Tag comunicação

Rádio Transamérica inova com realidade aumentada em reapresentações do “Estúdio ao Vivo”

A Rádio Transamérica, maior rede FM do País e a única com três formatos diferentes de programação transmitidos via satélite, promove uma nova forma de interação com seus ouvintes ao disponibilizar as melhores apresentações do “Estúdio ao Vivo” 2017 em realidade aumentada. Pioneira nesse tipo de transmissão, a emissora utiliza o aplicativo Blippar (disponível para os sistemas Android e iOS) para transmitir performances de artistas como Anitta, Nego do Borel, Claudia Leitte, Jota Quest, Maneva, NX Zero, Raimundos, Victor & Léo, Maiara & Maraísa e muitos outros.

Para conferir a novidade, basta baixar o app e após a instalação, apontar a câmera para o banner disponível no site da Rádio Transamérica (clique AQUI) ou na Fanpage e assistir aos shows preferidos na íntegra ou em formato reduzido. O ouvinte ainda poderá baixar as apresentações e conteúdos exclusivos em seu celular, bem como compartilhar nas redes sociais.

Tags, , , , , , , ,

DigitalnetBR deve incrementar em 20% receita em 2017

A DigitalnetBR, integradora líder em soluções customizadas de comunicação e colaboração unificadas, é a primeira brasileira a receber certificação na metodologia SOF (Skype Operations Framework) e ter a sua oferta Easy Cloud O365 publicada no site oficial da Microsoft. Com esse reconhecimento, a empresa passa a integrar o seleto grupo de players de alto nível, entre eles gigantes mundiais, capazes de implantar complexos projetos Cloud PBX e Skype for Business, em total conformidade as melhores práticas da Microsoft. A certificação abre novas perspectivas de negócios para a DigitalnetBR, devendo propiciar um incremento de 20% na receita da companhia, ainda em 2017. Em 2016, o faturamento foi de R$ 31 milhões.

Uma pesquisa conduzida pela Global Market Insights, Inc estima que o mercado de comunicações unificadas movimentará US$ 96 bilhões até 2023, em todo mundo. Esse crescimento do setor será liderado pelas soluções hospedadas em cloud computing, cuja receita deve saltar de US$ 14 bilhões em 2015 para US$ 49 bilhões até 2023. O conceito de Modern Workplace, que vem ganhando cada vez mais espaço no dia a dia corporativo, refere-se ao uso de um conjunto de tecnologias que permitem que o trabalho seja realizado de forma colaborativa, a partir de qualquer lugar, com qualquer dispositivo e em qualquer horário.

“Há uma forte tendência no mercado por projetos que aumentem a produtividade das organizações e, neste contexto, é crescente a demanda por projetos Skype for Business em ambiente seguro, profissional e que proporcione ao usuário uma única interface para comunicação e colaboração. A conquista dessa certificação, aliada a experiência em implementar projetos complexos de UC&C e possuir uma oferta para fornecimento de equipamentos no modelo HaaS, ou seja, hardware como serviço, traz um importante diferencial tornando a proposta da DigitlantBR única no mercado e criando novas oportunidades de negócios”, ressalta José Augusto Mendes Júnior, diretor comercial.

A DigitalnetBR desenvolveu parcerias com os principais fabricantes para oferecer todas as soluções complementares envolvidas no projeto que compõem o amplo ecossistema criado em torno do Skype for Business e que melhoram a experiência de uso da solução, como, por exemplo, telefones, headsets, gateways, contact center, gravação, terminais de vídeo para salas de reuniões e entre outros, inclusive na modalidade de HaaS (hardware como serviço, do inglês hardware as a service). Acompanha todas as etapas do projeto, desde o planejamento, implantação e, posteriormente, suporte no dia a dia da operação.

Desde 2011, a Digitalnetbr trabalha com integrações e serviços Skype for Business. Essa atuação pioneira e precoce permitiu à empresa criar experiência e desenvolver referências, que a tornaram reconhecida em toda América Latina. A empresa realiza investimentos constantes e elevados em capacitação técnica, tendo conquistado certificações de alto nível em tecnologias líderes, como MicroSoft Gold Communications Partner, Polycom Platinum Partner e Audiocodes Gold Partner.

