Tag ACATE

LinkLab ACATE seleciona startups para se conectarem com grandes empresas

O LinkLab, rede de Inovação Aberta da Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE), abriu a última chamada do ano para startups do todo o país se inscreverem. O programa conecta médias e grandes empresas a startups com o objetivo de solucionar problemas e criar negócios inovadores. Nesta edição, serão cerca de 50 oportunidades para startups de todo o país fecharem negócio com corporates como AMBEV, ArcelorMittal, Engie e CTG Brasil. As inscrições são gratuitas para as startups no site https://linklab.acate.com.br/ até o dia 8 de novembro.

As empresas participantes buscam startups para promover inovação aberta e soluções para diversas áreas de negócios, como logística, marketing, data science, relacionamento com clientes, varejo, big data dentre outras.  Na página do LinkLab, é possível conhecer cada uma das corporates e seus os desafios. Nos dias 3, 4 e 5 de novembro, acontece o evento LinkLab Open Day, e as startups terão a oportunidade de ficar frente a frente (online)  com as empresas para tirarem suas dúvidas sobre os desafios e fazer network. 

“A metodologia da rede LinkLab é desde a ponta. Nosso time mapeou junto com as grandes empresas quais eram seus maiores desafios de inovação e as conecta de forma estruturada a todo o ecossistema da ACATE e ecossistemas parceiros, promovendo a inovação de produtos, serviços, cultura e métodos. Com isso, conseguimos excelentes resultados para as corporates de forma mais ágil, e as startups conseguem potencializar o seu crescimento no mercado”, Silvio Kotujansky, Head de Inovação da ACATE. 

Um recente case de sucesso do LinkLab é a parceria entre a startup Evoluum e a varejista catarinense Koerich no mercado de fintechs. Durante um ano, foi feito um trabalho em conjunto para o desenvolvimento de um aplicativo financeiro para os clientes do grupo.

Como funciona

  1. Inscrição da startup/solução no LinkLab ACATE
  2. Pré-seleção e enquadramento nas áreas de interesse (desafios) das corporates
  3. Seleção da startup por uma ou mais corporates para apresentação do negócio
  4. Aprovação, alinhamento e proposta de trabalho conjunto (corporate + startup)
  5. Jornada para várias oportunidades e conexões que podem alavancar seu negócio

Corporates participantes da Rede LinkLab: AMBEV, ArcelorMittal, Bloco, Catarinense Pharma, CESUSC, CISA, CLAMED, Code7, CTG Brasil, Dimas, Engie, FCDL Santa Catarina, Fort Atacadista, Governo de Santa Catarina, Grupo ND, Koerich, Marisol, Orbenk, Porto Itapoá, Realize, Schulz, SETA Engenharia, Teltec Solutions, Tigre, Unimed Grande Florianópolis, UNIASSELVI, Univen, WEG e Whirpool

Tags, ,

CASE Startup Summit 2020 anuncia palestrantes nacionais e internacionais

Associação Brasileira de Startups (Abstartups), a ACATE e o SEBRAE anunciam a programação completa do CASE Startup Summit 2020, maior evento de startups e empreendedorismo da América Latina, que acontece entre os dias 19 e 23 de outubro. Para gerar tração e engajamento, o encontro apresentará conteúdos 24h por dia com a participação de fundadores e CEOs dos atuais e potenciais unicórnios brasileiros, além de palestrantes internacionais.

Pela manhã, os visitantes digitais poderão acompanhar conteúdos administrados pelos patrocinadores Ambev, sobre marketing, vendas, transformação digital e Customer success; inovabra Bradesco, que abordará temas como investimento, crescimento e internacionalização; Dínamo, que compartilhará discussões sobre o ecossistema/comunidades, Gov/Policy e Corporate; e Salesforce, que trará especialistas para falar sobre cultura e talentos, tecnologia, produto e hardware.

À tarde, o público terá a oportunidade de participar dos painéis principais em quatro palcos simultâneos trazendo discussões sobre aceleração, internacionalização, unicórnios e trajetórias, abordados por speakers de algumas das maiores startups do ecossistema nacional, tal como Alphonse Voigt, cofundador e CEO do Ebanx; Ariel Lambrech: Cofundador da 99; Augusto Lins, presidente da Stone Pagamentos; Fabricio Bloisi, CEO do iFood; Eric Santos, cofundador e CEO da Resultados Digitais; Florian Hagenbuch, Cofundador e CEO da Loft; Sergio Furio, fundador e CEO da Creditas; Stelleo Tolda, Cofundador e COO do Mercado Livre, e Eric Scaramozzino, head de Estratégia de Produto e Operações do Nubank.

Entre os palestrantes internacionais, estão Christine Tsai, CEO da 500 Startups; Brad Feld, Cofundador da Techstars; Marc Nager, cofundador do Startup Weekend; Alexander Theuma, fundador e CEO da SaaStock; Tracy Mann, international Business Development da SXSW; e Charles Adler, cofundador da KickStarter e fundador e CEO da LostArts.

Além disso, na edição 2020, a Abstartups, a ACATE e o SEBRAE irão selecionar representantes de empresas, que terão a oportunidade de participar de sessões exclusivas de mentorias ao vivo com as principais aceleradoras nacionais: Inovativa Brasil ACE Startups Darwin Startups .

Para acessar a programação completa do evento, basta acessar o app exclusivo do CASE Startup Summit 2020, disponível gratuitamente para smartphones com sistemas iOS ou Android .

Serviços
CASE Startup Summit 2020
Data: de 19 a 23 de outubro
Inscrições e informaçõeswww.casestartupsummit.com.br

Tags, ,

Evento debate oportunidades para empreendedores em tecnologia

As Verticais de Negócios e Grupos Temáticos da Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE) promovem o evento online Conecta Verticais nos dias 22 e 23 de setembro. O objetivo é discutir temas atuais do mercado de tecnologia por meio de webinars com especialistas do setor e representantes das Verticais, gerando conexões e impactando cada vez mais negócios. Para participar, basta se inscrever pelo link . O evento é totalmente gratuito e será transmitido pelo canal da ACATE no Youtube.

A programação conta, ao todo, com quatro trilhas de conteúdo: Indústria 4.0, Vendas de tecnologia na pandemia, Cidades Inteligentes e Relacionamento online com colaboradores.  Os participantes também poderão conhecer mais os programas estratégicos da ACATE, como as Verticais de Negócios, iniciativas que buscam a geração de negócios e oportunidades para as empresas do ecossistema catarinense.

Para  Arthur Nunes, vice-presidente de Ecossistema da ACATE, esse formato inédito de evento será fundamental para integração e promoção de networking no ecossistema. “O Conecta Verticais vai ser uma oportunidade de integrar ainda mais os associados que já participam  das Verticais de Negócios e também de apresentar melhor esse projeto para quem ainda não o conhece. Isso é muito relevante, principalmente nesse contexto de estadualização e participação mais ativa dos polos regionais da ACATE”.

