Category frete

Greve dos Correios: Startup cria calculadora de fretes para ajudar lojistas virtuais a encontrarem alternativa de envios

Nos últimos dias, a Fentect (Federação Nacional dos Trabalhadores dos Correios, Telégrafos e Similares) anunciou uma possível greve dos funcionários dos Correios para o dia 18 de Agosto. Só para se ter uma ideia, uma pesquisa da plataforma de e-commerce Loja Integrada mostrou que 86% dos pequenos e médios e-commerces usam os Correios como principal forma de envio seguido por transportadoras e motoboys.

Por isso, neste momento é preciso estar atento e se adequar às diversas possibilidades que o mercado de logística oferece, em casos como esse uma das principais saídas é a parceria com empresas que contam com diferentes tipos de integrações para entrega. É o caso do Melhor Envio, plataforma de gestão de fretes que ajuda empreendedores a otimizarem tempo, ganharem competitividade com fretes mais baratos, integrações e rastreios automatizados.

Entre as funcionalidades da plataforma, a calculadora de fretes é que mais chama a atenção e neste momento pode ser usada com a funcionalidade de entender e usar novos caminhos para não parar as entregas durante a greve. Com o uso da calculadora, é possível inserir o tamanho do pacote, peso e destinatário. Em segundos, o resultado aparece com uma tabela com valores e diversos meios de envio, o que facilitará para o empreendedor a escolha do melhor caminho para as suas encomendas. Tudo isso sem precisar dos servidores das transportadoras, ou seja, mesmo que a demanda esteja alta e o sistema de alguma delas caia, as lojas integradas à plataforma continuarão com suas cotações funcionando normalmente.

“Nossa startup conta com cinco transportadoras integradas ao sistema, dessa forma, conseguimos oferecer geração de fretes, monitoramento em tempo real, sem mensalidade para o e-commerce, pagando apenas pelo envio gerado na plataforma”, explica Éder Medeiros – CEO da plataforma.

O especialista em fretes, deixou abaixo algumas dicas que podem ajudar neste momento e no futuro para que o seu e-commerce continue em alta.

1) Ajuste os prazos de entrega
Em seu e-commerce, aumente os prazos de entrega informados aos clientes. Dessa forma, o consumidor ao realizar a compra ficará ciente sobre o tempo de entrega do produto.

2) Ofereça diversas opções de frete
Nunca dependa de apenas uma opção de entrega. Use um mix de transportadoras ou meios de frete, dessa forma é possível oferecer outras alternativas fretes mais baratos e mais rápidos.

3) Avise seus clientes
Neste momento é preciso oferecer total transparência, portanto, avise sobre o possível problema e explique que talvez a demanda para entrega demore mais do que o esperado.

4) Utilize transportadoras privadas
Com o Melhor Envio, o empreendedor pode utilizar transportadoras privadas com descontos exclusivos, vantagem essa que pode ser repassada para o seu consumidor final. As transportadoras privadas correm pouco risco de paralisação.

5) Atente-se às novidades e a normalização
Aproveite o momento para se aproximar do cliente, tenha um pós-venda proativo e que passe informações sobre a greve e a possível normalização dos serviços. Seja uma fonte confiável nesse momento tão delicado. Isso mostrará o seu interesse em ajudar o seu consumidor.

5 dicas para tornar o frete o maior aliado da sua loja virtual

Por Alejandro Vázquez

Ao realizar uma compra na internet, o consumidor faz uma pesquisa que vai além do preço do produto. Reputação da loja, reviews de outros clientes e diversidade de opções estão entre os itens observados pelas pessoas ao decidir por um e-commerce ou outro. Porém, o que muitos lojistas não se atentam é que o frete pode ser o fator principal na hora da escolha, uma vez que ele, segundo dados da plataforma de marketing Moosend, é responsável por muitos abandonos de carrinho, chegando a 60% do share. E essa desistência pode acontecer até mesmo no momento do checkout, onde os custos ocultos são responsáveis por 23% dos abandonos.

