Category empresas de TI

SAP Brasil fecha 2020 com resultados sólidos e expansão do SAP S/4HANA

A SAP Brasil registrou mais um ano de crescimento de dois dígitos em vendas, impulsionada por projetos de adoção de novas soluções tanto na nuvem como de aquisição de licenças. O ano foi marcado pela revisão de projetos e aceleração de algumas áreas de negócios dentro das empresas. Essa revisão estratégica foi verificada em muitas indústrias, principalmente como parte da resposta às mudanças impostas pela pandemia da Covid-19.

Em linha com os processos de migração das empresas para o ERP inteligente da SAP, o S/4HANA registrou crescimento de dois dígitos ao longo do ano e no último trimestre em sua versão sob licença. Nota-se também o investimento das empresas em seus sistemas de suporte ao relacionamento com o consumidor, impulsionado também pela migração para o varejo online e para estreitar o relacionamento em um momento em que fidelizar clientes é essencial para os negócios.

Outro ponto, também acelerado pelas compras online, foi o aprimoramento nas cadeias de fornecimento e de logística, para dar a agilidade necessária às operações de comercio eletrônico e atender a expansão para novos mercados.

As soluções SAP Digital Supply Chain, de gestão da cadeia de suprimentos, cresceram três dígitos. A divisão SAP Ariba (gestão de compras e relacionamento com fornecedores) também verificou crescimento de três dígitos na nuvem ao longo de 2020.

“O ano de 2020 foi desafiador em muitos aspectos e a revisão de planos e metas foi uma constante em todos os segmentos da indústria. O time da SAP Brasil respondeu a esses desafios com muita resiliência e apoio consultivo para entender as necessidades dos nossos clientes e contribuir com seus processos de negócios. Como aprendizado, ficou a certeza de que os investimentos em ciência, inovação e tecnologia ganham ainda mais relevância, pois, quanto mais desafiador o cenário, mais necessária será a presença de empresas inteligentes e capazes de reagir na medida certa e seguir crescendo e contribuindo com o desenvolvimento do País”, explica Adriana Aroulho, presidente da SAP Brasil.

Como exemplo desse processo de resiliência e investimento em tecnologia, a Duratex continuou evoluindo sua estratégia de transformação digital, contando com a SAP como um parceiro estratégico, e é um dos muitos clientes que migraram para o ERP digital da SAP, o S/4HANA Cloud. A empresa que atua nos segmentos de painéis de madeira, louças e metais sanitários, chuveiros elétricos e revestimentos cerâmicos, concluiu no último trimestre a implementação das soluções SAP S/4HANA, SAP Ariba, SAP Cloud Platform e SAP Concur, entre outras, em um esforço para agilizar sua operação e aumentar a eficiência operacional.

Último trimestre manteve crescimento acelerado em cloud

No último trimestre, as empresas seguiram seus processos de digitalização com destaque para as soluções de Digital Supply Chain, SAP CX (de experiência do consumidor) e SAP Qualtrics – tanto para a gestão da experiência do cliente como de funcionários.

Com foco na gestão do relacionamento entre em empresas e clientes, a SAP iniciou mais um projeto com a Telefônica, multinacional espanhola que opera no Brasil com a marca Vivo e é uma das maiores operadoras de telecomunicações do país, com mais de 76,7 milhões de clientes móveis, além de ser uma das grandes do setor em telefonia fixa, banda larga, TV por assinatura e serviços digitais.  A empresa expandiu seu portfólio SAP Customer Experience para comercializar produtos online para seus clientes corporativos, suportando uma base robusta de soluções apoiada em um sistema de gerenciamento de pedidos eficiente.

Outro destaque do trimestre foi a Light, uma das maiores concessionárias do setor elétrico brasileiro, com mais de 100 anos de operação e mais de 4 milhões de clientes. A empresa adotou o SAP Document Compliance para digitalizar seus processos de faturamento e atender às rígidas exigências do Governo brasileiro. A empresa segue sua trajetória para se tornar uma empresa inteligente contando com a SAP como parceira fundamental.

B3 S.A – Brasil, Bolsa, Balcão – maior bolsa de valores da América Latina, continua evoluindo e se transformando com a SAP, parceiro de tecnologia de longa data. A B3 adota o SAP Ariba para aprimorar seus serviços de compras, melhorando a comunicação com os fornecedores e proporcionando autonomia às áreas de negócios.

Já Grupo SBF, dono da marca Centauro e maior varejista do ecossistema de esportes do Brasil, escolheu a SAP como parceiro digital para levar o grupo ao próximo nível de excelência. A empresa, que anunciou recentemente um acordo inédito para assumir as operações da Nike no país, adotou o sistema de gestão SAP S/4HANA e SAP Integrated Business Planning para fortalecer sua estrutura de negócios a partir de uma plataforma in-memory robusta e escalável para prover informações em tempo real para tomada de decisão, além de contar com recursos para gerenciar a demanda da cadeia de suprimentos para obter dados, planejamento de suprimentos e otimização de estoque.

SAP ultrapassa metas revisadas para 2020 e atinge limite superior da perspectiva de lucro operacional

O desempenho dos negócios globais da SAP melhorou sequencialmente no quarto trimestre, mesmo com a persistência da crise da Covid-19 e a reintrodução de bloqueios em muitas regiões. A alta demanda por soluções de comércio eletrônico, Business Technology Platform e Qualtrics, juntamente com várias vitórias competitivas – particularmente na linha SuccessFactors – produziram um forte final de ano para os negócios.

