Tag CDL/BH

CDL/BH lança 3ª Edição do “Varejo Inteligente” para empresários

Nos dias 3 e 4 de setembro, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH), em parceria com o Sebrae, apresenta o novo formato do programa de aceleração de startups “Varejo Inteligente” para os empresários de Belo Horizonte. Uma das novidades desta edição é a maior participação que os empresários terão com uma série de capacitações direcionadas para eles. O evento de lançamento é gratuito e será realizado na Faculdade UNA Aimorés (Rua dos Aimorés, 1451. Lourdes), a partir das 19h. Os interessados em participar devem se inscrever no link http://goo.gl/bLXDFw

Um dos destaques do “Varejo Inteligente” neste ano é que, além da aceleração das 20 startups durante dez semanas, os empresários receberão consultorias, palestras e workshops totalmente voltados para eles e que irão contribuir com o desenvolvimento de seus negócios. Ao todo, serão selecionados 20 empresários de micro e pequenas empresas que representem o varejo de Belo Horizonte.

Durante o lançamento do Programa, também serão apresentadas algumas das principais mudanças do setor do varejo para as quais os empresários devem se preparar, com debate sobre a inovação dentro do setor por meio da apresentação de casos de sucesso.

Varejo Inteligente – O Programa, criado em 2016 em parceria com o Sebrae, busca soluções para os principais desafios das empresas varejistas, por meio do desenvolvimento de startups e pela articulação com o ecossistema de empreendedorismo e inovação.

Data: 3 e 4 de setembro

Horário: 19h

Local: Faculdade UNA Aimorés

Endereço: Rua dos Aimorés, 1.451, Lourdes, Belo Horizonte

Inscrições: http://goo.gl/bLXDFw

Tags, , , , ,

CDL/BH solicita prorrogação do prazo de vencimento de todos os tributos municipais, estaduais e federais

Diante do atual cenário econômico com desabastecimento e queda nas vendas provocado pelos efeitos da paralisação dos caminhoneiros, com consequência imediata na saúde financeira das empresas, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH) enviou ofícios ao presidente Michel Temer, ao governador Fernando Pimentel e ao prefeito Alexandre Kalil solicitando a prorrogação do prazo de vencimento de todos os tributos federais, estaduais e municipais. “Os efeitos da paralisação dos caminhoneiros colocaram em situação de grave preocupação toda a atividade econômica. Os setores de comércio e serviços sentiram os efeitos com vendas em brusca queda”, disse o presidente da CDL/BH, Bruno Falci. “E para mantermos os empregos e a saúde financeira das empresas, precisamos de fôlego para colocar os compromissos em dia”, completou.

Nos ofícios, a CDL/BH solicitou:

1) a prorrogação do prazo de vencimento de todos os tributos federais, estaduais e municipais;

2) suspensão pelo prazo mínimo de 60 (sessenta) dias do cadastramento de débitos dos contribuintes na dívida ativa e protesto em cartório.

A CDL/BH entende que as medidas solicitadas são necessárias, pois será preciso criar mecanismos que minimizem os impactos decorrentes da paralisação dos caminhoneiros. A Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) estima que, de 21 a 28 de maio, os setores de comércio e serviços de todo País tiveram perdas de aproximadamente R$ 27 bilhões.

Mesmo com a retomada gradual das atividades dos caminhoneiros, os setores de comércio e serviços ainda precisarão de um período para se recuperar das perdas e reorganizar suas finanças. Em especial as pequenas empresas, que são as que mais sentem os reflexos gerados pelo alongamento da paralisação, tendo sua capacidade de pagamento diretamente afetada.

A CDL/BH espera que os nossos governantes considerem os interesses da sociedade e tomem medidas que reduzam tantos transtornos que foram causados, a fim de evitar que os prejuízos sejam ainda maiores. Além disso, esperamos que esse grave momento vívido no País nos últimos dias sirva para alertar da necessidade de uma gestão pública mais eficiente, que desenvolva medidas que atendam as demandas da sociedade e fomentem o desenvolvimento da economia.

