Category setor imobiliário

O setor bancário e a corrida por transparência no combate às fraudes

Por Eduardo Tardelli

O setor bancário é, sabidamente, um dos que mais investe em compliance, devido ao alto risco das suas transações. No Brasil, o combate às fraudes ganhou força em 2009, ano em que a Controladoria Geral da União oficializou a responsabilidade social das empresas em relação a essa questão. O assunto foi destaque novamente em 2013 com a aprovação da Lei da Ficha Limpa, que estabeleceu às empresas que têm setor de compliance ativo uma redução no valor das multas e sanções, que podem chegar até 20% do faturamento anual das empresas envolvidas em atividades ilícitas em caso de irregularidades. Como o montante nesse setor é maior, o benefício, nesses casos, também.

Por isso, medidas de transparência e controle interno e externo que visam combater a lavagem de dinheiro, sonegação de impostos, evasão de divisas e outras atividades fraudulentas são muito importantes, principalmente para este setor, que costuma ficar à mercê desses problemas mais do que outros segmentos.

As operações anticorrupção que veem acontecendo nos últimos anos colocaram grandes bancos em evidência, ajudando muito a evidenciar as práticas de prevenção de risco. As melhorias e estruturação dessas ações aprimoram e aperfeiçoam a segurança da informação, permitindo acesso restrito e controlado a dados sensíveis, garantindo, ainda, a adoção das mais recentes medidas para prevenção de lavagem de dinheiro e combate a práticas fraudulentas.

Com isso, estamos vendo empresas que trabalham com serviços relacionados a compliance crescerem exponencialmente ao longo dos anos, tornando-se consultoras de organizações de diferentes setores. Essas companhias têm ajudado a dar suporte aos objetivos estratégicos, com a premissa de garantir a máxima transparência em relação as suas atividades. Os profissionais da área têm auxiliado muitas empresas a lidarem com aspectos de governança, conduta, transparência e temas como ética e integridade. Afinal, é essencial que as organizações mantenham uma conduta a ser espelhada e replicada em seu mercado de atuação, agindo diretamente na prevenção de riscos que vão além do impacto financeiro.

O setor bancário, sem dúvidas, saiu na frente, por oportunidade ou necessidade, em relação ao combate às fraudes e à corrupção. Porém, a tendência é que diversos segmentos se adaptem, cada vez mais, as mudanças positivas causadas por medidas de compliance.

Eduardo Tardelli, CEO da upLexis

Setor de consórcio imobiliário investe na inovação

Nos dias 11 e 12 de setembro, São Paulo receberá o Conecta Imobi, considerado o maior evento de marketing, vendas e tecnologia do mercado imobiliário na América Latina. A edição deste ano deverá reunir mais de 4 mil profissionais do setor, que poderão acompanhar palestras, apresentações de cases de sucesso e ainda conhecer as novidades do segmento nos estandes das empresas participantes.

De acordo com a organização, além de atualizar os profissionais do mercado, o evento ainda vai destacar a importância da inovação e como a tecnologia está transformando as vendas do setor e a relação com o cliente.

Uma das empresas participantes, a Ademilar Consórcio de Investimento Imobiliário – pioneira dessa modalidade no Brasil, segue a tendência do mercado fazendo da tecnologia uma aliada. Desde o início do ano, a empresa oferece a seus consultores um aplicativo que possibilita a realização das vendas em ambiente totalmente digital. “Com essa ferramenta, eles formalizam o processo de vendas sem a necessidade do papel. A assinatura do contrato é feita digitalmente, e os clientes recebem todas as informações por e-mail. O aplicativo está trazendo ainda mais agilidade ao nosso serviço”, explica a diretora-superintendente da Ademilar, Tatiana Schuchovsky Reichmann. O aplicativo está disponível para Android e ainda este ano será viabilizado para sistema iOS.

A diretora destaca que, mesmo com o constante ritmo de expansão do setor de consórcio, é preciso manter-se competitivo no mercado e atrativo para os clientes. E a inovação, segundo ela, pode ser um dos diferenciais. “Estamos há 27 anos no mercado e, mesmo com uma carteira sólida de clientes, seguimos investindo em melhorias, e isso reflete nos nossos resultados. Para se ter uma ideia, entre janeiro e agosto de 2018, registramos um crescimento nacional de 40% no volume de créditos comercializados, em comparação com o mesmo período do ano anterior”. Ainda de acordo com a executiva, somente no estado de São Paulo, a alta foi de 12%.