Tais dados reforçam o quanto o frete e a logística são fundamentais para um comércio eletrônico saudável. Mesmo que a forma de compra e as ferramentas estejam em evolução constante, se a ponta final do processo não estiver de acordo com o que os clientes esperam e, consequentemente, funcionando corretamente, todas as inovações podem deixar de fazer sentido.

Por isso, separei cinco dicas para te ajudar a ter o frete como a sua principal estratégia no comércio digital:

1. Onde o seu cliente está?

O primeiro passo é entender quem está comprando e de onde a demanda está vindo. Ofertar o produto para o próprio município e, aos poucos, expandir para as localidades vizinhas até atingir o País inteiro pode ser uma excelente estratégia para que você consiga oferecer um frete barato e rápido, além de atender a uma demanda evidente. Além disso, se você já vende para clientes de todo o País, conhecer as características de cada localidade pode te ajudar a oferecer opções de frete mais personalizadas e, consequentemente, que atendam melhor o seu cliente final.

2. Cada produto é único, assim como as opções de frete

Segundo dados do Nuvemcommerce 2020, quase 50% dos lojistas escolhem meios alternativos, além dos Correios, para enviar os produtos aos clientes, o que evidencia a importância de usufruir dos diversos fornecedores existentes no mercado durante as vendas. Dependendo da localidade, tipo de produto, tamanho e peso, vai existir uma empresa que te atenderá melhor de ponta a ponta. Por isso, é importante sempre buscar diversos tipos e modalidades de fretes, desde os que entregam no mesmo dia – para produtos perecíveis, por exemplo – ou até mesmo aqueles que fornecem pontos de retirada físico. Dessa forma, é possível oferecer ao seu cliente um leque variado de opções, dando oportunidade de escolher o que mais se encaixa no bolso e nas necessidades do momento.

3. A sua plataforma precisa ter integrações que facilitem o processo

Pode parecer um desafio oferecer ao consumidor final uma perspectiva geral de todas as opções de empresas de fretes existentes, para que, dessa forma, ele escolha a que mais de adequa ao seu bolso e necessidade. Mas essa tarefa não precisa se tornar uma dor de cabeça, pois existem plataformas de e-commerce que disponibilizam integrações com esses fornecedores de forma simplificada e intuitiva. Ter ao lado um parceiro que entregue um amplo leque de opções é a chave para vencer os desafios de negócios, reter e conquistar clientes.

4. O frete grátis pode ser a sua melhor estratégia de marketing

Ao oferecer o frete grátis, é preciso ter ciência de que os custos serão arcados pelo estabelecimento. Por isso, antes de seguir com a promoção para o cliente, é necessário calcular todo o faturamento para que isso seja saudável para a loja e benéfico para o seu cliente. Após a análise, partindo para a estratégia, é possível oferecer cupons de desconto ou até mesmo a gratuidade. Dessa maneira, as chances de alguém desistir da compra se tornam muito menores, já que o frete é um dos principais gargalos das compras online, mas também uma forma de ampliar as vendas, se aplicado de maneira correta. O fundamental é saber que essa é uma estratégia que deve ser bem pensada e testada, conforme a realidade do seu negócio, principalmente, de acordo com o objetivo que você almeja para o seu e-commerce.

5. Boas políticas de troca e devolução serão seus aliados

Por fim, sabemos que, muitas vezes, a jornada do consumidor não acaba no minuto que o produto é entregue, pois há ainda a logística reversa, caso os clientes não gostem do produto e queiram trocar ou devolver. Ser transparente e claro em uma política reversa prática e eficiente pode, além de ampliar as vendas, fidelizar os seus clientes, além de ter um impacto direto na conversão. Nunca se esqueça: a experiência do usuário é fundamental para a consolidação da marca, mas isso precisa ser feito sem prejuízos no final do mês.

A dinâmica de compra em uma loja física é bem diferente da virtual, mas o frete sempre estará presente. Embutido no preço ou em evidência na experiência de compra, é fundamental pensar em maneiras de aprimorar a experiência do usuário. A sua loja está preparada para ter o frete como aliado das vendas?