Tags,

Startups selecionadas para segunda fase do Programa Varejo Inteligente iniciam processo de incubação na CDL/BH

Durante evento realizado ontem, 13/11, na sede da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH), foram divulgadas as cinco startups selecionadas para a segunda fase do Programa Varejo Inteligente. Além, da premiação de R$ 10 mil que cada uma recebeu, a partir de agora elas serão incubadas diretamente pela CDL/BH, onde receberão acompanhamento de uma equipe de profissionais multidisciplinar da Entidade e da Wyllinka com foco no desenvolvimento do negócio de cada uma. A Wyllinka é uma organização sem fins lucrativos que tem como propósito mobilizar e desenvolver instituições e ecossistemas para a inovação e o empreendedorismo, a partir da promoção e transformação do conhecimento.

As cinco startups (Bagy, HiPosition, Price Survey, Exato e MoneyObra), foram selecionadas de acordo com os resultados apresentados na fase de pré-aceleração do Varejo Inteligente, seguindo critérios como comprometimento com o Programa, engajamento, assiduidade, perfil do empreendedor, capacidade da equipe, cumprimento das tarefas, evolução do nível de maturidade, validações com o mercado, aderência do negócio proposto ao mercado, entre outros pontos.

A princípio, as cinco startups permanecerão incubadas na CDL/BH por oito semanas. Nesse período será realizado o amadurecimento do negócio de cada startup, que envolve o aprimoramento do produto, da solução de cada uma e da forma como ela se relaciona com o mercado. As startups receberão consultoria individualizada, na qual terão apoio intensivo dedicado à interação com a equipe de Novos Produtos da CDL/BH, com o objetivo de potencializar sua inserção no mercado.

Durante a fase de pré-aceleração, as 20 startups que participaram do Programa foram colocadas em contato com diversos empresários e empreendedores para que as suas soluções fossem validadas pelo mercado. No início do Programa, das 20 startups, oito entraram apenas com ideias, oito estavam testando suas soluções e quatro já comercializavam sua solução. Com o fim da primeira fase do Varejo Inteligente, as oito startups que entraram somente com a ideia, terminam esta etapa com o problema validado e iniciando os testes da solução com potenciais clientes. Das outras oito que entraram testando a solução, duas terminam a primeira fase com clientes pagantes e refinando a estratégia de vendas. E, entre as quatro startups que entraram com clientes, duas terminam a fase de pré-aceleração com aumento no faturamento. As outras duas tiveram o processo de vendas refinado.

Conheça as cinco startups selecionadas

Bagy
Marketplace integrado com o Instagram, permite que o lojista crie seus produtos a partir de fotos do seu feed, inserindo detalhes e preço. Ao curtir uma foto no Instagram que seja um produto Bagy, o usuário passa a acessar o item também na aba Favoritos do app. Também é possível navegar diretamente no Bagy, rolando o “feed” ou usando filtros de busca.

HiPosition
Desenvolveu uma plataforma que permite ao lojista enviar informações, promoções e anúncios via bluetooth para clientes em potencial. O aplicativo envia notificações aos usuários cada vez que estiverem perto de um ponto comercial equipado com um iBeacon.

Price Survey
Oferece uma ferramenta de gestão nas Pesquisas de preços internas ou em concorrentes. Através da leitura do código GS1(antigo EAN) e utilizando as câmeras de celulares, a ferramenta identifica automaticamente o produto, permitindo o registro do valor de venda e transmissão.

Exato
A Exato Soluções é uma empresa jovem com foco em fornecer soluções simples para controles gerenciais, fiscais e financeiros, atendendo a demandas de gestão e conciliação de vendas, além do controle do faturamento de loja pelo acompanhamento automático de notas e cupons fiscais, com várias aplicações para varejistas, franqueadores, shopping centers, clubes, etc. A Exato busca agregar valor às informações gerenciais, com base em dados confiáveis e rápidos.

