Category computadores

Mercado de computadores cai 12,6% no segundo trimestre de 2020, revela estudo da IDC Brasil

Rodrigo Okayama Pereira, analista de mercado da IDC Brasil

O ano começou favorável para o mercado de computadores, mas a reação não se confirmou. No primeiro trimestre, para se adequar às demandas do home office e do home schooling houve um aumento de 16% nas vendas, porém no segundo trimestre o mercado caiu 12.6% em relação ao mesmo período do ano passado. A conclusão é do estudo IDC Brazil PCs Tracker 2Q2020, que computou vendas de 1,265 milhão de máquinas entre abril, maio e junho de 2020, 183 mil a menos do que no 2º trimestre de 2019 e 205 mil menos do que no 1º trimestre deste ano.

O maior impacto foi causado pelo mercado corporativo, para quem foram endereçadas 359.538 máquinas, sendo 137.892 desktops e 221.646 notebooks. “Mais do que uma terrível crise sanitária, as empresas estão enfrentando uma crise de fluxo de caixa e precisam congelar investimentos”, explica Rodrigo Okayama Pereira, analista de mercado da IDC Brasil, líder em inteligência de mercado, serviços de consultoria e conferências com as indústrias de Tecnologia da Informação e Telecomunicações. Segundo ele, o aumento de preços devido ao valor do dólar e mudanças nas cobranças do IPI e ICMS também influenciaram as compras empresariais no período. O destaque positivo do mercado corporativo foi o setor educacional, que continuou indo às compras no segundo trimestre e cresceu 11,2%.

O desempenho do varejo foi melhor. Em lojas físicas, e-commerce ou em supermercados, que por se manterem abertos durante toda a quarentena surpreenderam como ponto de venda de computadores, foram comercializadas 906.423 máquinas, sendo 111.072 desktops e 795.351 notebooks. “O que chamou atenção foi o crescimento de 90% (ano a ano) de máquinas de alto desempenho. Apesar de ainda representarem nichos de mercado, gamers, editores de arte, fotógrafos, arquitetos etc., que precisam de máquinas de alta performance, com maior poder de processamento, compraram 92 mil notebooks e 20,4 mil desktops”, conta o analista da IDC Brasil.

Se as vendas caíram, os preços subiram. Entre abril, maio e junho do ano passado, um desktop custava, em média, R$2.150, e um notebook R$2.670. Um ano depois, o preço médio do desktop ficou em R$3.607,08 e do notebook em R$4.342,45, altas de 67,8% e 62.6%, respectivamente. Já em relação aos três primeiros anos de 2020, a alta foi de 46,7% para desktops e de 38,2% para notebooks. “O segundo trimestre foi marcado pelo repasse de preços para o consumidor”, afirma Rodrigo. Quanto à receita total do mercado de computadores no 2º trimestre de 2020 foi de R$5,314 bilhões, ante R$4,545 do 2º tri de 2019 e ante R$5,252 do 1º tri de 2020

Expectativas

Para os próximos meses, a previsão da IDC Brasil para o mercado de computadores é de crescimento tímido, com 1,2% no 3º tri e de 3,5% no 4º tri de 2020. “Aos poucos as empresas estão voltando a fazer negócios, principalmente as pequenas e médias que sofreram muito com a pandemia mas têm condições de reagir mais rapidamente. Ao mesmo tempo, observamos índices ascendentes de confiança”, diz o analista da IDC. “Nada que represente uma grande virada. De certo mesmo, é que os notebooks vão fazer os números do ano, tanto no varejo como no mercado corporativo”. Para 2020, a estimativa da IDC Brasil é de crescimento de 4,4% no varejo e de queda de 9,9% no corporativo.