Trilhas de conteúdo

No primeiro dia de Conecta Verticais (22), a trilha de conteúdo sobre Indústria 4.0 trará para debate a relação entre a tecnologia e a criação de uma manufatura inteligente, mais eficiente, produtiva e conectada. Profissionais de referência apresentarão as novidades dessa tendência, além de destacar o papel da Vertical Manufatura e da Vertical IoT, Big Data e Al nessa área em ascensão. 

Simultaneamente, o evento trará outro webinar para discussão sobre as vendas de tecnologia na pandemia, abordando questões como reorganização das equipes, novas necessidades dos clientes e busca por resultados nesse período. 

No dia 23 de setembro, especialistas irão falar sobre Cidades Inteligentes, que fazem uso da tecnologia para melhorar a gestão pública e a qualidade de vida dos cidadãos. O webinar vai levantar insights sobre o assunto e apresentar as principais contribuições da Vertical Smart Cities no âmbito catarinense.

O trabalho home office e o relacionamento online com os colaboradores serão as temáticas do segundo dia do Conecta Verticais (23). A intenção desta trilha, liderada pela Vertical Peopletech, é auxiliar empresários e gestores nas transformações internas que estão ocorrendo, como mudanças no espaço de trabalho e nas formas de convivência e troca com as equipes. 

As quatro trilhas acontecem a partir das 17h e contarão com espaço para interação e resolução de dúvidas dos participantes com os painelistas.

Sobre as Verticais de Negócios

As Verticais de Negócios são o maior programa de integração de empresas de tecnologia em Santa Catarina. Elas reúnem as empresas em grupos de acordo com seus segmentos de mercado, por meio de encontros periódicos, com o intuito de gerar networking, troca de conhecimento entre os empresários e gerar oportunidades de negócios para todos.  Hoje, a ACATE conta com 13 verticais que têm a participação de mais de 300 empresas.Serviço

O que:
Conecta Verticais
Quando:
Dias 22 e 23 de setembro, a partir das 17h
Onde:
Online, no canal da ACATE no Youtube. Inscrições em: https://www.sympla.com.br/conecta-verticais-acate__940737  
Quanto:
Gratuito 

Tags, , ,

MIDITEC abre processo seletivo para startups de todos os níveis de maturidade

Com uma jornada mais inovadora, abrangente e completa, o MIDITEC, incubadora da Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE) em parceria com o SEBRAE/SC, abre processo seletivo para startups de toda Santa Catarina. Eleita pela UBI Global como uma das cinco melhores incubadoras do mundo, o programa já desenvolveu mais de 100 startups. Direcionado para startups de base tecnológica em fase de validação até escala, as inscrições estão abertas até 11 de setembro pelo site https://miditec.acate.com.br/.

O programa de incubação pode durar de 12 a 32 meses, dependendo da maturidade da startup selecionada, e é composto por duas fases: Startlab – que contempla as etapas de validação e geração de demanda; e Growthlab – que abrange as etapas de tração de vendas e escala. Dentro do programa, o empreendedor conta com um ecossistema eficiente, apoio da equipe incubadora e de consultores experientes, além da rede de mentores com profissionais de destaque no ecossistema catarinense. Também tem acesso ao programa LinkLab, que conecta startups com grandes empresas, e às Verticais de Negócio, podendo fomentar o networking e a geração de novas oportunidades.

Uma das empresas que viu seu negócio crescer após entrar no programa é a Vibbra!, plataforma que conecta empresas a profissionais de desenvolvimento de software pré-selecionados, com foco em trabalho remoto. Fundada em 2016, a Vibbra! foi selecionada para o MIDITEC em outubro de 2019, e tinha o objetivo de estruturar melhor o seu crescimento. O CEO Leandro Oliveira explica que a assessoria do programa tem sido fundamental para os resultados atuais, obtidos  em menos de um ano. 

“Desde janeiro tivemos um crescimento de 1662% em nossas vendas, e um crescimento médio mensal de 43%, em meio  a pandemia e crise econômica. Tínhamos uma plataforma estruturada e a entrada no MIDITEC nos deu visibilidade para o mercado. Além disso, conseguimos novos clientes por meio do LinkLab”, conta.

Atualmente a Vibbra! atende grandes clientes como a Totvs, Stefanini, Softplan, Bosch, entre outros, e possui cerca de 600 profissionais de tecnologia selecionadas em sua base. 

Processo seletivo

Para iniciar a jornada no MIDITEC, a startup precisa ter as competências técnicas, pessoais e de gestão complementares para o desenvolvimento da empresa. Propostas em fase de ideação e startups maduras em estágio avançado de escalabilidade, com receita superior a R$ 720 mil ao ano, não serão aceitas no programa. Não é necessário CNPJ durante a inscrição, entretanto, a startup terá o prazo de 90 dias para constituir a empresa e obter o CNPJ, caso seja selecionada.

Dúvidas podem ser esclarecidas pelo e-mail: miditec@acate.com.br

Tags, ,

Última semana de inscrições para programa de incubação do MIDITEC, em Florianópolis

Esta semana traz a última oportunidade para startups de todo o Brasil realizarem suas inscrições para o programa de incubação do MIDITEC, incubadora de empresas de base tecnológica gerenciada pela Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE), em parceria com o Sebrae/SC. As etapas do processo seletivo e o próprio programa de incubação sãor realizados presencialmente, em Florianópolis. O processo seletivo envolve etapas eliminatórias por meio de critérios de avaliação previstos em edital, e o resultado será divulgado no site do MIDITEC no dia 20 de setembro, e o ingresso das startups selecionadas está previsto para início de outubro. As inscrições estão disponíveis até este domingo, 23 de junho, neste link: http://bit.ly/miditec_inscrição2019.

Para esta rodada de incubação, serão selecionadas sete startups de base tecnológica que já validaram o seu modelo de negócio ou estejam em processo de validação, e que necessitam, portanto, de apoio para tracionar, se desenvolver e gerar crescimento. Dentre os benefícios do programa de incubação no MIDITEC, destacam-se: desenvolvimento e aperfeiçoamento dos empreendedores enquanto gestores do negócio, programa de mentoria, consultorias em 12 áreas de negócio, participação em eventos, treinamentos e networking, aproximação com investidores e grandes players parceiros da incubadora, associação automática à ACATE, participação nas Verticais de Negócios da Associação e acesso aos demais programas estratégicos da ACATE, além de poder instalar a sua startup em um ambiente colaborativo e inovador, que no ano de 2018 recebeu o prêmio de melhor Hub de Inovação do Brasil segundo a ABStartups.

