Tag Atos

Atos leva jornada de indústria 4.0 ao SAP Now

Uma jornada completa que atende as empresas da área operacional até a executiva, com soluções de manutenção preditiva, inteligência artificial, dados em tempo real e manutenção remota. Esta é a experiência imersiva, dentro do tema Indústria 4.0 que a Atos, líder global em transformação digital, levará ao SAP Now 2019, evento que acontece nos dias 11 e 12 de setembro, no Expo Transamérica, em São Paulo.

“Teremos a oportunidade de mostrar nossa capacidade de apoiar nossos clientes com soluções de fim-a-fim. Para isso, trouxemos diretamente da Alemanha a mesma maquete que foi utilizada na Hannover Messe, a maior feira da Indústria 4.0”, salienta Alexandre Morais, Head of Digital Consulting da Atos. A maquete inclui sistema de automação, IoT, e simula um motor elétrico monitorado e conectado à nuvem.

A equipe de especialistas da Atos desenvolveu um modelo de predição de falha, em que antecipa estas tendências e gera pedidos de inspeção e manutenção. “Na prática, são dados valiosos sobre as condições de funcionamento de equipamentos e máquinas, que identificam e comunicam falhas, permitindo uma reação rápida, além da possibilidade de ter o técnico assistido por um especialista durante intervenções, oferecendo uma plataforma de realidade aumentada e smartglasses”, finaliza Morais. A Atos tem mais de 35 anos de parceria com a SAP, com 6 mil projetos implementados, 12 mil especialistas na área e 2,9 milhões de usuários finais de SAP.

Tags, , ,

Atos reúne mais de 300 especialistas e parceiros para discutir computação quântica, segurança cibernética e Blockchain

A Comunidade de Especialistas da Atos se reuniu em Madri para sua Convenção Anual, juntamente com alguns parceiros mundiais, como Google Cloud, Intel, Cisco, Hitachi Vantara, Oracle, DellEMC, VMWare, RedHat e Gigamon. A Atos recebeu três novos parceiros este ano, as startups Blueprism, IDQuantique e RegData. O evento é uma oportunidade para a comunidade mapear o roteiro para futuras atividades, compartilhar progressos e melhores práticas, aumentar o conhecimento sobre tecnologias futuras – como aquelas compartilhadas por parceiros – e refortalecer suas redes.

A Comunidade de Especialistas da Atos, lançada em 2017, é uma rede de mais de 2.100 líderes de opinião que atuam em todos os setores do grupo, desde infraestrutura e quântica até ambientes de trabalho digital. Os especialistas ajudam a orientar a estratégia de negócios da Atos e a construir seu roteiro tecnológico, além de contribuir para o desenvolvimento de tecnologias inovadoras, como computação quântica, segurança cibernética e Blockchain.

Em apenas dois anos, a Comunidade de Especialistas expandiu-se consideravelmente. “A especialização é um fator chave para o sucesso, desempenho e diferenciação em nosso mercado. Ao fornecer aos nossos especialistas um ambiente favorável e estimulante, incentivamos a inovação, aprimoramos a capacidade de P&D e disseminamos o conhecimento especializado”, explica Philippe Vannier, Consultor de Tecnologia do Grupo Atos.

Com a ajuda de um investimento de mais de 250 milhões de euros em Pesquisa & Desenvolvimento no ano passado, a Atos planeja desenvolver ainda mais sua experiência científica e técnica, além de enriquecer sua cultura técnica por meio do compartilhamento e disseminação de conhecimentos em toda a organização

Tags, , , , ,

O Open Banking e a disrupção no setor financeiro

Por Koen Pelgrims, Diretor de Open Banking e Customer Experience Solutions da Atos

Já ouviu falar no Malcon McLean? Este empresário americano foi um grande instrumento para o crescimento da economia e pela globalização do comércio ao apresentar para o mundo, em 1956, um navio que comportava os contêiners de carga dos caminhões por inteiro, e não só as mercadorias de dentro dele. Antes dessa invenção, todo o trabalho de transferir mercadorias do veículo ao navio era feito manualmente.

McLean criou uma nova plataforma de colaboração global que permitia que companhias de navegação, caminhões e qualquer outra pessoa na indústria de transporte entregasse qualquer coisa, em qualquer quantidade e a qualquer distância, desde que coubesse dentro de um contêiner – e poderiam fazê-lo a um custo muito reduzido, pois a carga e descarga do navio poderiam ser feitas de maneira muito mais rápida e 40 vezes mais barata. Ao tirar essa enorme fricção do sistema, a eficiência disparou e essa inovação foi imediatamente adotada por todos.

Esta história é uma prévia do que pode estar prestes a acontecer aos bancos na União Europeia após a introdução do PSD2 (diretiva revisada dos serviços de pagamento, em português). De acordo com a regulamentação, as instituições financeiras da UE são agora obrigadas a fornecer acesso às contas correntes do cliente a terceiros, se o cliente assim exigir. Isso permite que um cliente possa, por exemplo, gerenciar sua conta bancária e despesas com a ajuda de um aplicativo de uma Fintech para gestão financeira e, ao mesmo tempo, compartilhar os dados da conta com outro banco que ele usa para gerenciar seus investimentos.

Tal como aconteceu com McLean, muito atrito está prestes a ser retirado do sistema para as empresas que oferecem serviços baseados em informações bancárias. Dados e transações serão repassados entre as instituições através de ecossistemas de bancos e terceiros. Isso tem o potencial de redefinir o setor bancário e o papel dos no atual modelo, já que o objetivo é promover a concorrência e a inovação nos serviços financeiros em benefício do cliente.

Um exemplo é o GDPR (Regulamente Geral de Proteção de Dados), que apesar de regulamentado na Europa impactou empresas de todo o mundo por se aplicar a todas as companhias que tratam de dados de cidadãos europeus.

A mudança cultural promovida pelo Open Banking, isto é, a adoção dos consumidores a diversas instituições financeiras para diferentes finalidades, não acontecerá da noite para o dia. Mesmo que grandes mudanças – como a disrupção causada pelos contêineres da McLean – também afetem o setor de serviços financeiros, as discussões sobre o assunto estão acaloradas e os participantes da UE estão lutando para lidar com a nova realidade.

Tags, , , , , , ,

Atos lança o primeiro projeto digital de Agricultura Urbana Vertical do mundo

A Atos, empresa líder global em transformação digital, lidera a realização do primeiro projeto no mundo de Agricultura Urbana Vertical. A agricultura vertical envolve a possibilidade de cultivar quantidades significativas de alimentos em camadas ou estruturas verticais, a fim de desenvolver a agricultura perto de vilas e cidades, ou para compensar a falta de terras aráveis em um ambiente hostil.

De acordo com relatório de 2017 da Allied Market Research, a prática está em rápido crescimento e quadruplicará em orçamento nos próximos anos. Agora também o setor se beneficiará das soluções digitais de última geração fornecidas pela Atos, que combinam análise de dados, Indústria 4.0 e agricultura de precisão. O objetivo é utilizar e aproveitar ao máximo dados brutos e oferecer serviços novos e inovadores, como:

– Manutenção assistida. O operador usa um touchpad equipado com realidade virtual para diagnóstico e solução de problemas;

– Manutenção preventiva, que permite sinais de alerta antecipado em caso de dano ou prejuízo nos equipamentos. Esses sinais podem acionar alarmes no caso de uma falha iminente ou ajudar os operadores a estimar o ciclo de vida restante dos componentes, a fim de antecipar interrupções e otimizar a produção;

– Otimização e implementação de métodos de cultivo de plantas, isto é, o conjunto de condições científicas que permitem o desenvolvimento de uma planta. A análise de dados permitirá identificar esses métodos para o melhor desenvolvimento possível da plantação.