São mais de cinco mil usuários suportados, mais de três mil telefones convertidos para Skype for Business e implementação/migração de 28 clientes, em sua maioria companhias de grande porte. Além de dispor de um time totalmente treinado de acordo com a metodologia SOF, desenvolveu um modelo próprio para orientar os projetos de migração em direção à nuvem. Conhecido como Easy Cloud O365, o mesmo consiste em um conjunto de programas desenvolvido pela DigitalnetBR, aperfeiçoado ao longo do tempo e inteiramente alinhado à estrutura de serviços SOF. Caracteriza-se ainda por um escopo robusto e atestado de serviços profissionais, incluindo consultoria, avaliação de rede, implementação, treinamento, monitoramento e programas de adoção de usuários.

Tags, , , ,

Falta de comunicação é a principal causa de problemas no ambiente corporativo

O desenvolvimento de competências e atividades numa empresa é sempre filtrado pela comunicação entre as pessoas. Por isso, não surpreende que uma pesquisa da Harvard Business School tenha constatado que 70% dos problemas das empresas estão ligados, direta ou indiretamente, a problemas de comunicação. Afinal, a comunicação está embebida em liderança, planejamento, finanças, treinamento, cooperação, compras, vendas, em tudo que fazemos. Pensando nessa dificuldade crescente nas corporações, a Sociedade Brasileira de Programação Neurolinguística (SBPNL) – pioneira em programação neurolinguística (PNL) no Brasil – desenvolve programas de treinamento customizados, diagnosticando e criando soluções caso a caso.

Entre os pontos mais afetados por essa má gestão da comunicação, estãoa capacidade de gerenciar pessoas (entendendo e respeitando cada indivíduo); o bom relacionamento entre os interlocutores; saber expressar posicionamentos com clareza (o que gera credibilidade na equipe), criatividade na solução de problemas, entre outros. “Esses são alguns aspectos que quando desenvolvidos, adequadamente, evitam retrabalho, acomodação dos membros da equipe, melhor distribuição de tarefas e um ambiente de diálogo aberto entre colegas e, entre a equipe e seu líder”, afirma Gilberto Cury, presidente da SBPNL.

A programação neurolinguística é um conjunto de ferramentas e técnicas de comunicação, por meio do qual se levam muito em consideração fatores que determinam a inteligência emocional de um indivíduo, sua sensibilidade, capacidade de percepção, intuição e flexibilidade, permitindo que possamos aprender e modificar modelos de comunicação interpessoal e intrapessoal em pouco tempo e de maneira eficaz. Permite, também, o autoconhecimento, que gera maior inteligência.

A qualidade do sucesso na liderança, por exemplo, depende da qualidade das habilidades pessoais de se comunicar e da qualidade da relação durante o processo comunicativo. É importante expressar nossos posicionamentos e objetivos com clareza, gerando uma atmosfera de confiança, com habilidade para influenciar nosso interlocutor.

Saber reconhecer sinais verbais e não verbais, distinguir qualidades de voz e entonação, conhecer estratégias e modelos de negociação, utilizar a criatividade para a solução de problemas, são alguns dos caminhos que a PNL oferece.

Assim, é preciso aproveitar as diferentes formas de pensamento para fortalecer a equipe e isso só se consegue por meio de uma gestão adequada, ou seja, por meio da comunicação efetiva. Para tanto, é preciso desenvolver essa capacidade, tanto na gerência, quanto nos colaboradores, fazer com que todos assimilem essa necessidade. Mas, não basta simplesmente falar, é preciso, realmente, se fazer entender. “É justamente oferecendo as ferramentas certas para cada indivíduo que a PNL auxilia o grupo e, consequentemente, a empresa a prosperar”, finaliza Cury.

Tags, , , , , , , ,

Amdocs vence quatro premiações globais de inovação e negócios

Em 15 de maio, a Amdocs foi agraciada com dois dos principais prêmios “Leading Lights Awards” concedidos pela Light Reading, conceituada publicação do setor, em cerimônia de gala realizada em Austin, Texas (EUA). Vencedora na categoria “Outstanding Communications Technology Vision” (Marcante Visão Tecnológica de Comunicações), esse título posiciona a Amdocs como a empresa que possui a visão estratégica mais inovadora e transformadora para o setor de comunicações global baseada na nova plataforma Aia, que reúne tecnologias de próxima geração como: inteligência artificial, machine learning, fog networking, robótica, drones, realidade virtual ou aumentada e qualquer outro desenvolvimento que dê forma a um mundo 5G. Na mesma noite, a Amdocs venceu também a categoria “Best Deal Maker” (Melhor Negociadora) como reconhecimento à bem-sucedida aquisição simultânea de três empresas privadas estabelecidas em diferentes países. A compra da Vindicia, Brite: Bill e Pontis fizeram parte da estratégia da Amdocs que visa expandir seu portfólio digital e auxiliar, cada vez mais, os provedores de serviços a se transformarem para capturar o mundo dos serviços on-demand e do imediatismo digital.

