Category Vídeos

Netflix acelera transmissão de vídeo global com “Cloud Xpress 2” da Infinera

Infinera, a empresa fornecedora líder de redes de transporte inteligentes, anunciou que a Netflix, a principal rede de televisão por internet do mundo, implantou o Cloud Xpress 2 da Infinera para expandir a sua capacidade de entrega para transmissão de vídeos. Mais de 100 milhões de assinantes da Netflix em mais de 190 países desfrutam de 125 milhões de horas de transmissão de programas de TV e filmes por dia.

A Netflix escolheu o “Cloud Xpress 2” pela sua combinação incomparável de capacidade e simplicidade encontrados em uma plataforma de rede óptica compacta e fácil de se instalar. O “Cloud Xpress 2” oferece suporte a um simples provisionamento do tipo “apontar e clicar” e à maior combinação PnP (plug-and-play) possível de capacidade e alcance disponíveis, fornecendo 1,2 terabits por segundo de capacidade em até 130 quilômetros sem uso de qualquer equipamento externo. A largura de banda instantânea da Infinera permite que a Netflix ative e pague por capacidade adicional em minutos, reduzindo o custo inicial de implantação ao mesmo tempo em que permanece à disposição para atender às demandas de capacidade dinâmica.

“O produto “Cloud Xpress 2” da Infinera facilita a implantação de novas conexões de alta capacidade entre os nossos pontos de presença (PoP) de entrega de conteúdo da “Open Connect” e a capacidade em escala rápida para corresponder à demanda”, disse Dave Temkin, vice-presidente de redes globais da Netflix.

“Estamos orgulhosos de trabalhar com a Netflix e participar da melhoria da entrega de serviços de transmissão de vídeo para seus mais de 100 milhões de assinantes em todo o mundo”, disse Pete Dale, vice-presidente de vendas, cloud e conteúdo da Infinera. “As implantações da Netflix comprovam a simplicidade excepcional e a eficiência operacional do produto “Cloud Xpress 2” em escala de terabit.”

“O produto “Cloud Xpress” da Infinera foi a primeira plataforma modular compacta de interconexão de data centers (DCI) no mercado em 2014 e é um incrível sucesso técnico e comercial”, afirmou Andrew Schmitt, analista líder da Opel em Cignal AI. “A Infinera liderou o mercado de DCI modular compacto de crescimento rápido desde a sua criação – e ainda detém 38% do mercado no primeiro semestre de 2017.”

A família “Cloud Xpress” da Infinera oferece soluções de DCI de alto desempenho para provedores de serviços em nuvem, provedores de conteúdo da internet, provedores de serviços de internet, operadores de redes empresariais e outros operadores de centros de dados em larga escala. O produto “Cloud Xpress 2” apresenta o mecanismo inovador de capacidade infinita (ICE4) da Infinera também disponível em outros produtos da Infinera: XTS-3300 para aplicações submarinas e XT-3300 para aplicações terrestres de longo alcance.

Tags,

Evento reunirá grandes executivos para discutir mercado de vídeos online

Há alguns anos, eram poucos os que acreditavam que os vídeos online se tornariam um dos maiores canais de comunicação e de conteúdo na internet. Mas, se hoje eles já representam uma parte considerável do consumo de banda da internet, as apostas são de que essa parcela aumente ainda mais. De acordo com uma pesquisa divulgada pela Cisco, empresa especializada em analisar como as pessoas se conectam, os vídeos corresponderão a 80% da rede até 2020.

Com o intuito de discutir todas as mudanças do cenário de vídeos online e explorar as oportunidades deste mercado, a Samba Tech, empresa líder em distribuição de vídeos na América Latina, realizará o Connect Samba, evento sobre vídeos online mais completo do Brasil. De acordo com Gustavo Caetano, CEO da Samba Tech, esse momento é o ideal para discutir esse universo. “O segmento de vídeos online nunca esteve tão aberto a novos negócios e é a hora de explorá-lo cada vez mais. No Connect, as pessoas poderão aprender a partir das experiências de grandes nomes e ficarão por dentro de todas as tendências do mercado”, acrescenta.