“Em última análise, o projeto Agricultura Urbana Digital não será apenas digitalizado, gerenciado e otimizado remotamente, mas também a experiência e conhecimento adquiridos permitirão a implementação de novos modelos de uso de dados para uma agricultura mais ecológica”, explica Laurence Ponsonnet, diretor da Atos na região de Rhône-Alpes-Auvergne, uma das firmemente comprometidas com o projeto.

Certificado pelos centros de competitividade Minalogic e Vegepolys, o projeto Agricultura Urbana Digital acaba de receber financiamento na 24ª chamada regional de projetos do FUI (Fonds Unique Interministériel). A Atos lidera o consórcio que inclui a startup Ferme Urbaine Lyonnaise (Fazenda Urbana de Lyon) e o laboratório LIRIS do Instituto Nacional de Ciências Aplicadas (INSA) de Lyon, na França.

Tags, , , ,

Atos antecipa debate sobre Open Banking no CIAB 2018

Após a regulamentação do chamado Open Banking na Europa, espera-se que o Brasil siga os mesmos passos no futuro próximo. Isto é, que as instituições financeiras sejam obrigadas a fornecerem acesso a dados como saldo de contas, investimentos e padrão de consumo a terceiros — se o cliente assim desejar. Hoje, as instituições financeiras brasileiras têm domínio total sobre essas informações, o que dificulta, por exemplo, que um cliente consiga administrar sua vida financeira com a ajuda de um aplicativo de uma fintech voltada para gestão que contabiliza gastos.

A Atos, líder internacional em Transformação Digital, antecipará o debate sobre essa tendência mundial no painel “PSD2 – A Implantação da Regulação de Open API na Europa”, com uma palestra de seu Diretor de Open Banking e Customer Experience Solutions, Koen Pelgrims, que esteve ativamente envolvido na implementação da norma nos bancos europeus. Ele irá compartilhar com os executivos do setor financeiro brasileiro sua experiência com a PSD2, os principais desafios, além de impactos e consequências nas instituições e clientes.

“As fintechs ganham cada vez mais espaço no setor financeiro e possuem o apoio do Banco Central nesse processo. O primeiro passo foi quando o BC autorizou tais empreendimentos a atuarem de acordo com a regulamentação dos arranjos e instituições de pagamento; depois, o Conselho Monetário Nacional garantiu uma nova conquista ao regulamentar que fintechs pudessem oferecer empréstimos sem a necessidade de parceria com outros bancos”, comenta o Diretor de Mercados da Atos na América Latina, Ricardo Munhoz.

“É natural que em um futuro próximo tenhamos nossa própria versão do PSD2 e coloquemos o Open Banking em prática. O próximo passo será esses dados e informações pessoais serem passados adiante e cada empresa do setor financeiro atuar dentro de sua finalidade fazendo uso deles, com toda segurança e dentro dos padrões definidos. Será o um grande ecossistema completo de serviços, com mais liberdade e autonomia para o cliente”, finaliza.

Koen irá discutir o âmbito da regulamentação, limitações e impacto esperado no cenário bancário da UE e do Brasil no dia 14 de junho, às 15h30, no Auditório C.

Era Exponencial

Os executivos da Atos ainda participarão de um segundo painel intitulado “O Trabalho na Era Exponencial”, composto pelo Head de Transformação Digital, Alexandre Morais; e o Diretor de Marketing de Produtos da Unified Communications and Collaboration (Unify), Carlos Castro. Eles abordarão como tecnologias disruptivas como inteligência artificial, realidade aumentada e virtual, blockchain, entre outras, impactarão o futuro do trabalho com as novas gerações chegando ao mercado. O painel acontece no dia 13 de junho, às 11h30, no Auditório F3.

Jornada Integrada

Durante o evento, a Atos apresentará também em seu estande quatro exemplos de jornadas de clientes em que seja necessário acionar um banco ou seguradora, nas quais os visitantes poderão vivenciar em tempo real a solicitação sendo resolvida. Começando pelo atendimento por chatbots já projetados desde o princípio no idioma português, até o contato com o atendente, tudo acontece de forma integrada, sem que o contexto das informações seja perdido. Trata-se de uma oferta única que utiliza CRM, Machine Learning Accelerator, Inteligência Artificial e customer DNA para fornecer um atendimento personalizado, de ponta a ponta e armazenada na nuvem.

Ao lado da Atos estarão outros parceiros de peso no setor: Kodak Alaris, McAfee, SQN e Software AG, oferecendo diferentes soluções como Dashboarding e soluções de segurança voltadas para o setor financeiro.

CIAB Febraban 2018

Data: De 12 a 14 de junho
Local: Transamérica Expo Center (São Paulo – SP)
Stand da Atos: B21

Tags, , ,

Atos apresenta oito tecnologias inovadoras para 2018

A Atos, empresa líder global em transformação digital, anunciou o lançamento de oito novas ofertas para 2018. São soluções em diferentes áreas da tecnologia, desde comunicação e colaboração para digital workplace, passando pela utilização de blockchain para novas formas de pagamento, até soluções disruptivas para telefonia e cibersegurança.

Entre as novidades estão o Hoox K31 for Business, um novo modelo de smartphone com alta segurança contra ciberataques, a Worldline Coffe Machine, uma máquina de café conectada e o TOTAL eWallet, um sistema de pagamento para carros conectados. Algumas destas novidades já foram apresentadas no Mobile World Congress, evento realizado em fevereiro em Barcelona, outras devem ser levadas pela Atos a outros eventos durante o ano, tanto na Europa como no Brasil.

Telefonia ultra segura

O Hoox K31 é o novo modelo de smartphone ultra-seguro da linha Hoox for Business. Baseado em Android, o smartphone garante comunicações seguras em toda a cadeia de comunicação: aplicativos e infra-estrutura. Além disso, possui funções adicionais adaptadas para uso colaborativo como conferência de voz de múltiplos usuários, mensagens instantâneas de grupo com compartilhamento de arquivos e correio de voz. Com segurança de dados de ponta a ponta, o Hoox for Business atende às necessidades dos usuários mais exigentes com ampla proteção contra intercepção e intrusão, mesmo que o smartphone seja perdido ou roubado.

Pagamento em veículos conectados

A Worldline, líder europeia em serviços de pagamentos e transações financeiras, em parceria com a TOTAL, anuncia uma solução que permite aos motoristas pagar por bens e serviços sem sair de seu carro. O TOTAL eWallet é uma solução 100% digital e conectada que permite aos consumidores efetivar suas compras, por meio de dispositivos móveis, em apenas alguns clicks. A prova de conceito foi implementada para ilustrar o uso e a conveniência da solução para uma unidade de mercado, mas pode ser aplicada a muitos outros casos de uso como postos de combustíveis, carregadores de carros elétricos, estacionamento, pedágio, entre outros.

Rastreabilidade de alimentos via blockchain

O Origin é uma solução baseada em Blockchain que revoluciona o modo de fornecer rastreabilidade completa de produtos alimentares para os consumidores. Por meio deste aplicativo, é possível acessar as informações sobre cada etapa da jornada de um produto, desde a fazenda até a prateleira. Na loja, o consumidor capta as informações de um QR code para ver o histórico daquele produto e tomar decisões de compra. Esta solução foi apresentada, recentemente, durante a Conferência Global de Segurança Alimentar, em Tóquio.