MoneyObra
Uma plataforma inovadora para transformar a cadeia da construção civil, conectando clientes, profissionais, varejo e distribuidores. Por meio do Money Obra o cliente pode realizar orçamentos e estabelecer todo o cronograma de sua obra.

Números Varejo Inteligente 2017
Com o objetivo de fomentar a economia e a inovação, a CDL/BH, em parceria com o Sebrae criou, no ano passado, o Varejo Inteligente. O Programa busca soluções para os principais desafios das empresas varejistas, por meio da aceleração e desenvolvimento de startups e pela articulação com o ecossistema de empreendedorismo e inovação.
Este ano, 65 startups se inscreveram para participar do programa e 20 foram selecionadas para a fase de pré-aceleração, que as preparou para atuarem junto ao comércio varejista. Durante três meses, as 20 startups tiveram seus modelos de negócios desenvolvidos. Foram dez semanas de intenso trabalho, com 400 horas de reuniões individuais, 20 horas de reuniões coletivas, quatro meetups (encontros de negócios com empresários), quatro sessões de feedbacks. As startups fizeram contato com 620 empresários, que geraram 56 conexões. Além disso, elas receberam mentorias, treinamentos e participaram de momentos de troca de experiência com os demais participantes, especialistas do varejo e empreendedores.

Tags, , , , , , , ,

CDL/BH e Sebrae selecionam 20 startups para desenvolverem trabalhos voltados aos setores de comércio e serviços

Depois de passarem por duas etapas de seleção, as 20 startups selecionadas por banca avaliadora na primeira fase do Programa “Varejo Inteligente” conhecem hoje o detalhamento de participação no Programa. A segunda edição do “Varejo Inteligente”, parceria da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH) com o Sebrae, recebeu a inscrição de 65 startups. O evento será nesta segunda-feira, 21 de agosto, às 19h, nas sede da CDL/BH (Av. João Pinheiro, 495, bairro Boa Viagem).

Depois de passarem por uma primeira avaliação após se inscreverem, foram selecionadas 30 startups das 65 inscritas. Da segunda avaliação, presencial, foram eliminadas dez. Agora as 20 startups selecionadas participam de sessões de diagnósticos, onde serão detalhadas as propostas de negócios de cada uma e o nível de maturidade em que se encontram, para que seja traçada a trilha de desenvolvimento nessa primeira fase de pré-aceleração. Gestão de vendas e estoques, gerenciamento de preços e de clientes, compras e vendas remotas, são alguns dos serviços oferecidos pelas startups selecionadas.

A partir de agora, as startups selecionadas desenvolverão seus trabalhos voltados aos setores de comércio e serviços. Ao final da primeira etapa, cinco startups serão selecionadas para serem incubadas diretamente pela CDL/BH. Além disso, cada uma das cinco startups será premiada com R$ 10 mil.

Projetos facilitados e difundidos

O presidente da CDL/BH, Bruno Falci, explica que o objetivo do Programa “Varejo Inteligente” é facilitar o encontro do trabalho das startups mineiras com soluções para suprir os desafios enfrentados pelos empresários, no dia a dia de seus negócios. “Dessa forma, esperamos que os empresários inovem, melhorem suas operações, reduzam custos e ampliem suas perspectivas de negócio”, afirma. “Para as startups, é a grande chance de alavancarem seus negócios e empreenderem. Elas receberão o apoio da CDL/BH e do Sebrae e terão seus projetos facilitados e difundidos”, completa.

Edição anterior do “Varejo Inteligente” selecionou 40 startups

A edição 2016 do Programa contou com 91 startups inscritas em seis áreas de atuação diferentes, sendo que 40 foram selecionadas. Das startups selecionadas, 19 entraram com propostas e ideias e 14 concluíram testando sua respectiva solução com potenciais clientes. Foram 560 horas de reuniões individuais, gerando 900 interações com empresários do varejo, o que foi proveitoso e produtivo.

Tags, , , ,