Tag Datalogic

Datalogic apresenta nova tecnologia de identificação

A Datalogic, líder global nos mercados de captura automática de dados e automação industrial, apresenta soluções de identificação por leitura de códigos de barras para o mercado industrial alimentício.

Os produtos serão demonstrados na 33ª Edição da Fispal Tecnologia, no espaço São Paulo Expo, no Km 1,5 da Rodovia Imigrantes. A família de equipamentos Matrix da Datalogic permite a leitura de códigos lineares ou bidimensionais em diferentes tipos de equipamentos usados na indústria e no comércio.

Entre as vantagens do rastreamento de produtos industrializados em seus processos de fabricação, está a possibilidade de localizar falhas ou defeitos de composição na linha de produção e apontar áreas de processamento que necessitam ser melhoradas ou atualizadas. Tanto para produtos de consumo rápido (carnes, congelados e embutidos) quanto na indústria eletrônica ou mecânica os benefícios permitem a otimização de processos, economia de recursos e inclusão de procedimentos para a melhoria final de insumos.

A tecnologia de monitoramento via leitura de códigos de barras já está em implantação pela indústria farmacêutica por conta da atualização na legislação brasileira de rastreabilidade de medicamentos, suplementos e vitaminas. A nova lei deve também fazer com que em breve, outros segmentos do mercado também sigam este caminho, a exemplo do setor alimentício.

Como líder global em tecnologia de automação, a Datalogic, fundada na Itália, hoje possui uma fábrica no Brasil, em Jundiaí, interior de São Paulo. A companhia terá uma exibição extensiva dessa tecnologia em seu estande, localizado na Rua C-141 da feira. Neste ano a empresa traz com exclusividade seus leitores de dados Matrix 120, Matrix 210, Matrix 300 e Matrix 410 para uma demonstração exclusiva de performance. Durante o evento, será demonstrada a velocidade e a precisão de captação de imagens por esses equipamentos por meio de um jogo interativo com bolinhas de golfe trazendo suas superfícies gravadas identificadas com códigos de barras bidimensionais. Os leitores podem registrar com precisão as informações grafadas em uma distância de até três metros e têm capacidade de detecção para até 180 mais de 1200 unidades por minuto, simulando situações randômicas e diárias na indústria. Desta forma, como ocorre em ambientes de manufatura, desde a produção nas esteiras, até o momento de embalo ou encaminhamento para os pontos de distribuição e vendas, os itens podem ser monitorados em tempo real, acelerando as entregas e melhorando a qualidade do produto final.

“No Brasil as indústrias farmacêuticas e alimentícias são estão entre as que mais adotam este tipo de solução para rastreabilidade. Na montagem automobilística 100% dos processos já são monitorados por leituras unidimensionais e bidimensionais. A tendência é que mais mercados incorporem estes recursos e num futuro próximo toda a indústria faça uso do mesmo”, afirma Domingos Mancinelli, Diretor Comercial para Indústrias da Datalogic na América Latina.

A Datalogic está no mercado de identificação desde 1972 e atualmente 60%mais de 35% deste tipo de leitores utilizados no mercado mundial são da empresa.

Tags, , , ,

A simplicidade que encanta os consumidores – Por Fabio Lopez

A interação próxima e pessoal entre comerciantes e clientes, a disponibilidade de mercadorias e o bom atendimento eram situações comuns no passado, nos tempos em que as pessoas faziam suas compras nas lojas ou supermercados de bairro. Os comerciantes conheciam as preferências dos seus clientes mais fiéis, não havia longas filas e o dono do estabelecimento sempre estava disposto a ajudar e não deixar faltar produtos no estoque. O varejo cresceu, as grandes redes se popularizaram e aos poucos essa relação de proximidade com o consumidor foi se perdendo. Hoje, o varejo vive o desafio de resgatar o contato pessoal e personalizado, encantar o cliente com ações simples que eram tão habituais no passado e, finalmente, inovar e se diferenciar da concorrência.

Hoje, um dos problemas mais críticos do setor é a gestão das lojas físicas, que abrange o treinamento de funcionários para interagir, sanar dúvidas e melhorar o atendimento aos clientes, e, também, a disponibilidade de tecnologias que os auxiliem no atendimento a essas necessidades básicas dos consumidores. Afinal, não existe sensação pior para o cliente do que ter o carrinho cheio e uma fila de pagamento gigante à sua espera, funcionários com pouca ou nenhuma informação sobre o estoque ou ainda receber do varejista informações e ofertas não adequadas ao seu perfil de consumo.

