na hora de fidelizá-lo e garantir que ele volte sempre!

Tags, , ,

HubSpot e AWS se unem para oferecer serviços focados em startups

A HubSpot, plataforma líder de CRM, marketing, vendas e atendimento ao cliente, e a Amazon Web Services (AWS) anunciam parceria para ajudar startups em todo o mundo a crescerem melhor. Juntas, as organizações passam a oferecer serviços e benefícios adicionais para os participantes dos programas das empresas voltados para startups: AWS Activate, HubSpot for Startups e Connect. Os programas têm como objetivo a oferta de recursos, treinamento e suporte para as empresas que estão iniciando no mercado e buscam ferramentas de qualidade e melhor custo-benefício.

Atualmente, a HubSpot já fornece aos membros do AWS Activate acesso ao software HubSpot for Startups, que inclui valores especiais no HubSpot Growth Suite, orientação executiva, conteúdo educacional adaptado para esse modelo de negócio e outras vantagens. Com a parceria, a AWS, focada em infraestrutura de serviços de computação em nuvem, passa a fornecer assinaturas e créditos para o programa AWS Activate para as startups participantes do programa Connect e HubSpot for Startups.

No programa Connect, a AWS passa a apoiar a iniciativa co-investindo para criar um ecossistema para os parceiros da HubSpot, com conteúdo adaptado aos desenvolvedores. Os integrantes do Connect também podem aproveitar os serviços da AWS e receber créditos que podem ser aplicados à sua conta.

Segundo Dharmesh Shah, CTO e co-fundador da HubSpot, a missão da empresa é ajudar milhões de organizações a crescerem e a parceria com a AWS ajuda a atender melhor à comunidade de startups nesse sentido. “Sou um defensor de startups desde que a HubSpot foi uma. Estamos orgulhosos de selecionar a AWS como nosso provedor de nuvem para executar nossas áreas de marketing, vendas e Service Hubs e esperamos expandir o uso de seus serviços para beneficiar empresas em crescimento”, explica.

Os interessados em participar do programa das empresas podem se inscrever diretamente no site da empresa:

https://www.hubspot.com/startups/partners/aws?_ga=2.180695655.1996923504.1545229320-926150863.1535028861

Tags, , ,

Empresas com equipes de marketing e vendas alinhadas apresentam melhores resultados

Estratégias de marketing digital apresentam melhores resultados quando os times de marketing e vendas trabalham alinhados. É o que aponta a 4ª edição do O Estado do Inbound 2018, realizada pela HubSpot. 30% dos entrevistados apontam as indicações vindas da equipe de marketing como melhor fonte de leads – este índice era de apenas 21% em 2016. Além disso, a comunicação digital ganha cada vez mais espaço entre as estratégias de vendas, hoje, 82% das empresas afirmam se relacionar com clientes e prospects por meio de e-mails.

“Antes de mais nada, percebemos que o marketing digital não funciona quando se trabalha sozinho. As equipes que relataram forte alinhamento entre as áreas de marketing e vendas conseguem perceber crescimento maior, em termos de orçamento, e em número de leads”, afirma Rodrigo Souto, gerente de Marketing da HubSpot para o Brasil. “Na HubSpot procuramos unir sempre as duas frentes em nossas soluções. Por exemplo, oferecemos uma ferramenta de CRM gratuita por entender que é preciso centralizar as informações de vendas e prospecções no mesmo ambiente em que são gerenciadas as estratégias de inbound marketing. Com o estudo, constatamos que 31% dos executivos de vendas gastam mais de uma hora por dia com o cadastro de informações em uma plataforma de gestão. É preciso aproveitar esses dados da maneira mais inteligente possível, já que esta é uma forma de simplificar os processos e otimizar os resultados”, explica.

O Estado do Inbound aponta que fechar mais negócios ainda é o principal foco dos times de vendas. Mas, as vendas por social selling ganham cada vez mais importância onde utilizar uma marca pessoal ou o relacionamento para atingir as pessoas certas nos negócios é uma das maneiras mais eficazes para obter resultados. Isso porque a maior parte dos leads, atualmente, vem de indicações.

Outros dados da pesquisa

Na América Latina, 70% dos entrevistados apontam o fechamento de negócios como prioridade dos times de vendas. Na sequência, estão o social selling, com 40%, o aumento da eficiência do funil de vendas (39%), o treinamento do time de vendas (29%) e a redução do ciclo de vendas (29%);
Entre os maiores desafios dos times de vendas, em comparação com 2 ou 3 anos atrás, estão o envolvimento de diversos tomadores de decisão no processo de compras, o fechamento de negócios e o recebimento de respostas dos prospects. 36% dos pesquisaram apontaram essas três questões como tarefas mais difíceis, seguidas de identificação de bons leads (31%), dificuldade em evitar descontos nas negociações (25%) e contato por telefone (21%);
55% dos entrevistados afirmaram ter dificuldades em atividades pré-vendas.

Metodologia

Para o levantamento “O Estado do Inbound 2018”, foram mais de 6 mil pessoas entrevistadas em 99 países – 36% delas de América Latina. O estudo foi feito de fevereiro a março de 2018 e a amostra é composta, majoritariamente, por respostas voluntárias de contatos e parceiros da HubSpot (a empresa suplementou um número menor de respostas do painel em determinadas regiões, como sudeste da Ásia e Europa central para garantir o tamanho de amostra válido).

A base de pesquisa é formada por diretoria executiva como CEOs e CMOs (23%), vice-presidentes (3%), diretores (11%), gerentes (27%) e colaboradores individuais (28%). A amostra foi obtida por meio da Luc.id, um provedor de painel de pesquisa.

O estudo completo pode ser acessado através do link:

http://www.stateofinbound.com/america-latina-pt

Tags, , , ,