A SAP também percebeu uma forte aceitação inicial de sua nova oferta de transformação holística de negócios “RISE with SAP” entre os clientes-piloto, contribuindo para o desempenho no quarto trimestre. Tanto a América do Norte como a Europa obtiveram um desempenho melhor do que o esperado na entrada de pedidos na nuvem, bem como na receita de licenças de software, refletindo a forte demanda por soluções digitais, para gestão da cadeia de suprimentos em particular. Além disso, a SAP obteve ganhos competitivos significativos em ERP.

“As empresas líderes mundiais estão recorrendo à SAP para se tornarem empresas inteligentes. Estamos reinventando a forma como os negócios funcionam, acelerando a transformação de nossos clientes na nuvem. Nosso forte final de ano e o lançamento de RISE with SAP, nossa nova oferta de transformação holística de negócios, nos posicionam bem para atender às nossas novas metas de perspectiva”, afirma Christian Klein, CEO da SAP.

Em 2020 a carteira de pedidos de nuvem aumentou 7% ano a ano, alcançando € 7,15 bilhões (alta de 14% em moedas constantes) em meio a efeitos contínuos da Covid-19. A receita da nuvem cresceu 17% ano a ano para € 8,08 bilhões (IFRS), alta de 15% para € 8,09 bilhões (não-IFRS) e de 18% para € 8,24 bilhões (não-IFRS em moeda constante), excedendo o total revisado perspectiva para o ano (€ 8,0 a € 8,2 bilhões não IFRS em moedas constantes).

A receita de licenças de software caiu 20% ano após ano para € 3,64 bilhões (IFRS e não IFRS) e 17% (não IFRS em moedas constantes). A receita de nuvem e software aumentou 1% ano a ano para € 23,23 bilhões (IFRS e não IFRS) e 3% para € 23,72 bilhões (não IFRS em moedas constantes), excedendo a perspectiva revisada do ano inteiro (€ 23,1 – 23,6 bilhão). A receita total caiu 1% ano a ano, para € 27,34 bilhões (IFRS e não IFRS) e aumentou 1% para € 27,90 bilhões (não IFRS em moedas constantes), também excedendo a perspectiva revisada para o ano inteiro (€ 27,2 – 27,8 bilhões).

América Latina registra mais um ano de forte crescimento na nuvem

A SAP fechou o ano de 2020 na América Latina relatando 22 trimestres consecutivos de crescimento de dois dígitos em seus negócios em nuvem. As ofertas cloud foram essenciais para garantir a perenidade de muitos negócios, responder com agilidade aos clientes e lançar as bases para competir melhor no futuro.

“Se há algo que aprendemos em 2020 é o quanto as empresas latino-americanas são resilientes. Ao nos adaptarmos com rapidez às mudanças que nos foram impostas, pudemos emergir mais fortes e ser mais eficientes para enfrentar os desafios que surgiram”, disse Cristina Palmaka, presidente da SAP América Latina e Caribe. “É muito gratificante sentir que cumprimos nossa missão apoiando as empresas em sua continuidade operacional. Nosso compromisso com os 50.600 clientes SAP da região é continuar apoiando-os em sua transformação e acompanhando-os para alcançar o próximo nível de excelência e de competitividade”, conclui.

everis Brasil contrata Renato Gritti como diretor da área de Strategy Value

(Foto: Rodrigo Capote)

A everis, consultoria multinacional de negócios e TI do Grupo NTT Data, acaba de anunciar a contratação de Renato Pacheco Gritti como diretor de Transformação da área de Strategy Value no Brasil. No novo cargo, seu desafio é liderar a equipe de transformação estratégica, cujo objetivo é apresentar uma visão de futuro aos clientes, focada em entregar valor aos negócios por meio de tecnologias disruptivas.

Na nova função, Gritti será responsável também por criar novos modelos de negócios digitais e ecossistemas, além de estratégias de negócios alavancadas por novas tecnologias e dados. “A everis é uma empresa inovadora e flexível, apesar de sua estrutura robusta, atua no mercado como uma startup, o que dá aos seus profissionais a oportunidade de enfrentar desafios com agilidade e eficiência, uma característica que me conquistou”, afirma o novo diretor de Strategy Value.

Segundo ele, à frente da área de Strategy Value poderá contribuir para transformar os negócios dos clientes, inclusive com a identificação de oportunidades de atuação em novos segmentos, por meio da adoção de tecnologias disruptivas aliadas às estratégias customizadas. “Gritti é um profissional muito experiente e profundo conhecedor das demandas de negócios e tecnológicas nacionais, o que o torna um talento valioso para nosso plano de expandir nossa atuação no mercado nacional”, destaca Raphael Bueno, sócio responsável por Digital Strategy na everis Brasil.

Com mais de 20 anos de experiência em consultoria, Gritti já atuou junto a alta administração de grandes empresas, médias e pequenas empresas, contribuindo com estratégias de inovação, aperfeiçoamento da jornada dos clientes, reestruturação organizacional e transformação digital, entre outros, para gerar novos negócios e garantir melhor competitividade.

Anteriormente, Gritti trabalhou em consultorias como PwC, IBM e KPMG, entre outras. Formado em Tecnologia pela Universidade Mackenzie, Gritti tem pós-graduação em Sistemas Empresariais pela Universidade Paulista e MBA em Tecnologia pela FIPECAFI-USP.

Tags,

Engineering reforça práticas ágeis com Centro de Excelência

A Engineering, companhia global de Tecnologia da Informação, acaba de criar um Centro de Excelência para assegurar e alavancar as suas práticas ágeis. O LACE (Lean-Agile Center of Excellence), como é denominado no mercado, será liderado por Rodrigo Silva, que tem o propósito de promover mudanças organizacionais e impulsionar a adoção de metodologias ágeis em toda a empresa.

“O objetivo do LACE é estimular a capacidade ágil da Engineering de se adaptar rapidamente ao mercado e ao ambiente para entregar produtos e serviços contínuos e com o máximo de valor e qualidade”, explica Silva.