O programa de incubação do MIDITEC tem duração de até 24 meses e disponibiliza duas modalidades: residente e não-residente, de acordo com as necessidades de cada startup. A jornada da startup o programa envolve três grandes fases: Start, com duração de seis meses e focada em entender melhor se a solução proposta pela startup atende a dor do seu cliente, e para isso é necessário testar hipóteses de mercado; Growth, que dura um ano e na qual o MIDITEC auxiliar a startup a verificar se o seu processo de vendas é viável e se o produto é rentável; por isso esta fase é totalmente focada em vendas para que a startup encontre a sua máquina de vendas; e Expansion, que corresponde aos últimos seis meses do programa, em que a startup já tem sua máquina de vendas operando e está em fase de se preparar para escalar e acelerar. Em cada etapa, algumas entregas principais são exigidas das empresas incubadas, o que confere a elas o status para avançar no programa.

Com um histórico de reconhecimento de mercado — ao longo de seus mais de 20 anos de história, foi eleita pela Anprotec por quatro vezes como a melhor incubadora do Brasil e, pelo UBI como 5ª melhor incubadora do mundo, em 2018 —, a incubadora MIDITEC visa formar e transformar empreendedores, e consequentemente, desenvolver negócios conscientes e de alto impacto. Ao longo da trajetória da incubadora, mais de 100 empresas já participaram do programa, entre as quais Pixeon, Resultados Digitais, Ahgora, Arvus, JExperts, Knewin etc. Maiores informações sobre a incubadora e sobre o edital podem ser encontradas no site do MIDITEC: http://www.miditec.com.br/.

Programa de incubação no MIDITEC da ACATE e Sebrae/SC abre inscrições

Quando: Até 23 de junho

Inscrições: http://bit.ly/miditec_inscrição2019

Edital: http://bit.ly/edital_miditec2019

Tags, , , ,

Grupo Nexxera seleciona oito startups para fomentar em seu programa de aceleração e investe em novo Centro de Inovação em Florianópolis

O Grupo Nexxera, um dos principais players do mercado de tecnologia para transações eletrônicas, anuncia as oito startups selecionadas para participarem de seu programa de fomento no Link Lab – programa de inovação e conexão para fomentar novos negócios em Florianópolis em parceria com a ACATE; e o investimento no SOHO – novo espaço de inovação e novas ideias, inaugurado na antiga sede do tradicional jornal impresso do estado. No SOHO, onde o Grupo Nexxera inaugurou o espaço NexxLab, o Grupo pretende apoiar e desenvolver startups que agregaram valor ao seu negócio. As startups podem até mesmo receber investimentos daholding.

O objetivo destas iniciativas, além de incentivar a inovação na região – conhecido polo tecnológico, é potencializar a disruptividade dos serviços prestados pelo Grupo Nexxera que tem em seu DNA um olhar voltado para o futuro e novas tendências de mercado. Desta forma, tanto as startups selecionadas para o Link Lab quanto para o SOHO vêm a corroborar com o conceito de vanguarda e pioneirismo do Grupo, de oferecer sempre o novo aos seus clientes.

Startups selecionadas – Link Lab

O Link Lab é uma iniciativa da ACATE e tem como cofundador patrocinador o Grupo Nexxera. Das 87 startups que se inscreveram, 27 foram entrevistadas pelo Grupo Nexxera. As oito selecionadas englobam, em sua maioria, os setores fintech, big data e esportes – todos relacionados a projetos em andamento do Grupo Nexxera.

“Estamos animados com as oito que selecionamos para fomentarmos durante os próximos 12 meses. Observamos critérios como aderência aos nossos projetos, potencial de mercado e maturidade do negócio, dentre outros importantes índices”, explica o presidente do Grupo Nexxera, Edson Silva.

As startups selecionadas foram as seguintes:

1. OmniHunter
Startup de tecnologia financeira

2. TouchChef
Sistema interativo para relacionamento com clientes em arenas esportivas.

3. 5 Beatle
Marketplace de serviços culturais.

4. Yonface Tecnology
Inteligência Artificial voltada a empresas.

5. Hallo.social
Startup que oferece aplicativos em formato de redes de relacionamento personalizadas para HUBs empresariais.

6. I’m Esports
Plataforma completa e integrada para jogadores, times e campeonatos de eSports.

7. Winkme
App baseado em redes wi-fi para estreitar o relacionamento entre pessoas que estão no mesmo local.

8. Vip Convite
Plataforma direcionada para eventos.

NexxLab no SOHO – novo espaço de fomento à inovação

Além das startups selecionadas para o Link Lab, o Grupo decidiu criar o NexxLab, um espaço dentro do recém-inaugurado SOHO, um coworking destinado à criação de novas ideias e eliminação da burocracia. O empreendimento é destinado a startups e novos negócios sustentáveis, além de empresas de tecnologia. Com áreas de lazer, eventos, escritórios e food parks, o ambiente é moderno e reflete o DNA das empresas que ali estão instaladas.

“Nós, do Grupo Nexxera, sabemos o quanto esses novos espaços são importantes e que ótimos negócios nascem de ambientes criativos e inovadores. Por isso, apoiamos iniciativas como esta, que vão ao encontro da nossa cultura. No NexxLab do SOHO, pretendemos também desenvolver startups que sejam sinérgicas aos nossos negócios”, reforça Edson Silva.

No SOHO, que fica em um edifício em frente à Praia de Itaguaçu, os empreendedores, startups e empresas podem escolher o seu espaço ideal entre o coworking, salas de reunião, espaços para pequenos eventos ou em alguma das 28 salas privativas que o espaço oferta desde do início do mês de junho. E em breve também poderão usufruir da FabLab, um oficina para desenvolvimento de protótipos, no subsolo do Centro de Inovação.

SOHO Centro de Inovação Tecnológica
Endereço: Rua Desembargador Pedro Silva, 2958
Site: www.soho.floripa.br

Tags, , , , , , ,

Observatório ACATE mostra que setor tecnológico fatura R$ 15,5 bilhões em Santa Catarina

Com R$ 15,5 bilhões em faturamento, o setor de tecnologia já representa 5,6% da economia de Santa Catarina. São 12,3 mil empresas, com receita média de R$ 1,255 milhão, mais de 16 mil empreendedores e aproximadamente 47 mil colaboradores. Esses números foram extraídos do Observatório ACATE — Panorama 2018, estudo da Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE) em parceria com a Neoway, lançado na última quarta-feira (11) durante cerimônia de recondução da atual diretoria da entidade para os próximos dois anos.

Segundo o presidente da Associação, Daniel Leipnitz, o Observatório ACATE nasce para ser um ambiente que reúna as informações e dados atualizados, bem como futuros estudos e análises setoriais. O Panorama 2018, como primeiro estudo, busca apresentar o posicionamento dos polos tecnológicos catarinenses em relação aos demais do Brasil. “Queremos deixar à disposição da sociedade dados de alto nível atualizados sobre o setor de tecnologia e com esses números contribuir para direcionar políticas públicas de melhoria do setor, buscando ainda mais inovação,” explica Leipnitz. O projeto tem o apoio e cooperação da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC), com compartilhamento de informações entre as instituições e seus observatórios setoriais, e contará com um espaço físico no Centro de Inovação ACATE — Primavera, em Florianópolis (SC).