NFV (Network Functions Virtualization)

Fruto de uma parceria entre a Atos, Dell EMC, Intel, Jupter Networks, Red Hat e VMware, esta solução acelera a entrega de valor do NFV (Network Functions Virtualization), conseguindo a flexibilidade para suportar qualquer NFV de qualquer fornecedor e a agilidade necessária para diminuir o custo, respondendo aos desafios de negócios que os operadores de telecomunicações enfrentam hoje para migrar as redes de telecomunicações de um modelo físico tradicional para um ambiente virtual moderno. A aliança nasceu de uma visão compartilhada de como ajudar empresas a obter benefícios comerciais de: Capex Reduzido, Opex Reduzido e maior agilidade do negócio.

Atos Codex para Telco

O Atos Codex é uma solução de análise de ponta a ponta totalmente integrada e cruzada. Disponível para empresas no Brasil, a ferramenta coloca as redes de telecomunicações no mercado com rapidez com análise de dados, computação cognitiva, aprendizado profundo e internet das coisas, alavancando dados de clientes e redes para gerar valor comercial. Os casos de uso incluem marketing contextual em tempo real (para varejo) e gerenciamento de multidões (análise de densidade e movimento) para grandes reuniões.

Blockchain para novos modelos comerciais

Devido ao crescente interesse por criptográficas, especialmente Bitcoin, a tecnologia subjacente Blockchain tornou-se um assunto de interesse. Atos está usando o Blockchain para construir redes privadas, com permissão para fins de rastreabilidade, em uma variedade de setores, como varejo, transporte e cadeia de suprimentos. Os potenciais benefícios do Blockchain, contrariamente ao que se costuma pensar, são mais do que apenas financeiros: eles se estendem a muitos domínios como IOT, governo, saúde, varejo, fabricação, energia, cadeia de suprimentos e educação.

Atos Digital Workplace

As soluções de colaboração da Atos estão transformando o local de trabalho para os ambientes digitais com o Circuit. Esta solução reúne voz, videoconferência HD, bate-papo, compartilhamento e gerenciamento de dados em tempo real em um único aplicativo, permitindo que funcionários em todo o mundo se conectem e compartilhem informações facilmente. A Atos também oferece o OpenScape, ferramenta de gerenciamento de chamadas e soluções de colaboração social VoIP de nível carrier totalmente gerenciado – voz, vídeo, compartilhamento de tela, bate-papo, compartilhamento de arquivos e muito mais.

Máquina de café conectada da Worldline

A máquina de café Proof of Concept (PoV), criada pela Worldline, líder europeia para serviços de pagamentos e transações financeiras, está ligada a um terminal de pagamento baseado em Android e permite pagamentos seguros via Internet das Coisas (IoT). Além disso, fornece novas interações com chatbots e aplicativos Web Progressivos, prometendo revolucionar a indústria de pagamentos. Esta máquina chega para ser a próxima fronteira em pagamentos com soluções de pagamento seguro da IoT.

Tags, , , , ,

Atos lança novos serviços para aprimorar seu Programa de Parcerias com Fintechs

A Atos, líder mundial em transformação digital, anunciou três novas iniciativas para fortalecer seu programa global de Parcerias com Fintechs. O objetivo é aproximar Fintechs, InsurTechs e RegTechs consolidadas e confiáveis a importantes empresas de Serviços Financeiros para co-criarem e levarem ao mercado novos serviços. As três novas iniciativas da Atos são: FinLab, plataforma baseada na nuvem para facilitar a criação de novos serviços conjuntos; o FinHub, um programa de integração de Fintechs; e o FinNet, um portal de conhecimento com tendências e insights.

FinLab: Um Motor de Crescimento para a Criação Conjunta de Valor para bancos e seguradoras

O FinLab da Atos é uma plataforma híbrida baseada na nuvem, combinada com a expertise comercial, técnica e de integração de APIs da Atos, que permite que bancos, seguradoras e suas parceiras de Fintech selecionadas desenvolvam novos serviços. Um recurso que diferencia o FinLab da Atos é a capacidade de criar jornadas de fim-a-fim específicas do cliente, as quais reúnem serviços combinados e APIs de diversas soluções de Fintech, para demonstrar funcionalidade e benefícios a possíveis clientes.

FinHub: Integração Rápida em apenas 2 a 4 semanas para FinTechs

Com o FinHub, as Fintechs têm acesso a uma ampla rede de importantes empresas de Serviços Financeiros com total apoio jurídico e mercadológico da Atos para desenvolverem uma oferta colaborativa que impulsionará o crescimento conjunto dos negócios num programa de integração de 2 a 4 semanas. As empresas de Serviços Financeiros se beneficiam do acesso rápido a uma grande comunidade de Fintechs preparadas, pré-avaliadas e com qualidade garantida, combinadas aos ativos da Worldline e apoiadas pela gestão completa de integração da Atos com proteção de riscos.

FinNet: portal sobre o cenário global das FinTechs

Este portal de conhecimento oferece uma visão das constantes mudanças do cenário de Fintech no mundo todo, visão esta que é alimentada por pesquisas de equipes especializadas em inteligência do cliente e de mercado, bem como pela expertise dos 135 especialistas globais da Comunidade Científica da Atos. Ela é reforçada, ainda, pelo envolvimento de uma rede internacional de Comunidades de Fintech para oferecer uma perspectiva pan-europeia.

Dan Cohen, Vice-Presidente Sênior de Grupo da Atos para Serviços Financeiros Globais, afirma: “No atual cenário concorrencial, as Instituições Financeiras precisam oferecer novas maneiras de criar valor para sobreviverem e prosperarem. As Fintechs também enfrentam desafios em conformidade, crédito e distribuição. Nosso investimento em Serviços de Fintech mostra nosso compromisso de apoiar as Instituições Financeiras ao facilitar essas parcerias, promovendo a inovação conjunta e levando ao mercado novos serviços que diferenciam os negócios delas e permitem o crescimento”.

Através de sua subsidiária Worldline, líder europeia do setor de serviços transacionais e de pagamentos, a Atos leva expertise em pagamentos eletrônicos, serviços transacionais e serviços bancários digitais a empresas de Serviços Financeiros. Atualmente, a Atos e a Worldline estão trabalhando em estreita colaboração com cerca de 20 parceiras de Fintech pré-avaliadas para desenvolver uma série de propostas de valor para alguns dos maiores bancos e seguradoras do mundo. Essas propostas incluem:

– Experiência do Cliente aprimorada e ininterrupta, assegurando conformidade com PSD2 – Diretiva de Serviços de Pagamento em vigor na Europa desde 2016 -, ao mesmo tempo em que as soluções das Fintechs são conectadas à plataforma (API) aberta de serviços bancários digitais da Worldline e ao FinLab da Atos;

– Modelos de negócios de empréstimos de varejo ágeis e eficientes;

– Soluções para desenvolver o DNA individual dos clientes (envolvendo processamento analítico, Big Data, Internet das Coisas, Computação Cognitiva e Processamento de Linguagem Natural), de modo a permitir que bancos e seguradoras criem experiências de cliente personalizadas e gerem novos fluxos de receitas;

– Soluções de pagamento eletrônico (com foco em carteiras e pagamentos móveis, Blockchain, pagamentos instantâneos e fraudes em pagamentos).

As parceiras de Fintech da Atos incluem, entre outras, a Backbase, Moven, NGdata, Customer Matrix, Friss, e-BankIT e AcceptEasy, as quais levam, à comunidade de Fintech da Atos, expertise em experiência do cliente, análises e DNA do cliente, gestão de sinistros e fraudes em seguros, verificação da identidade de clientes e faturamento eletrônico.

