Tag Affonso Nina

Mudança no comando da SONDA marca a transformação da empresa no Brasil

Com o ingresso do novo CEO do Grupo SONDA no Brasil, Affonso Nina, ocorrido em outubro de 2017, a maior companhia latino-americana de soluções e serviços de tecnologia iniciou uma nova fase que promove a sinergia de suas operações e marca uma transformação no País com o anúncio da integração de suas ofertas, oriundas de todas as aquisições realizadas nos últimos anos. O foco é potencializar o portfólio e atender às necessidades de negócios de seus clientes.

A orquestração, inédita no Brasil, que indicou um executivo para coordenar todas as empresas presentes no território nacional, tais como SONDA IT, CTIS, SONDA Ativas e PARS, dá mais um passo com a nomeação de Nina para responder diretamente pelas atividades da SONDA IT e da CTIS. As demais empresas, SONDA Ativas e Pars, continuam com seus presidentes, que se reportam diretamente a Affonso Nina.

Entre as mudanças está a definição da atuação comercial. A SONDA IT passa a focar exclusivamente o mercado privado, enquanto a CTIS atenderá especificamente às iniciativas geradas para o setor público, ficando claro o posicionamento de cada empresa. Nesta reorganização, ambas empresas passam a contar com uma operação única de entrega de suas soluções. “Este movimento fortalece a presença da SONDA com uma oferta bem definida, que passa a ser incrementada nos dois mercados – público e privado – potencializando as vendas de acordo com o perfil de cada cliente”, explica o CEO.

Somada a essas ações, a SONDA Ativas, responsável pelo Data Center de Belo Horizonte, adquirida em agosto de 2016, passa a atuar de forma conjunta com a estrutura da SONDA IT, localizada em São Paulo, na oferta de serviços de data center e cloud computing.

Outro anúncio que faz parte da iniciativa de transformar a companhia no País é a nomeação de dois novos vice-presidentes. Caio Silva assume a vice-presidência de Aplicativos, área responsável pelas tradicionais soluções fiscais e de comércio exterior, assim como pelas aplicações de parceiros, como SAP e SAS. O executivo chega à organização após passar por empresas como IBM, Accenture, EDS e T-Systems e tem como missão prover a inteligência da área de produtos da companhia.

Já Tim Cardoso, que traz como bagagem sua experiência desenvolvida em companhias como HP e EDS, ingressa na SONDA como vice-presidente de Inovação e Gestão de Clientes. O executivo tem como meta reunir todas as iniciativas de inovação da SONDA para ajudar as empresas na construção de seu caminho rumo à transformação digital.

“Este movimento faz parte de um conjunto de ações estratégicas que intensificam as ofertas e otimizam a estrutura para levar ao mercado uma proposta de atendimento mais ampla e robusta, fornecendo aos clientes soluções de TI que estão alinhadas às suas demandas de negócio e que contam com um maior conteúdo consultivo, transformacional e inovador da SONDA”, finaliza Affonso Nina.

Tags, , , , ,

SONDA aumenta o lucro líquido em 145,9% e atinge receita de US$ 1.368 bilhão em 2017

A SONDA, maior companhia latino-americana de soluções e serviços de Tecnologia, apresentou seus resultados para 2017, registrando uma receita de US$ 1.368 bilhão.

O EBITDA alcançado foi de US$ 101,9 milhões e o lucro líquido totalizou US$ 64,8 milhões, chegando a US$ 105,6 milhões com a inclusão de US$ 41 milhões gerados pela venda de sua participação na Imed, no Chile. No total, um aumento de 145,9% em 2017.

As operações fora do Chile atingiram receitas de US$ 771,2 milhões, o que equivale a 56,3% do total consolidado. A margem EBITDA do período foi de 12,1%, com destaque para a operação chilena, que registrou 17,3%. A operação brasileira, por sua vez, registrou melhorias consecutivas em sua margem EBITDA nos quatro trimestres do ano, atingindo 7,6% no quarto trimestre.

