Tag caminhões

Siemens faz demonstração com o primeiro sistema eHighway nos Estados Unidos

A Siemens e a “South Coast Air Quality Management District (SCAQMD)” estão fazendo uma demonstração do eHighway em um trecho de uma milha (1,6 km) e emissão zero, na cidade de Carson, na Califórnia, Estados Unidos, perto dos portos de Los Angeles e Long Beach. Três caminhões de carga operam ao longo do trecho da rodovia que usa a tecnologia da Siemens que eletrifica pistas de estradas selecionadas usando um sistema de catenária aérea. Este sistema fornece energia elétrica aos caminhões de forma semelhante aos modernos bondes em muitas ruas da cidade. O sistema também permite operar caminhões fora das seções eletrificadas da infraestrutura.

Os caminhões de carga pesada são a principal fonte de emissões de poluição atmosférica no sul da Califórnia. O desenvolvimento de um sistema de movimentação de carga de emissão zero ou quase zero nos portos reduzirá as emissões de gases de efeito estufa, gases tóxicos e de poluição atmosférica nas comunidades próximas dos portos, que são umas das mais afetadas pela poluição do ar.

“Este projeto nos ajudará a avaliar a viabilidade de um sistema de movimentação de carga de emissão zero usando cabos em catenária”, disse Wayne Nastri, diretor executivo da SCAQMD. “Esta demonstração pode levar à implementação de sistemas de eHighway que reduzirão a poluição, com benefícios para a saúde pública das pessoas que moram perto dos portos”.

“Todos os dias, os americanos dependem dos produtos e serviços transportados por caminhões. Esse meio de transporte deve dobrar as emissões de CO2 no mundo todo até 2050”, disse Roland Edel, Diretor de Tecnologia da Divisão de Mobilidade da Siemens, “a nossa tecnologia eHighway tem a capacidade de dupla eficiência em comparação aos caminhões a diesel convencionais, reduz o consumo de energia pela metade e a poluição atmosférica local nas áreas próximas dos maiores portos da América.

Um caminhão elétrico movido a bateria, um caminhão elétrico a gás natural e um caminhão híbrido a diesel estão operando em um sistema de catenária em um trecho de uma milha (1,6 km) nas pistas norte e sul da South Alameda Street, desde a East Lomita Boulevard até o Canal Dominguez, em Carson. Esse sistema deve reduzir o consumo de combustível fóssil, os custos operacionais do caminhão, as emissões de gases causadores de poluição atmosférica, gases tóxicos e CO2 e ajudará a atender a demanda cada vez maior do transporte rodoviário de mercadorias. O objetivo deste projeto específico é mostrar como funciona o sistema eHighway na operação de caminhões em vias públicas nos Estados Unidos e elaborar mais aplicações para iniciativas de maior escala no futuro.

O sistema de demonstração, semelhante aos sistemas de bondes, possui uma linha de contato aérea que fornece energia elétrica para os caminhões ao longo da via de percurso e um pantógrafo ativo localizado nos caminhões do sistema eHighway que transfere energia das linhas aéreas para os motores elétricos do caminhão. O pantógrafo pode se conectar e se desconectar automaticamente da linha de contato usando um sistema de sensor, enquanto os caminhões estão se movendo, conferindo a mesma flexibilidade que os caminhões a diesel convencionais, permitindo que os caminhões mudem de faixa ou passem outros veículos com facilidade, sem que fiquem fixos permanentemente aos sistemas aéreos, como o bonde. Para garantir a mesma flexibilidade que os caminhões convencionais, os veículos da eHighway usam um sistema de acionamento elétrico híbrido, que pode ser alimentado por diesel, gás natural comprimido (GNC), bateria ou outras fontes de energia integradas, permitindo o deslocamento para fora das linhas de catenárias.

Em junho de 2016, a Siemens lançou o primeiro sistema eHighway do mundo em estradas públicas na Suécia, que opera em um trecho de dois quilômetros da rodovia E16 a norte de Estocolmo até 2018. Dois veículos híbridos de biodiesel são usados neste projeto.

Além disso, estão planejados três testes de campo da tecnologia eHighway em rodovias alemãs para iniciar a operação em 2019. O projeto de US$ 13,5 milhões na Califórnia é financiado por US$ 2,5 milhões da SCAQMD, US$ 4 milhões de um acordo com a China Shipping, US$ 3 milhões da California Energy Commission, US$ 2 milhões do Porto de Long Beach e US$ 2 milhões da LA Metro. A Siemens forneceu US$ 1,3 milhão em espécie. A SCAQMD forneceu outros US$ 2,1 milhões e a US EPA, US$ 500.000 para o contrato da TransPower.

Em um contrato separado com a SCAQMD, os caminhões elétricos e híbridos a gás natural foram desenvolvidos pela TransPower, localizada em Escondido, e o híbrido a diesel foi desenvolvido pela subsidiária da Volvo, Mack Trucks.

Tags, , , ,

TruckPad é finalista em copa mundial de Startups

O TruckPad, conhecido no mercado como o “Uber dos Caminhoneiros”, acaba de alcançar mais um importante reconhecimento: o aplicativo ganhou a etapa brasileira e foi selecionado para representar o Brasil no Vale do Silício, em maio de 2018, na copa mundial de startups. A premiação aconteceu ontem durante o 2º SP Conecta – evento promovido pela agência ligada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo

O TruckPad, aplicativo que conecta o caminhoneiro autônomo à carga, é a primeira startup brasileira de tecnologia aplicada ao transporte rodoviário de cargas. Lançado em 2013 por Carlos Mira, ele foi idealizado para ser o amigo eletrônico do motorista de caminhão e criar soluções para o seu dia a dia. Ao baixar o aplicativo no smartphone, o motorista se cadastra e informa seus dados básicos, as características de seu caminhão, cursos que possui, entre outros. Na outra ponta, as empresas que necessitam de um transporte de carga também têm suas necessidades listadas no ambiente digital, mas em versão para computadores. Assim, o sistema conecta as demandas de serviço com os motoristas disponíveis. Hoje, o TruckPad já contabiliza a marca dos 500 mil downloads, o que significa que 50% do universo dos caminhoneiros autônomos, conhecem esta ferramenta.