Reforçando sua posição de líder do segmento, a Atos foi incluída na lista IDC Financial Insights FinTech Rankings Top 25 Enterprise[i], como Líder na lista NelsonHall 2017 FinTech Services in Banking e nos relatórios Next-generation Mortgage & Loan BPS da NelsonHall, e como Competidora Importante em Serviços Digitais para Serviços Bancários ao Consumidor pelo Everest Group. A Worldline, subsidiária do Atos Group e líder europeia do setor de serviços transacionais e de pagamentos, foi incluída na lista IDC Financial Insights FinTech Rankings Top 100.

Tags, , , , , ,

Atos é apontada como líder mundial em Serviços de IoT pelo Everest Group

A Atos, líder em transformação digital, foi reconhecida como líder mundial em serviços de Internet das Coisas (IoT) pela consultoria americana de gestão para empresas globais Everest Group. Os recursos de Operações e Integração de Sistemas da Atos e as soluções da Worldline, empresa da Atos que é líder europeia do setor de pagamentos e serviços transacionais, são reconhecidos por permitirem que os clientes progridam rapidamente até a produção em projetos de IoT.

Segundo o relatório, empresas líderes são aquelas que estão ‘gerando valor estratégico para seus clientes’, sendo observado um enfoque futurista do roteiro de desenvolvimento de serviços de IoT’, e têm ‘levado seus clientes em jornadas de transformação em larga escala impulsionadas pela IoT’.

“Nós observamos um aumento de 25% de projetos-piloto de IoT que chegam ao estágio de produção, e o modelo de engajamento orientado pela consultoria da Atos tem ajudado ainda mais os clientes a progredirem rapidamente da validação do conceito ao estágio de produção e, por fim, a atingir resultados comerciais concretos”, disse Yugal Joshi, Diretor de Prática do Everest Group.

“Temos orgulho do reconhecimento como Líder global em Serviços de IoT pelo Everest Group. Isso comprova nossa capacidade de alavancar de maneira eficaz processos ágeis, ferramentas inovadoras e automação, ao mesmo tempo que trabalhamos com nosso amplo ecossistema de parceiros de IoT para fornecer, gerenciar e assegurar toda a cadeia de valor de IoT, de aparelhos conectados à computação de ponta e ao datacenter”, afirmou Dominique Grelet, Diretor Global de Serviços de IoT Atos Codex da Atos.

Esses serviços de IoT combinam a conectividade horizontal e os serviços da Atos, como as plataformas oferecidas pela Worldline, além de parceiras como Amazon Web Services e Microsoft Azure.

A profunda integração com processos empresariais – como ERP (Planejamento de Recursos Empresariais) e PLM (Gestão do Ciclo de Vida dos Produtos) – é um importante diferencial, já que dá à Atos a capacidade de assumir responsabilidade de ponta a ponta.

Para baixar o relatório: http://go.atos.net/LP=568

Tags, , , ,

Competição universitária sobre Inteligência Artificial tem prêmio de 10 mil euros

A Atos, líder internacional em serviços digitais, está com inscrições abertas para a 7ª edição do IT Challenge, competição universitária voltada para tecnologia e inovação. Este ano, o tema da disputa é a criação um aplicativo baseado em Inteligência Artificial (AI em inglês) para Chatbots.

A Inteligência Artificial é uma tecnologia presente em muitas áreas, incluindo atendimento ao consumidor, vídeos e games, diagnóstico médico, detecção de fraudes, nos veículos autónomos, em dispositivos de segurança, entre outros. Já as interfaces de conversação inteligente (bots) surgiram por meio de soluções já disponíveis em dispositivos móveis que proporcionam formas mais convenientes de interagir com sistemas de Inteligência Artificial.

O desafio do IT Challenge é desenvolver uma solução inovadora e criar um protótipo aproveitando a Inteligência Artificial e as interfaces de conversação (bots). Os projetos desenvolvidos devem demonstrar como estas tecnologias podem ajudar as pessoas ou transformar negócios, como estas soluções podem ser reais e como é possível levá-las ao mercado.

Podem inscrever-se grupos de 2 a 4 estudantes matriculados em uma instituição de Ensino Superior entre o segundo semestre de 2017 e o primeiro semestre de 2018. Na última edição, foram inscritos 77 projetos de estudantes de 19 países diferentes. Os 17 melhores conceitos inscritos serão anunciados em dezembro.

Os grupos selecionados terão a oportunidade de desenvolver a sua ideia com a ajuda de um coach da Atos para a apresentação em uma nova etapa quando serão escolhidos os três finalistas. Os três grupos viajarão a Paris, com todas as despesas pagas pela Atos, para a cerimônia de premiação, em junho de 2018. A equipe vencedora receberá um prêmio de 10 mil euros.

Na edição de 2015, um grupo de universitários brasileiros do Rio Grande do Sul chegou até a fase final da competição, que teve naquela época mais de 300 alunos de 34 universidades em 10 países participantes. Dentro do tema “Vidas Conectadas”, o grupo desenvolveu um aplicativo para relatar problemas na cidade, como sinais de trânsito quebrados, esgotos entupidos, árvores caídas e acidentes.

“A Atos acredita que jovens talentos podem impulsionar o desenvolvimento de soluções inovadoras. Sabemos da enorme capacidade da nossa região e incentivamos fortemente a participação dos estudantes de toda a América do Sul para demonstrarmos esse potencial ao mundo inteiro”, diz Francisco Fay, diretor de Recursos Humanos e Comunicação da Atos América do Sul.

As inscrições do Atos IT Challenge podem ser feitas até o dia 30 de novembro por meio do link www.atositchallenge.net.

Tags, , ,

Atos leva expertise de migração de dados para o S/4 Hana ao SAP Fórum

A demonstração prática da excelência da Atos, líder global em transformação digital, na implantação e na migração de dados para o S/4 Hana, uma das plataformas de negócios mais utilizadas do mundo, é o principal destaque da participação da empresa no SAP Fórum – evento que será realizado nos dias 12 e 13 de setembro em São Paulo.

Durante o fórum que será organizado pela SAP, a Atos mostrará casos de sucesso de migração de sistemas de Gestão Integrada (ERP) para esta nova solução, que é a mais avançada ferramenta disponível no mercado.

“Em mais de 35 anos de parceria, a Atos tem comprovado seu know-how e experiência para alinhar as aplicações SAP aos objetivos de negócios das empresas, promovendo redução de custos e ganhos operacionais”, afirma Alexandre Morais, head de Transformação Digital da Atos.

O S/4 Hana reúne soluções de diferentes linhas de negócios por meio de uma única plataforma, permitindo a administração e controle de processos gerenciais em tempo real, garantindo ganho de produtividade, economia de tempo e de recursos gastos com processos burocráticos em até 80%.

Infraestrutura

Uma das melhores bases de infraestrutura para operar o S/4 Hana no mundo, o servidor de alta performance Bullion, desenvolvido pela Atos, é um dos únicos com certificação específica para operar o SAP HANA. Além de ser o único com capacidade de até 16TB de memória.

O Bullion é utilizado por mais de 500 organizações para abrigar cargas de trabalho mais críticas em um ambiente seguro e com exigências de alto desempenho. Ele também se destaca em processos de virtualização, IT modernization, otimização de data centers e analítico de Big Data.

Outras soluções

Durante o SAP Fórum, também será possível consultar especialistas da Atos a respeito da utilização do SAP R/3, versão anterior ao S/4. Eles estarão à disposição para realizar análises de cenários a fim de identificar pontos de melhoria na plataforma em cada empresa, considerando volume de dados, tempo de processamento e redução de custos.