Apenas uma semana depois, em 23 de maio, a empresa foi também vencedora em duas categorias na premiação da Global Telecom Business Innovation (GTB), ocorrida em Londres, Inglaterra. Os prêmios GTB são especialmente importantes para a Amdocs por serem resultado de uma apresentação conjunta conduzida pela empresa e seus clientes (Sprint, XL e Axiata). A Sprint e a Amdocs foram reconhecidas por seu inovador projeto PlanIT, desenvolvido em vários canais. Esta solução permite que os clientes da Sprint tenham total visibilidade e controle sobre a utilização de dados de contas individuais ou familiares com a mesma profundidade de um agente de “contact center”, onde e quando quiser, apenas usando um único widget. Já a inovação premiada no projeto XL-Amdocs gira em torno da experiência dos consumidores nas lojas da operadora. Trabalhando com a Amdocs, a XL conseguiu estender o canal de engajamento digital ao varejo e digitalizar a experiência da loja. Dessa forma, quando os agentes recebem seus clientes, eles já têm acesso a todas as informações para conduzir conversas personalizadas e minimizar o tempo de interação.

Saiba mais sobre a Amdocs e os prêmios nos links abaixo:

GTB Innovation Awards (Londres, 23 de maio)

And the GTB consumer-service innovation awards go to… XL Axiata, Sprint, and Amdocs!

Light Reading’s Leading Lights awards (Austin, Texas, 15 de maio)

Amdocs wins TWO Leading Lights awards (and we’re very proud about it!)

Tags, ,

Organizações latino-americanas recorrem à análise de Big Data para planejar as estratégias gerais

A análise de Big Data é um elemento fundamental para planejar as estratégias gerais das organizações latino-americanas, embora somente uma quarta parte dos profissionais esteja consciente de que esta pode mudar a profissão e apenas 17,6% das agências e departamentos de comunicação tenham implantado este tipo de atividade. Além de gerenciar dados massivos, o uso das redes sociais por parte da sociedade e das organizações mudou o panorama da gestão da comunicação, embora ainda haja uma lacuna entre a importância dada às ferramentas e às suas efetivas implementações.

Estas são algumas das conclusões do Latin American Communicator Monitor (LCM), um estudo organizado pela European Public Relations Education and Research Association (EUPRERA), com a colaboração da Associação de Diretores de Comunicação da Espanha (Dircom) e o patrocínio da LLORENTE & CUENCA, a consultoria líder de Gestão da Reputação, Comunicação e Relações Públicas na Espanha, Portugal e América Latina.

O documento analisa as atuais práticas e o desenvolvimento futuro da comunicação estratégica nas organizações, a partir de uma pesquisa realizada com cerca de mil pessoas. Os principais eixos do estudo estão centrados na análise do uso de Big Data na comunicação estratégica, na automação da área de RP e na gestão da comunicação, nas relações entre as agências e seus clientes, nas novas formas de distribuir os conteúdos, por meio de influenciadores, nas organizações, na geração do engajamento e em suas habilidades, nos conhecimentos e no desenvolvimento de competências dos profissionais da comunicação, entre outros temas.

Os resultados da análise também permitiram concluir que apenas 16,8% dos departamentos de comunicação na América Latina são considerados de excelência. Este percentual está apenas três pontos abaixo dos resultados obtidos há dois anos e também do desempenho global na Europa e na Ásia-Pacífico (20% e 24,4%, respectivamente). E são as empresas listadas na Bolsa de Valores as que lideram a classificação. Os departamentos de comunicação de excelência caracterizam-se por estarem mais avançados em relação à implementação da análise de big data.

O Big Data na comunicação estratégica

O Big Data é um dos elementos centrais do estudo, que revela que apenas uma quarta parte dos profissionais de comunicação está ciente de que a análise destes dados pode mudar a profissão e menos da metade desses trabalhadores têm seguido o debate sobre esta ferramenta.