“Representar o Brasil em uma das maiores iniciativas apoiadoras da inovação e do empreendedorismo dos ecossistemas de startups em todo o mundo é motivo de muito orgulho para mim e para toda a equipe do TruckPad”, diz Carlos. “Este prêmio vem somar-se a muitos outros conquistados por nós, como o Prêmio Startup Weekend 2013, pela Brazil Inovators (2013), Prêmio Lide de Startups (2015), Prêmio Fretes e Frotas Verdes (2016), e em 2014, foi eleita pela Plug and Play Winter Expo como a Startup mais inovadora do mundo, entre outros títulos”.

O SP Conecta foi idealizado a partir da necessidade de se criar novas conexões entre empreendedores, incubadoras, aceleradoras, acadêmicos, associações e governos para acelerar o desenvolvimento de startups paulistas. Além disso, pretende aproximar as startups de grandes empresas e corporações inovadoras. Em 2016, a ação também resultou na criação do Mapa SP Conecta, uma ferramenta colaborativa onde as próprias instituições de apoio à inovação cadastram suas informações e ficam mais fácil de serem encontradas por quem precisa delas.

Nesta segunda edição, a novidade foi a realização da etapa regional da Startup World Cup, competição mundial que avalia startups de qualquer segmento ao redor do mundo. Os vencedores regionais participam da final no Vale do Silício, onde o campeão recebe a premiação de um milhão de dólares e mentoria. A iniviativa é organizada e financiada pela Fenox Venture Capital e conta com a participação de importantes nomes do meio.

Tags, , , ,

TruckPad é vencedor do Prêmio Frotas e Fretes verdes

O TruckPad, aplicativo que conecta o caminhoneiro à carga, é um dos ganhadores do Prêmio Frotas e Fretes Verdes. No dia 23 de novembro, serão premiados os profissionais e empresas com as melhores iniciativas sustentáveis e inovadoras para o segmento de transporte e logística no Brasil em 2016.

Realizado pelo Instituto Besc de Humanidades e Cidadania, o prêmio é dividido em quatro categorias, sendo: Comunicador Social, Executivo Destaque, Empresa com Sustentabilidade em Processo ou Produto e Pesquisador Individual, com a finalidade de destacar e reconhecer as empresas e pessoas que atuam em benefício do setor de transporte e logística no país. O Carlos Alberto Mira, CEO e fundador do TruckPad, foi indicado na categoria Executivo Destaque.

“É muito gratificante ser o vencedor de um dos prêmios mais importantes para o segmento de logística no Brasil. O TruckPad está em constante evolução para oferecer as melhores experiências ao caminhoneiro e ser considerado uma empresa inovadora e que consegue trazer resultados práticos para um meio ambiente melhor só prova que estamos no caminho certo”, comenta Carlos Mira, CEO do TruckPad.

A votação foi encerrada no dia 30 de outubro com mais de mil votos. A premiação será realizada no dia 23/11 às 9h no Hotel Intercontinental, São Paulo.

V Seminário Internacional Frotas & Fretes Verdes

Para mais informações e inscrições: http://www.frotasefretesverdes.com.br
Data: 23 e 24 de novembro de 2016

Local: Hotel Intercontinental, Alameda Santos nº 1.123, Jardim Paulista, São Paulo-SP.

Tags, , , , , ,

Serviços Conectados Scania marcam início da mudança na gestão de frotas de caminhões e ônibus

Scania_ServiçosConectados_3

Atenta às tendências globais de utilização da conectividade e foco em eficiência, a Scania, marca líder na transição para um transporte sustentável, apresenta ao mercado os Serviços Conectados, solução inovadora para ajudar o cliente, seja transportador de cargas ou de passageiros, a fazer a gestão de sua frota por meio do uso inteligente de dados do veículo e parceria com a rede de concessionárias da marca, a fim de encontrar alternativas rentáveis para o negócio. Todos os seus benefícios estarão à disposição nas Casas Scania a partir de janeiro de 2017.

“A Scania é pioneira em oferecer esta proposta ao mercado brasileiro e conta com a experiência de mais de 200 mil veículos conectados em todo o mundo. Com os Serviços Conectados Scania nós superamos a barreira da telemetria para oferecer uma alternativa completa ao transportador com a disponibilização dos dados do veículo, uso inteligente dessas informações e consultoria customizada prestada pela rede de concessionárias, conforme as demandas de negócios e logísticas de nossos clientes”, afirma Roberto Barral, diretor-geral da Scania no Brasil. “Nosso foco é promover ao transportador uma visão mais holística para que ele possa realizar a gestão mais eficiente da frota e, consequentemente, aumentar a rentabilidade de modo progressivo.”

Por meio dos Serviços Conectados, é possível implementar ações de melhoria que contribuam na redução do custo por quilômetro rodado e no aumento do resultado da empresa. O transportador e a Scania têm acesso a muito mais dados do veículo e, por meio deles, podem identificar diversos fatores, como estilo de condução do motorista, velocidade média, consumo de combustível e intervalos de manutenção.

“Ter acesso aos dados operacionais do veículo permite à Scania entregar ativamente soluções de transporte para a frota. Os Serviços Conectados significam um novo patamar na redução de custos operacionais e mais disponibilidade, aliados à diminuição das emissões de poluentes e CO2, um compromisso permanente da Scania. Refere-se a uma renovada maneira de pensar o transporte, com ainda mais inteligência”, explica Barral.

Os dados são enviados por um módulo, chamado Scania Communicator,instalado no veículo. Os caminhões e ônibus produzidos desde maio de 2016 já foram equipados de série com este dispositivo. No entanto, os proprietários desses veículos devem procurar uma Casa Scania para que ele seja ativado e passe a enviar as informações. Para caminhões e ônibus fabricados a partir de 2012 e 2013, respectivamente, o módulo poderá ser facilmente instalado, por um valor competitivo, também em qualquer concessionária da marca. Para os produtos anteriores, o uso também é possível, mas dependerá de uma avaliação técnica e de viabilidade dos custos de adaptação.

Gestão mais dinâmica e eficiente

O lançamento da Scania oferece ao mercado quatro ferramentas: Planejamento de Serviços, Diagnóstico Remoto, Relatório de Tendências e Portal de Gestão de Frotas. Além do serviço do Gestor de Frota.