O ecossistema inovador de Santa Catarina

Quando a ACATE foi fundada, em 1986, eram 129 companhias do segmento em SC — ou seja, o crescimento foi do setor foi de quase 10.000% em pouco mais de 30 anos. Hoje o estado é o terceiro maior do Brasil em densidade de colaboradores (relação entre o número de pessoas que trabalham no setor de tecnologia por 100 mil habitantes), perdendo apenas para o Amazonas e o Distrito Federal. Em faturamento médio, ocupa a quarta posição.

Entre 2015 e 2017, o número de empresas catarinenses de tecnologia subiu 3,42%. Esse crescimento foi impulsionado principalmente pelas regiões Serrana e Oeste, que tiveram um aumento de 10,44% e 4,75% na quantidade de empresas, respectivamente.

O maior polo tecnológico do Estado é a Grande Florianópolis, que também se destaca nacionalmente. Com quase 4 mil empresas, seu faturamento total é de R$ 6,4 bilhões e emprega 16,5 mil pessoas. Este número leva a capital catarinense à liderança no ranking nacional de densidade de colaboradores: a cada 1 mil habitantes, 25 trabalham no setor de TIC. Além disso, é o segundo polo brasileiro em densidade de empresas por habitantes, atrás apenas de São Paulo. Em relação ao faturamento médio, Florianópolis fica com a quarta posição, com R$ 1,8 milhão por empresa.

Blumenau, berço do ecossistema catarinense de tecnologia, continua sendo um dos principais destaques do Estado e chamando atenção nacionalmente. Seu polo tecnológico ocupa a quinta posição no ranking de faturamento médio, com R$ 1,68 milhão. Em Santa Catarina, o Vale do Itajaí é a região que concentra o segundo maior número de empresas, são 3,3 mil negócios na área de TIC. Também é vice-líder em número de empreendedores, com 4,3 mil, e quantidade de colaboradores, com 10,3 mil.

Joinville ocupa 7º lugar do ranking nacional quando se analisa o faturamento médio das empresas, com R$ 1,2 milhão, à frente de grandes centros como São Paulo. Sua região, o Norte catarinense, tem o maior percentual de empreendedoras no setor, o que corresponde a 30,3%. As mulheres representam ainda 43,5% da força de trabalho, sendo a maior participação feminina do Estado na área de TIC. Outro destaque da mesorregião é a proporção de empreendedores com nível superior — 67,7%, a maior de Santa Catarina.

Na região Oeste, são 1,2 mil empresas, que faturam R$ 1,2 bilhão e empregam 4,6 mil pessoas. Já o polo tecnológico da região Serrana apresenta R$ 481 milhões em faturamento, conta com 392 empreendedores e 336 companhias. Três mil pessoas trabalham no setor de tecnologia da Serra.

Com pouco mais de 1 mil empreendedores no setor, a região Sul de Santa Catarina também está se consolidando como polo tecnológico. São 948 empresas de tecnologia, que faturam R$ 857 milhões e contam com cerca de 3 mil colaboradores.

O Panorama 2018 do Observatório também mostra que as empresas associadas à ACATE desempenham melhor, geram mais empregos e crescem mais do que a média estadual. Juntas, elas faturam R$ 10,27 bilhões, representando aproximadamente 3,2% da economia de Santa Catarina. A receita média é quase 10 vezes maior: de R$ 12,46 milhões entre as associadas e de R$ 1,26 milhão para as outras empresas.

De acordo com Leipnitz, diversas iniciativas contribuem para que as associadas tenham melhores resultados. “As verticais de negócios, por exemplo, são grupos de empresas de tecnologia de um determinado nicho de mercado. Nelas, a união entre empresas, mesmo quando são concorrentes, proporciona a troca de experiências e o fortalecimento do setor. É preciso colaborar de forma voluntária, com respeito às diferenças e se sentindo parte do todo”, diz.

O estudo completo está disponível em www.acate.com.br/observatorio.

Fonte: ACATE

Tags, , , , , , ,

Rua de Florianópolis vira laboratório de inovação urbana

Presidente da ACATE, Daniel Leipnitz, e prefeito Gean Loureiro assinam termo para criação do Laboratório de Inovação Urbana.
Crédito: Cristiano Andujar/PMF

Florianópolis acaba de dar um importante passo para tornar-se uma cidade inteligente. A Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (ACATE), Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (ACIF) e a prefeitura municipal firmaram convênio para desenvolver um Laboratório de Inovação Urbana. A primeira etapa será na Rua Vidal Ramos, no Centro, onde serão instalados ainda no mês de outubro roteadores Wi-Fi e câmeras inteligentes, que poderão ser acessadas pelos comerciantes e órgãos de segurança pública.

Segundo a consultoria Urban Systems, cidade inteligente é um modelo de urbanização e gestão pública que emprega os recentes avanços da tecnologia para tornar as cidades mais eficientes e seguras. Florianópolis deve alcançar os 800 mil habitantes em 2035 e hoje, com 469 mil, já enfrenta vários desafios. De acordo com o Índice de Cidades Empreendedoras 2016, da Endeavor, alguns dos principais gargalos estão relacionados a desenvolvimento urbano sustentável, mobilidade, gestão de resíduos, crise fiscal e financeira, digitalização dos serviços públicos e tempo para abertura de empresas. Sendo um dos principais polos tecnológicos do Brasil, o município tem capacidade de solucionar essas dores e ser reconhecido como uma cidade inteligente.

“Nós escolhemos a Rua Vidal Ramos para o projeto piloto porque seus lojistas e moradores já são muito organizados. Eles conseguiram que a rua fosse revitalizada e hoje ela é um modelo de urbanismo para a cidade”, explica Thaís Nahas, consultora em Cidades Inteligentes do Laboratório de Inovação Urbana. O objetivo é tornar a rua mais inteligente e lançá-la como um modelo para o Brasil ao implantar no local as tecnologias de ponta de empresas da região, fortalecendo também a economia local.

“É um projeto que, além de levar os benefícios da tecnologia para os comerciantes e moradores, pretende dar mais visibilidade para a rua, aumentando a circulação de pessoas. A iniciativa ainda visa a difundir a cultura de inovação – muito forte dentro das empresas – entre os cidadãos de Florianópolis, tornando a cidade cada vez mais competitiva e com uma economia mais forte”, ressalta Diego Ramos, diretor da Vertical Conectividade da ACATE.

O Laboratório de Inovação Urbana será viabilizado pelas empresas do setor tecnológico, que cederam suas soluções ao projeto: a Algar Telecom fornecerá toda a conectividade; a Intelbras irá conceder os roteadores e as câmeras; a Seventh doará licenças do software de Gestão e Análise de videomonitoramento, além do aplicativo para que os lojistas possam se automonitorar; a Khronos prestará o serviço de atendimento a ocorrências; e a Teltec Solutions entregará toda a infraestrutura de nuvem para o acesso e armazenamento das imagens.