Para esta estratégia, a companhia continuará a capacitar e orientar as equipes, a partir de seus líderes, no aprendizado de habilidades que promovam autonomia na resolução de problemas, engajamento no desenvolvimento de inovação e melhoria contínua a partir da identificação da causa raiz das ineficiências.

Adicionalmente, para a entrega de resultados, a proposta é estabelecer fluxos contínuos de trabalho baseados em feedback e ajustes constantes, que permitem a entrega de valor mais ágil.

Para garantir a efetividade do programa de agilidade, a área atuará em três níveis: squads, equipe de gestão de mudanças e portfólios, que, juntos, habilitarão o Business Agility da empresa, ou seja, a escalada da cultura orientada à mentalidade ágil.

“O DNA de agilidade da Engineering é uma providência nativa da nossa especialização, que é levar Transformação Digital aos processos das organizações. Por isso, a criação do LACE reforça e garante a efetividade de uma metodologia que já praticamos”, finaliza Silva.

Tags, , , ,

ABES cria Comitê de Desenvolvimento de Negócios

A ABES – Associação Brasileira das Empresas de Software oficializou a criação do Comitê de Desenvolvimento de Negócios. Com o objetivo de fomentar e dinamizar parcerias e a troca de experiências, o fórum será coordenado pelo André Elias Gonçalves, da IN – Inteligência de Negócios, com o apoio da assessora dos comitês Carolina Marzano.

“Fico muito honrado em participar deste movimento. Nosso novo Comitê tem como objetivos o fomento de negócios e o desenvolvimento profissional. É impressionante constatar como a discussão de temas relevantes, a troca de experiências e a abertura para sinergias são geradoras de interesse e potencialmente ricas para beneficiar tanto as empresas como os profissionais. Contamos, agora, com a ampliação do envolvimento das associadas da ABES”, destacou André.

O comitê conta com a participação dos C-Levels e de profissionais das áreas comercial, de marketing e vendas das associadas, com o objeto explorar o potencial que a nova economia baseada em modelos digitais proporciona e como superar os desafios do mercado. Segundo o IDC (International Data Corporation), o setor de TI brasileiro cresceu 10.5% em 2019, comparado com um crescimento mundial de 5%. Em 2020, a expectativa é crescer 6%, enquanto o mundo deverá crescer cerca de 5.1%. Além disso, de acordo com o IBOPE, o nível de penetração da internet no Brasil é de 70%, representando o quinto maior mercado do mundo, com aproximadamente 149 milhões de internautas ativos, atrás apenas da China, Índia, Estados Unidos e Indonésia. Por outro lado, o relatório do Índice Global de Competitividade do Fórum Econômico Mundial de 2019, apontou que o Brasil está na 71ª posição de 141 países analisados, e na 8ª posição na América Latina. Tal índice demonstra que, apesar de algum avanço na última década, o Brasil ainda possui um complexo ambiente de negócios, devido à complexidade tributária, forte judicialização, e ao processo judicial caro e demorado.

“Diante desse cenário promissor e ao mesmo tempo desafiador, do mercado brasileiro, a ABES vem proporcionar um fórum para trocas de experiências e expectativas, com o intuito de ajudar seus associados a transpor a complexidade do mercado brasileiro, além de trabalhar junto aos principais stakeholders para melhoria do ambiente de negócios. Sendo assim, a ABES posiciona-se como uma plataforma, na qual os mais variados serviços e produtos são oferecidos aos associados”, destaca Rodolfo Fücher, presidente da entidade.

Outros comitês focados em assuntos de interesse do setor de tecnologia e de usuárias de tecnologia são mantidos pela associação. Com isso, a ABES tem o propósito de contribuir para a construção de um Brasil mais digital e menos desigual, no qual a tecnologia desempenha um papel fundamental para a democratização do conhecimento, e a criação de novas oportunidades,

buscando proporcionar melhor qualidade de vida para todas e todos, de forma inclusiva e igualitária.

Acompanhando a evolução do mercado, recentemente a ABES ampliou o escopo de representatividade. Além das empresas de software e as que prestam, de alguma forma, serviços correlatos, que já eram tradicionalmente representadas, incluímos duas novas categorias de associados: (i) empresas que utilizam intensamente software e (ii) as interessadas no setor de tecnologia da informação de forma geral. Desta forma passamos a contar com a participação de empresas ligadas às plataformas digitais, incluindo as xTechs (EduTechs, HealthTechs, LawTechs, FinTechs, AgroTechs, etc.) e também incubadoras, aceleradoras e fundos de investimentos, por serem importantes agentes no fortalecimento da inovação e dinamismo do mercado brasileiro.

Tags

Rio Info homenageará protagonistas da inovação no Brasil

Na próxima terça-feira, 15, como parte de sua programação de abertura, o Rio Info, principal evento de inovação, negócios, tecnologia e networking do setor de TICs no Brasil, em conjunto com a Softex, realizará a entrega da homenagem Illuminatus, um reconhecimento a nove personalidades dos setores públicos e privados cujas ações realizadas em prol da inovação são de grande importância e relevância para o país.

Um comitê de notáveis composto pelo Presidente da Softex e Ruben Delgado, Arapuan Mota Neto, Celso Pansera, Guilherme Cruz, Henrique Faulhaber, Isabel Roxo, José Gontijo, Lizandro Manzato, Lucas Ribeiro e Michael Nagy, trabalhou não apenas na indicação, mas também na seleção dos homenageados. Vale destacar a preocupação do comitê em reconhecer atores do ecossistema de inovação em diferentes setores e de todas as regiões do país.