Com o Planejamento de Serviços, o transportador atinge uma maturidade e expande o controle de sua frota. A conectividade possibilita saber exatamente a quilometragem rodada de maneira online e independente de onde o veículo esteja, havendo, assim, uma maior objetividade na programação da operação diária. Para ter uma visão geral de todos os benefícios deste planejamento para o cliente, a Casa Scania vai acessar o Portal de Gestão de Frotas Scania, que mostrará todos os modelos da frota e um calendário para controlar os reparos, por meio do cadastro do plano de manutenção. Assim, o concessionário terá em mãos recursos gerados por esta ferramenta para atuar no agendamento ativo das revisões. Desse modo, o cliente encontrará agilidade no atendimento e ainda mais sortimento de peças. As vantagens são mais disponibilidade e produtividade do veículo e melhor assertividade para a solução de manutenção.

O Diagnóstico Remoto trabalha de três formas. Analisa os dados de condução em tempo real e, se necessário, promove ações de melhoria do condutor. Ainda aprimora a agilidade do trabalho do Scania Assistance (atendimento 24 horas). Caso haja uma parada emergencial do veículo, ao ligar para a central de apoio da Scania, o cliente informa o problema e o atendente acessa o módulo Communicator, que gera um relatório com os códigos das falhas. Com isso, o técnico socorrista irá até o local com a ocorrência completa, ou seja, saberá exatamente qual conserto fazer e qual peça levar. E, por fim, com ele a rede Scania detecta eventuais problemas da frota para atuar proativamente no planejamento de serviços e na correção de avarias, o que aumenta a disponibilidade do veículo.

Já o Relatório de Tendências é periódico (semanal ou mensal). Ele apresenta de forma fácil e intuitiva dados de desempenho da frota, categorizados por parâmetros, como, por exemplo, consumo de combustível, marcha lenta, freadas bruscas e excesso de velocidade. Indicadores reportam se a performance está melhor ou pior em relação ao período anterior examinado.

O Portal de Gestão de Frotas cria uma nova e revolucionária relação entre cliente e rede de concessionárias Scania na busca da eficiência. Sua navegação é simples, objetiva e amigável. Ele oferece acesso online a dados e tendências, que possibilitam com maior clareza o planejamento e o gerenciamento da operação. Por meio dos dados recolhidos, a rede Scania realiza uma consultoria com informações aprofundadas e valiosas de detalhamentos qualitativos em diversos parâmetros, e identifica pontos que podem ser melhorados. Como benefícios ao transportador estão o aumento da disponibilidade do veículo, alta da performance dos condutores, redução dos custos por quilômetro rodado e detecção de desvios da performance da operação (por exemplo, infração da velocidade permitida ou guiar não economizando combustível).

O Gestor de Frotas é um serviço em que um especialista da rede Scania atuará nos clientes utilizando ao máximo as benfeitorias das ferramentas para aumentar a disponibilidade da frota e a confiabilidade do produto, e colocar em prática ações para reduzir os custos operacionais.

Investimento

Para investir no novo serviço, estão disponíveis dois pacotes: Análise e Desempenho. O Análise é gratuito e válido por dez anos para os veículos que já tenham o módulo Communicator instalado e ativado. Com ele, tanto o cliente quanto a Casa Scania terão uma visão geral da frota conectada por meio de relatórios semanais e mensais, com dados operacionais recebidos por e-mail de forma automática. O transportador terá acesso ao Portal de Gestão de Frotas para a funcionalidade de planejamento de serviços, que possibilita utilizar as informações de uso do veículo para planejar antecipadamente as paradas para manutenção. Por último, o veículo poderá enviar o diagnóstico remoto de falhas para o Scania Assistance e também para qualquer uma das Casas Scania. Caso haja algum problema na viagem, o cliente terá um atendimento mais rápido e assertivo.

O pacote Desempenho tem uma assinatura mensal com um valor muito competitivo. Ele incorpora os benefícios do Análise e permite a leitura e a identificação de dados de operação de uma forma muito mais detalhada, tanto para informações operacionais dos veículos quanto individualmente por motorista. O cliente e a rede de concessionárias Scania podem determinar com exatidão quais são os pontos que precisam de atenção, e, eventualmente, correção no estilo de condução de um motorista. O serviço é tão avançado que pode até mesmo indicar se um condutor precisa ser treinado ou reorientado em pontos específicos, como para redução de consumo de combustível utilizando a marcha lenta, ou ainda corrigir hábitos inadequados de condução em descidas, com a caixa de câmbio em neutro. Com este pacote é possível, de uma forma bastante simples e amigável, tomar medidas para a otimização dos custos com combustível, aumento da disponibilidade de frota e diminuição dos gastos com manutenção corretiva.

“Ao unir as suas funcionalidades e criar uma tendência em gestão de frotas, os Serviços Conectados Scania são parte fundamental da estratégia de conectar no mesmo pacote de virtuosidades parceria com o cliente, eficiência, produtividade e disponibilidade, para a contribuição na transição a um sistema de transporte mais sustentável”, salienta Roberto Barral. “A sustentabilidade será um tema estratégico para as empresas nos próximos anos. Os embarcadores vão contratar empresas logísticas inseridas nesta filosofia. Na mudança para um mundo digitalizado e um setor de transporte mais sustentável, vamos manter o diálogo com clientes e embarcadores para uma cooperação constante. Os Serviços Conectados Scania são essenciais nesta nova jornada, pois permitem a evolução perfeita de diversas melhorias, especialmente na redução de consumo de combustível e de CO2, maturidade da gestão da frota e qualificação do motorista.”

Tags, , , , , , , ,

Scania lança desafio de inovação para universitários

A Scania Latin America realiza, nos dias 8 e 9 de outubro, o desafio Inovathon Logistics Challenge, uma maratona para estudantes universitários que terão a missão de criar uma solução inovadora com foco no setor de logística. A fábrica da Scania em São Bernardo do Campo será o palco para a competição, que oferece a 25 graduandos uma oportunidade de aprimorarem seus conhecimentos de forma prática no ambiente industrial.

Os participantes da maratona serão divididos em cinco grupos, cada uma com cinco integrantes, e em equipe devem criar um projeto inovador que solucione a problemática do setor logístico, que será apresentada pela Scania no dia do desafio. Os participantes terão 24 horas, começando no sábado (8) às 10 da manhã até o domingo (9), também às 10 da manhã.

