Category streaming

ELSYS fecha parceria com francesa Wyplay

A Elsys, empresa brasileira de tecnologia, assina parceria com a Wyplay, empresa francesa especialista em soluções TV e vídeo em plataformas AndroidTV, RDK, Linux STB, Legacy e OTT, para aplicação da tecnologia Frog no TOTOLMAX. Essa mudança na estrutura do dispositivo conecta o receptor de TV que tem acesso à internet às câmeras de segurança ELSYS, com transmissão de imagens pelo televisor.

A Wyplay foi selecionada por ser é um dos principais players do mercado mundial e que oferece maior controle de software para os produtos. A Wyplay vem trabalhando com a ELSYS desde 2017 no desenvolvimento e integração de novas possibilidade que tragam novas experiências aos usuários.

Segundo o CEO da Wyplay, Jacques Bourgninaud, esta parceria dá ao operador a possibilidade de implantar uma solução baseada no Frog Turnkey em menos de 10 meses. “Ficamos impressionados com a capacidade da ELSYS de fornecer recursos de valor agregado. Com este aprimoramento do suporte à câmera de segurança, a ELSYS mostra sua força tecnológica no Brasil”, explica.

Já Damian Zisman, CEO da ELSYS, destaca a força desta parceria. “Expandimos os aplicativos disponíveis no TOTALMAX para proporcionar uma melhor experiência aos nossos clientes. O Frog da Wyplay é a melhor tecnologia na atualidade e estamos muito satisfeitos com esses resultados”.

Dispositivos de streaming

A integração entre os dispositivos de TV e câmeras de segurança da ELSYS já pode ser encontrada no SMARTY e no Streaming Box. Por meio do aplicativo ELSYS Home, o usuário visualiza as imagens pela TV, fazendo o controle e monitoramento do local. O modelo integra o conceito de casa conectada, onde é possível fazer a gestão dos dispositivos de maneira fácil, simples e inteligente.

Twitter lança API para Periscope Producer

Em outubro do ano passado, o Twitter anunciou o lançamento do Periscope Producer, que permite conectar o Periscope a câmeras profissionais e softwares de streaming, além de dispositivos móveis como smartphones e tablets, para a realização de transmissões de vídeos ao vivo. Desde o lançamento, o número total de transmissões pelo Periscope Pro praticamente dobrou de trimestre em trimestre.

Hoje (21), o Twitter anuncia o lançamento do API do Periscope Producer, que abre novas formas de compartilhar vídeos ao vivo. Agora, será possível realizar transmissões diretamente de um hardware externo, softwares, câmeras e serviços da web sem a necessidade de conectá-los via Periscope. A API permite aos aplicativos autenticar as contas do Periscope, configurar e controlar as transmissões, e publicá-las no Twitter.

Alguns parceiros como Telestream, Mevo, Switchboard e Teradek já estão participando de testes e experimentando novas formas de integrar vídeos ao vivo ao Periscope. Solicitações para ter acesso ao API podem ser feitas por meio deste link.

Tags, ,

Cerimônia de posse do presidente Trump é a transmissão ao vivo mais assistida no Twitter até hoje

O PBS NewsHour (@NewsHour), programa diário de notícias da rede de TV americana PBS, transmitiu ao vivo pelo Twitter na última sexta-feira (20) a cobertura da cerimônia de posse do presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump. Ao todo, a transmissão foi acompanhada globalmente por 6,824 milhões de visitantes únicos, tornando-se a transmissão ao vivo mais assistida no Twitter até hoje. Por volta das 11h15 (hora local), quando Trump fez o juramento de posse, a transmissão alcançou o seu maior pico de audiência, com 377 mil espectadores simultâneos.

Até então, a transmissão ao vivo mais assistida pelo Twitter havia sido a cobertura da noite de apuração dos votos, realizada pelo BuzzFeed News (@BuzzFeedNews) no dia 8 de novembro de 2016, que chegou a marca de 6,8 milhões de espectadores únicos. O número de visitantes únicos corresponde a quantidade de pessoas que assistiram a transmissão por pelo menos alguns segundos.

O canal PBS foi o parceiro de streaming exclusivo do Twitter para a cerimônia de posse. A transmissão teve ao todo seis horas de duração e pôde ser acompanhada, globalmente, pelo link inauguration.twitter.com ou no perfil do programa NewsHour (@NewsHour). A cobertura foi liderada pela editora Judy Woodruff, acompanhada dos colunistas David Brooks (New York Times), Mark Shields, Amy Walter (the Cook Political Report), Jeff Greenfield (correspondente especial da PBS NewsHour Weekend), Lara Brown (TBC) e Karine Jean-Pierre (TBC).

