Category carro conectado

Carros autônomos e o futuro dos dados conectados

Por Paulo Roberto Henneberg, Field Marketing Manager da Hitachi Vantara*

Os dados são o “novo petróleo” do mundo, dizem muitos especialistas. Mas, como atrelá-los à uma inovação consciente, que traga redução de custos operacionais, processos mais eficientes e, claro, maior experiência para os clientes?

A velocidade das informações fez com que muitas áreas sofressem mudanças. Obviamente, o setor automobilístico é um dos mais afetados com a transformação digital, porém sou bastante otimista quando falo sobre o tema, acredito que integração de dados é o caminho paras as empresas deste segmento.

As novas tecnologias aumentam o volume de dados de clientes e de produtos, integrando as operações com análises cada vez mais avançadas de dados. Um veículo autônomo além de reduzir o tempo de uma viagem, também pode reduzir custos operacionais para garantir a segurança de pedestres e do tráfego, diminuindo assim o impacto ambiental. Segundo o relatório “Global In-Vehicle Infotainment Market, Analysis & Forecast, 2017 – 2022 “, da BIS Automotive, o mercado global de infotainment em veículos deve alcançar US﹩ 52,2 bilhões até 2022.

Um estudo da Boston Consulting Group em parceria com o Fórum Econômico Mundial analisou a presença de carros autônomos em centros urbanos, o que resultaria em uma redução de 60% de carros circulando nas ruas e uma diminuição de 90% em números de acidente entre os veículos. Em relação aos ganhos ambientais, a estimativa é de menos de 80% em relação a emissão de gases poluentes.

As empresas já se preparam há alguns anos para atingir este mercado, em 2010 a Google chegou a desenvolver um carro autônomo e obteve excelentes resultados em milhões de quilômetros nas ruas de Mountain View e da Califórnia, regiões próximas da sede da empresa. Porém, até o momento o carro ainda não foi produzido, devido alguns acidentes ocorridos com o protótipo.

O assunto também é estratégico para grandes empresas, como a Hitachi Automotive Systems, empresa que faz parte do conglomerado Hitachi, que recentemente anunciou que pretende fundir quatro de seus fabricantes de autopeças com a Honda para criar um fornecedor único. O anúncio feito no início do mês de novembro, tem o objetivo de criar a terceira maior empresa fornecedora de autopeças do Japão em vendas. O foco desta fusão é o desenvolvimento de componentes para sistemas de carros elétricos e de condução autônoma.

A Hitachi Automative Systems começou a testar carros autônomos e conectados na América do Norte em 2015 em ambientes urbanos simulados, somente no ano passado que iniciou os testes nas estradas do Japão. Em outubro deste ano, a empresa anunciou o desenvolvimento de uma tecnologia de controle que usa uma AD ECU (Unidade de Controle Eletrônico de Condução Autônoma), que será utilizada para evitar riscos ao mapear e reconhecer perigos potenciais, antecipando assim o comportamento de objetos em movimentos. AD ECU deve processar todos os dados sensoriais (câmera estéreo, radar etc.) para determinar os comandos de controle do veículo.

Além de todo esse acesso aos dados, é necessário interpretá-los para gerenciá-los da melhor forma como combiná-los com Big Data, IoT e análises avançadas (IA, Machine Learning e Deep Learning) que impulsionam a excelência operacional, seja também por meio da análise voltada às expectativas dos atuais consumidores, que buscam cada vez maiores experiências, como para empresas no seu processo de monetização de dados.

Siemens apresenta oferta de simulação para acelerar chegada de carros autônomos ao mercado

A Siemens está lançando hoje o sensor virtual PreScan da TASS com a plataforma Mentor DRS360, uma solução inovadora para o desenvolvimento de sistemas de condução autônomos. O lançamento integra tecnologias de condução autônomas Mentor Graphics e TASS International, duas das recentes aquisições da Siemens parte do portfólio Simcenter™, que minimiza drasticamente a necessidade de prototipação física, reduzindo o número de testes e de protótipos para validar a segurança dos veículos autônomos.

De acordo com as conclusões do relatório emitido pela Rand Corporation, os protótipos de veículos autônomos teriam que ser dirigidos centenas de milhões de quilômetros e, em alguns casos, centenas de bilhões de milhas ao longo de várias décadas para demonstrar sua confiabilidade em termos de fatalidades e de possíveis lesões – um resultado que os autores consideraram inconsistente com a viabilidade comercial a curto prazo de carros autônomos.

Aproveitando a avançada simulação em termos de física e de tecnologias inovadoras de processamento de dados e sensores, a nova solução da Siemens foi projetada para ajudar os fabricantes a enfrentar o desafio de reduzir anos de desenvolvimento, verificação e validação de carros autônomos.