Em parceria com a espanhola Stratesys, a Atos leva ao evento duas soluções: a SAP Ariba, focada em outsourcing estratégico e a SAP VIM by Opentext, para operações de contas a pagar. A primeira é uma metodologia muito utilizada em países europeus e que demonstra ser tendência no Brasil. Já a SAP VIM by Opentext é considerada a melhor solução para rastreamento e automação dos processos de recebimento fiscal e contas a pagar nas plataformas SAP.

Ainda entre as soluções fiscais e contábeis, serão apresentadas a TAXBRA e a SAP Tax Declaration Framework, que promovem acesso rápido às informações contábeis para atender às obrigações fiscais com agilidade e facilidade. Estas ferramentas, segundo Alexandre Morais, aumentam a produtividade nos departamentos de contabilidade e reduzem as multas por não conformidade.

Atendimento automatizado

Sistematizar o atendimento dos usuários de SAP é o objetivo do conceito de Robotics Process Automation (RPA), apresentado recentemente pela Atos. A solução, que otimiza o tempo da equipe ao automatizar os atendimentos dos usuários SAP, reduz o custo para a empresa e gera informações de inteligência em tempo real de forma flexível, dessa maneira, a companhia pode adota-la sem a necessidade de alterar os sistemas já existentes.

Tags, , ,

Atos forma aliança com Dell para revenda mundial dos servidores Bullion

A Atos, líder mundial em transformação digital, fortalece o seu relacionamento com a Dell EMC por meio de um novo acordo de distribuição, segundo o qual a EMC revenderá os servidores de ponta x86 de 8 a 16 processadores da linha Bullion da Atos. Esse novo acordo se alinha com o objetivo de ambas as empresas de acompanhar seus clientes em sua transformação digital e apoiar a massiva “datatização” de seus negócios.

Os servidores Bullion são certificados pela SAP e pela Oracle e completam o portfólio de servidores PowerEdge avançados da Dell EMC. Ambas as empresas trabalharão em estreita colaboração nas atividades de vendas e marketing para fornecer soluções de alto desempenho nas áreas de Big Data, Internet das Coisas, desenvolvimento de nuvens privadas e soluções SAP HANA. O acordo de distribuição do Bullion é um novo passo na colaboração contínua entre as duas empresas.

“A Atos mostra o seu compromisso ao trabalhar com os melhores parceiros tecnológicos do mundo para oferecer tecnologia de ponta a seus clientes. O acordo de distribuição do Bullion é um novo passo adiante no relacionamento entre a Dell EMC e a Atos”, explica o vice-presidente executivo e Chefe de Operações Globais da Atos, Eric Grall. “O objetivo dessa parceria é apoiar nossos clientes em sua transformação digital com soluções de alta qualidade, inovadoras e líderes de mercado”, diz.

“Nos últimos anos, a Dell EMC e a Atos têm trabalhado juntas, combinando os servidores Bullion e as soluções de armazenamento unificado da Dell EMC, para fornecer aos nossos clientes uma solução líder para a implantação de projetos SAP HANA de missão crítica. A inclusão do Bullion complementa o portfólio da Dell de servidores PowerEdge líderes da indústria para hospedar as cargas de trabalho mais críticas com alto desempenho, confiabilidade e escalabilidade”, finaliza Ravi Pendekanti, Vice-Presidente Sênior da Divisão de Soluções de Servidores da Dell EMC.

Mais de 100 milhões de usuários em todo o mundo

A linha de servidores Bullion foi amplamente adotada por empresas e governos, principalmente na Europa, América do Norte, África e Brasil. Devido às suas características únicas, o Bullion apoia a transformação digital de muitos clientes e oferece:

• Capacidade de memória excepcional de até 24 terabytes, para aplicações de Big Data, em memória e em tempo real.

• Superior escalabilidade, disponibilidade e operacionalidade, que o tornam a plataforma de expansão ideal para aplicativos empresariais e bancos de dados em memória muito grandes.

• Redução do Custo Total de Propriedade (TCO) de até 35% para grandes Data Lakes e clusters virtualizados em projetos de consolidação de bancos de dados,

• Certificação oficial SAP e Oracle,

• Alternativa tecnológica com menor custo de software em Sparc e HP-UX.

O Bullion faz parte das infraestruturas de suporte de dados intensivos e tempo real do Atos Codex, um conjunto completo de soluções e recursos para o projeto, desenvolvimento, operação e proteção de dados inteligentes e serviços empresariais cognitivos, plataformas de dados e Internet das Coisas.

Disponibilidade

A Atos é uma das poucas empresas do mundo a oferecer uma plataforma de mais de 8 terabytes totalmente certificada pela SAP e pela Oracle. Os servidores Bullion estão definindo um novo padrão da indústria para a computação empresarial de ponta, oferecendo valor em tempo real nos volumes de dados em rápido crescimento. Os servidores Bullion já estão disponíveis na Dell EMC. Para mais informações sobre o Bullion, acesse aqui.

Tags, , ,

Atos lança primeiro centro de operações de segurança prescritivo do mundo

Em um momento em que a comunidade internacional se vê diante do desafio de enfrentar ciberataques cada vez mais frequentes, a Atos, líder global em Big Data e Cybersecurity, acaba de lançar o primeiro Centro de Operações de Segurança (SOC – Security Operations Center, na sigla em inglês) Prescritivo do mundo.

A nova solução possibilita prever ameaças de cibersegurança antes mesmo que elas ocorram, a partir da análise de grandes quantidades de dados obtidos na internet e nas redes internas dos clientes, combinada com o conhecimento das ameaças neutralizadas no passado. “Com isso, o tempo de detecção e neutralização de ataques é significativamente menor em comparação com as soluções existentes atualmente”, explica Luís Casuscelli, diretor de Big Data & Cybersecurity da Atos na América do Sul.

As novas soluções implementadas nos SOCs são apoiadas em tecnologias da McAfee, parceria global de cibersegurança da Atos, que também faz parte da oferta do grupo na América do Sul. Elas fazem o tempo médio de detecção de uma ameaça ser reduzido para menos de um minuto, contra uma média de 190 dias com as soluções existentes atualmente. Por sua vez, o tempo total de resposta e recuperação, após a detecção do problema, pode cair de dois meses para uma questão de alguns minutos.

O SOC Prescritivo chega para fazer frente ao crescente número de ataques cibernéticos cada vez mais sofisticados, como ransomware, DDoS, botnets e Advanced Persistent Threats. Desse modo, os clientes podem manter o foco em sua atividade principal, em vez de se preocuparem com a segurança de seus dados.

Big Data e Machine Learning

Baseado na expertise de análise de Big Data e de Machine Learning da Atos e combinado com a tecnologia da McAfee, o SOC Prescritivo aprende de forma contínua a partir de ameaças neutralizadas anteriormente para orquestrar respostas automáticas, em tempo real.

A Atos utiliza tecnologias próprias no SOC Prescritivo, como o Atos Data Lake Appliance, baseado na plataforma bullion, e a investigação em inteligência artificial da compania.

O Centro de Operações utiliza ainda as tecnologias Open Data Exchange Layer (Open-DXL) e Ciclo de Vida de Defesa contra Ameaças da McAfee para melhorar a automação, a coordenação e a reatividade imediata das respostas de segurança, a fim de substituir as respostas de segurança manuais, que tendem a ser fragmentadas e demoradas.

“Com a rápida evolução do cibercrime não é mais possível evitar o risco, mas é preciso estar preparado para responder às ameaças de forma rápida e eficiente. Neste cenário, os SOCs são grandes aliados da segurança ao combinar tecnologia, inteligência e automação para reduzir o tempo de resposta. Recentemente uma pesquisa divulgada pela McAfee mostrou que, em média, 71% dos SOCs avançados concluíram investigações de incidentes em menos de uma semana e 37% concluíram investigações de ameaças em menos de 24 horas”, comenta Jeferson Propheta, diretor de serviços de segurança da McAfee para América Latina.