O uso da tecnologia para fechar negócios e novas tendências de marketing serão discutidas durante os dois dias do Conecta Imobi. Entre os palestrantes estão Fábio Coelho, presidente da Google Brasil, Roberto Justus, empresário do Grupo Newcomm, e Gabriela Chaves Schwery Comazzetto, diretora de negócios do Facebook. Realizado no Transamérica Expo Center (SP), o evento já está com ingressos esgotados.

Tags, , , , , ,

OLX e Storia Imóveis apresentam expectativas dos usuários sobre o mercado imobiliário em 2018

A OLX – maior site/aplicativo de compra e venda do Brasil – e o Storia Imóveis, plataforma da OLX exclusiva para anunciantes profissionais de imóveis, apresentam o resultado de uma pesquisa feita com seus usuários sobre o que eles esperam do mercado de imóveis em 2018 – qual a intenção de compra ou locação e também quanto pretendem gastar.

De acordo com a pesquisa, 64% dos entrevistados não encontraram um imóvel compatível com as suas preferências em 2017. 74% pretendem continuar buscando neste ano, sendo que, 61% estão interessados em comprar. Quase metade dos analisados, 44%, pretendem concluir a escolha de uma nova propriedade em até três meses.

Os dados revelam que a maioria das buscas nas plataformas mostram que os usuários estão dispostos a gastar até R$2.000 para aluguel (84%) e R$ 500 mil na hora da compra (86%). Em cima disso, a pesquisa também mostra que 66% dos entrevistados acreditam que os valores dos imóveis continuarão no mesmo nível e/ou apresentarão queda nos preços.

Para 37% dos entrevistados, o motivo mais relevante na escolha de um novo lar é a localização. “O local onde o imóvel está inserido é o principal atributo que influencia nessa busca. Para os usuários, as características do bairro e entorno são tão importantes quanto a estrutura do imóvel em si ou seu valor”, frisa Igor Pereira, Vice-Presidente de Imóveis da OLX.

Atributos que mais influenciam na busca por um novo imóvel

A pesquisa ouviu 652 pessoas de todo o Brasil. Do total de entrevistados, 60% são do sexo feminino, 63% têm entre 26 e 45 anos, 68% são famílias com ou sem filhos e 68% tomam a decisão em família/cônjuge.

Tags, , , , , , ,

Bcredi expande serviços em plataforma de open banking

Em um cenário no qual o open banking – a abertura pelos bancos de seus sistemas para conexão direta por terceiros – é tratado como uma das principais tendências de impacto no mercado bancário, as fintechs Bcredi e Quanto se unem para disponibilizar um novo canal de análise de dados para que pequenos e médios empresários acessem crédito com melhores condições do que as tradicionalmente oferecidas no mercado.

Com a revolução das fintechs à pleno vapor no Brasil, o movimento do open banking chega para acelerar ainda mais o potencial para cooperação entre fintechs e bancos. Trazendo uma solução plug-and-play de open banking para bancos e fintechs, a Quanto torna concreta a promessa de um setor mais competitivo e com produtos customizados para o usuário final por meio de uma plataforma segura para conexão, gestão e contratação de serviços financeiros, com a qual é possível, por exemplo, movimentar contas em vários bancos por meio de um único Internet Banking.

Já no âmbito do crédito, o usuário pode contratar um crédito imobiliário em poucos cliques. Através da parceria entre a Quanto e a Bcredi, fintech de crédito com garantia de imóvel e financiamento imobiliário online do Grupo Barigui, o open banking permite a desburocratização e análise de dados, com a Quanto funcionando como canal de onboarding do cliente.

“Quem nunca fez um cadastro na Quanto pode usar o app para preencher os seus dados em um ambiente seguro. Para quem já fez o cadastro, basta ler um QR Code no site para nos dar acesso temporário a seus dados, tornando possível a análise de crédito na Bcredi em minutos. Essa parceria vai permitir oferecer aos pequenos e médios empresários uma opção de crédito com garantia de imóvel com juros menores e prazos mais longos, e que ainda é pouco conhecida e explorada no Brasil” explica Maria Teresa Fornea, cofundadora da Bcredi.

