Category identificação digital

Tecnologia de reconhecimento facial auxilia consumidores na hora do check-in em aeroportos brasileiros

Trazer mais agilidade ao check-in e inovação para seus consumidores foram motivações que há cerca de um ano, levaram a GOL Linhas Aéreas Inteligentes a entrar em contato com a startup brasileira de reconhecimento facial FullFace. Juntas, as empresas implementaram o Selfie Check-In, processo de confirmação de reservas pelo celular, por meio de uma “selfie” do passageiro. A solução da startup brasileira, desenvolvedora de uma tecnologia proprietária de reconhecimento da face, faz a companhia somar atualmente mais de 500 mil clientes cadastrados. Em um ano, foram realizados mais de 1 milhão de processos de Selfie Check-In.

A GOL é a pioneira no mundo em oferecer esta opção aos passageiros de voos domésticos ou internacionais. “O reconhecimento facial já é uma opção em todo e qualquer lugar que seja necessário a identificação do usuário. A FullFace tem a tecnologia que torna viável a utilização de forma segura e eficiente, em ambientes web, mobile e físicos, para que empresas quebrem paradigmas e busquem novas opções de identificar seus usuários de forma segura, ágil e inovadora”, explica Danny Kabiljo, CEO da startup.

Kabiljo ressalta também que o reconhecimento facial é uma tecnologia eficiente e de fácil integração, uma vez que basta uma câmera de celular ou webcam para viabilizar a identificação de uma pessoa, podendo assim ser aplicada em qualquer setor e de forma integrada em todas os meios utilizados pelo mesmo.

“Trabalhamos com o desenvolvimento interno e criamos um time que observa tudo o que as startups do mercado estão fazendo. Vimos que a FullFace já tinha esta tecnologia que abreviaria nosso tempo de lançamento do produto. Foi um trabalho a quatro mãos: algoritmo da FullFace junto ao nosso desenvolvimento do aplicativo”, explica Paulo Palaia, diretor de tecnologia da GOL.

A leitura dos pontos do rosto se dá pela estrutura óssea, ou seja, informações superficiais como barba ou maquiagem não alteram o resultado final da checagem. Ao invés de uma foto, é gerado um código com cerca de 16 mil caracteres, como um CPF facial, o que garante segurança e privacidade aos dados do cliente. Nenhuma outra companhia aérea no mundo possui esta tecnologia.

Tags, , , , , ,

Brasil Digital, o novo Documento Nacional de Identidade

Por Paulo Milliet Roque, vice-presidente da ABES

Está previsto para julho de 2018 o início da disponibilização do DNI (Documento Nacional de Identidade), uma identidade digital válida em todo o território brasileiro cuja proposta é unificar documentos como RG, CPF e título de eleitor. A identificação poderá ser obtida em um processo que inclui registro no aplicativo gratuito “DNI” nas plataformas Android e iOS e identificação biométrica em postos de atendimento do TRE (Tribunal Regional Eleitoral). Com todas as validações concluídas, será possível carregá-lo na memória de um celular ou tablet, dispensando a apresentação de registros de papel.

A iniciativa demonstra o quanto o Brasil tem avançado no campo de certificações digitais e indica um possível caminho de menor burocracia e eficiência aliada à tecnologia. Por outro lado, o novo documento não escapou de críticas, sendo as principais aquelas que levantam dúvidas sobre a privacidade das informações e os custos embutidos no sistema. As duas impressões possuem sua coerência, mas devem ser analisadas com atenção.

O DNI terá vários aspectos de segurança para evitar fraude. O documento é protegido por senha, não sendo possível gravá-la no aplicativo. Também não há vinculação com o chip do celular, e as informações não ficam na memória do aparelho (é necessária conexão com a Internet). Também haverá uma marca d’água ao lado e embaixo da fotografia, mutável a cada acesso ao aplicativo, o que permitirá conferir data e hora em que o documento foi aberto. Essa medida procura evitar que “prints” de tela de terceiros sejam usados como fraude à identificação. No caso de extravio do celular, o cidadão pode pedir a desvinculação do documento e solicitar a habilitação em outro celular no ponto de atendimento.

