Tag empresas. Valor Agregado

Fórum LIDE: insegurança jurídica é barreira para competitividade do Brasil, para empresários

novação, fomento para atração de investimentos e fontes de financiamento que ajudem a melhorar a competitividade do Brasil foram alguns temas debatidos durante o 6º FÓRUM DE INFRAESTRUTURA, LOGÍSTICA E MOBILIDADE, promovido pelo LIDE – Grupo de Líderes Empresariais. O evento, realizado na manhã de hoje, no Hotel Hilton Morumbi, em São Paulo, reuniu autoridades públicas como Clodoaldo Pelissioni, secretário de Transportes Metropolitanos do Estado de São Paulo, João Octaviano Machado Neto, secretário municipal de Mobilidade e Transportes e Dyolo Oliveira, presidente do BNDES.

Durante o painel de abertura sobre “As consequências do frete tabelado”, Sergio Leite de Andrade, presidente-executivo da Usiminas, apresentou os impactos negativos da nova regulamentação para o país e ao setor do aço. “Tivemos impacto em diversos segmentos da economia, com queda de faturamento, de produção e na confiança dos empresários”, disse. O executivo apresentou também proposições para que a situação seja revertida: “temos de pensar em alternativas de longo prazo, visando à retomada da economia”.

No painel seguinte, sobre “Como fomentar um ambiente favorável para atração de investimentos”, que reuniu Antônio Claret de Oliveira (presidente da INFRAERO), Júlio Fontana Neto (presidente da RUMO) e Mário Povia (diretor-geral da ANTAQ – Agência Nacional de Transportes Aquaviários), a instabilidade regulatória e a insegurança jurídica também deram o tom do debate, tendo sido apontadas como dois dos principais fatores que tiram a atratividade de negócios.

“Inovações em logística e mobilidade” foi o tema debatido por Leonardo Vianna (presidente da CCR), Paul Malicki (CEO da Flapper) e Paulo Resende (professor da Fundação Dom Cabral), para quem o desafio do país é desenvolver soluções inovadoras para a redução de custos operacionais.

No último painel, dedicado às “fontes de financiamento e seguro de risco cambial” para o setor, Antonio Silveira (vice-presidente de Infraestrutura do CAF – Banco de Desenvolvimento da América Latina) enfatizou as questões dos recursos privados e trouxe exemplos internacionais, citando o Chile. Dyogo Oliveira (presidente do BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) apresentou a perspectiva de aumento de 13,3% ao ano, em média, nos investimentos em logística entre 2018 e 2021 e finalizou o painel afirmando acreditar que, até 2025, “nós teremos condições de gerar recursos, capacidade e competência para o desenvolvimento da nossa infraestrutura”.

Tags, , , , , ,

Blackboard lança aplicativo móvel para professores

A Blackboard, líder de tecnologias para educação com foco em ensino, aprendizagem e engajamento do estudante, anunciou hoje a disponibilidade inicial do Blackboard Instructor, um novo aplicativo móvel simples e intuitivo para apoiar os professsores na gestão dos cursos, visualização do conteúdo e interação com estudantes. O anúncio foi realizado durante o BbWorld 2017, o maior evento da Blackboard no mundo, que ocorreu entre 25 e 27 de julho, em Nova Orleans, Louisiana. O evento ocorreu para apoiar instituições a atender as necessidades dos estudantes e discutiu temas relevantes da agenda dos gestores das universidades e empresas, como: inovação, desafios e novas tendências da educação.

O Blackboard Instructor faz parte da próxima geração de aplicativos com interface móvel amigável para os usuários, que ajuda os educadores a aumentar a eficiência, engajamento do estudante e completar atividades críticas dentro e fora da sala de aula. O aplicativo foi pensado nos principais fluxos de trabalho do instrutor, e oferece acesso a ferramentas importantes para os educadores, como a possibilidade do professor checar se os cursos e conteúdos estão com uma interface móvel agradável para o estudante. O Blackboard Instructor também facilita a comunicação fora da sala de aula, permitindo a criação e envio de informações em fóruns de discussões e a organização de web conferências no Blackboard Collaborate, diretamente pelo app.

A mais recente inclusão no portfólio de soluções móveis da Blackboard, o Blackboard Instructor, é focado em atender as necessidades do instrutor e dos educadores ao redor do mundo, e complementa o aplicativo da Blackboard para estudantes, uma solução móvel de próxima geração que ajuda os estudantes na organização, engajamento, e atualizações sobre progresso acadêmico. O Blackboard Instructor está disponível para celulares e tablets e pode ser adquirido pelas lojas dos aplicativos para iOS e Android.

O Blackboard Instructor seguirá modelo contínuo de entrega e atualizações da companhia, e disponibilizará as atualizações assim que desenvolvidas, para oferecer ao usuário uma solução de fácil uso e alto valor. Com essa estratégia de entrega, a Blackboard pode receber feedback e interagir com os usuários para melhorar suas atualizações. Atualmente, a Blackboard está aguardando o primeiro feedback das instituições sobre o andamento do fluxo de trabalho de avaliações, que será a próxima área de foco do Blackboard Instructor.

“Entendemos que os instrutores não têm tempo a perder, e por isso criamos uma solução móvel focada nos principais fluxos de trabalho e nas ferramentas mais importantes do dia a dia”, disse Brook Bock, vice-presidente de soluções móveis da Blackboard. “Não importa se o professor está checando o curso, revisando conteúdo ou se comunicando com estudantes, o Blackboard Instructor dá acesso a ferramentas críticas a qualquer hora e lugar.”

Para entender mais sobre o Blackboard Instructor, visite: http://www.blackboard.com/mobile-learning/blackboard-instructor.aspx.

Tags, , ,

Previsul Seguradora chega aos 111 anos com foco no digital

Uma seguradora voltada para o futuro, que facilita a vida dos corretores e oferece soluções completas para seus segurados. Assim é a Previsul Seguradora, que completa 111 anos no dia 1º de agosto. Com 4.484 corretores cadastrados, a companhia, que é referência em seguro de pessoas no Brasil, está presente em 12 estados brasileiros, 8 sucursais e 11 escritórios, além da matriz em Porto Alegre (RS).

“Ultrapassar os 100 anos no Brasil é muito raro. Por isso, chegar aos 111 anos representa um marco. A Previsul passou por diversos desafios econômicos e de mercado, e sua capacidade de evolução em todo esse tempo, possibilitou que chegássemos até aqui, sempre buscando garantir as melhores coberturas para as pessoas. Por isso, podemos dizer que a palavra que resume os 111 anos é orgulho”, destaca o presidente, Renato Pedroso.

O principal desafio da empresa, segundo Pedroso, é ser uma companhia moderna que acompanha os movimentos do mercado e busca oferecer, cada vez mais, soluções que possibilitem que as pessoas vivam o hoje de forma mais leve, com a tranquilidade de que o futuro está garantido. “Para isso, investimos cada vez mais em tecnologias que oportunizem mais acesso a informações e que agilizem o contato do corretor com o segurado. Prova disso, é que chegamos aos 111 anos, com muitas novidades”, diz Pedroso.

Uma delas é o Portal do Corretor, canal exclusivo e totalmente digital para que o corretor possa ter acesso a todas as informações sobre cotações e propostas, de uma maneira simples e fácil. O portal permite consultar todo o relacionamento do corretor com a Previsul, como movimentação financeira, pagamento de seguros por apólice e por segurado, além de emitir segunda via de pagamento, de certificado, de boleto registrado.

Para o segurado, está sendo disponibilizado um novo canal que permite acesso completo às informações do seu seguro, tais como faturas, coberturas e assistências além de consultas aos mais diversos serviços.