“A logística está ganhando cada vez mais um papel central nas empresas, deixando para trás a imagem de área suporte. Para a Scania, investir e buscar novos projetos e soluções é muito importante para o desenvolvimento da empresa no setor”, afirma Fabio Castello, vice-presidente de Logística da Scania Latin America.

Para a escolha dos 25 participantes do grande desafio, os estudantes passarão por um processo de avaliação em três etapas. Toda a fórmula do Inovathon foi pensada para que os competidores possam aprimorar seus conhecimentos adquiridos em sala de aula, colocando em prática suas ideias dentro do ambiente empresarial.

A primeira etapa será realizada por meio de uma prova online com 10 questões de múltipla escolha e uma dissertativa. Os classificados passarão por entrevistas individuais na segunda fase para a seleção dos 25 participantes e, por fim, os escolhidos participarão de uma reunião em grupo para a definição das equipes, já organizando suas atividades para o evento. “Faremos a simulação real de nosso dia a dia com foco em melhorias contínuas nos processos e métodos que aplicamos”, explica Fabio Castello.

A inspiração para o Inovathon surgiu da ideia dos Hackathons, competições em que estudantes universitários desenvolvem soluções operacionais voltadas para áreas de tecnologia da informação de grandes empresas. O objetivo da montadora é trabalhar mais próxima das instituições de ensino e pesquisa para o desenvolvimento de projetos inovadores, como o laboratório de motores em Sorocaba, que opera em parceria com a Poli-USP.

Início das inscrições – De 1 a 18 de setembro, os interessados poderão se cadastrar diretamente no site oficial da competição, preenchendo um formulário de cadastro e iniciando a primeira etapa das avaliações. As questões da prova foram elaboradas, e serão analisadas por profissionais da Scania, que selecionarão os 50 classificados para a segunda fase.

Os vencedores serão premiados com uma viagem Suécia, para conhecerem a capital do país, Estocolmo, e a sede da Scania na cidade de Södertälje, onde acompanharão todo o processo logístico realizado na fábrica.

Inovathon Logistics Challenge

Inscrições: Até 18 de setembro pelo www.inovathonscania.com.br
Evento: 8 e 9 de outubro na sede da Scania – Av. José Odorizzi, 151 – SBC

Tags, , , , , ,

Scania traz tecnologia mundial para o Brasil

A Scania inaugura nesta terça-feira (26), o laboratório que será responsável por desenvolver, testar e certificar motores. A nova área de pesquisa, que demandou investimento de R$ 40 milhões, é a primeira da empresa fora da Suécia. “Com essa iniciativa inserimos o Brasil no contexto da mais alta tecnologia do setor automotivo, refletindo, ao mesmo tempo, nosso compromisso com o País e com um sistema de transporte sustentável”, diz Per Olov Svedlund, presidente e CEO da Scania Latin America.

Composto por duas células, o laboratório está equipado para realizar testes que vão auxiliar a empresa a construir e homologar motores mais eficientes em termos de utilização de combustíveis alternativos, durabilidade de componentes e consumo eficiente.

“Com essa estrutura respondemos, por um lado, a uma demanda global em ascensão por testes de motores, impulsionada não apenas pela melhoria no rendimento, mas em busca de tecnologias mais sustentáveis. Por outro, reforçamos o posicionamento da Scania como empresa orientada pela inovação e pela engenharia, líder na utilização de combustíveis alternativos e no desenvolvimento de novos produtos”, explica Henrik Alfredsson, vice-presidente de Pesquisa e Desenvolvimento da fabricante sueca para América Latina.

Trazer esse laboratório para o Brasil representa também, na prática, acelerar o processo de pesquisa e desenvolvimento de novas tecnologias em conjunto com a matriz sueca da fabricante. “Trouxemos para São Bernardo o estado da arte em tecnologia. Contar com esse tipo de equipamento nos ajuda a acelerar as pesquisas, consequentemente o desenvolvimento de novas soluções em transporte, traduzidas em menor consumo de combustível e em efetiva contribuição para um sistema de transporte sustentável”, afirma Rogério Rezende, diretor de Assuntos Institucionais e Governamentais da Scania Latin America.

O laboratório está equipado para realizar testes e monitoramento em até dois motores testados por vez, permitindo que a equipe de engenheiros tenha informações sobre desempenho dos componentes e de resultados gerados “em tempo real” a partir da queima do combustível e emissões de poluentes. As informações captadas a partir das análises podem servir como base para projetos de novos motores ou melhorias nos que já equipam os veículos da marca.

“A Scania sempre foca suas atividades de desenvolvimento em soluções que tenham baixo impacto no meio ambiente”, afirma Per-Olov Svedlund. “Esse investimento traz mais tecnologia para nossa planta, reafirma a qualidade de nossos produtos e incrementa a capacitação de nossos engenheiros.”

O laboratório está preparado para testar qualquer tipo de motor a combustão, incluindo os propulsores Scania V8 e o novo modelo Euro 6, que ainda não tem legislação vigente na América Latina, mas a Scania começará a exportar partir do segundo semestre deste ano para mercados da Europa.

Tags, , ,

Daimler Trucks avança na conectividade de caminhões via internet

view.aspx

120 anos depois da invenção do caminhão, a Daimler Trucks traz o veículo agora para a Internet. Ao destacar esse avanço na IAA (Feira Internacional de Veículos Comerciais) de 2016, a fabricante líder mundial de caminhões irá demonstrar sua vanguarda tecnológica no campo da conectividade. Ao mesmo tempo, sistematicamente vem consolidando sua liderança mundial quanto a veículos conectados – cerca de 365.000 caminhões Daimler no mundo todo já estão conectados por meio dos sistemas da FleetBoard e do Detroit Connect – mais do que qualquer outro fabricante pode oferecer.

A Daimler Trucks está impulsionando a conectividade sistemática de seus veículos frente a todas as partes envolvidas no processo de logística e transporte. O caminhão totalmente conectado inicia uma mudança radical no mercado, que tornará o transporte rodoviário de carga ainda mais eficaz e eficiente – não somente para os motoristas, transportadoras e fabricantes de veículos, mas para a sociedade como um todo.

