Tag cursos

Bayer oferece curso de inovação gratuito em parceria com a Universidade St. George de Londres

A Bayer está com inscrições abertas para o curso online e gratuito “Gerenciamento da Inovação: aprendendo a prototipar soluções de negócio”. A formação será dividida em três módulos, um por semana, e o primeiro já acontece no dia 22 de abril. Apoiados por especialistas da Bayer, os interessados terão acesso a metodologias para colocar em prática as suas ideias inovadoras – da idealização e experimentação até a implementação.

A iniciativa é direcionada a empreendedores, profissionais ou estudantes que buscam integrar a inovação à maneira como trabalham. As inscrições podem ser feitas no link https://bit.ly/2uMNauS. O curso foi desenvolvido em parceria com a Universidade St. George de Londres e será ministrado pelo time de inovação da Bayer: Dr. Tom Maes, líder de Inovação para produção e cadeia de suprimentos; Oliver Winkelmann, gerente de Inovação; Karolin Gebhardt e Lindsay Germain, coach de Inovação.

Durante três semanas, os participantes terão a oportunidade de aprender novas metodologias de inovação, aplicar e testar estas metodologias, trocar experiências e receber feedbacks de outros participantes e do time de inovação da Bayer. Tudo isso em um rico conteúdo com vídeos, discussões, tarefas e quizzes. Oportunidade imperdível para aprender com os especialistas de uma das empresas mais inovadoras do mundo.

Agenda:
Semana 1 (3 horas)
Como começar a inovação: Da ideia até a geração de valor
Semana 2 (3 horas)
Como comunicar: desenvolvendo protótipos e testando ideias
Semana 3 (3 horas)
Como gerenciar a inovação em situações de alta incerteza: usando a ferramenta de apoio naviProM

Para ter informações sobre o curso “Gerenciamento da Inovação: aprendendo a prototipar soluções de negócio”, acesse: https://career.bayer.com/boc/index.html

Tags, , ,

HSM entra no mercado de cursos abertos

A HSM Educação Corporativa, reconhecida pelos eventos, livros, revista e cursos in Company, inicia uma nova unidade de negócio em 2019 com objetivo de ampliar acesso aos conteúdos de gestão, inovação e liderança acumulados nos últimos 30 anos. Por meio da HSM University, a plataforma de educação corporativa oferecerá cursos livres e pós-graduação a distância voltados para gestão e inovação.

Os cursos livres, com carga horária de 40 horas, são desenvolvidos a partir das histórias de sucessos dos maiores executivos e empreendedores do mundo. O foco é oferecer aprimoramento das principais competências exigidas pelo mercado de trabalho.

Já a pós-graduação, reconhecida pelo MEC (Ministério da Educação), tem carga horária de 360 horas, que possibilita aprender boas práticas profissionais com materiais que são cases de sucessos e de grandes nomes mundiais da gestão. No portfólio inaugural já constam cursos como Gestão Estratégica de Negócios, Gestão de Projetos, Gestão Estratégica de Pessoas e Transformação Digital. Durante todo o curso, os alunos terão acesso a coaching e mentoria, as principais bibliotecas virtuais e a tópicos de gestão empresarial em vídeos, ebooks, artigos e podcasts exclusivos. Todos os cursos são certificados pelo Centro Universitário UNA e HSM University.

Ambas as escolhas contam com um time qualificado de professores e mestres que atuarão na curadoria e aprimoramento do conteúdo junto aos alunos. Além disso, todos as aulas são ministradas a distância, possibilitando que estudantes tenham acesso a grade curricular da HSM University de todo o Brasil.

De acordo com o CEO da HSM University, Fábio Figueiredo “Até o final do ano, a nossa expectativa é que a plataforma tenha mais 55 novos cursos livres e de pós-graduação, e uma base de mais de 10 mil alunos”.

Tags, , ,

Centro Universitário FEI abre nova graduação em Engenharia de Robôs

Atenta às novas tendências do mercado e preocupada em capacitar seus alunos para atuarem como protagonistas das futuras transformações sociais, o Centro Universitário FEI contará a partir de 2019 com o novo curso de graduação em Engenharia de Robôs. Os interessados podem se inscrever até 21 de novembro no vestibular da Instituição, que acontece em 1º de dezembro de 2018, às 8h30.