O ambiente de simulação PreScan™ da TASS produz dados brutos de sensor simulados altamente realistas baseados em física para um número ilimitado de possíveis cenários de direção, situações de tráfego e outros parâmetros. Os dados dos sensores LiDAR, (da sigla inglesa Light Detection And Ranging – tecnologia ótica que mede a distância e/ou outra informação a respeito um determinado objeto), de radar e de câmera simulados da PreScan são então inseridos na plataforma DRS360™ da Mentor, onde são fundidos em tempo real para criar um modelo de alta resolução do ambiente e das condições de direção do veículo.

Os clientes podem, então, aproveitar a resolução de percepção e o processamento de alto desempenho da plataforma DRS360 para testar e refinar algoritmos proprietários para tarefas críticas, como reconhecimento de objetos, políticas de direção e muito mais.

“Os fabricantes de automóveis estão percebendo rapidamente que os protótipos físicos e os testes de estrada, por si só, não podem reproduzir a infinidade de complexos cenários de direção que os carros autônomos encontrarão. De fato, muitos dos cenários são impossíveis de reproduzir, enquanto outros são tão perigosos para reproduzir que a ética impede o pré-teste”, disse o Dr. Jan Leuridan, vice-presidente sênior de soluções de simulação e teste da Siemens PLM Software. “Está claro que a disponibilidade comercial de veículos totalmente autônomos no curto prazo é altamente dependente de tecnologias avançadas de simulação baseadas na física, onde a Siemens está estabelecendo o ritmo para a maior indústria automotiva mundial.”

Para fornecer a solução mais abrangente e precisa possível, a Siemens PLM Software está trabalhando com muitos dos principais fabricantes mundiais de LiDAR, radar e produtos de sensor de visão para desenvolver versões simuladas em 3D de módulos de sensores específicos com base em física. Compatíveis com o novo conjunto de ferramentas da Siemens, os sensores simulados são sintonizados usando informações de projeto detalhadas de fornecedores de sensores e validados usando dados de medição do mundo real para uma precisão ideal. Um dos mais importantes parceiros de sensores é a Cepton Technologies, uma empresa inovadora baseada no Vale do Silício, notável por seus sensores LiDAR de longo alcance e pequena dimensão. Outros parceiros de sensores serão anunciados ainda este ano.

“A tecnologia de simulação é cada vez mais valiosa para desenvolvedores de veículos automatizados, pois enfrentam pressões de montagem para acelerar o desenvolvimento, a validação e o desempenho de suas soluções de antivírus”, disse Phil Magney, fundador e diretor da VSI Labs. “A Siemens agora oferece soluções de simulação para cada estágio do processo de desenvolvimento, desde sensores até processadores, subsistemas e todo o veículo. Ter um escopo maior em soluções de simulação oferece à Siemens a capacidade de desempenhar um papel de liderança na validação e na verificação de soluções automatizadas para veículos”.

“Com o PreScan™ da TASS, podemos ajudar o setor automotivo a reduzir custos, tempo de mercado, problemas no futuro e a necessidade de um protótipo real para simular todos os possíveis cenários” diz Allyson Chiarini de Faria, diretor de marketing para América Latina. “Nosso foco é acelerar a entrega de veículos autônomos que, segundo o Gartner, representarão cerca de 25% dos veículos de passageiros em uso nos mercados desenvolvidos em 2030. Teremos que lidar com infinidades de circunstâncias complexas que só poderão ser validadas por meio da simulação”, esclarece.

Tags, , , , ,

Carros serão data centers sobre rodas

O diretor da divisão de TI da T-Systems, A T-Systems Brasil, provedora alemã com amplo portfólio de soluções digitais e serviços de TI, François Fleutiaux, acredita que os carros estão se tornando data centers sobre rodas. Exatamente por isso, é hora do mercado de preparar para trabalhar com estes dados.

Não por acaso, muitos dos carros fabricados atualmente contam com mais de 100 sensores embarcados, capazes de monitorar permanentemente itens como velocidade, temperatura do motor e funcionamento dos freios, coletando para isso uma série de outras informações. Estes sensores fazem com que estes automóveis produzam cerca de 25 GB de dados por hora. Em se tratando de carros autônomos, a previsão é de que este volume salte para 3.600 GB por hora.

Fleutiaux explica que os dados não são gerados apenas com o veículo em movimento. “Eles são produzidos em toda a cadeia de valor, do design e desenvolvimento, produção, vendas e uso, até as revisões e manutenção”, diz, lembrando haver um consenso entre especialistas de que empresas com capacidade de coletar, integrar e analisar estes dados com inteligência estarão entre os vencedores da revolução digital. “Estas empresas serão capazes de melhorar a eficiência de uma série de processos e de abrir novas possibilidades de vendas com serviços inovadores”, prevê, citando três exemplos de serviços já realizados pela T-Systems neste novo mercado:

Manutenção preditiva em produção automotiva – de acordo com a IFR (International Federation of Robotics), 2,6 milhões de robôs estarão em uso até 2019, muitos deles já em operação. Um carro médio tem cerca de 6 mil pontos de solda. Se um único robô de soldagem tem uma parada inesperada, toda a linha é paralisada, causando prejuízos de cinco a seis dígitos para o fabricante. Há dados de medição e consumo de energia que permitem prever uma parada deste tipo com seis dias de antecedência, permitindo que a manutenção trabalhe de forma programada.

