Tag CaaS

Fundo do Vale do Silicio lança plataforma para democratizar acesso a investimentos

O fundo de venture capital Social Capital, do Vale do Silício, abre hoje, dia 1º de agosto, sua plataforma de Capital-as-a-Service (CaaS) para startups brasileiras do tipo early stage que buscam investimento e insights para seus negócios.

Fundado em 2011, o Social Capital lançou em 2017 a versão beta e fechada da primeira estratégia de investimentos baseada no uso de software do mundo – inaugurando assim uma categoria de serviços até então inexistente, a de investimentos de venture capital baseados em dados, com sua plataforma de CaaS. O fundo escolheu o Brasil para inaugurar a versão aberta ao público pela primeira vez desde que o produto foi criado e chega para selecionar empresas de forma escalável, transparente e baseada em dados. Os investimentos ficam entre US$ 50.000 e US$ 250.000 (que equivalem a uma faixa de aproximadamente R$ 186.000 a R$ 930.000). A empresa americana busca oportunidades para co-investir, mas também pode liderar rodadas de investimentos.

A inovação chegou para transformar o setor de venture capital que, apesar de se debruçar sobre empresas altamente tecnológicas e disruptivas, muitas vezes ainda segue práticas tradicionais e ultrapassadas para escolher onde alocar seus investimentos. Assim, iniciativas interessantes podem ser deixadas de lado já que muitos fundos escolhem empresas com base em indicadores superficiais como contatos pessoais ou o status de seus executivos. Além disso, são raros os fundos que explicam para os fundadores os motivos das rejeições.

A plataforma do Social Capital, por sua vez, utiliza análise de dados e machine learning para avaliar as startups e identificar, de forma semi-automatizada, aquelas com o melhor desempenho, as melhores soluções e mais potencial de crescimento. O Capital-as-a-Service foi projetado por profissionais vindos de empresas de tecnologia como Facebook, Dropbox e Survey Monkey, entre outros, que se inspiraram em suas experiências para descobrir como o uso de software poderia democratizar o acesso a investimentos.

Funciona assim: a inscrição pode ser feita no caas.socialcapital.com, onde deve ser preenchido um formulário com as principais informações sobre a empresa, seguido pelo upload de dados transacionais, que será a chave para a análise das métricas do negócio. Além disso, o candidato é convidado a escrever um texto com elementos qualitativos como a missão e os valores da empresa.

A resposta chega dentro de poucos dias e, mesmo no caso de a startup não ser selecionada, o Social Capital oferece recomendações e benchmarks para apoiar a empresa em seu processo de evolução e, se a startup quiser tentar novamente, o fundo volta a avaliar as métricas e continua oferecendo análises de seus negócios. Tanto as selecionadas quanto as não selecionadas recebem a análise quantitativa completa aplicada pelo fundo na hora de avaliar os negócios, mostrando o desempenho da empresa com relação a métricas fundamentais do setor. Além disso, o Social Capital pretende implementar serviços como uma comunidade online e webinars e conteúdos sobre retenção, aquisição, precificação e outros meios de suporte escaláveis.

Em sua atuação como um fundo de venture capital, o Social Capital leva em conta a contribuição social das iniciativas, como startups dos setores de saúde, educação, serviços financeiros, tecnologias B2B e tecnologias emergentes, mas sua modalidade CaaS abrange qualquer empresa que utilize tecnologia para resolver problemas reais em mercados onde o acesso a investimentos é mais restrito.

Por que o Brasil?

De acordo com Ashley Carroll, uma das sócias do Social Capital, o Brasil é o primeiro país do mundo a ter acesso à versão aberta ao público do produto de CaaS devido à quantidade de fundadores com boas ideias para solucionar problemas reais tanto local quanto globalmente e às lacunas identificadas pelo fundo quando se trata de startups early stage e na primeira rodada de investimentos.

O que é CaaS?

Capital-as-a-Service é a primeira abordagem de venture capital verdadeiramente baseada no uso de software do mundo, que vem democratizar o acesso a investimentos por meio de um produto escalável e transparente. A estratégia utiliza análise de dados e machine learning para alocar investimentos e foi criada pelo fundo californiano Social Capital em 2017. A abordagem realiza a diligência quantitativa semi-automatizada de negócios. eu nome é derivado do termo SaaS (Software-as-a-Service), que se refere a produtos que utilizam nuvens de armazenamento para oferecer serviços online que antes só eram realizados por softwares instalados no próprio computador.