A América Latina apresentou um ligeiro atraso no uso do Big Data, na comparação com outras regiões. Assim, o estudou apontou que apenas 17,6% das agências e departamentos de comunicação chegaram a implementar atividades de Big Data, enquanto 16% planejam começar a utilizá-las antes do final de 2017. São as empresas com ações na Bolsa de Valores e as organizações públicas as que lideram a implementação do Big Data, enquanto as agências e consultorias estão longe de alcançar este nível. Um percentual de 71,2% das organizações já recorre ao Big Data para planejar estratégias globais. Uma parcela um pouco menor que esta o utilizam para orientar as ações do dia a dia (58,8%) e para justificar suas atividades (53,7%).

Quais são as razões para este uso tão limitado? Por um lado, quase metade dos profissionais garante que lhes faltam habilidades analíticas para utilizar o Big Data (45,1%) e tempo para estudá-lo ou analisá-lo (35,9%). A análise dos depoimentos aponta que há uma correlação estatisticamente significativa entre a implementação do Big Data nas organizações e o conhecimento que os profissionais de comunicação possuem sobre o tema. No entanto, apenas uma minoria dos participantes do estudo está realmente atualizada neste campo.

Automação em RP e gestão da comunicação

O uso das redes sociais por parte da sociedade e das organizações mudou por completo o panorama da gestão da comunicação e o trabalho dos profissionais que atuam na área de relações públicas. No entanto, mais uma vez, os resultados que mostram o estudo empírico do LCM revelam uma lacuna entre a importância que os profissionais de comunicação outorgam às práticas automatizadas e a implementação real que vem ocorrendo em suas respectivas organizações.

De fato, sete em cada dez entrevistados acreditam que é importante a adaptação aos algoritmos de serviços on-line, como os motores de busca, mas apenas 37,5% os implantaram em seus próprios departamentos. As agências e as organizações públicas lideram a implementação dos algoritmos em suas rotinas de gestão, especialmente quanto às ferramentas que dão apoio à tomada de decisões.

Também se avaliou a relação existente entre o uso do Big Data para ações do dia a dia e a implementação dos algoritmos. Ambas tendências, o uso do Big Data e dos algoritmos estão fortemente relacionados no caso das ferramentas deste tipo, programadas para a criação, distribuição e adaptação do conteúdo.

Relações entre as agências e seus clientes

As transformações digitais estão mudando a comunicação tanto no interior dos departamentos quanto nas agências e com todos os prestadores de serviços que trabalham para eles. Na verdade, a contratação de agências, consultorias e consultores freelancers tornou-se uma prática cada vez mais comuns dentro da gestão da comunicação.

Os resultados do estudo constataram que as agências são contratadas, fundamentalmente, por sua criatividade e inovação (69,9%), em razão de seu conhecimento estratégico (69,6%) e por sua capacidade de explicar as tendências dos novos canais de comunicação (64, 7%). Na sequência, as agências são valorizadas por trazerem conselhos objetivos e independentes (59,2%), apoio adicional (55,1%) e experiência em mercados específicos (52,9%).

Novas formas de distribuir conteúdo

Além dos meios de comunicação, os social media influencers (SMI), assim como os defensores de marcas, são um novo grupo de líderes de opinião. Três quartos dos entrevistados pelo LCM (77,2%) consideraram que os SMIs são importantes para a execução de atividades estratégicas de comunicação. Por sua vez, 62% afirmaram que suas organizações já utilizam estratégias específicas para se comunicarem com os SMI. São as agências e as consultorias que lideram as estratégias com os SMI, tanto em relação à identificação (56,1%) quanto aquelas relacionadas à comunicação (54,2%).

Habilidades, conhecimentos e desenvolvimento de competências

As duas habilidades em que os entrevistados se autoavaliaram de forma mais favorável foram: a liderança de pessoas e grupos (73,8%) e o posicionamento estratégico (73,9%).

Os resultados constataram, também, o fim da diferença de gênero quanto à percepção das habilidades de gerenciamento. As organizações latino-americanas oferecem mais treinamento requeridos por profissionais nas áreas de gestão e negócios. No entanto, há um déficit na formação em aspectos técnicos relacionados à incorporação da análise de Big Data na área de social media: habilidades técnicas – como a programação de algoritmo ou habilidades informáticas em web – com uma lacuna de -52,5% e de conhecimentos técnicos – como compreensão sobre softwares de algoritmos, compreensão analítica do Big Data e conhecimento estatístico – com uma brecha de -52,3%.

Tags, , , , , , , ,