A programação do evento conta com grandes nomes que irão discutir sobre temas diversos, entre eles o empreendedor e apresentador Luciano Huck, que falará sobre vídeos online no entretenimento. Paula Bellizia (CEO da Microsoft Brasil), Gustavo Caetano (CEO da Samba Tech) e Luis Justo (CEO do Rock in Rio) irão falar sobre inovação, enquanto Marcelo Souza (Globo Play) discutirá o futuro da TV com os vídeos online.

Arnon de Mello (VP da NBA) e Fábio Machado (Co-fundador do Esporte Interativo) levarão a discussão para o âmbito dos esportes ao falarem sobre a tendência do crossmídia. Para abordar a monetização e a distribuição de vídeos online, o evento irá trazer referências no mercado, como Fátima Pissarra (Diretora Geral da VEVO no Brasil), Pyr Marcondes (Diretor do Meio e Mensagem), Gian Martinez (CEO da Winnin) e Rafael Rez (Nova Escola de Marketing).

Para apresentar as tendências da educação, a programação conta com um painel dedicado ao Ensino a Distância (EAD) com diversos especialistas do segmento, como Paulo Jubilut (Professor e CEO do Biologia Total), Alberto Santana (Kroton) e Daniel Pedrino (VP de Customer Success do Descomplica).

Para deixar o evento ainda mais completo, Vitor Knijnik (CEO da Rede Snack) irá mediar um painel com Jonh Leitão (Youtuber), Fred Rocha (especialista em Varejo) e Rodrigo Molina (The 360), para mostrar como explorar conteúdo para o mercado de vídeo business e gerar receita.

O evento, que acontecerá em novembro em São Paulo, reunirá participantes de diversos perfis, divididos entre quem já trabalha com vídeos e quem tem interesse em apostar nesse mercado, imersos nas dez horas de conteúdo exclusivo ministrados por mais de 15 palestrantes. Além disso, os participantes também terão a oportunidade de conhecer outros empreendedores do ecossistema, trocar experiências e iniciar parcerias a partir de uma feira de negócios, com expositores de diversos segmentos. A programação completa está disponível no site do evento e os ingressos são limitados.

Connect Samba
Local: Centro de Convenções Rebouças em São Paulo
Data e Hora: 07/11/2017 às 9h

Ingressos: www.connectsamba.com

Tags, ,

Samba Tech anuncia lançamento do Connect Samba para fomentar negócios em vídeos online

A Samba Tech, pioneira na distribuição de vídeos online na América Latina, comemora mais um momento importante em sua trajetória. A empresa anuncia o lançamento do Connect Samba, mais completo evento sobre o mercado de vídeos online no Brasil, que tem o objetivo de fomentar negócios no segmento.

Com o tema “Como empresas e pessoas estão ganhando dinheiro com vídeos na internet”, o Connect Samba irá proporcionar aos participantes dez horas de acesso a conteúdo premium de alta qualidade sobre o mercado Over the Top (OTT), produção, cursos online, modelos de negócios, marketing digital, entre outros assuntos que serão divididos em dez palestras. Uma ótima oportunidade para aqueles que buscam investir no mercado e até mesmo ganhar dinheiro com a venda de seus conteúdos em vídeo pela internet.

“O evento é um marco importante para a história da Samba, fortalece e conecta ainda mais a nossa marca às pessoas e empresas que estão mergulhadas no universo dos vídeos online. Com o Connect Samba, queremos explorar as possibilidades, cases e histórias de quem é referência nesse mercado. Nosso objetivo é casar um conteúdo relevante com uma experiência única”, explica Gustavo Caetano, CEO da Samba Tech.

O evento será realizado no dia 07 de novembro, às 9h, no Centro de Convenções Rebouças, em São Paulo, e já conta com a presença de nomes e empresas renomadas do mercado, como Paula Bellizia (Microsoft), Camilo Coutinho (Play de Prata), Fátima Pissarra (VEVO) e Arnon de Mello (VP da NBA). Nos próximos meses, a Samba Tech irá anunciar novos palestrantes.