No Twitter, a posse de Trump tornou-se o assunto mais comentado no mundo, com mais de 12 milhões de Tweets relacionados ao evento durante o dia 20 de janeiro, e um pico de 58.000 Tweets enviados por minuto.

Tags, , , , , , ,

Aspectos legais da cobrança do ISS sobre serviços de streaming

No último dia 30 de dezembro, houve a sanção parcial e publicação da LC 157/2016 aprovada pelo Congresso Nacional e que amplia a lista de serviços passíveis de tributação pelo Imposto Sobre Serviços (ISS), de competência dos municípios e do Distrito Federal. Uma das novas possibilidades de tributação diz respeito aos “serviços” de streaming de filmes e música. Ocorre que, na avaliação do advogado Evandro Grili, sócio do escritório Brasil Salomão e Matthes Advocacia, essa cobrança pode ser inconstitucional, pois que as atividades realizadas pelas empresas de streaming não poderiam ser consideradas serviços.

A principal novidade nesta lei foi a inclusão do item 1.09 na Lista, que define um novo fato gerador do imposto municipal, qual seja: “Disponibilização, sem cessão definitiva, de conteúdos de áudio, vídeo, imagem e texto por meio da internet, respeitada a imunidade de livros, jornais e periódicos (exceto a distribuição de conteúdos pelas prestadoras de Serviço de Acesso Condicionado, de que trata a Lei no 12.485, de 12 de setembro de 2011, sujeita ao ICMS)”, o que dessa forma, impacta diretamente os serviços de streaming, como Spotify e Netflix.

A discussão que surge a partir dessa decisão é sobre a legitimidade da lei, uma vez que a disponibilização de mídia por streaming não se caracteriza como serviço, mas sim como cessão de uso.

Como se definem os serviços?

Os serviços, normalmente, são caracterizados pela prestação de obrigações de fazer. O indivíduo interessado em determinado tipo de prestação contrata os serviços de um determinado prestador, profissional ou empresa que, em regra, produz algo personalizado para o contratante, para atender suas necessidades particulares.

“Quando contratarmos a Netflix, por exemplo, estamos em busca de acesso aos filmes e séries que ela nos disponibiliza, mediante a mensalidade que nos cobra. A empresa adquire os direitos junto aos produtores destes filmes e séries, com a permissão de distribuí-los aos seus clientes para uso doméstico. Em síntese, quando contratamos esse acesso estamos adquirindo, por cessão não definitiva, direitos de acesso e uso doméstico dos filmes, vídeos, etc. É uma típica obrigação de disponibilizar esses conteúdos, uma obrigação de dar, nunca uma obrigação de fazer em caráter pessoal”, explica Evandro Grili.

Qual o objetivo do governo ao publicar a LC 157/2016?

O principal objetivo do governo com a lei é aumentar a arrecadação mirando em novos negócios que tem movimentado a economia. O texto afirma, ainda, que o ISS não poderá ser objeto de concessão de isenções ou benefícios de qualquer tipo para as empresas e considera ato de improbidade qualquer ação dos municípios nesse sentido.

Quando a lei passa a valer?

O princípio da anterioridade nonagesimal define que um novo tributo entra em vigor 90 dias depois da lei publicada. Contudo, como a LC 157/2016 não criou obrigação tributária para nenhum contribuinte, cada cidade que tiver interesse em exercer essa competência tributária deverá criar leis municipais instituindo o tributo, fixando alíquota, definindo fato gerador, estabelecendo os prazos e regimes de pagamentos. Após publicadas as leis municipais, o imposto passa a ser cobrado depois de noventa considerando a data de publicada a lei. Além disso, a lei municipal criadora do tributo terá que ser publicada no exercício anterior ao de sua vigência. Na prática, se um município legislar no começo deste ano, só em 2018 poderá começar a cobrar este tributo.

Por que a aplicação da lei é considerada ilegítima e o que acontece daqui para frente?

Com base no conceito de que não se tributam obrigações de dar pelo ISS, o Supremo Tribunal Federal editou, tempos atrás, a Súmula Vinculante nº 31, que vedou a incidência do ISS sobre a locação de bens móveis.