Seguro automotivo pago por uso do carro – poucas seguradoras utilizam tecnologia telemática para monitorar o comportamento dos motoristas, premiando hábitos de direção segura com taxas mais baixas. Uma caixa telemática, ou mesmo o smartphone, pode ser utilizado para gravar estes dados e envia-los para a companhia seguradora. Se o automóvel tiver um SIM card instalado, estes dados podem ser transferidos sem problemas. Seguradoras e fabricantes de automóveis já estão trabalhando para estabelecer um framework legal que permita o fornecimento de dados relevantes para as seguradoras.

Semáforos que reconhecem veículos de emergência – muitos semáforos já estão equipados com câmeras de monitoramento, permitindo sua otimização de acordo com o fluxo. A cidade de Milton Keynes, na Inglaterra, está equipando seus cerca de 2,5 mil semáforos com câmeras inteligentes capazes de reconhecer ambulâncias e mudar as fases para permitir sua passagem.
Lucratividade

Fleutiaux defende que o mercado precisa, para potencializar os dados produzidos por veículos, desenvolver mais conectividade, capacidade de storage e softwares inteligentes. De acordo com o Gartner, um em cada cinco veículos serão equipados com alguma forma de conexão sem fio até 2020, que devem totalizar cerca de 250 milhões de veículos globalmente.

Este desenvolvimento está sendo estimulado pela obrigatoriedade da instalação do sistema de chamadas de emergência eCall em todos os carros da União Europeia até o final de março deste ano, equipando cada um deles com um SIM card.

“Outra tecnologia, chamada NarrowBand IoT, está destinada para o gerenciamento de estacionamentos inteligentes e outras aplicações do tipo”, afirma. Trata-se de uma rede WAN que não apenas estende a vida dos sensores operados por bateria, como funciona em prédios e garagens subterrâneas, sinalizando vagas livres para os motoristas.

Os softwares também estão se tornando incrivelmente avançados, alguns inclusive com funcionalidades de aprendizado. “De acordo com a McKinsey, as soluções de inteligência artificial vão ampliar o ROI da indústria automotiva em 9% até 2025, com maior potencial de crescimento nas áreas de produção e compras”, revela Fleutiaux.

O executivo afirma que, neste momento, a criatividade torna-se o recurso mais importante, permitindo às empresas desenvolverem novos serviços, modelos de negócio e fontes de receita baseadas em dados veiculares. “Na verdade, pode ser o início de uma corrida do ouro moderna, porque no futuro será possível fazer mais dinheiro a partir dos dados veiculares do que da produção em si”, prevê.

Para comprovar sua previsão, o executivo lembra que a margem de lucro dos fabricantes de automóveis geralmente gira em torno de 10%. Por outro lado, a margem de empresas especializadas em processamento de dados, é de cerca de 30%. A questão é: quem vai abocanhar este lucro? Para o executivo, já há no mercado uma competição sobre o uso comercial de dados veiculares.

“Fabricantes, fornecedores e startups estão considerando as oportunidades e enfrentando a competição de empresas de outros segmentos, como a Apple e o Google, que já descobriram o potencial deste mercado e têm conhecimento e musculatura financeira para agita-lo. A luta pelos dados automotivos está apenas começando”, conclui.

Tags, , , , , , , , , , ,

Volvo Cars anuncia venda de veículos autônomos para o Uber

A Volvo Cars assinou um acordo com o Uber, empresa norte-americana de compartilhamento de viagens, para fornecer milhares de veículos compatíveis com a tecnologia de condução autônoma, entre 2019 e 2021.

O modelo comercializado é o SUV XC90, desenvolvido sobre a plataforma modular da marca (SPA, Scalable Platform Architecture), uma das mais avançadas do mundo e que também é usada em outros veículos da série 90, além do Novo XC60.

O acordo não-exclusivo valoriza a parceria estratégica entre a Volvo Cars e o Uber, anunciada em agosto de 2016, e sinaliza um novo capítulo na convergência das fabricantes de automóveis e empresas de tecnologia do Vale do Silício.

“A indústria automotiva está sendo redefinida pela tecnologia e a Volvo Cars escolheu ser uma parte ativa dessa disrupção”, disse Håkan Samuelsson, CEO mundial. “Nosso objetivo é ser o fornecedor de veículos com direção autônoma para provedores globais de serviços de compartilhamento de viagens. Este acordo com o Uber é um exemplo primordial dessa estratégia”.

Os engenheiros da Volvo Cars trabalharam em estreita colaboração com seus pares do Uber para desenvolver o utilitário esportivo XC90. Esse veículo incorpora todas as tecnologias de segurança e núcleo autônomo de condução necessárias para que o Uber incorpore à sua própria tecnologia de condução autônoma.

“Estamos entusiasmados para expandir nossa parceria com a Volvo”, disse Jeff Miller, chefe de Alianças Automotivas do Uber. “Este novo acordo nos coloca no caminho para a produção em massa de veículos autônomos”.