Outra novidade é o investimento focado no atendimento ao cliente. Visando disponibilizar uma experiência multicanais, a Previsul aposta no atendimento online pelo WhatsApp, no atendimento virtual com o ChatBot no site, além dos Portais do Corretor e do Segurado. “Acreditamos que essas ferramentas digitais possibilitarão ao cliente acesso a diversas informações de seu seguro sem a necessidade de atendimento no 0800. Além destas novidades, lançamos no mês de junho a nova célula de Retenção de Clientes, reforçando com os segurados os benefícios que o seguro proporciona”, afirma Pedroso.

Tags, , ,

MundiPagg disponibiliza API de boleto no GitHub

O GitHub é uma plataforma on-line colaborativa que disponibiliza o código fonte de aplicações, permitindo o uso gratuito por desenvolvedores e programadores terceiros. Segundo a pesquisa Open Source Survey, realizada pela empresa, 94% dos profissionais do setor consideram importante o uso de softwares open source (código aberto, em inglês) em suas companhias. Além disso, 58% também acham que essas soluções são mais seguras do que softwares privados.

Aos poucos, o mundo corporativo entra no modelo de negócios colaborativo, caminhando de acordo com a sociedade, que considera o acesso mais importante do que a posse em si, dando espaço à criação de novas soluções disruptivas que melhoram constantemente os produtos e serviços para a comunidade. Seguindo essa tendência mundial, a MundiPagg, empresa responsável por 40% das transações de e-commerce no Brasil, disponibiliza sua Application Programming Interface (API) de boletos bancários por meio do GitHub.

O objetivo da iniciativa é fomentar, cada vez mais, a comunidade open source e incentivar a criação de novas alternativas que aprimorem a experiência de pagamento digital, de modo a auxiliar a integração das plataformas com os bancos para a emissão de boletos.

Para André Galdino, diretor de Tecnologia da MundiPagg, devido à natureza do negócio, empresas de pagamento demandam por softwares que apresentem alto desempenho, que sejam capazes de lidar com o grande fluxo de dados, que garantam a segurança da informação envolvida e que sejam resilientes a eventuais falhas. Dessa forma, disponibilizar ferramentas que tratam desses assuntos pode ajudar na construção de serviços mais confiáveis ao cliente final.

“O setor de pagamentos lida, diariamente, com informações confidenciais, como número cartão de crédito e dados pessoais. Falhas no sistema podem comprometer tanto os clientes quanto a operação de milhares de lojas virtuais. Sistemas open source podem ser auditados por qualquer pessoa que esteja disposta a colaborar, aumentando a confiabilidade e a capacidade de entregar um software mais coeso para um dos mercados mais visados por fraudadores”, afirma Galdino.

A API de boletos chega inicialmente com compatibilidade para emissões vinculadas às contas do Banco do Brasil, com a inclusão das demais instituições no decorrer do terceiro trimestre. Além desta iniciativa, a empresa também planeja disponibilizar os módulos de Magento 2, OpenCart e Woocommerce nos próximos meses.

O código da API de boleto MundiPagg pode ser acessado no site: github.com/mundipagg

Tags, , , , ,

Com a Reforma Trabalhista, férias poderão ser usufruídas em até 3 períodos; confira as principais mudanças

A Lei nº 13.466/2017, conhecida como Reforma Trabalhista, publicada no Diário Oficial no dia 14 de julho, traz uma série de modificações na Consolidação das Leis de Trabalho (CLT), que entram em vigor a partir de meados de novembro. Entre as principais alterações, destacam-se a possibilidade de parcelamento das férias, o fim da obrigatoriedade da contribuição sindical, a rescisão contratual em comum acordo e novas garantias ao trabalhador terceirizado.

De acordo com Paulo Pirolla, redator jurídico trabalhista e previdenciário da Sage-IOB, a reforma apresenta inovações importantes em 3 modalidades de contratação: a de trabalho a tempo parcial, cuja duração não exceda a 30 horas semanais; a de trabalho intermitente, com alternância de períodos de prestação de serviços e de inatividade, determinados em horas, dias ou meses; e a de home office. “Essa nova lei abrange todos os tipos de trabalhadores e, apesar das dúvidas e desavenças que têm surgido sobre o tema, o governo afirma que está preservando e modernizando o direito de todos os trabalhadores”, diz Paulo Pirolla.

Confira abaixo alguns dos principais pontos das mudanças que afetam o cotidiano do trabalhador e que passam a valer 120 dias depois da publicação no Diário Oficial (14 de julho), destacados por Paulo Pirolla:

– Extinção do contrato em comum acordo entre as partes
Com o acordo, a multa de 40% do FGTS é reduzida para 20%, o aviso prévio indenizado tem seu valor diminuído em 50%, e o trabalhador tem acesso a 80% do dinheiro na conta a sacar do FGTS, mas perde o direito a receber o seguro-desemprego. As demais verbas rescisórias serão pagas de forma integral.

– Contribuição sindical facultativa
A contribuição para com o sindicato passa a ser facultativa e não mais obrigatória. Para descontar tal contribuição do salário do trabalhador é preciso a autorização prévia deste.

– Férias parceladas
As férias poderão ser dividias em até 3 períodos, sendo que um deles não poderá ser inferior a 14 dias corridos e os demais não poderão ser inferiores a 5 dias corridos, cada um. É proibido o início das férias no período de 2 dias que antecede feriado ou dia de repouso semanal remunerado.

– Tempo reduzido de intervalo de almoço
Sindicatos e empresas poderão negociar intervalos de almoço menores que uma hora. Em caso de descumprimento do período de intervalo, o empregador ficará obrigado ao pagamento, apenas do período suprimido, com acréscimo de 50% sobre o valor da remuneração da hora normal de trabalho.

– Descansos especiais para a mulher amamentar o próprio filho
Os 2 descansos especiais de meia hora cada que a mulher possui para amamentar o próprio filho até os 6 meses de idade deverão ser definidos em acordo individual entre a mulher e o empregador.

– Remuneração da hora extra
A remuneração será, pelo menos, 50% superior à da hora normal.

– Banco de horas
Poderá ser pactuado por acordo individual escrito, desde que a compensação ocorra no período máximo de 6 meses.

– Home office
A prestação de serviços na modalidade de teletrabalho (home oficce) deverá constar do contrato de trabalho, que especificará as atividades que serão realizadas pelo empregado. As regras de duração do trabalho não são aplicadas aos empregados em regime de teletrabalho.

– Trabalhador autônomo
A contratação do autônomo, cumprida todas as formalidades legais, com ou sem exclusividade, de forma contínua ou não, afasta a qualidade de empregado prevista na CLT.

– Quitação das verbas rescisórias
Na extinção do contrato de trabalho, o empregador deverá efetuar anotação na carteira de trabalho, comunicar a dispensa aos órgãos competentes.
A entrega ao empregado de documentos que comprovem a comunicação da extinção contratual aos órgãos competentes, bem como o pagamento dos valores constantes do instrumento de rescisão ou recibo de quitação deverão ser efetuados até 10 dias contados a partir do término do contrato.

Tags, , , , , , , ,

Focado nos mercados corporativo e educacional, novo notebook da Acer chega ao Brasil

b1f8bd0b-3a04-4756-9573-f9f5f0ac199f

Lançada mundialmente em dezembro de 2016, a linha de notebooks TravelMate P4 foi desenvolvida para o público corporativo e educacional que busca desempenho, praticidade e design em um só produto. O novo notebook da Acer fabricado e comercializado no Brasil com o benefício do PPB (Processo Produtivo Básico) garante desempenho sólido que suporta multitarefas constantes, mobilidade durante viagens e reuniões fora do local de trabalho, conectividade rápida e contínua e bateria com grande autonomia.

