Tag Automóveis

Startup conecta vendedores de seminovos a compradores e oferece segurança, qualidade e garantia completa por um ano

O volume de negociações de veículos seminovos e usados no Brasil fechou o ano de 2017 com crescimento de 6,5%, em comparação com 2016. Só no ano passado, foram comercializados cerca de 14,2 milhões de veículos, de acordo com a Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores (FENAUTO), entidade que representa as revendedoras de carros seminovos ou usados. Os dados mostram que, apesar do cenário econômico, muitos brasileiros não deixaram de lado a velha e boa troca dos seus carros usados por modelos mais novos.

Ainda de acordo com levantamento, boa parte dessas negociações foram feitas por concessionárias ou lojas especializadas. Transações entre pessoas físicas eram mais difíceis de acontecer até então, já que muitas pessoas ficavam inseguras na hora da negociação. Uma solução que vem se destacando no mercado foi criada pela Carflix (www.carflix.com.br) – startup brasileira que conecta compradores a vendedores de carros seminovos selecionados, por meio de uma vitrine online, com vistoria exclusiva, segurança e garantia completa de um ano.

O site funciona como um shopping virtual, que por meio de sua plataforma faz a intermediação para a compra e venda de automóveis usados entre pessoas físicas. Para Fábio Pinto, CEO da empresa, o grande diferencial da Carflix está na segurança e garantia oferecida aos clientes – a startup é a única do Brasil que possibilita que vendedores particulares vendam seu carro com 1 ano de garantia completa para um comprador também particular sem ter que recorrer a concessionárias ou lojistas. “Com o shopping virtual, nossas vendas começam na internet com a ajuda da tecnologia que otimiza todo o processo para os clientes e termina em nossa empresa, garantindo mais segurança na hora de fechar a compra”, explica.

Como funciona para o vendedor?

Se você quer vender seu carro, basta acessar o site da Carflix (www.carflix.com.br) e informar alguns dados do veículo, como modelo, ano de fabricação e placa e agendar uma inspeção detalhada do automóvel. Nela são verificados mais de 130 itens – divididos entre mecânica, elétrica, funilaria, suspensão, interior, funcionamento geral, etc. – em um processo que prioriza a transparência total, mostrando qualidades e detalhes que o carro, eventualmente, tenha. Além disso, é feita uma extensa verificação da documentação do carro, minimizando as chances de haver algum problema que impeça a venda do carro.

Caso o veículo passe na inspeção, é definido um valor para ele. O preço de venda é decidido pelo vendedor em conjunto com a Carflix, que possui um banco de dados com informações de institutos de renome, bem como médias do mercado em geral, garantindo que o preço de venda seja o mais justo possível, tanto para comprador como para vendedor. Ao aceitar o valor proposto pela empresa, o carro é publicado no site e nas mídias sociais da startup e em até 48h está pronto para receber propostas.

A empresa cobra uma taxa de 4,9% do valor da transação feita que é paga pelo vendedor somente se a venda for finalizada. Para comparação, uma concessionária ou loja cobra, normalmente, 15% em relação à tabela FIPE. Sites de leilões cobram uma média de 40%.

Como funciona para o comprador?

Ao se interessar por um carro o comprador pode tirar todas suas dúvidas através de canais de comunicação no site. Permanecendo o interesse, o próximo passo é ver o carro pessoalmente. Para isso é agendado um horário junto com a Carflix, que disponibiliza um local no qual o comprador pode ver o carro com toda a tranquilidade. Toda a negociação é feita diretamente com os especialistas da plataforma.

Se o comprador fechar a compra, é assinado um contrato compra e venda entre as partes e a Carflix. Com esse contrato todos têm a segurança jurídica de que a venda existe e, assim, o comprador pode fazer o depósito do valor em uma conta custódia da Carflix. Quando o depósito for efetivado, a Carflix avisará o vendedor para que preencha e assine o Documento Único de Transferência (DUT).

Tags, , , ,

Volvo Cars Tech Fund investe em empresa de sensores automotivos

A Volvo Cars concluiu a primeira ação estratégica, por meio de seu recém-criado fundo de investimentos, adquirindo participação na Luminar, empresa líder no desenvolvimento de tecnologia avançada de sensores para uso em veículos autônomos.

O investimento na Luminar, com sede em Palo Alto, Califórnia, e em Orlando, na Flórida, ambos nos Estados Unidos, destaca a colaboração da fabricante sueca com a empresa, que atualmente se concentra no desenvolvimento e teste de seus sensores nos carros da marca.