O Connect Samba receberá mais de 700 participantes, grandes marcas expositoras, espaço para networking e proporcionará experiência imersiva única sobre o universo dos vídeos online. A venda do primeiro lote se inicia no dia 20/07 e os ingressos podem ser adquiridos aqui.

Connect Samba

Local: Centro de Convenções Rebouças em São Paulo
Data e Hora: 07/11/2017 às 9h

Ingressos: www.connectsamba.com

Tags, ,

Twitter anuncia parceria global para fornecer métricas de campanhas de vídeo

O Twitter anuncia hoje (10) novas parcerias globais com fornecedoras de métricas líderes de mercado para permitir a medição do alcance das campanhas de vídeo no Twitter. Com a participação da Moat (@moat), Integral Ad Science (@integralads), Nielsen DAR (@Nielsen), e comScore vCE (@comScore) será possível comparar métricas de atenção e visibilidade de vídeo em todos os canais, além de medir a mídia publicada na plataforma por meio de auditoria.

Com o objetivo de diminuir os desafios que as marcas ainda têm no meio digital, o Twitter investiu para oferecer aos anunciantes informações qualificadas sobre o impacto que as campanhas publicitárias de vídeo têm na plataforma em três eixos – influência que a publicidade teve no público alvo; ação resultante que a mídia teve em relação aos usuários; e alcance das mensagens para a audiência certa.

As empresas Moat, credenciada pelo Conselho de Avaliação de Mídia dos EUA (MRC), e a Integral Ad Science (IAS) serão responsáveis por métricas de ação e influência. Elas permitirão que profissionais entendam se os anúncios de vídeo são vistos por humanos e comparem métricas de visibilidade e atenção em relação a outros canais utilizados na mesma campanha. Entre as impressões de vídeo que a Moat mediu no Twitter, concluiu-se que mais de 99% das campanhas foram vistas por pessoas.

Já a Nielsen e a comScore terão o foco em alcance e fornecerão verificações da audiência de mídias presentes no Twitter. Será possível checar se os anúncios em vídeo no Twitter atingiram o público alvo da campanha.

Para medir campanhas de anúncios em vídeo usando Moat, IAS, Nielsen DAR ou comScore vCE, basta entrar em contato com um representante de conta do Twitter. Tanto a Moat quanto a IAS estão disponíveis globalmente. A Nielsen estará disponível nos EUA e em mais de 20 mercados internacionais e, no momento, a ComScore vCE estará disponível apenas para anunciantes dos EUA. Para mais informações, acesse a central de ajuda.

Tags

Twitter lança API para Periscope Producer

Em outubro do ano passado, o Twitter anunciou o lançamento do Periscope Producer, que permite conectar o Periscope a câmeras profissionais e softwares de streaming, além de dispositivos móveis como smartphones e tablets, para a realização de transmissões de vídeos ao vivo. Desde o lançamento, o número total de transmissões pelo Periscope Pro praticamente dobrou de trimestre em trimestre.

Hoje (21), o Twitter anuncia o lançamento do API do Periscope Producer, que abre novas formas de compartilhar vídeos ao vivo. Agora, será possível realizar transmissões diretamente de um hardware externo, softwares, câmeras e serviços da web sem a necessidade de conectá-los via Periscope. A API permite aos aplicativos autenticar as contas do Periscope, configurar e controlar as transmissões, e publicá-las no Twitter.

Alguns parceiros como Telestream, Mevo, Switchboard e Teradek já estão participando de testes e experimentando novas formas de integrar vídeos ao vivo ao Periscope. Solicitações para ter acesso ao API podem ser feitas por meio deste link.

Tags, ,

Twitter e Periscope lançam recurso para transmissão ao vivo de vídeos em 360º

unnamed-87

O Twitter e o Periscope anunciam uma nova maneira para que as pessoas descubram o que está acontecendo no mundo por meio das duas plataformas: os vídeos ao vivo em 360º. A partir desta quarta-feira, já será possível assistir às transmissões de alguns criadores e acompanhar os seus diferentes pontos de vista em tempo real, numa experiência muito mais imersiva. A Globo será a primeira parceria do Twitter na América Latina a experimentar a novidade, no ensaio para a final do The Voice Brasil.