Pesquisa global da Avast releva as condições dos PCs

A Avast, líder em produtos de segurança digital, anunciou dados do seu Relatório de Tendências para PC. O estudo apresenta uma visão real sobre os softwares e hardwares mais usados em computadores, a partir de dados anônimos de mais de 155 milhões de usuários do mundo todo. As informações foram reunidas pelo AVG PC TuneUp e Avast Software Updater, no terceiro trimestre do último ano. A seguir, estão os principais fatos apontados no relatório:

Em média, os computadores têm mais de 5 anos de idade

O relatório da Avast apontou que os usuários permanecem com seus computadores por um longo tempo. Surpreendentemente, quase 28% dos PCs têm mais de oito anos, o que significa que são da era do Core 2 Duo e, por isso, são mais lentos. Os resultados mostraram que 27,82% foram fabricados em 2009 ou antes; 12,03% em 2010; 10,67% em 2011; 14,09% em 2012; 10,51% em 2013; e 14,48% em 2014. Além disso, apenas 10% dos PCs e laptops foram adquiridos em 2015 ou após este ano. Portanto, a idade média dos PCs avaliados, conforme dados dos 155 milhões de usuários, possuem pouco mais de 5 anos.

Em média, o usuário tem 51 programas instalados

Dentre os milhões de usuários de PC no mundo, a quantidade média de programas instalados chegou a 51. Neste caso, não são apenas programas do dia a dia como Skype, Office ou iTunes, mas também ferramentas como Java e Flash necessárias para executar sites e outras plataformas. O usuário deve estar ciente de que quanto mais programas instala, mais lento e potencialmente não confiável o PC se tornará.

Os programas mais instalados

A grande maioria (79%) têm o Google Chrome instalado, seguido de Adobe Flash Player (77%), Java (59%), Mozila Firefox (44%) e Skipe (39%). Muitos usuários têm o Google e Firefox instalados no PC, para talvez alternar o uso dos navegadores.

Muitos programas estão desatualizados – Java, Adobe Air e Shockware

Com a telemetria, o Software Updater da Avast é capaz de identificar quais programas estão desatualizados. Alguns usuários (gratuitos) da Avast, que não possuem Atualizações Automáticas de Software ativadas, executam algum programa bastante antigo e potencialmente perigoso. No topo dessa lista está o Java, com 17% dos usuários executando as versões 6 e 7 desatualizadas. A Avast sugere que os usuários, mesmo aqueles que executam o Java 8, devem atualizar o software visitando o site oficial do Java ou usando o Avast Premier, que inclui o Automatic Software Updater.

Participação do Windows 10 no mercado de software cresceu e chegou a 35%

O Windows 10  da Microsoft foi introduzido há dois anos no mercado e teve várias versões desde então, diferentemente do Windows 7 que está começando a mostrar sua idade. Apesar disso, o sistema operacional mais antigo ainda está instalado em 45% dos PCs dos usuários. A lista com a participação de mercado dos programas avaliados traz o Windows 7 (45%), Windows 10 (35,1%), Windows 8.1 (10,7%), Windows XP (4,6%), Windows 8 (2.1%) e Windows Vista (2%).

HP lidera com 20% de participação do mercado de PC

Olhando para a distribuição global das marcas de computadores, a HP (Hewlett-Packard) lidera o ranking. Seu concorrente mais próximo possui apenas metade desse mercado. Assim, no topo está a HP (19,8%), seguida pelas marcas Acer, Asus, Dell e Lenovo (com cerca de 10%), logo após a Gibagyte e Toshiba (com cerca de 5%), Samsung (3,7%) e demais marcas avaliadas (24,8%).

SSD surpreendentemente pequeno: HDD ainda rege

Tendo em vista que os PCs têm em média 5 anos, não é surpreendente saber que a unidade de estado sólido (SSD) mais rápida não é tão comum quanto a unidade de disco rígido mecânica (HDD). Dentre os milhões de usuários da base Avast apenas 7,4% tinham um SSD, enquanto outros 6,7% tinham uma combinação híbrida de SSD + HDD em seus sistemas. O restante (85,9%) ainda tem que lidar com os atrasos e a lentidão dos discos rígidos tradicionais.

“Diante dos avanços tecnológicos, imaginamos que a maioria das pessoas utilizam PCs inteligentes, rápidos e atualizados, e que aqueles computadores com monitores antigos simplesmente desapareceram do mercado. Mas a realidade é outra”, disse André Munhoz, Country Manager da Avast no Brasil. “O número de PCs com anos de uso é grande e esses usuários precisam estar atentos para a necessidade de atualização constante dos programas, principalmente para reduzir vulnerabilidades que possam facilitar a ação de cibercriminosos e colocar em risco seus dados pessoais e sua privacidade”, completou.