Uma destas inovações é o sistema LiDAR, que usa sinais de pulsação a laser para detectar objetos, que o tornam um elemento crucial na criação de veículos autônomos seguros.

“LiDAR é uma tecnologia chave para permitir que carros autônomos naveguem com segurança em ambientes complexos de tráfego e em velocidades mais altas”, disse Henrik Green, vice-presidente sênior de Pesquisa e Desenvolvimento da Volvo Cars. “Nossa colaboração com a Luminar nos permite aprender mais sobre suas promissoras tecnologias e leva a Volvo Cars um passo adiante para os carros autônomos do futuro”.

O Volvo Cars Tech Fund foi lançado no início deste ano e pretende colaborar com startups de alta tecnologia em todo o mundo. Ele concentra seus investimentos em tendências tecnológicas estratégicas que estão transformando o setor, como inteligência artificial, eletrificação, serviços de mobilidade digital e direção autônoma.

“A Luminar representa exatamente o tipo de empresa e tecnologia em que buscamos investir, proporcionando-nos acesso estratégico a novas tecnologias, capacidades e talentos”, disse Zaki Fasihuddin, CEO do Tech Fund. “Apoiar empresas jovens e promissoras que estão na vanguarda do desenvolvimento tecnológico nos ajudará a introduzir tecnologia de ponta que fortalece nosso papel de liderança no setor”.

As empresas se beneficiarão de várias maneiras na participação do Volvo Cars Tech Fund. Além da associação com um dos principais fabricantes de automóveis premium do mundo, as startups podem ter a capacidade de validar suas tecnologias e acelerar o ritmo de lançamento de produtos no mercado.

Além disso, as startups podem se beneficiar pela oportunidade de acesso exclusivo da Volvo Cars ao mercado de carros chineses, atualmente o maior da montadora, bem como a possível aproximação à rede global de parceiros automotivos e de tecnologia da empresa sueca.

“A Volvo está na vanguarda do desenvolvimento de veículos autônomos e sua abordagem centrada em segurança para a autonomia está diretamente alinhada com nossas capacidades de detecção”, disse o fundador e CEO da Luminar, Austin Russell. “Nosso LiDAR é o primeiro a oferecer o desempenho necessário que permita uma percepção de longo alcance segura e confiável, necessária para atingir seus objetivos de autonomia em velocidades de rodovia”.

Tags, , , , ,

Santander e HDI se unem para criar seguradora de automóveis totalmente digital

O Santander Brasil, banco líder em financiamento de veículos no País, e a HDI Seguros, sexta maior seguradora de automóveis do mercado, assinaram hoje uma parceria para a emissão, oferta e comercialização de seguros de veículos. A operação prevê a criação de uma joint venture, que receberá o nome de Santander Auto. A nova empresa será detida 50% pela SANCAP Investimentos e Participações, sociedade controlada pelo Banco, e 50% pela HDI.

A Santander Auto irá funcionar de forma 100% digital e reforçará a posição líder do Banco no mercado de crédito para a compra e venda de veículos e na comercialização digital, com a Webmotors. O Santander detém 22,5% de market share no financiamento de veículos. E, até o fim de setembro, sua carteira de crédito de veículos para pessoa física registrou de crescimento de 16,3%, em 12 meses, e de 5,4% no trimestre, para R$ 34,4 bilhões. A HDI seguros, por sua vez, tem se destacado no mercado segurador como uma das mais inovadoras e digitais empresas do setor, registrando um crescimento médio anual de 13,8% nos últimos 5 anos.

“A parceria com a HDI nos permitirá lançar uma nova empresa, que oferecerá aos clientes produtos inovadores e utilizará a força dos canais de venda do Santander para comercializá-los, de forma a estimular ainda mais o segmento”, afirma Angel Santodomingo, vice-presidente executivo e CFO do Santander Brasil. “Queremos estabelecer novos patamares de serviços neste mercado e disponibilizar aos clientes uma forma mais simples de contratar e utilizar o seguro.”

Para Murilo Riedel, presidente da HDI Seguros, a joint venture representa o fortalecimento da companhia no ramo automotivo. “Somos especialistas em seguro para automóvel e um dos principais players do mercado. Nosso desafio para os próximos anos é elevar à máxima potência os negócios nesse ramo, com um olhar atento para o novo, e a parceria com o Santander é um importante passo nesta direção. As pessoas querem cada vez mais mobilidade e simplicidade. A nova seguradora traz esses atributos com muita força e de forma totalmente digital”, explica Riedel.

A conclusão da operação está sujeita ao cumprimento de determinadas condições, entre elas a obtenção das autorizações regulatórias pertinentes.