Embora qualquer pessoa possa assistir aos vídeos ao vivo em 360º pelo Twitter e Periscope, a capacidade de transmiti-los estará inicialmente disponível apenas para um seleto grupo de parceiros, como celebridades e atletas. No decorrer dos próximos meses, o recurso estará acessível para qualquer usuário das duas plataformas em todo o mundo.

As transmissões ao vivo em 360º serão identificadas com um selo vermelho que traz a inscrição “LIVE 360”. Ao assistir, será possível movimentar ou tocar a tela do celular para alterar o campo de visão – tudo enquanto se vê o vídeo em tempo real.

Tags, ,

Periscope lança novos recursos que intensificarão a conexão entre usuários e sua audiência

unnamed-30

O Periscope, aplicativo de transmissão de vídeo ao vivo do Twitter, anuncia o lançamento de três novos recursos para que usuários do mundo todo possam conectar-se a suas audiências e comunidades na plataforma. Agora é possível saber quem são os seguidores mais engajados, criar grupos para uma transmissão privada e ampliar a interação nos vídeos ao vivo pela internet.

A partir de um algoritmo que avalia diferentes formas de engajamento e interação entre a audiência de uma transmissão e o perfil que está gerando o conteúdo, será possível saber quem são os chamados “superfans” de uma conta — usuários com maior nível de atividade durante transmissões de um mesmo perfil. Eles serão identificados por meio de ícones e exibidos em uma lista, de até 10 pessoas, no perfil do autor do vídeo. Para poder se tornar um superfan de um perfil, é necessário que o usuário siga o autor da transmissão. A novidade possibilita a criação de conexões mais significativas para a comunidade do Periscope, além de permitir que os superfans sejam reconhecidos.

Além disso, agora é possível transmitir e compartilhar vídeos com um grupo seleto de pessoas, sejam amigos ou públicos específicos. Este recurso ajudará a encontrar, descobrir e promover novas pessoas em comunidades na plataforma, já que qualquer pessoa pode adicionar novos usuários.

O Periscope.tv, site do Periscope, também traz mais formas de engajamento. A experiência da navegação na web agora permite que o usuário possa assistir, comentar e enviar corações em qualquer transmissão ao vivo.

Tags,

Por que apostar nos vídeos online para a Black Friday?

Gustavo_Caetano_CEO_Samba_Tech

*Por Gustavo Caetano

O evento mais importante para o varejo brasileiro está chegando, a Black Friday. De acordo com o E-Bit, a Black Friday atingiu em 2015, um faturamento de R$ 1,6 bilhão e crescimento de 38% em comparação com o ano anterior. Para 2016, mesmo em um ano crítico politicamente e com a economia desacelerada, as expectativas são positivas tanto para os consumidores quanto para os lojistas.

Diante de todo esse contexto, sabemos que os vídeos online vêm ganhando cada vez mais espaço dentro do mundo digital, mas o que muitos questionam é por que apostar nos vídeos online para a Black Friday? É simples! Investir neles pode ser uma ótima forma de fidelizar seu público, ampliar suas vendas, comunicar-se com clientes de uma forma mais clara, rápida, eficaz e ainda continuar faturando. Quando usados como parte de uma estratégia de vendas e divulgação, os vídeos online podem ser decisivos para aumentar sua conversão e engajamento.

Atualmente, percebemos que antes de efetuar a compra de um produto, os consumidores procuram por informações sobre o mesmo, como por exemplo, sites, fóruns de discussões, vídeos de demonstração, preços, reclamações e recomendações. Nessa época do ano em que muitos consumidores estão navegando em busca de bons preços, os e-commerces precisam ficar atentos com seus canais de divulgação para que impacte de forma positiva seu público-alvo e, consequentemente, aumente sua vendas.