“Se mantivermos as mesmas premissas que levaram o Superior Tribunal Federal a considerar inconstitucional a cobrança de ISS pela locação de bens móveis, nos parece que também não devemos considerar que seja possível e constitucional cobrar ISS sobre as receitas das empresas de streaming de filmes, vídeos e músicas. Neste caso, estamos diante de uma cessão de direito de uso das obras cinematográficas e musicais, o que não se configuraria serviço passível da tributação do imposto municipal”, conclui Evandro Grili.

Tags, , ,

2017, um ano de novas possibilidades para a publicidade – Por Celso Vergeiro

A mudança de ano é um período para renovar as esperanças e também traçar planos, metas e estratégias para o novo ciclo. 2017 promete ser de grandes avanços para o mercado publicitário, mesmo que ainda enfrentemos os velhos problemas do ano que acaba, como a grave crise econômica e a intensa instabilidade política que está longe de chegar ao fim. Isso faz com que a busca por alternativas que possam elevar a qualidade dos serviços, sem aumentar os custos internos, se torne a grande meta para o próximo ano.

As soluções tecnológicas seguem como grandes aliadas para quem busca o aprimoramento e a otimização de processos. Agências, anunciantes e emissoras de rádio e TV precisam urgentemente entender a importância da distribuição de conteúdo por meio de streaming. Digo isso, pois essa é uma facilidade que traz enormes benefícios, não só na redução de custos, mas principalmente na melhoria do serviço, trazendo segurança, agilidade e qualidade.

Além de ser um facilitador, a distribuição de conteúdo por meio digital vem de encontro com o processo de desligamento do sinal de TV analógica no país. Segundo estimativas do governo Federal, em 2017 o estado de São Paulo e outras 378 cidades de diversos estados terão apenas o sinal digital.

Com essas mudanças, será preciso uma maneira diferente de se apresentar ao público. A TV digital traz novas possibilidades, como a interatividade, já que o televisor deixa de ser uma simples caixinha receptora de conteúdo, no qual o consumidor não tem poder algum. Por isso, temos que repensar a forma de seduzir a demanda de público. A entrega de conteúdo digital é uma grande aliada, pois por meio de uma única plataforma é possível gerir seus conteúdos, escolhendo os locais que serão exibidos e ainda ter a possibilidade de ver seus resultados em tempo real. Isso não é incrível?

Comecei esse artigo falando sobre planos, metas e estratégias e é isso que as agências e anunciantes devem fazer neste momento! É preciso criar campanhas atraentes, que despertem a atenção do público e te conectem a ele. Esse trabalho em conjunto com uma boa ferramenta de distribuição, trará uma nova maneira de lidar com o consumidor final, proporcionando maior eficiência, resultados mais abrangentes e redução drástica em seu custo final.

Celso Vergeiro, CEO da AdStream, maior plataforma de armazenamento e distribuição de conteúdo publicitário do mundo

Tags, ,

Google apresenta o novo Google Play Música

view.aspx

Com o comprometimento de ajudar o usuário a encontrar a música certa para qualquer momento, o Google apresenta o novo Google Play Música, – uma versão inovadora do seu serviço de streaming de músicas, mais inteligente, mais fácil de usar e muito mais prestativo.

Agora, o Google Play Música usa Machine Learning para descobrir quais músicas o usuário gosta e, em seguida, combina informações como localização, atividade e clima junto com playlists – escolhidas a dedo – para proporcionar músicas personalizadas a toda hora e onde quer que esteja.

O Google Play Música irá apresentar músicas personalizadas, com base em onde o usuário está e por que está ouvindo, seja relaxando em casa, precisando de um gás no trabalho, voando, explorando novas cidades, saindo por aí e muito mais. Quando ativar o serviço, músicas para malhar serão exibidas quando entrar na academia, uma trilha sonora para o pôr do sol aparecerá quando o céu ficar rosa e melodias para concentração surgirão na biblioteca.

Com a tecnologia dos sistemas de Machine Learning do Google com a nossa equipe de curadores especializados em música, a experiência continuará evoluindo (e melhorando) a medida que o serviço conhece melhor o usuário. Quando se inscrever, uma playlist offline baseada no que o usuário ouviu recentemente também estará sempre preparada.

A nova experiência será lançada mundialmente (62 países, incluindo o Brasil), para Android, iOS e web.