Tags, , , , , , , , , , , , ,

Polestar revela o primeiro carro e sua visão como marca elétrica de performance

 

A Polestar, marca de veículos esportivos da Volvo Cars, revela seu futuro ao confirmar os planos de lançar seus três primeiros veículos, uma nova unidade industrial na China e um trabalho focado no cliente para o mercado de carros de performance.

A empresa também revelou o Polestar 1, seu primeiro modelo, com 600 hp de potência, que deverá ser lançado em meados de 2019. A tecnologia e a oferta de produtos da Polestar serão beneficiadas pela sinergia e economia de escala proporcionadas pela Volvo, ajudando a companhia a acelerar o desenvolvimento de projetos.

Thomas Ingenlath, CEO da Polestar, afirma que “o Polestar 1 é um belo GT carregado de tecnologia – um grande começo para a nova marca. Todos os futuros modelos serão totalmente elétricos, reforçando nossa visão de uma companhia de esportivos elétricos autônomos”.

O Polestar 1 será a aura da futura marca, um cupê Gran Turismo de duas portas (2+2) com um powertrain “Híbrido de Performance Elétrica”. Um carro elétrico auxiliado por um motor a combustão com autonomia de 150 kms no modo 100% elétrico – a maior entre veículos híbridos no mercado. Seus 600 hp de potência e 1.000 Nm de torque colocam o modelo no segmento de carros esportivos.

O novo veículo da Polestar será fabricado sobre a plataforma modular da Volvo (SPA), a mesma do XC90 e do Novo XC60, mas aproximadamente 50% do projeto é novo e feito sob medida pelos engenheiros da marca.

Para reforçar suas características dinâmicas, o Polestar 1 se beneficia de uma série de inovações. Ele será o primeiro carro do mundo equipado com a mais avançada tecnologia de Suspensão Eletrônica Continuamente Controlada de Chassi (CESi), da Öhlins. A carroceria de fibra de carbono reduz o peso e melhora a rigidez torsional em 45%, além de baixar o centro de gravidade do carro.

O Polestar 1 usa ainda um duplo eixo traseiro elétrico com torque vetorizado. Isso garante ao motorista aceleração precisa em cada roda para manter o máximo de aderência na estrada e velocidade em curva.

O Polestar 1 será fabricado no Centro de Produção da Polestar em Chengdu, China, que está ainda em construção, mas com suas obras previstas para serem concluídas em meados de 2018.

A Polestar também se afastará do modelo de negócio tradicional. Os carros serão pedidos 100% online e oferecidos em uma base de assinatura de dois ou três anos. A assinatura também adiciona recursos como serviço de entrega e retirada e a possibilidade de alugar veículos alternativos dentro da gama Volvo e Polestar, todos incorporados em um único pagamento mensal.

A assinatura significa ter uma experiência com um veículo da Polestar sem complicações para o cliente. Isso é facilitado pela tecnologia Phone-As-Key, que permite ao proprietário compartilhar uma chave virtual com um terceiro e também acessar uma série de outros recursos sob demanda. Este serviço de concierge garante ao cliente se concentrar apenas no prazer da condução.

Todos os futuros carros da Polestar terão powertrain totalmente elétrico. O Polestar 2 iniciará a produção em 2019 e será o primeiro veículo a bateria elétrico (BEV) do Grupo Volvo Car. Ele terá tamanho médio e será concorrente do Tesla 3. A fase inicial do lançamento dos veículos da Polestar será completada com a chegada posterior do utilitário esportivo Polestar 3.

A configuração e o pedido dos modelos serão feitos por meio de um aplicativo ou portal online. A Polestar, no entanto, reconhece que uma parcela dos clientes buscarão interagir da forma tradicional, por isso haverá uma rede de Espaços Polestar em todo o mundo. Esses locais serão autônomos e independentes dos concessionários Volvo.

As encomendas para o novo Polestar 1 poderão ser feitas a partir de 17 de outubro.

Volvo Cars e Geely Holdings investem 640 milhões de euros para desenvolver a Polestar

Essa iniciativa vai reduzir radicalmente o tempo que a Polestar necessita para comercializar seus carros, dando-lhe uma vantagem estratégica em relação aos concorrentes. A Volvo Cars e a Polestar também se beneficiarão de sinergias no desenvolvimento de tecnologias de próxima geração, como custos de compras compartilhados, desenvolvimento conjunto e economia de escala.O aporte será utilizado na unidade industrial de Chengdu, na China, que vai produzir os novos modelos de última geração da Polestar, marcando um novo capítulo no desenvolvimento desse país como centro de fabricação da Volvo Cars.