Alejandro Vázquez, cofundador e CCO da Nuvemshop, líder de e-commerce na América Latina

Startup brasileira lança primeiro comparador de fretes do mercado

O alto valor do frete continua sendo um dos grandes vilões do e-commerce, responsável por 70% do abandono de carrinho, como mostra o Estudo de Propensão ao Consumo da SAP de 2018. De olho nessa oportunidade, o Reduza, plataforma que reduz preços em lojas da internet acaba de lançar o Reduza Fretes (http//:www.reduzafretes.com.br), uma ferramenta inédita no mercado, que compara os valores do frete, incluindo o preço dos produtos pesquisados, além de permitir que o usuário crie alertas para que seja avisado quando o valor passar por redução ou ficar grátis.

“O frete pode representar até 70% do valor total da compra e variar até 400% de uma loja para outra, o que reforça a importância da pesquisa na hora da compra. Ou seja, além de comparar preços, é importante que o consumidor faça uma análise do valor final da compra, incluindo a taxa de entrega. O Reduza Fretes foi desenvolvido para realizar o cálculo de forma automática”, comenta Alessandro Fontes, co-fundador do Reduza.

O frete também pode sair ainda mais caro, dependendo do local da entrega (Cidade/Estado). Levantamento feito pelo Reduza Fretes, a partir de dados gerados na última Black Friday, aponta a variação de valores entre lojas e os Estados que possuem o frete mais caro. Veja:

– A variação média do valor do frete entre as lojas online é de até 151%. Isso significa que uma loja pode entregar o mesmo produto, para o mesmo CEP, por R$ 30, enquanto outra chega a cobrar R$ 400;

– O peso médio do frete na Black Friday foi de 14%. Em algumas regiões, como Roraima, chegou a 28,9%. Já em São Paulo, foi de 7,1%;

– De cada 1.000 pessoas que pesquisaram pelo valor do frete para comprar, 169 encontraram uma opção com frete grátis.

10 estados com o frete mais caro durante a Black Friday no Brasil:

Roraima: 28,27%

Rondônia: 19,77%

Acre: 17,34%

Pernambuco: 17,29%

Mato Grosso: 17,11%

Amazonas: 16,11%

Ceará: 15,68%

Tocantins: 15,67%

Paraíba: 15,31%

Maranhão: 15,26%

Como funciona o Reduza Fretes: basta o usuário colar o link do produto da loja desejada, informar o CEP e clicar em “menor frete”. A partir daí, o Reduza aciona o algoritmo que faz uma análise completa, considerando o valor do frete e a forma de pagamento para identificar a loja ideal.

Justiça Federal concede liminar ao Mercado Livre contra aumento abusivo do frete

A Justiça Federal concedeu liminar ao Mercado Livre, no último dia 2, determinando que os Correios não apliquem os reajustes de frete aos clientes do marketplace (compradores e vendedores), que seriam de até 51%. A taxa extra de R$ 3 para entregas no Rio de Janeiro também não será cobrada dos clientes. Com essa importante decisão, os usuários do Mercado Livre não serão impactados pelos aumentos impostos pelos Correios, confirmando a visão da companhia de como uma medida unilateral dos Correios pode impactar seriamente a inclusão geográfica, digital e econômica, especialmente para aqueles clientes das regiões mais remotas do país.

Tags, , , , , , , , ,

IPC adota soluções de Conectividade, Mobilidade e Cloud Computing da Embratel

A Embratel anuncia o fornecimento de soluções de Conectividade, Mobilidade e Cloud Computing para a IPC, fintech brasileira responsável pelo Sistema e-FRETE, uma plataforma de meios de pagamento eletrônicos e gestão de documentos para o setor de transportes. Com a migração de toda a sua infraestrutura de TI para o Data Center Virtual da Embratel, a IPC poderá expandir a capacidade de todas as soluções, em tempo real, para atender uma média de 5 mil transações financeiras eletrônicas realizadas diariamente. O Data Center Virtual da Embratel fornece toda a infraestrutura para o IPC, incluindo servidores virtuais interconectados, isolamento de rede e conexão, firewall e múltiplas vLANs.