Ao mesmo tempo em que atende ao Uber com carros compatíveis com direção autônoma, a fabricante sueca usará o mesmo veículo como base no desenvolvimento de sua própria estratégia independente de carros autônomos, prevista para o lançamento de seu primeiro veículo totalmente dotado dessa tecnologia, em 2021.

Tags, , , ,

Volvo e Embratel demonstram carro conectado na Futurecom

A Embratel demonstrará na Futurecom 2017 carro conectado da Volvo com uso de suas soluções de Internet das Coisas (IoT). No evento, estará em demonstração um automóvel inteligente semelhante aos milhares de carros que já estão em circulação nas ruas brasileiras, utilizando um dos mais modernos sistemas de gerenciamento do mundo.

“A Volvo oferece em seus carros a última palavra em tecnologia”, diz Ney Acyr Rodrigues, Diretor de Negócios de IoT da Embratel, destacando que a Embratel já é reconhecida como um dos principais fornecedores de solução de Internet das Coisas para carros conectados do Brasil. Segundo ele, o sistema de IoT garante mais agilidade e segurança para os clientes da Volvo que contam com funcionalidades inteligentes e acesso a dados essenciais sobre o funcionamento de seus veículos.

A transmissão de dados do SIM Card da Embratel para a central de atendimento 24 horas permite o monitoramento do veículo para proteção do motorista, com rastreamento por satélite, interrupção remota em caso de furto ou roubo e até travamento de portas à distância.

“A Volvo está muito feliz com a parceria com a Embratel. Escolhemos a Embratel para operar no Brasil a nossa ferramenta global de carros conectados devido à qualidade de sua infraestrutura, suas tecnologias de ponta e equipe especializada. A solução de IoT utilizada em nossos carros conectados agrega maior valor final ao nosso produto e permite a maior satisfação de nossos clientes, com serviços inteligente e atendimento diferenciado em situações de emergência. Continuaremos trabalhando para expandir essa parceria e desenvolver novas soluções que garantam mais praticidade e bem-estar para nossos consumidores”, diz Leandro Teixeira, Diretor de Marketing Volvo Cars Brasil.

A solução de IoT para carros conectados da Volvo permite também que o motorista tenha acesso a informações importantes pelo aplicativo do celular ou pelo relógio (Smartwatch). É possível saber a localização exata do automóvel, travar e destravar remotamente as portas, acionar o ar-condicionado e verificar informações sobre o painel do carro como últimas viagens realizadas, temperatura dentro do veículo e volume do combustível. Dados essenciais para o bom funcionamento e manutenção do automóvel também podem ser coletados por SIM Cards e disponibilizados via aplicativo, como calibragem dos pneus e volume de óleo.

Além do gerenciamento inteligente e seguro, a solução de IoT para carros conectados garante maior agilidade no atendimento em caso de panes ou acidentes. Caso seja necessário acionar a assistência técnica, a localização do veículo pode ser identificada por sistema, assim como a realização de um diagnóstico prévio para agilizar o reparo. Em caso de acidente com acionamento de airbags ou ativação dos pré-tensionadores dos cintos de segurança durante uma colisão, o centro de emergência recebe um alerta automático para atendimento imediato.

“Acreditamos que a tecnologia de IoT será um importante componente na transformação digital das empresas e a Embratel está pronta para ajudar as organizações no processo de transição rumo ao próximo nível de seus negócios”, afirma o Diretor de Negócios de IoT da Embratel, destacando que as ofertas de IoT podem ser utilizadas por todos os segmentos da indústria, além do automobilístico.

Tags, , , , ,

Chevrolet Onix é o carro parceiro do lançamento do Waze para Android Auto

view (1)

O Chevrolet Onix foi escolhido o carro parceiro do lançamento do Waze para o sistema Android Auto no Brasil. A estreia permite que motorista do Novo Onix navegue com o app diretamente na tela do multimídia MyLink do veículo.

Para os motoristas, além de poder acompanhar o caminho em uma tela maior que a do smartphone, outra vantagem é a possibilidade de interação com o aplicativo por meio da tela touchscreen do MyLink ou pelo sistema de comando de voz do carro, minimizando distrações e tornando o uso mais seguro.

“O consumidor busca um carro com o qual ele se identifique e que ofereça soluções capazes de tornar o trajeto dele mais prazeroso, simples, inteligente. É isso o que já oferecemos com o MyLink e o OnStar e que agora ampliamos com essa parceria com o Waze. A Chevrolet é líder no Brasil e na América do Sul por colocar o consumidor no centro de tudo o que faz, oferecendo os mais inovadores e surpreendentes carros para o mercado”, diz Carlos Zarlenga, presidente GM Mercosul.

O Waze possui uma rede global com mais de 75 milhões usuários ativos mensais – além de 420 mil editores de mapa voluntários e diversos parceiros orientados por dados. O Brasil representa uma das maiores redes de motoristas e é um dos mercados mais importantes para o Waze. Somente na Grande São Paulo, o app tem mais de 3,5 milhões de usuários ativos que dirigem mais de 500 milhões de quilômetros por mês.