Tags, , , , , , ,

Avast lança Cleanup Premium com novas ferramentas para otimizar o desempenho do PC

A Avast, líder global em produtos de segurança digital, anunciou o seu novo produto Avast Cleanup Premium que oferece aos usuários uma solução simples e efetiva para otimizar o desempenho de PCs.

Com mais de 10 recursos abrangentes, incluindo um patenteado Modo Dormir que prioriza os programas em uso para deixar o computador mais rápido, o Avast Cleanup Premium é uma ferramenta de otimização essencial para todos os usuários de PC. Além do Modo Dormir, outros recursos notáveis são o de Limpeza de Disco que remove o lixo de mais de 200 aplicativos e funcionalidades do Windows; e o de Limpeza de Navegador que elimina rastros online, dados temporários e resíduos de informações que os usuários possam ter tido problemas para deletá-los.

O novo Avast Cleanup Premium faz com que PCs novos e antigos ganhem mais velocidade no desempenho ao liberar espaço para os usuários, limpando o disco rígido ou corrigindo problemas comuns em seus computadores.

“Os laptops tiveram grandes avanços em termos de desempenho, recursos e espaço em disco, porém, ao mesmo tempo, as nossas atividades digitais estão crescendo. À medida que confiamos mais em nossos PCs, o desempenho e a confiabilidade deterioram rapidamente, por isso, o novo Avast Cleanup Premium foi projetado para resolver de forma ágil e imperceptível essas questões para as pessoas. Com base em nossa experiência de mais de 20 anos, desenvolvemos uma gama abrangente de recursos e algoritmos inteligentes que mantêm os PCs mais avançados funcionando com eficiência e fazem com que os computadores mais antigos trabalhem como novos, novamente “, disse Ondrej Vlcek, CTO, EVP & GM Consumer da Avast.

O Avast Cleanup Premium proporciona melhor performance, mais espaço em disco e manutenção confiável para PCs através de uma série de novos recursos, incluindo:

Manutenção:

Esta opção permite que os usuários analisem seus sistemas, sem um clique sequer. Assim que o programa é instalado, ele inicia um escaneamento dos atalhos para remover links quebrados, esvaziar caches, deletar cookies e lixo em disco, melhorando o desempenho de PCs desde o primeiro dia.

Modo Dormir: Otimização Patenteada

Agora, o Cleanup da Avast inclui o patenteado “Modo Dormir” da companhia. Muitos programas como o iTunes, Skype ou o Adobe Reader têm uma série de serviços, itens de inicialização e tarefas programadas ativas mesmo quando não estão sendo utilizados. Ao interromper esses recursos ativos em segundo plano através do Modo Dormir da Avast, a prioridade é dada aos programas que estão realmente em uso, fazendo com que o computador funcione de maneira mais suave e rápida.

Limpeza de Disco e Limpeza de Navegador:

O Windows e seus programas produzem uma quantidade enorme de resíduos de dados, gerando registros em segundo plano e armazenando arquivos temporariamente. O recurso de Limpeza de Disco da Avast remove o lixo de mais de 200 aplicativos e funcionalidades do Windows, garantindo que não exista excesso ocupando um valioso espaço em disco. Já o recurso de Limpeza de Navegador elimina rastros online, dados temporários e resíduos de informações que os usuários não tenham sido capazes de deletar – esta funcionalidade é compatível com mais de 25 navegadores, incluindo Explorer®, Chrome™ e Firefox®.

Software Cleanup

O software Cleanup corrige aquelas barras de ferramentas e programas pré-instalados considerados irritantes, que nunca foram usados. Assim, faz que com esses softwares indesejados (bloatware) tornem-se coisas do passado.

Centro de Resgate

O Centro de Resgate permite ao usuário desfazer quase todas as otimizações realizadas com o Avast Cleanup Premium, provando como o recurso é fácil de usar. O Centro de Ação fornece notificações em tempo real sobre qualquer problema, para que o usuário possa corrigi-lo a partir de um simples clique.

Usuários podem baixar a versão teste ou adquirir o Avast Cleanup Premium. Licenças para avaliadores estão disponíveis.

Tags, , , , , ,