De acordo com pesquisas recentes, apenas o uso da palavra “vídeos” no assunto de um e-mail, pode aumentar em até 19% a taxa de abertura e 65% a taxa de cliques. Além disso, 64% dos consumidores estão mais propensos a comprar um produto depois de ter visto algum vídeo relacionado a ele, seja de demonstração, de tutorial e análise, ou até mesmo de recomendação de outro usuário.

Hoje, o uso de vídeos faz com que esta seja uma poderosa ferramenta de uso em massa, por isso, ao utilizá-lo em seu e-commerce ajuda não só no engajamento da marca com o consumidor, mas também melhora a experiência do usuário final. De acordo com uma pesquisa recente da comScore, as marcas que utilizam vídeos online têm um crescimento de 20 a 40% nas vendas.

Com o crescimento do uso dos vídeos online no mercado de varejo, a probabilidade do consumidor engajar com seu produto ou marca é muito maior. Esse novo formato de comunicação veio para ficar e tornou-se cada vez mais essencial para aqueles que querem gerar uma mensagem personalizada, engajadora, capaz de gerar receita e resultados duradouros. Por isso, aproveite essa oportunidade para atrair e engajar cada vez mais seu público-alvo e invista em vídeos não só para a Black Friday, mas como um elemento para sua estratégia de marketing e vendas.

Gustavo Caetano, CEO da Samba Tech, que ajuda centenas de empresas a se comunicar melhor com sua audiência por meio de vídeos online.

Tags, , ,

Startup lança plataforma que visa melhorar experiência com TV online. Reality de Ronaldinho Gaúcho é atração

O mundo está cada vez mais conectado e as redes sociais têm apostado mais e mais no formato de produção de conteúdo em vídeo e experiências customizadas para seus usuários. Pensando nisso, surgiu o ZoomeTV, startup sediada em Miami, nos Estados Unidos, provedora de canais de TV online e rede social em vídeo, que oferece uma excelente e inovadora oportunidade de negócios para todos os públicos.

O lançamento mundial do aplicativo Zoome, que já está disponível para download no Brasil na App Store, acontecerá no início de novembro na Web Summit Lisboa, maior conferência de tecnologia do mundo, quando 150 mil usuários estarão usufruindo deste novo conceito de comunicação e relacionamento online. Durante o evento, o jogador de futebol brasileiro, Ronaldinho Gaúcho, uma das maiores estrelas de todos os tempos no esporte e que é o primeiro embaixador mundial da plataforma, lança seu programa reality show dentro da Ronaldinho TV com conteúdo exclusivo que promete aproximar o craque dos milhões de fãs que vão acompanhar sua rotina diariamente.

Segundo o irmão e empresário de Ronaldinho, Roberto de Assis Moreira, o aplicativo vem ao encontro do que estamos vivendo há muitos anos. “Ele tem uma vida pública e, agora, vamos divulgar esta experiência com qualidade e em um canal oficial. A ideia é mostrar suas viagens pelo mundo e também muitas outras atividades como convidados, bate-papo, encontros importantes, jogos, atividades esportivas, música, festas e restaurantes pelo mundo”, explicou Assis.

O provedor de canais de TV online e rede social de vídeo foi idealizado pelo empresário catarinense Ricardo Kurtz, que possui mais de 15 anos de experiência nos segmentos de marketing, estratégia e vendas. A ideia para o ZoomeTV surgiu da demanda crescente por vídeo, streaming e experiências customizadas. “As recentes funções incorporadas às redes sociais provam que vídeo já é uma realidade e que a internet é o futuro da TV. O ZoomeTV foi criado com o objetivo de oferecer oportunidades de streaming de vídeo, ao vivo e on demand, para pessoas e também empresas ao redor do mundo. Um dos principais diferenciais da plataforma é o fato de os usuários poderem ser canais de venda de publicidade”, explica o fundador e CEO do ZoomeTV.