“A Quanto reúne de forma segura dados dos vários bancos fornecidos pelo cliente, além de informações como as NF-es de uma empresa. Nosso impacto na hora da concessão de crédito é claro: informações melhores significam menos incerteza para o credor e juros mais justos para o tomador” finaliza Ricardo Taveira, CEO da Quanto.

Tags, , , , , , , , , , , , ,

Mercado imobiliário ganha plataforma para conteúdo em 360 graus

Startup Stratos360 é acelerada pelo Programa de Promoção da Economia Criativa Samsung-Anprotec

Possibilitar passeios virtuais em 360 graus, de forma simples, rápida e de baixo custo para o mercado imobiliário e seus clientes é o objetivo da Stratos Conecta, plataforma de criação e publicação de conteúdos em realidade virtual, criada pela Stratos360. O projeto surgiu da necessidade percebida pela equipe da startup que, desde 2010, desenvolvia conteúdo em fotos e vídeos 360 graus.

“Muitas imobiliárias nos procuravam, mas a complexidade técnica e alto custo de um projeto de criação de tour virtual inviabilizava esse atendimento. Pensamos então em uma plataforma que facilitasse essa possibilidade, com baixo custo e praticidade”, explica a gerente administrativa da Stratos360, Luciana Silva.

A plataforma Stratos Conecta representa uma solução inovadora para o segmento imobiliário e seus clientes. De fácil acesso e manutenção, possibilita, em poucos passos, que as imobiliárias capturem as imagens dos empreendimentos e, por meio de um aplicativo para smartphones, as enviem para a plataforma e as transformem em uma experiência única de realidade virtual. Com indicações de passo a passo e vídeos tutoriais, em pouco tempo e com baixo custo é possível oferecer visitas virtuais em 360 graus aos empreendimentos disponíveis.

Ao oferecer a visita virtual da Stratos Conecta, a imobiliária fornece mais praticidade e assertividade para seu cliente, ganhando em eficiência, visibilidade e a possibilidade de atender um número maior de visitas aos imóveis. Proporcionando essa experiência positiva, a imobiliária aumenta sua credibilidade, ganha a confiança do cliente e, consequentemente, conquista sua fidelização. “Para alugar ou comprar um imóvel, atualmente, sabe-se que 90% das pessoas consultam a internet antes de ir pessoalmente ao local. Com a experiência que a imobiliária possibilitará com a Stratos Conecta, os clientes poderão não apenas ver fotos, mas conhecer detalhes importantes como a vizinhança, ligação entre os cômodos e como estão distribuídos, por exemplo”, detalha Luciana.

Com essa possibilidade, será possível ganhar em economia de tempo, reduzir o número de visitas, oferecer o serviço para clientes de localidades diferentes do imóvel e visitar vários imóveis virtualmente de forma fácil e rápida. A apresentação ao cliente pode ser feita pelo computador, tablet, smartphone ou por óculos de realidade virtual, como o Gear VR, da Samsung, que proporciona uma experiência ainda mais real.

Inscrições para terceira rodada de investimentos já estão abertas

A Pixcube é uma das startups selecionadas pelo Programa de Economia Criativa Samsung-Anprotec. A startup recebeu apoio financeiro e mentorias em alta tecnologia, além de mentorias e capacitação em temas totalmente pertinentes à realidade da empresa.

O Programa de Promoção da Economia Criativa é uma iniciativa da Samsung em parceria com a Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores – Anprotec. “O programa já avaliou mais de 400 candidatos em áreas como realidade virtual, saúde digital, educação digital, bem-estar, wearables, convergência e Internet das Coisas (IoT). 20 startups foram beneficiadas até o momento com investimentos diretos, suporte, infraestrutura, incubação, aceleração, mentorias e acesso a tecnologia e investidores”, comemora Antonio Marcon, gerente de Pesquisa & Desenvolvimento da Samsung e coordenador nacional do programa em parceria com a Anprotec. “A Samsung estabelece um ambiente propício para promover a educação e apoiar os desenvolvedores e empreendedores com o objetivo de acelerar aplicações inovadoras”, complementa o executivo.

As inscrições para a terceira rodada do programa já estão abertas no portal http://anprotec.org.br/samsung. Nesta rodada, o número de vagas do programa foi ampliado para até 20 startups e o investimento pode chegar a R$ 250 mil por empreendimento em áreas como Mobilidade, Realidade Virtual, Saúde Digital, Educação Digital, Agricultura Digital, entre outras. Os candidatos têm até o dia 20 de agosto para submeterem suas propostas.