Situações como essas fazem o consumidor lembrar nostalgicamente da infância (ou das histórias contadas por pais e avós sobre as infâncias deles), quando as compras na mercearia da rua eram prazerosas porque traziam um aspecto pessoal e personalizado. O dono do negócio conhecia o cliente pelo nome, os hábitos de compras da sua família e sempre avisava sobre a disponibilidade de um determinado produto. É essa a simplicidade que o varejo brasileiro precisa resgatar, e que não acontecerá apenas com as grandes marcas investindo em supermercados de bairro, sem pensar em ações para reter e fidelizar seu consumidor de forma pessoal.

Atualmente, a palavra ‘fidelização’ muitas vezes tem sido resumida a ‘cartões de fidelidade’ ou WiFi gratuito na loja, que as grandes marcas implantam a fim de oferecer conectividade, descontos e acúmulo de pontos. Essas ações sozinhas não retêm o consumidor, e por isso os varejistas precisam ir além para se destacar. Claro que estratégias digitais, como integração com canais de e-commerce ou mídias sociais, por exemplo, são importantes, mas elas precisam avançar na mesma proporção que as melhorias no ambiente físico. Hoje, o tempo de espera em uma fila impacta – e muito – os resultados do varejo. Não é raro um cliente desistir da compra se a fila estiver muito longa e demorada. A agilidade dos caixas, especialmente em seus dias e horários de pico, é um ponto crucial na satisfação e retenção de clientes. Soluções simples, como leitores bióticos, e também mais sofisticadas, como checkouts automáticos, podem reduzir significativamente o tempo de espera do consumidor e melhorar sua experiência de compra.

É preciso lembrar que a indisponibilidade de produtos na gôndola, fator conhecido como ruptura, também impacta fortemente o varejo no Brasil. Em alguns casos, essa taxa chega a ultrapassar os 20%. Com tecnologias e sistemas corretos, os vendedores podem ajudar a evitar longas filas e fornecer informações precisas ao consumidor sobre a disponibilidade de produtos. Isso sim pode, de fato, gerar valor ao negócio e ajudar o estabelecimento a encantar o cliente pela interação e atendimento personalizado.

Entendendo o consumidor

Outro ponto sensível para o varejo é entender os hábitos de compras do consumidor. É difícil fazer isso sem tecnologia, mas na era de big data e analytics o problema não está na disponibilidade de dados, mas na forma como eles são interpretados e usados a favor do consumidor. Um exemplo simples: o varejista pode oferecer ao cliente uma lista com os preços de produtos que ele compra mensalmente, ou até mesmo sugerir receitas simples que possam harmonizar bem com um vinho que costuma comprar, e enviar, ainda, a lista de ingredientes disponíveis na loja física. Hoje, o consumidor é fiel a uma loja não pela quantidade de pontos que ele pode acumular em seu cartão de fidelidade, mas por uma série de fatores que se complementam, como praticidade, agilidade, preço justo, atendimento personalizado, boa experiência de compra, ambiente agradável, entre outros. Se ele encontrar tudo isso em um só local, as chances de voltar e se tornar fiel são grandes!

Fabio Lopez, Diretor de Vendas da Datalogic para o Sul da América Latina

Tags, , ,

Datalogic leva inovação a varejistas na NRF 2017

A Datalogic, líder mundial nos mercados de Captura Automática de Dados e Automação Industrial e fabricante de classe mundial de leitores de códigos de barras, computadores móveis, sensores, sistemas de visão e equipamentos de marcação a laser, inicia o ano trazendo soluções inovadoras aos varejistas na National Retail Federation (NRF) Big Show 2017, no estande de número 3827. A NRF acontecerá entre os dias 15 e 17 de janeiro no Javits Center, em Nova York, e a companhia demonstrará soluções inovadoras que atendem todo o mercado de varejo – da cadeia de suprimentos ao checkout.

A Datalogic é provedor de vanguarda em soluções e tecnologias de ponta para o varejo ao redor do mundo. Com tecnologia e inovação que melhoram a experiência do consumidor na loja, a soluções que aumentam a produtividade e eficiência das empresas, a Datalogic oferece as soluções mais completas do mercado.