Um dos pontos mais fortes do TravelMate P4 é a gama de recursos adicionais de segurança incorporados no dispositivo, capazes de manter dados e hardware protegidos das ameaças de ciberataques e outras violações de segurança. Toda essa proteção é garantida pelo conjunto de especificações que une leitor biométrico e criptografia de dados TPM (Trust Platform Module 2.0).

O chip TPM foi implantado na linha TravelMate P4 a fim de garantir funções relacionadas à segurança com base em hardware. Isso é garantido por meio de um crypto-processador seguro projetado para executar operações criptográficas. O chip conta com mecanismos de capazes de desempenhar funções que ajudam a garantir a integridade e o bom desempenho da plataforma, sempre mantendo o armazenamento de dados extremamente seguro.

“A linha Acer TravelMate P4 chega ao mercado como solução para aqueles que buscam um dispositivo com sólida produtividade, desempenho excelente e segurança acima da média”, afirma Anderson Kanno, diretor de Marketing da Acer no Brasil. “A Acer conseguiu alinhar recursos adicionais de segurança de hardware e dados a uma gama de especificações que entregam produtividade excepcional, tudo isso em dispositivos de fácil manutenção”, completa o executivo.

Entre as principais especificações da série, destacam-se o Processador Intel® Core™ de 7ª Geração, a memória DDR4 de alta velocidade expansível até 20 GB, tela HD de 14” com antirreflexo e dobradiça 180º, que adapta-se as mais diversas necessidades de uso, como em apresentações de conteúdo, e o software Windows 10 Pro, sendo este último um fator extra que reforça a segurança dos dados do dispositivo.

O software Windows 10 Pro possui uma série de finalidades desenvolvidas especialmente para proteger todo o sistema operacional do notebook, por exemplo, o recurso BitLocker de criptografia de discos e unidades móveis, que se integra ao sistema operacional e garante a proteção dos dados dos usuários nos dispositivos móveis em casos de furtos ou perda, além dos Device Guard e Credential Guard, que aumentam a segurança dos recursos de inicialização e virtualização de hardwares, e o inovador Windows Hello, programa que faz a leitura biométrica e o reconhecimento facial e óptico do usuário, garantindo que apenas as pessoas certas possam desbloquear os dispositivos.

O Windows 10 Pro conta com diversas outras funcionalidades que reforçam ainda mais o diferencial do TravelMate P4 como dispositivo ideal para associar bom desempenho e segurança, entre eles, o Windows Defender Advanced Threat Protection (ATP), o Windows Information Protection e o Microsoft Desktop Optimization Pack. Para completar, a nova linha da Acer também oferece Leitor biométrico com PBA, TPM 2.0 e leitor de SmartCard, Porta USB 3.1 Tipo-C compatível com Dock Acer Tipo-C, Wireless 802.11 ac + Bluetooth 4.0, Certificação Skype for Business e inclui a assistente virtual Cortana.

Super-resistente a impactos, quedas e acidentes, o TravelMate P4 também é considerado ideal para o segmento corporativo devido à sua bateria duradoura que promete usabilidade para o dia todo. A linha foi construída para suportar longas jornadas de trabalho com vida útil de até 10 milhões de cliques nas teclas e 25 mil movimentos abre e fecha da dobradiça de 180º, ideal para adaptar o formato do dispositivo de acordo com diferentes atividades no trabalho e na escola.

A linha TravelMate P4 já está disponível no mercado e pode ser adquirido por meio da Acer Store (https://br-store.acer.com/).

Tags, , , , , ,

Novo programa da Alphaville Urbanismo selecionará startups para parcerias comerciais

O período de inscrições para as startups interessadas em participar do Alpha Inova, organizado pela Alphaville Urbanismo, em parceria com a Innoscience e a Startse, vai até o dia 14 de agosto. Podem se inscrever startups que possuam MVP estruturado e que atuem nos segmentos de Construção e Sustentabilidade, Relacionamento e Atendimento, Processos Internos, Crédito e Cobrança, Marketing e Vendas, além de Comunidade e Serviços.

O Alpha Inova é um projeto inovador no mercado imobiliário brasileiro, onde a maior urbanizadora do país selecionará startups com projetos nos seis segmentos para conectarem-se com suas áreas de negócios e testarem as suas soluções, podendo gerar parcerias comerciais. No dia 1º de setembro aproximadamente 15 startups selecionadas poderão se apresentar em formato de pitch no Alpha Inova Day, para executivos, líderes e colaboradores da Alphaville Urbanismo em São Paulo.

Após a divulgação das selecionadas, ocorre a Semana da Conexão, entre os dias 11 e 14 setembro, quando as startups entenderão os desafios enfrentados no dia a dia dos negócios. No dia 15, elas apresentarão as propostas de projeto piloto, que serão selecionadas pelos líderes da Alphaville Urbanismo para execução a partir de outubro. O programa termina no dia 18 de dezembro, resultando na seleção de startups para se tornarem fornecedoras ou parceiras da Alphaville Urbanismo.

Os interessados podem realizar suas inscrições gratuitamente no site http://alphainova.com/

Tags, , , , , ,

Dynatrace é contratada pela Celepar para ampliar eficiência e qualidade na experiência do cliente

 Roberto de Carvalho, Presidente da Dynatrace no Brasil

Roberto de Carvalho, Presidente da Dynatrace no Brasil

A Dynatrace, líder mundial em soluções de Gerenciamento de Performance Digital, anuncia que foi contratada para fornecer sua solução de DPM (Digital Performance Monitoring) para a Celepar (Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná). A implementação da ferramenta permitirá que a empresa paranaense aumente a eficiência e a qualidade da experiência dos clientes, agilize a detecção de problemas e melhore sua performance digital, além de promover uma melhor prestação de serviços para a população do Estado.

“Por sermos uma companhia pública, toda aquisição deve passar por um processo de licitação. Por meio de provas de conceito realizadas com diversas soluções do mercado, verificamos que a ferramenta da Dynatrace era uma das principais que poderiam atender nossas demandas, extremamente ágil na realização de diagnósticos, com configuração intuitiva e facilidade na comunicação e trabalho entre todas as equipes envolvidas no ciclo de vida de uma aplicação. Além disso, a administração e a otimização dos recursos que possibilitam a melhora na eficiência operacional da organização foram características que se destacaram”, afirma Vanessa Ferreira, Analista de TI da Celepar e responsável pelo projeto de aquisição e implementação.

Na licitação foram adquiridas licenças para monitoramento de aplicações Java e da experiência do usuário final, além de instâncias Web Server PHP. “Estamos em processo de implantação. A ferramenta nos ajudou na detecção de erros e falhas de programação, mostrando de maneira rápida e exata onde estava o problema. Além disso, auxiliou na análise de códigos, fornecendo indicadores de desempenho das aplicações, monitoramento e consumo de recursos dos servidores, o que ajuda no gerenciamento e dimensionamento do ambiente. Os benefícios almejados após o final de todo o processo de implantação são a redução do número de incidentes, o aumento da produtividade e rapidez para disponibilizar aplicações para a produção”, ressalta a Analista.

Consciente de que as aplicações e os serviços estão cada vez mais complexos em virtude da constante evolução da tecnologia, a Dynatrace busca simplificar o processo de monitoramento com uma solução fácil de usar, intuitiva e que fornece insights operacionais completos e prontos para utilização. Por meio do monitoramento de performance oferecido pela empresa, é possível identificar rapidamente a causa do problema com apenas uma notificação, sem o incômodo de receber centenas de alertas com os sintomas do problema. A ferramenta automatizada da companhia é analítica, unificada, redimensionável, de implementação flexível e capaz de identificar a causa raiz baseada na inteligência artificial.

A tecnologia da Dynatrace é de fácil utilização, flexível e possui dashboards intuitivos, o que permite acompanhar os acontecimentos em cada camada de transação, identificar as causas que geram demora nas respostas, localizar exceções que podem atrapalhar o funcionamento e monitorar de ponta a ponta o desempenho de toda a aplicação.