O curso, inédito no país, tem como objetivo capacitar profissionais para planejar, construir, controlar e manter robôs de diversos tipos. A grade é planejada para que exista um equilíbrio entre quatro áreas de conhecimento: Mecânica, Eletrônica, Programação e Automação. Além disso, durante a graduação o aluno é preparado para integrar tecnologia e robótica em diferentes campos de atuação.

Por se tratar de uma grande tendência, a FEI vem estimulando, há anos, seus alunos (independentemente da graduação escolhida) a interagirem com a área da robótica por meio de projetos interdisciplinares e extracurriculares. O “RoboFEI”, por exemplo, estimula os estudantes a criarem robôs autônomos e a participarem de grandes competições, como a RoboCup, um dos maiores torneios de robótica do mundo.

“A robótica será a tecnologia dominante do futuro; e o Centro Universitário FEI é uma Instituição vista como um centro de excelência e referência na área, seja pelo investimento em robôs inteligentes ou pelo esforço em incentivar a robótica em todo o País. Portanto, quando novos cursos focados no desenvolvimento de robôs surgirem no país nos próximos anos, será pela nossa iniciativa”, afirma Flavio Tonidandel, autor do curso de graduação em Engenharia de Robôs do Centro Universitário FEI.

Vestibular 2019

Inscrições: Até 21/11

Taxa: R$ 90 pela internet e R$ 110 presencial

Cursos: Administração, Ciência da Computação, Engenharia Civil, Engenharia de Automação e Controle, Engenharia de Materiais, Engenharia de Produção, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica, Engenharia Química, Engenharia Têxtil e Engenharia de Robôs

Data da prova: 1º/12

Endereços:

– Campus São Bernardo do Campo -Av. Humberto de Alencar Castelo Branco, 3.972-B – Assunção, São Bernardo do Campo – SP.

– Campus São Paulo – Rua Tamandaré, 688 – Liberdade, São Paulo – SP

Site: www.fei.edu.br

Tags, , ,

Capacitação gratuita do BID prepara pessoas, empresas e instituições para desafios no ambiente digital

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) lança o curso gratuito “Desafios e oportunidades na economia digital”, para promover e apoiar governos a definir e implementar ações de políticas públicas digitais voltadas para a participação ativa de indivíduos, empresas e instituições no novo ecossistema econômico e social, assim como apoiar empresas e indivíduos a identificar oportunidades no contexto digital. As inscrições estão abertas e as aulas começam em 6 de setembro.

“Estamos vivendo a quarta revolução industrial. Cidadãos, governos e empresas têm de enfrentar essa realidade para aproveitar as novas tecnologias e aprender de fato a gerar valor”, explica o representante do BID no Brasil, Hugo Flórez Timorán. “No curso será possível entender a importância do Big Data e sua utilidade no monitoramento e avaliação de políticas públicas, o impacto da tecnologia em empresas e governos e haverá ainda exemplos práticos de países e empresas do Brasil e da região que conseguiram transformar esse novo contexto tecnológico a seu favor e lições aprendidas a serem levadas em consideração”, complementa.

O curso aberto e massivo (MOOC, na sigla em inglês) é oferecido por meio da plataforma digital edX , uma parceria entre a Universidade de Harvard e o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT).

A capacitação inclui casos práticos, como o projeto Data Rio, que disponibilizou a base de dados gerados pelo município para estudo e projetos, entre eles, o desenvolvimento de aplicativos que ajudam a facilitar a vida do cidadão e do turista. São 15 mil arquivos com 400 terabytes de informações, como a localização dos ônibus por coordenadas GPS, a sincronização de sinais de trânsito e números da Central 1746.

Entre exemplos de vários países, os participantes também entenderão como está composto o ecossistema de inovação no Brasil, a estratégia brasileira de transformação digital, saberão mais sobre a lei de proteção de dados aprovada recentemente, entre outros.