Tags, , , , , ,

Banco Intermedium faz primeiro registro eletrônico de imóvel de Minas Gerais

O Banco Intermedium, única instituição financeira a oferecer conta corrente totalmente gratuita e uma das pioneiras na modalidade digital no Brasil, relizou o primeiro registro eletrônico de imóvel em Minas Gerais. A iniciativa vai reduzir de 30 para dez dias úteis o prazo de registro dos documentos e agilizar a liberação do financiamento imobiliário para os clientes da instituição.

Agora, com o registro eletrônico, os clientes de crédito imobiliário do banco terão redução no prazo de registro de imóveis e não precisarão ir ao cartório para registrar o contrato. Neste método, o banco passa a enviar o contrato eletronicamente para o cartório. A solução garante mais comodidade, agilidade e segurança ao processo, além da eliminação do trâmite de papel.

“O Banco Intermedium reforça seu pioneirismo e inovação na era digital ao trabalhar com os registros eletrônicos de imóveis, que contribuem com mais eficiência e agilidade aos processos para os clientes. Com essa nova possibilidade, estimamos que houve um ganho de tempo de 30% em nossos processos de crédito imobiliário e geramos uma economia de custos de 70% nos serviços em que utilizamos cartório”, destaca João Vitor Menin, presidente do Banco Intermedium.

Registro de imóveis na era digital

O Banco Intermedium é parceiro da Associação dos Notários e Registradores do Estado de MG (Anoreg/MG), Colégio Registral Imobiliário de Minas Gerais (Cori-MG) e da Associação dos Registradores Imobiliários de SP (Arisp) e uma das primeiras instituições financeiras a adotar o registro eletrônico de imóveis.

Este novo modelo de registro foi determinado por meio de um provimento (n. 47/2015) do Conselho Nacional de Justiça que instituiu o Sistema de Registro Eletrônico de Imóveis. O Sistema tem como objetivo facilitar o intercâmbio de informações entre os ofícios de registro de imóveis, o Poder Judiciário, a administração pública, instituições financeiras e o público em geral. Muitas operações que antes eram realizadas presencialmente em Cartório, poderão ser feitas online na plataforma.

Tags, , , , ,

VivaReal participa de programa de mentoria para startups da Prefeitura de São Paulo

O VivaReal estará presente no SP Stars 2017. Diego Simon (Co-fundador do VivaReal e CEO do Viva Decora), Lucas Vargas (CEO do VivaReal) e Gabriel Porto (Vice-presidente de marketing do VivaReal) integram a rede de profissionais que prestará mentoria para 50 empreendedores. A partir de fevereiro, as startups receberão acompanhamento de sua evolução em seis edições mensais ao longo de 2017.

No SP Stars 2017, cada startup receberá até 24 mentorias presenciais e individuais junto a diferentes executivos do ecossistema de startups de São Paulo, dentre investidores, aceleradoras, fundadores de startups e especialistas em marketing digital e vendas. Fundado em 2009, o VivaReal se tornou líder do segmento em oferta e demanda de imóveis, com mais de 15 milhões de visitas por mês e mais de 5 milhões de anúncios para compra e locação em todo o Brasil. Desde sua fundação, a empresa brasileira recebeu mais de R$ 170 milhões de investimentos dos fundos Monashees Capital, Kaszek Ventures, Valiant Capital, Dragoneer Investment Group e Spark Capital. “O VivaReal possui um mindset de startup, apesar de ter mais de 500 colaboradores. Atraímos investimentos, escalamos nossa operação e temos 15 escritórios. Superamos diversos desafios, que são similares para muitas empresas iniciantes. Desejamos auxiliar o ecossistema de startups e beneficiar São Paulo e todo o País”, explica Diego Simon, co-fundador do VivaReal e CEO do Viva Decora, portal de conteúdo com as melhores ideias e referências em decoração.

A rede de mentores do SP Stars conta com mais de 200 especialistas voluntários, dos quais já participaram executivos do Spotify, Amazon, Google, Twitter, Movile, Nubank, Buscapé, GetNinjas, VivaReal, BankFácil, Kekanto, Easy Taxi, Loggi, IBM, Guia Bolso, dentre outros.