“A receptividade do motorista brasileiro para a inovação é um dos motores do nosso sucesso”, disse Andre Loureiro, diretor-geral de publicidade do Waze no Brasil. “O Waze tem um relacionamento recíproco e colaborativo com os brasileiros, e é um prazer demonstrar alguns dos recursos e parcerias mais interessantes no país. Agradecemos ao Chevrolet Onix por nos ajudar a trazer este lançamento emocionante à vida”.

Usando a estrutura do Android Auto, o Waze está integrado diretamente na tela do console central do carro. A entrada do app no sistema do Android Auto traz o poder da rede de usuários do Waze diretamente para o painel do carro, com rotas inteligentes, reduzindo as distrações e ainda ajudando o motorista a fugir do trânsito. Além disso, também é possível utilizar as configurações de voz do Google, que são semelhantes às utilizadas no Waze e permitirão que os motoristas interajam com o app via controle de voz.

Pensado para os dias de hoje

O Onix foi o carro escolhido para o lançamento do Waze para o sistema Android Auto por ser considerado pela montadora o carro mais conectado fabricado no Brasil. Lançado em 2012, o Chevrolet democratizou em seu segmento o sistema multimídia e mais recentemente a tecnologia exclusiva de telemática avançada OnStar, que consiste num canal direto entre o automóvel e uma central de atendimento 24h que oferece serviços de comodidade, segurança, emergência e monitoramento.

Os serviços vão desde envio automático de resgate em acidentes até auxílio na recuperação do veículo em caso de roubo. O contato com a central de atendimento pode ser feito por meio de um botão no painel. O OnStar possibilita ainda interação com o veículo por meio de aplicativo para smartphone. Com isso é possível, por exemplo, fazer uma checagem dos principais sistemas mecânicos de forma remota.

“A Chevrolet colocou o smartphone na tela do carro através do MyLink e colocou o carro na tela do celular através do OnStar. Esse é um dos diferenciais competitivos do Onix. É um dos motivos que o transformaram no automóvel preferido do brasileiro e no mais vendido da América Latina”, explica Hermann Mahnke, diretor de Marketing da Chevrolet.

Conectividade ganha relevância

Pesquisas apontam que tecnologias como a conectividade ganham cada vez mais importância na lista de prioridades dos consumidores de carros de entrada. Já são a segunda razão de compra, superando os atributos mecânicos – design continua sendo o quesito mais relevante.

“No Onix, estes atributos são percebidos no sistema de conectividade total, na direção com assistência elétrica de série, na opção de transmissão automática de seis marchas, no baixo consumo de combustível e na sensação de amplo espaço interno, principalmente”, completa Mahnke.

Tags, , , , ,

Tecnologia OnStar da Chevrolet tem mais de 130 mil usuários ativos

O OnStar, a tecnologia de conectividade exclusiva da Chevrolet, já supera mais de 130 mil usuários conectados. O OnStar oferece a conectividade total entre o usuário e o seu veículo através de diversas funcionalidades, tais como o diagnóstico avançado dos principais sistemas do veículo, navegação, monitoramento remoto, e um serviço 24/7 de concierge para suporte em buscas de informações úteis, situações de emergência, e localização do veículo.

Com mais de 7 milhões de usuários conectados no mundo, o OnStar está há 20 anos nos EUA e é líder global em conectividade veicular.

No Brasil, o OnStar foi lançado em Setembro de 2015 para os clientes do Chevrolet Cruze. Em seguida, foi incluído em toda a linha Chevrolet 2017. Com isso, a Chevrolet é a primeira montadora a ter tecnologia de ponta embarcada em toda a sua linha.

“Chegamos a esse número de usuários conectados pela combinação única de funcionalidades e serviços que nossos clientes desejavam. Os três planos do OnStar foram desenvolvidos a partir dessas necessidades. Desde o plano Safe, que oferece app/portal, diagnóstico e recuperação veicular, até o plano Exclusive, que inclui todos os serviços OnStar, com pilares de emergência, segurança, diagnóstico, conectividade, concierge e navegação”, disse Péricles Mosca, diretor do OnStar para América do Sul.

Manutenção no Diagnóstico Avançado OnStar

Os clientes agora podem contar com o OnStar no momento que o seu veículo entra em manutenção. Além do Diagnóstico Avançado, disponível para todos os planos, o botão de Manutenção, quando acionado pelo cliente, impede que ele receba notificações enquanto o serviço ocorre em uma das Concessionárias Chevrolet. Outras informações essenciais referentes ao veículo, como pressão instantânea de pneus e quilometragem total percorrida, podem ser consultadas pelos usuários além das informações dos seguintes sistemas:

– Motor e transmissão
– Airbag
– Controles de tração
– Freios ABS
– Emissões
– OnStar

Com esses dados, o Diagnóstico Avançado OnStar realiza um check-up do veículo com um simples toque de botão. Quando o sistema aponta qualquer anomalia, ele automaticamente envia para o usuário um alerta e a partir desse momento o cliente pode agendar uma visita na rede Chevrolet através do app, portal ou Concierge. Com isso, os clientes têm mais segurança e comodidade, além de minimizar riscos de pane mecânica ou elétrica e outros danos.