Desde 2013, a conectividade é um ponto já estabelecido da estratégia corporativa da Daimler Trucks. Nesse sentido, nos próximos cinco anos, ela investirá cerca de meio bilhão de Euros na conexão de seus caminhões e na criação de novos serviços e soluções digitais. A partir da edição 2016 do IAA (Feira Internacional de Veículos Comerciais), o Grupo acrescentará continuamente novas opções aos seus já amplos serviços de telemática e tornará suas plataformas acessíveis a terceiros. Já estabeleceu também a estrutura para as transformações digitais dos negócios de caminhões, bem como, processos correspondentes em todas as suas unidades de negócios.

No dia 21 de março, na rodovia A52, nas proximidades de Düsseldorf, na Alemanha, a Daimler Trucks apresentou um exemplo impressionante das possibilidades abertas pela conexão digital de veículos comerciais. Três caminhões de condução autônoma, conectados por WiFi e com autorização para estradas públicas, circularam em comboio. Uma combinação como essa pode reduzir o consumo de combustível em até 7%, com a necessidade de espaço na rodovia caindo quase à metade – enquanto, ao mesmo tempo, melhora a segurança no trânsito. Com base no sistema Highway Pilot da Daimler Trucks para caminhões pesados de condução autônoma, os três caminhões se interligam, formando um comboio de aerodinâmica otimizada, totalmente automatizado. O Grupo chama esse desenvolvimento de sistema avançado de Highway Pilot Connect.

Dr. Wolfgang Bernhard: “Estamos criando uma nova rede de logística, altamente eficiente e aberta”
O Dr. Wolfgang Bernhard, membro do Board da Daimler AG e responsável pela Daimler Trucks & Buses, explica: “Estamos conectando o caminhão com a Internet – vamos torná-lo o principal elemento de dados da rede de logística. O veículo irá conectar todos os envolvidos com o transporte: motoristas, programadores, frotistas, oficinas, fabricantes e seguradoras ou autoridades. Eles recebem as informações em tempo real: condições do cavalo mecânico e do semirreboque, do trânsito e das condições do tempo, disponibilidade de vagas de estacionamento em postos de serviço das estradas, áreas de descanso e muito mais”.

De acordo com o executivo, os caminhões da Daimler Trucks se conectam totalmente com seu meio ambiente, via Internet, enviando e recebendo informações continuamente. “Todos os envolvidos no processo de logística podem utilizar os dados em tempo real, de acordo com suas necessidades. No futuro, será possível, por exemplo, reduzir os tempos de espera enquanto ocorrem as operações de carga e descarga do veículo, diminuir a burocracia e evitar os congestionamentos. Com atualizações por download, o tempo de entrada de caminhões que estão indo para a oficina pode ser significativamente reduzido. Desse modo, melhoramos consideravelmente o desempenho do transporte de carga como um todo. Esta é uma enorme oportunidade para enfrentar inteligentemente o volume crescente de tráfego de bens. Pretendemos aproveitá-la”, diz ele.

De acordo com Jeremy Rifkin, escritor, sociólogo e futurólogo, “hoje, a Daimler está fornecendo as bases da terceira revolução industrial. Na era da Internet of Things (Internet das Coisas), todas as ferramentas e maquinário serão equipados com sensores que constantemente fornecem um fluxo de informações em tempo real. Isso mudará fundamentalmente a maneira como fazemos negócios. A “Internet das Coisas” está oferecendo oportunidades completamente novas”, ressalta Jeremy Rifkin.

400 sensores do caminhão Daimler registram dados de todos os tipos

No mundo todo, o transporte de carga é pré-requisito para o crescimento econômico. Porém, para que isso continue a ser incrementado no futuro, soluções inovadoras são necessárias para que possamos evitar uma paralisação das redes de tráfego. Uma abordagem central é conectar totalmente em rede o veículo com a “Internet das Coisas”. Os caminhões inteligentes da Daimler têm potencial para mudar radicalmente o transporte rodoviário de carga nos próximos anos. Hoje, eles já geram valiosas informações em uma medida anteriormente inimaginável: são cerca de 400 sensores por veículo, totalmente conectados por um software que inclui 130 milhões de linhas de código – mais do que um avião a jato.

“Dados em tempo real são essenciais para a logística eficiente – e nossos caminhões fornecem esses dados”, diz o Dr. Wolfgang Bernhard. “Portanto, estamos investindo cerca de meio bilhão de Euros até 2020 para conectar nossos caminhões com seu ambiente e desenvolver aplicações novas e específicas. Isso melhorará o desempenho de nossos clientes para que eles executem seus negócios de maneira mais segura e ambientalmente mais amigável. Assim, o FleetBoard e o Detroit Connect irão contribuir consideravelmente para alavancar o potencial anteriormente não utilizado nos transportes rodoviários – tanto nos mercados altamente desenvolvidos da Tríade, quanto nas economias emergentes da África, Ásia e América Latina”.

365.000 veículos comerciais da Daimler já conectados

O grande volume de dados que um caminhão consegue enviar e receber cria possibilidades completamente novas para todo o setor de logística e para a sociedade. Anteriormente, áreas diferentes do sistema de logística eram conectadas de maneira inadequada. Algumas informações estavam sempre faltando ou não faziam parte da rede. Na Europa, por exemplo, cerca de 25% de toda a quilometragem dos caminhões ainda são feitas com veículos vazios. Com novas unidades centrais de liberação de carga, baseadas em dados obtidos de caminhões conectados, os negócios de logística conseguirão, no futuro, utilizar a capacidade dos veículos de uma forma muito melhor, reduzindo assim as viagens com carroçaria vazia.

Outro exemplo interessante: em 2015, os usuários das estradas alemãs enfrentaram cerca de 568.000 congestionamentos, o que se compara a um comprimento total de 1,1 milhão de quilômetros – com o consequente aumento no consumo de combustível e das emissões de CO2. No futuro, com a disponibilidade e intercâmbio de dados do trânsito em tempo real, os caminhões com sensores inteligentes evitarão colisões traseiras e poderão desviar de congestionamentos. Além disso, os tempos de paralisação dos veículos poderão ser reduzidos se o próprio caminhão reportar uma falha com suficiente antecedência e o pessoal de socorro puder agendar um serviço rapidamente.
O FleetBoard é líder em serviços de telemática de caminhões há 15 anos – no futuro, ele será o núcleo da nova unidade da Digital Solutions & Services

A conectividade não é um novo território para a Daimler Trucks. A sua subsidiária FleetBoard estabelece padrões de telemática para a Mercedes-Benz desde o ano 2000, posicionando-se entre as provedoras mais bem sucedidas e inovadoras do mundo.