O Social Capital lançou um modelo piloto de CaaS há um ano e, há nove meses, lançou sua versão beta e privada. Mais de 5.000 empresas provenientes de 25 países e 6 continentes foram avaliadas na versão beta e 70 delas receberam investimento. A empresa pretende continuar expandindo o CaaS globalmente depois que abrir seu produto para o público pela primeira vez no Brasil.

Tags, , , , , , ,

Interactive Intelligence é reconhecida como líder de mercado de Contact Centers Multicanais em Nuvem

A Interactive Intelligence Group Inc. (Nasdaq: ININ), fornecedora global de software e serviços em nuvem para engajamento de clientes, comunicações unificadas e colaboração, foi nomeada líder no relatório 2015-2016 Matriz de Decisão Ovum: Selecionando uma solução de Contact Center Multicanal em Nuvem.

De acordo com o relatório, “a Interactive Intelligence possui a capacidade de se adaptar e oferecer opções variadas de implantação em nuvem para seus clientes e isso é um fator que auxiliou a conquista do lugar entre os líderes de mercado.”

O relatório avaliou sete fornecedores de contact center em nuvem, usando como base critérios em tecnologia, a execução e o impacto no mercado. A soma da pontuação em todos determinou a colocação de um fornecedor como “líder”, “contestador” ou “seguidor”. A Interactive Intelligence foi nomeada como uma das líderes desse mercado.

A matriz de tecnologia do relatório mostrou a Interactive como líder em segurança. Já o critério de execução a classificou como líder em qualidade de produto, enquanto na categoria de impacto no mercado a empresa aparece como líder no crescimento de receita.

De acordo com o relatório, “a empresa foi um dos primeiros fornecedores de soluções que são instaladas nos servidores dos clientes a também oferecer contact center em nuvem single-tenant, tendo evoluído essas ofertas para se transformarem em um conjunto de soluções de Communications as a Service (CaaS – Comunicação como Serviço) em 2009. Como resultado de sua entrada relativamente cedo no mercado de Cloud, a Interactive Intelligence conseguiu conquistar participação de mercado e agora mais da metade dos seus novos clientes optam por implantar suas soluções na nuvem”.

O relatório da Ovum citou os serviços e rede de parceiros da Interactive como seus principais pontos fortes: “A empresa tem uma grande equipe interna de serviços profissionais, com especialistas em segmentos do mercado, bem como uma rede de revendedores em crescimento. Além disso, a Interactive também está focada na expansão de suas relações com parceiros de tecnologia por meio de seu programa Global Alliance para garantir que seus clientes tenham acesso completo ao número crescente de soluções complementares de contact center multicanal, bem como à funcionalidade central do CRM”.

Os clientes reconheceram a empresa por outros pontos fortes apresentados no levantamento: “As vantagens da Interactive são também evidentes para os seus clientes, que citam o roteamento focado em habilidades, a flexibilidade da plataforma e sua presença global entre as razões por terem a escolhido como fornecedora”.

O CaaS da Interactive Intelligence é uma oferta single-tenant ideal para contact centers de missões críticas e operações de negócios com até dezenas de milhares de usuários. Ele oferece funcionalidade para roteamento focado em habilidades, resposta interativa de voz (URA), monitoramento e supervisão, gravação de multicanal, discagem preditiva, gerenciamento de força de trabalho, web chat, pesquisas de pós-chamada, screen-pop (tela emergente), relatório, autoatendimento, controle de chamadas no desktop, gerenciamento de presença e conferência, entre outros serviços.

Desde o lançamento do CaaS, a empresa tem investido em muitas melhorias, como atualizações trimestrais, contratos menores com menos de um ano de duração, integrações de CRM adicionais e uma opção Internet Only (IO), que reduz drasticamente o tempo de implementação.

O relatório da Ovum reconheceu, ainda, o investimento significativo da Interactive em ambos os seus serviços CaaS e PureCloud?: “a capacidade da Interactive Intelligence de inovar e desenvolver novos modelos de implementação permitiu-lhe ganhar força no segmento de nuvem. Com forte crescimento da receita em nuvem e uma boa participação de mercado, o fornecedor ganha pontuação acima da média no radar de impacto no mercado. A empresa também oferece capacidades técnicas robustas na plataforma CaaS, que continuou a melhorar, concentrando-se em atividades internas de Pesquisa e Desenvolvimento em vez de aquisições “.

Para baixar um trecho do relatório da Ovum gratuitamente, visite: http://c3.inin.com/resources?a=45. Para os interessados no relatório completo, entre em contato no e-mail pr@ovum.com.

Tags, , ,