O curso tem duração de sete semanas com uma média de três a quatro horas semanais – o próprio aluno determina o ritmo de aprendizado, podendo estudar mais horas se assim desejar. Também estarão à disposição dos participantes, leituras selecionadas, vídeos, tutoriais de análises e outros recursos de aprendizagem.

Para os participantes que atingirem a nota mínima é possível obter o Certificado de Identidade Verificada, emitido pelo BID pelo site do curso, ao custo de US$25. Contudo, aqueles que não tiverem interesse, podem escolher a opção Auditar Curso para participar de forma gratuita e obter um certificado de código de honra, caso cumpram as expectativas acadêmicas estabelecidas.

Curso: Desafios e Oportunidades na Economia Digital

Investimento: gratuito

Início das aulas: 6 de setembro

Duração do curso: 7 semanas, 3/4 horas semanais

Inscrições: clique aqui.

Tags, , , , , , ,

Curso incentiva mulheres a se tornarem programadoras

Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio, apenas 20% dos profissionais no mercado de TI são mulheres, enquanto dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC) indicam que somente 15% dos ingressantes nos cursos da área pertencem ao gênero feminino. Para diminuir essa disparidade, a Ironhack, global tech school que acaba de abrir o seu primeiro programa no Brasil, oferece bolsas de 10% para as mulheres que se matricularem nos seus cursos.

“Queremos incentivar uma maior participação feminina nesse mercado que, por razões socioculturais, ainda carrega o estigma de ser um setor masculino”, explica Mario Posadas, Gerente de Expansão da Ironhack no Brasil. A empresa têm um modelo de ensino conhecido como bootcamp, metodologia de aprendizagem imersiva baseada na ideia de “aprender fazendo”, por meio de cursos intensivos de treinamento para programadores e web designers.

O programa é voltado tanto para o profissional que quer mudar de carreira, quanto os que procuram se qualificar no setor da tecnologia da informação, formato que tem garantido também a rápida inserção feminina no setor de tecnologia. “Cerca de 85% dos que concluem o programa conseguem um novo emprego em até três meses. Isso torna a opção atraente para as profissionais que sempre quiseram trabalhar na área, mas não tinham coragem de dar este tipo de guinada ou se deixavam influenciar pelo estereótipo de ser um segmento de maioria masculina”, analisa Posadas.

Outro diferencial da escola de programação é o suporte dado à recolocação profissional. Além da preparação para entrevistas e elaboração do currículo, após a conclusão do curso, a escola promove uma Feira de Contratação ao longo de quatro dias, momento em que as próprias empresas vão até o Campus para conhecer e entrevistar os alunos. Entre as companhias, destaca-se a parceria global com Google, Rocket Internet, Boston Consulting Group, Twitter, VISA, entre outras.

A Ironhack inicia seu primeiro programa no país em 15 de outubro, com duração prevista de nove semanas. As inscrições já estão abertas no site oficial da escola: www.ironhack.com. O programa, full time, com aulas em português, tem carga de 40 horas semanais e todos os conhecimentos técnicos ensinados por professores experientes são testados em projetos.

Tags, , ,

FGV EAESP debate os desafios e as perspectivas no Brasil

O curso OneMBA da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV EAESP) promove na quarta-feira (6), às 8h, um debate sobre os principais desafios e perspectivas para o Brasil.

A ideia é debater sobre os grandes gargalos do país: a educação; financiamento, infraestrutura e o papel das empresas e suas visões empreendedoras. Participam do evento: Alexandre Schnelder, Secretário Municipal de Educação de São Paulo; Ana Carla Abrão Costa, partner da Oliver Wyman e presidente do Conselho de Gestão Fiscal do Munícipio de São Paulo; José Ronaldo de Castro Souza Júnior, diretor de Estudos e Políticas Macroeconômicas do IPEA; LI Ylnsheng – CEO, CTG (China Three Gorges); Juliana Rosa, colunista de Economia da Globo News (moderadora); Deborah Vieitas, CEO da Amcham; Fernando Carneiro, membro do Board Internacional da SpencerStuart e líder da Prática de CEOs e Boards da América Latina; Francisco Fortes , vice-presidente de RH, TI e Industrial da Gerdau; Luciano da Silveira Araujo, Head of MIT Bootcamp, BraziI e Cristiano Romero, editor-executivo do Valor Econômico (moderador).