Conheça os nove homenageados:

•          Ministro Marcos Pontes – Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI)

•         Adélia Maria Carvalho de Melo Pinheiro – titular da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação da Bahia (SECTI)

•          Carlos Eduardo Spezin Lopes – CEO da Doctoralia para Brasil, Peru e Chile

•         Cleber Oliveira Soares – diretor de inovação para agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA)

•         Gianna Sagazio – diretora de Inovação da Confederação Nacional da Indústria (CNI)

•          Gilberto Novaes – CEO da Transire Eletrônicos e Pax Brasil

•          Rafael Henrique Rodrigues Moreira –  CEO e founder da Bertha Capital

•          Richard Uchoa – CEO da LEO Learning Brasil 

•         Vania Neves – CIO Brazil da GSK

Realizado anualmente desde 2003, o formato digital da edição deste ano do Rio Info deverá favorecer a participação de um número recorde de congressistas. O evento, com duração de três dias, terá atividades simultâneas também na Argentina, no Canadá, Estados Unidos e Portugal.

A programação desta 18ª edição inclui ainda rodadas de negócios e o debate de temas como a relação da tecnologia e o home office, desafios e oportunidades para as empresas no cenário digital, internacionalização, mundo geek, planejamento ágil de estratégias e diversidade.

Para se inscrever, acesse www.sympla.com.br/rioinfo2020.

Detalhes sobre a programação http://rioinfo.com.br/2020

Rio Info 2020

15, 16 e 17 de setembro
Programação: http://rioinfo.com.br/2020
Inscrições – a partir de R$ 25,00 – pelo link: www.sympla.com.br/rioinfo2020


 

Tags,

Com crescimento de 51%, GFT Brasil é destaque do Grupo GFT

Após um resultado positivo da receita no primeiro semestre de 2020, a GFT Technologies SE (GFT) confirma sua perspectiva para o ano de 2020. A receita da companhia multinacional aumentou 5%, com crescimento orgânico de 4%. A tendência de crescimento dinâmico sem os 2 principais clientes (Deutsche Bank e o Barclays) continuou e atingiu 19%. A expansão foi impulsionada pelas ofertas de sucesso na área de computação em nuvem, transformação digital e também para o setor de seguros.

“Conseguimos fechar o primeiro semestre com um aumento na nossa receita, atingimos nossas metas e esperamos um maior crescimento para a GFT, apesar da atual turbulência econômica global. A crise causada pela pandemia da Covid-19 está fortalecendo a tendência para a digitalização. A GFT está perfeitamente posicionada para atender a essa demanda. Estamos vendo um crescimento muito bom, especialmente para as nossas ofertas de nuvem e outras novas tecnologias”, afirma Marika Lulay, CEO Global da GFT Technologies SE.

Tags,

Frente empresarial defende a prorrogação da LGPD e a criação imediata da ANPD

A ABES – Associação Brasileira das Empresas de Software, junto com outras 12 associações do setor de tecnologia, assinou hoje uma carta aberta às autoridades pela imediata segurança jurídica no tratamento de dados pessoais. As entidades pedem que a Lei Geral de Proteção de Dados – LGPD (Lei n.13.853) tenha sua da entrada em vigor prorrogada, tendo em vista a necessidade da criação da Autoridade Nacional de Proteção de Dados Pessoais (ANPD), a sua estruturação interna, os trabalhos em torno das peças regulatórias – que envolvem ampla e irrestrita consulta pública – e de orientação e educação das organizações e dos cidadãos em torno dessas regras. Somente assim será possível conciliar a proteção da privacidade no Brasil e a segurança jurídica.

Adriana Aroulho é a nova presidente da SAP Brasil

A SAP Brasil será comandada a partir de 1º de agosto de 2020 por Adriana Aroulho, liderando uma operação que conta com mais de 1.200 funcionários e escritórios em São Paulo e Rio de Janeiro. A executiva, que continuará na função de COO (Chief Operating Officer) da SAP Brasil até o anúncio de um substituto, se reportará diretamente à Cristina Palmaka, nova presidente da SAP na América Latina e Caribe.

Adriana está na SAP Brasil desde 2017, quando entrou para liderar a Plataforma Digital Empresarial no Brasil. Como vice-presidente da área, a executiva posicionou a organização em um patamar mais elevado, com projetos relevantes e estratégicos na área de licenças e forte crescimento em cloud. Em janeiro de 2019, assumiu a posição de COO com o desafio de trazer crescimento sustentável e garantir a satisfação dos clientes. Seus esforços foram fundamentais para elevar o Brasil a “Unidade de Negócios de 2019” na região da América Latina, que por sua vez foi a Região do Ano em toda a SAP. Antes de ingressar na companhia, Adriana esteve por 22 anos na HP, onde ocupou diversos cargos de liderança.

“É com muito orgulho que aceito o desafio de liderar a SAP Brasil e contribuir de forma ainda mais ampla para o crescimento contínuo da empresa”, afirma Adriana Aroulho. “Estou feliz em começar uma nova fase da carreira em uma empresa em plena expansão, com o desafio de ampliar ainda mais o alcance das soluções SAP, ajudando clientes dos mais diversos setores a consolidar e acelerar a transformação digital de seus negócios, tornando-se Empresas Inteligentes neste cenário de constantes mudanças sociais e econômicas”, conclui.

“A região da América Latina e Caribe conta com líderes fortes e perspicazes, e a nomeação da Adriana é um passo importante para a consolidação desse time. Sua dedicação, conhecimento de mercado e foco em pessoas são atributos que farão a diferença em sua trajetória na presidência da operação brasileira”, afirma Cristina Palmaka.

Adriana é formada em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (USP) e possui especialização em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas, além de MBA em Gestão de Tecnologia da Informação pela FIA (Fundação Instituto de Administração – USP).