Segundo Marcus Rocha, superintendente de Ciência, Tecnologia e Inovação de Florianópolis, o projeto é muito positivo para a prefeitura, pois serão várias câmeras ligadas a custo quase zero, podendo monitorar locais em que hoje não há acesso. “A intenção é transformar Florianópolis em um laboratório a céu aberto para a inovação. A ação na Vidal Ramos é a primeira de um projeto-piloto do Laboratório de Inovação Urbana, que será desenvolvido a longo prazo. O objetivo é viabilizar projetos de inovação que impactem em questões urbanas da cidade”, afirma Rocha.

Rosângela Macedo Coelho, diretora da Regional Centro da Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (ACIF), tem uma loja na Vidal Ramos há mais 20 anos e acompanhou todo o processo de revitalização e reforço na segurança da rua. Ela diz que os lojistas estão muito otimistas com a possibilidade de monitorar todo o comércio local dentro de suas empresas. “Para nós, que já vivemos momentos de muita insegurança, medo da violência e sofremos com os prejuízos de furtos frequentes, iniciativas como essa trazem esperança e confiança de impulsionarmos os negócios”, afirma.

Após a implementação da conectividade e segurança, que é a primeira etapa do projeto, a rua deve receber tecnologias que aprimorem sua sustentabilidade, como a geração de energia renovável e sensores de nível de ruído, poluição e incidência solar. Para os próximos estágios do Laboratório de Inovação Urbana, será realizado um concurso de soluções inovadoras de base tecnológica entre os associados à ACATE, que busquem melhorar a qualidade de vida dos cidadãos e visitantes de Florianópolis.

Fonte: ACATE

Tags, , , , , , , ,

Startup Sixdoo é selecionado pelo Grupo Nexxera para mentoria no Link Lab

O Sixdoo foi um dos selecionados do Link Lab, programa de inovação aberta da ACATE (Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia). Dentro da iniciativa, a startup jaraguaense, com foco no varejo, será mentorada pelo Grupo Nexxera, líder nacional em transações eletrônicas e tecnologia para o mercado financeiro.

Conforme o CEO da startup, Kelwin Eggert, a mentoria tem como objetivo acelerar ainda mais o desenvolvimento do negócio. Durante quatro meses, a equipe receberá auxílio do Grupo Nexxera em relação a conhecimento tecnológico e outras possibilidades de inovação na solução. “Assim, esperamos que o Sixdoo crie cada vez mais força, incorpore novas tecnologias e, consequentemente, traga mais resultado para os nossos clientes”, explica.

O Grupo Nexxera é patrocinador cofundador do Link Lab. Além da marca, o programa ainda conta com outras empresas patrocinadoras, como Ambev, Brognoli, ENGIE, Faculdade Cesusc, Flex, Marisol, Qualirede e Teltec Solutions. Sediada em Florianópolis, a ACATE reúne 11 polos tecnológicos em Santa Catarina, contando com mais de mil empresas associadas.

Para Edson Silva, presidente do Grupo Nexxera, a mentoria é um grande diferencial para os negócios. “Estamos entusiasmados por nos tornamos mentores do Sixdoo. O fomento de negócios inovadores vai ao encontro da filosofia do Grupo Nexxera, pois sabemos o quão enriquecedor este processo pode ser para as novas ideias. Através do Link Lab, tornamos este relacionamento possível.”

Recentemente, o Sixdoo também formalizou uma importante parceria com a Cliente Amigo. A empresa catarinense tem 12 anos de experiência e que atende grandes marcas como L’Oréal, Ambev, Berlanda e Nutty Bavarian.

O Sixdoo ajuda os estabelecimentos a venderem mais e melhor, recuperando clientes inativos, aumentando o fluxo dos estabelecimentos e estimulando a recompra de produtos ou serviços, através de uma plataforma de gestão de relacionamento e pós-venda. Nela, é possível fazer o disparo de mensagens de Whatsapp ou SMS corporativo, comunicando, assim, a chegada de um novo produto, uma oferta ou um simples lembrete estimulando o retorno ao estabelecimento.

O funcionamento é similar ao que ocorre com o remarketing, do Google, no e-commerce. Ou seja, a partir do registro dos clientes, o lojista consegue oferecer produtos de acordo com as preferências e interesses de cada consumidor. Marcas como Óticas Carol, SESI, Unimed, Restaura Jeans, Live e Colchões Ortobom já aderiram à ferramenta.

Tags, , , , , ,

Nexxera e ACATE inauguram espaço para incentivos a startups

unnamed (73)

Florianópolis, um dos polos de tecnologia que mais se destacam no país, acaba de receber mais uma iniciativa que pretende promover a inovação pela aproximação de grandes e médias empresas com o mercado das startups. Com a proposta de fomentar a inovação aberta e o compartilhamento de experiências nasceu o Link Lab. A iniciativa é da Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (ACATE), que tem o Grupo Nexxera – líder nacional em transações eletrônicas – como co-fundador e patrocinador.

“Entendemos que também é nosso papel estimular e apoiar novas ideias no mercado, sejam elas independentes ou complementares ao nosso negócio. Esta é uma ação que já faz parte do DNA do Grupo e que vem sido desenvolvida há algum tempo; já investimos e temos startups investidas. “, explica o vice-presidente do Grupo Nexxera, Edenir Silva. Esta não é a única iniciativa da holding para fomento de ideias; o Instituto Nexxera recentemente também iniciou um projeto para desenvolver o empreendedorismo social.

Para receber o programa, um novo espaço de 640m² com escritório compartilhado e oito salas privativas foi construído no Centro de Inovação ACATE – Primavera, em Florianópolis, um dos ambientes mais inovadores da capital catarinense e premiado em 2016 como o melhor projeto de arquitetura corporativa da América Latina.

O projeto tem abrangência nacional, qualquer startup do País pode se inscrever. “Este é um projeto que já nasce com potencial de sucesso e já integra um plano de expansão nacional e internacional”, complementa Edenir Silva.

Com relação às startups que serão investidas, há também a possibilidade de que elas sejam incorporadas ao Grupo Nexxera. “Um dos principais interesses é buscar sinergia com iniciativas empreendedoras do ramo fintech, fazer com que estas ideias sejam levadas adiante e provermos maneiras para acelerá-las, afim de que elas possam ir mais rapidamente ao mercado”, finaliza o vice-presidente.

As startups participantes serão associadas à ACATE, tendo acesso a dezenas de benefícios ofertados pela entidade. Durante o programa no Link Lab, participarão de iniciativas de acesso à mercado via empresas patrocinadoras, assim como as Verticais de Negócios da ACATE, bem como workshops com parceiros selecionados em áreas como jurídica, contábil, marketing digital, comunicação, estratégia, além de receberem créditos e descontos no acesso a soluções empresariais, infraestrutura em computação na nuvem, e mais.