Inteligência e visão 360°

O SOC Prescritivo analisa e correlaciona grandes volumes de dados estruturados e não estruturados de diferentes fontes (TI, tecnologia operacional e Internet das Coisas), e monitora não só a rede interna do cliente, mas também as redes sociais, a web oculta e a web obscura, para uma varredura de ambiente completa. Os dados são transformados em inteligência utilizável para análise profunda de pacotes, reconhecimento de padrões e detecção de pontos fracos.

“Ao combinar Big Data, análise de segurança e supercomputação, a Atos oferece aos seus clientes a oportunidade de estar um passo à frente dos ataques cibernéticos. A análise profunda de dados e o monitoramento em tempo real possibilitam uma segurança prescritiva única e contínua. Nossos clientes agora podem prever e neutralizar ameaças antes que elas atinjam seus objetivos”, finaliza o diretor da Atos Luís Casuscelli.

Experiência

Para desenvolver o SOC Prescritivo, a Atos baseia-se em sua expertise comprovada nos mais de 20 anos a serviço da segurança dos Jogos Olímpicos, a partir de 14 SOCs interligados ao redor do mundo, que operam em modalidade 24×7 com um conjunto de serviços inovadores em matéria de detecção e resposta.

Tags, ,

Modelos de negócios digitais: o caminho da inovação – Por Alexandre Morais

A agilidade de decisão, a capacidade de inovação e o baixo custo de operação de uma startup combinados à disciplina, expertise e à capacidade de entrega de uma megacorporação. Esse é o principal desafio imposto às organizações atualmente, numa época em que empresas como Uber e Airbnb se destacam, entre outros motivos, por uma efetiva interação B2C, colocando uma pressão significativa sobre os negócios tradicionais de táxis e hotéis.

Nesse cenário, é fundamental que os gestores questionem constantemente o status quo e façam da inovação parte de sua cultura organizacional de forma pragmática. Para companhias bem-sucedidas no passado, pode ser mais difícil enxergar a necessidade de combinar o digital a um modelo tradicional de negócios. O processo exige uma mudança significativa da cultura empresarial, mas é absolutamente viável.

Várias das abordagens por trás das empresas digitais podem ser aplicadas com sucesso às companhias tradicionais para ajudar a acelerar sua transformação digital, por exemplo:

1. As empresas digitais têm bases de custos mais baixas, flexíveis, concentrados unicamente em custos mínimos de material, Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) ou infraestrutura de escritório.

2. As técnicas de negócios digitais permitem a simplificação do negócio. A digitalização e a automação de processos de negócios ajudam a obter mais produtividade, repetibilidade e redução de custos, levando as empresas tradicionais ao próximo nível de excelência operacional e experiência do cliente.

3. As empresas digitais aprendem rapidamente através de uma cultura de tentativa e erro. Enquanto isso, a aversão ao risco dentro das empresas tradicionais pode dificultar a mudança. No cenário atual, as empresas devem se comportar mais como investidores: devem tentar, experimentar, e falhar rapidamente e com frequência.

No entanto, os modelos antigos também têm suas particularidades e vantagens. Muitas interações com clientes digitais dependem de cadeias de fornecimento de ponta a ponta que incorporam relações B2B mais tradicionais, por exemplo. Além disso, os orçamentos de marketing são a grande exceção na comparação de vantagem de custos, já que empresas digitais são mais jovens e muitas vezes o orçamento necessário para publicidade e marketing excede o orçamento da própria implementação e operações.

O futuro será das empresas que combinam capacidades existentes com novas técnicas de negócios digitais

Nos próximos 3 a 5 anos, o equilíbrio empresarial digital/tradicional será enfim estabelecido e palpável aos consumidores, conforme prevê a publicação Journey 2020, desenvolvida pela Comunidade Científica da Atos na Europa. Muitas indústrias tradicionais sofrerão mudanças regulares de fusões e aquisições com startups para manterem o ritmo de inovação; as fontes de dados serão facilmente adquiridas; os algoritmos obterão um novo valor substancial e os dados em si se tornarão cada vez mais uma commodity.

Apenas fornecer o melhor serviço não será mais suficiente: as empresas deverão fornecer a melhor experiência. À medida que os produtos se transformam em serviços, as empresas de commodities se tornarão ecossistemas totalmente automatizados – desde a negociação até a entrega.

Por causa do digital, estamos apenas a um microssegundo de distância, todo tipo de interação se aproxima de acontecer em tempo real, além da marginalização de custo, que pode chegar a zero em várias frentes de atividade. Portanto, depois de aprimorados os negócios existentes aplicando princípios digitais, o próximo passo natural será inventar e apresentar os próprios serviços digitais, não apenas inovando, mas reinventando modelos de negócio.

Novamente, uma mente aberta é mais do que esperada – É vital.

Alexandre Morais é graduado em Processamento de Dados pela Universidade São Judas Tadeu, e com MBA em Business Management na HEC Paris e Fundação Getúlio Vargas. Atua há mais de 20 anos no setor de Tecnologia da Informação, sendo os últimos seis na empresa Atos América do Sul. Atuou como head de integração de sistemas na Siemens, companhia na qual esteve por 14 anos. Nesta função, foi responsável pelas operações e entregas de integração de sistemas. Atualmente, é head de Transformação Digital e Consulting da Atos América do Sul e SAP da Atos Brasil, sendo responsável pelo gerenciamento de consultoria de TI, incluindo desenvolvimento de negócios, propostas, análise de bid, entregas e profit and loss.

Tags,

Atos lança 1º supercomputador com processadores ARM

A Atos, líder mundial em transformação digital, anuncia o lançamento do Bull Sequana X1310, primeiro supercomputador equipado com processadores ARM. Esse novo modelo faz parte da linha de supercomputadores (HPC) Bull Sequana X1000, capaz de suportar futuras tecnologias em exa-escala, que possibilitam o processamento de um bilhão de bilhões de operações por segundo.

Com o consumo sempre crescente de energia e a geração de mais calor pelos data centers, é uma escolha lógica equipar servidores e supercomputadores com processadores ARM altamente eficientes, já que isso permite melhorar questões de desempenho, energia e custo.

A ARM é líder do setor de microprocessadores, com expertise comprovada e robusta participação no mercado de smartphones (mais de 90%). O uso da tecnologia ARM na computação de alto desempenho vem sendo estudado e é aguardado com ansiedade pela comunidade de HPC (Computação de Alta Performance).

Agora, o ecossistema ARM atingiu a maturidade necessária para suportar configurações maiores. Com o lançamento recente, pela ARM, de suas CPUs de 64 bits energeticamente eficientes, voltadas a servidores, a supercomputação baseada em ARM está agora ao alcance do mercado.

Projeto Mont-Blanc

O primeiro protótipo desse tipo foi implantado há alguns anos no âmbito do chamado projeto Mont-Blanc, utilizando servidores Bull, e demonstrou a viabilidade de usar essa tecnologia em HPC.

A Atos está coordenando a terceira fase do projeto, que tem por objetivo definir a arquitetura de um nó de computação da classe Exascale baseado em ARM e apto a ser industrializado. Para suas pesquisas e avaliações, os parceiros do Mont-Blanc contarão com uma plataforma de testes desenvolvida pela Atos e utilizarão a arquitetura Bull Sequana X1000. A Atos integrará e industrializará essa plataforma em sua linha de produtos padrão, com o nome de Bull Sequana X1310.