Os empreendedores participarão ainda de workshops temáticos do SP Stars Academy, além de sessões de mentoria coletiva facilitadas por parceiros do ecossistema, divulgação das soluções, acesso à Rede SP Stars, descontos e benefícios oferecidos por parceiros do Programa. Desde seu lançamento em 2015, o SP Stars recebeu cerca de mil inscrições e atendeu mais de 350 startups, ultrapassando mil sessões de mentoria realizadas.

Tags, , , , , ,

Business Intelligence ganha espaço no setor imobiliário

Menor número de lançamentos, estoque de empregos baixo e pouca confiança dos empresários. Esses são os reflexos da crise econômica no Brasil, sentidos principalmente pelo setor imobiliário, que nos últimos anos buscou novas ferramentas para se manter lucrativo. É o caso da incorporadora EBM, que decidiu investir na solução de Business Intelligence da Targit para impulsionar o seu negócio.

Em síntese, a partir da integração realizada em fevereiro de 2016 e com as análises do BI, a EBM conseguiu se estruturar em meio às incertezas econômicas e planeja crescer. A visão holística dos negócios trouxe a oportunidade de investimento em novos projetos como a diversificação de seu portfólio e na interiorização de seus empreendimentos. Para 2017, a incorporadora estima faturar R$ 400 milhões, além de já ter acumulado R$ 1 bilhão em Valor Geral de Vendas (VGV) de terrenos comprados em todo território brasileiro para lançamentos previstos para sair do papel nos próximos três anos.

“Enfrentamos o período de crise com muita cautela e uma das dificuldades que tínhamos era o gerenciamento e consolidação das informações de toda a holding para a análise e gestão da diretoria. São milhares de dados espalhados em infindas planilhas e conseguir ser assertivo na tomada de decisão não era tarefa fácil. Foi quando nos surgiu a ideia de fazer uma gestão por meio do Business Intelligence”, explica Bruno Thomaz, Gerente Financeiro e de Controladoria da EBM.

Após a procura por diversas opções de tecnologia para otimizar os processos internos e tornar a administração dos conglomerados mais dinâmica, a incorporadora decidiu adquirir o recurso de Inteligência de Negócios da multinacional dinamarquesa Targit. A ideia era integrar uma tecnologia que conseguisse cruzar as informações de todas as áreas – desde as despesas administrativas até o faturamento final.

O executivo explica que os ganhos foram inúmeros após a implantação, por exemplo, redução de tempo, fechamento contábil trimestral (antes era realizado anualmente) e cruzamento de despesas administrativas versus faturamento. “Foi possível reduzir custos inerentes ao tempo, além de melhorar a produtividade da incorporadora em todos os âmbitos. Hoje, nós temos um conjunto de dados mais precisos, onde o acompanhamento de todos os projetos é realizado diariamente dentro do projeto macro, que é o de Business Intelligence. A princípio, a ferramenta foi aplicada nas áreas financeira e comercial. Hoje, todas as áreas foram integradas ao BI”, avalia.

Com a sede matriz em Goiânia, atualmente a EBM configura-se como uma empresa de real state. Atua como incorporadora e construtora, além de possuir unidades de negócios focadas nas incorporações, propriedades, urbanismo, loteamento e imóveis destinados à venda. “Atuamos desde 2009 mais fortemente em Goiânia e Brasília. Agora, estamos com projetos para o interior de São Paulo em cidades como São Carlos, Araraquara e Campinas”, finaliza Thomaz.

Profissionalizar foi um desafio

Para que o ganho fosse efetivo, capacitar os profissionais internos era um dos desafios da empresa, que optou por treinamentos direcionados aos profissionais de TI e Controladoria, com a intenção de deixa-los a cargo dos “cubos” – nome dado à criação dos projetos dentro da ferramenta de BI da Targit. A implantação foi iniciada em fevereiro de 2016, com a capacitação da equipe junto aos seus respectivos gestores, entre eles os Analistas e Especialistas no desenvolvimento dos Cubos, Rodolfo Miranda e Felipe Assis, e o Analista e Especialista em Infraestrutura de TI, Fabio Alencar. A estratégia adotada foi de caráter experiencial e a principal ação era a montagem de análises, onde eram necessárias a utilização de planilhas bastante complexas de DRE (Demonstração de Resultado do Exercício).