“O Data Center Virtual da Embratel garante à IPC a disponibilidade, flexibilidade e agilidade necessárias para a realização de suas operações, facilitando a tomada de decisões. O gerenciamento da solução é realizado pelo cliente que, por meio de portal web, pode expandir ou reduzir seu pacote de serviços com facilidade e de acordo com suas necessidades”, diz Mário Rachid, Diretor Executivo de Soluções Digitais da Embratel.

Para suportar as atividades realizadas na sede da empresa, em Florianópolis e no escritório de Itajaí (SC), a IPC utiliza suporte técnico da Embratel, com atendimento ininterrupto, 24 horas por dia, sete dias por semana. A empresa contrata a solução de Internet Dedicada da Embratel para garantir velocidade de download igual à de upload, IPs com 100% de garantia de banda na Internet e gerência e supervisão de rede com equipe técnica especializada disponível de forma ininterrupta. Os colaboradores das duas unidades também têm à disposição a solução VIP Único, com conexão 100% digital e tarifas diferenciadas para as chamadas fixas realizadas entre os escritórios, permitindo o maior controle dos gastos. A IPC recebe uma fatura única, que também pode ser acessada via portal web.

“Estamos muito satisfeitos com a escolha da Embratel para fornecer soluções de TI e Telecomunicação para a IPC. Todo o gerenciamento das transações eletrônicas da nossa empresa, realizadas por cerca de 210 mil transportadores autônomos no Brasil contratados por mais de 1.200 empresas, é realizado por meio de tecnologias da Embratel”, afirma Ivan Gilberto Ponciano, CEO da IPC.

A IPC também utiliza solução de Mobilidade Corporativa da Embratel em toda a sua área comercial. O Plano Sob Medida inclui ligações móveis locais, a cobrar e de longa distância nacional efetuadas com o DDD 21, SMS e tráfego de dados. Com a oferta, a franquia mensal contratada é compartilhada entre todas as linhas móveis da empresa. Os valores que não são consumidos no mês são transferidos para utilização nos próximos 60 dias, protegendo os investimentos da empresa. Já com a oferta de 0800 da Embratel, a IPC garante o melhor atendimento dos clientes, que podem efetuar chamadas para a empresa, de qualquer lugar do Brasil, sem custos.

“A Embratel fornece soluções completas e integradas de Telecomunicações, TI e Mobilidade Corporativa e tem uma infraestrutura preparada para suportar o crescimento das empresas que cada vez mais investem na digitalização de seus processos”, diz Gustavo Silbert, Diretor Executivo da Embratel.

A IPC é a provedora do Sistema e-FRETE, plataforma para gestão de documentos e para meios de pagamentos eletrônicos, que está integrada a sistemas de gestão de empresas de transporte, de logística e embarcadores. A plataforma permite que os contratantes e os contratados operem com ou sem cartões plásticos e sem conta bancária. O motorista pode, por exemplo, utilizar o valor cobrado pelo frete, que fica creditado no sistema da IPC, para pagar despesas na rede credenciada da empresa, que hoje conta com mais de 2 mil pontos, sendo a maioria postos de combustíveis em rodovias, fazer saques, transferências, recargas de celular e pagamento de contas diversas. Para quem possui conta bancária, é possível realizar saques ou transferências. Todo o controle das transações é feito remotamente, via Internet.

Tags, , , , , , , , , , ,

Mandaê lança serviço focado nos médios e-commerces

A Mandaê, empresa especializada em logística para pequenos e médios e-commerces, acaba de lançar o Freedom, serviço voltado para lojas virtuais que buscam mais tranquilidade nos seus envios. A novidade chega para facilitar os processos logísticos dos varejistas que fazem remessas diárias de produtos e já contam com uma equipe de empacotamento próprio, mas precisam ter uma operação mais eficiente com redução efetiva de custos operacionais.