Com a China como protagonista na eletrificação da indústria automobilística global, a Polestar liderará o desenvolvimento de novas tecnologias e aumentará a liderança da Volvo Cars nos veículos eletreficados e na conectividade.

A Volvo Cars anunciou recentemente que, a partir de 2019, cada novo modelo da marca Volvo lançado terá um motor elétrico, tornando-se a primeira empresa de automóveis estabelecida a colocar a eletrificação no centro de seus negócios futuros.

Tags, , , ,

Varejo quadruplica investimento em mídia mobile no primeiro semestre de 2017

O comércio varejista parece ter encontrado na publicidade mobile nativa uma opção para potencializar vendas e aumentar suas perspectivas de crescimento. De acordo com a PSafe, o setor quadruplicou seu investimento em nesse tipo de anúncio nos últimos seis meses. A empresa de segurança digital é o terceiro maior inventário de mídia mobile Android do Brasil, segundo a comScore.

De olho no mercado mundial de apps, que movimenta mais de US$ 51 bilhões e deverá praticamente dobrar até 2020 – chegando a US$ 101 bilhões, segundo a consultoria eMarketer –, o setor tem direcionado seus esforços de publicidade para atingir os usuários de smartphones, dispositivo preferido de cerca de 70% dos brasileiros, segundo a Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro e o Instituto Ipsos.

“A publicidade nativa mobile já é uma realidade e tem se mostrado a forma mais efetiva de atingir o consumidor durante a sua jornada em dispositivos móveis. Nos EUA, ela já representa mais da metade dos investimentos gastos pelos anunciantes para atingir seus públicos estratégicos. No Brasil, as empresas também já estão percebendo a importância de atuar nessa plataforma para potencializar seus resultados” diz Fernanda Ribeiro, diretora comercial da PSafe.

Além do varejo, a PSafe identificou que outros importantes segmentos que movimentam a economia do país têm aumentando seus investimentos em publicidade nativa. De acordo com a companhia, os setores de telecomunicações, automobilismo e bancário duplicaram seus valores em anúncios em aplicativos, aproveitando o fato de 88% do tempo dedicado ao uso de smartphones ser voltado para interação com apps, segundo a consultoria eMarketer LATAM.

A diretora comercial da PSafe ressalta que, para se destacar da concorrência, a companhia tem se apropriado de alguns diferenciais para entregar valor real aos clientes: “entre os nossos diferenciais, estão o inventário próprio, coisa que a maioria dos nossos concorrentes não possui. Além disso, entregamos uma mídia contextualizada para cada usuário, pois somos mais que um sistema de segurança. Em momento algum, interrompemos a navegação do nosso usuário, já que as publicidades são apresentadas apenas após a realização de alguma ação específica. Isso faz com que consigamos nos destacar como um ativo premium no mercado de mídia mobile”, completa a executiva

Setor / Faturamento com anúncios Jan vs Jun 2017

Varejo + 342,1%

Telecomunicações + 134,2%

Automóveis + 131,6%

Instituições financeiras + 101,6%

Tags, , , , , ,

Smart Parking to Enable Intelligent Mobility in Global Mega Cities

The insight analyses smart parking systems and their influence on the parking industry through technology-enabled parking solutions. It describes the ecosystem and market size for smart parking in Europe and North America, and analyzes the strategies of major parking operators, and parking app, infrastructure, and parking management companies. It also evaluates the link between parking and automotive industries, while highlighting investment and strategic partnerships. The study also discusses challenges in parking management and how the industry is working with city councils, governments, and infrastructure providers to deliver best services.

Introduction

The parking industry in Europe and North America is rapidly innovating and evolving into an industry even smarter than ever before. In addition to adoption of high-end automation solutions and software for parking reservations and payments, it is being increasingly integrated with other mobility solutions as well. The parking industry in these regions uses adapted technologies from the communications and IT industry. Trends like migration to intelligent parking systems, rapid progression of wireless technologies, 2G, 3G, 4G, and Big Data analytics, and evolution of contactless near-field communication and other payment methodologies are expected to become commonplace in the parking industry.

Parking Ecosystem is Becoming Concentrated Owing to Strong Interest from Multiple Stakeholders

As of 2014, parking is a -to- -billion-dollar industry in North America and a -billion-euro industry in Europe. It has been primarily operated and managed in a traditional manner with very little innovation and focus on smart parking. The operational value chain is simple and includes parking operators and their engagements with service providers. With a different genre of participants exploring numerous opportunities in smart parking, the new ecosystem is becoming smarter and evolving into a highly concentrated one.