Em termos comerciais, o aumento de 24,8% nos fechamentos de negócios se destacou positivamente, atingindo US$ 1.327,9 bilhão, impulsionado principalmente por um maior nível de fechamentos no Brasil, país no qual a cifra aumentou 102,2% em relação mesmo período ao ano anterior. Já as oportunidades de negócios atingiram US$ 3.241,8 bilhão, com crescimento de 14,1% em relação ao ano anterior.

De acordo com o CEO da SONDA América Latina, Raúl Véjar, 2017 foi um ano difícil na região, o que impôs planos para enfrentar e resolver adequadamente os desafios do período. “A operação brasileira alcançou melhorias nas margens como resultado dos planos de ação que realizamos e do progresso que está começando a ser visto na economia desse País. No nível comercial, tivemos um crescimento significativo no encerramento dos negócios, o que gera perspectivas favoráveis para 2018”, acrescenta Vejar.

Para o CEO da SONDA Brasil, Affonso Nina, o aumento de mais de 100% em fechamento de negócios no País é um indicador de que a operação está trabalhando alinhada aos planejamentos. “Em 2018, as medidas que prevemos implementar em nossa operação brasileira impulsionarão a busca por resultados ainda melhores, que também se apoiará na esperada retomada da economia”, finaliza Nina.

Tags, , , , , , ,

Integração de ofertas e fortalecimento da marca são os alvos da SONDA em 2018

Plano de investimento anunciado pelo novo CEO do Grupo SONDA no Brasil, Affonso Nina, durante o Kick-Off Meeting 2018 prevê a ampliação da oferta por meio das operações presentes no País, além de um conjunto de ações que repaginam a companhia a partir da nova liderança

O anúncio da estratégia para os próximos três anos, que envolve a maior integração das operações presentes no País e no fortalecimento de sua marca, bem como a apresentação do plano de investimentos para 2018, foram os temas apresentados pela SONDA, maior companhia latino-americana de soluções e serviços de Tecnologia, durante seu Kick-Off Meeting Brasil 2018, o primeiro que reuniu os times de gestão e de vendas de todas as empresas do grupo presentes no País: Sonda IT, CTIS, Sonda Ativas e PARS.

O evento, sob o comando do novo CEO da SONDA no Brasil, Affonso Nina, foi palco para a apresentação de uma série de medidas que estão repaginando a companhia e sua atuação em território nacional. A nova estrutura organizacional traz uma maior integração comercial e operacional das quatro empresas do Grupo no Brasil, visando o total compartilhamento do amplo portfólio de produtos e serviços e da grande base de clientes. O novo modelo busca também levar aos clientes soluções de TI alinhadas às suas demandas de negócio, com maior conteúdo consultivo, transformacional e inovador.

A criação de áreas que intensificam os conceitos de integração de soluções, segmentação por indústrias, inovação e full outsourcing, assim como a reorganização de algumas posições para aproveitar o know-how do time executivo, também são ações previstas que objetivam desenvolver novos negócios e ampliar a atuação na base de clientes, que conta com aproximadamente cinco mil empresas na América Latina.

Para selar todas as estratégias apresentadas, o evento contou com a participação de executivos vindos da matriz chilena da SONDA, como Raúl Véjar, CEO global do Grupo SONDA, Alberto Merino, Diretor de Desenvolvimento Comercial para a América Latina, e Roberto Jana, Diretor Corporativo de Recursos Humanos, corroborando a confiança da corporação nas iniciativas planejadas para o Brasil.

Para Affonso Nina, a nova fase da SONDA Brasil somada à retomada da economia são fatores que irão alavancar o desenvolvimento de novos negócios, que serão pautados por projetos de inovação e de transformação das empresas. “As oportunidades presentes no mercado, que envolvem a ampliação dos investimentos pelas empresas privadas, o incremento da demanda do setor público, assim como os movimentos internos das companhias para buscar parceiros de negócios para suas demandas contribuirão para o alcance de nossa meta em 2018”, finaliza Nina.

Tags, , , , , ,