Novo contexto trazido pela pandemia puxa crescimento de soluções de gestão da SAP Brasil no 2º trimestre

A SAP Brasil registrou um segundo trimestre de crescimento nos contratos de soluções de gestão, tanto com foco na experiência do cliente e colaboradores, com SAP Qualtrics, como em gestão de despesas SAP Concur, Digital Supply Chain e a linha de produtos de Analytics e Data Management. Os avanços, na comparação com o mesmo período de 2019, foram de dois dígitos em grande parte dessas linhas, com algumas chegando a três dígitos. Os resultados refletem a aceleração da digitalização de processos nas companhias em diversos segmentos, buscando eficiência e reorganizando as operações em resposta às novas necessidades trazidas pela pandemia de Covid-19.

As vendas de solução Qualtrics CX deram um salto em relação ao segundo trimestre de 2019, uma vez que o atendimento ao cliente passou por forte transformação na crise provocada pelo coronavírus. O mesmo ocorreu com a gestão da força de trabalho, com uma mudança radical nos processos, seja para os profissionais em trabalho remoto ou para as novas condições impostas para os trabalhadores da indústria. Os resultados também apontam maior preocupação das empresas com sistemas de gerenciamento da cadeia de suprimentos e relacionamento com fornecedores: a linha de produtos de Digital Supply Chain também registrou aumento de dois dígitos em cloud em relação ao mesmo período de 2019.

“Vivemos um momento em que a tecnologia, mais do que trazer agilidade aos processos e ganhos de produtividade e otimização de gestão, torna-se essencial para moldar os negócios ao novo contexto, trazendo respostas mais rápidas”, comenta Cristina Palmaka, presidente da SAP Brasil, que recentemente foi nomeada ao cargo de presidente da SAP América Latina e Caribe. “A busca por estas soluções reflete um movimento das companhias para ‘arrumar a casa’, integrar informações, digitalizar processos e agregar valor de forma ampla”, aponta.

Os últimos três meses também marcaram a continuidade dos projetos de adoção ou migração para o sistema de gestão S/4HANA, o ERP digital da empresa. Esse é o caso das Lojas CEM, rede varejista de móveis e eletrodomésticos com quase 300 lojas no Sudeste do Brasil, que impulsionou seus projetos de transformação digital. A varejista adotou o SAP S/4HANA para ter uma plataforma robusta com acesso a informações em tempo real, consolidar operações, aprimorar o gerenciamento e a tomada de decisão. Já com as soluções SAP Customer Experience, também reforçou a frente de comércio eletrônico e marketing, esta última impulsionada pelo SAP Qualtrics para melhor entender os sentimentos dos seus clientes. Outra frente foi na gestão da força de trabalho, com o SAP SuccessFactors, para melhor atrair, reter e desenvolver funcionários.

O SAP SuccessFactors também apoiou o Grupo Zaragoza, o que mais cresce no setor de varejo no país, na gestão de 5 mil colaboradores. Além disso, com as marcas Spani Atacadista e Villarreal Supermercados, a empresa adota uma combinação do SAP S/4HANA, SAP Cloud Platform e SAP Analytics para ter uma plataforma robusta com informações em tempo real e uma solução confiável de compras que permite consolidar operações e melhorar a gestão.

O setor de varejo, inclusive, foi um dos que mais demandaram projetos no período, além de seguros e produtos de consumo, com destaque para implementação de soluções tanto na nuvem como na venda de licenças.

Outra empresa que continuou investindo fortemente em sua jornada de transformação digital foi a Duratex, maior produtora de painéis de madeira manufaturada do Hemisfério Sul. A companhia, que já adotou o SAP S/4HANA, SAP Ariba, SAP Cloud Platform e SAP Concur, tem agora o SAP SuccessFactors para melhor engajar sua força de trabalho de mais de 11 mil funcionários.

A siderúrgica brasileira Gerdau, que optou pelo SAP Tax Declaration Framework para apoiar todas as operações relacionadas a impostos enquanto obtinha maior precisão no planejamento fiscal, também foi um dos destaques no segundo trimestre, junto com a Telefônica, operadora multinacional de telecomunicações da Espanha, que opera no Brasil com a marca Vivo, que teve foco na gestão da remuneração baseada em comissão para suas equipes de vendas com SAP Commissions. A Cantu Pneus, maior importadora de pneus no país, escolheu uma combinação de SAP S/4HANA, SAP Integrated Business Planning e SAP Customer Experience para melhorar processos e SAP SuccessFactors, integrados ao SAP Qualtrics para beneficiar sua força de trabalho. Enquanto a Votorantim Cimentos, líder de cimento no Brasil e uma das maiores do mundo, que expandiu significativamente sua presença global com aquisições importantes na Europa, Ásia e África, além de continuar a fortalecer sua presença nas Américas do Norte e do Sul, realizou a implementação de soluções Customer Experience da SAP para aprimorar sua plataforma de comércio eletrônico nos mercados expandidos.

Na frente de economia da experiência, a Renault do Brasil, subsidiária da montadora francesa Renault, contou com o SAP Integrated Business Planning para superar o desafio de seus revendedores na previsão das demandas dos clientes em toda a América Latina.

Implementações remotas ganham força

Nos meses de abril a junho, o Brasil registrou fortalecimento das políticas de isolamento social em resposta à pandemia de Covid-19, com grande adoção do regime de trabalho remoto em organizações em todo o país. Diante desse cenário, a digitalização foi essencial e, em muitos casos, com soluções realizadas remotamente pela SAP. “Realizamos grandes implementações de maneira totalmente virtual, o que reforçou ainda mais nossa certeza de que a transformação digital traz resultados concretos para os negócios e permite uma adaptação rápida, mesmo em situações de instabilidade”, comenta Palmaka.