Programação

Tags, , ,

Mosaico University lança curso de blockchain para advogados

A Mosaico University é uma nova iniciativa do grupo Mosaico Digital Assets, que nasce com o objetivo de preparar e capacitar profissionais acerca dos assuntos e transformações vividas pela atuação do blockchain nos mais diferentes segmentos de negócios.

“O blockchain está transformando diversas indústrias e acreditamos que, em pouco tempo, todos serão afetados, de alguma forma, por essa tecnologia.. Por isso, decidimos fundar a Mosaico University, nascendo com o propósito de preparar líderes, empresas e universitários para as mudanças em seus respectivos setores”, explica Ythalo Silva, CEO e fundador da Mosaico Digital Assets.

O próprio setor jurídico já enfrenta desafios relacionados, por exemplo, à regulação de ativos digitais (como criptomoedas) ou, ainda, no desenvolvimento de “contratos inteligentes”. Essas são algumas das transformações pelas quais o segmento passa, o que indica que, muito em breve, advogados e profissionais do setor deverão se adaptar a uma nova indústria legal. O primeiro curso, Blockchain no Direito, acontece no próximo dia 7 de abril, na Avenida Faria Lima, em São Paulo, das 8h30 às 18h. As vagas são limitadas e podem ser reservadas diretamente pelo link, ao preço de R$ 799. Seu conteúdo foi preparado especialmente para advogados e profissionais do setor que pretendem se atualizar frente aos novos desafios e mercados de atuação gerados pelo blockchain.

Além do segmento jurídico, serão oferecidos treinamentos para outros setores como o de logística, meios de pagamento e até mesmo educação, esporte e saúde. Todos os conteúdos são planejados e preparados por profissionais do respectivo setor, em conjunto com especialistas em Blockchain. Garante-se, assim, tanto uma aprendizagem com visão negocial dos respectivos business, como uma abordagem técnica da tecnologia.

Tags, , , , , , , , , , ,

Tamboro recebe novo aporte e soma R$ 6 milhões em investimentos

A Tamboro, startup brasileira de inovação em educação, anuncia aporte de seu novo investidor, o empresário Paulo Ferraz. O montante será direcionado para desenvolvimento de novos cursos, e também para aprimorar as áreas de Comunicação, de Marketing e Comercial da empresa. Junto com os montantes recebidos do Leblon Equities e da Vox Capital, grupo que investe em empresas de impacto social, a empresa soma R$ 6 milhões em investimentos.

Com sólida carreira no mercado financeiro à frente de companhias como o banco Bozano, Simonsen, Paulo Ferraz é um investidor estratégico para a startup. Segundo Samara Werner, sócia e co-fundadora da Tamboro, a experiência em gestão e desenvolvimento do empresário – ex-conselheiro da agência de promoção de investimentos do Rio de Janeiro, a RioNegócios – contribui de forma relevante ao momento atual da empresa, que busca alavancar a nova unidade de negócios voltada para empresas e jovens que estão entrando no mercado de trabalho.

“Nosso primeiro encontro com o Paulo Ferraz ocorreu em 2010, mas, ao longo de todos estes anos, sempre mantivemos contato, pois temos esse interesse em comum de desenvolver uma educação de qualidade para todos”, comenta Samara. “Seu entusiasmo em temas que estão relacionados com a proposta da Tamboro fez com que ele acompanhasse de perto nossa trajetória, que culminou na consolidação de nossa parceria.” Desde 2011, a startup trabalha com soluções on-line que colaboram para um melhor desempenho de jovens, seja no ambiente escolar, seja no mercado de trabalho, por meio do desenvolvimento de habilidades e competências essenciais para atuar no mundo contemporâneo.

Tags, , , , , , ,