Tag American Express

Apple Pay: info testa inovação que quer dispensar senhas e chips para compra

Foto: Info/Divulgação
A INFO de novembro traz teste feito em Nova York com o sistema de pagamento móvel Apple Pay, a última inovação da Apple, que estreou em 20 de outubro e já contava com 1 milhão de usuários nas primeiras 72 horas após o lançamento. Isso apesar grandes redes, como Walmart e CVS, não terem aderido, já que planejam lançar um sistema de pagamento móvel concorrente.

Na experiência, o colaborador de INFO Rodrigo Brancatelli fez compras usando um iPhone 6 — ao lado do iPhone 6 Plus, os únicos modelos habilitados para este novo método de pagamento. Basta apontá-lo para uma máquina compatível com a tecnologia sem fio NFC (Near Field Communication) e se autenticar com o leitor biométrico do smartphone — dispensando assinaturas, tarjas magnéticas, leituras de chip ou códigos de segurança.
O funcionamento do Apple Pay é simples: primeiro, é preciso cadastrar o cartão de crédito no sistema. Após instalar a atualização do iOS 8, os usuários de iPhone 6 contam com o aplicativo Passbook, que permite cadastrar cartões das bandeiras MasterCard, Visa, Discover ou American Express apontando a câmera do smartphone para o cartão: automaticamente os dados são repassados para o celular, que ainda faz uma verificação com o banco por meio de uma ligação ou uma mensagem de texto. Esse processo foi cronometrado pelo repórter e não passou de 40 segundos.

No momento da compra, o cliente seleciona na tela do celular o cartão que deseja usar e posiciona o dedo sobre o botão Home do smartphone. O leitor biométrico TouchID reconhece a impressão digital e faz a autenticação do pagamento.

A reportagem constata que o pagamento é rápido, eficiente e elogiado pelos próprios lojistas. No entanto, pelo número ainda restrito de estabelecimentos que trabalham com o Apple Pay, como a rede McDonald’s, o futuro a curto e médio prazo não deve tornar a carteira um item obsoleto. Nos Estados Unidos, porém, deve se considerar que o mercado potencial do Apple Pay são os 40 milhões de usuários de iPhone 6.

No Brasil, o uso de dispositivos móveis como meio de efetuar uma compra continua crescendo. A expectativa é que, até o final do ano, até 10% de todas as compras feitas em lojas online sejam realizadas por meio de smartphones — no primeiro semestre, o e-commerce registrou 48 milhões de vendas, sendo 7% praticado pelo m-commerce, o comércio móvel. Grandes varejistas como Casas Bahia, Extra e Ponto Frio apontaram que as vendas pelo canal mobile cresceram 19 vezes entre 2012 e 2013.

Tags, , , , , , , ,

Diretores financeiros brasileiros consideram suas empresas pioneiras no setor de tecnologia da informação

O Global Business and Spending Monitor 2014, conduzido pela American Express, mostra que 65% dos executivos no país acreditam na importância da tecnologia para atender às necessidades dos clientes

Pesquisa realizada pela American Express com diretores financeiros (CFOs) de 507 companhias de todo o mundo, inclusive brasileiras, mostra visões de executivos sobre os rumos e detalhes de seus negócios. A análise da versão brasileira do Global Business and Spending Monitor aponta, na edição de 2014, a crescente importância que a tecnologia está ganhando no mundo dos negócios.

Os dados indicam que as companhias brasileiras estão dispostas a investir para manterem-se pioneiras. A pesquisa mostrou que 55% consideram que estão à frente de suas concorrentes em relação ao suporte de TI para processos empresariais. Além disso, 65% dos executivos brasileiros entrevistados acreditam que o principal benefício ao aprimorar essa área é o aumento da capacidade de atender as necessidades dos clientes – a média global desse índice é de 41%. Para outros mercados, o principal motivo para investir mais nessa área é o aumento da eficiência e capacidade produtiva. Em países como Argentina, Índia e México, a importância do aumento da eficiência e capacidade produtiva foi citada como principal motivo por 75%, 70% e 57%, respectivamente, dos respondentes.

O estudo também apontou que a mão de obra nesse setor é algo considerado crítico pelos executivos. Para 40% dos CFOs brasileiros que responderam à pesquisa, ter profissionais qualificados é o maior desafio dentro do segmento de TI em suas empresas. Ao comparar com outros países, a mesma preocupação é vista na Austrália, onde 37% dos entrevistados também demonstraram que esse é um problema a ser enfrentado. Já em países como a Índia, a maior necessidade em TI identificada pela pesquisa foi tecnologia mobile, com 47% dos respondentes. Na China, a prioridade é a análise de dados e inteligência de negócios, com 45% e, na Argentina, é a infraestrutura e hardware, com 50%.