Presente em 700 cidades no país, a transportadora brasileira Águia Branca, que leva 11 milhões de passageiros por ano, foi uma das empresas que contou com a implementação virtual da solução SAP Customer Experience no período, no intuito de aprimorar sua plataforma de comércio eletrônico, simplificar a reserva de ingressos e fornecer uma experiência mais personalizada aos usuários.

A BRK Ambiental, maior empresa privada de saneamento básico do Brasil, também consolidou à distância um projeto voltado às operações de concessão pública com uma combinação de SAP S/4 HANA e outras soluções cloud como SAP Concur, SAP SuccessFactors e SAP Ariba, com o objetivo de reduzir custos e melhorar as sinergias das transações.

Já o Grupo Ultra, um dos maiores conglomerados comerciais de óleo e gás do Brasil, estabeleceu parceria com a SAP para a adoção do SAP S/4HANA para se destacar na economia digital. Feita de forma remota, a implementação visou melhorar os processos de gestão nas frentes de tesouraria, planejamento financeiro, relações com investidores, questões jurídicas, fusões e aquisições e outras áreas-chave na empresa. A operação teve início no segundo trimestre, mesmo com as restrições impostas pela pandemia de Covid-19.

SAP mantém resiliência frente à crise do Covid-19

Globalmente, a receita total da SAP cresceu 2% para € 6,74 bilhões (IFRS), com alta de 21% nas soluções em nuvem, em comparação com os meses de abril a junho do ano passado, com a alta demanda por soluções de digital supply chain, comércio eletrônico, cloud platform e SAP Qualtrics. A receita de licenças de software, embora ainda abaixo dos níveis normais, teve recuperação acima do esperado: queda de 18% ano a ano para € 0,77 bilhões (IFRS e não IFRS), mas uma melhoria significativa em comparação com o primeiro trimestre deste ano. As receitas de nuvem e software cresceram 4% ano a ano para € 5,71 bilhões (IFRS), um aumento de 3% para € 5,71 bilhões (não-IFRS) e um aumento de 3% (não-IFRS em moedas constantes).

O SAP S/4HANA foi uma das linhas de produtos com maior crescimento, com mais de 500 novos clientes no último trimestre, totalizando, hoje, 14.600 adoções, um aumento de 22% na comparação ano a ano. Neste segundo trimestre, a receita de Qualtrics avançou 34% em comparação ao mesmo período de 2019.

“Mais do que nunca, a pandemia provou que a digitalização não é mais uma opção e sim uma necessidade para superar tempos difíceis e alcançar os resultados comerciais desejados. Continuaremos a investir em ofertas inovadoras para nossos clientes, a fim de promover transformações nos negócios e executar processos complexos. Também pretendemos expandir o ecossistema em nossa plataforma de tecnologia de negócios para complementar nossas soluções e promover o crescimento”, comenta Christian Klein, CEO da SAP.

Crescimento forte em nuvem continua na América Latina

Na América Latina, a SAP reporta o marco de 20 trimestres de crescimento consecutivo de soluções em nuvem, com avanço de dois dígitos na região – um aumento sustentado no mesmo nível também para o primeiro semestre deste ano. A empresa se consolida como aliada estratégica de empresas comprometidas com a continuidade dos negócios e a preparação para o novo normal.

Nesse contexto, no qual os clientes deram um grande passo em direção à transformação digital, o aumento de dois dígitos no segmento de soluções SAP Customer Experience se destaca durante o 2º trimestre do ano na região.

SAP nomeia Cristina Palmaka como presidente regional da empresa para América Latina e Caribe

A SAP nomeou Cristina Palmaka como nova presidente da SAP para América Latina e Caribe (LAC). A executiva vai substituir Claudio Muruzabal, que se tornará presidente da SAP para a parte sul da região EMEA, que compreende as regiões sul da Europa, Oriente Médio e África, e também se manterá conectado a clientes e parceiros da SAP como chairman para América Latina e Caribe.

“Claudio Muruzabal contribuiu para que coisas excepcionais acontecessem na região da América Latina e Caribe – para nossos clientes, parceiros e a própria SAP”, afirma Adaire Fox-Martin, membro do conselho executivo da SAP e diretora da organização Customer Success, destacando que a liderança do executivo está fundamentada no desenvolvimento de equipes diversificadas e relacionamentos sólidos, capazes de produzir resultados valiosos e experiências excepcionais para os clientes.

“Estou muito satisfeita em poder contar com Cristina, uma de nossas executivas de mais alto desempenho, para liderar nossos negócios na América Latina, dando sequência à sua trajetória de muito sucesso como presidente da SAP Brasil. O impacto que Cristina tem produzido em nossos negócios no Brasil possui um enorme alcance, e espero ter agora sua marca inspiradora de liderança e engajamento em toda a região”, completa Fox-Martin.

Cristina Palmaka assumirá a nova função como presidente da SAP para América Latina e Caribe a partir de 1º de agosto. Cristina comanda a SAP Brasil desde 2013, depois de ter ocupado vários importantes cargos executivos em grandes empresas de tecnologia no mercado brasileiro. Durante seu trabalho na SAP Brasil, transformou a subsidiária brasileira em uma das que apresentaram melhores resultados mundialmente, sempre com foco no trabalho em equipe e desenvolvimento. É uma grande defensora da diversidade e da inclusão no local de trabalho, tendo recebido importantes prêmios e sido nomeada pela revista Forbes como uma das principais CEOs no Brasil. Recebeu vários reconhecimentos como líder de TI e influenciadora na área de tecnologia voltada para empresas e crescimento econômico. Sob a liderança de Cristina, a SAP Brasil conquistou uma certificação EDGE para Igualdade de Gênero e foi destacada em vários rankings que cobrem temas de local de trabalho e diversidade. Cristina seguirá supervisionando as operações da SAP Brasil até que um substituto seja nomeado.