“Os parceiros do Mont-Blanc receberam esse anúncio com grande prazer. Há muito tempo, estamos convencidos de que, devido à sua eficiência energética, os processadores ARM oferecem um enorme potencial à Computação de Alto Desempenho. Gostaríamos de fazer um agradecimento especial à Comissão Europeia por seu apoio ao longo de nosso projeto”, disse Etienne Walter, coordenador do projeto Mont-Blanc.

“Este projeto faz parte de nosso programa Exascale 2020, dentro do qual estamos desenvolvendo uma nova geração de supercomputadores. Diversas instituições e empresas privadas do mundo todo usam tecnologias Atos para acelerar a pesquisa e a inovação. A Atos concebeu o sistema Bull Sequana X1000 como uma plataforma aberta, a fim de oferecer aos usuários de HPC uma gama mais ampla de arquiteturas de computador para escolherem e a fim de dar suporte às futuras tecnologias de processadores que possibilitarão atingir o nível dos exaflops. Portanto, é um passo natural ampliar a linha com a inclusão de processadores ARM, juntamente com as CPUs, processadores centrais e coprocessadores existentes”, explicou Agnès Boudot, Vice-Presidente do Grupo e Diretora de HPC da Atos.

Participação brasileira

“Esse cluster de nova geração foi desenhado pela nossa equipe de R&D global, sendo que nosso núcleo de R&D instalado em Petrópolis – RJ, fez parte importante do projeto no que tange ao desenvolvimento de software desta inovadora arquitetura. É um orgulho poder colaborar, desde nossa região e com recursos locais, num projeto de tamanha envergadura” diz Luis Casuscelli, Diretor de Big Data e Security de Atos para Sul-América.

Os recursos de processamento de altos volumes de dados que os supercomputadores da Atos oferecem, também são maximizados dentro dos serviços de Big Data da empresa, entre os quais se destaca o “Atos Codex”, uma solução integrada e completa de análises que inclui computação preditiva e análises cognitivas.

Disponibilidade

A placa Bull Sequana X1310 inclui três nós de computação, cada um equipado com dois processadores Cavium® ThunderX2 de 64 bits, de última geração, baseados no conjunto de instruções ARM® v8. O novo modelo estará disponível no segundo trimestre de 2018.

Tags, , , , ,

Atos: jornada em direção à sustentabilidade

A Atos, líder global em transformação digital, acaba de publicar, pelo terceiro ano consecutivo, seu Relatório Integrado de Responsabilidade Corporativa, em conformidade com as recomendações da Global Reporting Initiative (GRI) e da International Integrated Reporting Framework (IR), entidades de referência para relatórios de sustentabilidade de empresas em todo o mundo.

Desde 2014, a Atos vem cumprindo com sucesso o Serviço de Indexação de Conteúdo da GRI, na abrangente categoria G4. Esse compromisso contínuo demonstra o desempenho de nível internacional da Atos em responsabilidade corporativa e confirma a Atos como uma parceira de negócios confiável e um empregador responsável.

Nesse relatório integrado, a Atos descreve como sua Fábrica de Transformação Digital impulsiona a digitalização de seus clientes e é um modelo de criação de valor para todas as partes envolvidas.

Esta é a essência do novo plano estratégico da Atos, o Ambition 2019: ajudar todos os clientes a se orientarem em direção à transformação digital, proporcionando, ao mesmo tempo, segurança aprimorada, maior poder computacional, transformação das aplicações e colaboração mais eficaz, mantendo, ainda, a disciplina financeira e o desempenho sustentável.

“A sustentabilidade é parte integrante de uma jornada de transformação digital bem-sucedida que crie valor constante para nossos clientes e partes envolvidas e garanta um crescimento sustentável. Tenho orgulho do grande progresso que fizemos na Responsabilidade Corporativa”, comentou Thierry Breton, presidente e CEO da Atos.

“Em 2016, o Índice Dow Jones de Sustentabilidade colocou a Atos no nível Ouro, como empresa mais sustentável do segmento de serviços de TI, tanto no Índice Mundial quanto no Europeu. Nós reduzimos em 50% nossa intensidade de carbono desde 2012, o que levou o CDP a nos classificar como os melhores da categoria em redução de emissões de carbono. Todos esses resultados foram apresentados em nosso Relatório Integrado de Responsabilidade Corporativa 2016, que foi mais uma vez classificado no nível mais alto da opção abrangente G4 pela GRI”, acrescentou Breton.

Compromissos

O Relatório de Responsabilidade Corporativa 2016 e o Documento de Registro estão disponíveis para download em um microssite especial.

A Atos aborda quatro desafios como prioridade:

– Pessoas: Ser um empregador responsável;

– Negócios e Inovação: Gerar valor para os clientes por meio de soluções sustentáveis e inovadoras;

– Ética e Cadeia de Suprimentos: Ser um ator ético e honesto dentro do campo de influência da Atos;

– Meio Ambiente: Administrar sua pegada ecológica corporativa.

Principais destaques de 2016:

– Março: A Atos recebeu, da Crowe Horwath Global Risk Consulting, do IFACI e do escritório de advocacia Dechert, o Prêmio de melhor Monitoramento de Riscos em 2016;

– Abril: O Relatório Integrado de Responsabilidade Corporativa 2015 da Atos recebeu o mais alto nível de reconhecimento de transparência e exaustividade (Categoria Abrangente G4 da GRI);

– Maio: A Atos recebeu status Ouro da EcoVadis por seu desempenho no desenvolvimento sustentável;

– Setembro: A Atos foi reconhecida como tendo o melhor desempenho no segmento de serviços de TI pelo Índice Dow Jones de Sustentabilidade no Mundo (2016 DJSI World) e na Europa (2016 DJSI Europe) (No. 1 em nível Ouro);

– Outubro: A Atos realizou sua reunião anual de Stakeholders Globais em Paris, com uma sessão especial sobre TI Cognitiva na qual foram exploradas suas aplicações e questões éticas;

– Outubro: O Carbon Disclosure Project classificou a Atos como líder mundial, incluindo-a em sua lista “A” do Clima em 2016;

– Outubro: A Atos concordou, em 2016, em constituir uma parceria com a ENS (Ecole Normale Supérieure) Paris-Saclay e a CEA (Comissão de Energias Alternativas e Energia Atômica da França) para criar uma cátedra digital;

– Novembro: A Atos apresentou seu plano Ambition 2019 à comunidade financeira em seu Dia do Investidor, incluindo componentes de responsabilidade corporativa;

– Dezembro: A publicação Journey 2020 explora as tecnologias emergentes e em evolução que moldarão o setor até 2020

Tags, ,

Atos leva ao CIAB 2017 soluções para transformar experiência de clientes de bancos

Já imaginou um banco utilizar informações das redes sociais para basear a oferta de produtos e serviços personalizados, de acordo com o perfil de cada cliente? E um atendimento rápido e eficiente, que começa pelo chat do Facebook e continua por chamada de áudio ou vídeo, sem perda de histórico da demanda do usuário?

A Atos, líder internacional em Transformação Digital, vai demonstrar no CIAB Febraban 2017, o maior evento de tecnologia para o setor financeiro do Brasil, como isso é possível e como bancos e seguradoras podem transformar o relacionamento com seus clientes e aproveitar novas oportunidades de negócios a partir do uso de tecnologia de ponta.

De 6 a 8 de junho, o stand da Atos no CIAB será transformado em um espaço para demonstração de uma nova experiência bancária, onde os visitantes poderão vivenciar um atendimento 100% digital.

Da ativação de uma conta em um processo inteiramente digitalizado, sem complicações, até a oferta de serviços e soluções personalizados de acordo com o perfil de comportamento do usuário, passando pela solução ágil e automatizada das demandas dos clientes em qualquer canal, sem interrupção.