“Ao longo dos últimos três anos, ampliamos a nossa área de atuação e diversificamos bastante a nossa base de clientes, o que gera uma demanda de inovação permanente, pois cada e-commerce possui as suas particularidades”, explica o CEO e cofundador da empresa, Marcelo Fujimoto. “Assim como na maioria dos segmentos, percebemos que quando o assunto é entrega, os grandes e-commerces possuem opções muito atrativas. Para os pequenos e médios lojistas, as alternativas diminuem. Com o Freedom, as lojas online que despacham produtos diariamente encontram agilidade e excelência na entrega e ainda podem ter uma economia de 7% até 50% nos custos, se compararmos a outros serviços disponíveis no mercado”, reitera.

Segundo Fujimoto, a falta de opções de transporte para os PMEs impacta diretamente na qualidade do serviço prestado, ocasionando mais tempo e dinheiro gasto com a logística, menor crescimento e, inclusive, redução do NPS (Net Promoter Score), metodologia utilizada para medir a satisfação e lealdade dos clientes. “Por mais que os lojistas tenham um volume diário de vendas, ainda assim não têm acesso às melhores opções de frete e costumam enfrentar diversos problemas logísticos. O Freedom chegou para resolver essa questão”, completa.

Com a novidade, os clientes da Mandaê têm acesso a uma solução realmente completa, que ainda contempla coleta sob medida e atendimento dedicado, com um executivo de conta responsável por dar suporte à empresa, além de um dashboard para monitorar os envios dos seus produtos e as informações de rastreamento. “O objetivo da Mandaê com o Freedom é disponibilizar um serviço que estimule maior conversão e crescimento do negócio e, ainda, garanta a satisfação e fidelização do cliente final”, explica Fujimoto.

Além do Freedom, a Mandaê tem em seu portfólio outros dois serviços: o Flex e o Soft. O Flex foi desenvolvido para pequenos e médios e-commerces que têm apresentado crescimento no volume de vendas e precisam, além da entrega, terceirizar o empacotamento. Já o Soft é indicado para os lojistas que precisam fazer envios pontuais, além de também terceirizar o empacotamento.

“Estamos continuamente empenhados em conhecer a fundo as necessidades dos nossos parceiros e melhorar nossos serviços para garantir uma experiência logística tranquila, acessível e assertiva. Os pequenos e médios e-commerces do País merecem isso”, finaliza Fujimoto.

Tags, , ,

Startup Everlog firma acordo com a Magic Software no mercado de Gestão de Fretes

A Everlog, uma startup especializada em serviços e soluções para Gestão de Fretes, firmou acordo com a Magic Software para uso da plataforma Magic xpi em projetos de integração entre sistemas com a finalidade de garantir ecossistema logístico heterogêneo, com melhor custo-benefício e envolvimento e capacitação das pessoas.

Rodrigo Fávero, diretor executivo, conta que, como a Everlog atua para “descomplicar os processos logísticos com a oferta de consultoria, treinamento e tecnologias”, o acordo com a Magic Software irá funcionar para garantir para o time-to-market da startup. O Magic xpi fará a interface de comunicação de dados entre as aplicações de gestão de fretes com outras de monitoramento de Ocorrências, Roteirização, Rastreamento e Entrega, além de aplicação de BI (Business Intelligence), SCM (Supply Chain Management) e ERPs (administrativos e fiscais).

“Atuamos com embarcadores de todos os tamanhos e segmentos, e muitos sistemas existentes no mercado não atendem completa e adequadamente aos perfis de cada uma destas empresas. Sentimos a necessidade de criar a Everlog para ajudar estes embarcadores a atingir seus objetivos operacionais e de negócios, integrando processos, pessoas e tecnologia, de acordo com o seu tamanho e capacidades”, explica o executivo. “Como é muito difícil um sistema de gestão de fretes envolver todas as operações das empresas embarcadoras, a nossa consultoria se apoia na integração das aplicações e na entrega do ambiente adequado os gestores de fretes. O Magic xpi é a plataforma que vai garantir a integração desse ambiente tecnológico”, destaca.