“É uma grande honra assumir a função de presidente da SAP LAC e me juntar a uma equipe de 5 mil funcionários na América Latina e Caribe. Espero poder apoiar nossos 48.500 clientes na região, proporcionado uma excelente experiência, independentemente das circunstâncias”, afirma Cristina Palmaka. “Também quero poder ampliar o impressionante legado que Claudio deixou, com sólidas relações, profunda expertise e confiança. E, finalmente, espero ansiosa por esta nova fase, na qual poderemos continuar contando com seu valioso apoio como chairman para SAP LAC”, conclui a executiva.

SAP anuncia novos recursos e maior integração de dados e analytics em sua Plataforma de Tecnologia de Negócios

A SAP SE (NYSE: SAP) anunciou ontem novos recursos, aprimoramentos e maior unificação na Plataforma de Tecnologia e Negócios (Business Technology Platform) que vão ajudar a transformar dados em valor para os negócios. A plataforma SAP permite que desenvolvedores e usuários de negócios tenham acesso a ferramentas e serviços integrados e completos para gerar valor em três áreas críticas da TI: excelência em dados, integração de processos e extensões. O anúncio foi feito durante a conferência SAPPHIRE NOW Converge realizada entre 15 e 19 de junho de 2020.

“Muitos clientes com quem tenho conversado expressaram a necessidade de ter agilidade e rapidez para gerar valor, demanda que foi intensificada pela pandemia da COVID-19”, afirmou Juergen Mueller, diretor de Tecnologia e membro do Conselho Executivo da SAP. “A tecnologia se tornou ainda mais importante para que as empresas tenham ambas características, e a SAP pode ajudar a enfrentar esses desafios. Fizemos aprimoramentos significativos em todos os principais componentes da Business Technology Platform para ajudar clientes em todos os setores a superar os obstáculos decorrentes da onipresença dos dados, da complexidade da TI e da volatilidade dos negócios”

A unidade de tecnologia de adesivos da Henkel, líder global do mercado de adesivos, selantes e revestimentos funcionais, está desenvolvendo uma aplicação para cerca de 4,5 mil representantes de vendas usando a Business Technology Platform da SAP.

“Nosso objetivo é criar um ambiente digital moderno e eficaz para o trabalho, elevando a velocidade e a eficiência das atividades de vendas e, assim, aprimorando a experiência dos clientes em todo o mundo”, destaca Sascha Latzberg, diretor corporativo de vendas e CRM de excelência em canais da Henkel Adhesive Technologies. “Nossa plataforma de CRM digital permite que sejamos rápidos e flexíveis e aumenta a independência dos representantes de vendas ao viajarem e trabalharem de casa. Com a ajuda da Business Technology Platform da SAP e nossas análises avançadas, podemos usar os dados do CRM para obter insights que nos ajudem a gerar mais valor para os clientes.”

Seja localmente, na nuvem ou em um cenário híbrido, a Business Technology Platform da SAP permite:

· Administrar diversos sistemas de armazenamento de dados em tempo real usando SAP HANA®;

· Integrar e estender aplicações de negócio em qualquer cenário de TI usando SAP® Cloud Platform Integration Suite e SAP Cloud Platform Extension Suite;

· Analisar dados para fazer planejamentos mais precisos e tomar melhores decisões usando as soluções SAP Analytics Cloud e SAP Data Warehouse Cloud;

· Permitir que os negócios inovem continuamente usando novas tecnologias inteligentes.

Excelência em dados

Este ano marca o 10º aniversário do SAP HANA, que possui atualmente mais de 32.400 clientes. A versão mais recente, SAP HANA 2.0 SPS 05, está prevista para ser entregue no final deste mês, quando será possível trabalhar com cenários híbridos usando a plataforma de dados SAP HANA Cloud e contar com novos recursos, entre eles a extensão nativa de armazenamento do SAP HANA aprimorada para simplificar o gerenciamento de dados e reduzir o custo total de propriedade.

De acordo com uma projeção da IDC, clientes do SAP HANA terão um retorno médio de 679% sobre os investimentos em cinco anos. O SAP HANA Cloud é uma poderosa base de gestão e análise de dados para soluções de inovação, como o SAP Data Warehouse Cloud. Agora está disponível no ambiente Amazon Web Services, além do Microsoft Azure, garantindo mais flexibilidade e opções aos clientes que estão migrando para a nuvem. A SAP planeja ter uma avaliação aberta do SAP HANA Cloud no início de julho.

O SAP Data Warehouse Cloud e o SAP Analytics Cloud possuem uma ampla linha de pacotes de conteúdo de negócios pré-construído, consistindo de cenários completos que respondem as principais perguntas técnicas e de negócios para empresas que buscam obter rapidamente insights a partir dos dados. A versão mais recente do SAP Data Warehouse Cloud inclui conteúdo de negócio para o setor varejista. Espera-se que um ecossistema em rápido crescimento com centenas de parceiros forneça mais conteúdo pré-construído e conectores de dados para SAP Data Warehouse Cloud no SAP App Center.

Para ajudar usuários e analistas de negócios a criar modelos de dados compreensíveis com mais facilidade usando termos da área, uma nova função para camada de negócios do SAP Data Warehouse Cloud deve ser lançada no início do terceiro trimestre de 2020. O SAP Data Warehouse Cloud também oferecerá uma funcionalidade para fluxo de dados interna e profundamente integrada, dando aos clientes a opção de selecionar entre uma ampla variedade de conectores para criar processos de integração de dados altamente expansíveis para e a partir de qualquer fonte de dados.