Melhorias no aplicativo

Outra novidade é que o cliente que possuir smartphone com sistema operacional iOS e Android terá, a partir desta versão, o download de mapas realizado automaticamente e de forma comprimida. Desta forma conseguirá baixar todas as funções mais rapidamente e ocupando menos espaço na memória interna do celular. Através do aplicativo será possível ainda fazer a renovação da assinatura do OnStar.

“Queremos proporcionar aos nossos clientes a melhor experiência de conectividade e por isso aprimoramos continuamente o sistema OnStar. O sucesso do OnStar no Mercosul é resultado direto deste trabalho”, comentou André Nishimura, gerente de operações OnStar do Mercosul.

Tags, , ,

Volvo Cars expande foco em serviços conectados e revela interface atualizada no novo XC60

lcstrip_81630_0_web

A Volvo Cars promoveu uma atualização importante em seu programa global de serviços conectados e na premiada interface Sensus. Lançado em 2015, o serviço inovador de entregas embutido no aplicativo do Volvo On Call para smartphone está pronto para expandir para mais cinco países durante 2017.

“Isso é apenas o começo. Nos próximos meses, os clientes da Volvo terão à disposição uma gama de serviços mais amplos, relevantes e convenientes que o farão economizar tempo”, afirma o vice-presidente sênior de Experiência do Consumidor da Volvo, Björn Annwall.

Em resposta à grande demanda por serviços conectados, a Volvo Cars promoveu uma reforma total no aplicativo Volvo On Call, expandindo sua plataforma e tornando-o ainda mais acessível para conectá-lo ao carro. Até o final de 2017, o sistema estará disponível para cerca de 50 países, cobrindo mais de 90% das vendas globais da fabricante sueca.

A abordagem da marca por meio do Volvo On Call está firmemente baseada no compromisso da empresa de facilitar a vida de seus usuários. Os proprietários de modelos Volvo agora poderão enviar informações de navegação para destinos baseados em suas agendas diretamente para seus automóveis, encontrar postos de gasolina próximos e até receber ajuda para encontrar o carro em grandes áreas de estacionamento ou ruas desconhecidas.

“O papel do Volvo On Call mudou de um aplicativo de acesso ao carro para uma plataforma que oferece cada vez mais serviços conectados ao cliente. Estamos na vanguarda desta mudança na tecnologia do automóvel”, diz Björn Annwall.

A fabricante sueca realizou ainda um refinamento gráfico na interface Sensus para os usuários tanto do novo XC60 quanto na sua Série 90 de automóveis, melhorando sua utilidade ao apresenta um design renovado, limpo e atraente. O desenho da interface Sensus – que transformou a central de infoentretenimento numa das mais premiadas do mundo – será também instalado nos veículos já existentes da Série 90 nas próximas paradas para manutenção e revisão na rede de concessionárias.

“À medida que aprendemos mais sobre a interação de nossos clientes com o sistema, refinamos a lógica e o design para facilitar o uso e aprimorar seu visual. A interface atualizada foca na experiência de navegação dentro do carro, uma de suas principais aplicações”, conta o vice-presidente de Software & Eletrônica da Volvo, Ödgärd Andersson.

As atualizações do novo Volvo On Call serão válidas para todos os modelos novos da marca e para os carros equipados com o dispositivo a partir de 2012.

O Volvo On Call foi um dos primeiros serviços telemáticos para automóveis, lançado em 2001. Foi desenvolvido, inicialmente, como sistema de segurança para serviços de emergência quando o usuário necessitava de assistência na estrada. O sistema permite que os veículos roubados sejam rastreados e, ao longo do tempo, a marca acrescentou uma ampla gama de funções ao serviço de assinatura, que possibilita ao cliente ficar em contato com seu automóvel em qualquer lugar. Nos últimos anos, o programa cresceu para ser uma plataforma de conectividade e conveniência.

Tags, , , , ,

Volvo Cars inclui nos novos carros da Série 90 Skype for Business da Microsoft

Join Skype for Business meeting in a Volvo car

A Volvo anunciou que apresentará o Skype for Business, o aplicativo líder de produtividade colaborativa da Microsoft, para os novos carros da Série 90. A montadora sueca é a primeira empresa a lançar uma ferramenta de produtividade em veículos.

“Diversas pessoas já tentarem participar de conferências dentro do carro e, ao sentarem, se atrapalharam ao mexer no celular ou até mesmo deixaram cair, não é nada prático. Além disso, celular e direção não combinam. Com a adição do Skype for Business, todas essas questões irão melhorar”, disse Anders Tylman-Mikiewicz, vice-presidente de Serviços de Conectividade do Grupo Volvo Cars.