Download the full report: https://www.reportbuyer.com/product/3186598/

Tags, ,

Nova tecnologia Sync Connect da Ford permite travar, destravar, dar partida e localizar o veículo pelo smartphone

view.aspx

A Ford apresentou uma nova tecnologia, o SYNC Connect, que permite comandar várias funções do veículo à distância por meio de um smartphone. Disponível inicialmente no Escape 2017, previsto para os Estados Unidos, esse novo recurso do sistema de conectividade SYNC possibilita, entre outras facilidades, destravar as portas, checar o nível de combustível no tanque e localizar onde o carro foi estacionado.

A tecnologia será estendida posteriormente para outras linhas de veículos da Ford. Presente hoje em 12 milhões de veículos no mundo, o Ford SYNC é o primeiro sistema da indústria a oferecer a tecnologia de comando por voz para acesso a smartphones de forma ampla e acessível. Com o SYNC Connect, a marca dá mais um grande passo para o futuro da mobilidade e para o avanço dos carros autônomos, levando a conectividade embarcada a um novo nível.

“O novo SYNC Connect é um aplicativo fácil de usar, que aumenta a conectividade e comodidade do veículo”, diz Don Butler, diretor de Veículos e Serviços Conectados da Ford nos EUA. “A tecnologia ajuda a integrar o veículo ao estilo de vida do motorista. Ficou trancado fora do carro? Está quente ou frio lá fora? Esqueceu onde estacionou? Não tem problema, basta usar o seu smartphone.”

Conectado através de um modem embutido no veículo, o aplicativo permite que o proprietário tenha acesso remoto a vários recursos pelo smartphone. O serviço é disponibilizado por meio de uma assinatura, que junto com o lançamento do Escape será dada como cortesia pelo prazo de cinco anos.

As funções do veículo que podem ser acessadas pelo SYNC Connect incluem:

• Travar e destravar as portas;

• Dar partida remota, inclusive em horário pré-programado para acionar o ar-condicionado antes da hora de sair;

• Checar o estado do veículo, incluindo nível de combustível, óleo, bateria e pressão dos pneus; e

• Localização do veículo, mostrando em um mapa onde ele está estacionado.

Para proteger as informações pessoais do usuário, a autenticação do SYNC Connect é feita por um processo de dois passos, com confirmação pela tela sensível ao toque do veículo e do smartphone.

Tags, , , , ,

Veículo elétrico Renault ZOE participa de testes de recarga inteligente na Alemanha

Se já é bom recarregar o carro elétrico mais rápido, é ainda melhor recarregá-lo a um custo menor. Em vista disso, a Renault Alemanha se associou à empresa The Mobility House, presente em Zurique e Munique. Especializada em mobilidade elétrica, a empresa comercializa principalmente terminais de recarga inteligente e soluções de armazenagem de energia.

A Mobility House desenvolveu um software que permite reduzir o tempo de recarga em uma hora, ao mesmo tempo em que diminui bastante o custo da recarga para o cliente.

Para realizar esta operação, onze colaboradores da Renault que possuem um modelo elétrico ZOE foram escolhidos para testar em condições reais o sistema desenvolvido pela The Mobility House.

Como funciona? Assim que é conectado a um terminal de recarga específico, instalado na residência dos colaboradores que participaram do teste, o ZOE comunica sua necessidade de eletricidade à empresa TMH, através de um Centro de Dados Global da Renault. Desta forma, a empresa programa a recarga da bateria do veículo conforme o custo da energia elétrica. Tendo em vista que quanto maior a demanda, mais caro é o custo da energia, o monitoramento feito pelo sistema permite que o carro não seja recarregado durante os picos de consumo. Assim que a necessidade global de energia diminui, o preço da energia cai e o carro pode ser recarregado por um custo menor e mais rapidamente, até completar a carga da bateria.

Esta tecnologia permite que os proprietários de carros elétricos otimizem suas despesas com energia elétrica, sem uma ação direta dos usuários.

Esta é apenas a primeira etapa no desenvolvimento das redes elétricas inteligentes, chamadas também de Smart Grids. A Renault e a TMH também estão trabalhando em outras soluções para reduzir o custo da recarga, oferecendo uma oportunidade aos proprietários de veículos elétricos de ganhar dinheiro, através da produção de eletricidade para abastecer a rede elétrica.

Graças à evolução da matriz energética da maioria dos países do mundo, a pegada de carbono do usuário de um veículo elétrico tende a diminuir bastante com o tempo. Em escala mundial, 56% das novas instalações de produção de eletricidade utilizam energias renováveis. Na Europa, este índice é de 72%.