Para oferecer aos clientes ainda mais valor e benefícios, a SAP vem integrando mais produtos e funções. O SAP Data Warehouse Cloud está mais fortemente integrado com o SAP Analytics Cloud para garantir um ambiente de dados e análise mais unificado. Isso assegura uma imagem clara e precisa de todos os dados de modo a transformar a análise em uma visão real dos negócios. A plataforma SAP BusinessObjects™ Business Intelligence 4.3 foi lançada em 12 de junho de 2020 e está mais fortemente integrada ao SAP Analytics Cloud para facilitar a transição para a nuvem. As funcionalidades de planejamento e análise preditiva estão mais integradas na atualização mais recente do SAP Analytics Cloud para proporcionar planejamentos mais rápidos e mais poderosos e estão atualmente disponíveis para avaliação gratuita.

Integração

Como o novo sistema simplificado de preços do SAP Cloud Platform Integration Suite, os clientes podem se beneficiar de pacotes baseadas em valor e preços atraentes, além de processos simplificados de compra e consumo de serviços de integração. Agora, os clientes podem fazer apenas uma inscrição para usar todos os recursos, em vez de adquirir licenças para vários serviços. Isso oferece a eles a flexibilidade de consumir um serviço dentro do pacote sob demanda a qualquer momento, com medição simplificada baseada em mensagens. Além disso, a SAP fornece pacotes de integração pré-construídos entre aplicações SAP com mensagens padrão sem custo adicional.

Extensões

Avanços no fluxo de trabalho usando SAP Cloud Platform Extension Suite e novos pacotes de conteúdo de negócios “live” vão ajudar os clientes a adaptar e estender processos de negócios em tempo real e sem paralisações para atender a novas demandas e aumentar a eficiência. Agora, os especialistas em processos de negócios podem gerenciar fluxos de trabalho com processos em execução, como aprovações de despesas de capital, usando ferramentas dedicadas para identificar, configurar e executar extensões de aplicações, tudo sem a ajuda do departamento de TI. Isso resulta em menor time-to-value e menor custo de implementação.

A Honeywell e a SAP anunciaram recentemente que se uniram para criar uma solução conjunta baseada na nuvem para o setor imobiliário. A solução deverá se basear no Honeywell Forge e na SAP Cloud Platform e visa otimizar dados operacionais e de negócios para obter mais eficiência, elevar o desempenho com insights valiosos e aprimorar a gestão da experiência dos funcionários por meio de uma poderosa análise de dados sobre sentimentos. Leia mais detalhes aqui.

Mão de obra qualificada é necessária para o desenvolvimento econômico e social do Brasil

Por Jamile Sabatini Marques

Estamos vivendo um momento polarizado quando se trata de empregos no Brasil e no mundo: enquanto as empresas do setor tecnológico carecem de mão de obra qualificada, há um grande número de pessoas buscando empregos – 12,3 milhões somente no Brasil, de acordo com o último levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). E, como consequência, vemos pessoas capacitadas, que poderiam ser englobadas pelo setor, e hoje estão se arriscando como empreendedores pela necessidade de prestar serviços por meio das plataformas digitais como uma forma de sustento.

Ao mesmo tempo que milhares de vagas do setor tecnológico no Brasil não estão sendo preenchidas por falta de qualificação, as empresas que não conseguem completar os seus quadros de funcionários estão perdendo competitividade, pois enfrentam dificuldades para fecharem novos projetos e contratos por falta de equipe técnica. O resultado, com isso, é claro: o Brasil deixa de gerar desenvolvimento econômico baseado no conhecimento e perde competitividade para os outros países

Nestes novos tempos que estamos enfrentando uma pandemia mundial e com a aceleração da transformação digital que veio com ela, o país ganhará espaço nas capacitações on-line para fazer com que este abismo entre a oferta de empregos e o número de desempregados diminua.

Uma alternativa que reduziria o abismo existente para as empresas atraírem profissionais formados em outras áreas e capacitá-los de acordo com as suas necessidades é o benefício fiscal. Existe hoje uma lista imensa e diversa de carreiras que as empresas de tecnologia apontam como as mais escassas: Cientista de Dados; Programador Python; Analista de Segurança cibernética; Arquiteto de Infraestrutura Cloud; Arquiteto de Soluções; Cientista de Inteligência Artificial e Cognição; Cientista Quântico; e Arquiteto de Aplicação, sendo este último apontado como uma “mosca branca” por alguns empresários, ou seja, aquele profissional raro no mercado e muito difícil de ser encontrado.

Outro ponto de atenção que muitas empresas acabam deixando de lado por falta de conhecimento é a forma em que buscam tais profissionais. Muitas optam por robôs que fazem uma pré-seleção do enorme volume de currículos recebidos para preencher uma vaga específica. Porém, se o candidato não está atento à descrição do cargo, pode deixar de lado as palavras-chave necessárias para que o robô o considere no processo seletivo ou para a próxima etapa de seleção. É importante que, por trás destes robôs, existam profissionais de recrutamento abertos e incentivados a fazer contratações que necessitam de treinamento e capacitações específicas.

Ainda é cedo para sabermos o impacto que o COVID-19 deixará, mas é inegável que a transformação digital foi acelerada em alguns anos. A cada dia teremos novos desafios e, com eles, oportunidades para novas tecnologias se inserirem em uma nova forma de trabalho e de qualidade de vida.

Políticas públicas para o fortalecimento dos setores de tecnologia e digital é um dos principais caminhos para a recuperação econômica do Brasil e, para tanto, se faz necessário a utilização das federações e das instituições de ensino e institutos na formação de profissionais para este novo mundo. Esses serão os principais eixos sobre os quais a demanda por emprego girará nos próximos anos.

Jamile Sabatini Marques, diretora de inovação e fomento da ABES – Associação Brasileira das Empresas de Software