O DNI identifica o cidadão para outros humanos, mas não assina documentos. Para assinar documentos com valor legal, o cidadão precisa de um certificado digital (tipo e-CPF) que também pode ser instalado no celular. São propostas complementares.

Este certificado digital possui uma chave privada que identifica o cidadão para fins de acesso a serviços do governo e assinatura de documentos. O processo de acesso e a portais assinatura digital de documentos é criptografado. Esses documentos na sua forma nativa não são legíveis para os humanos, pois tudo está criptografado. Para isso é preciso utilizar um software leitor/assinador do documento que mostre as assinaturas, como o Adobe Reader, ou um portal de assinaturas.

Desde a implantação do sistema de certificados digitais brasileiros (ICP-Brasil) no ano de 2001, em nosso país não há registro de roubo de chaves privadas de certificados, a exemplo do que já aconteceu em países europeus e nos Estados Unidos. Isso se deve à alta rigidez tecnológica imposta pelo governo. Com a preocupação de sempre estar um passo a frente e preparado para a evolução dos hackers, já alteramos em 2012 nosso padrão de criptografia de 1024 para 2048 bits e hoje utilizamos técnicas avançadas como a marcação georreferenciada (que utiliza um GPS para emitir certificados, no intuito de combater fraudes) no processo de identificação do titular do Certificado Digital.

Os equipamentos dos certificados digitais (cartões, tokens, leitoras, etc…) brasileiros são certificados pelo Inmetro, com regras rígidas. Os sistemas envolvidos na emissão e uso são homologados pelo ITI Instituto Nacional da Tecnologia da Informação (ligado à Casa Civil). Tamanha preocupação com segurança muitas vezes se reflete em custos (sobretudo porque também são necessárias as caras validações presenciais, antes da emissão de um documento digital), que são fundamentais para tornar esses registros confiáveis.

A medida que a desmaterialização cresce, as certificações digitais e identidades digitais passam a ter uma importância fundamental.

Tags, , , , , ,

HID Global adquire Arjo Systems para expandir o negócio de ID de Governo

A HID Global, líder mundial em soluções de identidade confiável, anuncia hoje que adquiriu a Arjo Systems SAS, fornecedora de soluções de identidade física e digital para aplicações seguras de identificação governamental. Com a aquisição da Arjo Systems, a HID Global terá maior capacidade para implantar soluções de identificação eletrônica (eID) e e-Passport para programas governamentais.

“Nossa aquisição da Arjo Systems avança significativamente o nosso negócio de ID de Governo para o cidadão, ampliando nosso alcance geográfico e massa crítica”, disse Stefan Widing, presidente e CEO da HID Global. “A Arjo Systems é um importante acerto para a HID Global, que complementará nossas ofertas de ID de governo com uma ampla gama de capacidades para agências governamentais, impressoras estatais e integradores locais”.

A aquisição reúne estratégias complementares, bases de clientes e ofertas que possuem fortes sinergias para apoiar a inovação contínua para clientes de identificação de governo para o cidadão. A Arjo Systems promove a HID Global como um fornecedor de soluções de eID e e-Passport, um dos poucos sistemas operacionais comprovados, com produtos complementares e novos recursos de software, serviços de integração e conhecimento de mercado, expandindo a presença da HID Global em mercados emergentes seletos, oferecendo um apoio ainda maior aos clientes e integradores governamentais.

A Arjo Systems será incorporada ao negócio de soluções de ID de Governo da HID Global. Com aproximadamente 100 funcionários em geral, a Arjo Systems continuará suas operações na França, Itália e Hong Kong.

Ancorada por mais de duas décadas de experiência no mercado de governo, a HID Global emitiu mais de 150 milhões de IDs para governo em mais de 50 países para grandes projetos que incluem identificação nacional, passaporte eletrônico, identificação de residente estrangeiro, carteira de motorista e programas de registro de veículos.

Para saber mais sobre as soluções de identidade confiável da HID, acesse www.hidglobal.com.br

Tags, , , ,

Honeywell lança app de gerenciamento para IoT predial

lcstrip_71412_0_full

O Honeywell Vector Occupant App combina a praticidade dos atuais dispositivos móveis aos recursos prediais conectados, fornecendo aos usuários um controle maior sobre os níveis de conforto e a possibilidade de deslocamento com segurança no local de trabalho. O novo software é o exemplo mais recente da liderança da Honeywell em internet das coisas para edifícios conectados.