“Nossa solução simplifica a análise da performance de ambientes complexos em Nuvem. Estudos de mercado apontam que o monitoramento digital de aplicações é uma prática extremamente importante, mas apenas 30% das empresas mundiais investem nessa solução. Vivemos em uma época em que a lentidão ou falha em um serviço na web pode trazer sérias consequências para uma organização”, afirma Roberto de Carvalho, Presidente da Dynatrace no Brasil.

Tags, , , , , , ,

Conheça quatro startups que apostam no modelo SaaS e suas soluções inovadoras

Lançado recentemente, o estudo Brazil SaaS Landscape Research, uma iniciativa conjunta entre a SaaSholic, Rock Content, Signal Hill e Redpoint eVentures, revela que as startups SaaS brasileiras são incrivelmente eficientes em capital. Segundo a pesquisa, hoje 60% das empresas recuperam seu CAC (Custo de Aquisição de Clientes – o quanto é gasto para conquistar cada cliente) em menos de 6 meses. Para efeito de comparação, em países que o ecossistema de SaaS é maduro, como nos EUA, é preciso 1 ano para obter o retorno do CAC. Além disso, as startups do Brasil são financeiramente saudáveis: 67% delas têm uma relação de LTV (Lifetime Value) /CAC superior a 3.

Para ficar de olho nesse mercado, conheça quatro empresas SaaS que já estão consolidadas no mercado:

Samba Tech – plataforma de vídeos online

Eleita pela FastCompany como uma das companhias mais inovadoras da América Latina em 2014, a Samba Tech ajuda centenas de empresas a se comunicarem melhor com sua audiência por meio de vídeos online. Suas soluções de Educação a Distância, Comunicação Corporativa, Transmissão ao Vivo e TV na Internet, cuidam de ponta a ponta, desde o momento que o vídeo sai da câmera até ele ser distribuído para qualquer aparelho conectado à internet. Por meio da tecnologia de streaming, a empresa leva o conteúdo de seus clientes a milhares de pessoas, tornando mais democrático o acesso a uma mensagem de qualidade.

Iugu – plataforma de automação financeira

A iugu surgiu depois de seus criadores, Patrick Negri e Marcelo Paez, perceberem as dificuldades para gerar cobranças num serviço de assinatura (SaaS). Em 2014, a empresa apostou nesse segmento e foi na contramão do mercado de pagamentos online tradicional, que mira o varejo online como o principal mercado em potencial. Neste ano, projeta um volume transacionado de mais de meio bilhão de reais.

Cobli – sistema de gestão de frotas

SaaS de gestão de frotas, a Cobli proporciona um sistema capaz de fornecer, em tempo real, mais de cinco mil informações sobre o veículo. Por meio de inteligência artificial, a empresa monitora e entrega relatórios que avaliam a logística, rastreamento de veículos, roteirização e acompanhamento do modo de condução dos motoristas. Com um bilhão de quilômetros monitorados, a Cobli está presente em 27 estados brasileiros, conta com centenas de clientes e carros monitorados, gerando uma economia de 30% em quilômetros rodados e 25% em tempo.

FullFace – solução de biometria fácil

Startup brasileira que criou um sistema de reconhecimento facial que facilmente se integra a hardwares e softwares facilitando processos de autenticação biométrica facial web e mobile. A tecnologia desenvolvida pelos engenheiros da FullFace garante 99% de precisão no reconhecimento biométrico individual a partir de 1024 pontos da face em menos de um segundo. A startup tem investimentos próprios e atende clientes como GOL Linhas Aéreas Inteligentes, Cubo, Serasa Experian, Itaú e Motorola.

Tags, , , , , ,

Relatório Anual de Cibersegurança da Cisco 2017 prevê novos ataques de “Destruição de Serviço”.

O Cisco 2017 Midyear Cybersecurity Report, aborda a rápida e cada vez mais estruturada evolução das ameaças, com a previsão de um crescente potencial de ataques de “destruição de serviço” (DeOS). Esses tipos de ameaças são capazes de eliminar os backups e redes de segurança das empresas, que são, justamente, os meios necessários responsáveis por restaurar os sistemas e dados após um ataque cibernético. O estudo destaca ainda que, com o advento da Internet das Coisas (IoT), as principais indústrias estão oferecendo mais operações online e, com isso, tornando-se mais vulneráveis a ataques.

Os casos recentes de ciberataques como o WannaCry e o Nyetya mostram a rápida disseminação e o grande impacto que esses incidentes podem causar já que, a princípio, parecem típicos casos de ransomware, mas, na verdade, acabam sendo muito mais destrutivos. Os ataques de “destruição de serviço” (DeOS) – termo usado pela Cisco para definir essas ameaças – podem ser muito mais prejudiciais, já que não possibilitam a recuperação de dados pelas empresas.

“Os criminosos estão se tornando cada vez mais criativos na maneira como estruturam seus ataques. Com isso, empresas de todos os setores estão em uma corrida constante contra os cibercriminosos. A garantia da segurança começa com o fechamento das brechas mais óbvias e se torna uma prioridade comercial, como parte essencial do processo”, explica Ghassan Dreibi, Gerente de Desenvolvimento de Negócios de Segurança para LatAm, da Cisco.

A Internet das Coisas continua a oferecer novas oportunidades para cibercriminosos, pois com mais dispositivos conectados, há mais brechas de segurança, que são responsáveis pelo crescente número de ameaças. A recente atividade de botnet de IoT (rede de robo criada com dispositivos de IoT infectados) já indica que alguns hackers podem estar se preparando para uma ameaça cibernética de alto impacto e em larga escala que poderia interromper a própria internet.

Medir a eficácia das práticas de segurança em relação a esses ataques é crítico. A Cisco rastreia a melhoria na redução do “tempo de detecção” (TTD), a janela de tempo entre uma invasão e a detecção da ameaça. “Detectar uma ameaça com rapidez é fundamental para restringir o espaço operacional dos hackers e minimizar os danos causados pelas invasões”, completa o especialista da Cisco. Desde novembro de 2015, a Cisco diminuiu a média de tempo de detecção (TTD) de pouco mais de 39 horas para cerca de 3,5 horas do período de novembro de 2016 a maio de 2017. Esse índice é baseado na telefonia remota obtida dos produtos de segurança da Cisco implantados no mundo todo.

Cenário de ameaça: o que está em alta e o que não está

Os pesquisadores de segurança da Cisco assistiram a evolução do malware durante o primeiro semestre de 2017 e identificaram mudanças na forma como os criminosos estão adaptando suas técnicas. A Cisco percebeu o crescente número de vítimas de ataques que foram ativados por meio de abertura de links ou arquivos suspeitos. Os hackers estão desenvolvendo malwares sem necessitarem de arquivos que permaneçam na memória do dispositivo e que são mais difíceis de detectar ou rastrear, pois são eliminados logo que o dispositivo é reiniciado. Os criminosos dependem ainda de infraestrutura anônima e descentralizada, como um serviço de proxy Tor, para camuflar as atividades de comando e controle.