Grupo pioneiro na venda de veículos 100% elétricos acessíveis ao maior número de pessoas, a Renault se posiciona como a única montadora a oferecer uma gama completa para esta solução de mobilidade. O Grupo Renault acredita que o veículo elétrico é uma solução eficaz na luta contra o aquecimento climático, já que ele funciona sem a combustão de energias fósseis e não emite CO2 durante a utilização . Assim, o ZOE emite 0 g/km de CO2, enquanto que um veículo de tamanho equivalente, térmico ou híbrido, emite pelo menos 84 g/km de CO2.

O ZOE tem uma autonomia de 210 km (motor Q210) ou de 240 km (Q240) em ciclo homologado, o que equivale a entre 100 e 170 km de autonomia real.

A Aliança Renault-Nissan é parceira oficial da COP21, a 21ª Conferência das Partes das Nações Unidas para Mudanças Climáticas. Uma frota de 200 veículos elétricos da Aliança, sendo 100 deles modelo Renault ZOE, fará o transporte dos delegados no Parque de Exposições Paris – Le Bourget, de 30 de novembro a 11 de dezembro de 2015.

Tags, , , , , ,

Ford investe na “gamificação” para criar novas soluções de transporte

view.aspx

A Ford está investindo na “gamificação” – o uso dos recursos visuais, de desafio e recompensa dos games – para melhorar a experiência do consumidor com seus veículos e incentivar o desenvolvimento de novas soluções de transporte. Um exemplo dessa estratégia é o painel do Fusion Hybrid, que mostra a economia de combustível obtida pelo motorista por meio do crescimento de folhas coloridas na tela.

O mesmo conceito está sendo aplicado no Ford Smart Mobility Game Challenge, competição promovida pela Ford na Europa. Seu objetivo é premiar os desenvolvedores de jogos on-line que integrem os diferentes meios de transporte de uma cidade de forma divertida e envolvente.

Os seis finalistas foram selecionados durante a Gamescom, maior evento de games da Europa, e uma maratona “Hackaton” de 30 horas promovida este mês na Alemanha. Na próxima fase, um júri de especialistas vai apontar os três finalistas, e também o vencedor, no Mobile World Congress, em 22 de fevereiro de 2016. Os games concorrentes são:

• deCommute – jogo de planejamento de rotas, em que as equipes somam pontos de acordo com a distância percorrida e economia de tempo e energia.

• ECO Saviour – os múltiplos jogadores ganham “pontos de poluição” ao reduzir os níveis de emissões em uma cidade virtual. A pontuação é baseada no modo como eles viajam no mundo real.

• Jaunt – ferramenta interativa que une usuários em trajetos compartilhados, regulares ou esporádicos. Além de economizar dinheiro, é um modo de fazer novos amigos.

• moopi – permite aos usuários criar um avatar “moopi”, adaptando suas viagens para encontrar as rotas mais eficientes.

• SelfieGo – o aplicativo mostra em um mapa com GPS as rotas e atrações mais famosas da cidade para se tirar selfies e permite o seu compartilhamento nas redes sociais.

• wave-calmer – transforma os congestionamentos em jogo e incentiva os motoristas a manter uma velocidade constante, por meio de gráficos projetados no para-brisa. Ajuda o trafego a fluir melhor e previne acidentes.

Segundo Will Farrelly, da área de Experiência de Inovação dos Usuários da Ford Europa, os games são um modo divertido, envolvente e gratificante de obter informações, além de proporcionar viagens mais tranquilas com o compartilhamento de dados.

“A gamificação já mostrou ser uma maneira eficiente de buscar soluções para problemas da vida real em diversas áreas, como a pesquisa da cura da AIDS. As suas descobertas também podem trazer propostas inovadoras para integrar o transporte urbano e mudar o comportamento dos usuários”, diz.

Tags, , , , , , , , , , , , ,

Kia Motors vai introduzir tecnologias de condução autônoma

view.aspx

A Kia Motors anunciou hoje um investimento significativo para o desenvolvimento de novas tecnologias de condução autônoma que serão introduzidas parcialmente pela marca em sua gama de modelos em 2020. O objetivo da Kia é colocar no mercado seu primeiro carro totalmente autônomo em 2030.

A fase inicial de investimento de Kia – totalizando US$ 2 bilhões em 2018 – prevê o desenvolvimento do novo Sistema Avançado de Assistência ao Motorista, além de empregar um maior número de engenheiros. Este processo vai introduzir a próxima geração de veículos inteligentes da Kia nos próximos anos.