Como as startups podem se inscrever

As startups podem se inscrever até 16 de junho por meio do site http://linklab.acate.com.br para participarem do processo de seleção. Após esse período, as empresas patrocinadoras, com o apoio da ACATE, irão selecionar as startups que possuem melhor sinergia e alinhamento com seus negócios e programas de inovação. O programa terá início em julho.

As empresas patrocinadoras buscam startups que atuem e desenvolvam soluções em áreas de Realidade Virtual e Aumentada, Machine Learning e Inteligência Artificial, Big Data, Governança e Sustentabilidade Corporativa, Fintech, Edutech, Segurança Cibernética, Internet das Coisas, Saúde e Bem-Estar, Fintech, Biotecnologia, Supply Chain e Logística, Blockchain, entre outras.

Sobre o Link Lab ACATE

O Link Lab é uma iniciativa da Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (ACATE) que conecta grandes e médias empresas, startups, fundos e parceiros para desenvolver negócios em um dos ambientes mais inovadores da América Latina – O Centro de Inovação ACATE Primavera, em Florianópolis, um dos principais polos tecnológicos do Brasil. Seguindo o conceito de inovação aberta, permite às grandes empresas o acesso ao ecossistema de inovação de Santa Catarina. O Link Lab tem a Nexxera como patrocinadora cofundadora e as empresas Ambev, Engie, Faculdade Cesusc, Flex Contact Center, Marisol e TeltecSolutions como patrocinadoras.

Conheça as empresas que formam o LinkLab

Patrocinadoras:

Ambev

Empresa brasileira, com sede em São Paulo, e presente em 18 países. No Brasil, mais de 32 mil pessoas dividem a mesma paixão por produzir cerveja e trabalham juntas para garantir momentos de celebração e diversão. A Ambev é uma cervejaria inovadora, que busca sempre novos sabores e formas de surpreender seus consumidores. Além das melhores cervejas, o portfólio conta ainda com refrigerantes, chás, isotônicos, energéticos e sucos, de marcas como Antarctica, Brahma, Skol, Budweiser, Wäls, Colorado, Guaraná Antarctica e Do Bem.

Engie

A Engie é a maior geradora privada de energia elétrica do país, operando uma capacidade instalada de 11.954 MW em 29 usinas em todo o Brasil, o que representa cerca de 5% da capacidade do país. O Grupo possui 85% de sua capacidade instalada no país proveniente de fontes limpas, renováveis e com baixas emissões de gases de efeito estufa, posição que tem sido reforçada pela construção de novas eólicas no nordeste do país. O Grupo também oferece serviços relacionados à energia, engenharia e integração de sistemas, atuando no desenvolvimento de soluções de telecomunicações, segurança e sistemas de gerenciamento de risco, mobilidade urbana, iluminação pública, aeroportos, soluções digitais (plataforma customizada de software), segurança pública e infraestruturas críticas.

Faculdade Cesusc

A Faculdade Cesusc, de Florianópolis, iniciou suas atividades em 2000, e desde então se dedica a oferecer ensino de excelência, com professores protagonistas e alunos conectados com o mercado de trabalho. Com uma visão inovadora, a Instituição está entre as melhores do País, segundo o Ministério da Educação (MEC), e oferece Cursos de Graduação em Administração, Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Design de Interiores, Direito, Gestão da Tecnologia da Informação, Marketing, Produção Multimídia e Psicologia, além de diversos cursos de Pós-Graduação. A Cesusc possui cursos com nota máxima no MEC, e quer ser a melhor Instituição de Ensino Superior particular de Santa Catarina, comprovada por meio da busca por excelência nos indicadores de qualidade da educação.

Flex Contact Center

A Flex Contact Center é uma empresa jovem que atua no setor de gestão de relacionamentos com soluções full-service vendas, atendimento (SAC), backoffice, fidelização, crédito/cobrança e reconquista. Com 13 mil profissionais em apenas 8 anos de atividade, a Flex é reconhecida por sua postura inovadora e comprometimento com resultados. Sediada em Florianópolis e com operações em São Paulo, Lages e Xanxerê, a empresa busca constantemente iniciativas que possam replicar sua trajetória de sucesso. A transformação digital e suas implicações nas interações humanas é uma de nossas maiores fontes de inspiração.

Marisol

A Marisol S.A. é uma das grandes empresas no setor do vestuário brasileiro. Possui atualmente duas unidades industriais nos estados de Santa Catarina e Ceará. Fundada em 1964, a empresa se renova constantemente, sempre valorizando as pessoas, em busca de um crescimento com marcas fortes e relevantes. É uma empresa de vanguarda que procura antecipar tendências, ousa, inova e faz a diferença na vida de seus clientes, consumidores, fornecedores e colaboradores. Liderando o segmento de vestuário infantil com as marcas Lilica Ripilica, Tigor T. Tigre, Marisol e Mineral Kids, a Marisol inova também na construção de conteúdo proprietário para seus personagens através do Mundo Ripilica, em breve nas principais redes sociais e de plataformas de mídia.

TeltecSolutions

A TeltecSolutions é uma integradora de soluções de tecnologia da informação e comunicação que projeta e implanta redes de dados e voz, soluções de virtualização, cloudcomputing, armazenamento e segurança, com sede em Florianópolis (SC) e filiais em Brasília e São Paulo (SP). Conta com atuação em todo o território nacional e parcerias estratégicas de grandes players mundiais do mercado de TI, como Cisco, IBM, Microsoft, Axis, Citrix, Vmware, NetApp, Amazon. Fundada em 1991, tem atualmente mais de 90 colaboradores e atua por meio de unidades de negócio em segmentos, como Governo, Educação, Saúde e Justiça.

unnamed (74)

Tags, , , , ,

Nexxera e ACATE inauguram espaço para fomento de startups

Um dos polos de tecnologia que mais se destacam no país, Florianópolis acaba de ganhar mais uma iniciativa que pretende estimular a inovação pela aproximação de grandes e médias empresas com o universo das startups. Com a proposta de promover a inovação aberta e o compartilhamento de experiências nasce o Link Lab. A iniciativa é da Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (ACATE), que tem o Grupo Nexxera – líder nacional em transações eletrônicas – como co-fundador e patrocinador.

Para receber o projeto, um novo espaço de 640m² com escritório compartilhado e oito salas privativas está sendo preparado no Centro de Inovação ACATE – Primavera, em Florianópolis, um dos ambientes mais inovadores da capital catarinense e premiado em 2016 como o melhor projeto de arquitetura corporativa da América Latina.

“Esta é uma ação que já faz parte do DNA do Grupo e que vem sido desenvolvida há algum tempo; já investimos e temos startups investidas. Entendemos que também é nosso papel fomentar e apoiar novas ideias no mercado, sejam elas independentes ou complementares ao nosso negócio”, explica o vice-presidente do Grupo Nexxera, Edenir Silva. Esta não é a única iniciativa da holding para fomento de ideias; o Instituto Nexxera recentemente também iniciou um projeto para desenvolver o empreendedorismo social.