“Com a heterogeneidade das aplicações deste mercado, necessitamos que a integração realmente funcione e, por isso, escolhemos a plataforma Magic xpi: pela sua capacidade de entregar o melhor projeto e porque também podemos contar com a sua equipe de especialistas no Brasil, além dos inúmeros projetos entregues no nosso mercado e que nos servem de referência”, destaca Fávero.

Para André Ramos, gerente de Negócios e Canais da Magic Software Brasil, a Everlog avança em sua jornada com a experiência de sua equipe tendo atuado no mercado de gestão de fretes, onde pode observar os reais gaps na gestão e operacionalização dos processos logísticos. Também porque observou, corretamente, que as tecnologias utilizadas necessitam conversar entre si. Certamente a nossa Plataforma de Integração Magic xpi irá contribuir para o sucesso desta nova empreitada de sua equipe de profissionais”.

Tags, , , ,

Fim do E-sedex: especialista dá dicas para frete não pesar no bolso do lojista e dos clientes

Depois do anúncio dos Correios sobre o fim do e-Sedex, lojistas virtuais sofrerão um grande impacto na hora de enviar seus produtos para os clientes. Mas o que realmente muda para o pequeno e médio lojista? E para o consumidor? O envio ficará mais caro?

O e-Sedex era um serviço dos Correios para remessa expressa de mercadorias de até 15 kg adquiridas por meio do comércio eletrônico, com preços diferenciados para as lojas online que contratavam este serviço. Com a descontinuidade do serviço, lojistas e clientes perderam a forma mais econômica de envio e estão preocupados com o impacto nos valores dos produtos.
Pensando nisso, Filipe Belmont, especialista em comércio eletrônico da Loja Integrada – plataforma mais popular de lojas virtuais do país- destacou as principais mudanças e deu dicas para os lojistas e consumidores virtuais:

Invista em parcerias e novas formas de envio

Os lojistas que usarem os Correios, a partir de agora, devem escolher outros serviços como PAC – mais barato e com prazo maior de entrega – ou Sedex – mais caro e prazo bem mais rápido de entrega.

Também é possível fazer parcerias com transportadoras e plataformas de logística para e-commerce que otimizam o envio. Como por exemplo, a Mandaê, que oferece serviço para que pequenos e médios e commerces enviem seus produtos por uma rede de entregas eficiente e simples.

Já para o consumidor das lojas virtuais, a dica é ficar de olho nas alterações de preços – tanto nas formas de envio, como no produto. Se a opção for Sedex, o cliente receberá o produto mais rápido, mas o valor pode chegar a ser 30% maior que o extinto e-Sedex. Quem optar pelo PAC – que funciona somente de segunda a sexta-feira – pagará menos, mas deve esperar mais pela entrega.

Busque promoções e encha seu carrinho

Uma dica para os lojistas é tentar vender produtos que estão encalhados no estoque e que possam ser vendidos com preço mais barato. Fazer combos com valores acessíveis também incentiva o consumidor a comprar.

Já para quem vai comprar pelos sites, a dica é pesquisar promoções e aproveitar a oportunidade para obter mais de um produto na loja, assim é possível diminuir o valor do frete.

Uma outra opção para o lojista, que tiver suas vendas concentradas nos grandes centros urbanos, é oferecer a entrega via motoboy, dependendo do ticket médio e também da demanda do seu público-alvo.

O lojista que tiver loja física poderá disponibilizar a opção de retirada no local. Isso pode até mesmo estimular a compra de mais produtos.