De acordo com Tae-Won Lim, vice-presidente da Central de Pesquisa Avançada e do Instituto de Engenharia de Hyundai Motor Group, “os veículos totalmente autônomos ainda estão um pouco distante, portanto vamos iniciar uma grande quantidade de pesquisas e testes rigorosos de produtos para fazer desta tecnologia uma realidade. A Kia ainda está nos primeiros estágios de desenvolvimento de suas próprias tecnologias, mas estamos confiantes de que as últimas inovações – parcial e totalmente autônomas – tornarão a condução ainda mais segura para todos”, diz.

Sistema Avançado de Assistência ao Motorista

Com ADAS ainda em estágio inicial, a Kia – como parte da Hyundai Motor Group – prevê um trabalho bastante estreito com os fornecedores e empresas afiliadas para desenvolver uma gama de tecnologias em três categorias distintas para permitir que um veículo tenha condução autônoma:

– Reconhecimento: o desenvolvimento de novos sensores para detectar outros veículos e perigos, leitura da estrada a frente e identificação das más condições de condução

– Julgamento: sistemas de computação avançados que permitem o veículo tomar decisões com base na informação recolhida por sensores ADAS

– Controle: sistemas eletrônicos e mecânicos ativos, permitindo que o veículo execute as decisões tomadas pela tecnologia autônoma em qualquer situação

Introdução de tecnologias de condução parcialmente autônomas em 2020

Kia planeja introduzir uma gama de tecnologias parciais ADAS nos próximos anos, com uma variedade de novas funções previstas para 2020. Umas das novas tecnologias em desenvolvimento é a Highway Driving Assist (HDA), que controla a direção, travagem e aceleração em autoestrada, combinado com a Lane Guidance System (LGS) e o Advanced Smart Cruise Control (ASCC). O HDA é projetado para manter automaticamente uma distância segura dos carros na frente, mantendo veículo em sua faixa de rodagem na estrada e aderindo aos limites de velocidade locais usando informações do sistema de navegação. O sistema também irá ajudar na ultrapassagem com segurança de outros carros da estrada.

O Jam Traffic Jam Assist (TJA), atualmente em desenvolvimento pela Kia, realiza o rastreamento do veículo da frente durante as condições de tráfego por meio de uma variedade de sensores e vai manter uma distância segura do carro na frente, além do veículo na pista. Com o TJA, os motoristas terão mais facilidade – e mais conforto – para navegar em engarrafamentos nas estradas frequentemente congestionadas.

Para tornar os veículos Kia entre os carros mais fáceis de estacionar, a empresa está desenvolvendo novas tecnologias para facilitar as manobras em baixas velocidades, como o Smart Parking Assist System (SPAS) que permite o veículo estacionar de forma independente em espaços paralelos ou perpendiculares. A Kia também irá introduzir o Remote Advanced Parking Assist System (RAPAS), sistema que estaciona o veículo quando o condutor pressiona o botão de chave inteligente.

Todas essas novas tecnologias irão juntar-se ao conjunto de sistemas já oferecidos pela Kia em seus mais recentes veículos de produção no mercado global, incluindo o Sorento e os novos Optima e Sportage. Estas tecnologias serão principalmente concebidas para tornar a condução mais segura e mais fácil aos clienets da Kia, identificando perigos na primeira oportunidade e permitindo que o motorista – ou o carro – tenham a reação apropriada

Tags, , , , , ,

Tecnologias que irão revolucionar o mercado de automóveis – Por Henry Manzano*

Esqueça aquele sonho de ter um Herbie, o fusca turbinado, pois o setor automobilístico está passando por uma nova revolução com o desenvolvimento de carros inteligentes. Em um futuro não muito distante, a Internet das Coisas (IoT) vai mudar o modelo de veículos que conhecemos atualmente. Já é possível encontrar funcionalidades tão inovadoras em paineis de automóveis que os carros são mais do que meios de locomoção e se tornam verdadeiros computadores de rodas. Um estudo recente da Tata Consultancy Service (TCS) mostra que só em 2015 cada empresa do setor dee automóveis investirá em média 93,5 milhões de dólares em projetos de IoT no mundo e este número pode passar para 102 milhões de dólares até 2018.

Aquela velha dificuldade de estacionar em uma vaga apertada está se tornando ultrapassada pois, hoje em dia, o carro já consegue fazer isso sozinho. Esta era uma ideia, inimaginável há alguns anos, mas já é uma realidade e é o primeiro passo para o desenvolvimento de veículos totalmente autônomos.