Enquanto a Cisco identificou um considerável declínio nos kits de exploração, outros ataques tradicionais estão ressurigindo:

• Os volumes de spam aumentam significativamente, pois os criminosos se dedicam a outros métodos testados, como e-mail, para distribuir malwares e gerar receita. Os pesquisadores de ameaça da Cisco antecipam ainda que o volume de spam com anexos maliciosos continuará aumentando enquanto que o cenário do kit de exploração continua em declínio;

• Spyware e adware, que muitas vezes não são considerados pelos profissionais de segurança por serem mais incômodos do que de fato prejudiciais, são formas de malware que persistem e trazem riscos para a empresa. A pesquisa da Cisco avaliou 300 companhias ao longo de um período de quatro meses e descobriu que três famílias de spyware prevalentes infectaram 20% da amostra. Em um ambiente corporativo, o spyware pode roubar informações de usuários e empresas, enfraquecer a conduta de segurança de dispositivos e aumentar os casos de malware;

• Evoluções no ransomware, como o crescimento do Ransomware-as-a-Service, acabam facilitando para os criminosos a realização desses ataques, independentemente do conjunto de habilidades. A Ransomware vem chamando a atenção da mídia e, segundo divulgações na imprensa, gerou mais de US$ 1 bilhão em 2016 de prejuizo no mundo, mas isso pode ser direto para algumas organizações, que enfrentam uma ameaça ainda maior e pouco difundida. O comprometimento de e-mail corporativo (BEC), um ataque em que um e-mail é projetado para enganar as empresas e transferir dinheiro para criminosos, está se tornando altamente lucrativo. Entre outubro de 2013 e dezembro de 2016, US$ 5,3 bilhões foram roubados via BEC, de acordo com o Internet Crime Complaint Center.

Diferentes setores da Indústria enfrentam desafios comuns

À medida que os criminosos continuam aumentando a sofisticação e a intensidade dos ataques, as empresas de diferentes setores da indústria são desafiadas a manterem os requisitos fundamentais de segurança cibernética. Quanto mais a Tecnologia da Informação e a Tecnologia Operacional convergem rumo à Internet das Coisas, as companhias têm que lidar mais com visibilidade e complexidade. Como parte do estudo de benchmark de capacidades de segurança, a Cisco entrevistou cerca de 3.000 líderes de segurança em 13 países e descobriu que, em todas as indústrias, as equipes de segurança estão cada vez mais subjugadas pelo volume de ataques. Isso leva muitas empresas a se tornarem mais reativas para que se mantenham protegidas.

• Mais de dois terços das companhias estão investigando alertas de segurança. Em certas indústrias (como saúde e transporte) esse índice é próximo de 50%;

• Mesmo nas indústrias mais responsivas (como finanças e saúde), as empresas estão mitigando menos de 50% dos ataques que sabem serem legítimos;

• As violações são uma forma de chamar a atenção dessas empresas. Em todas as indústrias, tais ataques conduziram para modestas melhorias de segurança em pelo menos 90% das organizações. Algumas indústrias (como do setor de transporte) que são menos sensíveis, a taxa de melhoria cai para 80%.

• Setor público – De todas as ameaças investigadas, 32% são identificadas como ameaças legítimas, mas apenas 47% são eventualmente remediadas;

• Varejo – 32% dos entrevistados do setor disseram que perderam receita devido a ataques no ano passado com cerca de um quarto de clientes perdedores ou oportunidades de negócios;

• Fabricação – 40% dos profissionais de segurança de manufatura disseram que não possuem uma estratégia formal de segurança, nem seguem práticas padronizadas de política de segurança da informação, como ISO 27001 ou NIST 800-53;

• Utilidades – Os profissionais de segurança disseram que ataques direcionados (42%) e ameaças persistentes avançadas, ou APTs (40%), foram os riscos de segurança mais críticos para suas empresas e,

• Saúde – 37% das empresas de saúde disseram que ataques direcionados são riscos de alta segurança para suas organizações.

Conselhos da Cisco para as empresas

Para combater os ataques cada vez mais sofisticados, as empresas devem assumir uma posição proativa em seus esforços de proteção. Com isso a Cisco Security recomenda:

• Manter a infraestrutura e as aplicações atualizadas, para que os invasores não possam explorar fraquezas conhecidas publicamente;

• Combater a complexidade por meio de uma defesa integrada;

• Envolver a liderança executiva desde o início do processo para garantir visibilidade completa dos riscos, resultados e restrições orçamentárias;

• Estabelecer métricas claras e usá-las para validar e melhorar as práticas de segurança;

• Avaliar o grau de conhecimento de segurança dos funcionários com treinamento baseado em função ao invés de padronizado e,

• Definir a defesa com uma resposta ativa. Não ativar o “configure e esqueça”, controles ou processos de segurança.

Para o MCR de 2017, um grupo diversificado de 10 parceiros de tecnologia de segurança foi convidado a compartilhar dados, os quais em conjunto, concluem o cenário de ameaça. Os parceiros que contribuíram para o relatório incluem Anomali, Flashpoint, Lumeta, Qualys, Radware, Rapid7, RSA, SAINT Corporation, ThreatConnect e TrapX. O ecossistema de parceiros de tecnologia de segurança da Cisco é um componente chave da visão da empresa para trazer uma segurança simples, aberta e automatizada para os clientes.

Sobre o relatório

O Cisco 2017 Midyear Cybersecurity Report analisa os métodos de inteligência de ameaças mais recentes coletados pela Cisco Collective Security Intelligence. O relatório fornece informações sobre a indústria seguindo dados e as tendências de segurança cibernética a partir do primeiro semestre do ano, juntamente com recomendações acionáveis para melhorar a conduta de segurança. O estudo se baseia em dados de um amplo rastreamento, totalizando uma inclusão diária de mais de 40 bilhões de pontos de telemetria. Os pesquisadores da Cisco traduzem a inteligência em proteções em tempo real para os produtos e ofertas de serviços que são imediatamente entregues globalmente aos clientes da Cisco.

Tags, , , , ,

Copom reduz a taxa Selic para 9,25% ao ano

O conjunto dos indicadores de atividade econômica divulgados desde a última reunião do Copom permanece compatível com estabilização da economia brasileira no curto prazo e recuperação gradual. O recente aumento de incerteza quanto ao ritmo de implementação de reformas e ajustes na economia impactou negativamente índices de confiança dos agentes econômicos. No entanto, a informação disponível sugere que o impacto dessa queda de confiança na atividade tem sido, até o momento, limitado;

O cenário externo tem se mostrado favorável, na medida em que a atividade econômica global tem se recuperado gradualmente, sem pressionar as condições financeiras nas economias avançadas. Isso contribui para manter o apetite ao risco em relação a economias emergentes. Além disso, houve arrefecimento de possíveis mudanças de política econômica em alguns países centrais;

O comportamento da inflação permanece favorável com desinflação difundida, inclusive nos componentes mais sensíveis ao ciclo econômico e à política monetária. Até o momento, os efeitos de curto prazo do aumento de incerteza quanto ao ritmo de implementação de reformas e ajustes na economia não se mostram inflacionários nem desinflacionários;

As expectativas de inflação apuradas pela pesquisa Focus recuaram para em torno de 3,3% para 2017 e para 4,2% para 2018 e encontram-se em torno de 4,25% para 2019 e 4,0% para 2020; e

No cenário com trajetórias para as taxas de juros e câmbio extraídas da pesquisa Focus, as projeções do Copom recuaram para em torno de 3,6% para 2017 e 4,3% para 2018. Esse cenário supõe trajetória de juros que alcança 8,0% ao final de 2017 e mantém-se nesse patamar até o final de 2018.

Considerando o cenário básico, o balanço de riscos e o amplo conjunto de informações disponíveis, o Copom decidiu, por unanimidade, pela redução da taxa básica de juros em um ponto percentual, para 9,25% a.a., sem viés. O Comitê entende que a convergência da inflação para a meta de 4,5% no horizonte relevante para a condução da política monetária, que inclui o ano-calendário de 2018, é compatível com o processo de flexibilização monetária.

O Copom ressalta que a extensão do ciclo de flexibilização monetária dependerá de fatores conjunturais e das estimativas da taxa de juros estrutural da economia brasileira. O Comitê entende que a evolução do processo de reformas e ajustes necessários na economia (principalmente das fiscais e creditícias) é importante para a queda das estimativas da taxa de juros estrutural. Essas estimativas continuarão a ser reavaliadas pelo Comitê ao longo do tempo.