No evento, a Atos apresentará um conjunto e soluções integradas de fim a fim, que reúnem tecnologias como Big Data, Analytics, Business Intelligence, Social Listening, além de produtos e serviços de última geração nas áreas de segurança, armazenamento e processamento de dados.

Para apresentar a mais completa oferta de Transformação Digital para as empresas do setor financeiro, a Atos conta com o apoio de parceiros de peso, como Fiserv, Microsoft, Software AG, SQN e McAfee, além da expertise das ferramentas de comunicação unificada da Unify, empresa que desde 2015 integra o grupo Atos.

“A Atos está trazendo para o CIAB Febraban uma proposta inovadora para bancos e seguradoras. Apostamos em uma oferta completa de soluções e serviços que aceleram a transformação digital das instituições financeiras. O benefício dessa transformação é mútuo: bancos e seguradoras podem se capitalizar com novos horizontes de negócios e os clientes finais passam a ter uma experiência de atendimento mais positiva”, destaca Yves Guillaumot, CEO da Atos América do Sul.

CIAB Febraban 2017

Data: De 6 a 8 de junho
Local: Transamérica Expo Center (São Paulo – SP)
Stand da Atos: B29

Tags, , ,

Atos lança aplicativo para o varejo do futuro

A Atos, líder internacional em serviços digitais, acaba de lançar um aplicativo voltado para a transformação digital do varejo. O aplicativo, chamado Atos Connected Shopping, foi desenvolvido na Fábrica de Software da Atos, em Londrina (PR), e promete mudar a experiência de compra em estabelecimentos como supermercados, atacadistas, lojas de materiais de construção e móveis, entre outros.

Com o Atos Connected Shopping, não será mais preciso, por exemplo, se locomover dentro de um supermercado carregando todos os produtos dentro do carrinho. Basta baixar o app, escanear o código de barras ou QR code do produto com o smartphone, selecionar quantas unidades pretende comprar e realizar o pagamento no caixa. A ideia é garantir mais praticidade, agilidade e conforto ao consumidor.

Após a compra, o cliente poderá retirar os produtos diretamente na saída da loja, recebê-los onde estacionou seu veículo ou até mesmo por delivery, de acordo com a política de cada estabelecimento. O aplicativo vai facilitar também a comercialização dos chamados produtos de alto risco – bebidas alcoólicas, cigarros, perfumes etc. – que ficam armazenados fora das prateleiras dos supermercados e são retirados após a compra.

Integração

O aplicativo pode ser totalmente integrado com os softwares já existentes no varejo, diminuindo o custo de implementação pelas empresas. Ele pode ser utilizado com ou sem conexão de internet. Porém, a presença de Wi-Fi na loja melhora a experiência do usuário, já que é possível ter acesso a informações do produto (foto, descrição, preço), além de ter acesso a produtos semelhantes ou relacionados, o chamado cross-selling.

“A ferramenta foi criada utilizando os dispositivos mais modernos para aprimorar a experiência do consumidor”, diz Alexandre Morais, head de Transformação Digital da Atos América do Sul. “O Atos Connected Shopping é uma ferramenta que além de fidelizar os clientes, é capaz de aumentar o ticket médio das lojas”, adiciona.

O executivo exemplifica que um carrinho de compras mais vazio abre espaço para outros produtos. O cliente, por sua vez, sente-se mais confortável com um carrinho mais leve e tem menos pressa de ir embora da loja.

Prateleiras inteligentes

Além do aplicativo, a Atos possui know how global para oferecer tecnologias de identificação de consumidores na loja, como um mapa de calor, que auxilia as empresas a gerenciar ou remanejar produtos para locais onde há maior circulação ou visualização por parte dos clientes, garantindo melhores ofertas e aumento exponencial de vendas, seguindo seu perfil de consumo.

“Para a Atos, os processos de transformação digital devem abranger não apenas tecnologia, mas também processos, gestão de mudança, integração e principalmente a experiência do cliente”, afirma Alexandre Morais.

“É importante que todas as soluções entreguem valor agregado para o cliente. A Transformação Digital não está na adoção da tecnologia por si só, mas na mudança introduzida no processo de negócio, que cria uma nova alternativa para o consumidor se relacionar com a empresa. Este é o segredo do sucesso”, acrescenta Sergio Saad, gerente de consultoria em Transformação Digital e Negócios da Atos.

Tags, , ,

90% das empresas devem usar análise de dados até 2020, diz pesquisa

A Atos, empresa líder em transformação digital, encomendou um estudo conduzido pela Forrester Consulting para analisar o nível de adoção da análise de dados por empresas de todo o mundo. O estudo revelou que 40% das empresas já estão utilizando a análise de dados em atividades essenciais, como vendas, desenvolvimento de produtos e marketing. Essa tendência deve acelerar nos próximos três anos, com cerca de 90% das empresas utilizando insights de negócios orientados por esses dados até 2020.

O estudo conduzido por analistas independentes da Forrester Consulting analisou uma amostra global de mais de 580 empresas e gestores de TI de 11 setores empresariais em três continentes. Os dados mostram que 23% das empresas planejam implantar análise de dados nos próximos 12 meses. Isso apesar de um terço das empresas alegarem diversos obstáculos nesse processo.

Com relação às barreiras, 44% dos entrevistados veem o aumento na variedade dos tipos de dados não estruturados como um desafio significativo, enquanto 35% estão preocupados com as práticas tradicionais de dados em silos e com a falta de alinhamento entre as funções de TI e as empresarias.

“O ritmo no qual uma organização se beneficia da análise de dados é determinado tanto pela cultura quanto pela tecnologia. É por isso que na Atos colocamos a ênfase em uma abordagem orientada para os negócios com o Atos Codex, nosso conjunto completo de soluções de análise, computação cognitiva e IoT”, afirma Ursula Morgenstern, vice-presidente de Business & Platform Solutions da Atos.

A pesquisa examinou as ambições e prioridades de 11 setores empresariais e revelou uma clara ênfase em diferentes prioridades específicas do mercado, dependendo do setor. No setor de energia, por exemplo, a análise de dados é vista como um pré-requisito no desenvolvimento de redes de distribuição inteligentes.

Na indústria, a análise está intimamente ligada à fábrica inteligente, especialmente em relação à manutenção preditiva. A pesquisa fornece perfis empresariais reveladores em relação a atitudes e práticas analíticas em múltiplos setores, incluindo energia e serviços públicos, finanças, governo, indústria, varejo e telecomunicações.

Conclusões

Entre suas descobertas, a Forrester destacou a necessidade de as organizações serem rigorosas na definição de objetivos empresariais claros e quantitativos em todas as iniciativas de análise de dados: essa mudança é tanto sobre processo e cultura como sobre tecnologia.

Metodologia

Nesse estudo, a Forrester realizou uma pesquisa on-line com 583 líderes de negócios e de TI de empresas da América do Norte, Europa e Ásia-Pacífico para avaliar a estratégia e o gerenciamento da análise de dados de suas organizações. Onze setores foram pesquisados, incluindo energia e sérvios públicos, serviços financeiros e seguros, telecomunicações, Varejo, Governo e Indústria. O setor industrial incluiu as áreas de alta tecnologia e engenharia, automotiva, fabricação de produtos de consumo, farmacêuticos, químicos e metais e processos. Os participantes da pesquisa incluíram diretores, VPs e decisores de nível C. Os entrevistados receberam um pequeno incentivo como agradecimento pelo tempo gasto na pesquisa. O estudo teve início em setembro de 2016 e foi concluído em novembro de 2016.

Tags,