A FleetBoard coleta ampla variedade de dados sobre situação, viagem e posição do veículo e os envia à matriz por meio de telefonia celular. O sistema oferece uma série de serviços para gerenciamento de frotas, dos pedidos e dos motoristas, que podem ser customizados e adequados às especificações de cada cliente. Atualmente, há cerca de 180.000 veículos com serviços da FleetBoard em operação em cerca de 6.000 clientes. E ele não conecta somente veículos da Mercedes-Benz – modelos de outras marcas também podem ser atendidos a qualquer tempo, sendo facilmente integrados ao sistema de gerenciamento da logística. Isso significa que mesmo empresas com frotas mistas podem rastrear qualquer um de seus veículos o tempo todo.

“Quando o primeiro iPhone foi introduzido, em novembro de 2007, nossos clientes já estavam utilizando o FleetBoard por sete anos. Por mais de 15 anos, eles já conseguiam controlar suas frotas e administrar com eficiência seus motoristas, tanto dos caminhões Mercedes-Benz, como os de outros fabricantes. Ninguém tem mais experiência nesse campo do que a nossa Empresa”, destaca Stefan Buchner, presidente mundial da Mercedes-Benz Trucks.

Para garantir que a Empresa continue à frente no desenvolvimento de soluções digitais relacionadas a caminhões conectados, em 1º de abril deste ano a Mercedes-Benz estabelecerá a nova unidade Digital Solutions & Services, chefiada pela Dr. Daniela Gerd Tom Markotten, que tem muitos anos de experiência no campo da TI de suporte à telemática de veículos. Esta unidade, que também tem a FleetBoard GmbH como núcleo, dirigirá todas as atividades relativas aos aplicativos digitais para os veículos comerciais Mercedes-Benz – em estreita colaboração com outras divisões da Empresa. A meta é também estabelecer as condições organizacionais para o desenvolvimento de inovações digitais nesse campo altamente dinâmico. Enquanto se leva, em média, cerca de nove anos para desenvolver um novo caminhão, são necessários alguns meses apenas para programar o software de uso dos dados em tempo real a partir de um caminhão.

185.000 veículos conectados na América do Norte via Detroit Connect

No importante mercado de veículos comerciais da América do Norte, a Daimler Trucks está impulsionando suas atividades no campo de serviços conectados, por meio da parceria estratégica com a Zonar Systems Inc. Já desde 2015, essa parceria foi fortalecida pela aquisição de participação acionária minoritária na Zonar pela subsidiária americana Daimler Trucks North America (DTNA).

A Zonar Systems é uma das provedoras líderes em soluções de logística, telemática e conectividade do mercado norte-americano. A DTNA e a Zonar já vêm operando em conjunto, na área de caminhões conectados, há um bom tempo. Em 2011, lançaram o sistema de diagnóstico remoto “Virtual Technician” (Técnico Virtual) e a solução global Detroit Connect.

O Detroit Connect é a primeira solução de telemática nos EUA e no Canadá capaz de determinar a causa de falhas relatadas por mensagens durante a viagem. Os clientes e motoristas de mais de 185.000 veículos já cobriram bilhões de quilômetros com essa solução da Daimler Trucks.

Quando uma mensagem surge no interior da cabina, o Técnico Virtual, que é componente do Detroit Connect, envia um relatório em tempo real sobre as condições técnicas do veículo para a Central de Atendimento ao Cliente da Detroit. Ali os dados são analisados dentro de um curto prazo. Assim, o operador do veículo recebe uma recomendação, por e-mail, de que medida deve tomar, ou seja, se o motorista deve parar em uma oficina de imediato ou se pode tomar providências quando o trabalho em execução tiver sido concluído.

Atuando em conjunto com o Técnico Virtual, a central terrestre de gerenciamento de frota da Zonar torna possível que o operador da frota monitore a localização exata, velocidade ou consumo de combustível de um caminhão ou de uma frota inteira, a qualquer tempo. O tablet de comunicação móvel da Zonar facilita o monitoramento das horas de serviço, mantém motoristas informados por meio de mensagens de texto ou de voz, otimiza a elaboração da documentação de inspeções pré e pós viagens e fornece navegação avançada.

Comboio de caminhões autônomos reduz o consumo de combustível e as emissões de CO2

Com a estreia mundial do sistema Highway Pilot Connect (piloto automático rodoviário conectado) – no dia 21 de março, na estrada A52, próxima de Düsseldorf – a Daimler Trucks fez uma apresentação para exemplificar as vantagens das redes de comunicações eletrônicas V2V. Também destacou o próximo marco de progresso da condução autônoma: esta avançada tecnologia permite a operação interligada de veículos de um comboio por rodovias e estradas de longo percurso.

Os veículos conectados num comboio requerem uma distância de somente 15 em vez de 50 metros entre si. Esta distância consideravelmente menor produz significativa redução no atrito aerodinâmico – comparável ao “coeficiente de arrasto” em competições de ciclismo. Desse modo, um comboio de três caminhões pode atingir uma economia de combustível de cerca de 7%, reduzindo as emissões de CO2 na mesma medida. Isso torna possível o consumo de combustível em cerca de 25 l/100 km para uma combinação de semirreboque carregado com peso bruto total de 40 toneladas. Ou seja, um consumo de somente 0,66 l/100 km por tonelada, ou emissões de CO2 de 13,3 g/quilômetro por tonelada. Números bem abaixo do que são registrados por automóveis com motor de combustão interna.

Paralelamente, os comboios permitem um uso muito mais eficiente do espaço da estrada. Graças à menor distância entre os veículos, um grupo de três caminhões interligados tem um comprimento de somente 80 metros. Diferentemente disso, três caminhões que não estejam eletronicamente ligados requerem um total de 150 metros de espaço na estrada.