O Copom ressalta que a manutenção das condições econômicas, até este momento, a despeito do aumento de incerteza quanto ao ritmo de implementação de reformas e ajustes na economia, permitiu a manutenção do ritmo de flexibilização nesta reunião. Para a próxima reunião, a manutenção deste ritmo dependerá da permanência das condições descritas no cenário básico do Copom e de estimativas da extensão do ciclo. O ritmo de flexibilização continuará dependendo da evolução da atividade econômica, do balanço de riscos, de possíveis reavaliações da estimativa da extensão do ciclo e das projeções e expectativas de inflação.

Votaram por essa decisão os seguintes membros do Comitê: Ilan Goldfajn (Presidente), Anthero de Moraes Meirelles, Carlos Viana de Carvalho, Isaac Sidney Menezes Ferreira, Luiz Edson Feltrim, Otávio Ribeiro Damaso, Reinaldo Le Grazie, Sidnei Corrêa Marques e Tiago Couto Berriel.

Banco Central do Brasil
Assessoria de Imprensa

Tags, , , ,

Fintech do Conglomerado Barigui mira no crédito de home equity

Visando descomplicar a oferta de crédito, oferecendo juros mais baixos na modalidade com garantia, maior prazo de pagamento e rápida aprovação, surgiu a BCredi, fintech que fornece crédito imobiliário em um processo 100% online. Parte do Conglomerado Financeiro Barigui, com mais 20 anos de atuação no setor, a BCredi chega para modernizar e popularizar o empréstimo com garantia de imóvel no País.

Muitos brasileiros ainda tem uma certa resistência em colocar imóveis como garantia para obtenção de crédito, mas, segundo a fundadora da BCredi, Maria Teresa Fornea, essa é uma barreira fácil de ser vencida diante das vantagens que traz. “É possível economizar quase 80% do que é pago mensalmente em juros em modalidades muito mais populares como o cheque especial e o rotativo do cartão de crédito, por exemplo”, explica.

Prova disso é que a BCredi já forneceu 450 milhões de reais em financiamentos e oferece hoje uma das menores taxas do mercado para os mais de 5 mil clientes cadastrados em sua plataforma. Além da experiência no mercado de crédito imobiliário, a BCredi ainda conta com uma operação rápida e prática. “Grandes bancos podem levar de três a quatro meses para aprovar processos que envolvam imóveis em garantia. Nós desenvolvemos um sistema para fazer isso em até 10 dias”, reforça Maria Teresa.

De acordo com dados da empresa, o volume de crédito para pessoa física e PME’s no Brasil é quase 35 vezes menor do que no mercado norte-americano. Ainda assim, o impacto na renda mensal com o pagamento de dívidas é o dobro para o brasileiro. “Isso ocorre, principalmente, porque as modalidades mais populares por aqui têm juros muito altos e prazos mais curtos – o que nós pretendemos mudar, já que o País tem um grande potencial: a estimativa é que 70% de seus imóveis estão disponíveis para serem usados como garantia”, adiciona a fundadora.

O crédito com garantia de imóvel, também conhecido como home equity, é um refinanciamento de imóvel com alienação fiduciária. O empréstimo é ideal para profissionais liberais, pequenos empreendedores e assalariados em geral, proprietários de casa ou apartamento, interessados em troca de dívidas, investimentos ou mesmo aporte para reforma e construção. Para quem deseja comprar um novo imóvel, mas não tem comprovante formal de renda, como holerite, a BCredi também oferece o tradicional financiamento imobiliário, com maior flexibilidade na análise de crédito.

Interessados só precisam acessar o site da www.bcredi.com.br – onde encontram comparadores da garantia de imóvel com outros tipos de crédito -, e fazer passo a passo a contratação online. Depois disso, a fintech se encarrega de toda a etapa documental, como um despachante, e disponibiliza consultores para atender eventuais dúvidas. “Temos os mais diferentes casos de sucesso de clientes que buscaram crédito com mais rapidez e taxas bastante atraentes para investir no próprio negócio, montar uma franquia ou liquidar dívidas”, finaliza a executiva da BCredi.

Tags, , , , ,

Aplicativo ajuda feira reduzir distribuição de papéis entre os visitantes

O Brasil está cada vez mais conectado. Segundo pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV-SP) para cada habitante haverá um smartphone em uso até o final de 2017. De olho neste comportamento, a Brazil Promotion – Live Marketing and Retail, maior feira de marketing promocional do Brasil, investe em inovação e interatividade trazendo para o evento o Midiacode (www.midiacode.com.br), aplicativo responsável por permitir que todo conteúdo informativo da feira seja guardado e compartilhado por meio do aparelho celular dos visitantes.

Materiais como apresentações, programação de palestras, mapa dos expositores, catálogos, preços dos produtos e informações gerais serão transformados em códigos que, ao serem capturados pelas lentes do celular ficam armazenados no celular e na nuvem, podendo não consumir a memória do dispositivo móvel. Outro benefício do uso da plataforma é em relação a redução de papéis impressos e distribuídos no evento, contribuindo com o meio ambiente e evitando que os visitantes carreguem panfletos em excesso.

“É necessário tornar os eventos mais inteligentes e sustentáveis, dando aos participantes a chance de acessarem e compartilharem os conteúdos adquiridos quando e onde quiserem. As pessoas vivem com os celulares nas mãos e as empresas têm que ocupar esse espaço com conteúdo informativo e útil para o dia a dia das pessoas, mesmo após a realização do evento”, explica Robson Lisboa, CEO e fundador do Midiacode.

A plataforma ainda gera dados analíticos para a organização do evento e expositores, permitindo promover ações cada vez mais alinhadas com os interesses e necessidades de seus públicos. “A Brazil Promotion é reconhecida como uma grande inspiradora de tendências e não podíamos deixar o mobile de fora. O uso do Midiacode traz muitos benefícios aos usuários, organizadores do evento e também para seus expositores, pois poderemos mensurar o que mais chamou a atenção das pessoas”, enfatiza Thais De Vitto, diretora de Novos Negócios da Brazil Promotion.

Os visitantes já credenciados receberão uma mensagem convidando a instalem o Midiacode em seus smartphones. Além disso, durante os três dias da Brazil Promotion, haverá um estande estimulando as pessoas a baixarem e utilizarem o serviço.

A 15ª edição da Brazil Promotion acontece entre os dias 1 e 3 de agosto, no Transamérica Expo Center. O evento reúne mais de 200 empresas, de todos os portes, com o que há mais moderno em brindes e presentes corporativos, produtos e serviços promocionais para ações de live marketing, além de gráficas especializadas, agências, soluções para o ponto de venda, serviços para eventos, marketing digital e soluções para o varejo. Entre os expositores já confirmados estão: Vivara, Swarovski, Zona Criativa, Samsonite, Copag, FOM, entre outros.

A visitação à feira é gratuita. O pré-credenciamento já pode ser feito no site www.brazilpromotion.com.br. No dia do evento, basta retirar o crachá de acesso na recepção. Não é permitido o acesso para menores de 18 anos, mesmo que acompanhados pelos responsáveis.

Brazil Promotion – Live Marketing and Retail 2017

Data: 1 a 3 de agosto

Horário: das 13h às 20h

Local: Transamérica Expo Center – Av. Dr. Mário Vilas Boas Rodrigues, 387 – Santo Amaro – São Paulo – SP

Mais informações sobre a feira: www.brazilpromotion.com.br

Tags, , , , ,

Estudo da Dell Technologies projeta o impacto das novas tecnologias na sociedade até 2030

A Dell Technologies – uma família única de negócios que fornece a infraestrutura essencial para as organizações construírem o futuro digital, transformarem a TI e protegerem as informações – acaba de publicar os resultados de um estudo encomendado para o IFTF (Institute for the Future) e voltado a mapear o impacto que as novas tecnologias devem ter na vida e no trabalho das pessoas até 2030. O relatório, batizado de ‘The Next Era of Human-Machine Partnerships’ (A Nova Era de Parcerias Homem-Máquina), baseou-se em entrevistas com 20 especialistas globais nas áreas de tecnologia, negócios e acadêmicos.