Tags, ,

Debate em São Paulo é o primeiro transmitido na íntegra via Periscope no Brasil

unnamed-57

O debate com os principais candidatos à prefeitura de São Paulo realizado na TV Gazeta no domingo, 18 de setembro, foi o primeiro transmitido na íntegra no Brasil via Periscope, aplicativo de transmissão de vídeo ao vivo do Twitter.

O feito é resultado da parceria entre a emissora paulista, o jornal “ O Estado de S. Paulo” e próprio Twitter. Como geradora de imagem, a TV Gazeta foi a responsável pela captação do conteúdo. A transmissão foi realizada no perfil @Estadao no Periscope e compartilhado exclusivamente no Twitter.

Para Jonas Oliveira, diretor de parcerias com veículos de notícias e política do Twitter Brasil, o Twitter conecta as pessoas com o que está acontecendo no momento, eventos em tempo real, como o debate, o que possibilita um alto engajamento dos usuários. “Os eleitores puderam tornar-se protagonistas no debate, trazendo dúvidas e questionamentos que fazem parte de algumas das conversas que acontecem diariamente no Twitter”, explica Oliveira.

Além da transmissão ao vivo, os telespectadores enviaram perguntas no formato vídeo e texto, via Twitter, para serem respondidas ao longo do evento. As perguntas foram organizadas e exibidas em um painel do Moments, ferramenta de curadoria do Twitter que busca os melhores Tweets e assuntos mais relevantes todos os dias. Conforme análise realizada pela plataforma, entre às 15h30 do domingo (18) até a meia-noite da segunda-feira (19), foram contabilizados mais de 26 mil Tweets relacionados ao debate e mais de 120 mil telespectadores na transmissão ao vivo pelo Periscope.

Segundo Dacio Nitrini, diretor de Jornalismo da TV Gazeta, a estratégia permitiu que o debate fosse visto por uma camada da população que não assiste televisão: “Nada é mais democrático do que ampliar o acesso à informação”.

Tags, , , , , ,

Twitter transmite jogos da NFL ao vivo

A partir desta quinta-feira (15), às 21h25, o Twitter inicia a transmissão ao vivo e gratuita de 10 partidas da NFL (Liga Nacional de Futebol Americano) com o jogo entre New York Jets (@nyjets) e Buffalo Bills (@buffalobills). Os internautas poderão assistir aos jogos no Twitter pelo perfil oficial da NFL (@NFL) e por meio do link TNF.Twitter.com no computador. As partidas estarão disponíveis para usuários e não usuários da plataforma. O Moments, ferramenta de curadoria do Twitter, também fará a cobertura dos jogos e incluirá um aviso de quando a transmissão estará ao vivo.

Além disso, será possível acompanhar a NFL e outros conteúdos de streaming ao vivo no Twitter, como os gerados pela @NBA, @Bloomberg e @Cheddar, por meio de um novo aplicativo do Twitter voltado aos aparelhos conectados da Apple TV (disponível globalmente), Microsoft Xbox One (disponível na Austrália, Brasil, Canadá, Estados Unidos, México e Reino Unido) e Amazon Fire TV (acessível apenas nos Estados Unidos e Reino Unido). O aplicativo permitirá que qualquer pessoa com esses dispositivos consiga acessar o conteúdo do Twitter, incluindo vídeos do Vine e Periscope e as transmissões ao vivo, sem precisar de uma conta no Twitter ou serviço de TV por assinatura. Para acessar o conteúdo, basta visitar a respectiva loja de aplicativos de cada plataforma.

“Esses dispositivos trarão a experiência de transmissão de vídeos em tempo real no Twitter para a tela da TV”, diz Anthony Noto, CFO do Twitter. “O Twitter tem sido um ótimo complemento para TV, e agora os fãs poderão desfrutar, direto de suas TVs, de mais vídeos premium a partir de conteúdos gerados ao vivo no Twitter. Estamos animados em proporcionar essa nova experiência, que não requer um acesso pago ou login no Twitter.”

Será possível, ainda, optar por receber notificações no celular sempre que alguma das contas seguidas iniciar uma transmissão ao vivo. Para isso, basta o usuário acessar pelo Twitter a conta que deseja acompanhar, como a da NFL (@NFL) por exemplo, selecionar o botão que tem a forma de um sino e ativar a opção para receber notificações. Depois disso, sempre que uma transmissão ao vivo for iniciada, o seguidor receberá uma notificação.