“Esses tipos de planilhas são difíceis de serem manuseadas porque a nossa empresa é bastante completa em termos de software. Temos vários sistemas que coletam informações de viés financeiro, comercial, contábil, além de folha de pagamento e vendas. E como fazer para que todos esses sistemas se comuniquem de forma a levantar as informações para a planilha de DRE? Como gerar gráficos e informações gerenciais? A resposta foi bem fácil. Em termos de custo-benefício, a ferramenta de BI foi capaz de integrar todos os nossos sistemas para que se tornassem um só”, diz Kaio Sousa, Coordenador de TI da EBM.

Allan Pires, CEO da multinacional dinamarquesa Targit para a América Latina & Texas, comenta que um dos ganhos com o Business Intelligence está na construção e/ou migração das informações – de maneira fácil e rápida – de outros softwares para dentro da plataforma da Targit, ou seja, a solução de BI possibilita a não dependência de outros sistemas para a construção das análises micro e macroeconômicas. A migração é instantânea.

Agora, tanto a diretoria quanto os gestores de cada área podem visualizar e realizar as mudanças em tempo real de um projeto como a mudança nas datas de lançamento de um empreendimento. Além disso, a EBM possui um comitê responsável pela formatação e escolha dos layouts dos gráficos, entre outras ações exercidas dentro da ferramenta.

Allan ressalta que o mercado está cada vez mais receptivo para ferramentas de exploração de dados. “Com o BI, as empresas não precisam mais olhar o futuro pelo retrovisor. É possível trazer áreas extremamente complexas para o mundo dos gráficos e dos números gerenciais e este processo só tende a melhorar com o tempo. Os novos formatos oferecem mais subsídios para os empresários, tendo em vista as suas capacidades competitivas”.

Tags, , ,

Pokémon Go chega ao mercado imobiliário com o VivaReal

view.aspx

Os brasileiros aguardam ansiosos a febre que tomou conta do mundo, o Pokémon Go. No mercado imobiliário brasileiro, o VivaReal, plataforma digital que conecta imobiliárias, incorporadoras e corretores com consumidores que buscam um imóvel, é a primeira empresa a integrar a experiência de encontrar a casa dos sonhos com o jogo. Ao fazer uma busca no aplicativo, os consumidores poderão ver se perto do imóvel onde querem morar existem Ginásios Pokémons e PokéStops. Ao encontrar esses locais no Pokémon Go, os jogadores podem batalhar e pegar itens que os ajudarão durante o jogo.

“Na hora de comprar um imóvel é comum as pessoas buscarem por locais como parques, hospitais e escolas na vizinhança. Agora o aplicativo do VivaReal possibilita a busca por outros locais, como Ginásios Pokémons e Pokéstops, trazendo a realidade virtual ao mundo real. Esta tendência já acontece em diversas partes do mundo e pode representar uma mudança comportamental na forma como as pessoas se relacionam com a localização na hora de comprar o imóvel”, afirma Mariana Ferronato, Diretora de Marketing do VivaReal. Para ver se a casa ou apartamento é perto de Ginásios Pokémons ou PokéStops, os consumidores precisam apenas entrar no anúncio do imóvel e clicar no mapa de localização. Junto com pontos de interesse como transporte público, parques, museus, farmácias, hospitais, mercados e padarias, aparecerão os Ginásios Pokémons e PokéStops.

Para os profissionais do mercado imobiliário, a novidade pode ajudar na hora de fechar o negócio. Pesquisas feitas pelo VivaReal indicam que metade das pessoas que buscam imóveis procuram via mobile. A localização é um dos fatores que consideram mais relevantes na hora de escolher uma casa ou apartamento. Só perde para o preço. Imóveis com o endereço completo geram 83% a mais de contatos. “Os corretores e construtoras devem ficar atentos às novidades como o Pokémon Go. O mercado pode usar o jogo para realizar ações de marketing que chamem a atenção dos consumidores e assim atrair mais interesse aos anúncios”, completa Mariana. Com a novidade do VivaReal, profissionais do mercado imobiliário também adicionaram aos anúncios informações de quantas PokéStops e Ginásios Pokémons existem próximos aos imóveis. A atualização do aplicativo do VivaReal com o filtro Pokémon já está disponível na versão para Android e nos próximos dias será lançada para iOS. Pokémon Go estreará em breve no Brasil.

Veja no vídeo como o VivaReal integrou o Pokémon Go no seu app:

Tags, , , , ,