O relatório mostra que, na próxima década, todas as organizações e os negócios serão baseados em tecnologia, exigindo que as empresas repensem os modelos atuais de infraestrutura e formas de trabalho. Entre as conclusões, o estudo prevê que, graças ao avanço tecnológico, até 2030, aproximadamente 85% das profissões serão novas, ou seja, ainda nem foram inventadas.

Por outro lado, os especialistas projetam que a tecnologia não irá necessariamente substituir os profissionais, mas vai impactar, principalmente, a forma de buscar um trabalho. Ou seja, as empresas tendem a procurar cada vez mais colaboradores para executar tarefas específicas e não mais ocuparem uma posição e, para isso, vão usar soluções de machine learning (aprendizado de máquina) para encontrar os indivíduos com as competências e os conhecimentos necessários.

O relatório prevê que as tecnologias emergentes – suportadas por enormes avanços em software, big data e capacidade de processamento – mudarão a forma como as pessoas vivem. Mais do que isso, a sociedade deve entrar em uma nova fase de relacionamento com as máquinas, a qual será caracterizada pelos seguintes pontos:

• Uma maior eficiência e uma possibilidade de, mais do que nunca, ajudar os humanos a transcender suas limitações

• A tecnologia tende a funcionar como uma extensão das pessoas, ajudando a direcionar e gerenciar melhor atividades cotidianas

• As empresas devem utilizar tecnologias baseadas em dados para buscar os talentos com as competências adequadas ao redor do mundo

• As pessoas terão de aprender em tempo real, na medida em que as mudanças serão tão rápidas que novas indústrias serão criadas e novas competências serão requeridas para quem quiser sobreviver ao mercado

“O rápido avanço da tecnologia tem provocado mudanças sem precedentes na sociedade. E esse estudo demonstra que as pessoas e as empresas que não se prepararem desde agora para esse novo mundo, dificilmente terão espaço no mercado”, afirma Luis Gonçalves, presidente da Dell EMC Commercial no Brasil. “Os resultados do relatório estão alinhados com a visão da Dell de oferecer um portfólio completo de soluções tecnológicas que ajude as pessoas e as empresas a acompanharem a transformação digital e, principalmente, serem bem-sucedidas nessa jornada”, complementa.

Segundo o levantamento, os nativos digitais buscarão empresas em que poderão aprender e causar um impacto significativo. Por isso, as organizações que entenderem e apoiarem essas aspirações serão capazes de atrair os melhores talentos na próxima década.

Outro ponto de destaque do estudo é que, em 2030, a dependência que os humanos têm da tecnologia se transformará em uma verdadeira parceria, favorecendo habilidades como a criatividade, o entusiasmo e uma mentalidade empreendedora. Isso se alinhará à capacidade das máquinas de proporcionar velocidade, automação e bom desempenho. A produtividade resultante permitirá novas oportunidades em termos de segmentos de mercado e atividades profissionais.

Tags, , , , ,

Supermercado Now lança aplicativo para melhorar experiência de compra de seus usuários

O Supemercado Now, maior plataforma de supermercado online, anuncia o lançamento de seu aplicativo, que tem o objetivo de melhorar a experiência de compra dos usuários. Disponível em Android e iOS, o app permite que os consumidores realizem suas compras com apenas alguns cliques e recebam seus produtos de forma rápida e prática, com dia e hora marcada, ou dentro de duas horas.

Com uma interface fácil e dinâmica, o aplicativo da Supermercado Now proporciona aos usuários uma nova experiência e praticidade ao permitir que eles tenham acesso, de acordo com a sua geolocalização, aos produtos em destaque, promoções e lançamentos de todos os supermercados parceiros.

“Buscamos sempre inovar e atender da melhor forma possível nossos clientes. Acredito que por meio do aplicativo, os usuários terão mais comodidade e facilidade para efetuar suas compras, além de se comunicar melhor com o personal shopper. Queremos concentrar todas as informações necessárias na palma da mão dos nossos usuários e proporcionar uma nova forma de acesso aos produtos”, explica Marco Zolet, CEO e sócio-fundador da Supermercado Now.

Para a criação do app, a Supermercado Now buscou entender o perfil dos compradores para desenvolver um layout que pudesse contemplar todas as necessidades de seus usuários, como acesso rápido as categorias, forma de pagamento, entre outros, com uma navegação mais fácil e intuitiva.

“Alguns estudos nos mostraram que, em compras de alta recorrência como as de supermercado, o aplicativo facilita ainda mais o acesso a recompra, aumenta o engajamento do cliente com a solução e traz um novo canal de comunicação operacional e comercial. Com esse lançamento, nossa expectativa é alcançar um crescimento de 35% na frequência de compras e 70% nas compras por dispositivos móveis nos próximos quatro meses”, finaliza Zolet.

Tags, , , , ,

Stefanini investe em ofertas que mesclam Digital, ADS e processo Ágil

A Stefanini, uma das mais importantes provedoras globais de soluções de negócios baseadas em tecnologia, aposta em projetos inovadores combinando Digital e ADS com processo ágil. O principal objetivo é reforçar a atuação da multinacional no processo de transformação digital das empresas, além de desenvolver aplicações, customização e implementação de soluções para os diversos setores da economia, tais como varejo, finanças, indústria e governo.

O modelo de negócios chamado ADS (Application Development Services) baseia-se em um conjunto de recursos, processos e metodologias, que utiliza as melhores práticas criadas para o processo de desenvolvimento, testes e manutenções dos softwares. A finalidade é construir soluções que alavanquem dados de todas as fontes possíveis para antecipar e entregar as funcionalidades adequadas e o conteúdo apropriado, de acordo com as necessidades do cliente.

“Temos como foco ser a ponte estratégica entre usuário e tecnologia. Para nós, não basta mais só entender as necessidades e expectativas dos nossos clientes, precisamos também ajudá-los, por meio de inovação, dinâmicas e benchmark, a entender como atingir de forma eficiente o mercado e usuário final. Isso é fundamental para criarmos uma solução digital relevante, de fácil usabilidade, intuitiva e que atinja os objetivos de negócio”, afirma Leonardo Camargo, Diretor de Serviços e Desenvolvimento de Aplicações da Stefanini.

Já o processo denominado Ágil é utilizado quando não há tempo para definir – com detalhes suficientes – uma boa parte dos requisitos do projeto, antes do desenvolvimento e entrega parcial. A ideia é começar o trabalho antes de finalizar o plano por completo e ir adaptando ao longo do caminho por meio de entrega e feedback constante. Costuma ser mais eficaz quando a equipe, cliente e fornecedor contam com experiência em projetos com essa abordagem e conseguem estabelecer, ao longo do tempo, um processo de colaboração que acaba gerando entregas rápidas e eficientes.

O processo sustenta que a melhor forma de atender às necessidades dos clientes é por meio da colaboração de um grupo comprometido de pessoas, que se concentra na obtenção de resultados com rapidez, com o mínimo de sobrecarga possível. “Nossa gestão em ADS tem incorporado cada vez mais as práticas de desenvolvimento ágil. Atualmente, 70% dos nossos projetos utilizam essas metodologias. Queremos combinar Digital e ADS com processo ágil para ajudar nossos clientes a transformarem seu negócio digitalmente de forma disruptiva, oferecendo inovações digitais para que os mesmos aumentem a eficiência operacional e competividade.”, ressalta Camargo.