Emojis

Além de assistir às transmissões de jogos aos vivo e acessar o conteúdo do Moments, os fãs também poderão incluir emojis das 32 equipes da Liga Nacional de Futebol Americano em seus Tweets, usando a hashtag correspondente. As hashtags dos times e seus respectivos emojis podem ser encontrados neste link.

Tags, , ,

UView360 e O Globo fazem uma das primeiras transmissões ao vivo em 360° do Brasil

unnamed

No final de abril o YouTube lançou a tecnologia que permitiu vídeos ao vivo em 360 graus para todo o mundo. E logo depois o Brasil realiza uma das primeiras transmissões deste tipo, com duração de 9h, passando conteúdo imersivo sobre revolução digital, inovação e tecnologia. E isso só foi possível graças à parceria entre o jornal O Globo e a startup carioca UView360, no evento de aniversário de 20 anos do Globo Online. Para conseguir realizar a transmissão ao vivo em 360°, a startup carioca usou uma câmera canadense, mais propícia para o livestream, além de uma boa iluminação e conexão com a internet.

Essa tecnologia ainda é pouco conhecida no país, conta Charles Boggiss, diretor da UView360:

“Realizar esta transmissão está sendo um divisor de águas para o país e, claro, para nós da UView360. Muitos ainda desconhecem que existe a possibilidade de vídeos ao vivo em realidade virtual; e ser um dos primeiros a fazer isso no Brasil é incrível”, revela o criador da UView360, empresa pioneira em realidade virtual e na produção de conteúdo imersivo em esportes, jornalismo, entretenimento e publicidade.

Novos site e aplicativo da UView360 – O evento de O Globo marcou também o lançamento do novo site da startup carioca: www.uview360.com.br. O aplicativo da UView360 também permitiu a transmissão ao vivo do evento. Disponível para iOS, conta com conteúdo exclusivo de vídeos interativos em 360 graus, além de possuir suporte para Cardboard.

Baixe o app da UVIEW360 – itunes.apple.com/br/app/uview360/id1075693158?mt=8

Tags, , ,

Startup brasileira promete ser o Snapchat da música

A Neue Labs – laboratório de inovação e negócios digitais – está lançando o CasterTV, novo serviço gratuito que tem como objetivo ser a rede social da música. A plataforma une o poder de ferramentas de compartilhamento em tempo real, como o Snapchat, com a facilidade dos aplicativos de streaming de música, como o Spotify e Deezer, para que as pessoas possam mostrar para sua rede de amigos o que elas estão ouvindo naquele momento.

O CasterTV foi desenvolvido para promover uma interação entre os usuários utilizando não somente o áudio, mas também o vídeo (quem compartilha a música pode tanto mostrar a tela do seu computador como o seu rosto, como se fosse um hangout do Google), e o texto, por meio de um chat em tempo real. “Parece clichê, mas a música realmente aproxima as pessoas” – diz Paulo Floriano, Sócio-Diretor da Neue Labs, que resolveu apostar no projeto. “Achamos que uma das maneiras mais legais de se conectar com outras pessoas e fazer amigos é pelo gosto musical”.

A empresa também busca ativar parcerias com artistas e gravadoras para a divulgação de discos e lançamentos.

A ferramenta funciona como um serviço de “streaming” por meio do computador do usuário. Ele define a tela que deseja transmitir, se quer que seu rosto apareça na câmera; e a plataforma começa a exibir o áudio e o vídeo em tempo real. Outras startups já fizeram uso deste tipo de tecnologia para outros objetivos como o Twitch.tv, serviço de streaming de gameplay vendido para a Amazon recentemente.

A ideia veio de um desejo antigo do time da Neue Labs em lançar um projeto atrelado à música. “Já fizemos diversos experimentos com alguns negócios nesta área, entre eles um serviço de criação customizada de playlists,” – ressalta o CEO da Neue Labs. Com o CasterTV, as apostas são grandes. No momento eles estão em beta privado, coletando interessados para o primeiro grupo que irá utilizar a plataforma em regime fechado, para testes. Depois do lançamento no Brasil, que deve acontecer em janeiro, a ideia é expandir rapidamente para países de língua inglesa. “A plataforma está sendo desenvolvida desde o início pensando na internacionalização, já que não existe nenhum serviço semelhante no mundo” – finaliza Paulo Floriano.

Para ter acesso ao CasterTV é só entrar no site http://caster.live.

Tags, , , ,