Os comboios também tornam o trânsito na estrada muito mais seguro. Enquanto um motorista ao volante tem um tempo de reação de 1,4 segundo, o Highway Pilot Connect transmite sinais de frenagem aos veículos que vêm atrás em menos de 0,1 segundo. Esse tempo de reação consideravelmente menor pode dar uma contribuição importante para a redução de colisões traseiras, como as que ocorrem, por exemplo, quando se encontra um congestionamento na estrada.

“O caminhão inteligente, auto-otimizado, tem a mais alta prioridade para nós. Usando as comunicações conectadas com outros veículos e os seus arredores, podemos melhorar o fluxo de trânsito e reduzir o consumo de combustível e as emissões. Ao mesmo tempo, os caminhões inteligentes ajudam a diminuir o número de acidentes de trânsito. Esse é um passo à frente muito importante rumo à condução livre de acidentes”, diz Sven Ennerst, chefe da área de Engenharia de Produtos & Compras Globais – Caminhões.

O Highway Pilot Connect se baseia no já existente sistema da Daimler Trucks para a condução semi-antônoma

A base do Highway Pilot Connect é a rede entre veículos e a consciência exata sobre o ambiente que os circunda. Este sistema é mais um desenvolvimento do já comprovado Highway Pilot da Daimler Trucks, que permite que os caminhões sejam conduzidos de maneira semi-autônoma, tendo sido testado desde outubro de 2015 em um Mercedes-Benz Actros padrão, operando em estradas públicas da Alemanha. O Highway Pilot foi apresentado primeiramente em julho de 2014, no veículo de estudo Mercedes-Benz Future Truck 2025. A primeira autorização para circular em rodovias públicas para um caminhão de condução autônoma surgiu em maio de 2015, obtida para o Freightliner Inspiration Truck.

Comparado com o Highway Pilot, a versão Connect possui a função técnica adicional de comboio eletrônico. As comunicações entre os veículos são possibilitadas por uma plataforma de telemática de bordo. Um módulo V2V específico, usando um padrão especial de WiFi reservado exclusivamente para o setor automotivo, permite a transferência direta de dados entre os caminhões. O Highway Pilot Connect utiliza este recurso para o intercâmbio constante de informações com outros veículos e com o ambiente.

Principal vantagem: condução automática também quando não está conectado com o comboio

A grande vantagem do Highway Pilot Connect é esta: devido a sua avançada tecnologia, todos os membros do comboio continuam a ser caminhões de condução autônoma. Eles conseguem manter sua direção independentemente do veículo à frente e, graças à sua combinação de orientação linear e lateral, podem reagir a situações imprevistas a qualquer tempo. Isso também se aplica a outros veículos que cortam ou saem do espaço do comboio. Nesse caso, o veículo pode desacoplar do comboio sem problemas e continuar sozinho no modo autônomo. O motorista não precisa intervir.

Comboios de três ou mais veículos em conjunto são especialmente interessantes em países que possuem uma infraestrutura adequada. Nos EUA ou na Austrália, por exemplo, os caminhões cobrem longas distâncias, sem pontes e acessos de saída, em rodovias que cruzam praticamente o continente inteiro.

Um pré-requisito para transportes rodoviários eficientes do futuro é a harmonização das normas internacionais

Com seus três caminhões Mercedes-Benz Actros com Highway Pilot Connect, a Daimler trucks participa do Desafio de Comboios de Caminhões de 2016, uma iniciativa da Holanda durante sua atual presidência da União Europeia. Nesse evento, seis fabricantes europeus de caminhões trazem comboios de caminhões semi-autônomos às estradas públicas, cruzando fronteiras de várias cidades europeias a fim de atingir seu destino final no porto de Roterdam, em 6 de abril. O objetivo geral de todos os participantes e do governo holandês é acelerar, de forma conjunta, a introdução de regulamentação harmonizada intra-fronteiras para otimizar os transportes rodoviários eficientes dentro da União Europeia.

Foco na segurança de dados

O foco no cliente vem à frente para a Daimler no que se refere ao uso de serviços conectados. As empresas de transporte precisam decidir por si mesmas para quais finalidades seus dados poderão ser usados. Uma das pré-condições para a aceitação da condução conectada e autônoma é o tratamento responsável e seguro dos dados. Dessa maneira, a Daimler adota as mais altas normas de segurança e proteção de dados para os desenvolvimentos dessas novas tecnologias e áreas de inovação.

No caso do FleetBoard, computadores de alto desempenho na Central de Dados Europeia da Daimler AG, em Stuttgart, na Alemanha, garantem o processamento seguro de dados e sua transferência criptografada 24 horas por dia. Assim, a segurança dos dados do FleetBoard assemelha-se aos altos padrões adotados pelos bancos, por exemplo.

Especialistas estimam a triplicação do volume mundial de tráfego até 2050

Cerca de 75% do transporte de cargas na Europa continuam a ser feitos por rodovias. Os especialistas estão prevendo que o volume de transporte rodoviário mundial de carga triplique até 2050. Por meio dos caminhões interconectados em rede com outros veículos e seu entorno, todo o setor de transporte de carga poderá ser organizado de maneira a ficar mais seguro, mais rápido e ao mesmo tempo mais amigável ao meio ambiente. Em vista do aumento crescente do fluxo de produtos e da sobrecarregada infraestrutura, estas perspectivas são promissoras para a sociedade e para todos os envolvidos.

Tags, , , , ,

OpenTech customiza seu software para gestão de transportadoras

Mudança na forma de comercialização do ERP OpenTrucker permite ao cliente escolher entre as versões Standard e Advanced

Com foco constante em melhoria contínua, a OpenTech decidiu inovar em um de seus mais tradicionais produtos: o OpenTrucker. Criado para auxiliar as transportadoras no controle total dos negócios, o Sistema de Gestão Empresarial (ERP) OpenTrucker pode agora ser adquirido em duas versões: Standard e Advanced. Com a mudança, a empresa atenderá de forma customizada os pequenos, médios e grandes transportadores, com ganhos em assertividade, produtividade e rentabilidade.