A Stefanini acredita em quatro passos para realização efetiva da transformação digital: inovação, estrutura digital, dados e soluções de negócios compatíveis com as necessidades do cliente. Desse modo, a base tecnológica desta revolução digital é a utilização dos sistemas ciberfísicos, internet das coisas e computação em nuvem, para que os processos de produção se tornem cada vez mais eficientes.

Nova realidade das corporações

A transformação digital é a nova realidade das corporações. Desse modo, a mobilidade deve facilitar o dia a dia, as plataformas devem ser seguras e eficientes e tudo deve ser on-line e fácil. Atualmente, a Stefanini conta com uma estrutura robusta para implementar mudanças importantes para que os clientes se preparem para a era da Internet das Coisas e da Indústria 4.0.

Como é feito o processo digital combinado com ADS

• Imersão: consiste em compreender as necessidades do cliente por meio de um cenário com informações dos usuários finais, estudos e tendências que proporcionem a geração de ideias eficientes.

• Insight: com o conhecimento dos usuários e clientes em mãos, novas ideias são geradas para atender aos desejos do usuário e objetivos do cliente.

• Prototipação: após a ideação, protótipos são desenvolvidos representando a melhor forma de apresentação das ideias levantadas, incluindo os testes de aderência, que visam a concretização esperada.

• Validação: para implementar o melhor produto, protótipos são testados e validados pelo cliente. Sempre que necessário, a geração de ideias é reiniciada para atender da melhor maneira a expectativa do cliente.

Tags, , ,

Royal Caribbean apresenta máscara de mergulho que grava e transmite imagens para redes sociais

unnamed

A companhia de cruzeiros Royal Caribbean convida o mundo a vivenciar a primeira aventura subaquática através das lentes do Snapchat Spectacles, graças a uma personalizada máscara de mergulho batizada de “SeaSeeker”. A máscara foi projetada pela Royal Caribbean para uso com os óculos Snapchat Spectacles e permite que os usuários os encaixem enquanto estiverem submersos, dando a eles, embaixo da superfície, uma perspectiva única do intrigante mundo da vida marinha.

“A máscara SeaSeeker permitirá a todos que gostam de aventuras garantirem um lugar na primeira fila para assistirem emocionantes jornadas debaixo d’água de um modo como nunca foi possível antes”, disse Jim Bearra, Vice Presidente Senior de Marketing da Royal Caribbean International. “O Snapchat continua a ser o canal favorito para viajantes e é a plataforma ideal para esta primeira exploração do fundo do mar. Estamos ansiosos para encontrar uma maneira inovadora para usar o Snapchat Spectacles com nossa máscara SeaSeeker, que está sendo patenteada para podermos trazer a experiência subaquática aos nossos hóspedes, assim como eles visitam os destinos incríveis que nos navegamos. Até tomamos a iniciativa de solicitar a patente para a máscara SeaSeeker para que possamos trazê-la com exclusividade para nossos hóspedes”.

Os três mergulhos de apresentação foram incríveis aventuras subaquáticas vistas através dos olhos de três mergulhadores bem conhecidos. Em Cozumel, México, o fotógrafo marinho de vida selvagem e protetor ambiental Roberto Ochoa deu aos espectadores um raro vislumbre sobre a migração anual de tubarões-baleia. A bióloga marinha e cofundadora da organização Oceanus, A.C., com sede no México, Gabriela Nava levou os espectadores a um projeto de restauração de um recife de coral, onde ela e sua equipe têm trabalhado para restaurar os recifes locais. Em Belize, o mergulhador livre Ashleigh Baird visitou o famoso Grande Buraco Azul, uma imensa caverna subaquática que se acredita ser a maior do seu tipo.

Interessados podem buscar mais informações nas redes sociais através da hastag #SeekDeeper ou seguindo o canal @RoyalCaribbean no Snapchat.

A Royal Caribbean International é uma companhia de cruzeiros mundialmente premiada, com um legado de inovação de 48 anos, pioneira por introduzir nos mares os navios mais modernos do planeta. Apresenta um amplo e incomparável conjunto de recursos e amenidades apenas encontrados na Royal Caribbean, incluindo, entretenimento estilo Broadway e aclamada programação que atrai desde famílias até turistas em busca de aventuras. A bordo, os hóspedes são atendidos com o melhor serviço Gold Anchor Service por cada equipe e membro da tripulação. A Royal Caribbean foi eleita a “Melhor Companhia de Cruzeiro Global” por 14 anos consecutivos no Travel Weekly Readers Choice Awards.

A companhia opera 24 dos navios mais inovadores do mundo para os destinos mais populares nas Bermudas e no Caribe, Europa, Canadá e Nova Inglaterra, Alasca, América do Sul, Ásia e Austrália e Nova Zelândia.

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=V2TU53gNYYo[/embedyt]

Tags, , , , , ,

Como se destacar em um hackathon

Os hackathons, maratonas de criação em tecnologia, fazem cada vez mais parte das iniciativas de fomento à inovação de empresas. Apesar de não seguirem um formato padrão, esses eventos exigem muito fôlego dos participantes que passam horas a fio desvendando dados, sistemas lógicos e usando a criatividade para desenvolver soluções que façam os olhos das empresas brilharem.

Renata Iwamoto, 26 anos, é formada em engenharia elétrica pela Poli e participa de hackathons por lazer. Segundo ela, esses eventos permitem uma experiência profissional diferente, os participantes aprendem muito na prática e o networking é incomparável.

A engenheira foi contratada pela Ambev após sua participação na segunda edição do hackathon da cervejaria, em 2016. Seu projeto não foi o escolhido, mas o que contou para a companhia foi o seu desempenho ao longo da maratona. Renata elencou cinco dicas para aqueles que também desejam se destacar:

1) Vá para aprender
Tem que ir sem medo: o mais legal é o potencial de aprendizagem que o hackathon proporciona. Vá aberto para conhecer pessoas, se desenvolver e aceitar ideias. Não se apegue tanto ao curso de formação, nem mesmo área de atuação. O mais importante é querer fazer diferente!

2) É preciso ter afinidade com as funções desempenhadas no desafio
Tenha em mente que é preciso ter afinidade com as funções de gerente de projetos, desenvolvedor, designer ou mesmo empreendedor. Mas não esqueça de que estamos falando em afinidade. Não é preciso ter experiência nessas áreas.

3) Escolha bem seu time
Os participantes montam o grupo de maneira proativa, por isso é importante escolher um time com pessoas de diferentes perfis. A diversidade traz muito valor.
Na Ambev, por exemplo, isso acontece na nossa rotina diária. A cervejaria acredita que um ambiente de trabalho mais diverso é propício para o surgimento de novas ideias.

4) Respeite todas as etapas
Cuidado com o desenvolvimento de cada etapa. É preciso escolher o problema dentro do tema proposto pela empresa, pesquisar as causas e validá-lo – fazer pesquisas na rua e falar com o público afetado. Depois desses passos, faça um brainstorming com o time para pensar em possibilidades de solução.

5) Construa uma apresentação matadora
Tão importante quanto ter uma boa ideia é saber explicá-la aos jurados. Apresente o projeto de forma clara e cronológica, incluindo as vantagens da solução para o negócio. Faça pesquisas na internet sobre pitch. Há muitas dicas sobre como se portar e apresentar.

A Ambev está com inscrições abertas para seu Hackathon 2017. O desafio do ano é: melhorar a experiência de consumidores na hora de beber cerveja.

Data: dia 5 e 6 de agosto

Local: Espaço CUBO – Rua Casa do Ator, 919, Vila Olímpia, São Paulo/SP
Inscrições até 30 de julho no site www.ambev.com.br/hackathon

Tags, , , ,