O Skype for Business é utilizado por milhões de pessoas no mundo. Nos novos carros da série 90 da Volvo, as pessoas serão capazes de ver as próximas reuniões, acessar os detalhes dos participantes e poderão entrar nas reuniões com apenas um clique, por meio da tela central.

“O Skype for Business representa um grande avanço para a nossa proposta de conectividade e comunicação dentro dos carros. Com o lançamento de veículos autônomos, a Volvo permitirá que as pessoas reduzam o tempo de suas jornadas no trabalho. Esta inovação irá nos permitir enxergar uma nova maneira de passar o tempo dentro dos carros “, disse Anders Tylman-Mikiewicz.

As diversas inovações da Volvo baseiam-se no desejo da montadora de facilitar e assegurar a vida dos seus clientes utilizando a mais recente tecnologia de forma inteligente.

Com a parceria da Microsoft, incluindo também a exploração do sistema Cortana, o assistente pessoal e inteligente da Microsoft, a empresa tem a intenção de agregar reconhecimento de voz e insights contextuais para apoiar a vida das pessoas ao prever ativamente suas necessidades.

“A Volvo Cars está liderando o caminho, pois reconhece que a natureza do trabalho é cada vez mais móvel. As pessoas precisam ser produtivas de qualquer lugar – incluindo seus carros “, disse Ben Canning, diretor de gerenciamento de produtos da Skype para a Microsoft. “Estamos animados ao proporcionar reuniões mais modernas para os clientes da Volvo.”

Trabalhar em conjunto com a Microsoft e a Ericsson, que fornecem soluções baseadas na nuvem para a Volvo Cars, faz com que a empresa sueca continue a desenvolver e fornecer serviços e recursos visionários para sua crescente base de clientes.

“O conceito de carro conectado é algo com que trabalhamos há anos na Volvo. Desde os aparelhos internos da década de 1980 e início da década de 1990, até a nossa funcionalidade de mãos livres com o Bluetooth®, compreendemos a importância de tornar a vida mais fácil para as pessoas que estão em movimento, mantendo um foco na segurança e minimizando a distração dos condutores ” Acrescentou Anders Tylman-Mikiewicz.

Tags, , , , ,

Veículos autônomos darão mais segurança, mobilidade e melhores condições ambientais, aponta estudo

view.aspx

Quando os veículos autônomos estiverem presentes no ambiente urbano, teremos mais segurança, mais mobilidade e melhores condições ambientais. Isso é o que mostra o estudo Self-Driving Vehicles, Robo-Taxis, and the Urban Mobility Revolution, produzido pelo The Boston Consulting Group (BCG) em parceria com o World Economic Forum, que analisou os impactos da presença de carros autônomos em ambientes urbanos.

De acordo com o estudo, a popularização de carros autônomos e táxis autônomos (carros que se dirigem sozinhos e servem como transporte para o público de ambientes urbanos) resultaria em 60% menos carros nas ruas, reduzindo o congestionamento e gerando outro grande impacto: diminuição de 90% no número de acidentes entre veículos.

Para entender o que a população espera desta tecnologia o BCG entrevistou 5.500 pessoas de 27 países. Entre os entrevistados, 58% andariam em um carro completamente autônomo e 69% afirmaram que pegariam um carro parcialmente autônomo.

Os benefícios também seriam ambientais, com diminuição de 80% na emissão de gases poluentes. A pesquisa também aponta que a maioria da população espera novas formas de alimentação para esses veículos. Entre eles, 29% acreditam que eles serão elétricos e 37% acreditam que híbridos. Apenas 9% acreditam que serão movidos por combustíveis, assim como os carros atuais.

No entanto, os carros tradicionais ainda são preferência de 46% dos entrevistados. Veículos autônomos ainda geram insegurança e apreensão:A falta de conhecimento sobre a tecnologia (para 27%), a possibilidade de ataques virtuais (para 23%) e o medo de uma pane geral (20%) são preocupações apresentadas pelos participantes da pesquisa.

Tags, , , , , ,

Grupo PSA adquire participação na TravelerCar, uma startup que oferece novas soluções de estacionamento e locação de veículos

view.aspx

O investimento na TravelerCar representa uma nova etapa para o Grupo PSA. O Grupo dá seguimento à implementação do seu plano estratégico para 2016-2021, o “Push to Pass”, para tornar-se um fornecedor de serviços de mobilidade mundialmente reconhecido pelos clientes. Para isso, no último mês de abril, o Grupo PSA anunciou que vai aplicar a quantia de 100 milhões de euros em capital de risco para investir em empresas da área da mobilidade.

Para atender as novas expectativas de consumo

O carro é um meio de mobilidade; a sua imobilização prolongada deve ser evitada e a frota existente deve ser utilizada. A TravelerCar propõe três tipos de serviços disponíveis nos aeroportos, estações ferroviárias e no centro das cidades para facilitar o dia a dia dos proprietários e locatários de veículos:

• Uma oferta de estacionamento gratuito para os proprietários que disponibilizarem seus veículos para a locação. Além disso, se o veículo for alugado, os proprietários são remunerados. O carro é protegido por um seguro total e a TravelerCar administra o processo de A a Z.