Com relação às startups que serão investidas, há também a possibilidade de que elas sejam incorporadas ao Grupo Nexxera. “Um dos principais interesses é buscar sinergia com iniciativas empreendedoras do ramo fintech, fazer com que estas ideias sejam efetivamente levadas adiante e provermos plataformas para para acelerá-las, afim de que elas possam ir mais rapidamente ao mercado”, complementa o vice-presidente.

O projeto tem abrangência nacional, ou seja, qualquer ideia, startup do País pode se inscrever. “Este é um projeto que já nasce com potencial de grande sucesso e já integra um plano de expansão nacional e internacional”, finaliza Edenir Silva.

As startups participantes serão associadas à ACATE, tendo acesso a dezenas de benefícios ofertados pela entidade. Durante o programa no Link Lab, participarão de iniciativas de acesso à mercado via empresas patrocinadoras, assim como as Verticais de Negócios da ACATE, bem como workshops com parceiros selecionados em áreas como jurídica, contábil, marketing digital, comunicação, estratégia, além de receberem créditos e descontos no acesso a soluções empresariais, infraestrutura em computação na nuvem, entre outros.

Como as startups podem se inscrever

As startups podem se inscrever de 16 de maio a 16 de junho por meio do site http://linklab.acate.com.br para participarem do processo de seleção. Após esse período, as empresas patrocinadoras, com o apoio da ACATE, irão selecionar as startups que possuem melhor sinergia e alinhamento com seus negócios e programas de inovação. As startups selecionadas iniciarão o programa em julho.

As empresas patrocinadoras buscam startups que atuem e desenvolvam soluções em áreas de Realidade Virtual e Aumentada, Machine Learning e Inteligência Artificial, Big Data, Governança e Sustentabilidade Corporativa, Fintech, Edutech, Segurança Cibernética, Internet das Coisas, Saúde e Bem-Estar, Fintech, Biotecnologia, Supply Chain e Logística, Blockchain, entre outras.

Tags, , , , ,

Darwin Starter divulga startups selecionadas para segunda turma de aceleração

89fccc05-de5b-472a-b476-716e6eeb603c

O programa de aceleração Darwin Starter acaba de divulgou na última semana o resultado da seleção que definiu as 14 startups participantes de sua segunda turma de aceleração. Os projetos escolhidos vão receber seis meses de mentoria e networking, além de espaço de coworking em Florianópolis/SC e investimentos iniciais de R$ 170 mil, em troca de participação minoritária de 12%.

O processo de seleção considerou critérios como estágio do negócio, mercado, maturidade e qualificação da equipe, selecionando startups das áreas de Fintech, TI/Telecom, Big Data e Insurance, além de projetos nos segmentos de IoT e Marketplace. Segundo Marcos Mueller, CEO do programa, “as selecionadas representam mercados e soluções bem diversificados dentro dos segmentos considerados, incluindo inovações variadas e de grande alcance, que vão desde uma solução auditiva para inclusão até um intermediador de pagamentos”.

As empresas escolhidas vão contar com o conhecimento e a experiência das companhias parceiras do programa, reconhecidas como referência nacional em suas respectivas áreas de atuação. Cetip, CNseg Par, Neoway e RTM contribuirão com suporte e benefícios que somam R$ 500 mil em serviços, como assessoria jurídica e contábil, acompanhamento psicológico e ferramentas de apoio.

Seleção natural – As inscrições para o segundo batch de aceleração do Darwin Starter contaram com o cadastro de projetos de todas as regiões do país, com destaque para o Sul e o Sudeste. Após as etapas de análise e entrevistas, 35 projetos finalistas foram selecionados para participarem do Darwin Day, evento realizado no último dia 15, que permitiu aos empreendedores apresentarem seus projetos às bancas avaliadoras.

De acordo com Mueller, a qualidade dos projetos superou as expectativas dos avaliadores. “Recebemos inscrições de startups com alto nível de maturidade e ideias de grande potencial. Foram tantos projetos interessantes que acabamos ampliando o número de vagas previsto, abrindo oportunidade para as 14 empresas de maior destaque”, afirma. Em 2015, o programa acelerou dez startups de diferentes segmentos, das quais metade recebeu novos investimentos.

Para a segunda turma, o grande diferencial está no foco direcionado às quatro áreas de atuação dos parceiros corporativos, com o objetivo de gerar inovação a partir da experiência e da participação ativa das companhias. “As startups selecionadas estão muito bem alinhadas às áreas de atuação abordadas pelo programa, ampliando a perspectiva de apoio e subsídio dos parceiros corporativos em prol de seu desenvolvimento dentro de seus próprios mercados.”, reforça Mueller.

As 14 startups selecionadas já começam a receber mentorias e acompanhamento a partir de 26 de outubro, na nova sede do programa, localizada no Centro de Inovação ACATE, em Florianópolis/SC. Após os seis meses de aceleração, elas apresentarão os resultados e a evolução alcançada com o programa durante o Demo Day, em maio de 2017.

Confira aqui a lista com as startups selecionadas

ContaBoa/Minerador X – plataforma que possibilita aos representantes das operadoras de telefonia analisar o perfil dos clientes e indicar a melhor franquia disponível.

ePHealth – aplicativo para agentes de saúde efetuarem atendimentos em campo, contando com a maior base de dados estruturados em Saúde Preventiva do Brasil.

Jurus – portal de investimentos voltado para o mercado de Renda Fixa, que coleta os principais ativos disponíveis no mercado e facilita a escolha de aplicações.

Listen – solução que transforma o smartphone em um aparelho auditivo.

Moments.surf – plataforma que conecta surfistas a fotógrafos, facilitando a compra de fotos.

Opifex – hardware de telemetria para Surf que capta, armazena e transmite dados do surfista sobre as ondas.

PagueVeloz – intermediador de pagamento via boleto bancário e cartão de crédito, que oferece consulta de cheques e ao Serasa para garantir maior segurança na hora de efetuar uma venda.

Pensys – solução para microgeração e monitoramento de energia elétrica limpa e renovável.

Planrockr – solução que coleta dados de ferramentas de gerenciamento de projetos e usa Big Data para facilitar a análise e fornecer insights.

Remoty – aplicativo de monitoramento e controle de sistemas de segurança, que possibilita gerar informações do estabelecimento em tempo real.

Repasse Rápido – plataforma para concessionárias repassarem carros usados recebidos na troca a lojistas.

Exchange Now – aplicativo de cotação de câmbio e compra de moedas.

VC-X – solução que audita as faturas de telecom de empresas de forma que não haja desalinhamento entre o que foi utilizado e cobrado. Além disso é cobrado o reembolso das cobranças indevidas.