Muito mais do que uma rede social onde é possível compartilhar momentos e memórias, a Zoome tem o objetivo de transformar a experiência dos usuários com TV online, oferecendo controle sobre as histórias publicadas e consumidas. A plataforma oferece a possibilidade de montar canais de TV customizáveis que vão oferecer a usuários, empreendedores e negócios de todos os tamanhos uma nova maneira de mostrar seus atributos e maximizar vendas e resultados. “Nós sabemos que as pessoas têm gostos e necessidades únicas, então criamos um serviço de TV online e rede social que se encaixa – e é lucrativa – para todos. De uma padaria local a uma celebridade mundial: seu canal, suas regras”, comenta Kurtz.

Dentro do Zoome, cada usuário poderá ter dois perfis, o PTV (Personal TV), privado para relacionamento com amigos e familiares, e o TV Channel (opcional), como plataforma de interação, promoção e negócios. As formas de rentabilizar com o canal são muitas, como múltiplos formatos de publicidade, pay per view, e-commerce para downloads (músicas, clipes, software, entre outros) e impulsionamento de vídeos e outros canais. Para o mercado publicitário, a startup surge como alternativa para que as marcas possam se associar a um público qualificado, promovendo campanhas mais assertivas e personalizadas.

A expectativa dos criadores da nova plataforma é que ultrapasse os 12 milhões de usuários em um ano. “Nossas expectativas para o mercado brasileiro são altas. O Brasil, como um dos maiores consumidores de redes sociais e vídeo do mundo, é mercado alvo para qualquer startup do segmento e temos que explorar nossas vantagens neste mercado e nos consolidar por aqui também”, afirma Kurtz.

Mais informações no site www.zoome.tv. O aplicativo já está disponível para download na App Store.

Tags, , , ,

Internet das Coisas será mera tempestade comparada ao tsunami de dados provocado pela Realidade Virtual – Por Tiago Khouri

Khouri 1A Internet das Coisas (IoT) é uma tendência tecnológica com tremendo potencial de geração de valor. Algumas de suas aplicações já mostram resultados promissores, como por exemplo, a utilização de sensores Invisible Tracck para identificar e combater o desmatamento da floresta Amazônica. Vale destacar, também, a aplicação desenvolvida pela universidade de Cornell (NY- EUA), que permite o uso de smartphones para medição instantânea de níveis de colesterol.

Esse quadro aplica-se também à América Latina aonde segundo o IDC, o mercado de IoT movimentará US$ 41 bilhões em 2016. A primeira onda da IoT na América Latina deve se focar em dispositivos mais simples, fonte de geração de dados numéricos que demandam pouca banda, como por exemplo, aplicações para gestão de frotas. Apesar da IoT multiplicar os pontos de coletas de dados, ainda assim o volume gerado será relativamente pequeno quando comparado com outras aplicações.

Isso não significa que a Internet das Coisas não traga seus próprios desafios. Com a multiplicação dos sensores inteligentes, crescem também as portas de entrada para ataques cibernéticos. O risco de hackers controlarem dispositivos industriais, veículos e artigos pessoais é real. Além disso, no caso da América Latina, temos o desafio de manter a integridade física dos dispositivos inteligentes, que muitas vezes são instalados em áreas urbanas e sujeitos a vandalismo. Estes riscos terão de ser neutralizados em parte com medidas preventivas e ações conjuntas das equipes de TI e de infraestrutura. Para detalhes de como reduzir downtime causado por ataques cibernéticos, leiam nosso estudo, construído em parceria com o Ponemon Institute.

O mundo digital é repleto de dispositivos

Uma investigação fria do relatório Cisco VNI 2016 revela que, apesar de toda a euforia sobre a Internet das Coisas, o consumo de vídeo via internet gera 63% do trafego de dados global. A expectativa é que essa marca chegará a 79% até 2020 e o tráfego de dados gerado por vídeos em Ultra HD subirá de 1.6% para 20.7% do total em 2020.

image006-2

A maior parte do tráfego de dados global é gerado pelo consumo de vídeos

Uma aplicação de Realidade Virtual propicia para a pessoa que está usando, por exemplo, o Oculus, do Facebook, uma visão de 360 graus de uma paisagem virtual. Este cenário nada mais é do que um vídeo de altíssima densidade (HD ou 4K) que, mesmo durando poucos minutos, facilmente atinge o tamanho de um filme de longa metragem em baixa resolução.