Grandes empresas de tecnologia desenvolvem protótipos e testam carros totalmente autônomos, que são capazes de se guiar sozinho, sem a necessidade de um condutor. Esses automóveis oferecem total segurança e funcionam com tecnologias de câmeras de detecção que permitem ao carro identificar o que acontece ao seu redor, e com tecnologias e programas instalados que o ajudam a avaliar a situação e agir corretamente.

Há muita expectativa para que até 2030 que os veículos já estejam em circulação pelas ruas e guiando passageiros com total funcionamento tecnológico. Uma pesquisa da Automotive Industry Solutions (IHS) prevê que o número de ‘carros conectados’ vai saltar de 23 milhões em 2014 para mais de 150 milhões em 2020.

A indústria automotiva está investindo basicamente em três principais fontes de receita de IoT: infotainment (informação e entretenimento) dentro dos carros como serviços de streaming, interação e verdadeiras assistentes pessoais que sabem da sua agenda, monitoramento de desempenho do veículo (carros capazes de fazer o próprio diagnóstico em caso de defeito) e assistentes de segurança do condutor (como câmeras de monitoramento e condução do veículo). Cada vez mais, muitos desses recursos estarão disponíveis no mercado e inúmeros projetos estão em teste e desenvolvimento neste momento.

Em meio a toda essa mudança, as empresas automotivas não colheram grandes vitórias de receita ainda. As empresas registraram um aumento de receita média de 9,9% de suas iniciativas em Internet das Coisas em 2014 sobre 2013, e projetam um novo aumento relativamente modesto de 12,3% entre 2015 e 2018, segundo estudo da TCS.

Ainda há muito caminho para percorrer e as empresas automobilísticas precisam investir em fatores que trarão o sucesso para projetos de IoT. Um viés importante a ser levado em consideração na indústria é que as companhias precisam deixar de pensar apenas como fábricas de carro e passar a se enxergarem como empresas de software.

No atual cenário, muitas empresas de tecnologia pretendem investir e abocanhar uma grande fatia deste bolo que costumava ter poucos nomes. Se os grandes players do setor automotivo não investirem em projetos integrados e revolucionários com novos designs, eles perderão muito espaço. Pois é a inovação que vai gerar novas oportunidades de negócios e de receitas.

*Henry Manzano é CEO para América Latina da Tata Consultancy Services (TCS)

Tags, , , , ,

Aplicativos de mobilidade urbana crescem dentro das lojas de apps

Trânsito, dificuldade em se locomover, perda de tempo. Cada vez mais essas questões têm feito moradores de grandes centros urbanos procurarem por opções que gerem ganho de tempo. Uma das soluções encontradas para o usuário final é o uso de aplicativos móveis focados em mobilidade urbana.

Na Google Play Store existem mais de 38 aplicativos dedicados a esse nicho. São apps para usuários que transitam a pé, com bicicleta e, claro, utilizando o transporte público. Para este último, o CittaMobi se torna uma solução eficaz. Desenvolvido pela empresa Citatti, o app já registra 800 mil downloads disponível gratuitamente para Android e iOS. E já está disponível em várias cidades como São Paulo, Recife e Salvador.

Segundo o Instituto Akatu, o tempo médio de deslocamento em nove regiões metropolitanas do país é de cerca de 82 minutos, o que equivale a quase duas horas perdidas por dia. “As tecnologias de informação e comunicação servem para melhorar o fluxo de mobilidade, ajudando a otimizar o tempo do usuário, que hoje tem o que há de mais moderno na palma da mão”, diz Cesar Ranzini Olmos diretor de Tecnologia e Produtos da Cittati.

Com o CittaMobi, via mecanismo de georreferenciamento, a partir da leitura de GPS presente nos ônibus, é possível conseguir informação em tempo real da chegada e partida do ônibus. “A margem de erro é de dois minutos de atraso ou adiantamento”, conta Olmos.
Além do CittaMobi, a Cittati possui uma versão do aplicativo voltada para deficientes visuais, o CittaMobi Acessibilidade, que indica os ônibus adaptados e dá informações por voz tal qual o regular. É só digitar o endereço em que se está e escolher a linha de ônibus. Pronto, logo aparece a previsão da chegada dos veículos no ponto e as linhas de cada parada.

Cittati

A Cittati é uma empresa integradora de soluções voltada para o desenvolvimento de tecnologia de informação e comunicação com foco na gestão de sistemas de transporte. Criou o CittaMobi e o CittaMobi Acessibilidade pensando em levar mais comodidade ao usuário do transporte público.

Alguns números que demonstram o crescimento do CittaMobi no Brasil até agora:

• 800 mil downloads (Android e iOS)

• 10,2 milhões de acessos por mês

• 32 milhões de screen views por mês

Tags, ,