“Os smartphones e aplicativos continuam facilitando nosso dia-a-dia, como chamar um táxi ou saber onde estamos na lista de espera de um restaurante. Estamos agora aplicando os mesmos conceitos de percepção e controle à forma de interagir com o edifício”, disse John Rajchert, Presidente da Honeywell Building Solutions. “Os edifícios estão vivos, oferecendo várias oportunidades de interação com seus usuários – se eles fizerem as conexões certas. O Honeywell Vector Occupant App facilita essas interações para que os usuários criem suas melhores experiências”.

O novo aplicativo fornece identificação digital e interage com as funções principais do edifício, incluindo controle de acesso e regulagem de temperatura do ambiente, para melhorar a experiência do usuário pelo simples toque de uma tela. As capacidades de controle de acesso do aplicativo eliminam a necessidade de cartões físicos ou de chaves e fornecem ao usuário o acesso seguro por meio de seus smartphones. Além disso, ele também pode comunicar de maneira rápida e fácil qualquer desconforto com a temperatura e receber ajustes em tempo real, eliminando o processo demorado de solicitar ao gerente do edifício.

O benefício para os gerentes dos edifícios é a verificação imediata do nível de conforto dos usuários para que possam fazer ajustes com mais rapidez. E as capacidades do aplicativo de identificação digital e controle do acesso facilitam o gerenciamento das credenciais dos usuários, eliminando a necessidade de carregar cartões de acesso o tempo todo e substituir cartões perdidos.

“O engajamento do usuário é um aspecto cada vez mais importante das soluções prediais inteligentes”, disse Casey Talon, analista de pesquisas responsável da Navigant Research. “O aplicativo para smartphones é uma plataforma inovadora de coleta de percepções que podem melhorar as condições ambientais e otimizar o local de trabalho. ”

Com o suporte de uma arquitetura na nuvem e viabilizado pela tecnologia de credenciais HID Global’s Seosâ, o Honeywell Vector Occupant App trabalha de forma independente dos sistemas prediais existentes, permitindo sua ampla utilização e adoção. O administrador do edifício pode usar o aplicativo para acessar um portal na nuvem e gerenciar credenciais e informações de identificação dos usuários.

Os usuários que fazem o download do aplicativo devem primeiro receber um convite do administrador para obter acesso aos seguintes recursos:

Identificação digital – Elimina a necessidade de crachás de plástico ou temporários e resolve o problema de fotos antigas de identificação, pois fornece uma foto atual.

Controle de acesso conveniente – Com o recurso de identificação digital, o aplicativo oferece controle de acesso pelo dispositivo móvel que pode ser facilmente gerenciado pelo edifício, eliminando a necessidade de manter cartões de acesso e chaves o tempo todo. Os usuários carregam menos itens e podem abrir portas de uma distância maior do que os cartões e chaves tradicionais.

Ajuste de temperatura em um clique – É uma forma rápida e direta de informar quando a área de trabalho está muito quente ou muito fria, além de receber a confirmação de que o problema está sendo resolvido. O gerente do edifício recebe imediatamente uma mensagem sobre o desconforto no ajuste da temperatura e pode visualizar a localização da chamada, identificar padrões e rapidamente fazer o ajuste para atender ao usuário.

O Honeywell Vector Occupant App faz parte da abordagem da Honeywell de serviços conectados, que utiliza a conectividade dos edifícios para melhorar a operação, a experiências de visitantes e de trabalhadores. Além disso, o aplicativo é a inovação mais recente da estratégia de software móvel da Honeywell, uma parte significativa dos esforços da empresa de fornecer as inovações tecnológicas mais modernas e de ajudar a manter as instalações seguras, confiáveis, confortáveis, produtivas e com eficiência energética. Futuras funcionalidades estão planejadas para o aplicativo, que farão uso da conectividade do edifício.

O Honeywell Vector Occupant App pode ser usado com os sistemas Apple e Android e está disponível no iTunes e Google Play.

Tags, , , ,