O Global Business and Spending Monitor é realizado anualmente pela American Express com companhias de diversos segmentos e que possuem receita anual acima de US$ 500 milhões.

Tags, ,

62% dos brasileiros receiam ficar sem dinheiro no exterior ao viajar

No momento de planejar a próxima viagem ao exterior, a preocupação de como levar o dinheiro é uma constante – se em papel-moeda, em Cartão pré-pago ou usando o cartão de crédito. Para entender esse comportamento e estar por dentro das principais preocupações dos turistas, o American Express® GlobalTravel Card, o Cartão pré-pago para viagens internacionais da American Express®, realizou uma pesquisa com os consumidores brasileiros. Preocupações com taxas, descontos e carregar muito dinheiro ao exterior foram alguns quesitos que apareceram nos resultados da pesquisa, realizada em 2014 com 1.500 pessoas.

Enquanto 62% dos entrevistados afirmam que sentem receio de ficar sem dinheiro no exterior, 61% também se preocupam em carregar muito dinheiro em papel-moeda por questões de segurança. Dessa forma, 68% afirmam que gostam de contar com diversas opções de pagamento quando viajam para o exterior. Ainda, 63% não querem se preocupar em ir a caixas eletrônicos para tirar dinheiro e, assim, interromper sua viagem.

“A decisão de como levar dinheiro para o exterior é uma das decisões mais importantes em uma viagem, uma vez que os gastos dos brasileiros no exterior continuam batendo recordes – no acumulado de 2014, de janeiro a agosto, os gastos já chegaram a US$ 17,2 bilhões, contra US$ 16,6 bilhões no mesmo período em 2013, segundo dados do Banco Central. É uma decisão importante tendo em vista também o cenário atual, no qual o dólar tem oscilado em picos preocupantes nas últimas semanas, o que tem um grande impacto em quem se prepara para viajar”, afirma Rose Del Col, vice-presidente de produtos pré-pagos da American Express® para América Latina e Canadá.

Segundo Rose, a dualidade entre levar muito dinheiro ou correr o risco de ficar desprevenido no exterior é uma preocupação recorrente entre os brasileiros, “A questão da segurança é algo que deve ser levado em conta no momento de escolher a forma de levar dinheiro ao exterior. O ideal é levar em dinheiro a quantia suficiente para pagamentos imediatos, como taxas e gorjetas, e concentrar o restante em um cartão pré-pago de viagem que confere mais segurança”, recomenda. Em caso de furto ou roubo, clientes doAmerican Express® GlobalTravel Card, por exemplo, contam com Cartão Reserva que disponibiliza todo o saldo que estava no Cartão roubado e também com o saque emergencial gratuito, disponível conforme necessidade do Associado.

O cartão pré-pago também minimiza a preocupação sobre a variação do dólar. Com ele, a taxa de câmbio é fixada no momento da operação de câmbio, e o turista sabe exatamente o quanto poderá gastar. Não há o risco de surpresas desagradáveis com a variação cambial na volta da viagem. E o brasileiro aproveita melhor a viagem, fica tranquilo sabendo exatamente quanto está gastando em suas compras, o que facilita o controle dos seus gastos. Além disso, por ser pré-pago o Cartão permite que o turista carregue moeda estrangeira em diferentes momentos, assim, é possível fazer um planejamento financeiro ao escolher uma data favorável do câmbio para efetuar a recarga.

A pesquisa também aponta as necessidades fundamentais de pagamento entre os entrevistados, elas giram em torno de simplicidade e facilidade de uso e de porte, aceitação e sentimento de segurança enquanto viajam – tudo isso enquanto ainda seja rentável para o cliente. Para 64% dos pesquisados, é importante que o método de pagamento possa ser usado em mais de uma viagem, como é o caso doAmerican Express® GlobalTravel Card. Ainda, ter acesso a ofertas especiais e descontos está entre as prioridades de 63% dos turistas, demonstrando que a atividade de compras no exterior é uma das preferidas dos brasileiros.

O American Express® GlobalTravel Card trabalha bastante com esse quesito, ao sempre procurar parcerias com estabelecimentos internacionais,que proporcionem vantagens como descontos e benefícios exclusivos para as compras dos nossos Associados. O Programa de Ofertas Especiais que o Cartão oferece traz descontos de 15% a 50% nas lojas preferidas dos brasileiros, como Macy’s, Bloomingdale’s, Reebok, Premium Outlets e Universal Orlando® Resort, lojas na Madison Avenue, entre outras.

“Ao desenvolver uma nova oferta no exterior para nossos Associados, levamos em conta as escolhas que eles fazem, as lojas que mais frequentam e seus hábitos de compras. Assim, podemos fazer parcerias assertivas pois conhecemos suas preferências e entregamos benefícios que realmente os ajudam na hora de economizar”, conclui Rose.

Tags, , , , ,