Além de satisfazer as necessidades específicas de cada cliente, o novo formato de comercialização do OpenTrucker facilita a negociação e agiliza a implementação da ferramenta. De acordo com o gerente comercial de Software, Henrique Saragoça, a criação de duas versões distintas trouxe mais simplicidade ao processo comercial. “Tornamos a aquisição mais dinâmica, encurtando o ciclo de venda e deixando o produto mais acessível ao cliente, já que é possível escolher a versão que mais se adequa aos negócios”, explica.

Com módulos para a gestão comercial, operacional, financeira e de frota, o OpenTrucker atende tanto aos grandes e médios transportadores, que têm sua contabilidade dentro do ERP (versão Advanced), quanto aos pequenos, que controlam as variáveis operacionais, financeiras e de frota, mas não fazem sua contabilidade internamente (versão Standard). “Neste caso, podemos integrar o OpenTrucker ao sistema utilizado pela empresa de contabilidade que presta o serviço, fazendo a transferência de dados sem problemas”, informa Henrique.

Disponibilizando o OpenTrucker em duas versões, a OpenTech oferece aos clientes de pequeno porte a oportunidade de contar com uma ferramenta robusta para o controle de rotinas e processos, semelhante à utilizada por grandes transportadores, mas adequada às necessidades e ao tamanho da empresa. Desta forma, continua o gerente comercial da OpenTech, o custo de aquisição fica acessível e o projeto de implantação é dimensionado conforme as expectativas do cliente.

Outra vantagem é a possibilidade de migrar da versão Standard para a Advanced a qualquer tempo, sem impactos nos dados do sistema. “À medida que os negócios vão crescendo, o cliente pode ampliar também as funcionalidades da ferramenta”, comenta Henrique.

Tags, , , , , ,

Mercado de frotas no Brasil: não basta proteger, é preciso monitorar

Por Edésio de Campos Horbylon Neto

Levando em conta as altas taxas de criminalidade e violência no Brasil, adquirir um veículo para compor uma frota ou mesmo com a finalidade de realizar atividades comerciais exige um critério imediato de adoção de medidas de segurança, uma vez que são altas as chances de um veículo ser furtado, avariado ou roubado no país, se forem considerados alguns dos últimos índices nacionais divulgados. Sabe-se que o número de casos de roubos de cargas aumenta mais a cada ano que passa, com maiores incidências nas áreas próximas aos grandes centros urbanos. No ano de 2012, por exemplo, a Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística registrou a maior marca de roubos de cargas dos últimos 15 anos. Outro dado alarmante é que a taxa desses furtos saltou de 2,5 mil em 1994 para 32,2 mil em 2013, atingindo um pico histórico conforme uma pesquisa recente da Associação Brasileira das Empresas de Gerenciamento de Risco e de Tecnologia de Rastreamento e Monitoramento.

Foi justamente pensando na precaução desse assombro que o Congresso Nacional criou há pouco tempo a Frente Parlamentar Mista de Combate ao Roubo de Cargas, presidida pelo deputado George Hilton (PRB-MG), e que envolve um grupo de 183 deputados e três senadores que pretendem intensificar a atuação do Congresso para acelerar a tramitação e aprovação de projetos de lei considerados prioritários para o enfrentamento desse tipo de crime. Os integrantes poderão agir como interlocutores junto ao poder executivo para solicitar a adoção de medidas que garantam mais proteção aos transportadores.

Sobre as tecnologias disponíveis para o mercado de monitoramento veicular, é possível segregá-las em quatro diferentes categorias: os rastreadores de automóveis, para segurança dos veículos e apoio à recuperação caso haja roubos; os rastreadores que unificam a segurança, logística e telemetria; os rastreadores que têm ênfase na logística e telemetria dos veículos; e os localizadores móveis, com o objetivo de apoiar o rastreador principal nas mercadorias de alta procura ou em solução à logística.

Contudo, as grandes inovações do segmento e que chamam a atenção são os produtos que têm como solução a telemetria, ou seja, utilizam o rastreador como meio de comunicação que engloba as mais diversas informações sobre o veículo, desde a otimização do uso, a redução de custos extras com manutenção ou combustível, até a prevenção de acidentes. Vale ressaltar que os produtos com base na radiofreqüência também são eficazes, uma vez que possibilitam a localização de veículos mesmo em ambientes fechados, como túneis, garagens ou subsolos.

O mais comum de acontecer no setor, no entanto, é a contratação de uma seguradora para a proteção da frota ou do veículo, apesar de existir atualmente no mercado uma alternativa muito mais eficiente, moderna e economicamente interessante: a aquisição de serviços de monitoramento e rastreamento veicular. Dessa forma, é possível monitorar em tempo real a localização exata da carga ou do veículo, privilegiando uma melhor gestão da frota.

No caso do monitoramento de uma frota, o ideal a ser feito é a adoção de um sistema de GPS e GPRS, que oferece soluções mais precisas, além da visualização de um mapa com a localização real do veículo. Inovador no mercado, o Siga Fácil é um dos lançamentos recentes da 3T Systems que oferece todas essas possibilidades. Homologado pela Anatel, o produto tem um sistema bastante simples de ser utilizado e, com a utilização de um chip pré-pago de qualquer operadora, uma mensagem SMS pode chegar ao interessado com as coordenadas e a última visualização real do veículo. A central de monitoramento fica disponível 24 horas e oferece suporte para bloqueio e recuperação do automóvel. Fato é que esse é um mercado em franca expansão e que permite monitorar veículos e frotas com baixo custo, além da facilidade do controle e acesso que pode acontecer remotamente, via celular.

Mas vale ressaltar que o mercado brasileiro, apesar de ter evoluído nos últimos anos, ainda não está maduro o suficiente e demanda amplo espaço para crescimento e melhorias, se comparado a países com as mesmas características e estatísticas de roubo, como é o caso, por exemplo, da África do Sul, onde o setor de rastreamento e monitoramento de veículos atinge quase 15% do total de veículos que circulam no país, enquanto no Brasil esse índice é de apenas 1,5%.

*Edésio de Campos Horbylon Neto é diretor superintendente da 3T Systems, do Grupo José Alves. Graduado em Direito pela Faculdade Anhanguera de Ciências Humanas, possui especialização MBA em Estratégias de Gestão em Marketing pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. O executivo acumula passagem na Autotrac, Texaco do Brasil e Xerox do Brasil.

Tags, , , , , , ,