Tags, , , , , ,

Startup de logística cria solução de armazenamento capaz de reduzir os custos de pequenos e médios e-commerces

Basta trafegar por algumas das principais rodovias do País para se deparar com enormes galpões e veículos entrando e saindo a todo instante. Também é fácil identificar os proprietários, na maioria são grandes marcas do e-commerce nacional. Toda aquela estrutura tem por objetivo reduzir seus custos; em uma conta simples, quanto maior e mais movimentada for a estrutura, possivelmente menores serão seus custos. Isso só é possível pela otimização dos processos.

Esta é uma realidade distante para a maioria do e-commerce brasileiro que é formado por pequenas e medias empresas; seus volumes de vendas não possibilitam que tenham tal estrutura. Pensando nisso que a Startup de Logística Frete Rápido acaba de lançar o serviço e-Rápido, uma solução que contempla: coleta, armazenamento, empacotamento, cotação de frete com centenas de transportadoras e entrega em todo Brasil.

Segundo o CEO da Startup “Cada vez mais empresas estão passando a venderem seus produtos em Marketplaces, devido ao grande fluxo de potenciais clientes. Esse tipo de operação precisa ser muito bem gerida e executada, pois a competitividade por preços tende a ser muito maior, e, uma operação logística automatizada e terceirizada pode proporcionar uma redução de até 20% no preço de venda do produto, sem comprometer sua margem de lucro”.

A Frete Rápido conta com um Centro Logístico na cidade de São Paulo, equipe treinada, e um sistemas de rastreio bastante eficaz para ofertar estes serviços no formato on-demand. Diferente de outras empresas que ofertam apenas coleta, empacotamento e despacho, a Frete Rápido possibilita que os produtos fiquem armazenados por até 5 dias sem custo.

Com modelo de negócio voltado para rapidez e baixo custo, o serviço pode ser contratado e utilizado em menos de 24 horas, ele vem integrado a um sistema que compara o preço do frete com centenas de transportadoras a cada venda realizada, para garantir o menor custo e a entrega mais rápida.

O Centro de Distribuição fica localizado a 30 minutos do centro de São Paulo-SP, já que os fretes com origem desta cidade costumam ser até 40% mais baratos em relação a outros pontos do Brasil, essa decisão foi estratégica para o crescimento da empresa. Outra grande vantagem da Startup é que seus clientes não precisam manter contrato ou tabelas de preços com as transportadoras, todo esse trabalho é feito por ela.

Tags, ,

Sontra Cargo entra no 4º ano de atuação e bate marca de R$5 bilhões transacionados

Durante muitos anos o mercado de transporte no Brasil se manteve atrelado com o modo de atuação tradicional, ou seja, com processos manuais e pouca utilização da internet, mas com o crescimento da tecnologia mobile e o desenvolvimento da internet em nosso cotidiano, algumas soluções surgiram com o objetivo de otimizar o mercado. Uma das principais foi a Sontra – a primeira plataforma focada em conectar caminhoneiros e cargas – que nasceu com o foco de impactar o segmento e quatro anos de atuação depois atinge a marca expressiva de R$ 5 bilhões transacionados.

A plataforma possui um crescimento médio de 460% durante todo tempo de atuação, isso fez com que atingisse 250 mil caminhoneiros cadastrados e 100 mil cargas publicadas ao mês. Durante toda sua atuação a empresa ampliou a conexão entre caminhoneiros e embarcadores com uma plataforma simples e instintiva, onde as duas pontas conseguem se comunicar de forma rápida e ágil, como se tivessem negociando pessoalmente. “Nós criamos uma imensa solução para caminhoneiros e empresas, um intermediador que confere as informações das duas pontas e possibilita segurança para todos” detalha Bruno Torres, diretor de marketing da Sontra.

Dentro da plataforma, os embarcadores indicam o local de retirada da mercadoria, modelo de caminhão e carroceria, além do valor que desejam pagar pelo serviço, por meio do GPS do smarthphone, os motoristas próximos ao local recebem a notificação sobre esse frete e neste momento iniciam a negociação, podendo receber um valor mais alto ou alguma outra condição acordada.