“A Datalogic está posicionada de maneira única no varejo e fornece a mais completa linha de soluções para o setor. Nós desenvolvemos nossos produtos e tecnologias para atender os varejistas e seus clientes, com o objetivo de simplificar e melhorar a experiência de compra e aumentar a eficiência e a produtividade das empresas em todas as suas áreas: de produção, inventário e chão de loja”, afirma Pietro Todescato, CTO da Datalogic. “Durante a NRF, os visitantes experimentarão em primeira mão uma extensa variedade de tecnologias e soluções que nós ofertamos, como: soluções RFID, gestão de gôndolas, venda assistida, soluções para setores de varejo alimentício e não-alimentício, leitura automatizada, prevenção de perdas, e muito mais. Será uma grande oportunidade para ver como a Datalogic entrega Inovação para todo o setor de Varejo”.

A Datalogic se apresentará na NRF 2017, o maior evento do Varejo, de 15 a 17 de janeiro de 2017, no Jacob K. Jatvits, na cidade de Nova York. Gerentes de Produto e Executivos estarão a disposição para apresentar e falar sobre os últimos lançamentos, soluções e tecnologias. Entre em contato com seu representante local da Datalogic para agendar uma reunião e obter mais informações.

Tags, , , , , ,

Datalogic compra parte da CAEN RFID e aposta no setor

O Conselho de diretores da Datalogic S.p.A (Bolsa Italiana S.p.A: DAL), empresa listada no segmento STAR da Bolsa de Valores Italiana desde 2001 como DALMI, líder mundial nos mercados de Captura Automática de Dados e Automação Industrial, e fabricante de classe mundial de leitores de códigos de barras, computadores móveis, sensores para detecção, medição e segurança, sistemas de visão e equipamentos de marcação a laser, assinou um acordo para aquisição de 20% da CAEN RFID Srl, uma empresa toscana focada em tecnologia RFID.

A Datalogic será acionista da CAEN RFID, com um aporte de capital de 550,000 Euros, para apoiar o desenvolvimento e crescimento da companhia. A operação que a Datalogic financia abrange um acordo comercial entre as duas partes, que inclui, entre outras coisas, o desenvolvimento conjunto de novos produtos, uso dos componentes da CAEN RFID pela Datalogic para a fabricação de seus produtos e a distribuição de produtos da CAEN RFID com a marca Datalogic.

A tecnologia desenvolvida pela CAEN RFID, a primeira empresa europeia, fundada em 2013 para criação do design, fabricação e comercialização de leitores com tecnologia RFID está, atualmente, entre uma das mais avançadas do setor de RFID. Com a aquisição, a Datalogic amplia a oferta de seus produtos sobretudo no segmento de varejo, transporte e logística e em depósitos, por meio do desenvolvimento conjunto de novos produtos e gestão de aplicações para áreas com elevada taxa de crescimento.

O presidente e CEO do grupo Datalogic, Romano Volta, comentou: “Com esta operação, a Datalogic confirma seu grande foco em tecnologia. Somos gratos pelo acordo com a CAEN RFID, que permite à Datalogic ampliar sua oferta no desenvolvimento complementar de produtos tecnológicos, melhorar sua posição competitiva e expandir a presença em um mercado altamente inovador e com grande potencial de crescimento. O grupo Datalogic pode oferecer a seus parceiros e clientes as melhores soluções em todos os segmentos que atua, enquanto mantém os olhos atentos a novas oportunidades de negócios e tecnologia inovadora”.

“Marcelo Givoletti, CEO da CAEN Group S.p.A, comentou: “Estamos orgulhosos da decisão da Datalogic em participar do nosso projeto de crescimento. Graças a experiência da Datalogic e a liderança da CAEN RFID na área de Identificação por Rádio Frequência (RFID), estamos confiantes que juntos teremos sucesso no desenvolvimento de novas soluções para o setor de RFID, que tem um grande potencial. Com a sinergia entre as companhias, a atual oferta da CAEN, que já cobre as áreas típicas de aplicação da tecnologia, pode ser ampliada e melhorada. Também quero ressaltar o fato de que a CAEN foi uma das primeiras parceiras do EPCglobal (Código de Produtos Eletrônicos), consórcio que define padrões globalmente reconhecidos e aceitos”.