Vigios – solução de Big Data Analytics com foco em detecção de fraudes e controle de perdas para seguradoras e bancos.
gerar pdf PDF imprimirImprimir

Tags, , , ,

Santa Catarina ganha a primeira iniciativa para fortalecer ecossistema de fintechs no Brasil

Vertical Fintech, da Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia, pretende incentivar empresas a desenvolver ofertas competitivas para o setor financeiro.

De acordo com levantamento do FintechLab, iniciativa da Clay Innovation, existem no Brasil mais de 200 startups fornecendo serviços financeiros inovadores para pessoas e empresas. São as chamadas fintechs, que desafiam ou complementam as ofertas tradicionais das grandes empresas do setor financeiro.

Para promover o desenvolvimento desse segmento em Santa Catarina, a Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (ACATE) lança a Vertical Fintech, que conta com apoio da Cetip, por meio de seu programa de inovação Foresee. É a primeira iniciativa desse tipo no Brasil.

Na vertical, as fintechs se reúnem mensalmente para trocar experiências e desenvolver o setor. Elas dividem também suas dúvidas e necessidades e contam com o apoio e orientação da Cetip e da consultoria Clay Innovation.

“Além da promoção de eventos e de incentivar o compartilhamento de experiências entre seus membros, a Vertical pretende proporcionar o desenvolvimento de ofertas complementares e competitivas para o setor de serviços financeiros, a partir da colaboração entre as empresas”, diz o diretor do grupo, Roberto Dagnoni, que é vice-presidente e diretor-executivo de Novos Negócios da Cetip. A empresa é a maior depositária de títulos privados de renda fixa da América Latina, a maior câmara de ativos privados do país e a companhia líder na prestação de serviços de entrega eletrônica das informações necessárias para o registro de contratos e anotações dos gravames pelos órgãos de trânsito.

Segundo estudo da Capgemini, o uso de serviços de fintechs no Brasil está acima da média global. A pesquisa mostra que 74% dos consumidores brasileiros utilizam produtos ou serviços dessa categoria, enquanto a média global é de 63%. Para o presidente da ACATE, Daniel Leipnitz, as fintechs têm revolucionado o modo como as pessoas realizam operações financeiras. “Essas startups estão impactando os negócios das instituições financeiras, que têm buscado se reinventar, sobretudo na maneira como se relacionam com os clientes”, explica. Leipnitz reforça que população está indo menos aos bancos e passando a utilizar tecnologias alinhadas com o conceito de fintech, como aplicativos para pagamentos, empréstimos e gestão financeira.

Tags, , , , , ,

Senior inaugura novo espaço em Florianópolis para programa Inove

Especialmente desenhado para as atividades das startups, o espaço foi planejado para promover negócios e troca de ideias e experiências entre os profissionais. O projeto seguiu premissas como colaboração, interação, vivência em comunidade e inovação, assim como a manutenção da sinergia com o ambiente do Centro de Inovação da ACATE (CIA). “Buscamos uma expressão de design que se identificasse com a nova geração de empreendedores”, destaca Alencar Berwanger, diretor de Marketing e Produto da Senior.

Desde março, as startups do Inove Senior utilizam os espaços compartilhados do CIA; agora, essas empresas contam com esta sala exclusiva para as atividades de aceleração e mentoria. Além disso, as que não têm sede própria podem usar a sala como espaço de coworking. “Este é um investimento de longo prazo que poderá abrigar novas edições do Inove Senior e, ainda, servir como ambiente compartilhado para o desenvolvimento de projetos de P&D avançado da Senior”, acrescenta Berwanger.

Acelerando para o mercado

“No processo de aceleração das startups, diferentes assuntos são trabalhados. Já tratamos Design Thinking, Cultura Senior, formação de preço e discurso comercial. A próxima fase será a de negociação”, comenta o coordenador do Núcleo de Inovação da Senior, Anderson Torres.

Com expectativa de encerrar em novembro, o programa conta com oito empresas em processo de aceleração em três categorias distintas: as que ainda estão na fase de validação de conceito, as que iniciam o processo de levar o Minimum Viable Product (MVP) ao mercado – ou seja, um pré-produto com um conjunto mínimo de funcionalidades que permite uma ação e aprendizado sobre os clientes ou usuários, que serve para testar as demandas do mercado com relação ao produto – e, por fim, as startups que buscam escala para crescerem.

“Todas já concentram esforços em visitas e entrevistas com clientes da Senior. Enquanto as mais amadurecidas já traçam planos de vendas, as iniciantes validam as hipóteses em relação aos problemas reais que o empreendimento se propõe a resolver”, explica Torres. “A receptividade por parte dos clientes tem sido fantástica. Sabemos que as empresas se interessam por iniciativas de inovação em empreendedorismo e estamos levando isso ao mercado”, ressalta Berwanger.

CIA PRIMAVERA
Para Guilherme Bernard, presidente da Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (ACATE), a força do setor tecnológico na capital catarinense se sustenta na geração de empregos. “São 6 mil vagas ocupadas em Florianópolis, concentração maior do que a da cidade de São Paulo na proporção por habitantes. Hoje, Florianópolis já soma 600 empresas do setor que faturam R$ 1 bilhão por ano e cresceram 15% em 2014”, destaca. Em Santa Catarina, a área de tecnologia agrega 20 mil profissionais e, atualmente com cerca de 700 associados, a Acate espera para 2015 um crescimento de 20% para o setor.
Inaugurado neste primeiro trimestre, o Centro de Inovação ACATE (CIA) – Primavera abriga a sede da entidade, a incubadora MIDI Tecnológico e o Instituto Internacional de Inovação – i3, além de mais de 30 empresas de tecnologia que funcionam em áreas locadas do empreendimento de mais de 6 mil m2.

O programa Inove Senior contou com mais de 250 projetos inscritos. “Empresas nascentes dos mais variados níveis de maturidade se inscreveram. O maior volume de projetos se concentrou nos segmentos de Varejo (17), Serviços (15) e Gestão Empresarial (10)”, afirma Berwanger. As vencedoras foram anunciadas em março e os empreendimentos são inovadores tanto em termos de tecnologia como em modelos de negócios.

+ senior.com.br
Referência nacional no desenvolvimento de softwares para gestão, a Senior possui um dos mais completos portfólios para empresas de todos os portes e diversos segmentos com soluções em ERP, gestão de pessoas, acesso e segurança, de performance corporativa – como BI e Workflow – e um pacote completo de implantação, consultoria e suporte em TI; todas também disponíveis em Cloud Computing.

Fundada em 1988 em Blumenau (SC), a companhia possui 6 filiais (São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul e Pernambuco), 2 unidades de negócios nas áreas de segurança patrimonial e logística e cerca de 100 canais de distribuição em todo o Brasil.

O Inove Senior é um programa de aceleração corporativa que oferece aporte, know-how e acesso ao mercado para até 10 startups que demonstrem potencial econômico. A inciativa é da Senior, referencia nacional em sistemas para gestão empresarial. Conheça o programa e acompanhe novidades sobre inovação em www.inovesenior.com.br.

Tags, , , , , , , ,