Com a plataforma, os motoristas podem incrementar seu orçamento em até 55% e as empresas diminuem o prazo para encontrar um profissional em até 52%. Para os contratantes também existe uma economia no custo do frete, cerca de 30%, pois muitos caminhoneiros utilizam o aplicativo para preencher possíveis ociosidades de sua capacidade, negociando valores mais baixos. Esse movimento otimiza o mercado de transporte de forma bastante impactante, um exemplo disso é que nesses quatro anos já foram 3,5 milhões fretes realizados.

Para o futuro, o diretor cita que o leque de opções dentro da plataforma deve ampliar, permitindo assim uma solução mais completa para as duas pontas. “Hoje já possuímos check-in, compartilhamento de localização via e-mail, buscas bem refinadas e outras funcionalidades importantes para os profissionais, desejamos atingir um nível de excelência que permitirá um mercado ainda mais estruturado” finaliza.

Tags, , , , ,

TruckPad é vencedor do Prêmio Frotas e Fretes verdes

O TruckPad, aplicativo que conecta o caminhoneiro à carga, é um dos ganhadores do Prêmio Frotas e Fretes Verdes. No dia 23 de novembro, serão premiados os profissionais e empresas com as melhores iniciativas sustentáveis e inovadoras para o segmento de transporte e logística no Brasil em 2016.

Realizado pelo Instituto Besc de Humanidades e Cidadania, o prêmio é dividido em quatro categorias, sendo: Comunicador Social, Executivo Destaque, Empresa com Sustentabilidade em Processo ou Produto e Pesquisador Individual, com a finalidade de destacar e reconhecer as empresas e pessoas que atuam em benefício do setor de transporte e logística no país. O Carlos Alberto Mira, CEO e fundador do TruckPad, foi indicado na categoria Executivo Destaque.

“É muito gratificante ser o vencedor de um dos prêmios mais importantes para o segmento de logística no Brasil. O TruckPad está em constante evolução para oferecer as melhores experiências ao caminhoneiro e ser considerado uma empresa inovadora e que consegue trazer resultados práticos para um meio ambiente melhor só prova que estamos no caminho certo”, comenta Carlos Mira, CEO do TruckPad.

A votação foi encerrada no dia 30 de outubro com mais de mil votos. A premiação será realizada no dia 23/11 às 9h no Hotel Intercontinental, São Paulo.

V Seminário Internacional Frotas & Fretes Verdes

Para mais informações e inscrições: http://www.frotasefretesverdes.com.br
Data: 23 e 24 de novembro de 2016

Local: Hotel Intercontinental, Alameda Santos nº 1.123, Jardim Paulista, São Paulo-SP.

Tags, , , , , ,

Startup cria plataforma que automatiza logística e reduz custo com frete

42fa7cc1-a80a-40ba-9cd5-e5a6c8e4bbe0

O atual momento econômico do Brasil cria uma tendência natural de redução de custos nas empresas, fazendo com que muitas troquem de fornecedores, apliquem férias coletivas, demissões e, em alguns casos, encerrem suas atividades.

Algumas destas práticas podem ser evitadas com pequenas mudanças na gestão da empresa, de modo que otimizem seus gastos e seu tempo. O grande vilão, algumas vezes, é o frete que em alguns produtos corresponde a até 80% do preço de venda. São muitos os fatores que contribuem para este elevado custo; destaque para três: contato com poucas transportadoras, falta de investimento em logística, e demora entre encontrar uma transportadora e solicitar a coleta da carga.

Estes problemas podem ser solucionados com ferramentas gratuitas disponíveis na internet que permitem realizar cotações de preços a qualquer momento, consultar várias transportadoras em tempo real, solicitar as coletas e acompanhar todas as cargas até a entrega.

No momento em que vender mais é essencial nas empresas, uma startup lança a plataforma Frete Rápido que conecta empresas e transportadoras de todo Brasil, automatizando o setor logístico das empresas de forma gratuita. A redução de custo obtida nestes casos pode ser repassada ao preço de venda, proporcionando um aumento significativo nos negócios e dando força para a empresa suportar este período de crise.

Tags, ,