Um simples vídeo de 15 segundos em formato HD é muito mais pesado do que toda a massa de dados coletadas em uma semana de rastreamento de um caminhão inserido em uma aplicação IoT de monitoramento de frotas. O levantamento Cisco VNI Mobile 2016 mostra que os dispositivos IoT mais simples geram uma quantidade de dados equivalente a 7 vezes o que é produzido por um celular comum (não um smartphone). Demandando pouco das redes de Telecom, os dispositivos IoT entry level não representarão um grande peso para os provedores de infraestrutura na América Latina.

Os dispositivos Machine-to-Machine Communications (M2M) que suportam a Internet das Coisas geram, na media, dados de menor densidade

Ainda estamos muito distantes de uma realidade onde os consumidores latino-americanos consumam vídeos 4K e adotem tecnologias de realidade virtual em larga escala. Isso acontece, em parte, por causa das disparidades econômicas da nossa região, que tornam este tipo de tecnologia inacessível para a maioria das pessoas. Outro fator importante é que a transmissão dos arquivos de vídeo via Internet exige muito da infraestrutura de TI e de Telecomunicações.

image007

Segundo o relatório The State of Internet 2016, da Akamai, está acontecendo uma corrida entre os países latino-americanos em relação a uma oferta mais generosa de banda de rede. O país melhor colocado na faixa de redes com banda igual ou maior a 15 Mb/s é o Chile – 4,4% de seus serviços de Internet atingem essa marca. Mas, para chegar a essa posição, o Chile investiu pesadamente entre 2014 e 2015, conseguindo crescer 150% de um ano para o outro. O Uruguai fica logo abaixo, com 4,1% de sua Internet na faixa dos 15 Mb/s, e é seguido pelo México, com 4%, e pela Argentina, com 1,7% de sua Internet atuando na faixa dos 15 Mb/s. No Brasil, somente 1,1% dos serviços de Internet atingem essa marca.

Desigualdades socioeconômicas e a falta de acesso a internet de alta velocidade atrasarão a adoção destas tecnologias na América Latina.

As empresas que estão liderando o desenvolvimento de aplicações de Realidade Virtual – caso do Facebook, Google e Microsoft – sabem que o sucesso de suas ofertas depende da existência, inclusive na América Latina, de uma infraestrutura capaz de dar vazão ao tsunami de dados provocado por aplicações de vídeo 4K e de realidade virtual e, por isso, têm investido muito em seus data centers locais.

Ainda assim, está claro que, no futuro, viveremos imersos num mundo marcado pela proliferação de vídeos em HD e 4K e pela adoção de tecnologias de Realidade Virtual e Aumentada (vide a febre do game Pokémon-Go). Esse novo modo de viver gerará uma quantidade de dados sem precedentes, e esta onda sim colocará os centros de dados e redes de telecomunicação em teste.

Os data centers do futuro serão instalados cada vez mais próximos da borda da rede e utilizarão gestão remota e soluções integradas com Rapid Deployment. Podemos esperar, também, sites híbridos com centrais telefônicas e pequenos centros de dados integrados.

image008

A demanda gerada pela transmissão de vídeo levará os principais players do setor a avaliar novos paradigmas. Veremos mais data centers de borda. Tratam-se de data centers menores, espalhados geograficamente e voltados para as fases iniciais de processamento dos dados. Os dados processados inicialmente no data center de borda serão eventualmente transferidos para um data center maior que hospeda a camada de aplicações analíticas na nuvem. Afinal de contas, a riqueza da IoT não está no dispositivo em si e sim nos dados gerados e na refinada análise do Personal Data (os dados sobre a pessoa monitorada pelo dispositivo IoT).