• Uma oferta de estacionamento com preço preferencial para os proprietários que não desejarem compartilhar seus veículos.

• Uma oferta de locação de veículos entre pessoas com preços reduzidos. Este serviço é prestado pelas agências da TravelerCar, que garantem a ligação entre os locatários e os proprietários.

A TravelerCar propõe um serviço vantajoso para todos e encarrega-se de tudo. Ela oferece um modelo híbrido entre os serviços de uma agência de locação convencional e uma plataforma de contatos entre as pessoas, proporcionando aos usuários o benefício de um serviço de qualidade, ao mesmo tempo em que adota uma atitude ecologicamente responsável.

A start-up, criada em 2012, conta atualmente com 80 agências e mais de 100 mil usuários em 6 países: França + DOMTOM (departamentos e territórios ultramarinos da França), Espanha, Países Baixos, Alemanha, Suíça e Bélgica.

Brigitte Courtehoux, Diretora da Business Unit “Serviços Conectados e Novas Mobilidades” do Grupo PSA, afirmou: “Uma das respostas aos novos modos de consumo do automóvel é oferecida pelas soluções imaginadas pela TravelerCar. Trata-se de uma nova experiência de mobilidade, à qual o Grupo PSA se associa. Graças a esta parceria com a TravelerCar, o Grupo PSA dá seguimento à implementação da estratégia que adotou para ser um importante player nesse novo ecossistema”.

Para Ahmed Mhiri, fundador da TravelerCar: “Estamos à escuta de nossos usuários e oferecemos serviços adaptados às suas expectativas. O carro é um recurso que pode ser lucrativo para o seu proprietário quando não está sendo utilizado. Não se trata unicamente de compartilhamento do veículo, pois nós também propomos uma solução às pessoas que não desejam alugar os seus carros. Graças a esta parceria com o Grupo PSA, a TravelerCar poderá atingir mais rapidamente a sua próxima etapa de desenvolvimento e implantar sua oferta de serviços em outros países europeus”.

Tags, , , , , , , ,

Ford firma parceria para serviços de mobilidade na nuvem

view.aspx

A Ford anunciou uma parceria com a Pivotal, empresa líder de tecnologia de software baseada na nuvem, para serviços gratuitos de orientação, aplicativos e soluções de mobilidade para os consumidores. Essa operação é um importante passo na introdução do FordPass, novo serviço de conectividade marca, que deve ser iniciado em abril na América do Norte, antes de chegar a novos mercados, como o Brasil, no final do ano.

O FordPass faz parte dos planos da Ford de se transformar em uma empresa líder na fabricação de automóveis e de soluções de mobilidade, “reinventando” a relação com o consumidor. O serviço será disponível tanto a proprietários de veículos Ford como de outras marcas. A proposta é oferecer dia e noite, via smartphone, orientação de assistentes pessoais sobre a melhor forma de chegar ao seu destino e reservar estacionamento, entre outras facilidades.

Os veículos Ford equipados com o SYNC Connect acessarão o FordPass também para partida remota, travamento e destravamento das portas, checagem do nível de combustível, óleo, bateria, pressão dos pneus, bem como localização onde ele está estacionado.
Tecnologia de ponta

A parceria com a Pivotal dá a Ford acesso a uma série de softwares desenvolvidos com tecnologia de ponta e uma plataforma de computação em nuvem de grande capacidade. Ela permitirá aos engenheiros das duas empresas desenvolver continuamente novas experiências para os associados do FordPass, com a velocidade de uma start-up.

“Trabalhando em parceria com a Pivotal, a Ford poderá rapidamente adicionar novos recursos e soluções de mobilidade para os associados do FordPass, da maneira que melhor atenda as necessidades de cada um”, diz Elena Ford, vice-presidente de Experiência do Consumidor e Distribuição Global da Ford. “O objetivo é oferecer conveniência e facilidade para os consumidores chegarem ao seu destino, sejam eles proprietários de um veículo Ford ou não.”

Um dos primeiros programas beneficiados por essa parceria é o serviço de carona inteligente para os empregados da sede da Ford em Dearborn, EUA – o Dynamic Shuttle –, iniciado como projeto piloto. Quando um usuário faz um pedido de carona, o software determina qual o melhor veículo para atender a solicitação sem aumentar o tempo de viagem dos passageiros que já estão a bordo, informando o tempo de espera e duração do trajeto. Se o passageiro aceitar, o pedido é enviado para a interface de navegação do motorista, junto com a rota mais eficiente para atender as solicitações de todos os passageiros.

“Há mais de 100 anos, a Ford transformou o modo como o mundo se move. Agora, a parceria com a Pivotal permitirá à Ford fazer isso novamente, oferecendo uma grande variedade de serviços de mobilidade por meio do FordPass”, afirma Rob Mee, presidente da Pivotal.

Tags, ,