Tags, , , , , , , ,

Datalogic e Fast Gôndolas anunciam solução de checkout automatizado até cinco vezes mais rápida do que caixas tradicionais

A Datalogic, líder mundial nos mercados de Captura Automática de Dados e Automação Industrial e fabricante de classe mundial de leitores de códigos de barras, computadores móveis, sensores, sistemas de visão e equipamentos de marcação a laser, anuncia o lançamento do scanner JadeTM, equipamento de leitura automatizada de códigos de barras que permite implementar solução de checkout automático para compras em grandes volumes em supermercados e atacarejos.

Os itens são colocados sobre a esteira em qualquer posição e, à medida que passam pelo scanner tipo portal (Jade) os códigos de barras são lidos e mesmo produtos sem códigos de barras são reconhecidos por meio de imagens detalhadas de cada mercadoria geradas durante a leitura. Com esse sistema automatizado, o Jade garante atendimento mais rápido e diminui o tempo de filas ao realizar leituras com alta performance.

“Um bom operador de caixa no Brasil consegue ler até 20 itens por minuto. Com a solução Jade, é possível ler até 100 mercadorias por minuto, garantindo um atendimento de 3 a 5 vezes mais rápido que o tradicional” afirmou Fabio Lopez, diretor de vendas da Datalogic para Brasil e Sul da América Latina. “O aumento na agilidade do atendimento se reflete na redução do tempo de fila, já que a solução é voltada para clientes com grandes volumes de compras, melhorando a experiência do cliente e evitando que o mesmo deixe de comprar alguns produtos enquanto espera para ser atendido na fila, aumentando o número de vendas e reduzindo perdas”, completou.

O lançamento do Jade no Brasil conta com parceria com a Fast Gôndolas, empresa responsável pelo desenvolvimento do checkout exclusivo para a nova solução Datalogic. “Com produtividade equivalente ao trabalho de cerca de 6 a 8 checkouts tradicionais, o Jade consegue aliar a agilidade de atendimento a disponibilidade de funcionários para relacionamento com o cliente”, disse Valdevir Guerra, Diretor Comercial e Marketing da Fast Gôndolas. “Devido à sazonalidade de movimento nas lojas, os checkouts precisam ser abertos para atender a alta de demandas em alguns períodos, mas ficam fechados nos momentos de menor movimento. Com o Jade, a loja tem uso total dos ativos durante a operação, e consegue maior contato com o cliente ao deixar os funcionários mais livres para interagir e realizar um melhor atendimento, e não limitados a fazer a leitura de produtos”.

Além do checkout, que conta com design flexível, podendo ter de uma a quatro saídas e variedade de tamanhos, também foi desenvolvido no Brasil um middleware, que permite que todos os recursos do Jade estejam disponíveis para qualquer sistema de ponto de venda. “Aumentando o rendimento e o volume de vendas enquanto reduz perdas e retrabalhos, e com integração disponível para qualquer software de gestão de caixa, o Jade vai ao encontro das necessidades do mercado varejista, que busca soluções para semanter forte durante o momento econômico delicado que o país enfrenta”, afirmou Lopez.

Tags, , , , , , ,

Datalogic anuncia novo Diretor de Operações para fábrica em Jundiaí e busca excelência operacional

A Datalogic, líder mundial nos mercados de Captura Automática de Dados e Automação Industrial e fabricante de classe mundial de leitores de códigos de barras, computadores móveis, sensores, sistemas de visão e equipamentos de marcação a laser, anuncia Luis Gustavo Longuini Brandão como novo Diretor de operações da fábrica de Jundiaí.

“Excelência operacional é um dos nossos principais objetivos”, disse Brandão. Com 9 anos de experiência gerenciando operações, o executivo já passou por empresas como Itaucom, Motorola, Foxconn e Sanmina, adquirindo conhecimento em redução de custos operacionais e de logística, geração de caixa positivo, entre outros. “Terei contato com a operação e darei suporte aos projetos globais, aplicando também filosofias de redução de custo”, completou Brandão, que também tem experiências na implementação de programas Lean Seis Sigma, que visam redução de desperdício e otimização de processos.

“Trabalharemos ainda visando a aproximação da área de operação às área de negócios, de forma a tornar o crescimento da empresa ainda mais sustentável e integrado, e impulsionando novas oportunidades”, completou Luis Gustavo Longuini Brandão, que é formado em Estatística pela UNICAMP,pós-graduado em Finanças pela mesma instituição e certificado LSS Master Black Belt.

Tags, , ,