Esta realidade está levando os principais analistas do mercado a valorizar as soluções DCIM (Data Center Infrastructure Management), que facilitam a gestão de recursos no site ou em uma central remota. Outra tendência ganhando popularidade é o Rapid Deployment de data centers integrados em módulos, abrigados dentro de contêineres. Este tipo de implementação elimina tempo de construção e permite ao cliente plugar os módulos imediatamente após a chegada ao seu destino.

Como consumidores, teremos de esperar mais alguns anos antes de ver estas tecnologias realmente deslancharem na América Latina. Como gestores na área de tecnologia, porém, devemos desde já preparar a Infraestrutura de TI dos nossos negócios para esta nova realidade.

Tiago Khouri, Diretor de Marketing e de Planejamento da Emerson Network Power América Latina

Tags, , ,

Acelera Startups lança trilha de vídeos gratuita

A Acelera Startups, maior escola de startups do Brasil, lança o “Negócio de Sucesso”, um treinamento voltado para empreendedores que ensina como colocar em prática as estratégias dos grandes players do mercado.

Realizado totalmente online, o Negócio de Sucesso é dividido em 9 módulos. Entre os temas abordados estão a criação do modelo de negócios, validação, estratégias de dimensionamento de mercado, criação de um MVP, entre outros. As aulas são rápidas e práticas, facilitando o entendimento e permitindo que o aprendizado possa ser aplicado rapidamente.

“Ao participar de treinamentos e eventos, comecei a perceber que existem alguns fatores fundamentais para idealizar, formatar e promover um negócio irresistível. Ao longo do tempo, fui desenvolvendo um método para criação de empresas e percebi que ele era praticamente infalível. Então, decidi reunir todas essas técnicas em um ambiente online e ampliar o acesso a empreendedores de todo país”, explica Cláudio Brito, CEO da Acelera Startups.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas por meio deste link. Quem se inscrever receberá por e-mail o acesso a 9 vídeos, cada um abordando um pilar diferente para atingir o sucesso em um empreendimento.

“A metodologia é baseada em quatro pilares: o conhecimento que adquiri em Babson, melhor faculdade de empreendedorismo do mundo; a vivência no Empretec, programa da ONU que fui convidado para ingressar, a experiência no Vale do Silício, onde participei de treinamentos, visitei empresas e até gravei um documentário e meus vinte anos de experiência como empreendedor”, finaliza Cláudio.

Tags, , ,

UView360 e O Globo fazem uma das primeiras transmissões ao vivo em 360° do Brasil

unnamed

No final de abril o YouTube lançou a tecnologia que permitiu vídeos ao vivo em 360 graus para todo o mundo. E logo depois o Brasil realiza uma das primeiras transmissões deste tipo, com duração de 9h, passando conteúdo imersivo sobre revolução digital, inovação e tecnologia. E isso só foi possível graças à parceria entre o jornal O Globo e a startup carioca UView360, no evento de aniversário de 20 anos do Globo Online. Para conseguir realizar a transmissão ao vivo em 360°, a startup carioca usou uma câmera canadense, mais propícia para o livestream, além de uma boa iluminação e conexão com a internet.

Essa tecnologia ainda é pouco conhecida no país, conta Charles Boggiss, diretor da UView360:

“Realizar esta transmissão está sendo um divisor de águas para o país e, claro, para nós da UView360. Muitos ainda desconhecem que existe a possibilidade de vídeos ao vivo em realidade virtual; e ser um dos primeiros a fazer isso no Brasil é incrível”, revela o criador da UView360, empresa pioneira em realidade virtual e na produção de conteúdo imersivo em esportes, jornalismo, entretenimento e publicidade.

Novos site e aplicativo da UView360 – O evento de O Globo marcou também o lançamento do novo site da startup carioca: www.uview360.com.br. O aplicativo da UView360 também permitiu a transmissão ao vivo do evento. Disponível para iOS, conta com conteúdo exclusivo de vídeos interativos em 360 graus, além de possuir suporte para Cardboard.

Baixe o app da UVIEW360 – itunes.apple.com/br/app/uview360/id1075693158?mt=8

Tags, , ,